DangeRock

DangeRock M.S. Fayes




Resenhas - DangerRock


54 encontrados | exibindo 31 a 46
1 | 2 | 3 | 4


Meu Vício em Livros 15/08/2016

Amigos há anos, vizinhos, parceiros de aula e de banda. Isto na visão de Brandon, já na de Eve, Brandon é tudo isto e também o grande e único amor da sua vida. Cada vez que ela o vê com uma de suas groupies seu coração é destroçado. Até os fãs quando ela canta diretamente para Brandon no palco conseguem ver o amor brilhando nos olhos dela, no entanto, ele a considera uma irmã. A banda de garagem agora é conhecida nos quatro cantos do país como DangeRock e está fazendo sua primeira turnê. O sucesso é tanto que atrai a atenção de Mitchell Clay, o astro da FunBock. Um roqueiro lindo e charmoso que deixa claro que seu interesse não é apenas em uma canção em dupla com Eve e sim na própria vocalista.
"Era uma sensação nova vestir essa minha faceta mais sexy. Meus garotos sempre me viam como uma menininha. Os fãs me viam como um ser mágico e intocável."
Eve passa a imagem de sedutora para os fãs, se transforma quando está cantando e tem uma voz de anjo, mas na verdade ela se esconde atrás do visual fora de moda e de seus cabelos descoloridos. Protegida pelo seus "três garotos", Malcon nas baquetas, Phil no baixo e Brandon na guitarra, ela acaba chocando todos eles quando decide que quer aproveitar mais a vida como eles fazem depois de cada show. LEIA A RESENHA COMPLETA EM:http://www.meuvicioemlivros.com/2016/08/resenha-dangerock-de-ms-fayes.html

site: http://www.meuvicioemlivros.com/2016/08/resenha-dangerock-de-ms-fayes.html
comentários(0)comente



Marina - @respire.literatura 23/08/2016

DangeRock, de M. S. Fayes
É sempre um prazer ler e resenhar livros nacionais e com DangeRock não foi diferente. Com uma leitura fluida, divertida e leve, o livro mostra as facetas de uma banda que começou na garagem e agora é conhecida em todo mundo. A trama mostra os lados positivos e negativos dessa trajetória intensa. Apesar de algumas coisas terem me incomodado, a leitura é muito gostosa.

Eve McGannon é vocalista da banda e conquistou o publico com sua voz doce e angelical. Eve sempre foi apaixonada por Brandon Conwell, guitarrista e seu amigo de infância que sempre a apoiou, mas nunca a notou como mulher. Amigos antigos, vizinhos, colegas de escolas, montaram uma banda de rock & roll, a DangeRock, e vem arrastando multidões pelo mundo.
A timidez de Eve a impede de declarar seu amor por Brandon e assim ela acaba vendo ele ficar com várias groupes sem poder fazer nada, visto que ele a vê como sua irmã.

"Por que você não me enxerga? Você não vê que eu desejo seu toque? Que eu derreto por você? Minha pele deseja seu afago, com a mesma intensidade que uma flor deseja chuva. Eu ainda permaneço aqui de qualquer forma. Ainda permaneço exatamente aqui."

Os outros caras da banda, Phil no baixo e Malcom na bateria, também são super simpáticos e protetores com Eve. Agora, super conhecidos, o grupo faz sua primeira turnê e isso chama atenção de ninguém menos que Mitchell Clay, o astro da Funbock. Um roqueiro lindo, sexy, gentil que num primeiro momento nos deixa louca, mas depois... Meu Deus, não sei nem o que falar.
Enfim, Mitchell propõe parceria com Eve, mas ele não quer só isso... Ele a deseja e isso acaba gerando ciúmes em Brandon que a princípio não queria se envolver. O que nem ele, nem Eve sabe é que apenas o coração é que manda, dentro ou fora dos palcos. Basta eles seguir esse sentimento através da melodia que eles entoam. Com grandes reviravoltas, a trama nos deixa louca e promete arrancar suspiros dos leitores.

