Adelphos

Adelphos M. Pattal




Resenhas - Adelphos


23 encontrados | exibindo 1 a 16
1 | 2


Rafaela - @esculpindoaboboras 16/12/2020

Uma história de superação!
Dan, Mila e Enzo: três jovens cheios de sonhos, de diferentes regiões do Brasil; Dan tem uma perna amputada, Mila tem sua visão comprometida por glaucoma, e Enzo é surdo. Mas isso nunca os privou de nada. Ambos treinam arduamente para participar das Olimpíadas.
Certo dia, uma luz chamou atenção deles e a curiosidade os levou ao mundo de Oykos; um lugar com seres diferentes de tudo que já viram: poderosos, inteligentes, valentes, mágicos. Os três surgiram neste mundo, cada um em uma terra diferente, sem qualquer explicação. Ao encontrarem alguns residentes, descobriram que possuíam a marca de Pneuma e a Pistis, algo que somente os Adelphos (povo que luta contra Ponéros, dragão governante do mundo) possuem. E o mais intrigante de tudo é que suas marcas estavam mais fortes do que todas as outras. Será que eles têm alguma relação com a Profecia?
Por sorte, encontraram boas pessoas que logo embarcaram numa viagem com eles para Adelphia para tentar entender o que estava acontecendo.
Assim, a aventura começa. O caminho não é fácil. Além das criaturas contra quem eles precisam lutar, os aspectos físicos de cada terra não os ajuda muito; um trajeto cheio de obstáculos e muita perseverança.
Essa foi uma das histórias mais lindas que já li esse ano. Cada capítulo me fez refletir TANTO! Não sei se as analogias com situações reais foram propositais, mas para mim foi inevitável. Sem contar os personagens extremamente cativantes.
Eu li pouquíssimos livros com protagonistas PCD e fiquei tão feliz e ansiosa para conhecer essa história quando soube que tinha essa representatividade. A forma abordada pelo autor foi tão sensível!
A narração é em 3° pessoa e os capítulos são intercalados entre os três jovens, nos permitindo conhecer melhor todos eles. Apesar dos vários nomes diferentes dos grupos, a linguagem é bem simples, deixando a leitura leve e envolvente. No começo pode parecer confuso, mas logo você já se habitua.
Se você; gosta de fantasia PRECISA conhecer essa obra emocionante!

site: https://www.instagram.com/p/CGlZH8rDtbF/
comentários(0)comente



CT dos Livros 06/03/2019

Adelphos
“Unidos somos mais fortes. ”
.
Enzo, Mila e Dan três jovens brasileiros com deficiência que lutam para participar da olimpíada, sim meus amigos na olimpíada normal e não da paraolimpíada. Enzo é surdo e compete no tiro com arco, Dan usa uma prótese na perna esquerda e compete no atletismo e Mila tem glaucoma de nascença e compete na ginastica artística.
Certo dia esses jovens são levados por uma luz misteriosa a um novo mundo chamado de Oykos, mundo esse que está sobre o domínio do dragão Ponéros.
Esses jovens buscaram resposta para estarem naquele lugar misterioso e cheio de perigo enquanto buscam um meio de voltar para Terra, logo eles descobrem que o único meio de sair é ganhando os jogos da liberdade.
Esse livro é uma fantasia com um novo mundo e várias raças, desde as comuns dos anões e gigantes, temos algumas diferentes como a raça dos Sóphos a raça dos sábios que aparentam ser humanos normais exceto pela cabeça bem grande (para armazenar todo conhecimento), temos também as raças dos navegadores, e dentre todas essas raças de nascença tem a raça dos Adelphos, onde teoricamente ninguém nasce Adelphos na verdade você vira um quando acredita nas palavras de Pneuma e receber a Pistis.
Olha esse sem dúvida foi um excelente livro, ele tem tudo que uma boa fantasia pede, lugares fantásticos, personagens relevantes e cativantes, um grupo de vilões misteriosos. .
A depender do seu estilo de leitura um ponto negativo pode ser seu ritmo acelerado que muitas vezes criava uma certa expectativa e na hora “h” só temos o resultado final dos fatos e não a descrição de como decorreu ou então o ritmo acelerado pode ser um dos pontos fortes pois dá uma dinâmica muito boa a história, a divisão de capítulos ajuda a manter esse ritmo pois sempre está acontecendo algo. Outro ponto positivo nesse livro são seus ensinamentos de valores que todos precisam como, respeito, humildade, amor, e amizade.
Por isso amigos recebam suas Pistis, creiam em Pneuma e saibam que devemos:
“Promover o bem e resistir ao mal. ”
.
.
Avaliação: ★★★★✩

site: https://www.instagram.com/p/BtjK_ihFsC8/
comentários(0)comente



Vita Literária 18/02/2019

Resenha Parceira "Adelphos - A Revelação " Autor M.Pattal
🏃Resenha Parceira "Adelphos - A Revelação " Autor M.Pattal
Editora Pendragon 370P/2016 - Fantasia/Aventura/YA

