Baseado em fatos reais

Baseado em fatos reais Delphine de Vigan




Resenhas - Baseado em fatos reais


54 encontrados | exibindo 1 a 16
1 | 2 | 3 | 4


Jana 14/01/2021

Loucura!
Gente, que livro mais doido! Me deixou nervosa, ansiosa, irritada, mas encaro como boas reações. Não é uma leitura incrível, mas pela criatividade, e estilo de escrita eu recomendo. A gente se questiona o tempo todo das coisas, acha que ficou doido, que leu errado e no final, a cabeça explode mais ainda! Recomendo pra quem gosta de leituras eletrizantes!
comentários(0)comente



Mara.Mares 06/01/2021

Baseado em fatos reais
Vou nem comentar sobre o título.
Um livro onde a única coisa que te deixa intrigado é se foi real ou ñ a história. A própria autora tenta enfiar isso goela abaixo do leitor: será que estou contando um fato ou ficção?
Enfim, um livro onde a personagem é escritora e faz amizade com uma mulher perfeita demais, até para a própria personagem. A mulher, chamada apenas de L., sempre muito bem vestida a qualquer hora do dia e da noite, sensual, com ótimos papos e conselhos, enfim uma verdadeira dama; me causou suspeita de ser um ser imaginado pela personagem desde o primeiro momento.
Mas a própria personagem, lógico, acredita piamente na existência da L. e tenta nos fazer crer que essa personagem é real. E agora? Real ou não?
comentários(0)comente



Yasmin 26/12/2020

História boa e mau aproveitada
Delphine é uma escritora que passa por um bloqueio criativo após ter escrito seu livro autobiográfico em que revela muito sobre sua família. Delphine se encontra sozinha, até conhecer L., uma mulher que entra em sua vida e causa um forte impacto.

A história é muito interessante, porém a leitura é muito arrastada. Ela fala coisas desnecessárias para o desenvolvimento da história tornando o livro extremamente cansativo. Pensei em abandonar esse livro várias vezes e em menos da metade do livro, eu já tinha me ligado sobre o que tinha acontecido com Delphine.

O final realmente me agradou muito porque fica um fim em aberto, você não sabe se realmente aconteceu, tem varias coisas para serem assimiladas que faz o leitor pensar. Uma história muito boa porém mau aproveitada.
comentários(0)comente



Malu.Rodrigues 25/12/2020

Um suspense incrível!
Delphine, uma escritora no auge de seu sucesso, conhece L., uma "ghost-writer", que é a personificação da mulher que Delphine sempre quis ser. Com o tempo, L. torna-se melhor amiga de Delphine, está com ela em todas as situações possíveis, até que essa amizade se torna abusiva e tóxica e é acerca disto que a história do livro se desenvolve.
Consegui me envolver muito com a história, a ponto de em certas partes ficar angustiada com Delphine aceitando os abusos de L. e, conforme se aproximava o final do livro, onde tais abusos ficam mais frequentes, o livro me prendeu muito. Os últimos capítulos são surpreendentes e dão uma ambiguidade extremamente excitante à história, nos fazendo questionar o que realmente aconteceu com Delphine.
Recomendo muitíssimo este livro! Após a leitura fiquei imaginando como ficaria interessante uma adaptação cinematográfica da história, pensei inclusive que o mistério teria um "quê" parecido com o de algumas adaptações como "Gone Girl" (Garota Exemplar). Enfim, não sou muito adepta de terrores psicológicos, porém este realmente me cativou.
comentários(0)comente



Stef 09/12/2020

~meme do John Travolta aqui~
Vou dividir essa resenha em 2 aspectos.
Pontos positivos: Tem ótimas referências, o suspense é legal, a narrativa é considerável e o final ambíguo eu gostei.
Pontos negativos: É extremamente repetitivo/redundante chega a ser chato o tanto que a narradora repete os mesmo assuntos as mesmas frases, parece que deu ctrl+c/ctrl+v, encheu linguiça só pra ter mais páginas, e todo o desfecho do livro tá na última página, então se vc ler a última página nem precisa ler o livro todo.
Eu não absorvi a idéia do livro, crítica a histórias biográficas, etc. Então foi muito maçante ler esse livro.
Resumindo... Uó!!!?
comentários(0)comente



spoiler visualizar
comentários(0)comente



@Marlonbsan 17/11/2020

Baseado em Fatos Reais
Delphine (personagem) é uma escritora que passa por um bloqueio criativo após ter escrito um livro autobiográfico em que revela segredos de sua família, agora vive a pressão pela próxima obra. Tomada pela fragilidade emocional, já que seus filhos estão saindo de casa para ir à faculdade e seu namorado, um jornalista e crítico literário, sempre está viajando, Delphine se encontra sozinha, até conhecer L. que trabalha como ghost-writer.