RESENHA COMPLETA NO BLOG!

site: http://www.anebee.com.br/2016/08/resenha-dangerock-de-m-s-fayes.html
comentários(0)comente



Sah (@perolasliterarias_ ) 05/10/2016

Resenha - DangeRock, M.S Fayes!
Eve McGannon é a líder da DangeRock uma banda de Rock em plena ascensão. Eve sempre foi apaixonada por seu melhor amigo e guitarrista da banda Brandon.

Infelizmente para ela Brandon nunca se permitiu vê-la como mulher, somente como a boa e velha Eve sua amiga de infância.

Brandon é tudo aquilo que um astro do rock deve ser, lindo, disputado e caçado por todas as groupies que possamos imaginar, e ele aproveita tudo e cada uma delas quebrando sempre o coração de Eve que o ama em segredo a tantos anos.

Com uma parceria firmada, a DangeRock está pronta para ser lançada as alturas e Eve decide abrir mão de seu amor por Brandon, mesmo que lhe custe muito. Afinal amar sem ser correspondida é um inferno na terra. Com a aproximação de um rockstar famosíssimo Brandon tem seu lado ciumento despertado e percebe que o maior erro que pode ter cometido é ter querido apenas a amizade de Eve.

Eu gostei bastante de DangeRock e super indico a vocês. É nacional e a autora é a M.S Fayes e vou atras de mais coisas escritas pela autora. Personagens super carismáticos e envolventes. Quero muito que os outros integrantes da banda ganhe seu livro, principalmente Phil que parece ser o mais avoado de todos rs.

O livro é publicado pela editora Pandorga
E recebe 4 estrelas no Skoob
comentários(0)comente



Camila (Book Obsession) 08/10/2016

Prepare-se para pegar carona na turnê dessa banda de rock que mesmo com pouco tempo de estrada já causa furor por onde passa. Os personagens da Banda DangeRock, que foi formada nos tempos de escola, mantêm os integrantes originais desse quarteto, e que mesmo com todo o circuito de shows e tudo mais que cerca esse mundo da música. Podemos observar a narrativa nos trazendo o envolvimento dos amigos Eve McGannon (vocalista) e Brandon Conwell (guitarrista) que se conhecem desde os tempos de escola.

A autora, M.S. Fayes, desenvolve toda história dos personagens com narrativas alternadas, o que é bem interessante e particularmente me atraí muito nas leituras pois vamos vendo diferentes pontos nas situações de acordo com cada personagem sem ficar maçante ao longo do mesmo, outro ponto bem a favor são os capítulos curtinhos, pois na correria do dia a dia facilita e muito e quando percebemos vamos lendo mais um capítulo, e adicionamos mais um e assim por diante, ou seja, uma loucura, rapidinho terminamos e não nos damos conta. Mas vamos seguindo a história.

Carinhosamente conhecida como Evie, a desbocada menina de cabelos roxos, nutre um amor por seu amigo Bran desde a infância e no qual o guarda em silêncio, aguentando por todo esse tempo ver o guitarrista após os shows se enrabichar pelas famosas groupies, tão comuns nesse ambiente da música. Após anos sofrendo calada Evie, decide abrir seu coração para seu amigo, que com medo do algo mais prefere manter a linha da amizade, mais uma vez magoando os sentimentos de sua amiga.

“Eu sempre tive medo de você acabar se apaixonando por mim ao longo da nossa jornada e acabar estragando a nossa amizade.”

O que Bran não contava, é que após se rebelar e dar um basta nesse sofrimento Eve decide dar seu grito de independência e chocar a todos com suas opções afim de mostrar o quanto amadureceu e que não é mais a mesma garotinha adolescente dos tempos da escola.

