A Divina Comédia: Inferno

A Divina Comédia: Inferno Dante Alighieri




Resenhas - A Divina Comédia


125 encontrados | exibindo 61 a 76
1 | 2 | 5 | 6 | 7 | 8 | 9


Milinhacr 22/12/2013

Cansativo
Fiz um esforço tremendo para não parar de ler, mas não consegui. Li a parte toda do Inferno, e que inferno ! É uma leitura cansativa, maçante, uma leitura difícil. Se o livro não tiver notas explicativas, é praticamente impossível entender o contexto, pois há muitas citações e metáforas.
comentários(0)comente



Felipe 22/12/2013

Uma jornada inesquecível ao inferno
Não vou falar absolutamente nada sobre o livro somente aquele que irá ler poderá tirar suas conclusões. Apenas vou "facilitar" a compreensão da obra prima máxima da literatura escrita por Dante Alighieri.
Essa é a primeira parte do poema escrito pelo autor composto por: inferno, purgatório, e paraíso. E aqui chamo a atenção para a edição da editora Abril da qual tem 40 páginas dedicadas ao intenso trabalho de tradução. Mas para voce que vai ler pela primeira vez esse livro é preciso ter um certo conhecimento acerca da história da Grécia antiga e de Roma que são preponderantes na obra.
Resumidamente falando, há no livro uma certa influencia do que aconteceu na vida do autor, Dante é o principal personagem é guiado por Virgílio ao inferno por Beatriz. Ela foi um episódio marcante na vida do autor vista por ele como uma visão de "beatitude". De fato, muitos dos personagens que o leitor encontrará ao longo do poema foram conhecidos de Dante, inimigos para ser mais exato. A visão de Dante do inferno, apesar de chegar cheia de referencias históricas e alegóricas que nem sempre o leitor moderno domina, continua entusiasmando e influenciando.
Como já foi dito, a história se resume a de um poeta que pede auxílio de Virgílio, na vida real ele era poeta latino autor de "Eneida" que estava "no limbo", aparece enviado por Beatriz e lhe guia pelos nove círculos concentricos do inferno que compõem todos os tipos de homens: avarentos, irascíveis, traidores, suicidas, sodomitas, etc, e é por esse caminho que ele se depara com as paisagens terríveis jamais imaginadas por nenhum autor. Enfim basicamente é isso, mitologia e referencias pessoais e o poema é inteiramente composto em terça rima, exemplo ABA, 121, etc. Ah e lembre-se que se resolver arriscar a ler: "Deixais toda a esperança, vós que entrais"
comentários(0)comente



Jhonatan 02/12/2013

Review
Fantástico!
comentários(0)comente



DiegoDeLarge 20/10/2013

Só li a parte do inferno.
Só li a primeira parte da viagem de Dante e Virgílio. Li a versão mais recente com a tradução mais fiel ao original, que preserva melhor a métrica dos versos em italiano. Foi um dos melhores livros (ou pedaço de um) que eu já li.
comentários(0)comente



Marcelo 13/10/2013

Experiência única
Comecei a ler "A Divina Comédia" assim que soube que seria o tema do novo livro de Dan Brown, "Inferno". Devido a sua estrutura e composição, com certeza é um livro difícil de ler e exige bastante dedicação, mas ao analisar o cenário como um todo, é impossível não dizer que a leitura não se tornou uma experiência única, diferente de qualquer livro que eu já tenha lido.
Analisando todo o contexto da sua criação, tenho certeza que "A Divina Comédia" é um livro magnífico, que sem sombra de dúvidas é uma obra prima e uma das maiores criações artísticas de que já ouvi falar.
Recomendo a qualquer amante da leitura que deseje subir um degrau a mais e esteja procurando realmente uma experiência diferente.
comentários(0)comente



Susu 02/07/2013

A divina comédia
Dante tinha que passar sete dimensões e enfrentar varios perigos perigos . No sétimo circulo do inferno quem guarda a entrada era um minoutauro .Com insultos, virgílio provoca o monstro e abandona seu posto.
Senhor conceda a alegria de recordar um pouco dos misterios e maravilhas que vi,e faça com que meus lábios sejam suficientemente poderosos para contar a sua glória .
Eu achei o livro rasualvel e ao mesmo tempo muito interesante.