👑 "Há milhares de anos uma profecia dizia que a "Revelação" aconteceria, precedendo o regresso do Rei Sótyras para acabar com o domínio do dragão"

🏃🏻Três adolescentes de estados diferentes e que não se conhecem, tem em comum a superação das suas deficiências físicas e o esporte. O maior desafio deles era enfrentarem os problemas familiares.

"Limitação não quer dizer que são incapazes, pelo contrário."

🏃🏽De forma inusitada esses atletas são atraídos por uma luz misteriosa e transportados para diferentes regiões de um mundo chamado Oykos que está sob o domínio do Dragão. Sem saber por que foram parar lá, Enzo, Mila e Dan vão descobrindo aos poucos esse mundo novo e partem para uma aventura em busca de respostas com ajuda de alguns aliados.

🏃🏾Em Oykos estão sendo feitos os preparativos para os Jogos da Liberdade, que na verdade são mortais e que pode alterar o destino de todos os habitantes daquele mundo.

"Três atletas em um mundo totalmente bizarro e se preparando para as olimpíadas"

🏃🏿Mas essa jornada não será nada fácil pois terão de enfrentar os terríveis Éktros, seres das trevas a mando de Póneros o Dragão, que irão tentar impedi-los a todo custo de chegar a terra de Adelphia.

🏃Será que conseguirão enfrentar os perigos que lhe esperam e cumprirem o propósito no qual foram designados e assim conseguirem voltar para casa?

"A verdadeira deficiência não é a do corpo, mas a que se passa no coração e tem a ver com o caráter"

👩🏻‍💻 O autor criou uma mitologia muito bacana em um mundo fantástico onde os protagonistas são totalmente cativantes e bem construídos. Á história é uma grande aventura e os seres sombrios não assustam. Sendo recomendado para todas as idades principalmente os adolescentes e quem gosta de um enredo leve.
São três acontecimentos que ocorrem em lugares diferentes, portanto, são narrativas que se alternam entre os personagens ja que não se encontram, tornando um pouco repetitiva as descobertas feitas por eles. A escrita é bem detalhada tornando a trama um pouco extensa.

É uma história incrível que me fez refletir sobre diversos aspectos como superar as limitações, sejam elas físicas, psicológicas ou impostas e buscar a nossa força interior através da amizade e do respeito. Estou super curiosa pela continuação ja que o autor deixou um gancho para isso.

"Para enfrentar uma realidade , as vezes se faz necessário viver uma outra"

👨🏻‍💻 O autor mora em São José dos Campos com sua esposa Sandra e a filha Helena e é apaixonado por literatura desde os 9 anos, quando leu seu 1º livro, teve 2 romances publicados pela Série Promessas e costuma dialogar em suas obras, através de uma linguagem simples, temas do cotidiano juvenil. Adelphos é seu 1º livro de fantasia.

🐉 A editora Pendragon sempre caprichando na edição. Com dois mapas para o leitor se situar na história. Excelente capa, diagramação, fonte, gramatura e folhas amarelas.

🖥 Vocês podem comprar pela loja da editora lojapendragon.com.br e Amazon (fisico e ebook)

👩🏻‍💻Resenhista: Luciana Assumpção / IG @vicioliterariobylu
lunnah@icloud.com

site: https://www.instagram.com/vicioliterariobylu/
comentários(0)comente



Gustavo Barberá 17/02/2019

Um livro incrível!!!
Título Original: Adelphos – A revelação
Autor: M. Pattal
Ano: 2016
Editora: Pendragon
Páginas: 372
Onde comprar: Amazon

Obra gentilmente cedida pelo autor.

Imagine você em suas atividades cotidianas do nada perceber uma luz se aproximar e de repente ela te teletransporta para um local místico, repleto de magia, onde existem pessoas do bem e seres das trevas. Isso é o que você encontrará em “Adoelphos – a revelação”, portanto aperte bem os cintos e se prepare para essa incrível viagem fantástica.

