Se Eu Ficar

Se Eu Ficar Gayle Forman




Resenhas - Se Eu Ficar


695 encontrados | exibindo 1 a 15
1 | 2 | 3 | 4 | 5 | 6 | 7 |


Vorspier 15/06/2017

Sem graça
Ganhei o ebook por conta de uma compra na Livraria Cultura. Ainda bem que foi assim, porque se eu tivesse comprado a versão física teria gasto dinheiro e espaço na estante para um livro ruim.
O enredo me parece muito aqueles filmes adolescentes da Sessão da Tarde, com a ressalva de que a Sessão da Tarde ainda consegue trazer alguns filmes razoáveis ou clássicos. A história não avança depois do acidente, porque é só a protagonista relembrando como era sua família em determinada ocasião, como ela conheceu fulano de tal, como seus amigos e parentes estão agindo enquanto estão no hospital. Não acontece nada de novo e nem de interessante depois da tragédia.

Demorei meses para terminar o ebook porque achei o enredo bem arrastado. Aí neste feriado retomei a leitura, mas vi que não perdi muito.
comentários(0)comente



Erika 10/06/2017

Mediano
O livro é parado como um lago.
Não fluiu para mim. Concluí apenas para não abandonar e tirar minhas próprias conclusões.
Mia sofre un acidente de carro e fica mal na UTI. O corpo está parado no leito. Mas a mente e o espírito estão em plena atividade. Entre um procedimento e outro ela lembra de flashes de sua vida, perambula pelo hospital, percebe o estado em que se encontra e vê e ouve amigos e familiares intercedendo pela sua vida à sua volta.
Sou sensível, mas não consegui me conectar de verdade com esta leitura.
comentários(0)comente



Thainara.Bianchi 29/05/2017

Se eu ficar
A incrivel história de um muicista chamada Mia cuja seu sonho é seguir a carreira como violinista e decide entra em uma escala famosa como Juliard, mas a jovem mia mau sabia oque viria pela frente sua vida de um dia para outro vira de ponta cabeça.
comentários(0)comente



multiversonews 21/05/2017

Eu Li: Se Eu Ficar – Por Gayle Forman
TÍTULO: SE EU FICAR
AUTORA: GAYLE FORMAN
EDITORA: NOVO CONCEITO
ANO: 2014
PÁGINAS: 224
CLASSIFICAÇÃO: 5/5

A ÚLTIMA COISA DE QUE MIA SE LEMBRA É A MÚSICA. DEPOIS DO ACIDENTE, ELA AINDA CONSEGUE OUVIR A MÚSICA. ELA VÊ O SEU CORPO SENDO TIRADO DOS DESTROÇOS DO CARRO DE SEUS PAIS MAS NÃO SENTE NADA. TUDO O QUE ELA PODE FAZER É ASSISTIR AO ESFORÇO DOS MÉDICOS PARA SALVAR SUA VIDA, ENQUANTO SEUS AMIGOS E PARENTES AGUARDAM NA SALA DE ESPERA… E O SEU AMOR LUTA PARA FICAR PERTO DELA. PELAS PRÓXIMAS 24 HORAS, MIA PRECISA COMPREENDER O QUE ACONTECEU ANTES DO ACIDENTE E TAMBÉM O QUE ACONTECEU DEPOIS. ELA SABE QUE PRECISA FAZER A ESCOLHA MAIS DIFÍCIL DE TODAS.

Comecei essa leitura meio com o pé atrás porque andei lendo muito sobre o livro e não conseguia uma descrição muito favorável. Sempre ouvia ou lia que o livro deixava a desejar, que não era bom, e nem tão intenso; mas as primeiras páginas já foram suficientes para me deixar muito curiosa para ler as próximas
.
Eu tenho uma mania muito doida de ir lá na última página e ler o final. Sei que isso não é legal, pois o final é a parte mais emocionante e tal, mas nunca me senti tentada a abandonar as minhas leituras só por fazer isso. Muito pelo contrário, isso sempre me deixa mais curiosa, me incentiva a continuar, e mais que depressa a terminar.

Gostei de muitas coisas no livro: a própria Mia parecia ser um amor de pessoa, com sua timidez, e sua sensibilidade. Sua amizade com a Kim é linda, o que me lembrou a amizade eterna que quero ter com as minhas amigas. O grande amor que sempre tem pela sua família, é muito lindo ela descrevendo seu irmão Teddy. E a maneira como se sente ligada ao seu namorado Adam.