“Para um cara, ele era extremamente tapado. Se bem que todos os caras eram meio tapados em relação a sentimentos quase explícitos à frente deles. Coloque uma mulher medonhamente apaixonada ao lado e ele perceberia? Claro que não. A não ser que ela tivesse peitos bem chamativos e turbinados. Coloque uma piriguete claramente tentando infernizar a vida de um casal dando em cima do seu namorado. Ele perceberia a armação? Claro que não. Somente quando a merda estivesse feita e a namorada em questão desenhasse tudo num quadro negro.”


E como em toda história, algumas situações favorecem a mocinha para que ela tenha oportunidade de mostrar a que veio. Inclusive optando por aceitar um trabalho para fotos mais ousadas bem como o convite para trabalhar abrindo os shows em parceria com uma banda mais antiga do cenário, a FunBock. De quebra na vida de Eve surge Mitchell Clay, vocalista da FunBock que imediatamente se interessa pela jovem rebelde desbocada de cabelos roxos e agitando o mundo do lento Brandon (sério, lento mesmo, como pode ser tão alheio a tudo a sua volta), que só após notar o interesse de Mitchell começa a correr atrás do prejuízo de suas inúmeras burradas.

Lógico que muitas confusões e desentendimentos ocorreriam nesse triângulo, e a cada vez que Brandon abria a boca para falar, mais ele metia os pés pelas mãos, mais Eve se irritava, mais aparentemente Mitchell ganhava terreno.
Mitchell, rico, famoso, acostumado a ter todas as mulheres que sempre quis com apenas um estalar de dedos, acabou sendo envolvido pela beleza e inocência da Eve. Fazendo com que suas investidas na mocinha tornassem mais intensas e para ódio de Brandon seu ciúme crescia ao se deparar com artilharia pesada do rival.

Devido o estresse de todo esse ambiente, decepção com Brandon, ensaios, Eve resolve fazer uma fuga para refletir sobre alguns pontos, o que ela não contava é que após seu primo passar os dados de sua localização para Mitchell, logo se faria presente, e não deu outra o vocalista apareceu como sendo o bom moço, o típico lobo em pele de cordeiro, pronto pra atacar sua presa, faz um convite e a leva para sua casa em Malibu para passar uns dias. Ô maravilha, sombra e água fresca! O que Eve não contava era com mais uma grande decepção chegando, ao longo dos dias Mitchell resolve dar uma festa e tudo vai por água a baixo (a típica frase “sexo, drogas e rock and roll” entra perfeitamente nesse momento do texto). Ao extrapolar no uso de entorpecentes regado a bebida, o ensandecido Mitchell parte pra cima de Eve com tudo, na tentativa de forçá-la a ter relações com ele, e a mesma se apavora conseguindo fugir pro seu quarto quando o mesmo desmaia, vergonhoso por sinal.
Eve volta pro hotel no dia seguinte e Brandon enfurecido resolve tomar uma atitude e reclamar como sua a menina que há tempos mexe com ele, mas como todo homem demora a perceber.

Daí pra frente é só amor. O casal em harmonia, Evie e Bran se descobrindo em seu íntimo, do que curtem quando estão juntos, a pegada rock n’ roll na cama se é que me entendem.
O que não contaríamos é que a autora fosse aprontar, tipo filme de terror com mais um susto para os leitores e pra esse casal. Após um show fodástico, o louco, raivoso e bipolar Mitchell em mais uma de suas façanhas, por sinal tive muita vontade de bater nele nesse momento, faz-se aqui um registro, ao agredir fisicamente a vocalista, e óbvio se dá mal sendo preso por ser um covarde bundão.

Algumas passagens de tempo ocorrem, a banda se estabelece no cenário musical, a amizade dos integrantes permanece de forma bonita e graciosa e o casal Evie e Bran, mostra que vale a pena arriscar em prol do amor.

Leitura rápida como já mencionei, o livro é uma boa pedida para aqueles que assim como eu, curtem romances trazendo músicos, bandas e está disponível em físico pela editora Pandorga que vem a cada dia abrindo mais espaço em suas publicações para os autores nacionais que não deixam a desejar e só nos orgulham por ser tornarem referência com belas histórias.


