Morgenstern

Morgenstern Kelly Hamiso




Resenhas - Morgenstern


16 encontrados | exibindo 1 a 15
1 | 2


elida.marinho.7 30/06/2017

Resenha- Morgenstern: Kelly Hamiso
Sarah sempre foi uma menina estudiosa, e dedicada a sua família, com um coração grande e sempre disposta a ajudar os outros. Uma jovem que carrega grandes responsabilidades para a pouca idade que tem. Faz faculdade de fisioterapia, trabalha em um hospital, cuida do seu Átila (pai dela) que ficou preso em uma cadeira de rodas depois de um acidente e ficou totalmente dependente dela, e ainda ajuda a mãe (dona Soraia) na venda de cachorro quente. ⠀

Ela tem um coração enorme, e quem a conhece de verdade sabe o quão especial ela é. Para Andreas, ela é a garota perfeita para se namorar, desde que a conheceu passou a nutrir um sentimento por ela, mas infelizmente não é recíproco, Sarah não sente que é certo namorar ele, mesmo sua mãe e sua melhor amiga Gil falando que ele é o cara perfeito. Para Sarah teria que ser sincero e verdadeiro, ela tinha que sentir e com ele não conseguia. ⠀

Quando Sarah conhece Hans Scheidemann- Muralha Alemã, um lutador muito conhecido, campeão de MMA e dono de uma grande academia, sua vida vira de cabeça para baixo, logo se apaixona por ele, e quando descobre que ele também está interessado nela, vão adiante e começam a namorar, mesmo com a família contra o namoro, ela não desiste dele e faz de tudo para que as coisas entre eles dêem certo. ⠀

O que ela não imaginava era que ele guardava um segredo perigoso, podendo colocar o namoro dos dois por água baixo. Mas Hans não é o único que esconde segredos, Sarah também esconde dele que tem visões do futuro, ela não consegue acreditar que é uma vidente, e custa a aceitar que faz parte de um grupo de videntes chamado Estrela da manhã.


Esse livro é aquele que quando você menos espera, tudo acontece, e você fica se perguntando, como assim?? Uma mistura com um pouco de tudo, que resultou em uma história incrível! Cada personagem com suas características e muito bem abordados na trama, todos eles com papeis fundamentais dentro do enredo, que se desenvolveram de forma magnífica. ⠀

Foi uma leitura muito surpreendente para mim, eu esperava aquele romance clichê que costumo ler e amo haha, mas fui totalmente surpreendida com o que li, o livro não trata somente de um romance clichê, trás muito mais que isso, uma trama muito bem desenvolvida e diferente das que já li. Recomendo muito!!
comentários(0)comente



Liachristo 30/03/2017

Intenso e surpreendente!
Eu já tinha visto e lido sobre este livro em algumas redes sociais. Os comentários sempre elogiosos começaram a me deixar curiosa. Fora que a capa é linda e a sinopse instigante. Mas, como sempre tenho muitos e muitos livros na lista, ia sempre deixando para comprar depois. Até que recebi a proposta da Agência Lilian Comunica de ler e resenhar aqui no blog, dando a minha opinião honesta sobre ele. Claro que topei na hora!!! E aproveito para agradecer a oportunidade de conhecer uma história tão diferente e tão marcante!

Abaixo deixo com vocês um pouquinho da história, porque se contar muito estraga a emoção da leitura e deixo os meus sentimentos enquanto li e que ainda me acompanham depois de dois dias.

Esqueçam tudo que já leram nos romances. A história foge totalmente aos clichês que estamos acostumados. O livro é contado em terceira pessoa, algo que gosto muito por abranger melhor a mente de todos os personagens e nos dar uma visão como um todo da história.

Sarah Vega é uma jovem linda e cativante de 23 anos. Inteligente, estudante de fisioterapia, trabalha na ala de fisioterapia de um hospital, ajuda a mãe na venda do cachorro-quente e ainda encontra tempo e energia para se dedicar aos cuidados do pai que é cadeirante, e pelo qual ela abre mão de ter um relacionamento amoroso, já que todo o seu tempo livre é para ele. Mesmo assim encontra tempo para fazer novos amigos, cuidar daqueles que já lhe acompanham e cultivar a bondade por onde passa. Sarah é uma protagonista como poucas. leal, verdadeira, amiga, está sempre pronta a ajudar a quem precisa, tem muita garra, e sabe impor sua opinião quando necessário. É forte, determinada e sempre busca dar o seu melhor em qualquer relacionamento. A personagem me ganhou logo de cara, e minha interação e admiração por ela só fez crescer durante a leitura.

Também gostei muito dos outros personagens apresentados. Cada um deles muito bem construído e caracterizado. Todos de alguma forma e em algum momento têm sua importância na história ou em algum dos acontecimentos. Os que mais se destacam na minha opinião:
Gil: melhor amiga de Sarah. Sempre de bem com a vida, animada e brincalhona. Aquelas amigas que a gente leva pra sempre!
Paulo: namorado de Gil e amigo de Andreas.
Andreas: Um jovem lindo com uma ótima situação financeira, mas que é bem reticente em falar de sua vida pessoal e sua família. Apaixonado pela Sarah e que está sempre por perto quando ela precisa. Não desiste de ter esperanças de um dia ser dono do coração da Sarah.
Sr. Antonio: Melhor amigo de Hans(como um pai) Um dos personagens mais lindos e fofos que já tive o prazer de conhecer em uma história. De uma força e beleza interior maravilhosas. Que maravilhoso seria se todos nós pudéssemos ter uma amigo como ele.
Erika e Montanha: amigos de Hans, lutadores e sempre prontos a estarem com Hans no que ele precisar.
Seu Átila: pai de Sarah. Ele é uma figura! Seu mau humor, preconceito e falta de boa vontade, são tão sem noção que chega a ser engraçado às vezes. Me fez rir em algumas situações.
E por último Ramom, uma das almas mais lindas e doces que já conheci. Ramom é daqueles que dá a vida por quem ama.