Adaptação lançada esse ano!
Quando percebi que a Mia começa a narrar sua vida estando num estado vegetativo, eu fiquei meio pé atrás com o livro, porém lembrei da minha graduação técnica em saúde e que isso é totalmente possível por que Mia não teve morte cerebral. Esse fato me motivou ainda mais. Coisas da mente me fascinam e observar isso de um lado literário é melhor ainda. Não queria ler nada sobre algo além da vida, ou tipo assim. Achei a narrativa totalmente leve e de uma sensibilidade eterna. Se o livro tivesse mais páginas com certeza eu passaria horas agarrada nele.

Uma das coisas que achei diferente no livro é que ele não tem capítulos, e sim marcações das horas que a Mia passa dentro do hospital, e como a sua vida passa em seus olhos como uma recordação do passado e de uma decisão que precisa tomar. Outra fator muito atrativo é a relação da Mia com a música. No começo achei meio estranho ela ter escolhido um instrumento tão peculiar como seu favorito, no entanto, gostei muito e diferente sempre é bom. O amor que ela tem pela música é tão intenso que me deu muita vontade de chorar; me sinto como ela, a música é um deleite que poucas pessoas tem a capacidade de sentir. Minha vida seria muito diferente e vazia sem uma voz que dê personalidade a melodia e sem os acordes dos instrumentos.



site: https://multiversonews.com/se-eu-ficar-por-gayle-forman/
comentários(0)comente



Nina 17/05/2017

Legalzinho
Leitura simples, fluída, mansa .... apesar do tema ser triste não chega a ser um dramalhão.
comentários(0)comente



Júlia 15/05/2017

O Acidente
O livro que lemos é " Se Eu Ficar " Conta a história de uma menina chamada Mia. Ela, seu irmão e seus pais, receberam a notícia de que o dia todo ficará nevando, então resolvem ir até a casa de um amigo de seu pai e almoçar na casa de Vovô.
No caminho, seu pai bate o carro e o Espírito de Mia saí de seu corpo. O que será que acontece depois? Será que alguém morre? Será que o Espírito volta para o corpo da menina?
Esse livro é mesmo fantástico! Arrancou de nós sorrisos, tristezas e muitas lágrimas. Vale realmente a pena ler esse livro, é muito lindo, no fim você vai se surpreender!
comentários(0)comente



Nanny.Mennezes 02/05/2017

O livro retrata a incrível e emocionante história de Mia, que nos prende ao livro tornando a leitura viciante.

Mia não eh diferente da maioria das adolescentes: um primeiro namorado, uma melhor amiga e uma família, no caso dela uma bela família. Mas sempre tendo que fazer grandes e dolorosas escolhas em sua vida.

A leitura não é monótona , super recomendo para todos , inclusive para adolescentes!! De todos que li da Gayle essa foi a melhor história , muito empolgante!!
comentários(0)comente



Nádia 02/05/2017

#resenhapomarliterario Se eu ficar
" Eu adorava observá-lo tocando. Quando Adam estava no palco, era como se a guitarra e ele fossem um só, o instrumento uma extensão natural do seu corpo. E, quando descia, ele estava todo suado, mas era um tipo de suor tão limpo que parte de mim se sentia tentada a lamber o seu rosto, como se Adam fosse um pirulito. Mas não fazia isso."
.
Como a vida é imprevisível e sobre como algumas coisas acontecem sem que tenhamos qualquer poder de controlar ou escolher; assim como outras dependem exclusivamente de nossa escolha. É disso que o livro fala.
Mia nunca poderia imaginar que numa bela manhã de fevereiro, sua vida iria mudar drasticamente. Ao sair com sua família para um passeio, eles sofrem um acidente fatal e Mia assiste toda a cena fora de seu corpo. A violoncelista, que estava prestes a entrar pro conservatório de Juiliard, o mais conceituado de Nova York agora assiste os médicos se esforçando para mantê-la viva. A narrativa se divide em dois momentos: A Mia no hospital em coma e a retrospectiva da vida de Mia, onde ela conta sobre seus familiares, seus medos e anseios, seus planos e seu namorado. O livro é bem intenso e muito triste! O nome do livro é explicado pela decisão que cabe a Mia tomar: segundo algumas enfermeiras, é ela quem comanda se quer ficar ou partir. É claro que o livro termina de um jeito que já estou super ansiosa pra começar o segundo. Para onde ela foi já está na ponta da estante!
Eu ainda não vi o filme e não tenho certeza de que vou querer ver.

