Terra de Noite e Fogo

Terra de Noite e Fogo Desirée Gusson




Resenhas - Terra de Noite & Fogo


10 encontrados | exibindo 1 a 10


Evelyn Ruani 16/11/2017

Quero voltar a Thergel...
Preciso começar dizendo o quanto o prólogo desse livro chama você para a história! Essas duas primeiras páginas e palavras foram muito bem pensadas e cumprem totalmente o seu propósito. Dito isso, e depois de fisgada pra dentro da história, a narrativa da autora mantém presa a atenção, pois é clara e lúcida e flui super bem. Fui surpreendida me encantando com os personagens e me emocionando em passagens da leitura.

Também preciso confessar que, por ser um livro com adolescentes, eu tive um certo preconceito inicial, já que a maioria que me conhece sabe o quanto não sou fã de romances muito melosos, draminhas e mimimis. Mas para minha felicidade ao longo das páginas, não foi o caso desse livro, que tem acontecimentos trágicos, aventura e fantasia! Romance aliás é bem sutil e as reviravoltas de acontecimentos são bastante empolgantes.

Num primeiro momento da história, você é apresentado as irmãs gêmeas Lucy e Bess e um pouco do drama familiar que as acompanham em sua mudança de país, escola, e da casa de um pai bastante ausente para um irmão mais velho e distante. Na nova escola, aparecem dois personagens bastante enigmáticos, um professor de literatura charmoso (eu achei pelo menos rs) e um aluno metido a rei do pedaço (não é o tipo que me ganha, mas que ganha muitos corações) que acaba se aproximando muito de Bess. Uma festa está pra acontecer, e Bess é convidada pelo aluno novo, porém fica doente e quem tem que ir em seu lugar é Lucy. Essa festa é o ponto de partida para o mundo encantado e amaldiçoado de Thergel.

Devo dizer que gostei bastante da utilização do recurso de contar a história de dois pontos de partida diferentes que se encontram no final. Num segundo momento da história somos apresentados a Opala, uma garota de gênio forte que descobre com estranheza que é um ser mágico (?) chamado de Elumera Rai (pouco se fala a respeito nesse primeiro volume, o suficiente pra alimentar a curiosidade e deixar um gosto de quero mais) e se vê numa fuga/busca incessante com direito a perdas drasticas e muita aventura. Nessa parte alguns novos personagens bem interessantes são incluídos na história, como um elfo que me encantou desde o início e alguns personagens mesmo de passagem dão riqueza a narrativa.

Enfim, gostei muito da história e super recomendo a todos que curtem uma boa fantasia e aventura. Claro que ficaram várias pontas soltas e faltando explicação, mas é porque é uma série e com certeza teremos respostas nos próximos livros!! Estou super empolgada aguardando, principalmente pra conhecer a Imperatriz. Adoro uma vilã!!

site: https://lyani.wordpress.com/2017/11/16/resenha-terra-de-noite-e-fogo/
inari 30/05/2018minha estante
O romance é um pouco presente ?


Evelyn Ruani 27/07/2018minha estante
Não sei se entendi sua pergunta Inari. Tem um pouco de romance na história, mas não é o foco do livro. Se não for isso, por favor, escreva de novo! Bjos




Cristina Gaudêncio 03/11/2017

Terra de noite e fogo | @desigusson | Editora coerência | 5/5 ? + ?
"Prepare-se, a noite em Thergel está apenas começando."

Lucianne e Elizabeth Thatcher são irmãs gêmeas, filhas de um bem sucedido empresário e têm uma vida confortável e badalada. Desde o falecimento de sua mãe elas não se dão bem. Tudo piora quando de uma hora pra outra o pai delas decide que elas vão se mudar pra Londres e viver com seu irmão mais velho. Lá, elas conseguem se adaptar e acostumar com as pessoas e rotinas, até o aparecimento de dois estranhos que parece ter um interesse pessoal nelas duas.