Agora preciso falar de Hans Scheidemann - a Muralha Alemã. Hans é daqueles personagens matador! Me conquistou em sua primeira aparição no livro! Um homem de 36 anos, super dedicado ao esporte, centrado, responsável e todo certinho. Um cara que sofreu uma grande decepção amorosa na adolescência, e foi algo tão forte que o acompanhou pra toda a vida. Por isso era adepto de uma noite e nada mais. Não tinha coragem nem força necessária para dar seu coração novamente. Tinha muito medo de se machucar. Totalmente focado em sua academia. Isso até conhecer Sarah, e suas convicções irem à lona por ela.
- Não plante em mim falsas esperanças. Já estou velho demais pra isso. Eu não sou o tipo de homem que se ilude facilmente, você sabe. Minha vida é isto aqui... - Deslizou as mãos pelas cordas do ringue. - Isso me motiva, faz parte de mim e faz com que me sinta vivo. O dia em que eu não puder mais lutar, vou preferir morrer.(Pág. 122)
Nunca curti assistir a lutas de boxe, que dirá MMA, que eu acho uma coisa forte e violenta demais pra perder meu tempo. Tá, este é meu lado racional falando. Meu lado seguro de quem sabe ter uma opinião formada sobre o assunto. Mas... Se eu tivesse a oportunidade de conhecer o Hans Scheidemann, com seus 1,95 m, pesando 120 quilos de puro músculo, cabelos loiros, Olhos verdes e um olhar matador... Vocês acham, que o fato dele ser um lutador desse esporte ia me segurar? Que eu ia deixar de aproveitar? Nem morta meninas... (Aqui o lado de periguete literária falando) rsrsrsrs
- A luta é um esporte, não somos gladiadores. E eu não odeio o meu adversário, só quero vencê-lo. Você me surpreendeu... Então não viu a luta como dois brutamontes trocando socos pra saber qual é o melhor.
- Antes de ver de perto eu achava isso. Eu achava um esporte muito violento.
- Violência é o que a gente vê nos noticiários por aí. Ali no tatame é um esporte em que dois atletas estão técnica e fisicamente preparados para a luta.
Ela o encarou em silêncio, pensando naquela lógica e sorriu. (Pág. 107)
Desde o momento em que Hans e Sarah se veem pela primeira vez, podemos sentir a química, a força que os unirá. Sarah não consegue se livrar da sensação que teve ao perceber o olhar sério e forte de Hans. E Hans mesmo tentando lutar contra, por conta da diferença de idade, e de seu medo de se envolver, não consegue parar de pensar em Sarah.

A relação do Hans com a Sarah é bonita de acompanhar, pois os dois vão se envolvendo naturalmente sem afobações e o relacionamento vai amadurecendo, crescendo e se intensificando a medida que nova etapas e contratempos são ultrapassados pelo casal. E que contratempos! O casal passa por muitas coisas. Os pais de ambos são contra o relacionamento, por conta da diferença de idade. Inimigos ocultos tentando destruir sua relação. Os amigos não colocando muita fé neles, enfim uma sucessão de problemas e acontecimentos, que só mesmo um amor verdadeiro poderia suportar e sair vitorioso!
Ela sorriu e ergueu os pés para alcançar seus lábios. Beijaram-se, e Sarah sentiu todas as sensações que havia imaginado que sentiria quando encontrasse o cara certo: a disritmia, o gosto do beijo, o cheiro da pele e a necessidade do corpo. Ambos munidos de sentimentos verdadeiros e compartilhando sensações até então desconhecidas, não era uma armadilha e nada era artificial. Sarah abaixou os calcanhares e abriu os olhos. Hans a encarou por um tempo e, deslizando os polegares por seu rosto, confidenciou:
- Não estava mais aguentando essa indecisão.(Pág. 125)
Ele sorriu, entendendo e a abraçou fortemente, dando-lhe um beijo na fronte: nocaute na Muralha Alemã. (Pág. 127)
Não posso deixar de falar do dom que a Sarah tem, que é algo lindo, mas que tem o poder de mudar e transformar a sua vida e a de todos com quem ela se relaciona.
- Acho que o sol é o olho de Deus - explicou ela -, ou uma de suas formas de ficar próximo a nós. Nunca falta, está sempre lá, nos observando, pode ver todos e não podemos viver sem ele. É nossa fonte de vida e nos mantém conectados à natureza. - Sarah olhou para baixo e sorriu acanhada, pensando que aquela sua filosofia soaria infantil para um homem de trinta e seis anos, mas sentiu a necessidade de ser verdadeira. Inocentemente, não fazia ideia de que a cada palavra que dizia, fazia Hans se tornar ainda mais fascinado. (Pág. 138)

Para ler a resenha completa vá ao Doces Letras.

site: http://www.docesletras.com.br
comentários(0)comente



Eliana Portella 04/04/2017

Lição de amor
Emocionada e agradecida. É assim que me sinto ao concluir a leitura desse livro incrivelmente perfeito.

Que benção eu recebi ao aprender a gostar de ler, presente do meu amado paizinho, e que me proporciona desde então viagens maravilhosas através das páginas dos livros de pessoas iluminadas como a querida Kelly Hamiso.

Morgenstern, é uma lição de amor, de moral e de caráter. Personagens perfeitamente construídos que nos conquistam a cada página. Um livro intenso sem perder a leveza. A gente quer saber o final da história, mas não quer se despedir da trama criativa e apaixonante, então, se permite ler por algumas horas e depois deixar o exemplar em repouso enquanto saboreamos a espera do que nos aguarda nos capítulos ainda não lidos.

Confesso que queria mais e sei que vou entrar em ressaca. Não consigo nem parar de olhar para a capa, tamanha a minha paixão pelo romance que tomou conta dos meus pensamentos nesses últimos dias. Este certamente é um livro que darei de presente, é claro que não o meu, porque esse será relido com certeza!
Parabéns, Kelly Hamiso!
comentários(0)comente



Keth 19/10/2016

[Resenha] Morgenstern - Kelly Hamiso
Resenha:

Sarah é uma moça jovem, esta fazendo faculdade de fisioterapia, tem uma vida corrida e não esta pronta para um relacionamento, até o amor da sua vida aparecer...

O dias da jovem são sempre os mesmos, ir para a faculdade, trabalhar e cuidar do pai que é cadeirante. Sua vida ficou ainda mais complicada quando ficou sem seu carro para levar ao pai ao Hospital, mas seu amigo Andreas faz questão de levar Sarah para alguns lugares que para ele não tem problema algum já que é apaixonado pela bela moça.

Para o pai de Sarah o homem perfeito para a filha tinha que ser o Andreas, um jovem bonito e muito respeitoso que sempre deixou seu Átila torcendo para ver ele a filha juntos.

Andreas sempre foi apaixonado por sua amiga Sarah e nunca fez questão de não deixar claro seu sentimento por ela, mas após um acordo de que assim que ele voltasse de sua viajem ela iria lhe responder se aceita ou não namorar com Andreas as coisas mudam...

Andreas é bonito, um homem bem charmoso que consegue tirar suspiro das mulheres da faculdade quando passa, todas tinham inveja de Sarah que era perseguida pelo jovem apaixonado.

Em um sábado como qualquer outro Sarah vai para a faculdade e lá encontra sua amiga Gio, ambas ficam surpresas com a aula que será fora da faculdade e lá ambas são de fato surpreendidas.

Quando chegam no local e reparam que estão em uma academia todos vão a loucura, logo assistem grandes lutados treinando uma luta que leva todos a ter um pouco da experiência de um acontecimento real. Durante as apresentações Sarah reparar em um dos lutadores e sente algo diferente... Seus olhos encontram os dele...


"Resultado da luta: Sarah cada vez mais apaixonada, e seu Atila prevendo sérios problemas."