site: https://www.instagram.com/p/x_a9zfGv-3/?taken-by=pomarliterario
comentários(0)comente



spoiler visualizar
comentários(0)comente



Bru 19/04/2017

Resenha - Se eu ficar
Meu coração ainda está doendo após o fim do livro "Se Eu Ficar". Pela sinopse da história eu já imaginava que ia ser daquelas bem dramáticas, e realmente foi de arrancar lágrimas. Não tem como ser diferente, pois Gayle Forman criou um drama em volta de uma jovem que perde tudo o que mais ama na vida: a família. E não há como não nos solidarizarmos com a dor de Mia.
Pra mim foi bem difícil o início do livro, pois a minha família é bem parecida com a da protagonista – pai, mãe e irmão mais novo –, então tudo o que acontecia com ela era como se estivesse acontecendo comigo. E não tive como me segurar. Chorei em alguns momentos.
Gostei bastante da protagonista criada por Gayle. Mia é sincera, autêntica, e eu gosto de personagens assim. Claro que ela não é perfeita nem nada, e é por isso que ela é ótima, por ser uma pessoa normal, com seus defeitos e qualidades. Mia é um tanto quanto depressiva, meio pessimista, tem suas inseguranças, mas no fundo é uma jovem doce e apaixonada. Apaixonada pela família, por Adam, pelo violoncelo, pela música.
E falando nisso, a música é uma parte importantíssima nesta história toda. Foi em meio a ela que Mia se criou, com sua família de roqueiros inveterados. Foi por ela que Mia se encantou ao tocar pela primeira vez o violoncelo. Foi ela que uniu Mia e Adam. E pode-se dizer que foi a música que salvou sua vida no final das contas.
Adorei a maneira como Forman descreveu a história, em primeira pessoa, contada pela visão de Mia, o que nos aproximou ainda mais de cada emoção que a protagonista sentia. E um detalhe bem interessante é que enquanto Mia está no “limbo”, presa entre a vida e a morte, ela consegue ver tudo o que se passa no hospital onde está internada, mas ela não fica pura e simplesmente descrevendo o que vê lá, ela vai criando links entre lembranças de sua vida e situações que acontecem no hospital. Este entrelace de histórias do passado e momentos do presente ficou riquíssimo e muito bem trabalhado. Acho um recurso bem interessante. Algo bem parecido acontece no filme Awake. Para aqueles que ainda não assistiram, vale muito a pena!
comentários(0)comente



Carla Martins 17/04/2017

Se Eu Ficar - Gayle Forman - Ed. Novo Conceito
Mais em: http://leituramaisqueobrigatoria.blogspot.com.br/

Se eu Ficar é o primeiro livro de Gayle Forman que eu leio. Foi indicado por uma amiga (valeu, Rê!) há anos, mas fiz uma anotação mental e aqui estou eu, com os dois livros em mãos para ler! Acabei Se eu Ficar rapidinho e, pelo jeito, Para Onde eu For, que é sua continuação, é ainda mais viciante.

O que me chamou a atenção foi a originalidade da história. Mia é uma menina única, muito diferente da grande maioria das meninas da sua idade e, pior, muito diferente de todo o resto da sua família. Filha de roqueiros doidões, Mia é amante de musica clássica e uma violoncelista cheia de potencial. Mas, mesmo com toda essa diferença, Mia é muito feliz e se dá super bem com seus pais e seu irmão mais novo, Teddy.

Mesmo não se encaixando no estereótipo de adolescente problema, Mia tem uma melhor amiga, Kim, e elas se bastam na escola. Tinham combinado de namorar só na faculdade, mas Mia e Adam, um roqueiro que tem banda e é o queridinho das meninas, acabam se apaixonando e começam um romance fofo e cheio de música no Ensino Médio.

