A grana

A grana Cynthia D'Aprix Sweeney




Resenhas - A grana


42 encontrados | exibindo 1 a 16
1 | 2 | 3


aninha 21/12/2020

A Grana
Não gostei muito do livro, leitura muito arrastada. Tive que ler duas vezes, pois na primeira vez que li, só consegui ler até metade, pois não é uma leitura cativante.
comentários(0)comente



Rafa 29/11/2020

Não foi tudo isso...
como muitos eu fui mais uma que foi a esse livro com sede demais e acabei me decepcionando...
Pra mim, a sinopse passa a ideia de um livro dinâmico e cômico em que os personagens se unem para resolver o conflito apresentado no caso a restituição do pé-de-meia. Mas, durante o livro, nada disso é apresentado: a leitura se mostrou enfadonha já que os plots eram poucos e pequenos e eu senti que o desafio maior ficou sem solução é a autora deixou por isso mesmo!
Além disso, o fato de ter muitos personagens acabou os deixando pobres, como se fossem resumidos a uma única característica de sua personalidade e isso me incomodou bastante.
O Leo em especial era um personagem do qual eu esperava muito, que poderia ter sido muito melhor desenvolvido.
Enfim, não é um livro ruim ao ponto que eu querer abandonar, mas por outro lado ele não entrega o que promete. Não vá com muita sede ao pote, pois pode acabar se decepcionando.
comentários(0)comente



Sara 19/05/2020

Muto sem sal
Comecei esse livro com grandes expectativas. Conforme fui avançando na leitura percebi que não era nada do que esperava. A história da familia Plumb não foi divertida de se ler, muito pelo contrario foi arrastada e muito pouco emocionante.
Foi difícil de continuar, por vezes pensei em desistir, mas como ainda tinha esperanças de uma grande reviravolta, me forcei a ler até o final e me decepcionei completamente.
O livro trata de algumas questões interessantes a cerca de ralacionamentos, questões familiares e como lidar com mudanças, mas não consegui me sensibilizar pelos personagens, pouco cativantes e que muitas vezes me deixavam frustrada.
A sinopse faz entender que a questão da herança e o relacionamento dos irmãos sera tratada de forma divertida e talvez um pouco cômica, mas também não é o que acontece. É apenas insossa.
Márcia 15/07/2021minha estante
Grana só tem graça no meu bolso




Thai Zavadzki (@meowbooksblog) 18/06/2020

Cansativo demais.
A Grana acompanha quatro irmãos, quando o pai deles ainda era vivo, havia deixado uma espécie de poupança para que eles usassem, mas acontece que quem acaba usando o dinheiro é apenas um dos irmãos, Leo, que sofreu um acidente enquanto estava bêbado e drogado e precisa passar um tempo na reabilitação. A história gira em torno dessa ?grana? e de como ele vai restituir os irmãos.
Eu só comprei esse livro porque, em uma feira que eu fui, estavam vendendo ele por um preço muito barato. Nunca vi uma alma viva que tenha gostado de sua história, mas decidi comprar, nem que fosse só para ter uma capa linda na estante, além de dar uma chance pra leitura, vai que eu sou diferentona nesse caso, né?
Não fui, não. Pensem num livro maçante! Que parte do nada pra lugar nenhum. Sem moral palpável, além de ser muito descritivo com uma narrativa lasciva e minuciosa ao extremo, personagens e situações pouco interessantes, além de uma distribuição de capítulos bastante instável ? uns longos demais, outros breves demais. Para vocês terem noção das descrições exacerbadas, logo no primeiro parágrafo já dá pra pular metade.
Muita enrolação também. Se eu fosse a escritora, depois do prólogo já colocaria a reunião familiar, mas não, a autora quer apresentar cada irmão de forma minuciosa e muito, muito chata. Dava pra esse livro ter umas 200 páginas fácil.
A narrativa é toda zoneada entre presente e passado, apresenta um monte de personagens aleatórios que pouco influenciam no enredo principal e é o tipo de livro que você se dispersa frequentemente enquanto lê, sendo que ele não te instiga a reler pra entender o que perdeu, justamente por ser tão maçante.
Vou finalizar a review, porque esse livro nem merece uma resenha completa. Tem lá seus pontos positivos quanto a algumas abordagens sobre homossexualidade, maternidade e outros, mas eles são completamente apagados pelos negativos. A capa é linda e a diagramação também, mas infelizmente, esse são as melhores coisas desse livro, o que já diz o suficiente sobre o seu conteúdo.
comentários(0)comente