Narrado em primeira pessoa, temos um livro em formato autobiográfico, mas sendo uma autoficção, possui capítulos, geralmente curtos, porém, com uma densidade muito elevada, os fatos narrados nem sempre dão progressão à história o que deixa a leitura arrastada.

Delphine de Vigan é uma autora de muito talento com as palavras, consegue fazer comparações e interligar pensamentos. Porém, a fluidez fica prejudicada com certos floreios e inserções de trechos que não contribuem para a progressão narrativa. Em determinado momento a mesma ideia é repetida três vezes e para finalizar, realiza uma síntese resumindo o que já foi dito. Também se utiliza muito de sinônimos de maneira subsequentes para dar ênfase.

Diferentemente do que prega L. durante todo o livro, nem sempre os leitores querem algo real, queremos algo interessante e que gostemos. Quando a autora passa a mencionar nomes, marcas, detalhes sem fim sobre determinados aspectos, isso torna a ambientação mais verossímil, porém muito cansativa. Em suma, só queremos saber sobre a vida de alguém famoso, escritor, artista, político se nos interessarmos por eles, o que não me ocorreu ao ler sobre os personagens desse livro.

É interessante saber mais sobre o mundo literário e o processo de escrita e ideias de um autor, como também, as últimas 30 páginas dá um ritmo melhor para a narrativa, já que é quando realmente acontece algo. Tem um certo mistério que fica em aberto, o que gostei, já que estava esperando uma explicação bem previsível, no geral, é uma experiência diferente, mas os aspectos narrativos não me agradaram.

Foto e resenha no meu ig @marlonbsan
@leiturasdabah 24/11/2020minha estante
Depois dessa resenha eu NECESSITO ler esse livro.


Mona 29/11/2020minha estante
Esse livro é muito louco né?????? Eu li e até que gostei bastante...... fico me imaginando estar dentro da cabeça desse autor ?




Flayra 07/11/2020

Por mais que a leitura pareça um pouco arrastada em determinada parte em minha concepção não atrapalhou na experiência que eu tive, os questionamentos que esta obra me trouxe foram bastante válidos, obviamente que essa é apenas a minha opinião pessoal, o que me deixa curiosa sobre é que cada indivíduo poderá sempre encontrar um significado diferente para a obra em si.
comentários(0)comente



Lusia.Nicolino 28/10/2020

O que enreda você?
O mercado editorial, o mercado dos roteiros de filmes e séries, qual é o tempo exato para começar, terminar, quem prospera e quem hiberna no processo?
Delphine narra a sua história em primeira pessoa, dando cor ao peso e à cobrança que há pelas chamadas “baseado em fatos reais”. (Se são fatos, não deveriam ser reais? Mas, deixemos o pleonasmo para as questões de vestibular!)
Há uma linha muito tênue entre o que é verdade e o que ganha um colorido aqui e ali para enriquecer, para parecer mais crível, para chamar a atenção.
Baseado em fatos é um thriller em que acompanhamos nossa protagonista – Delphine – quando esta sofre um apagão literário após o sucesso de seu último livro, autobiográfico, com revelações incômodas sobre a família.
Fragilizada, mas tentando manter a rotina com os filhos gêmeos e o namorado – jornalista e apresentador de um programa de crítica literária – ela se deixa envolver em uma nova amizade com uma ghost-writer independente, confiante, que parece entender todo o contexto e que, por isso mesmo, parece conhecer o caminho para tirar Delphine desse labirinto sem o fio de Ariadne.
Em que momento você se dará conta da situação?
Não é meu tipo de leitura favorito, mas a leitura é sempre muito particular e você pode gostar!

Quote: “Naquele exato instante, eu pensei: de certas palavras, de certos olhares, não podemos nos curar. Apesar do passar do tempo, apesar da gentileza de outras palavras e de outros olhares.”

site: https://www.facebook.com/lunicolinole
comentários(0)comente



Lívia 25/10/2020

??
Esse livro é bem estranho, diferente. Primeiro que você se pergunta se essa seria uma ficção ou uma biografia, pela semelhança que você supõe existir entre a protagonista e a escritora. Achei uma leitura bem cansativa, arrastada. Fala sobre o cotidiano e as dificuldades de escrita de uma escritora famosa, inevitavelmente vai ser cansativo. Um ponto muito positivo é que os capítulos são muito curtos. Não achei um dos melhores livros que já li, mas vale a leitura, é bem interessante!
comentários(0)comente



Carolina.Teixeira 20/10/2020

Sensacional
O livro termina com mais perguntas do que respostas, e eu adoro isso! Muito mesmo. O detalhe no final é brilhante e faz toda a diferença para nos fazer ficar pensando. Não à toa depois que conclui a leitura fiquei remoendo a história por um bom tempo. Ele é fantástico, mas não é fantástico do tipo todo mundo vai gostar de ler.

