Três Amores

Três Amores Roberta Martins




Resenhas - Três Amores


5 encontrados | exibindo 1 a 5


Thaisa 19/12/2016

Uma história que nos faz pensar...
Alguns livros possuem o dom de me deixar sem palavras. Fico horas tentando escrever e simplesmente não encontro palavras, apenas só consigo sentir. Três Amores faz parte dessa categoria de livros… daqueles que fica difícil colocar no papel toda carga de emoções que a leitura me proporcionou.

Não, ele não é um livro denso ou intenso demais. Pelo contrário, ele é leve e gostoso de ler. Prende e envolve o leitor, mas o grande x da questão é que ele te faz pensar. E pensar muito. Enquanto fui conhecendo a vida de Caruso, Ângela e Paty, fui pensando em minha vida, nas minhas relações familiares e em como, mesmo em meio a tantas diferenças, somos capazes de amar incondicionalmente.

Roberta nos conta uma história. Uma história de amor, de família, de diferenças que fazem muita diferença, mas que acima de tudo há o respeito e aceitação dessas diferenças. Família é isso afinal de contas! Amamos a cada um com seus defeitos e qualidades, certo?

O livro é um prato cheio para os amantes de história e política. O enredo é recheado de acontecimentos passados e recentes. Por se passar na cidade de São Paulo, acompanhamos acontecimentos históricos de nosso país, como os caras pintadas, por exemplo.

Uma coisa que gostei bastante e tornou a leitura dinâmica foi a forma como a autora desenvolveu a estrutura da narrativa. O livro, ora é narrado em primeira pessoa (3 visões diferentes: Caruso, Ângela e Patrícia), ora em terceira pessoa (um narrador misterioso que descobrimos quem é no final). Além de conhecer esses 3 pontos de vista diferentes na história, o texto mescla passado e presente, dando assim, a chance ao leitor, conhecer bem a personalidade de cada personagem.

Me apaixonei por Caruso. Quero um marido igual a ele! Acho que foi com ele que senti mais afinidade, apesar de gostar bastante de Ângela e admirar seu jeito de ser. A construção de cada personagem foi muito bem feita e pude sentir o aconchego do lar.

Essa é uma leitura que super recomendo para todos. A autora, além de nos fazer pensar sobre conceitos familiares, faz uma ótima crítica política e à nossa sociedade. Até eu que não gosto muito de política, comecei a concordar com os ideais de Caruso!

Resenha publicada no blog Minha Contracapa:

site: http://minhacontracapa.com.br/2016/12/resenha-tres-amores-de-roberta-martins/
comentários(0)comente



Fernanda 12/01/2017

Três amores
Resenha no blog ♥

site: http://www.segredosemlivros.com/2017/01/resenha-tres-amores-roberta-martins.html
comentários(0)comente



Lora 21/02/2017

Mais que amar, é cuidar
Caruso, um professor apaixonado por sua profissão, um professor que ensina seus alunos a ouvirem, que os ensina como se impor quando algo está errado, um professor que se dedica inteiramente naquilo que faz e que não usa o rótulo “ classe social” como pedra de tropeço ou obstáculo para alcançar os mais oprimidos pela sociedade. Mas acima de tudo, um marido completamente apaixonado por sua mulher e um pai totalmente dedicado no desenvolvimento da filha.

ngela, uma secretária dedicada, que desempenha com excelência qualquer papel que lhe é definido, uma mulher vaidosa, uma mãe preocupada e extremamente dedicada.

Paty, a filha rebelde, sonha em viver a vida à sua maneira e ser livre. Conquistar a maioridade e a sua liberdade são seus maiores desejos. Criada por pais pensadores e estudiosos, Paty vê o mundo à sua maneira e, assim como o pai, procura sempre fazer o que é certo.

A resenha de hoje começou um pouco diferente, eu apresentei um pouquinho dos personagens primeiro para que vocês pudessem conhecê-los antes de falar da história.

Então vamos lá…

Quando começamos a leitura nos deparamos com Caruso falando sobre ngela, sua esposa, e o quanto ele a ama. Então, partindo daí, pressupomos que a história narrará o relacionamento dos dois, mas logo somos surpreendidos e descobrimos que não.

Durante todo o livro nós nos deparamos com fatos históricos e características nacionais que, muitas vezes, passam despercebidas no dia a dia. De uma forma bem sútil, a autora nos mostra como os acontecimentos do passado afetam o nosso agir, pensar e até mesmo o falar.

Estamos acostumados com histórias 8 ou 80, onde ou romance é o foco ou os fatos históricos são quem predominam, é difícil encontrarmos um meio termo. Mas a autora conseguiu desenvolver um meio termo com excelência, a história ficou tranquila, a leitura gostosa, e as informações são passadas de forma clara, objetiva e nada cansativas. (Acredito ter aprendido mais sobre a história com o livro do que com alguns professores).

Quase no fim do livro nós criamos diversas hipóteses para definir o fim da história, são milhares de opções e circunstâncias consideradas que, quando acabamos, ficamos estáticos ao perceber que já sabíamos o fim desde o começo (ironia aqui), só nunca fomos ágeis o suficiente para reconhecer.

Para quem gosta de romances alternativos (isso existe?), digo gosta de romances sem clichês e que foquem mais nos acontecimentos do que no romance, ou gosta de livros com fatos históricos reais (estilo os livros do Dan Brown, mas de forma reduzida), Três amores é uma ótima escolha.

