Rezadeira

Rezadeira Carlos Rodrigo




Resenhas - Rezadeira


8 encontrados | exibindo 1 a 8


Pri 16/10/2016

Você acredita em casas mal-assombradas?
A família Cabral mudou-se para uma uma casa em Crato, no Ceará, há cerca de um mês. Lúcia, seu marido César, e seus filhos Lua, Maria e João, não sabiam que a casa tinha fama de ser mal-assombrada, nem da história sangrenta envolvendo um jovem casal, uma mulher doente e uma rezadeira, por trás disso. Mas, mesmo após serem avisados, seguiram a vida normalmente, afinal, quem acredita nessas histórias bobas de fantasmas e espíritos malignos?
Até que João, o filho mais novo, começa a ter pesadelos (ou assim eles acreditam) e amanhece muito doente. O menino está aterrorizado, mas os pais acham que é apenas dengo por causa da doença. Infelizmente, as coisas estão só começando a piorar e Lúcia se vê numa situação assustadora que jamais poderia imaginar.

"Se você, leitor curioso, não tem o costume de ouvir histórias de terror, talvez este seja o momento de parar a leitura, pois possui um embasamento real. Entretanto, se você não acredita no sobrenatural, então vá em frente, prossiga e quem sabe essa história mexa com você de alguma maneira."

Quando li esse aviso do narrador, quase desisti da leitura! hahaha Me impressiono facilmente com as coisas, e esse "baseado em fatos reais" me dá arrepios. Mas continuei firme e forte, e gostei da experiência de ler algo diferente do que estou acostumada.
Não posso falar muita coisa, se não acabarei estragando o suspense do conto. Apesar de um pouco clichê, a história foi bem elaborada e consegui sentir a tensão enquanto lia. A família Cabral é unida e feliz, e nos apegamos aos personagens logo de cara. Infelizmente, já sabemos que o final não será um felizes para sempre.
A narrativa é feita em terceira pessoa e em alguns momentos o narrador realmente conversa com o leitor, o que torna as coisas um pouco mais macabras. rs A escrita do Carlos Rodrigo melhorou muito, pelo que me lembro do seu primeiro livro, e é muito legal ver essa evolução.
Por fim, acabei não achando tão assustador quanto eu imaginava que seria, até porque é difícil levar algum susto enquanto está lendo. Mas isso não quer dizer que não fiquei um pouco encucada com algumas coisas. rsrs
No final ainda tem uma entrevista com o autor, em que ele fala um pouco sobre a criação da história.
Então, para quem curte o gênero ou está querendo arriscar algum novo, recomendo esse conto. A experiência foi boa e o final me deixou querendo saber mais.

site: http://www.sigolendo.com.br/2016/10/conto-rezadeira.html
comentários(0)comente



Bru | @umoceanodehistorias_ 16/11/2016

Rezadeira é um conto bem curto, portanto, a leitura é realizada em poucos minutos, mas isso não torna a leitura desnecessária.

A Família Cabral, composta Lúcia, César (mãe e pai, respectivamente), Lua. Maria e João, acabou de se mudar para uma casa que é considerada mal-assombrada. O motivo? Uma história sangrenta com a morte de um casal e uma rezadeira. Sem acreditar muito nos acontecimentos, a família se muda, mas, espíritos estão ali para provar que, por vezes, lendas podem ser reais.

César acabou de fazer uma cirurgia e está de volta para casa. Seus filhos não sabiam que ele tinha ficado internado e pensavam que ele estava em uma viagem, mas o marido volta são e salvo, portanto, não há nada que se preocupar.

João, o filho mais novo do casal, é um menino dócil que começa a ser atormentado por um espírito e acaba por ficar doente. Claro que todos acham que se trata de um pesadelo ou, até, um delírio por conta da alta febre, mas seria apenas isso?

Gosto muito do gênero e confesso que tinha uma ideia completamente diferente desse conto, achei que seria algo mais como querer provar que espíritos existem e tal, mas o conto foi além disso. Uma coisa que você deve saber antes de lê-lo ele é sangrento, não é pouco, não, ele é extremamente sangrento e pessoas com estômago fraco podem não gostar muito.

Confesso que essa foi uma das poucas histórias que li e que me deixou com um arrepio na espinha. Gosto muito de histórias que envolvem espíritos e suas maldades, mas, quando há o envolvimento de crianças meu coração vai pela boca.