Não é um livro simples de ler, porque a leitura apesar de fluída é lenta (sim, eu sei que parece bizarro, mas foi a sensação que tive). Como é de uma escritora francesa, considerei muitas questões, por ter vindo de muitas leituras inglesas e norte-americanas. A escrita francesa tem outra pegada, inclusive, no quesito trazer a vida real para discussão.

Os momentos que achei repetitivos, foram, de certa forma, importantes para a construção do enredo. Não posso falar muito, senão fica sem graça. Só posso dizer que temos L., Delphine e uma discussão brilhante sobre 'a' verdade. E, as histórias 'baseadas e inspiradas em fatos reais". Além de nossa obsessão por estas narrativas 'reais'.

Enfim, eu realmente gostei da discussão a respeito do que aceitamos como verdade. De certa forma, é bem pertinente aos dias de hoje.

Dica: é um livro para insistir e ler em uma tacada só. Caso contrário, corre o risco de largar ele sem finalizar.

site: http://coisasdavidactx.blogspot.com
comentários(0)comente



laxxal 08/10/2020

Um livro que me surpreendeu bastante, gostei muito da forma que a história é contada e, principalmente, mais próximo do final que ela começa a ficar mais intensa e você realmente se questiona sobre o real, a ficção e sobre a relatividade da verdade, a realidade sendo constantemente modificada pelo indivíduo.
Me envolvi bastante nessa história e adorei que a tensão de Delphine me contagiava muito, precisei parar a leitura para relaxar e respirar um pouco algumas vezes.
Poderia ter mais profundidade, mas achei excelente mesmo assim, perto do fim me lembrou bastante de clube da luta, então não tem como não recomendar.
comentários(0)comente



Janaíne 11/08/2020

Muito potencial, mau aproveitamento.
Eis um livro que tinha grande potencial, mas foi mal aproveitado. O relato, muitas vezes duvidoso de Delphine combinava perfeitamente com as intenções escorregadias de L.. A presença insidiosa e suspeita de L. acolhia enquanto comprimia a fragilidade e inseguranças de Delphine. Apesar do texto não ser muito envolvente, fiquei curiosa a ponto de continuar a leitura. Conforme surgiram as citações de A Metade Sombria e Misery do Stephen King, imaginei que seria o tom para o desfecho da história. Que ilusão. Diante de diversos finais possíveis, a autora optou pelo mais frustrante. Seria melhor, muito melhor, ter omitido as últimas 26 linhas, restaria um final em aberto, mas não a sensação de ter sido enganada.
comentários(0)comente



Sarah 11/08/2020

O surto que eu tive lendo esse livro, nem sou capaz de descrever
A Delphine me deixou maluca, e por Delphine entende-se personagem e autora. Inicialmente, acho que preciso dizer que "matei" o thriller logo de cara, assim que li a orelha do livro eu entendi absolutamente tudo, no entanto, a Delphine Autora me enganou completamente (risos), mesmo matando a charada, a autora ainda conseguiu me fazer desviar de minha ideia inicial, com seu texto pessoal e bem escrito, doloroso até. A Delphine Autora nos faz andar atrás de nosso próprio rabo toda hora, ela nos engana, nos faz questionar sua experiência e nos faz questionar o fato de estarmos questionando isso. Parece loucura mesmo, mas é o que acontece. E é bom! Não é cansativo, é instigante, é curioso, é diferente do que já tinha lido. Nosso "pacto" com o autor é simplesmente: leia e tire suas conclusões, desvende a realidade e duvide da mentira, mas sem sabermos de fato o que é real e o que não é. Fato é que a Delphine Personagem tem tanta alma quanto uma pessoa de verdade, talvez por ser bem escrita, talvez por conter pedacinhos da Verdade. Porém, esse projeto literário - quem leu irá entender, se você ainda não leu, não se preocupe - é um questionamento infinito do quão longe a gente vai pra ter a Verdade, para descobri-la, mas essencialmente para interpreta-la.

E esse título maravilhoso, um trocadilho, ao mesmo tempo que é o tema central do livro. Baseado em fatos reais é de fato uma frase chamativa, mas a gente sempre se esquece de perguntar: baseado em que fatos?
comentários(0)comente



Bruna Alves 08/08/2020

Intrigante
Terminei de ler, fiquei com um vazio me perguntando pq a autora fez isso comigo. O que é real e o que não é? Me senti indignada por muitas vezes, quis chacoalhar a cabeça dela para ver a verdade que estava ali presente, porém com o desenrolar do livro não dá para saber de nada e isso é o que deixa a narrativa tão interessante.
comentários(0)comente



54 encontrados | exibindo 1 a 16
1 | 2 | 3 | 4