Opala Turunael é uma mulher forte e determinada, aspirante à guerreira. Ela mora em outro mundo paralelo às irmãs Thatcher, em Thergel, onde todos os dias são infinitas noites. Opala sonha em ser livre e não imagina se encaixar numa vida de casamento arranjado. Quando seu pai lhe dá a notícia que arrumou um marido para ela, ela se vê tentada à fugir. Porém, antes disso acontecer, ela é visitada pela presença de uma Elummera Rai, ser místico e de grande poder que habita o reino. Logo ela descobre também ser uma dela e que possui grandes poderes. Ela precisa fugir e garantir sua segurança para que possa salvar o reino e trazer de novo o sol e a luz do dia.
O livro é narrado em primeira pessoa divido em   três partes. Na primeira temos o prólogo e logo depois começa por Lucy. A segunda parte é  narrada por Opala, e assim segue intercalando de uma a outra até que as duas se encontram e a narração passa a ser uma.

Tenho que dizer, estou muito impressionada com esse livro. É a primeira fantasia que eu leio de uma autora brasileira e estou totalmente encantada. O livro tem toda uma pegada de Corte de névoa e fúria, The kiss of deception, As crônicas de gelo e fogo e Senhor dos anéis, e isso é um puta elogio. Todos os lugares, títulos, nomes e criaturas da estória são muito originais e maravilhosos. Ele tem até um mapa, que eu achei incrível. Os personagens são fortes, a magia do local, os motivos pelo qual Opala precisa lutar pra salvar seu povo, são extremamente verdadeiros e significativos.

Eu confesso que não sabia que ele era o começo de uma série, então quando o livro acabou daquele jeito eu dei um grito de frustração e precisava do segundo livro pra ontem. A trama é muito envolvente e cada capítulo termina com um acontecimento que não te deixa largar o livro e continuar depois. Você vai querer ficar lendo até terminar.
Enfim. Tenhos muitos pontos positivos pra indicar sobre o livro: ?

1. Ele se intercala entre dois mundos, o que nós conhecemos, na atualidade, e outro que é um mundo de magia, meio medieval e antigo. ?

2. Ele tem um mapa. Isso ajuda muito quando um livro cita vários lugares e isso nos ajuda a nos localizar e estar a par de quão longe ou perto os personagens estão de seus objetivos. ?

3. A linguagem é fácil e flui muito rapidamente, apesar de alguns nomes diferentes, não é difícil decorar e identificar uns aos outros. ?

4. Opala Turunael. Nem preciso falar muito, se você gosta de guerreiras, mulheres fortes e que se não se calam e nem se deixam controlar, você vai amá-la assim como eu. ?

5. Cara, a autora é uma fofa, conversei diversas  vezes com ela sobre o livro, expressando minhas reações e sentimentos sobre a leitura e ela foi um amor (Não é puxando saco não viu, quando eu gosto eu falo mesmo) haha

?

Enfim, super indico esse livro, entrou para os favoritos e com certeza algum dia vou lê-lo novamente. Espero ansiosamente o segundo volume e vou ser uma das primeiras comprar.
Obrigado Desi pela estória maravilhosa e por nos presentear com esse universo magnífico e mágico que você criou.
comentários(0)comente