“Eu sempre me perguntei o que realmente significava a expressão Felizes para Sempre. Ou o que vinha depois daquilo. Daí,depois de todos os eventos pelos quais passei, percebi que o Felizes para Sempre era o hoje. Viver o dia presente ao lado da pessoa amada, fazendo aquilo que mais amamos. Viver com intensidade, na esperança de que o hoje tenha sido muito mais excitante que o ontem. E o amanhã, mais do que hoje.”



site: https://bookobsessionresenhas.blogspot.com.br/2016/10/resenha-dangerock-ms-fayes.html
comentários(0)comente



dayukie 08/10/2016

"DangeRock foi simplesmente um livro maravilhoso. Quando li a sinopse logo pensei: Teremos um triângulo amoroso aqui, com muita música e algumas lágrimas. Só não esperava que eu estivesse quase 100% certa. Houveram cenas do livro que meu coração espremeu tanto por sentir o mesmo que os personagens estavam sentindo, da mesma forma que fiquei com raiva e excesso de amor."

Confira a resenha completa no blog! ;)

site: https://goo.gl/nCwpwa
comentários(0)comente



Josi Mourão 10/10/2016

Resenha de uma bitch: Dange Rock - M. S. Fayes
Primeiro preciso dizer que estou “in love” com a capa desse livro!!

Bem, DangeRock tem uma leitura rápida e divertida! Pra que não conseguia se ater a nenhum livro eu li esse dois dias!!

Ele traz a jovem cantora de uma banda de rock em ascensão ao sucesso, Eve McGannon, que é apaixonada pelo seu amigo de infância e companheiro de banda. Essa mocinha é das minhas! Nunca vi uma mocinha soltar tanto “porra” num livro rsrsrs Adorei! Eve é super talentosa, prática, decidida, como é de praxe não vê a beleza e sensualidade que hipnotiza os machos ao seu redor (tirando os amigos de banda que a veem como irmã!).

Brandon Conwell, é o guitarrista sexy, puto, e cego (como nunca percebeu o amor da Eve é uma pergunta sem resposta! Juro tive momentos de querer muçungar o cara!) Sério! Tem que ser muito tapado!! E ainda mais depois que ele fala que sabe que a senha do Kindle dela é data de aniversário dele!!! Cuma??? Eu ficaria no minimo desconfiada ne!? Mas, ok!

Eve, sofre com as saliências sexuais de Brandon até a chegada do astro de rock gostosão Mitchell Clay!! O roqueiro entra em cena com o objetivo de ter a nossa mocinha e deixar o tapado do Brandon a ver navios. Quem mandou ser cego por tanto tempo!

Não vou contar o que acontece dessa reviravolta em diante. Só que Eve resolve viver a vida rsrs E, se tem um roqueiro gostosão mimando a gata que sempre desejou a atenção do seu melhor amigo e nunca teve…por que não aproveitar???

Brandon merecia uma surra pra largar de ser sonso Mas ele é tão fofo e apaixonado depois! Só o achei um pouco imaturo, por isso, gostei da postura “Eu sou homem” do Mitch! Eve… gostei dela!❤ Só precisa pensar antes de falar e falar um pouco mais quando é preciso (Te deixei confusa? kkkk) E Mitchell? Desilusão! Gostei tanto dele nos primórdios dessa história!!

Ahhh não posso esquecer o do figura Phil e do ‘alma velha’ Malcom. Sem deixar passar o gostosão do Tommy!!! Quero mais desses caras!!!😀

Sinopse:
Eve McGannon lidera a banda “DangeRock” desde adolescente. Sua voz atrai multidões como um ímã, da mesma forma que sua timidez a impede de confessar seu amor eterno por Brandon Conwell, o guitarrista e amigo de infância que sempre esteve ao seu lado, mas sem nunca percebê-la como mulher. Quando a banda recebe uma proposta irrecusável, o grupo unido se vê imerso em um turbilhão de sucesso absoluto e suas complicações. Isso inclui um astro musical que desperta um poderoso sentimento de ciúmes em Brandon, ao mesmo tempo em que tenta fazer Eve abandonar suas desilusões e ir em busca de novos sonhos. Eles aprenderão que o coração comanda todos os atos dentro e fora do palco. Basta apenas que sigam os sentimentos através das melodias que eles mesmos entoam.