Muralha é um grande lutador, muito conhecido por suas vitórias e depois de muitos anos não pode acreditar em como uma jovem pode ter mexido tanto com seu coração em pouco tempo.



O que eles não esperavam é que alguém em comum iria se magoar, além disso Sarah estava se descobrindo e iria ver o que estava muito além de seus olhos... O seu futuro.

Leia a resenha completa no blog! ♥

site: https://parbataibooks.blogspot.com.br/2016/10/resenha-livro-morgenstern.html
comentários(0)comente



Duda 29/11/2016

Morgenstern, por Kelly Hamiso
Sarah Vega tem 23 anos, é uma dedicada estudante de fisioterapia, e vive com os pais na cidade de São Paulo; sua vida é muito corrida, vive entre a faculdade, o emprego na ala de fisioterapia de um hospital e ajudar a mãe em seu carrinho de cachorro quente, e além de tudo isso, ainda ajuda o pai que é cadeirante e totalmente dependente da filha.

Sarah não tem tempo para mais nada, muito menos para assuntos amorosos, nem depois que Andreas, aparentemente o cara perfeito, aparece em sua vida e fica maluco por ela; nada faz com que a garota seda aos encantos do rapaz, pois, por mais perfeito que ele aparente ser, seu coração não bate mais forte por ele.

Mas esse aspecto de sua vida muda, quando em uma viagem com os colegas de faculdade à academia Sieger, ela conhece Hans Scheidemann, campeão de MMA e dono da academia, e se apaixona instantaneamente. Hans é um homem muito forte e dedicado ao esporte; mas também é muito misterioso em sua vida pessoal, nunca quis aproximação amorosa com mulher nenhuma por ter sofrido uma grande decepção no passado; mas essa paixão inesperada por Sarah vai fazer com que todas as suas defesas caiam por terra. Eles logo começam a namorar, mas os segredos do passado dele, junto as descobertas que Sarah faz sobre sua vida, vão encher seu relacionamento de obstáculos.

Resenha Completa Em:

site: http://palavrasradioativas.com/resenha-morgenstern-por-kelly-hamiso/
comentários(0)comente



Gaby 19/09/2016

Uma leitura de arrancar o fôlego.
Sarah Vega é uma mulher de 23 anos, estudante de fisioterapia dedicada aos estudos e aos cuidados com o pai, que é cadeirante. Além disso trabalha durante a semana e, aos sábados, ajuda a mãe com o carrinho de cachorro-quente. Seu tempo é todo preenchido por essa rotina, o que fez com que os assuntos do coração, até o momento, ficassem fora de foco; para a tristeza de Andreas, que está há um ano esperando uma chance para ficar com ela.

A falta de tempo não é o único empecilho nesse caso. O fato é que Andreas, apesar de ser aparentemente perfeito, não faz o coração de Sarah disparar como ela deseja, como nunca aconteceu... Até agora.

Em uma viagem com os colegas da faculdade para a academia Sieger ela conhece o dono do local, o campeão de MMA Hans Scheidemann, a Muralha Alemã. Um homem muito forte e dedicado ao esporte que, apenas com um olhar, faz Sarah sentir tudo aquilo que sonhava.

"Temia que sentimentos atrapalhassem a sua invencibilidade. Era um campeão, uma muralha, e Sarah era um golpe perfeito, executado com força, velocidade e precisão. (...) a luta entre a razão e o coração havia terminado: a razão estava na lona."

Mas essa paixão recíproca e inesperada cobra seu preço, e os segredos do passado junto, às reviravoltas e surpresas da vida, vão colocar o sentimento à prova. E as coisas não ficam mais fáceis quando Sarah descobre possuir um dom especia: ela é uma Estrela da Manhã e carrega consigo uma grande responsabilidade, que pode mudar totalmente sua vida e a daqueles que ama.

Uma trama repleta de segredos, intrigas e reviravoltas; Morgenstern é uma história arrebatadora sobre amor, confiança, amizade e destino. Uma leitura de arrancar o fôlego.



Rir, chorar, sentir medo pelos personagens e ansiedade para saber o que vai acontecer... Quando uma só leitura nos causa tudo isso, sabemos que é uma obra especial, escrita com muito cuidado e, melhor, com amor e dedicação. O leitor se sente envolvido, como se fizesse parte da trama. Morgenstern causa tudo isso e muito mais.

"Amar e ser amado. Ter aquela troca era tão sublime que parecia pertencer apenas aos escolhidos, ou coisa assim."

Sobre os protagonistas:

Sarah Vega é forte, decidida e fiel aos seus sentimentos; leonina, é vaidosa e extrovertida, além de muito esforçada. Apaixonada pelo sol, ela coleciona bibelôs e tudo o que encontra com esse tema. Sua relação com a melhor amiga, Gil, é baseada em confiança, muito amor e muita maluquice. As duas não se desgrudam.

Hans Scheidemann é um lutador de MMA que nunca perdeu uma luta; apelidado de Muralha Alemã, ele faz jus a esse título. Sempre entra no octógono ao som de Zerstören e dos gritos de incentivo do melhor amigo, o Seu Antônio, que trabalha na academia e está sempre pronto para ajudar e apoiar aquele que considera um filho. Hans é um virginiano teimoso com mania de organização e um grande coração, que mantém fechado por medo de decepções, mas só até conhecer aquela que viraria sua vida de cabeça para baixo.

Para ler a resenha completa, acesse o blog:

site: http://umaleitoravoraz.blogspot.com.br/2016/09/morgenstern-de-kelly-hamiso.html
comentários(0)comente



Blog Gordinha Assumida 01/06/2017

Muita coisa em um livro só.
Sarah é uma menina forte e determinada, que aos 23 anos faz faculdade de fisioterapia, cuida do pai cadeirante, ajuda a mãe no carrinho de cachorro-quente e ainda trabalha em um hospital. Ela não tem tempo para muitas futilidades, e ainda sonha em encontrar o amor verdadeiro, que não é Andreas com certeza, o rapaz perfeito que vive correndo atrás dela e esperando que ela o aceite como namorado.

Ao visitar uma academia para uma aula especial da faculdade ela conhece Hans, um lutador de Boxe aposentado que não é muito sociável e exibido, e pela primeira vez ela sente algo diferente ao observá-lo, seria ele o homem que ela sempre estava procurando? Será que seu dom de ‘vidente’ como Estrelas da Manhã irá atrapalhar um possível relacionamento entre eles? Será que os segredos que ambos carregam podem atrapalhar esse sentimento que está cada vez mais forte?


“Era um campeão, uma muralha, e Sarah era um golpe perfeito, executado com força, velocidade e precisão. Naquele dia, a luta entre a razão e o coração havia terminado: a razão estava na lona.”

Morgenstern foi uma leitura que eu demorei muito em finalizar, por mais que eu tentasse me aproximar mais da história e dos personagens isso simplesmente não acontecia. Então aqui vocês vão encontrar uma resenha sincera, mas lembrem-se que é apenas a minha opinião, e mesmo que eu não tenha gostado não significa que vocês não podem gostar da obra.