Gaby Ferreira (@livrosdagaby) 26/10/2017

Terra de Noite e Fogo
Livro: Terra de Noite e Fogo
Autora: Desirée Gusson
Editora: Coerência
Páginas: 412
???
Este é o primeiro livro da série Elumera Rai. O livro nos conta duas histórias intercaladas. Na primeira conhecemos Lucy e sua irmã Elizabeth. Elas vivem com o pai, desde a morte da mãe, porém ele é uma pessoa distante e nada atencioso. E possuem tbm um irmão mais velho, Jake, que mora na Inglaterra e não mantém contato nenhum.
Na segunda conhecemos Opala Turunael, uma jovem que vive numa terra mística, chamada Thergel. Opala não aceita a vida que tem. Destinada a se casar com um estranho para ter uma vida melhor, ela sente que esse não é seu destino. Então ela decide partir em uma missão que poderá mudar seu futuro.
Num determinado momento, onde segredos, revelações e novos personagens surgem, o caminho dessas jovem se cruzam e aí começam acontecer coisas que vão deixando o livro eletrizante.
Tudo é muito intenso e ficamos presos na estória. O livro possui um enredo bem construído e tem tudo pra dar certo!
???
? Minha Opinião: Gostei bastante do livro. A escrita da autora flui muito bem. Porém fiquei com algumas perguntas na cabeça, mas acredito que serão respondidas nos próximos livros. A capa é maravilhosa e a edição está ótima. Parabéns a @desi, eu adorei e aguardo ansiosa os próximos lançamentos!! Nota: 4,5/5,0 ?
comentários(0)comente



Mundo de Tinta 01/10/2017

Como faz para resenhar um livro que você já leu 2 vezes e ainda assim quer mais??? Fui uma feliz leitora beta dessa história e FINALMENTE consegui conferir a versão publicada dessa maravilha \o/


Começamos o livro em São Paulo com Lucianne Tatcher, menina típica classe alta que não faz o estilo e sua irmã Elizabeth Tatcher com a versão patricinha completa com updates. Como o livro é narrado pela Lucy posso dizer que a Desirée fez um ótimo trabalho se o objetivo era que odiássemos a Elizabeth pela patricinha egoísta que ela é!


De cara elas são chutadas pelo pai para irem morar em Londres com o irmão mais velho (que saiu de casa brigado com o pai e não mantinha contato com as irmãs); Tudo ia bem até dois caras novos aparecerem na escola: Haladar idiota chato e Guilham cavalheiro maravilhoso meu crush. Daí acaba que Lucy vai parar em Thergel, uma nova dimensão, um novo e fantástico mundo! [Pausa para falar de Thergel] Peguem tudo de maravilhoso e incrível nos mundos de literatura fantástica e pincele com o jeito único da Desirée de contar uma história e vocês chegarão um pouco perto do que é Thergel. [Fim da pausa]


O livro é divido em partes narradas pela Lucy e outras partes narradas por Opala Turünael, uma habitante de uma vilazinha minúscula de Thergel. As partes dela são minhas favoritas por causa de Nemêdes, o melhor amigo apaixonado. E claro, temos um triângulo! Mas nada explícito e nada chato, mas eu sei espero que terá um triângulo e que eu sairei frustrada dele #acontece. São nas partes de Opala que vemos MUITO de Thergel, afinal ela viaja bastante desde a sua vila até onde os Vantarymo se reúnem. Por sinal eles são o grupo de resistência contra a tirana Starlah que governa o reino e é a única a produzir as lanternas que mantém o povo vivo. Porque em Thergel não tem Sol, nunca, porque não tem amanhecer. Culpa de quem? De uma maga estúpida é claro! E sabe-se que sem Sol, sem vida. As lanternas fazem o papel de Sol e só elas mantém TUDO vivo e Starlah vende cada vez mais caro essas lanternas. Aí o povo está cada vez mais revoltado e já viram né? Não, não viram, porque ninguém é 100% vilão ou mocinho de verdade.

Altas aventuras, personagens encantadores, crushs maravilhosos, vilões tiranos e odiáveis, uma gênese muito legal para esse mundo novo e criaturas fantásticas! Como não gostar?! Ainda mais com essa capa linda!