Porém, em um dia com muita neve no Oregon, onde a história se passa, Mia e sua família sofre um grave acidente na estrada. Todos morrem, menos Mia. Ela fica em coma e seu estado é crítico, mas por alguma razão seu espírito sai do corpo e ela assiste a todos os acontecimentos de fora. Ela tem a chance de decidir se quer voltar para a sua vida, sabendo que ela não terá mais sua família, ou partir para sempre.

Não é lindo e super original? Apesar de ser um livro bem teen, eu adorei! E recomendo que você leia já tendo o Para Onde ela For, pois você vai querer começar o outro livro no momento em que este acabar. Fica a dica!

Ah!!! E antes que eu me esqueça, vale informar que esse livro virou filme! Mas, leia o livro antes, ele é muito melhor que o filme e não gostei do ator que escolheram para ser Adam. Para você ter um gostinho, assista ao trailer oficial (https://www.youtube.com/watch?v=D5keBYwpI10).
comentários(0)comente



veronicagranich 11/04/2017

Incrível e surpreendente
Quando comecei a ler esse livro, antes mesmo do filme ser lançado, estava esperando uma típica história de amor, embora eu realmente não goste de romances. Entretanto, apesar de ter começado a ler desesperançosa, foi uma leitura extremamente surpreendente e se tornou favorita.
Ao meu ver, Mia não nos conta sobre sua história de vida com foco em sua história de amor, está só é mais um detalhe. Para mim, os grandes dilemas de Mia, sendo o principal deles ir ou ficar (não vou dar spoilers dos motivos que ela teria, mas os dois lados são fortes), são os eixos desse livro que habitam a grande história.
Ler também sobre seu amor pela música e a diferença que sentia em relação à sua família, e ainda assim sentir que o laço entre eles era forte, também me tocou de uma grande maneira.
Esse é aquele livro que eu considero difícil de encontrar, aquele que nos faz colocar no lugar da personagem que está passando por dilemas e nos perguntar o que faríamos no lugar dela. E não há nada mais gratificante do que um livro inquietante que deixa questionamentos sobre nós mesmos até depois que a leitura termina.
Super recomendo!
comentários(0)comente



Caroline Malagrino 09/04/2017

Prepare-se para sorrir, chorar e se apaixonar profundamente.
Neste livro que divide opiniões, Gayle Forman nos apresenta a história de Mia, uma jovem musicista que toca violoncelo e está no ensino médio. Apesar de viver em um lar bastante amoroso, ela se sente deslocada porque seus pais são roqueiros, e ela, uma verdadeira amante da música clássica.
Ela é apaixonada por seu namorado Adam, o guitarrista da banda em ascensão, Shooting Star, que tem uma personalidade oposta a sua, o que provoca vários conflitos em seu relacionamento. Inclusive, devido ao sucesso da banda de Adam, Mia precisa decidir se abrirá mão de seu sonho de estudar na escola de música Juilliard e tornar-se violoncelista profissional para dar continuidade ao seu relacionamento com ele.
Em meio a esses acontecimentos, Mia e sua família sofrem um acidente terrível durante um passeio de carro em um dia de nevasca. Apesar de sobreviver, a garota está em coma e acompanha todos os fatos seguintes do lado de fora do seu corpo.
Durante 24 horas, ela precisa decidir se continua vivendo ou se prefere partir definitivamente deste mundo. Enquanto isso, acompanha a visita de amigos e familiares que têm a difícil missão de lhe dar forças, mas ao mesmo tempo, não pressioná-la a ficar, visando a libertação de acordo com a sua vontade.
Se eu ficar é uma história comovente do início ao fim. É envolvente, intensa e a medida que cada fato é revelado, promove profundas reflexões. Cativante e repleta de emoções, trata sobre a importância das pessoas que amamos e da fragilidade da vida, que pode mudar completamente em apenas um segundo.
comentários(0)comente



Célia 29/03/2017

Se eu ficar
O título original deste livro é “If I stay”. É um drama que conta a história da Mia, uma musicista, cujo instrumento praticado é o violoncelo. Os pais na juventude eram roqueiros, sendo que o pai dela era baterista, no entanto, após o nascimento da Mia, os pais resolveram deixar de lado a banda. A mãe se tornou dona de casa e o pai professor de inglês. Mia tem um irmão mais novo que se chama Teddy.