Books_duds 15/10/2020

Não vale a pena
O livro não é necessariamente ruim, porém o tempo todo o leitor fica aguardando um grande acontecimento que não existe. Faltou um grande twist na história. Além do fato de serem muitos personagens narrando a história, o que deixa meio chato. A melhor parte foi o epílogo (2 últimas páginas). Acredito que a história tinha muito para ser aproveitada e não foi... pena.
comentários(0)comente



Lulu 03/09/2020

Foi super difícil engatar na história. A escrita é arrastada e os personagens são meio idiotas. A vontade de dar um tapa em cada um é enorme! No entanto, eu fiquei curiosa pra saber o que acontecia com todos. O final é meio bléh, mas não foi de todo mal. É aquele tipo de livro sem grandes acontecimentos, mas você acaba ficando curioso pra saber como os personagens acabam.
comentários(0)comente



samsz 13/05/2021

não recomendo
Então, demorei dois anos para ler esse livro,
a história não te prende e sinto que tem muita coisa acontecendo de uma vez só. A leitura não é fluída e sim, muito cansativa.
Apenas terminei de ler porque não gosto de ter livros com a leitura inacabada na minha estante.
comentários(0)comente



Marci 13/03/2017

O livro conta a historia de quatro irmão que querem receber sua herança... Me decepcionei com esse livro... Esperava mais...
comentários(0)comente



Gi 08/11/2020

Um livro que estava parado na minha estante há tempos, então enfim resolvi dar uma chance(pela capa, admito).
Uma história leve, rápida, e que muitas vezes eu queria ler logo pra descobrir como o problema seria resolvido.
A história é contada por várias pessoas, apresentando cada hora uma perspectiva, por isso acredito que a história não tenha ido tão a fundo como eu gostaria, mas dá pra você entender os personagens e seu motivos.
Não diria que o livro é ruim, valeu super a pena a leitura, não imaginava o final como foi, mas realmente não poderia ser de outro jeito.
comentários(0)comente



Sâmara 17/06/2020

Um drama da vida real que nos transporta à uma briga familiar envolvendo duas coisas: acidente e herança. Foi dessa forma que Leo Plumb se viu ao sair da reabilitação, tinha ido parar naquela clínica depois do acidente de carro com Matilda Rodriguez, uma aspirante a cantora que estava trabalhando de garçonete na festa de casamento do primo de Leo.

Os Plumbs eram 4: Leo, Jack, Bea e Melody, e tinham uma quantia no banco que chamavam de "Pé de meia", tudo foi pensando pelo pai que só permitiu que eles usassem quando a filha mais nova completasse 40 anos. Porém aconteceu o acidente, e o pé de meia foi utilizado pra cobrir os custos de saúde de Matilda, que levou mais da metade do fundo. Nesse meio tempo, os irmãos com exceção de Leo, entraram em dívidas enormes e contavam com esse dinheiro para solucionar a vida.

Entre idas e vindas Leo garante que em 3 meses restituirá o dinheiro a cada um dos irmãos. Mas tudo parece desmoronar quando ele some do mapa, e não avisa a ninguém.

Foi um livro que me surpreendeu bastante, me fazendo passar por vários estágios de emoção, me fez sentir raiva, empatia, fofura, etc. Gostei muito que o livro nos traz informações dos EUA durante o início do século 21, mostrando como o Brooklyn cresceu e como o 11 de setembro afetou o bairro. O mais interessante sem dúvida é que cada capítulo diz respeitou a um personagem, isso fez com quê eles ganhassem mais destaque e a gente pudesse se familiarizar. Amo quando o autor dá voz aos personagens secundários!

Apesar dos pesares, o início do livro não foi tudo aquilo que eu esperava, ele foi bem parado e eu não tive muito progresso tão rápido, e como ainda não estava habituada com os personagens achei que foi uma carga informação demais em pouco tempo. Ademais, o livro não apresenta muitos diálogos, o que tornou um pouco maçante a leitura.