A blogueira em mim precisa apenas avisar que tem uns errinhos de digitação, nada grave ou que atrapalhe a leitura, mas tem sim. Inclusive na orelha a editora COMEU o nome do Mundo de Tinta. A frase na orelha é minha ^^

site: http://blogmundodetinta.blogspot.com.br/2017/09/resenha-de-tinta-terra-de-noite-e-fogo.html
comentários(0)comente



Jessica.Martins 19/09/2017

Quero voltar para Thergel !
Eu amei o livro,nem sei o que dizer dele...
Tudo começa quando Lucy e Bess são obrigadas a ir morar com o irmão mais velho na Alemanha,deixando assim a vida de luxo de São Paulo. Lá,elas têm que estudar em uma escola pública.Mas a viagem em Thergel só começa quando Lucy e Bess usam o tradicional truque das gêmeas : "a troca"...
A sua viagem para Thergel será mais que surpreendente, será maravilhosa...
" A noite em Thergel,está apenas começando..."
comentários(0)comente



Kelly 24/06/2017



Olá
Pessoal,
Hoje vamos falar de Terra de Noite e Fogo, um livro de fantasia| Sci-fi que chamou minha atenção pela capa e sinopse, mas que infelizmente não me cativou da forma que eu esperava, mas calma lá que vou explicar o porquê...


O livro ao meu ver é dividido em 3 partes, na primeira conhecemos Lucy e Bess Teacher, na segunda parte conhecemos Opala Turunael e na terceira, ambas as histórias se unem num mundo paralelo chamado Thergel.

Lucy tem 16 anos, é uma menina simples e estudiosa que perdeu a mãe muito cedo, e essa perda dividiu a família separando-os, Lucy mora com sua irmã gêmea Bess e o pai, que não é o ser mais presente e atencioso do mundo, e Jake, o irmão mais velho que se mudou para a Inglaterra e que não mantém contato com as meninas.

A primeira parte é narrada por Lucy, e tudo parece muito normal, até que um professor e um aluno estranho aparecem no colégio novo das meninas, já que de uma hora pra outra elas se viram obrigadas a morar com o irmão que não viam há anos. Uma festa esta para acontecer e Bess esta doente e pede que Lucy vá no seu lugar, e é nessa noite que coisas estranhas aconteceram e Lucy será levada pra Thergel, um mundo mágico e amaldiçoado, mas ela foi levada por engano, já que seu sequestrador acredita que ela seja sua irmã, há quem o povo realmente está a procura.

Já em Thergel conhecemos Opala Turunael, uma jovem de 16 anos que não aceita a vida que tem, Opala pode ser considerada uma camponesa de Thergel, como uma educação e criação, a menina foi educada para ser uma boa esposa, e talvez essa hora tenha chegado, já que seu pai há entregou para o filho do açougueiro da aldeia, visando uma melhor vida para a filha. Mas Opala não se vê casada por obrigação, ela sente que esse não é seu destino, é quando ela descobre ser uma Elumera Rai da água que ela possui uma missão que pode salvar seu mundo da escuridão, e assim ela parte deixando tudo para trás, em busca dessa missão, conhecendo novos personagens que serão importantes para sua missão.

O começo do livro estava bem interessante, e confesso que a autora tem uma boa pegada para escrever fantasia e criar mundo paralelos, mas sinto que no meio da coisa ela deixou algo passar e esse algo me fez uma falta. Lucy é sequestrada e até aí esta tudo bem, Haladar e o professor são mega estranhos e ela já tinha demonstrado algumas peculiaridades que davam a entender que ela possuía um algo a mais, só que a viagem começou a se tornar longa demais e já estava ficando agoniada já que não imagina porque cargas tinham levado a menina. Já Opala, da noite para o dia foi declarada uma Elumara, coisa que a história terminou e eu continuei sem saber o que significava isso, além do fato de que de uma hora para outra ela aceitou sua condição e simplesmente partiu deixando tudo para trás.

Apesar da história ser bacana e ter um enredo que se bem desenvolvido tem tudo para dar certo, muitas coisas para mim ficaram sem respostas, quando elas enfim se encontram no mundo mágico, minha cabeça deu um nó completo, e se vocês lerem vão entender o porque. Não posso descartar a hipótese de que talvez durante a leitura eu tenha ficado confusa e deixado passar algo, mas não acredito que esse seja o caso.