A história gira em torno de três jovens que são deficientes físicos. Enzo, que é surdo; Mila, vítima de glaucoma que a deixou quase cega e Dan, que perdeu uma perna em um acidente ferroviário. Ambos são teletransportados através de um raio de luz mistérios até um mundo denominado Oykos, e para conseguirem voltar para suas casas, precisarão chegar até a Terra de Adelphia, mas durante o trajeto, seres das trevas, chamado Éktros tentarão impedi-los e para isso precisarão enfrentar os perigos que virão pela frente.

Esse livro realmente pode-se ser chamado de fantasia. O escritor foi fabulosamente criativo em desenvolver uma trama que prende sua atenção em todos os capítulos, fazendo devorar a obra em poucos dias, pois a vontade de saber o que irá acontecer nos capítulos seguintes te consome. A história é repleta de ação e surpresas de arrepiar.


“O ser era um misto de homem com fera. De sua boca escorria uma gosma e seus olhos avermelhados demonstravam muita fúria. Ele urrava e alternava seus movimentos sobre as duas pernas e imitando um quadrúpede. Roupas rasgadas e fétidas cobriam o seu corpo”.


O livro é extremamente organizado. Antes de começar a história, há uma introdução explicando cada ser fantástico presente e mapas para te auxiliar durante a leitura, para ficar sabendo em que local os personagens estão. E falando neles, há muitos personagens na história, mas como a história é muito bem escrita, não tem como se confundir, eu pelo menos não passei por isso. No início precisamos ler com um pouco mais de atenção, mas logo nos familiarizamos com os nomes.

Narrada em terceira pessoa, a obra possui um enredo intenso e surpreendente com muita magia, lutas, lições de vida e aprendizado e reflexões. Ao ler a sinopse, pensei a história iria ser contada com os três adolescentes juntos, mas na verdade cada um possui sua própria narrativa dentro da obra, sendo mais para frente o encontro para finalizar o livro. E essa ideia criada pelo escritor, foi brilhante.

“A reputação nem sempre está relacionada ao caráter. Caráter é aquilo que você é. Reputação é aquilo que dizem que você é”.


O livro possui uma capa belíssima, parece que ela nos chama para participar da história, ele possui uma diagramação muito confortável, uma material resistente e um papel agradável de sentir-se. Os capítulos são curtos, o que eu gosto muito, pois fez a minha leitura render muito. Resumindo: esse livro não tem o que colocar defeito, ambos a parte física como a sua história são perfeitos.

E ainda quem não leu “Adelphos – a revelação”, não imagina o que está perdendo. Se você é fã de uma boa história de fantasia, corra e garante logo o seu exemplar, que estará fazendo um excelente investimento. Eu recomendo ao extremo a leitura dessa obra que te fará ficar ansiosamente a espera do segundo volume que está por vir.

@Gustavo Barberá – 17/02/2019.