site: https://heybitchesbr.wordpress.com/
comentários(0)comente



Rose 07/05/2019

Eve, Brandon, Phill e Malcom formam a banda DangeRock. Uma banda que começou despretensiosamente na época de escola dos amigos, mas que agora cresceu e está mostrando para que veio.
Eve é a vocalista do grupo e guarda para si um amor não correspondido por Brandon, o guitarrista da banda. Os quatro são amigos de infância e o sentimento de amizade entre eles sempre foi muito forte. Os três encaram Eve como uma irmã caçula.
Eve já está cansada desta visão por parte dos meninos, principalmente de Brandon. E não aguenta mais o desfile de mulheres pela cama do rapaz. Ela quer ser vista e amada, mas o medo e a timidez a impedem de ousar.
Isso até a banda ser convidada a dividir o palco com a famosa banda FunBock. O vocalista Mitchel Clay, lindo e mega assediado acabou se encantando por Eve, e deixou claro seu interesse por ela, o que acabou gerando ciúmes em Brandon.
O fato de Eve também mostrar interesse em "ampliar seus horizontes amorosos" também acendeu a ira do rapaz.
E diante de tanta pisada de bola por conta de Malcon, Eve resolve seguir em frente e esquecer de vez este amor platônico. Resta saber se Malcon está preparado para esta nova Eve que está deixando todo o grupo em polvorosa. Isso sem nem imaginar o que Eve tem escondido de grave deles.
Por trás da fachada glamourosa de Mitchel Clay, existe um mundo pouco conhecido e divulgado para os fãs. Um mundo que Eve está conhecendo e que não está gostando. O problema é que além de guardar para si seus medos e inseguranças, Eve também acaba se colocando em perigo.
Enquanto Brandon tenta reconquistar o amor e confiança de Eve, a vocalista tenta entender a si mesma e os acontecimentos a sua volta. Será que este casal ainda terá a chance de ser feliz?
Um romance leve e gostoso, bem a cara da autora.

site: http://fabricadosconvites.blogspot.com
comentários(0)comente



@Livrosdami_ 18/10/2017

DANGEROCK - ROMANCE GOSTOSINHO...
Eve, mocinha linda e virgem, cantora de uma banda de rock, amiga e loucamente apaixonada por seu melhor amigo, desde... Sempre.
.Brandon, um típico Playboy, guitarrista, mulherengo e melhor amigo da mocinha Eve.
.Temos mais dois participante da banda, mas eles são apenas de apoio. Kkkkkkkkk.
Após um convite inesperado de uma das bandas de rock bem sucedida, Eve se vê no meio de muito glamour, mas e muita dor tbm.
.Já o babaca do Brandon, (digo babaca pq é exatamente o que ele é no começo do livro) começa a enxergar a Eve com outros olhos, mesmo achando que não deveria, pq ele sempre a amou como irmã e sempre a respeitou com tal. Porém, ao ver que ela está abrindo mão do sentimento por ele, Brandon acorda...
Mas será que não foi tarde demais?
Será que o amor vence a luxúria e o glamor? ??
.
.
.Eu amei a estória. Super recomendo.
.
🔝(Minha avaliação foi 4 pq faça para explorar mais o descobrimento do Brandon. Mas adorei.)
.
.
comentários(0)comente



Isaa.Moreiira 27/01/2017

Super recomendado! Cinco estrelas!!
Fiquei destruída lendo a história mas depois me restaurei. Dange Rock é um livro maravilhosamente bem escrito que vai fazer vc se apaixonar e devorar cada página e te deixar de ressaca no final querendo mais de Eve e Brandon.
comentários(0)comente



Jéssica 09/05/2017

DangeRock - M.S. Fayes
Eve McGannon desdo colegial é apaixona pelo seu melhor amigo Brandon Conwell, o tipo perfeito de “galinha” que sempre esta com uma garota diferente por semana, mas Eve sempre soube esconder bem seus sentimentos tanto que junto com Brandon e mais dois amigos eles criar uma banda de rock, a DangeRock.