A escrita da autora é leve e flui muito bem, se não fossem as faltas de respostas, talvez tivesse terminado o livro antes do esperado. A capa esta linda e foi uma das coisas que me chamou mais atenção, a diagramação da editora esta muito bem trabalhada e deu um toque mais feminino a obra, com relação a revisão foram localizados erros, não chegam a atrapalhar a leitura, mas eles existem.

Por ser uma série, vou aguardar o lançamento do segundo e torcer para que minhas dúvidas sejam esclarecidas nela, e já que agora algumas coisas foram explicadas, que haja mais ação e romance, já que no primeiro volume só apareceram hipóteses de casais, nada concluído ainda.

site: http://paraisodasideas.blogspot.com.br/
comentários(0)comente



Paraíso das Ideias 24/06/2017

Olá
Pessoal,
Hoje vamos falar de Terra de Noite e Fogo, um livro de fantasia| Sci-fi que chamou minha atenção pela capa e sinopse, mas que infelizmente não me cativou da forma que eu esperava, mas calma lá que vou explicar o porquê...


O livro ao meu ver é dividido em 3 partes, na primeira conhecemos Lucy e Bess Teacher, na segunda parte conhecemos Opala Turunael e na terceira, ambas as histórias se unem num mundo paralelo chamado Thergel.

Lucy tem 16 anos, é uma menina simples e estudiosa que perdeu a mãe muito cedo, e essa perda dividiu a família separando-os, Lucy mora com sua irmã gêmea Bess e o pai, que não é o ser mais presente e atencioso do mundo, e Jake, o irmão mais velho que se mudou para a Inglaterra e que não mantém contato com as meninas.

A primeira parte é narrada por Lucy, e tudo parece muito normal, até que um professor e um aluno estranho aparecem no colégio novo das meninas, já que de uma hora pra outra elas se viram obrigadas a morar com o irmão que não viam há anos. Uma festa esta para acontecer e Bess esta doente e pede que Lucy vá no seu lugar, e é nessa noite que coisas estranhas aconteceram e Lucy será levada pra Thergel, um mundo mágico e amaldiçoado, mas ela foi levada por engano, já que seu sequestrador acredita que ela seja sua irmã, há quem o povo realmente está a procura.

Já em Thergel conhecemos Opala Turunael, uma jovem de 16 anos que não aceita a vida que tem, Opala pode ser considerada uma camponesa de Thergel, como uma educação e criação, a menina foi educada para ser uma boa esposa, e talvez essa hora tenha chegado, já que seu pai há entregou para o filho do açougueiro da aldeia, visando uma melhor vida para a filha. Mas Opala não se vê casada por obrigação, ela sente que esse não é seu destino, é quando ela descobre ser uma Elumera Rai da água que ela possui uma missão que pode salvar seu mundo da escuridão, e assim ela parte deixando tudo para trás, em busca dessa missão, conhecendo novos personagens que serão importantes para sua missão.

O começo do livro estava bem interessante, e confesso que a autora tem uma boa pegada para escrever fantasia e criar mundo paralelos, mas sinto que no meio da coisa ela deixou algo passar e esse algo me fez uma falta. Lucy é sequestrada e até aí esta tudo bem, Haladar e o professor são mega estranhos e ela já tinha demonstrado algumas peculiaridades que davam a entender que ela possuía um algo a mais, só que a viagem começou a se tornar longa demais e já estava ficando agoniada já que não imagina porque cargas tinham levado a menina. Já Opala, da noite para o dia foi declarada uma Elumara, coisa que a história terminou e eu continuei sem saber o que significava isso, além do fato de que de uma hora para outra ela aceitou sua condição e simplesmente partiu deixando tudo para trás.