Sarah é uma protagonista encantadora, cética com toda essa questão de vidente de visões ela demora um pouco para entrar na nessa vibe, e isso foi um ponto bem forte já que ela vai gradualmente entendendo o que está acontecendo ao seu redor e só assim entende quem ela é e o que precisa fazer. Ainda que em alguns momentos tome atitudes um pouco questionáveis eu me apeguei bastante a ela por ser uma mulher forte que está disposta sempre a ajudar e a perdoar, uma pena que tenha sofrido tanto no livro rsrsrs

Hans é uma muralha de lamentações (desculpe o trocadilho ruim hahaha). Ele é o típico protagonista que sofreu uma desilusão no passado e se fechou pro amor, cético em 99% do livro ele sempre está esperando o pior sempre, mas ainda assim é alguém por quem você se aproxima, ainda mais sendo tão romântico e fazendo o melhor para proteger Sarah sempre, mesmo que pra isso tenha que sacrificar sua vida ou felicidade.

Mas o personagem que eu mais gostei em todo o livro foi mesmo o Sr Antônio, o ‘Véio’ como é chamado por alguns personagens é um amor. Ele esbanja sabedoria e sua crença no amor verdadeiro com base em tudo que viveu com a esposa é no mínimo lindo e apaixonante. Eu adorei todos os momentos que ele dava um chacoalhão no alemão para se ligar que poderia perder a Sarah, e que deveria dar mais valor naquilo que estava sentindo. Sua história com certeza foi uma das mais bem desenvolvidas pela autora e eu gostei muito de toda a trajetória que ele percorreu no livro.

Mas, como nem tudo são flores…

A autora peca no excesso de plot twist’s na narrativa, e isso me deixa bastante triste porque estou percebendo que é um recurso que muitos autores estão usando em seus livros (e muita gente está adorando). Acontece um ‘BUM!’ toda hora na histórias, várias informações impactantes a todo momento, e na maioria delas não foi construído um caminho para aquilo acontecer, você está no meio de uma cena e pá! acontece algo impactante que você fala, “isso era mesmo necessário?”, várias mortes, vários acontecimentos e decisões ali pra mim poderiam ter sido resumidas e descartas, de modo a deixar a história com uma carga mais leve, mostrando também que o amadurecimento do relacionamento e das personalidades do casal não precisam ser diretamente ligadas à esses acontecimentos marcantes e sim uma evolução natural e gradual.


“Porque quando a velhice realmente chegar, tudo que você julga importante agora passará a ser mera lembrança. Já o amor, Campeão, ele é eterno, não envelhece e nos faz sentir verdadeiramente vivos.”

Há muitos personagens também na história, como há várias coisas acontecendo ao mesmo tempo, em uma narrativa de 3ª pessoa, às vezes fica um pouco confuso sob o ponto de vista de quem estamos vendo o que está acontecendo naquele momento, necessitando assim uma atenção redobrada do leitor à narrativa. Muitos personagens ficaram com a história aberta, outros tiveram um ‘fim’ que não mereciam e outros tinham um potencial bem bacana mas não foram muito bem explorados, assim como o tema da ‘Estrela da manhã’ que – na minha opinião – ficou um pouco de escanteio com todas as ‘desgraças’ que aconteceram na história.

Enfim, Morgenstern pra mim não foi uma leitura muito proveitosa, eu realmente achei a história muito forçada em alguns pontos e com o excesso de plot twist eu ficava ‘rindo de nervoso’ porque não sabia mais o que poderia acontecer naquele livro, é mais ou menos um caso de ‘desgraça pouca é bobagem na vida da Sarah’. A síntese da história é muito boa, e acredito que se a autora tivesse enxugado um pouco os acontecimentos que permearam a vida dos protagonistas tínhamos aí uma bela história de amor cheia de mistérios. O que ajuda bastante na leitura é que a escrita da autora é bem fluida e quando você se conecta com a história o livro vai bem.

Como disse, ainda que a história não tenha funcionado pra mim vi várias resenhas positivas da obra e só lendo mesmo pra vocês saberem se o livro é bom ou não ^^


site: http://www.gordinhaassumida.com.br/2017/06/morgenstern-kelly-hamiso.html#axzz4ikBlXwRq
comentários(0)comente



Khrys Anjos 20/10/2016

Um nocaute no amor
A sinopse já dá uma pequena noção do que acontece na história então passarei direto para minhas impressões da leitura.

Mas antes temos uma notícia extraordinária: A autora peso mosca Kelly Hamiso começou a luta com um certeiro Jabmael ou jabe: Golpe frontal com o punho que está a frente na guarda. Deu um Direto: Golpe frontal com o punho que está atrás na guarda. Desferiu um Cruzado: Golpe desferido pelo lado para acertar a lateral do oponente. Partiu para um 'Hook _"ou gancho"': Golpe desferido em movimento curvo do punho. Acertou um Uppercut: golpe desferido de baixo para cima visando atingir o queixo do oponente. Atropelou com um Jab-direto: desfere-se socos com ambas as mãos uma após a outra. Finalizou com um Nocaute passando para o peso pesado de maneira esmagadora sobre o adversário. E comemorou o título de campeã recebendo o Cinturão de Diva Master dos Romances. Além de ganhar o troféu Morgenstern (para saber seu significado terão que ler a história):





Voltamos agora ao noticiário, ou melhor, a resenha.

Sarah é uma menina esforçada que coloca a família sempre em primeiro lugar na sua vida. Quando o pai fica condicionado à cadeira de rodas ela se torna literalmente o seu apoio. Ele fica completamente dependente da filha e não quer mudar essa situação.

Quando ela conhece o Hans sua rotina sofre uma transformação radical. Eles começam a namorar mesmo seus pais sendo contra, tanto os dela quanto os dele.

No início Hans reluta, pois a Sarah é mais nova e ele não se deixa envolver num relacionamento sério desde que sofreu uma grande decepção com o seu primeiro amor. Mas sua luta é em vão e a Muralha Alemã é levada a lona por um amor arrebatador e libertador.

E as leitoras vão junto com ele. Podem se preparar meninas para suspirarem muito com este HOMEM. Não costumo colocar trechos da história em minhas resenhas, mas o Hans me fez quebrar esta regra. Preciso eternizar aqui o que me fez ficar completa, total e irrestritamente encantada com este pequeno deus alemão de quase 2 metros de altura (salientando que deste o primeiro olhar fui arrebatada junto com a Sarah): “... - Primeiro, eu já lhe disse que tenho namorada. Segundo, eu não sou fiel. Porque fidelidade é quando alguém se sente tentado, mas resiste por respeito à outra pessoa, o que, para mim, soa como traição também. E acredite, não estou me sentindo nem um pouco tentado...”.

A autora Kelly construiu uma trama extremamente poderosa, pois seus personagens são riquíssimos em suas personalidades. Temos vários mestres passando mensagens extraordinárias para os leitores.