Depois de alguns anos a DangeRock começa a fazer sucesso e pra alavancar ela mais ainda eles recebem uma proposta para fazerem uma parceria com a famosa banda FunBock, do badalado cantor Mitchell Clay que instantaneamente fica encantado pela Eve, que se tornou uma garota cheia de atitude, sem “papas” na linguá com seus cabelos roxos.

Mesmo ainda apaixonada pelo Brandon, Eve, se vê sendo seduzida pela charme e ombro amigo de Mitchell que esta usada do seu lado mais sedutor para fazer dela sua. E claro que toda essa atenção que Eve esta recebendo meche com Brandon, mas mesmo ele a descobrindo como mulher não quer estragar a amizade deles começando um relacionamento.

Então será que Eve vai conseguir esquecer o Brandon e se deixar ser conquista por Mitchell? Será que Mitchell é esse cara tão perfeito que se mostra para Eve ou ele é exatamente como a mídia o descreve, o tipico astro do rock envolvido com drogas e conquistador que nunca fica preso por garota alguma? Será que Brandon vai deixar escapar a única garota que o entende perfeitamente?

Como deu para perceber pelo resumo/introdução do enredo acima temos um romance um tanto clichê, garota apaixonada pelo melhor amigo que só percebe que pode esta apaixonado por ela quando surgi um oponente, mas a autora conseguiu fazer o enredo ser tão envolvente em algumas partes que relevamos esse clichê. Também temos alguns pontos altos no enredo que prende nossa atenção além do romance, temos abordado um pouco das faras feitas pelos membros da banda, agressão contra mulher e como as consequências acontecem com pessoas famosas além de um fã perseguidor da nossa protagonista. Só não gostei do fim que a autora deu para o fã perseguidor de Eve, para mim ficou a impressão que ela tinha esquecido dele e no final junto junto com o desfeixo de outro personagem junto o dele ficando um tanto forçado, ela poderia ter criado um suspense muito maior com ele deixando a leitura ainda mais envolvente.

Enfim, temos personagens bacanas que aos poucos vão se mostrando para o leitor e alguns nos conquistam mesmo fazendo varias burradas, o Brandon por exemplo, também temos pontos altos além do romance e um final mega fofinho. Então se você curte romance envolvendo bandas de rock com uma escrita fluida e com trechos intercalados entre a narrativa dos personagens essa é uma boa dica de leitura para você.


site: http://meumundo-meuestilo.blogspot.com.br/2017/01/resenha-dangerock-m-s-fayes.html
comentários(0)comente



Milas Caldas 17/06/2017

Quatro amigos e um único sonho: serem estrelas do rock e viverem bem dos ganhos da sua música. Mas para isso eles vem batalhando pesado a cinco anos, e continuam juntos na estrada como uma grande família. E, como toda boa família, eles possuem seu drama interno, o que no caso, é o drama da Eve, nossa vocalista tímida que desde a infância é completamente apaixonada por seu melhor amigo, e guitarrista da banda, o Brandon. Pena que ele só a enxerga como uma “irmã” e vive de pegação com qualquer mulher que o dê bola. E vamos combinar, depois de tantos anos, Eve meio que já está de saco cheio de não ser notada.