Apesar da história ser bacana e ter um enredo que se bem desenvolvido tem tudo para dar certo, muitas coisas para mim ficaram sem respostas, quando elas enfim se encontram no mundo mágico, minha cabeça deu um nó completo, e se vocês lerem vão entender o porque. Não posso descartar a hipótese de que talvez durante a leitura eu tenha ficado confusa e deixado passar algo, mas não acredito que esse seja o caso.

A escrita da autora é leve e flui muito bem, se não fossem as faltas de respostas, talvez tivesse terminado o livro antes do esperado. A capa esta linda e foi uma das coisas que me chamou mais atenção, a diagramação da editora esta muito bem trabalhada e deu um toque mais feminino a obra, com relação a revisão foram localizados erros, não chegam a atrapalhar a leitura, mas eles existem.

Por ser uma série, vou aguardar o lançamento do segundo e torcer para que minhas dúvidas sejam esclarecidas nela, e já que agora algumas coisas foram explicadas, que haja mais ação e romance, já que no primeiro volume só apareceram hipóteses de casais, nada concluído ainda.



site: http://paraisodasideas.blogspot.com.br/
comentários(0)comente



Fernanda @condutaliteraria 18/04/2017

Apaixonante!
Em Terra de Noite & Fogo vamos conhecer duas histórias que se intercalam. De um lado temos Opala e do outro as gêmeas, Lucianne e Elizabeth.

Opala vive em um povoado, com sua irmã e pai, e não se encaixa em nada em suas tradições. Quando sabe que vai casar com um pretende arranjando por seu pai, ela precisa tomar uma atitude contra isso. Nesse momento, uma maga aparece e lhe faz revelações, diante disso, Opala tem a certeza que seu lugar não é o vilarejo. Junto com seu melhor amigo resolve fugir rumo ao seu destino.

As gêmeas, Lucy e Bess, como são conhecidas, não possuem nada em comum. Enquanto Lucy é estudiosa e quieta, Bess é a mais popular possível. O destino das duas mudam quando o pai anuncia que elas vão morar com o irmão em outra cidade.


"Tinha tudo para ser simples: a escola, o ano, a minha vida. Mas simplesmente não podia. Certas pessoas, eu, por exemplo, não eram compatíveis com a simplicidade. A vida parecia se divertir complicando tudo o que podia."

Narrado em primeira pessoa por Opala e Lucy, este é o primeiro livro da série Elumera Rai.

Em um primeiro momento vamos conhecer um pouco de cada uma de nossas personagens. Meninas fortes, com vidas completamente diferentes e com a mesma idade.

Com a fuga de Opala e a mudança de Lucy coisas começam a acontecer e a história se torna eletrizante. Cheia de revelações, segredos, jogos políticos e muitos personagens cruzam o caminho das duas.

Personagens muito bem trabalhados, misteriosos e cativantes. Embora possam ser um perigo, eu fiquei apaixonada pelos Elfos 😍

Thergel, onde Opala vive, as coisas só tem piorado, a cada dia mais e mais famílias mudam e as que ficam não conseguem cuidar da colheita e comprar o necessário. Além disso, o vilarejo não vê a luz do sol há centenas de anos. E é para lá que Lucy é levada.


"Agora isso era claro. Eu estava tão ocupada em me preocupar se ele me culparia por nossa vila e tão imersa em meu próprio egoísmo, pensando em meu destino, que não havia pensado. Agora eu via que não podia ser quem ele queria e precisava, e que ele também tinha esta consciência. Depois de todos esses anos, alguma coisa se rompeu entre nós, uma coisa que não iria se reparar."

Cada capítulo que terminava e as revelações sendo feitas, encaixando as peças, eu já queria saber o que viria depois. É incrível como a autora consegue nos prender na história.

Esse é só o primeiro livro e digo: que história intensa e fascinante! Eu já quero a continuação!!

Apesar da trama não ficar devendo em nada, tem muita coisa que eu gostaria de saber, muitos segredos que acredito que ainda vão se revelar. Haja curiosidade e ansiedade!