Um dos protagonistas, o Leo, foi um personagem vazio, egocêntrico, mesquinho e calculista, que preferiu deixar os irmãos praticamente se virarem com suas dificuldades, enquanto ele aproveitava do bom e do melhor.
comentários(0)comente



Beatriz 15/06/2020

Escrita medíocre, com detalhes demais completamente irrelevantes, personagens rasos e superficiais, que tiveram toda a personalidade transformada nos últimos 10% do livro para forçar um final que conseguisse fechar todos os pontos em poucas páginas desesperadas. A história poderia ser boa, mas não consegui gostar dos personagens, fora a péssima inserção de histórias concomitantes JOGADAS no meio do livro. Por deus, fiquei com muita raiva, mas ok o epílogo bonitinho, legal.
comentários(0)comente



Lumi Tie | @lumi.reads 31/01/2020

Esse livro nos apresentará a família Plumb com todos seus (muitos) defeitos.
O Pé de Meia se trata de uma conta que Plumb sênior abriu há muitos anos e que por sorte do destino acabou rendendo uma quantia absurda e se tornando uma garantia da qual todos seus filhos contavam para se salvarem financeiramente até que Leo, o primogênito, sofre um acidente e com permissão da mãe gasta toda a grana; agora todos eles se vêem em apuros e querem seu dinheiro de volta.

[ALERTA SPOILER] Finalmente nossos protagonistas descobrirão que não precisavam do dinheiro para serem felizes, eles já tinham todo o necessário para viver bem cada um da sua maneira; mas apenas por causa do sumiço do montante é que puderam descobrir o quão sortudos sempre foram e que já eram ricos - mas não de dinheiro.

site: https://lumireads.wordpress.com/2020/05/14/resenha-a-grana-cynthia-daprix-sweeney/
comentários(0)comente



Flávia | @baixinhasleitoras 25/07/2017

Um romance + ou -
A Grana é um livro que conta a história de quatro irmãos, (os irmãos Plumb). A história é sobre como uma família pode enfrentar as dificuldades que aparecem tanto financeiras ou emocionais. De como o egoísmo e a sensibilidade estão lado a lado.
Um livro que mostra o desapego pela família, mas que ensina que família é a base, não importa se ela te magoa ou te alegra, ela sempre será sua família.

Bom, eu particulamente não amei o livro. Achei a leitura chata, cansativa e enrolada. Mas devido a história ter um texto inteligente, algumas falas sarcásticas e de como a autora terminou o livro, eu confesso que achei até razoável. O final é sarcasticamente encantador. Demorei alguns segundos para entender, mas depois que entendi, achei genial.
Não devorei o livro, mas também não foi um livro que eu me arrependa de ter lido. Para quem gosta de romances do cotidiano é um bom livro, indico, mas para quem quer ler um livro rápido e fácil de se ler, esse não é para você.
Enfim, com essas dicas, espero que tenha ajudado na sua decisão de ler o livro ou não.

? Xxx, F. F.
comentários(0)comente



Sissi Freire @dicasdasissi 09/11/2020

Fui tapeada!
Imagina a situação: você e seus três irmãos tem direito a receber uma quantia considerável apelidada carinhosamente como Pé de Meia.

Todos vocês tem planos para esse dinheiro até que o irmão mais velho causa um acidente e raspa todo o dinheiro. Ou quase todo.

Essa é a história de Leo Plumb e sua família. Leo é um desregrado que acabou com os sonhos dos irmãos na hora que enfiou o carro num post, causando a maior confusão.

A GRANA deveria ser um livro sobre o encontro dessa família e a tentativa de chegar a uma resolução para o problema, mas acaba se mostrando um amontoado de personagens com tramas mais que desnecessárias e que tornaram a leitura, para mim, maçante.

Em determinado momento eu já não queria nem mais saber nada do chato Leo, e fiquei mais interessada na trama da sobrinha que... não desenvolveu.

Esse foi um daqueles livros cuja capa me encantou, a sinopse me enganou e a leitura quase me matou.

E você? Já leu A GRANA?
Concorda comigo ou discorda?
comentários(0)comente



Alice 19/04/2021

É bom mas é ruim
Confesso que gostei do enredo do livro e achei ele bom, mas é muitooooo cansativo. Misericórdia! A autora "enche linguiça" demais! Acho muito chato livros em que os autores especificam demais as coisas, tipo "e eu estava olhando o quarto, que tinham móveis da cor marrom escuro, que tinham luminárias feitas de ferro fundido pintadas de dourado" blá blá blá. Fiquei cansada só de ler, enrolei muito a leitura, apesar de ter gostado do livro. Pulei muitas partes que achei desnecessárias. Não leria esse livro de novo, nem me pagando.

Sem contar da raiva que passei com esse Leo Plumb.
comentários(0)comente



42 encontrados | exibindo 1 a 16
1 | 2 | 3