Prestem muita atenção na primeira aparição do professor Álvaro e assimilem a lição que ele passa para os alunos.

No decorrer da trama somos brindados com personagens fortes que vão mostrando através de seus atos ensinamentos valiosos para se conhecer a alma humana. São tantos exemplos que não dá para nomear apenas alguns. Por isso ao leitor que se propuser a ler esta trama peço que o faça de forma verdadeira. Deixe que esta sabedoria chegue até o íntimo e faça as escolhas certas para a sua vida.

Sarah tem um dom especial, mas sua maior virtude é não desistir de lutar. Mesmo quando parece que está desistindo na verdade está mais empenhada em sair vencedora no final.

A leitura desta história foi uma imensa surpresa para mim, pois não imaginava que fosse me deparar com uma trama tão magnífica. Rica em personagens, em emoções, em ensinamentos, em exemplos, em força e em delicadeza.

A Kelly é uma pequena mulher cujo brilho cegaria totalmente a humanidade caso fosse um centímetro mais alta. Ela veio ao mundo para ser a Estrela da Manhã, a nossa Morgenstern. Seu dom vai muito além do que qualquer outro ser é capaz de possuir.

Esta é a história mais verdadeiramente emocionante que já tive o prazer de presenciar. E completamente viciante. Era difícil largar o livro para dormir.

Então deixo aqui o meu Muito Obrigada a você Kelly por dividir com os leitores um pedacinho da sua alma. E por nos presentear com esta trama tão comovente.

Não estranhem eu estar me referindo a uma história cujo protagonista é um lutador de MMA desta maneira carinhosa. A Kelly conseguiu mostrar que o fato de uma pessoa trabalhar lutando num ringue não a transforma em um ser sem cérebro e sem coração.

Esta é uma profissão tão digna quanto qualquer outra. Muitos lutadores são mais equilibrados do que os que se consideram normais. Lutam apenas no ringue e fora dele são seres sensíveis que sabem amar tão profundamente como todos nós.

Cheguei ao final da leitura muito triste, pois a Kelly não informou o endereço da academia. Já estava me preparando para ir até São Paulo me inscrever e torcendo para esbarrar no Hans.

A principal mensagem desta trama é a verdade que poucas pessoas escolhem acreditar: Nosso destino somos nós que determinamos com cada ato, cada atitude e cada escolha que fazemos. Ele pode ser pré- determinado, mas nós decidimos se seguiremos ou não por aquele caminho.

site: https://minhamontanharussadeemocoes.blogspot.com.br/2016/09/resenha-morgenstern-kelly-hamiso.html
comentários(0)comente



Morgana Brunner 05/12/2016

Resenha l Morgenstern - Kelly Hamiso
Oiii gente, tudo bem?
Hoje é dia de trazer uma resenha de um livro lindo que recebi em parceria com a querida Kelly Hamiso, estava ansiosa por demais para ler diante de tantos comentários positivos a respeito da história e a trama envolvente.
Fiquei honrada em ter a oportunidade de ler um livro tão bem escrito e encantador como ao da Kelly trouxe com seu jeitinho, percebi que temos muitos gostos em comum também pela história e quando conversamos.



Sarah veio ao mundo para trazer tamanha paz e ajudar a todos que se encontravam ao seu lado. Sempre fora uma menina de bom coração, que com seu jeito meigo conquistava todos os rapazes que assim tivessem contato com ela, era amada por todos, mas principalmente por Átila, no qual era seu pai e sempre precisava da ajuda de sua filha, pois era cadeirante e não se via pronto para se cuidar sozinho.

"Após quarenta anos juntos, viver sem ela era como estar com os membros amputados. Teria que se readaptar e reaprender a viver." Pág. 7

A menina sempre tivera tantos sonhos, ser fisioterapeuta, chegar ao dia tão importante de sua vida que seria pegar seu canudo e mostrar para seu pai, com tamanho orgulho de tantas lutas que tiveram no caminho, essa sim era o orgulho da família. Trabalhava em um hospital e a noite estudava, sempre com ótimas notas e querendo ajudar o próximo, principalmente crianças.



Por outro lado, podemos encontrar no caminho de Sarah a maluca da Gil, uma menina doce, louca e amável. Essa tinha o riso frouxo e não conseguia se conter quando a felicidade entrava em sua vida, as duas amigas eram inseparáveis e vivem de segredos, sem esquecer que era viciada em Minions e Sarah aguentava a amiga com todos seus dramas e escândalos durante todos os dias, fora as milhares de mensagens que trocavam.

"-Agradeço a presença de vocês hoje. A determinação, a persistência e a paciência são o que nos tornam fortes. Sei que todos aqui não tiveram um dia fácil e, às vezes, tudo o que a gente quer é ir pra casa e descansar. Mas o que nos difere dos demais é o que somos guerreiros, e os guerreiros não desistem. Obrigada!"Pág. 75

Já em outra direção, na mesma que a Sarah podemos encontrar e conhecer o Andreas, um cara rico, lindo e encantador, que todas as mulheres o queriam. Mas ele, por si continuava apaixonado e encantado por Sarah, esperava sua vida por ela e não se via namorando com outra garota, ela sim era seu sonho. Andreas fazia todas as suas vontades, levava em casa, dava carona mesmo ela não querendo, queria ser gentil e conquista-la.

Era todos os dias a mesma rotina, chegar em casa e cuidar de seu Átila, que a esperava ansiosamente para conversarem e contar o que vira na televisão, era o amor mais puro que Sarah tivera e tinha orgulho disso, por mais que algumas vezes não gostava de algumas atitudes que seu pai tinha em relação a outras pessoas, principalmente por ter certo preconceito.

"-Violência é o que a gente vê nos noticiários por aí. Ali no tatame é um esporte em que dois atletas estão técnica e fisicamente preparados para a luta." Pág. 107

Se passaram dias e a Sarah continua a viver sua vida a dedicar-se aos estudos, até que o destino resolvera cruzar o seu caminho, tivera que ir a uma academia de lutadores para fazer um trabalho diferente para a faculdade e assim todo seu caminho mudara e o destino estava a lhe preparar tantas situações e momentos que não imaginava, muito menos quem iria fazer parte disso tudo.

"-O destino, Sarah, é apenas uma sugestão de Deus, como o palpite de um pai quanto à escolha da carreira do filho. É apenas uma sugestão." Pág. 190

Era ele, era Hans que chegava e dominava a cena com seu jeito forte e bravo. Ele que tinha seus músculos, era a Muralha, aquele que era o desejo de todos para lutar e enfrentar, o desejo de que todas as mulheres o queriam para uma noite ou até quem sabe para uma vida inteira. Mas, ele era difícil e como a vida lhe propusera tantas coisas estava querendo viver apenas sozinho, não queria envolvimento ou paixões.