Com seus cabelos roxos e sua paixão pelo Rock, Eve pode ser tida como “porra louca” as vezes, mas ela ta aí para provar que sexo, drogas e rock N’ Roll não estão tão intimamente ligados como dizem. Drogas não é a praia de Eve, o sexo talvez fique por conta dos outros três integrantes da banda que sempre estão envolvidos em aventuras sexuais (não que nós tenhamos os detalhes sórdidos, mas temos uma ideia da coisa) e o Rock N’ Roll é mais que garantido. DangeRock está na estrada e após cinco anos de muita luta, conseguem uma chance de ouro: o grande astro Mitch Clay reparou neles e os quer abrindo os show da sua banda! Eles topam, e é ai que as coisas melhoram e pioram ao mesmo tempo.

O livro é narrado pelo ponto de vista da Eve e alterna entra uma narrativa do Mitch e do Brandon, o que algumas vezes me deixou confusa. Em alguns momentos eram sinalizadas as mudanças de narrador, mas admito que eu achei todos muito parecidos na forma de pensar e agir, e isso não me agradou muito. Acho que se a narração tivesse sido mantida só na Eve, a narrativa teria funcionado melhor ao meu ver. Fora que alguns momentos de deslize, enquanto um narrava havia algumas colocações “erradas”, por exemplo, Eve estava narrando, em primeira pessoa, e quando ela falava algo, aparecia ao final algo tipo “ela falou”. Se é que vocês me entenderam.

A escrita da autora é bem fluida e gostosa de ler, mas não sei, acho que o livro não faz muito meu estilo, pois achei que tinha muito “mimimi” e pouca “ação”. A Eve passou mais tempo chorando suas lamúrias que realmente fazendo algo. Tinha horas que dava vontade de dar umas sacudidas nela e gritar: “ACORDA PRA VIDA MULHER!”. O Brandon era outro que eu não sabia se eu dava uns tapas, ou uns beijos. Que foi? Pela descrição ele era lindo de morrer e eu também quero minha chance. rs. Brincadeiras a parte. O casal principal não me cativou tanto. Admito que cheguei a torcer para a Eve dar um pé na bunda do Brandon e partir para outra.

O Mitch foi uma surpresa e uma decepção. Não sei, acho que eu esperava outra coisa dele, ou do rumo da história. Algumas coisas foram muito fáceis e até meio sem lógica para mim, em alguns momentos, mas como sou aquele tipo de pessoa paranoica que quer ver todos os ângulos bem fechados, admito que isso não influenciou tanto assim.

“Mas Milena, você não gostou do livro?” Calma gente, eu gostei sim. Não gostei 100%, e achei algumas partes um pouco enfadonhas, mas de forma geral achei uma leitura divertida e li super rápido. Foi a primeira obra que li da autora e acho que ela possuí um grande potencial!

Para quem gosta de música, no famoso Spotify tem uma playlist dedicada ao livro! Não sei dizer se as músicas da playlist estão presentes no livro de forma traduzida, pois há trechos de músicas no livro, mas quando li achei que eram criações da autora, ou se foram músicas que a inspiraram no processo de escrita, mas são músicas muito legaisI.

site: http://minhacontracapa.com.br/2016/08/resenha-dangerock-de-m-s-fayes/
comentários(0)comente



CATATAU 17/06/2019

AMOR DE ADOLESCENTE É ETERNO
Eve McGannon lidera a banda DangeRock desde adolescente, juntamente com o guitarrista Brandon Conwell, baterista Malcom Rubber e o baixista Phil Jansen...
Uma história de amizade e cheia de amor pra dar muito envolvente do início ao fim...
Venha conhecer melhor Evie e Brandon...
O que eles têm guardado a sete chaves no coração...
Adorei esta história
Parabéns Fayes por esta maravilhosa e divina história
comentários(0)comente



Aurora.Karoliny 03/10/2017

Uau
Um livro que me fez suspirar e passar muito raiva. a autora me encantou com sua escrita .
não vejo a hora dos proximos livros dessa série

site: https://www.instagram.com/p/BZ3i8qil_I6/?taken-by=aurorakaroliny
comentários(0)comente



54 encontrados | exibindo 31 a 46
1 | 2 | 3 | 4