site: http://www.leituraenigmatica.com
comentários(0)comente



Tati Iegoroff (Blog das Tatianices) 14/02/2019

Quando realidade e fantasia se encontram
Não posso começar essa resenha sem deixar de dizer que me apaixonei por Adelphos. Quando li o prólogo da obra eu quase desanimei, pois não estava entendendo nada: um monte de nomes difíceis, um mundo totalmente diferente do nosso. E olha que até mapa tem nesse livro. Naquele momento, pensei comigo: “a leitura será longa e pedregosa como parece ser esse mundo aí…”. Mas, longe disso, a narrativa de Adelphos me envolveu até a última página e agora tudo o que possa fazer é aguardar ansiosamente uma continuação.
Os capítulos do livro são curtos e a narrativa é sempre interrompida em um momento perfeito para prender o leitor. Além disso, a história vai alternando entre os passos dos personagens principais e também de outros personagens não menos importantes para o desenrolar dessa história.
Logo no começo do livro conhecemos, em primeiro lugar, Enzo, um carioca surdo e praticante de tiro com arco. O jovem sonha participar das Olimpíadas e, para isso, treina duro. Além do tiro com arco, esse personagem também gosta de MMA e de nadar. Por ser surdo, Enzo tem problemas com seu pai, que o despreza por sua deficiência.
Depois de Enzo, somos apresentado a Milena, que será chamada de Mila ao longo de toda a história. Ela mora em Santa Catarina e nasceu com um sério glaucoma que a deixou praticamente cega. Ainda assim, ela treina para participar das Olimpíadas como ginasta. Além disso, Mila também pratica Kitesurf. Mila sofre nas mãos de sua madrasta, que a considera uma incapaz.
Por fim, conhecemos Danilo — ou Dan —, um baiano que perdeu uma das pernas após um acidente e que usa uma prótese. Ele treina para poder competir no atletismo das Olimpíadas, além de gostar de praticar escalada. Ele vive com a avó, pois seu pai o abandonou quando ele nasceu e sua mãe o abandonou depois que ele perdeu a perna.
Com essa “pequena” introdução já podemos perceber que esses três jovens têm muito em comum, apesar de morarem em regiões distintas desse nosso Brasil. Mas as coincidências não param por aí: um belo dia, enquanto estão relaxando em diferentes tipos de águas — Enzo na piscina, Mila na Lagoa e Dan em uma cachoeira — eles avistam uma luz e são sugados por ela….
Essa luz os transporta para um outro mundo. E é nesse mundo que tem aquele monte de nome estranho que vi no prólogo e que eu não estava entendendo nada. Mas, aos poucos, passamos a compreender cada detalhe. Vamos desvendando cada canto desse estranho mundo com Enzo, Mila e Dan e também com os companheiros que eles encontram pelo caminho.
O mundo para o qual eles são transportados chama-se Oykos e está dividido em 12 terras: Kéfali, Láthos, Pólemos, Dásos, Agrótis, Metallórykos, Ámnos, Zóa, Mýga, Sóphos, Neró e Adelphia. Cada uma dessas terras possui um lema e, antes de exemplificar, preciso dizer como esses lemas — e tantas outras passagens do livro — fizeram com que eu enxergasse essa história de maneira metafórica. Mas vamos ao exemplo e daqui a pouco me aprofundo nisso. O lema de Agrótis, a terra que cuida dos grãos e alimentos que servem a todas as outras terras é apresentado e explicado na seguinte passagem:
” — Nosso lema é: ‘Semear, Cuidar, Crescer e Colher’. Isso vale não apenas para os cereais, mas também para as nossas vidas. Tudo o que semeamos na vida, com certeza colheremos”
Adelphos (p.63)
Percebem o porquê de minha leitura metafórica? O trecho acima passa muito bem do concreto para o metafórico, o que nem sempre é tão explícito ao longo do livro. Mas até mesmo Oykos, como um todo, não seria um imenso refúgio necessário para os três jovens que sofrem tanto em suas realidades?
Mas não se enganem: Oykos está muito longe de ser um mundo perfeito. Ali o bem e o mal estão em constante disputa pela dominação total das terras. A opressão ocupa lugar de destaque, ainda que Oykos tenha tudo para funcionar de maneira harmoniosa.
E se quando mencionei o fato de que em Oykos existem 12 terras você — assim como eu — lembrou-se de Jogos Vorazes, é porque ainda não mencionei os Jogos da Liberdade (que apesar do nome, são horríveis), em que cada terra deve enviar um “tributo” para uma ilha onde vivem os prisioneiros de Oykos e as criaturas que foram totalmente dominadas pelo ódio e pelo mal. Vencem aqueles que conseguirem atravessar a ilha e chegar vivos ao outro lado, o que está bem longe de ser uma tarefa simples.
Já deu para imaginar as encrencas que Enzo, Mila e Dan encontrarão pela frente, não? E é incrível ver como tudo é minimamente pensado e construído nessa história. O livro pode até parecer grande, mas não há uma palavra supérflua ali. Fora as milhares de lições de vida e tapas na cara que recebemos ao longo da leitura.
Eu até diria que esse livro me apareceu no momento certo, mas não acho que existiria um momento “errado” para ele aparecer. Um livro que fala sobre amizade, sobre perdão, sobre superação, sobre empatia… Enfim, um livro que fala sobre tantas coisas bonitas certamente poderá te ajudar nos mais diversos momentos de sua vida, seja uma briga banal, um briga séria, um momento de dor, de reflexão e até em momentos de alegria. Adelphos é uma história que nos reconhece como humanos e que nos faz pensar sobre os poderes que temos por sermos quem somos.
Se você gosta de histórias de fantasia, mas que sabem mesclar perfeitamente a realidade; se você gosta de livros que te fazem refletir, mas que ao mesmo tempo ajudam a distrair a mente; se você gosta de histórias bem construídas… Esse livro é pra você! Tenho certeza de que Adelphos irá conquistar o coração de jovens e adultos, basta que vocês acreditem e deixem ele entrar no coração de vocês (assim como deve acontecer com a marca de Pneuma…).