Hans era um homem decidido e acreditava que nenhuma mulher conseguiria desestruturar sua vida, levar a se apaixonar realmente como um dia tivera oportunidade a anos atrás, ele não sabia ao certo quem era aquela menina misteriosa com os olhos de cor de âmbar, mas que ela chamara sua atenção, era uma beleza diferente de todas que já tinha visto nas outras mulheres que encontrou.

Finalmente o grande dia chegara e os dois se encontraram, Sarah estava nervosa porque sabia que dessa vez seria tudo diferente, já Hans não entendia o porquê dela querer o ver, achava que seria por mera educação e respeito por ser um homem mais velho e quem sabe poderia a ajudar na faculdade, ele não ligava, mas seu fiel companheiro Antônio estava entrando em ação.

"-É tão difícil de aceitar isso. Não é a minha crença. Eu sempre acreditei em Deus e que quando morrermos vamos ficar ao lado Dele. Que nós trocamos energias com as pessoas, Rezar, agradecer e amar." Pág. 231

O senhor Antônio aquele chamado anjinho da guarda que cuida de todos que gosta, era um homem vivido que acompanhava seu amigo em tudo, tinha tamanha compaixão com Hans, pareciam ser pai e filho, era tanta cumplicidade e carinho que seria estranho os dois se afastarem. Estavam sempre um ajudando o outro, e o “véio” era seu braço direito, sem ele não tinha forças para continuar lutando.



E assim a vida foi seguindo e revelando tantos mistérios e verdades que nem acreditavam, Hans e Sarah estavam a cada dia mais se envolvendo, mas a regra dos doze encontros para a primeira vez era verdadeira e assim teria que aguentar para ver se realmente valeria a pena tentarem algo novo e até quem sabe um romance futuramente. O amor entre eles aconteceu por acaso, ninguém esperava que fosse acontecer de uma maneira tão intensa que mexesse com todos os seus pensamentos e os levassem à loucura.

"-Eu jamais deixaria de viver um amor por medo de sofrer. Viveria o momento intensamente, curtindo cada segundo do relacionamento." Pág. 262

Dessa forma, as situações e a descoberta para saber quem seria a Estrela da Manhã era cada vez maior, e se Sarah se encontrava neste meio, as vezes com medo de encarar Hans e ir contra os conceitos de seu pai, acreditava que o homem era violento e resolvia tudo dessa maneira, mas o destino iria se aprontar muitas coisas surpreendentes.



Fiquei completamente apaixonada pelo Hans gente! Que deus grego, nunca pensei que fosse me apaixonar tanto por um personagem como foi com ele, era forte e grande, na medida de encantar qualquer leitora e nos deixar encantada com seu jeito meigo em cada página lida. A Sarah é uma menina encantadora em toda a história, não é nada chata e demonstra em certos momentos que não precisa de ninguém para seguir seu caminho e atingir seus objetivos.

A edição de Morgenstern está incrível e fascinante, vou deixar vocês curiosos de o porquê o nome do livro ser esse, que durante a leitura será esclarecido e sei que irão se encantar. As letras possuem um tamanho ótimo, com folhas amareladas e a autora procura nunca enrolar na história, nos envolvendo em cada parte da história. É aquele tipo de livro que nos encanta tanto e nos deixa de ressaca, não sei quando terei coragem de iniciar uma nova leitura por uns dias.

Conversei com a Kelly e ela revelou tantas curiosidades sobre a história que fiquei mais apaixonada, principalmente por Hans, sua escrita é maravilhosa e agradeço pela oportunidade de ler um livro tão lindo e encantador.

Para encerrar mais uma resenha, vou deixar um vídeo da música que representa a história, é uma das bandas que mais gosto de escutar e quero saber se conhecem, hein!

site: http://segredosliterarios-oficial.blogspot.com.br/2016/11/resenha-l-morgenstern-kelly-hamiso.html
comentários(0)comente



Milena 25/06/2017

Morgenstern
Sarah Vega é uma jovem estudante de fisioterapia dedicada aos estudos e à família. Ajuda a mãe com o carrinho de cachorro-quente e tem um amor incondicional pelo pai, seu Átila, que sofrera um acidente, ficando paraplégico e dependendo totalmente dos cuidados da esposa e da filha.

À espera do homem que irá abalar suas estruturas e conquistar de vez seu coração, ela terá uma agradável surpresa ao participar de uma aula externa especial da faculdade, em uma academia famosa: conhecerá Hans Scheidemann, lutador profissional de MMA, também conhecido como A Muralha Alemã, por nunca ter perdido uma luta.

Quem não vai gostar nada dessa história será Andreas, seu amigo de faculdade loucamente apaixonado por ela. Diferentemente dele, Hans não será bem aceito pela família e pelos amigos, por ser mais velho e também por ser estereotipado como um homem que resolve tudo na porrada. Misterioso e dono de si, Scheidemann envolverá a protagonista em um turbilhão de emoções e dúvidas.

Você tem que se permitir (...) Nessa vida, ninguém é de ninguém. Você nunca vai saber se aquela ou outra pessoa pode ficar para sempre... Se for assim, nunca vai amar ninguém com medo de perder?

O problema é que no coração, ninguém manda. E se quiser viver um amor de verdade, Sarah terá de travar uma luta consigo mesma e, aceitar, antes de tudo, o dom que lhe foi cedido por Deus para ajudar a salvar a humanidade: ela é uma das cinco pontas da Estrela. Sarah é uma Estrela da Manhã, e aceitar esse dom de conseguir ver o futuro nem sempre é muito fácil, principalmente porque ele já está escrito e resta a cada um descobrir qual é o melhor caminho a ser seguido.

"O destino é uma linha numa roca de fiar, mas quem tece a trama entre a urdidura é você. Não fique assim, Estrela Maior. Não se pode salvar as pessoas delas mesmas. As linhas do destino vão se cruzando conforme suas escolhas. Por isso eu disse que sim, você poderia ter evitado a tragédia, porque previu, mas só se eles aceitassem ouvi-la."
"Às vezes os sacrifícios são necessários para que as coisas caminhem do jeito certo."

Preciso fazer um comentário especial sobre alguns personagens, entre eles, Gil e Paulo, dois grandes amigos de Sarah. Ela, sempre com alegria de viver, será o suporte para a amiga em alguns momentos. Ele, um aspirante a cantor que sonha alto e quer mudar de vida. Há também, o amigo gay de Sarah, Ramon, que terá um papel fundamental na trama e será um dos protetores da Estrela da Manhã.

Já o Seu Antônio merece um parágrafo dedicado a ele! Exemplo de amizade e fidelidade, o senhorzinho é o pilar que sustenta Hans. Depois de ter perdido a esposa, Zaira, voltou a se sentir vivo acompanhando A Muralha Alemã em suas lutas e campeonatos. Além disso, ele exerce o papel de pai na vida do lutador. Definitivamente, uma pessoa mais que especial e fundamental na narrativa.