O livro também é excelente para quem curte uma maratona, são 164 páginas super tranquilas de ler e se envolver.



site: http://fonteliterarias.blogspot.com.br/2017/02/resenha-booktour-tres-amores.html
comentários(0)comente



Silvana - Blog Prefácio 22/04/2017

Em Três Amores vamos conhecer Carlos Augusto Martinelli Junior, ou apenas Caruso como é mais conhecido. Ele é um professor de história que leciona em uma escola publica do ensino médio na periferia de São Paulo. Ele é um idealista que acredita que com suas ideias e ensinamentos ele consegue mudar o mundo. Por isso ele se esforça para ser o melhor professor que pode e sua missão é conscientizar seus alunos da necessidade de aprender a ouvir para então questionar e reivindicar nossos direitos e assim construir uma sociedade mais justa e evoluída.

Mas ele é muito introvertido quando o assunto é mulheres. Por isso que quando conhece Ângela, a secretária da escola onde ele vai lecionar, ele fica mudo e se apaixona por ela a primeira vista. Ângela é o oposto dele. Ela é desinibida, falante e sua voz parece música aos seus ouvidos. E ela é muito vaidosa e gosta de estar sempre muito bem apresentável. E essa diferença entre eles foi o que conquistou Ângela. Ele era tão diferente dos outros, educado, um perfeito cavalheiro e acreditava tanto em direitos iguais, em melhorias na educação e no governo, que estar com ele elevava sua autoestima.

E esse amor entre eles gerou um fruto, Patrícia. Caruso queria que ela se chamasse Leni, em homenagem a Lenin, mas Ângela não quis nem ouvir. E Caruso faz todas as suas vontades. Quando o assunto é a Ângela, Caruso fica cego. E Ângela criou Patty para ser uma cópia dela. Ela era sua menininha, ela não queria dividir Patty com ninguém. Mas nem tudo na vida acontece como queremos e Patrícia puxou ao pai. Ela é forte e decidida e as vezes estuda tanto, que até descuida da sua aparência, o que deixa Ângela chocada. E ainda por cima está estudando jornalismo.

Então quando conhecemos nossos protagonistas, vamos acompanhar a história deles em uma narrativa, ora em primeira pessoa na visão de cada um dos três, e ora por um narrador desconhecido, que só vamos conhecer no final do livro. E a narrativa se alterna entre passado e presente. Vamos acompanhar desde o começo do namoro de Caruso e Ângela, até os dias atuais, mais de vinte anos depois. E temos uma história que mescla ficção com muita realidade. Para os fãs de história e politica, esse é o livro a ser lido. Vamos acompanhar pelos olhos dos personagens desde à queda do muro de Berlim, o movimento dos caras pintadas, as Diretas Já, até o impeachment atual.

Quem me conhece sabe que História sempre foi a matéria que eu mais tive dificuldade na escola. Simplesmente não entrava na minha cabeça e acreditem, eu aprendi muito com esse livro. Acredito que são livros como esse que deveriam entrar na grade escolar, livros onde acompanhamos uma história fictícia mas que insere fatos e acontecimentos reais de uma forma agradável e não "obrigatória". É uma forma muito mais fácil de aprender, principalmente assuntos tão difíceis como politica, que a maioria do povo torce o nariz, mas que é essencial que todos saibam o que está acontecendo no nosso país.

Os personagens poderiam ser alguém que eu você conhecemos. Afinal quem não conhece alguém como o Caruso que deseja mudar o mundo. Ou como a Ângela que é vaidosa e valoriza a beleza, mas não esquece do amor pelo marido e pela filha. Ou então alguém como a Patricia que não aceita as coisas como são e luta pelo o que quer até conseguir. Por isso eu indico esse livro. Por ser um romance com personagens praticamente reais e que nos faz refletir sobre as coisas que nos rodeiam sem ser enfadonho. E tem um pequeno suspense para saber quem é o narrador oculto. Quanto a edição do livro, não posso dizer muita coisa já que li o e-book. mas gostei muito dessa capa.

Obrigada à editora por ter cedido o exemplar para a resenha.


site: http://blogprefacio.blogspot.com.br/2017/04/resenha-tres-amores-roberta-martins.html
comentários(0)comente



Samara 22/04/2017

Três Amores
? Três Amores
? Roberta Martins
? 161 páginas
?Editora Jaguatirica
? 3,5
*Livro disponibilizado pela editora*
?
?
Caruso, um professor de história, apaixonado por sua mulher é um socialista exemplar.
Ângela, uma linda mulher de família italiana, secretaria na escola onde Caruso trabalha e querida por todos a sua volta.
Patrícia , filha do casal , menina de opinião forte, que vai atrás do que quer, herdeira da beleza da mãe e convicção do pai. Apaixonada pelo que faz, Patrícia se torna Comunista como o pai, e vai dando continuidade ao sonho do pai.
Caruso e Patrícia vem lutando pra uma sociedade igualitária, eles lutam juntos para um dia mudar o mundo. Ângela no entanto , se limita a apoiar sempre seu marido e sua filha em sua longa jornada.
?
Para mim o ponto mais interessante desta história é o conhecimento que ele passa, a pelo fato do Caruso ser professor e eles estarem vivendo em plena guerra entre os Capitalistas e os Socialista , este livro nos trás muitos conhecimentos , sobre essa guerra , e acabamos aprendendo bastante sobre o nosso passado.
Com uma narrativa dividida em 4 partes, permitindo conhecer melhor cada personagem, deixando um narrador por desconhecido o que da a impressão de que eles estejam sendo entrevistados.
?
Obrigada Editora Jaguatirica pela oportunidade de ler esta obra.
comentários(0)comente



5 encontrados | exibindo 1 a 5