A leitura foi muito boa e o conto foi bem escrito. O narrador conversa com o leitor, então, me senti bem próxima dos acontecimentos da trama e, ao terminar, o autor conseguiu me deixar com a pulga atrás da orelha com relação aos acontecimentos. Recomendo a leitura para quem curte o gênero e, principalmente, não tem o estômago fraco.

site: http://mileumdiasparaler.blogspot.com.br/2016/10/resenha-rezadeira-carlos-rodrigo-semana.html
comentários(0)comente



Luuh Thompson 25/03/2017

Rezadeira ?
Rezadeira é um Conto de Terror, que eu simplesmente adorei.
.
Adoro esses tipos de historias, de Bruxas, Fantasmas, Espíritos, coisas sobrenaturais, enfim, sou fascinada *-*
.
"Se você, leitor curioso, não tem o costume de ouvir histórias de terror, talvez este seja o momento de parar a leitura, pois possui um embasamento real. Entretanto, se você não acredita no sobrenatural, então vá em frente, prossiga e quem sabe essa história mexa com você de alguma maneira." .
Rezadeira conta a historia da Família Cabral (o casal Lúcia e Carlos, seus filhos João de 6 anos e as gêmeas Maria e Lua de 8 anos), que se mudaram de Juazeiro do Norte para uma sobrado em Crato, Ceará.
.
Maus sabiam o que os esperava.
Um certo dia, um Padre foi a até o sobrado conversar com a família, contar o que havia acontecido alguns anos atrás, mais eles não acreditavam em assombrações.
.
Até o dia de Carlos voltar para casa, depois de uma cirurgia, que tudo começa a acontecer.
João começa a ter sonhos estranhos e a partir dai começa uma sucessão de eventos estranhos.
.
"O sono de repente desapareceu e o suor passou a escorrer da pele, embora estivesse com frio."
.
Alguém escreve na parede junto ao um desenho....
.
?Três, dois, um... A um passo do inferno?
.
A partir dai galera, só vocês lendo o conto, para saber mais e descobrir por que o nome Rezadeira kkkk
.
Carlos diz no final que é uma Estoria Baseada em Fatos Reais. E sinceramente eu acredito e da até medo em pensar kkkk
.
Adorei de verdade, o autor ele é bem direto, é uma leitura gostosa, que flui super bem, e o enredo é espetacular, bem estruturado.
.
Carlos ainda deixa a possibilidade de futuramente escrever um livro aprofundando a historia deles. Espero de verdade que isso aconteça, super ansiosa e torcendo para dar super certo
comentários(0)comente



Dio 07/04/2018

REZADEIRA - O CASO DA FAMÍLIA CABRAL | UM CONTO DE HORROR INCRÍVELMENTE VISUAL
Premissa interessante, não? E, não para por aí, a escrita é bem envolvente, vai te levando para dentro da história em um ritmo adequado para isso. A maneira como o narrador conta os fatos juntamente com o clima de mistério, que vai se formando no ar, proporcionam ao leitor momentos de tensão e curiosidade. A leitura é rápida, sendo possível ler em menos de uma hora, pois apesar de ser um conto pequeno, a escrita atrativa e o enredo instigante vão permitindo que as páginas sejam consumidas ligeiramente, isso de uma forma que nem percebemos e quando notamos estamos imersos na história.

PARA LER A RESENHA COMPLETA, ACESSE:

site: http://pinguimtagarela.blogspot.com.br/2016/10/rezadeira-o-caso-da-familia-cabral.html
comentários(0)comente



Eduarda Rozemberg 13/09/2016

Alguém mais estava ansioso para essa resenha como eu estava? Esse foi o primeiro conto de terror que li, e posso dizer que gostei bastante da experiência. Demorei quase dois dias para finalizar a leitura, mas porque estava sem tempo, pois é uma história que tem pouco mais de 20 páginas. Bem curtinho mesmo. Já apresentei um pouco do autor aqui, para quem quiser saber um pouco mais sobre ele.

No início do conto somos apresentados à Lúcia e seus três filhos: Lua e Maria, que são gêmeas, e João que é um ano mais novo que as meninas. Como qualquer história de terror, as personagens vivem normalmente, sem saber que algo está para acontecer. Eles compraram uma casa em Crato, não fazia muito tempo, e um dia após a mudança Lúcia e seu marido foram alertados de que havia "assombrações" rondando a casa, após um ocorrido anos atrás. O autor aproveita para nos apresentar o que aconteceu para que a casa fosse assombrada, e nos apresenta o caso da Rezadeira, vide o título.