site: https://blogdastatianices.wordpress.com/
comentários(0)comente



Livre Station 24/01/2019

Autor: M Pattal
Gênero: Fantasia
Nota: 5
Preparados para entrar na estação do mundo de Oykos?
Para iniciar a resenha desse livro, quero dizer que foi uma experiência surpreendente para mim!
A história é sobre três adolescentes que possuem um certo tipo de deficiência cada um. Enzo (surdez), Mila (glaucoma), Dan (Deficiente físico). Eles são atletas olímpicos e acreditam que possam competir como todos os outros igualmente.
Em um determinado momento, eles têm um contato com uma luz misteriosa que aparece em lugares diferentes, e após isso são levados para o mundo de Oykos. Uma terra completamente diferente, cheia de perigos.
Nesse lugar suas habilidades olímpicas se tornam importantes para sua sobrevivência e se torna importante para a busca por respostas.
A história é muito bem construída, assim como o universo, com mapas onde se pode traçar a trajetória que os três vem tomando, aguçando a imaginação do leitor.
Os capítulos são curtinhos e cada um detalha algo que está acontecendo em diversas partes do mundo de Oykos. O que é maravilhoso, deixando a leitura bem dinâmica e quando você menos esperar já leu 100 páginas.
A leitura é tão gostosa que serve tanto para leitores infanto-juvenil quanto para os mais adultos. É uma história cheia de ensinamentos e motivações, abordando temas importantes. Mudou meu modo de pensar sobre situações que julgamos não tão importantes, mas que pode ser algo necessário para alguns. Como adolescentes, deficientes ou não, passam por muitos problemas e as vezes são ignorados. A luta por igualdade e a diferença de tratamentos que os três passam por conta de sua deficiência, coisas que nós mesmos fazemos sem nem ao menos perceber!
A aventura é cativante e o livro já me ganhou, estou ansiosa para continuação!
E vocês, já receberam a marca de Pneuma de vocês? Eu já! hahaha
comentários(0)comente



Mel Trabach 25/12/2018

Livro: Adelphos - A Revelação/ Autor: M. Pattal

Nessa fantasia três jovens: Enzo, Mila e Dan são misteriosamente transportados para um mundo desconhecido e assolado por grandes conflitos, um mundo dividido em 12 terras, cada uma com seus costumes, lemas e funções.

Cada um dos jovens vem de uma parte diferente do Brasil, ambos possuem deficiências físicas, são atletas e estavam se preparando para as Olimpíadas, agora cada um deles surge em uma parte diferente de Oykos e precisão buscar respostas.

Ao acordarem nesse novo mundo cada um deles percebe que recebeu uma marca (que só mais tarde irão descobrir seu verdadeiro significado) e que pelo simples fato de possuírem essa marca são considerados Inimigos de muitos, agora precisão encontrar aliados para chegar até a Terra de Adelphia o único lugar capaz de lhes fornecer as respostas necessárias.

Durante toda a jornada os personagens irão conhecer as 12 terras, criar laços de amizade e enfrentar diversos desafios.

Cada personagem tem sua própria carga emocional que está diretamente ligada as suas dificuldades físicas e a forma como suas famílias lidam com isso, o autor tenta trabalhar esse lado mais sentimental porém ao meu ver acabou ficando um pouco forçado e diálogos que poderiam ter sido mais densos acabaram um pouco superficiais.

A história está o tempo inteiro tendo revira voltas, porém achei que na maioria das vezes todos os problemas e conflitos enfrentados pelos personagens tinham um desfecho muito rápido e muito simples, na maioria das vezes a solução dos problemas vinha sem nenhum esforço.

Acho realmente que o autor tinha algo de muito potencial em suas mãos, porém ele acabou se concentrando em detalhes não tão relevantes e a trama acabou ficando um pouco cansativa.
comentários(0)comente



Koala Leitora 14/08/2018

Magnífico
Adelphos trata da história de Mila, Enzo e Dan, jovens com deficiências que são escolhidos para viver uma aventura mágica em um outro mundo. No mundo de Oykos esses garotos vão descobrir sobre a força de Pneuma, uma força do bem que nos remete a coisas boas e ensinamentos também do bem como: promover a paz, o cultivo, o amor, a bondade, o espírito doador e assim por diante. Mas também vão encontrar uma força maligna que é o dragão Poneros que toma a pistis do coração dos oykanos para se fortalecer e derrubar a força de Pneuma.
Os jovens são escolhidos para trazer de volta ao coração dos oykanos a certeza de que o Rei Sotyras, sumido a mais de mil anos, vai retornar, mas para que isso aconteça os oykanos precisam acreditar com todas as forças nisso e fortalecerem suas pistis.
Gente, esse livro é muito maravilhoso por vários motivos, ele nos traz valores importantes, principalmente nos tempos difíceis em que estamos vivendo como a frase "juntos somos mais fortes" e que a fé pode trazer sempre coisas boas. Plante o bem e colha o bem.
Eu me encantei nessa leitura pelos ensinamentos, fora todo o mundo mágico criado pelo autor nos fazendo viajar com os jovens por cada uma das terras.
São muitos nomes diferentes e eu sou lesada para falar de todos, me perdoem, mas acreditem em mim, esse livro além de mágico é lindo e tem um ensinamento extraordinário.
comentários(0)comente