A capa é maravilhosa! Diagramação perfeita e eu gostei muito dos detalhes internos.



"Orgulho é uma criaturinha pequena e feia que não tem espelho em casa. O fracasso é sua cria. O fracasso tem mil mães e apenas um resultado."

Recomendo muito!!
comentários(0)comente



Lay 27/11/2016

Olha eu aqui para trazer mais uma fantasia para vocês! Dessa vez o livro é nacional e tinha algum tempo que não lia uma fantasia escrita por alguém daqui e não deixei de me surpreender. Desirée é blogueira e eu a conheci em minha primeira bienal, em São Paulo em 2012, através de uma amiga em comum. A partir dali seguimos os blogs, conversamos, mas não conseguimos nos encontrar nas bienais seguintes até que esse ano, pouco antes da bienal vi um post da Desi dizendo que iria publicar seu livro, uma série de fantasia. Assim que li a sinopse, pensei "é o meu tipo de livro". Com o lançamento oficial na bienal e em um dia que eu estaria lá, não poderia perder essa chance.

Terra de Noite & Fogo é o primeiro livro da série Elumera Rai e é narrado em primeira pessoa por duas protagonistas fortíssimas: Opala Turünael e Lucianne Thatcher. As duas têm dezessete anos, mas vivem em mundos completamente diferentes. Na primeira parte do livro conhecemos Lucianne Thatcher, uma jovem abastada que vive em São Paulo, mas natural dos Estados Unidos. Após a trágica morte da mãe, ela, os dois irmãos e o pai se mudaram para São Paulo, numa tentativa de seguir em frente, mas as coisas nunca mais foram as mesmas. Seu irmão mais velho, Jacob, saiu de casa e foi morar na Inglaterra, rompendo as ligações com a família e Lucy e sua irmã gêmea, Elizabeth, se odiavam cada vez mais. Mas as coisas só pioraram desde que James Thatcher recebeu uma ligação super estranha.

Sim, uma família cheia de dinheiro e problemas quase na mesma proporção. Mas elas não tinham o que fazer, senão ir para Londres morar com um irmão que não falavam mais e ficar lá sabe Deus quanto tempo. Tudo parecia estar entrando em uma rotina tranquila quando dois novos personagens surgem na escola onde Lucy e Bess estão estudando: o professor Meenarfrom e o aluno Haladar. Os dois são extremamente bonitos e esquisitos e uma sequência de outras esquisitices começaram a acontecer ao redor de Lucy.

Na segunda parte do livro, conhecemos Opala Turünael, uma jovem de dezessete anos também, que vive no norte de Thergel, em Filbur. A vila é pequena e lá ela vive em uma fazenda com o pai, Nardo, e a irmã mais nova, Lada. Mas as coisas estavam piorando por lá a aproximadamente uma década, quando várias famílias começaram a se mudar para outras cidades, mais longe da fronteira, com isso, as poucas pessoas que ficavam, tinham poucas chances de conseguirem cuidar das pequenas colheitas e ainda ter como comprar o que lhe faltava. Mas o pior vocês ainda não sabem: o Sol não aparece em Thergel há centenas de anos.

Mas logo Opala se vê numa situação que nunca acreditou que seria necessário encarar, obrigada a casar com alguém apenas para sair de Filbur e quem sabe sobreviver. Mas com a ajuda de Nemêdes, seu amigo desde sempre, Opala irá encarar uma jornada longa e dura em busca de seu futuro, agora que descobriu sua essência.

Enquanto viaja em direção à Floresta de Goato para unir-se aos Vantarymo na rebelião contra a imperatriz Starlah, outros personagens cruzarão o seu caminho e caberá a Opala descobrir sua real intenção, ajudá-la ou destruí-la. Entre eles está o elfo Argoul Senara, que fala mais do que deveria, na minha opinião, e será uma presença constante e incômoda para Nem.