Além desses personagens, trago uma curiosidade. A personagem de Érica, a lutadora de MMA apaixonada por Hans Scheidemann, foi inspirada na lutadora de MMA paranaense Érica Paes. A mesma, foi também, a musa inspiradora para que Glória Perez criasse a personagem da policial Jeiza, na novela das nove "A força do querer".

Morgenstern abalou minhas estruturas. É o tipo de leitura cativante do início ao fim. Me peguei em alguns momentos chorando de tristeza e desespero, mas depois da tormenta, veio o choro de alegria. Mais que um livro, eu me sentia personagem dessa história e devo dizer a vocês que foi uma das melhores leituras que fiz esse ano e em toda a minha vida! E o mais importante: o livro serviu para confortar meu coração que estava em turbulência. Posso dizer que Morgenstern trouxe, além de uma bela história, uma grande lição de vida: às vezes para ganhar, precisamos perder. Por mais doloroso que seja. O destino já está traçado e aquilo que for para ser seu dará um jeito de chegar até você, mais cedo ou mais tarde. Não há porque insistir na hora errada. Tudo tem o tempo certo. E se as evidências nos guiam para tomar determinadas decisões, não devemos temê-las. Apenas nós somos capazes de guiar nosso caminho, esse poder está em nossas mãos.

"E o que nos torna fortes ou invencíveis é a invejável capacidade que Deus concedeu, a tudo aquilo que criou, de recomeçar. Podemos nos cansar e parar para respirar, fazer uma pausa, rever estratégias, relaxar por um tempo, mas nunca desistir."

site: http://albumdeleitura.blogspot.com.br/2017/06/eu-li-e-voce-104.html
comentários(0)comente



Conchego das Letras 10/10/2016

Resenha Completa
Olá, pessoal!!

Morgenstern é o segundo livro que leio da autora Kelly Hamiso, o primeiro livro foi Padma (leia a resenha aqui). Quando fiz a leitura do primeiro livro, fiquei encantada com a narrativa da autora, que conseguiu escrever um história cheia de reviravoltas, intensa, apaixonante e surpreendente. Então, já imaginava que ia gostar bastante desse lançamento.

Neste livro, vamos conhecer Sarah, uma jovem apaixonada pela sua família, estudiosa, decidida, determinada, carinhosa e amiga para todos os momentos - daquelas que ajudam todos que estão ao seu redor. Ela tem uma vida tranquila, mora com os pais, trabalha em um hospital durante o dia e faz faculdade de fisioterapia à noite.
Andreas é amigo de Sarah, apaixonado por ela, e faz de tudo para conquistar o posto de namorado... Mas Sarah quer namorar uma pessoa que faça o seu coração acelerar descompensadamente e poder viver um grande amor. Eis que faz uma visita, com a turma da faculdade, a uma academia. Quando vê o grande campeão de MMA, ela não consegue tirar os olhos, ficando totalmente envolvida por aquele homem.

Hans Scheidemann, conhecido como a "Muralha Alemã", é um homem com seus segredos e atualmente não quer saber de relacionamentos sérios. É focado na sua profissão e em treinar os lutadores da sua academia. Só que nem tudo é como planejamos, não é verdade?

Sarah vai a casa da sua melhor amiga e conhece uma vidente que faz algumas revelações que não quer acreditar. Ela fica sabendo que tem um dom especial e faz parte de um grupo de mulheres conhecidas como as Estrelas da Manhã, que tem como objetivo equilibrar o mundo.




É, eu também não acreditaria, mas a história não é só isso, é muito mais! Kelly conseguiu escrever um enredo que vai prender o leitor até o final, com várias cenas de ações e emoções. Sarah vai precisar acreditar em seu dom e saber tomar as decisões corretas.

Quase no final do livro, a autora conseguiu me surpreender ainda mais e fez algo que queria que acontecesse na minha atual situação, que infelizmente não posso.

É um romance cheio de emoção, apaixonante, comovente, cheio de aprendizado sobre a importância do perdão e do amor.

site: http://www.conchegodasletras.com.br/2016/10/resenha-morgenstern-kelly-hamiso.html#more
comentários(0)comente



dayukie 05/04/2017

"A história vale a pena, principalmente para quem gosta de mistério, romance, um bom drama e reviravoltas a todo o instante. Tem bastante cenas bonitas e românticas, é uma leitura agradável, que te faz se perder no tempo. E, apesar de ser uma história madura, não há tanto apelo sexual o que dá um foco maior as questões importantes ressaltadas na história."

Confira a resenha completa no blog.

site: https://goo.gl/x6055C
comentários(0)comente



Resenhas Teen. 29/05/2017

Morgenstern
Oie pessoal! Tudo bem com vocês?

Hoje trago a resenha desse livro maravilhoso que recebi em parceria com a LC Agência de Comunicação!

Quando aceitei participar da leitura/resenha coletiva desse livro, não imagina que encontraria uma história maravilhosa e inovadora em trezentas e sessenta e oito páginas!

Já havia realizado não nego a leitura de algumas resenhas desse livro, mas nenhuma chegou aos pés realmente do que é esse história!

Em um primeiro momento pensei que se tratava somente de um romance, e sempre com aquela sensação estranha em relação ao nome da obra por causa do sobrenome de um personagem de outro livro, mas deixei de lado isso e meti a cara na leitura até porque eu tinha uma data a cumprir!

Morgenstern conta a história de Sarah uma garota que sempre levou seus estudos a sério, seu trabalho e principalmente sempre teve o maior zelo ao cuidar de seu pai, mas seu coração não bati mais forte por ninguém, nem mesmo pelo seu melhor amigo Andreas (que nome diferente .-.) que todos diziam ser o cara certo para ela.

Mas ela sabia o que era necessário sentir por uma pessoa, para dizer: é ele por quem estou apaixonada.

Ela só não esperava sentir essas coisas exatamente com um lutador de MMA profissional, Hans por mais gentil e humilde que fosse com todos não sentia interesse em se apaixonar por ninguém, não depois de ter sofrido tanto na mão de outra mulher.

Até está parte, pensamos se tratar somente de um bom e velho romance certo? Pois bem, estamos bem enganados, com o passar do tempo Sarah começa a ter alguns flahs de memórias, que não fazem sentido para ela, mas que sempre lhe mostram o mesmo cachorro.

Sarah por meio de uma vidente, descobre ser uma também. Ela tem um dom poderosíssimo nas mãos, dado por Deus coma capacidade de salvar o mundo e ela tem que aceitar isso, num primeiro momento obviamente que nossa personagem principal não aceita isso muito bem, mas com o passar do tempo e com as responsabilidade do Mundo nas mãos (literalmente) ela começa a aceitar que é uma das cinco.

Ela tem o poder de ver o futuro, que mesmo ele estando escrito pode ser mudado dependendo do caminho que tomar, pode destruir ou salvar o mundo.

Galera pensem em alguém que devorou esse livro foi eu, amo uma boa fantasia e por estar bem no pique do gênero esse livro caiu como uma luva para mim!