Bia Cavalcante 27/04/2018

Resenha: Adelphos - A Revelação
"ADELPHOS - A REVELAÇÃO" nos apresenta três jovens, Dan, Mila e Enzo, que possuem deficiência, porém, o sonho de disputar nas Olimpíadas e ganhar uma medalha. Isso mesmo, vocês não leram errado! Apesar de suas limitações, eles não querem participar das Paralimpíadas. Quem somos nós, perto desses pequenos guerreiros?

Enquanto treinavam suas diferentes atividades, foram surpreendidos por uma luz ofuscante e misteriosa. Já devem imaginar o que vem pela frente, não? EXATAMENTE! Como a curiosidade do ser humano é um bem especial, também pode acabar levando-o à eventos indesejados. No momento que se aproximam da luz, são teletransportados para um mundo de fantasia chamado Oykos, sendo ameaçado por um Dragão muito poderoso. Que sorte, não é mesmo? ?

Em Oykos, cada um desses três jovens ganha habilidades excepcionais e sem saber como as adquiriram, resolvem buscar por respostas, ao mesmo tempo, buscar o caminho de volta para a casa.

Nessa longa jornada, eles acabam aprendendo lições de vida, conhecem novos amigos e vivem aventuras repletas de perigos e criaturas ameaçadoras.

Eu, particularmente, fiquei maravilhada com a história e super empolgada na medida em que avançava. O nível de criatividade do autor é surreal. Ele criou algo totalmente original e além disso, usou tão bem as palavras que essa história se tornou inspiradora para mim. Não foram uma ou duas vezes que eu me peguei pensando sobre mim mesma, ao ler aquelas palavras. Será que o Pattal é algum tipo de mago capaz de enxergar os corações dos seus leitores? É bem provável. ?

Voltando na questão da criatividade, é impossível não se perder com tanta coisa nova apresentada. NÃO QUE ISSO SEJA RUIM! Muito pelo contrário, é a prova concreta da originalidade do autor.

Os personagens? São SENSACIONAIS! Embora sejam adolescentes e tenham alguns assuntos particulares pendentes, encaram os desafios com muita garra e sabedoria. Só entre nós? Eu aposto que eles deixariam muitos adultos no chinelo.

Adelphos, tem uma leitura rápida e objetiva, ao mesmo tempo, recheada de detalhes. Como o Pattal fez isso? Magia amores... Magia. Com toda certeza, uma habilidade de um autor incrível, para uma história incrível! ??
comentários(0)comente



Livros arte do saber 20/02/2018

Resenha: Adelphos - A Revelação
ítulo: Adelphos – A Revelação
Autor: M. Pattal
Editora/Ano: PenDragon/ 2016
Páginas: 370
Classificação: 5/5
_____________________________

Adelphos conta a história de três jovens, Mila, Dan e Enzo cada qual com uma deficiência física e que moram em lugares distintos do Brasil, mas todos tem algo em comum, estão batalhando para competirem nas Olimpíadas.

Ao entrarem em contato com uma luz misteriosa, são teletransportados paraOykos, um mundo que é governado por Ponéros, um dragão que governa com tirania as 12 terras do mundo, onde o povo vive oprimido, mas ainda tem esperanças de que o rei Sótyras volte e salve todos de Ponéros, mas ao surgir o boato de que a lenda da Revelação está acontecendo o dragão fará de tudo para que isso não ocorra.

Os jovens acabam por cair em diferentes terras de Oykos e de maneira surpreendente ganham habilidades e a marca de proteção de Pneuma a “Pistis” (que seria uma marca para aqueles que acreditam no retorno do rei Sótyras) mas sem saberem sobre a história, agora repletos de perguntas e em mundo estranho os três contarão com ajuda de habitantes das terras em que caíram para chegar em Adelphia o único lugar onde podem encontrar as respostas de que precisam e saberem como voltar para casa, mas essa longa viagem será ao mesmo tempo reveladora e repleta de obstáculos e inimigos, cada jovem passará por algumas das 12 terras de Oykos que são Kefály, Láthos, sóphos, Neró, Dásos, Zoá, Agrótis, Ámmos, Pólemos, Metallórykos, Adelphia e Mýga e farão amizades fundamentais nesta longa jornada.