Ela vive em um lar muito amoroso, mas se sente um pouco deslocada por gostar de música clássica e o resto da família ser punk. A música sempre esteve presente na vida dela, mas foi na 3ª série que ela foi apresentada ao violoncelo, e esse instrumento se tornou sua grande paixão. Desde então ela passou a se dedicar diariamente à música, praticando o violoncelo. E um dia, após ouvirem a Mia tocar o violoncelo, comentaram com a avó dela que seria bom ela tentar entrar na escola de música Julliard, que fica em Nova York. Então isso tornou-se um dos grandes objetivos dela.

Além dos seus familiares, duas pessoas muito importantes fazem parte da vida da Mia, o Adam e a Kim. Na escola regular, Mia conheceu Adam, o guitarrista de uma banda em ascensão, a Shooting Star. Para ela foi confuso entender porque o Adam se interessaria por uma nerd, tocadora de violoncelo. Mas após o acidente ele foi uma das pessoas em que fez Mia ficar em dúvida se ficaria ou não. Kim é a sua melhor amiga que tem o sonho de ser fotógrafa, mas odeia helicópteros, um dia ela sobrevoou o Monte Santa Helena com o tio que é fotógrafo da National geographic mas sentiu-se muito mal e temeu não conseguir ser fotógrafa.

A autora construiu uma personagem totalmente amorosa, principalmente com seus familiares, tímida mas que não deixa de lutar por seus objetivos, uma guerreira que vai em busca daquilo que deseja, apesar de as vezes não saber o que quer. E é nisso que o livro se baseia, na indecisão da Mia de ficar ou não. Mas como assim ficar ou não?

O divisor de águas da história é o acidente que ocorre logo no início. Mia vai passear de carro com sua família, de repente um acidente acontece e Mia vê seus familiares no chão, lançados fora do carro, e o mais incomum, ou não, sobrevém. Mia vê seu corpo ferido na beira da estrada e o acompanha junto com os paramédicos até o hospital.

“Viro de costas. Isto não está certo. Não pode ser verdade. Somos uma família, dando um passeio de carro. Isto não é real. Devo ter pegado no sono.” Mia (Se eu ficar, p. 18).

Então durante toda a história Mia vê seus familiares, sua melhor amiga Kim e o Adam a visitarem. No hospital havia uma enfermeira que se preocupava muito com a Mia, a enfermeira Ramirez, foi ela quem disse a Mia, ou melhor, ao seu corpo em coma, que a decisão de ficar ou partir era somente dela. Foi então que Mia se viu em meio a essa difícil decisão. Ao longo da história, podemos ler vários flashbacks da Mia com seus familiares e amigos, que contribuem para a decisão dela.

Esse é um livro muito emocionante que fala da importância da família e dos amigos. Eu sinceramente não creio que a decisão de ficar ou partir seja minha, mas sim de Deus, por isso a importância de ler e ter um olhar crítico, para que seus valores não sejam deixados de lado durante a leitura e você consiga discernir o que está lendo.

Mas imagino o quão angustiante pode ser, você ver seu corpo ali imóvel, e ver seus familiares te visitarem sem você poder conversar com eles. A Mia tomou uma decisão, e você só saberá se ler a história e pra fechar com chave de ouro assistir ao filme.

Dessa vez eu fiz a ordem inversa, assisti primeiro ao filme depois li o livro. Mas isso não prejudicou minha leitura, porque no livro há muitos detalhes que foram omitidos no filme. Mas este não deixou de ser emocionante, o filme não é tão fiel ao livro quanto pensei, por causa desse problema de omitir partes importantes, mas o principal está presente. Abaixo, trailer do filme para vocês darem uma conferida.

site: http://lovelybooksbr.blogspot.com.br/
comentários(0)comente



Joyce.Oliveira 23/03/2017

Se Eu Ficar
É um otimo livro para quem gosta de um romance mais reflexivo. Ele te força a pensar nas coisas mais importantes da nossa vida sem deixar de priorizar o amor. Ele nos leva a imaginar se um dia estaremos na mesma situação que a protagonista e se mesmo com tanta pressão conseguiríamos tomar a mesma decisão.
comentários(0)comente



695 encontrados | exibindo 1 a 15
1 | 2 | 3 | 4 | 5 | 6 | 7 |