Cada página era uma surpresa e reviravolta atrás da outra, quem nunca quis ter o dom de ver o futuro? Nossa personagem não, mas ela foi a sortuda e azarada ao mesmo tempo por receber ele.

Pois para mudar e salvar tudo, ela teria que saber exatamente se Hans era seu amor verdadeiro ou não, pois se não fosse seus filhos e o futuro deles estariam comprometidos.

E como saber se ele é ou não seu amor verdadeiro? Abrir mão dele ou não? Eis a questão, e acompanhamos no decorrer da narrativa os acontecimentos, as dúvidas e principalmente sofremos um belo baque quando Sarah toma sua decisão.

Foi uma leitura que me surpreendeu e muito em seu desenvolvimento e principalmente na inovação da história criada pela Kelly Hamiso.

Todos os personagens tanto os principais quanto os secundários tiveram papeis importantes na trama, foram bem retratados e desenvolvidos trazendo mais veracidade a história principalmente a Gil a melhor amiga da Sarah, mas que infelizmente teve um trágico fim.

Outra coisa que curti bastante na trama foi o desenrolar do relacionamento do Hans e da Sarah, os dois muito centrados tiveram seu romance desenvolvido com calma, sem afobação, não foi algo de uma hora para a outra, muito pelo contrário sentimos e vemos o desenrolar gradativo que eles tem na trama.

Tirando o foco no MMA, encontramos poucos livros retratando esse esporte, principalmente mais em obras estrangeiras, mas a autora conseguiu colocar essa luta tão bem em contraste com a história, como é o dia a dia dos treinos, como são os lutadores etc que nos sentimos parte dos treinos, dos lutadores e dos seu dia a dia!

Enfim Morgenstern nos traz uma história cheia de morais, ensinamentos e principalmente nos ensina a jamais desistir de lutar por aquilo que acreditamos que seja o certo, por mais errado que as coisas deem!

Não tenho palavras para explicar o quanto amei essa história e o quanto me surpreendi com ela, para o que eu pensava que seria um simples romance, se tornou uma fantasia maravilhosa de tirar o fôlego!

Quem ainda não realizou a leitura dessa obra, indico com todas as minhas forças pois vocês irão se apaixonar pela história do Hans e da Sarah e principalmente aprenderam a enxergar além do que a aparência física nos mostra!

Espero que tenham gostado da dica de hoje! E quem já leu me contem o que acharam dessa história perfeita!

Até a próxima,

Bjss, Nay =D

site: http://resenhasteen.blogspot.com.br/
comentários(0)comente



Ariane 08/05/2017

RESENHA
Sarah se vê em uma situação difícil com seu grande amigo, Andreas, que é apaixonado por ela. Um rapaz maravilhoso e especial, que a trata com muito carinho, todas as pessoas ao seu redor, dizem que ele é o cara certo, mas ela não consegue sentir por ele, nada além de carinho de amigo, seu coração não bate mais forte ao estar com ele.

Ela é uma garota muito dedicada aos estudos, ao trabalho e a cuidar de seu pai, que depois de sofrer um grave acidente, e ficar em uma cadeira de rodas, se tornou muito depende dela, mas Sarah cuida dele com maior carinho, não reclama de nada.

"- É isso mesmo. Às vezes a gente julga o livro pela capa e deixa de ler um ótimo romance. E olha que o Andreas tem uma bela capa.

Certo dia, sua turma da faculdade teve uma aula externa especial, em uma academia famosa, foram assistir algumas lutas de MMA, com lutadores famosos. O que Sarah não sabia, é que naquele dia, encontraria seu grande amor, Hans, ou pelo menos ela achou que ele seria seu príncipe encantado.

Hans, é lutador como profissão, muito famoso, conhecido como "A muralha", por nunca perder uma luta. Não quer se apaixonar, sofreu muito por uma mulher um dia, e não quer mais passar por isso. O que encanta Sarah, é ver que ele é muito humilde, ao olhar em seus olhos, ela sente tudo aquilo que disse que seria necessário sentir, para amar uma pessoa.

"- Um bom cobertor de orelha nos faz sentir vivos, velho amigo. Porque quando a velhice realmente chegar, tudo que você julga importante agora passará a ser mera lembrança, Já o amor, Campeão, ele é eterno, não envelhece e nos faz sentir verdadeiramente vivos. Deus nos fez de amor. Não podemos passar a vida vazios desse sentimento."

Sarah, tem flashes estranhos de visões, que ela não consegue entender do que se trata, vê algumas cenas desconexas para ela, e sempre o mesmo cachorro, pastor alemão. Até o dia que conhece uma vidente, que diz que Sarah, também é uma, e que precisa aceitar, pois tem um dom maravilhoso, dado por Deus, para ajudar a salvar a humanidade. Mas ela não aceita isso, claro.

A história é um pouco mistica, e eu não esperava por isso, me surpreendeu positivamente. O romance de Hans e Sarah, sofre muitas dificuldades, e ela precisa descobrir se ele é mesmo o cara certo, pois caso não seja, seus filhos podem causar danos irreparáveis. O futuro da humanidade está em suas mãos.

"Hans beijou-a novamente, e ela pode sentir seus lábios ainda mais intensos e a pressão do peito rijo a conduzindo até as cordas. As mãos, que antes não a tocavam, percorriam, quentes, a sua pele, e, na intensidade de cada beijo, seus braços demonstravam que ele não queria que houvesse mais distância alguma entre eles."

Ela precisa aceitar que é uma vidente, uma das cincos, que tem o poder, dado por Deus, de ver o futuro, e poder mudá-lo, pois o futuro está escrito, mas o caminho tomado, pode mudá-lo para melhor ou pior.

Sarah, então, se vê nessa difícil situação, em que precisa decidir qual caminho deve seguir. A dificuldade da escolha é abrir mão de seu grande amor.

A sorte de Sarah é ter Gil ao seu lado, sua melhor amiga, uma garota maravilhosa, com um coração gigantesco, sempre pronta para defendê-la, e muito divertida. O que Sarah não conseguiu, foi mudar o trágico destino da amiga.

"Acho que o sol é o olho de Deus - explicou ela - ou uma de suas formas de ficar próximo a nós. Nunca falta, está sempre lá, nos observando, pode ver todos e não podemos viver sem ele. É nossa fonte de vida e nos mantém conectados à natureza."

Como já disse, esta história me surpreendeu, e tem grandes reviravoltas, mas o que acontece mais para o final do livro, é o que da todo um sentido, e uma emoção forte. Quando a decisão de Sarah é a chave para mudar tudo. Abrir mão de seu amor, ou ficar com ele? o que será que Sarah irá decidir?


site: http://www.livrosdanane.com/2017/05/resenha-morgenstern-kelly-hamiso.html
comentários(0)comente



spoiler visualizar
comentários(0)comente



16 encontrados | exibindo 1 a 15
1 | 2