fim
comentários(0)comente



GramoPhoneMan 22/05/2013

Leitura obrigatória.
Este é talvez o livro mais visual que eu já li. Só perde em simbolismo para a Bíblia, em minha opinião. Acho que ali está perfeitamente apresentado o medo do inferno e purgatório, e a idéia do possível paraíso (católicos ). Deve-se despir de toda idéia pré-concebida, todo preconceito religioso ( qualquer que seja a religião ) e deixar a mente descer os círculos do inferno e vir subindo depois pelo purgatório até o paraíso apresentado por Dante, e depois de fechar o livro meditar sobre a capacidade de criação da imaginação do homem...ou não.
comentários(0)comente



Raissa 19/05/2013

Como diz o Lulu Santos "Cada um tem sua visão do paraíso" e a minha visãodo paraíso, do inferno do e do purgatório é a mesma desse livro.
comentários(0)comente



I. Pestana 11/05/2013

Este livro deve ser lido com estudo.
Cheio de alegorias ligadas ao pensamento da época de Dante, é de leitura dificil para quem gosta de compreender o sentido daquilo que está lendo quando ainda não tem uma base para conseguir interpretar os vários simbolismos presentes na obra. Provavelmente não estou avaliando o livro por aquilo que ele realmente merece, mas por aquilo que pude apreender dele.
comentários(0)comente



Felipe 01/04/2013

Vale a pena conhecer esse clássico!
A obra de Dante tem significância em muitos aspectos diferentes. Foi a obra de Dante que popularizou a língua italiana, até então tudo que era "nobre" era escrito em latim, língua a qual a maioria não tinha acesso. Sua Divina Comédia praticamente definiu a língua italiana em sua época quando cada lugar falava um dialeto diferente, o território era completamente dividido e em pé de guerra.

Resenha completa em:

http://www.instanteliterario.com/2012/11/a-divina-comedia.html
comentários(0)comente



Jayme 22/03/2013


Em versos decassílabos, Dante relata sua viagem pelos três reinos do outro mundo: o Inferno, o vale doloroso onde termina o ser humano a partir do momento que ele se recusa a seguir a "verdadeira via", a da razão e da virtude. O Purgatório, montanha alta e escarpada, que se eleva do grande oceano do hemisfério inferior e o Paraíso, onde a beatitude é descrita e representada. O principal objetivo da obra é a edificação moral do pecador em busca do caminho do perdão divino.

A Divina Comédia é antes de mais nada, um testemunho de uma época no qual o homem deveria viver em conformidade e harmonia com a vontade divina.
comentários(0)comente



G. Turquia 08/02/2013

Fã assumido
Aleghieri é maravilhoso. A edição que eu li não é lá muito boa, mas sua obra é simplesmente incrível! Um dia, talvez, eu vá le-la decentemente.
comentários(0)comente



Carla Reverbel 09/01/2013

O maior de todos
É meu livro favorito.
O ápice da literatura mundial.
Nada pode ser mais bonito.
Gosto tanto que tenho duas edições.
Uma da Abril e outra da editora 34- que eu prefiro.
É uma experiência que exige dedicação, persistência e devoção.
Eu tive que usar um dicionário e muita paciência na primeira leitura.
Depois, li-o incontáveis vezes.
Mas, vale a pena.
Vale muito a pena.
Meu livro do coração.
comentários(0)comente



LORD lulu 28/11/2012

explicação básica do livro sobre meu ponto de vista( meio cego as vezes ^^)
muito bom,más é um pouco cansativo pois ele dá um contexto geral da historia e depois explica cada passagem de Dante Alighieri pelos círculos, que vão desde o inferno até o céu. eu recomendo pois, trás uma leitura bem profunda.
comentários(0)comente



Emanuel Xampy Fontinhas 08/10/2012

Um grande livro e leitura essencial a quem se interessa por literatura clássica. O mundo literário deve muita coisa à Divina Comédia, principalmente a visão moderna de inferno, paraíso e purgatório, criações de Dante.
comentários(0)comente



125 encontrados | exibindo 61 a 76
1 | 2 | 5 | 6 | 7 | 8 | 9