Enquanto isso em Oykos está acontecendo os preparativos para os Jogos da Liberdade, onde um jovem de cada terra é enviado para a ilha de Oudéteros, o local em que os criminosos deste mundo estão presos, esses jovens devem sobreviver e atravessar a ilha mas este ano com os rumores da Revelação o clima em Oykos está tenso e mudanças neste jogo podem ocorrer.

M. Pattal criou um enredo único e incrível, com muita criatividade e empenho em não deixam nenhuma única ponta solta na história, com uma escrita que prende a atenção do leitor e não nos deixa largar o livro até terminar.

Continua nos comentários ⬇ ⬇
Excluir comentáriolivrosartedo_saberAdelphos nos oferece grandes reflexões, nos fazendo perceber que quando se tem vontade de superar as dificuldades, não importa as limitações, nos faz pensar também nos dramas familiares em praticar o perdão e principalmente em como as amizades são importantes nesta jornada da vida.

Os personagens são extremamente cativantes e destemidos, já quanto a leitura, flui de maneira maravilhosa e é uma ótima dica para quem adora um livro de aventuras, mistérios e reflexões.

O final acabou deixando aquele gostinho de quero mais, onde mal posso esperar pela continuação.

site: https://www.instagram.com/livrosartedo_saber/
comentários(0)comente



Eli 01/06/2017

Impressionante!
Olá amigos, tudo bom? Depois de um longo tempo sem ler, devido à faculdade (fiquei sem ler nada gente, me ajudem!), consegui tirar um tempinho para terminar Adelphos, de Autor M. Pattal. E olha, valeu cada segundo. (continua nos comentários, ok?).
.
“Os livros são tratados com muito respeito por nós. Cada livro é parte de uma vida que foi compartilhada com várias outras. Por isso, livro é vida. E, como tal, deve ser bem cuidado.”
.
Nesse livro, vemos a trajetória de Mila, Dan e Enzo, três brasileiros que enfrentam dificuldades todos os dias devido à suas deficiências.
🌊 Mila é de Santa Catarina, tem glaucoma, mas isso não a impede de praticar kitesurf, seu hobby, e treinar arduamente para as olímpicas na modalidade ginástica artística. Em casa, ela não se dá bem com sua madrasta, e vive em luto diário pela perda da mãe, quando ela tinha cinco anos.
🚴🏻 Dan é da Bahia e vive com a avó, a qual ama do fundo do coração. Sofreu um acidente, fugindo de policiais, e teve sua perna amputada. Sua mãe o abandonou logo em seguida, e seu pai nunca deu as caras. Dan adora praticar parkour e escalada com seus amigos, mas sua luta é para participar das Olimpíadas na modalidade atletismo.
🏹 Enzo, desde que nasceu, é surdo. Isso fez com que o pai, um advogado nada honesto, o rejeitasse, e Enzo sofre diariamente com isso. Ele adora treinar MMA em suas horas livres, e luta para participar das Olimpíadas na modalidade tiro com arco. Ele é do Rio de Janeiro.
.
A vida dos três personagens passa por uma transformação quando o contato com uma luz misteriosa os levam ao mundo de Oykos, onde as terras são divididas por funções, sendo que cada uma tem um lema e produz algo específico. Esse mundo é quase totalmente dominado por Ponéros, um dragão há um tempo adormecido e que se fortalece dia a dia, na medida em que os oykanos deixam de acreditar na profecia do Rei Sótyras.
Somente os Adelphos acreditam no retorno do rei e que ele vai matar o dragão e libertar a todos. Assim, os moradores de Adelphia não são muito bem vistos pelos moradores de outras terras, mas ainda assim são respeitados. A missão deles é recrutar novas pessoas, para fortalecer a resistência.Somente após uma pessoa acreditar do fundo do coração na profecia, a Pistis é inserida em seus corações, e a marca de Pneuma aparece, identificando-os como Adelphos e capacitando-os a utilizar as Ferramentas Pneumáticas.
Os três adolescentes têm que percorrer, separadamente (pois elas surgem em lugares diferentes), um caminho longo e cheio de perigos até chegar a Adelphia, para que todas suas perguntas sejam respondidas, e no meio do caminho muito conhecimento é adquirido, e lições para toda a vida são aprendidas.
.
A narrativa é bem tranquila, onde o único problema no início é assimilar todos os nomes das Terras, e dos itens, pois é muita informação diferente haha
O legal é que você consegue identificar elementos de outras histórias, como por exemplo Jogos Vorazes (não falarei os outros para deixar isso como descoberta de vocês, mas depois de lerem me digam!!).
Mais no final do livro, onde as respostas à todas as perguntas estavam sendo respondidas e novos perigos sendo enfrentados, minha ansiedade (aqui eu me identifico muito com a Mila) não me deixou ir dormir, e continuei a leitura. Não me arrependo nem por um segundo.
Apesar de ser um livro de aventura e fantasia, há muitas lições que podemos levar para a nossa vida pessoal. Então, eu acredito que todos devam ler esse livro sensacional.
Eu sou da resistência. E você?
“- Você pode possuir muito pouco ou quase nada em relação aos bens materiais, mas sempre terá o mesmo tempo que qualquer pessoa no mundo – iniciou Honar. – O tempo foi dado a você como um presente. Cada um decide a melhor maneira de usá-lo, mas o ideal é que faça com sabedoria. As pessoas podem usar o tempo para o bem ou para o mal. Para criar ou para destruir. Para gerar riqueza ou perdê-las. (...)”
Nota: ⭐️⭐️⭐️⭐️⭐️
.
E aqui eu deixo meus mais sinceros agradecimento à Autor M. Pattal, por ser muito prestativo e atencioso e confiar à mim essa leitura!