Mas não posso esquecer de Lucy, que foi trazida à Thergel, pelo professor Meenarfrom, que ela logo saberá tratar-se de Güilham Meenarfrom um elfo das Terras de Ninguém. Embora ele seja muito calado e não interaja muito, eu gostei dele, me parece um pouco sozinho e talvez por isso não saiba como interagir com outras pessoas. A missão dele é levá-la à Floresta de Goato, porém, fica claro desde o início, que ela não é a irmã que está sendo procurada pelos Vantarymo, eles querem Bess.

O livro é muito intenso e alterando as partes do livro, onde temos Lucy ou Opala, ficamos presos na estória, sempre querendo saber qual será o próximo passo delas, o que irá lhes acontecer, a manipulação política por trás de tudo isso, a essência de Opala, quando se descobre Elumera Rai, o que será que de fato pretendem levando Bess à Thergel, a origem de Irina, mãe de Lucy e Bess, enfim, é tanta coisa que quando o livro chegou ao fim eu já queria ter o segundo em mãos, mas a Desi ainda está escrevendo.

Sem dúvida Muralha de Névoa & Cinzas será incrível, preciso saber mais sobre Lucy, o pai e o irmão. Ally Drakulien, um personagem que apareceu apenas duas vezes e uma delas foi apenas tendo seu nome citado, mas sei que guarda muitas respostas para as minhas perguntas. Quanto a alguns personagens como Haladar, Nera e Bess, quero mais que desapareçam, kkkkk (#ficadicaDesi)

site: http://www.detudoumpouquinho.com/2016/11/resenha-terra-de-noite-fogo-desiree.html
comentários(0)comente



Carla @mademoisellebelikov 17/10/2016

Terra de noite e fogo
Olá leitores;

Irei começar essa resenha com a seguinte pergunta : Mas cadê o segundo livro?

Bom, trata-se de uma indicação, e desta vez, da própria autora. Terra de noite e fogo é um livro único e de uma escrita cativante.

O livro enumera dois pontos de vista, de duas jovens que descobrem ter muito mais em comum, do que um dia iriam pensar. Opala é uma rebelde, por assim dizer, que decide que sua vida se resume a muito mais, do que um casamento arranjado por seu pai pode lhe trazer. Já Lucianne, é uma pessoa que prefere passar despercebida em algumas situações, a ter de lidar com sua irmã gêmea tediosa e seus amigos esnobes e chatos. O caminho das duas é traçado e assim, ambas terão que se unir para encarar o desconhecido.

Quem acompanha minhas resenhas e críticas por aí, sabe o quanto prezo por coerência nas histórias e concordância na escrita. Bom, sobre este livro, nem tenho o que comentar, pois a autora simplesmente arrasou.

De modo bem geral, demorei um tempo significativo pela leitura, mas não por falta de interesse e sim, pois queria ser bem detalhista em alguns pontos que achei cruciais. Minha única crítica e não crítica exatamente, é que ainda sou relutante com duas histórias, ou mais, acontecendo ao mesmo tempo, ou seja, dois personagens centrais, mesmo que um esteja diretamente ligado ao outro e a historia seja uma só. Da para entender? Acho que não.

Pois bem, voltando a parte que interessa e é o ponto principal da resenha, vamos falar um pouco sobre os personagens: Opala sem dúvida alguma é minha personagem favorita, pois além de muito determinada e teimosa, se destaca mais de uma vez. Mas o fato é que se eu começar a listar meus personagens favoritos, vou acabar enumerando quase o livro todo: Lucy, Nem, meu querido Argoul e é claro: Guilham. Ufa, acho que terminei.

Bom, para terminar, gostaria de parabenizar a autora pelo trabalho incrível! Dona de uma imaginação muito mais do que especial, conseguiu cativar mais uma leitora. Espero pelo próximo livro.

Beijos e perdoem os errinhos, mas estou tentando fazer essa resenha pelo celular há hahaha.
comentários(0)comente



10 encontrados | exibindo 1 a 10