site: https://www.instagram.com/p/BUzXSt6hEjM/
comentários(0)comente



Fábbio - @omeninoquele 13/05/2017

Ansioso pelos próximos!
"A reputação nem sempre está relacionada ao caráter. Caráter é aquilo que você é. Reputação é aquilo que dizem que você é."
🍥
Dan, Enzo e Mila são três jovens que possuem uma deficiência, mais que acreditam que suas limitações não sejam obstáculo que impeça eles a participarem em iguais condições, com os outros Atletas Olímpicos.
🍥
Dan tem uma prótese na perna esqueda e seu esporte é o Atletismo, Enzo é surdo e treina Tiro com arco, já Mila tem glaucoma desde que nasceu e treina Ginástica artística. Os três jovens ainda vivem dilemas com alguns membros de sua família, mais encontram forças pra superar as diferenças por meio do esporte.
🍥
De uma forma bastante inesperada eles tem contato com uma luz azul que os transporta para um mundo parelo chamado Oykos. Esse lugar é dividido em doze, terras, sendo a capital Adelphia que é onde eles devem chegar para descobrirem os mistérios que os rondam, como voltar pra casa, o porquê de naquele mundo eles não terem suas limitações, muitos mistérios envolvem a chegada dos três.
🍥
O lugar é comandado por um dragão chamado Ponéros que no entanto está adormecido, mais ele possui dois subordinados chamados Ánomo e Pseudos que governam por ele.
🍥
Há também uma profecia que diz que um certo rei chamado Sótyras regressará libertando o povo de Oykos do domínio de Ponéros, e quando o povo de Oykos aceita de todo coração que a profecia é real, e vai se cumprir eles recebem uma marca chamada Pneuma, tornando-se um Adelpho.
🍥
Os dois subordinados espalham o terror por Oykos e roubam as marcas de Pneuma de alguns Adelphos, pois isso fortalece Ponéros.
🍥
Quando os três chegam a Oykos está acontecendo os preparativos para o chamado Jogos da Liberdade que apesar do nome positivo, é caracterizado por ser um jogo mortal, que dependendo do resultado poderá alterar o destino de Oykos.
🍥
Há também um evento intitulado "A revelação" que está ligado à profecia do retorno do rei Sótyras e os jovens estão intrinsecamente ligados a ele.
🍥
Os três enfrentarão muitos perigos durante sua jornada à procura de respostas e a princípio o porque foram parar ali e como voltar pra casa. Mais é certo que os subordinados de Ponéros farão de tudo para acordá-lo.
M. Pattal cria um diálogo bastante sutil enquanto liga a realidade dos jovens, que as vezes é muito pesarosa com a fantasia do mundo de Oykos.
Sua escrita é simples e bastante objetiva, a história é bem amarrada e o leitor não sente em nenhum momento que falta algo a mais, comum em outros livros desse gênero.

site: https://www.instagram.com/p/BUDNfcFg7_5/?taken-by=omeninoquele
comentários(0)comente



23 encontrados | exibindo 1 a 16
1 | 2


Utilizamos cookies e tecnologia para aprimorar sua experiência de navegação de acordo com a Política de Privacidade. ACEITAR