Apesar de certo clichê no gênero de terror, eu me vi tensa em vários momentos do conto. Posso ser considerada um pouco suspeita, já que me impressiono muito fácil, o que não é segredo para ninguém. Nas próximas páginas, mais uma personagem nos é apresentada: o marido de Lúcia, César. Ele recentemente passou por uma cirurgia no coração e os filhos pequenos não ficaram sabendo, e estava retornando para casa.

As aparições começaram então a acontecer, primeiro perturbando as crianças, trazendo doenças, desaparecimentos, enfim, tem de tudo um pouco. Não irei contar detalhes para que vocês possam sentir o suspense o mistério empregado pela narrativa brilhante do autor. Descrições muito bem feitas, flashbacks muito bem empregados, e cenas muito bem articuladas. Gostei de cada detalhe, e tenho certeza que eu teria ficado ainda mais tensa caso tivesse lido tudo de uma vez.

No fim, ainda somos apreciados com uma entrevista com Carlos, contando um pouco sobre suas inspirações para o conto e algumas curiosidades. É um bônus a mais. Estarei ansiosa para ler um pouco mais das obras desse autor, tenho certeza que irá me surpreender tanto quanto.

site: http://paragrafosetravessoes.blogspot.com.br/2016/09/resenha-livro-3-rezadeira-o-caso-da.html
Kemmy 03/01/2017minha estante
Gosto bastante de contos e esse parece ser bem interessante. O que/quem será a tal rezadeira e o que aconteceu no passado para que o local fosse assombrado? Curiosa!




Marcia Lopes 19/09/2016

Muito Bom!
Olá pessoal tudo bem?

Bem, todo mundo sabe que amo contos e se for de horror melhor ainda.

Rezadeira conta a história de uma família que se muda para uma casa e que só foi saber dos rumores de que a casa era assombrada depois de instalados.

Sem serem supersticiosos não deram muita importância. Até que João o filho mais novo do casal Cabral, começa a ter o que preferiram chamar de pesadelos e logo depois fica doente. Maria e Lua gêmeas fazia tudo para ajudar o irmãozinho, mas cada dia ele ficava pior. O coitado vivia em estado de terror e nada podia falar.

O pai que chegara de uma viagem delicada, logo desaparece. Lucia agora está em panico, mas o pavor maior será quando ela ver o que realmente aconteceu ao marido.

Tenho que para por aqui, se não conto toda a história.

Confesso a vocês que tem um trecho que mete medo, principalmente se você estiver sozinho como eu estava. Comecei a ouvir barulhos e minha orelha começou a queimar. rs

O autor tem uma narrativa excelente e não encontrei nenhum erro de português ou de digitação. O final deixa brecha para uma continuação. Eu já criei várias histórias. rs E é isso que acho bacana em alguns contos de terror deixar o leitor imaginar o que quiser.

Recomendo sem receio.

site: http://www.mundoliterando.com.br/resenha-rezadeira-o-caso-da-familia-cabral-carlos-rodrigo/
comentários(0)comente



Sue 01/11/2018

Assustador em poucas páginas
Em 2004, uma família se muda para uma casa antiga no Cariri, interior do Ceará. Lá descobrem sobre uma tragédia que ocorreu há muito tempo na residência, mas, por ceticismo, ignoram o fato. Até que as coisas começam a mudar.

Bem no início do conto, Carlos nos introduz a um ambiente leve e cômico pelas referências. Tudo normal, até aí. Personagens nos são apresentados e faz o leitor pensar que talvez não vá ser tão assustador assim.

Entretanto, a ideia não dura muito, pois os primeiros traços de algo sombrio nos é mostrado. O que se segue é o início de momentos que logo perturbarão a família Cabral ainda mais, fazendo-a arrepender-se de não ter acreditado nas palavras do padre que os avisou sobre aquela casa.

Eu, como amante de um bom suspense, não posso deixar de dizer que tal história se passando no nordeste, aqui perto de mim, me deixou com um certo incômodo. Como se o perigo estivesse à espreita. Para nós deste lado do país, visitar rezadeiras é comum devido às crenças enraizadas. Memórias de quando eu era criança indo visitar uma me vieram à mente e minha imaginação fez o resto.

Assim que o primeiro evento realmente estranho ocorre, o clima e a ambientação tensos começam a se formar com nitidez e é quando a leitura começa a ficar cada vez mais instigante.

O clímax chega como um soco não esperado, que você só se dá conta quando um frio percorre sua espinha e seus pelos se arrepiam, mesmo você sendo uma pessoa cética sobre questões sobrenaturais. Seus próprio corpo reage, mesmo você dizendo a si mesmo que nada disso é real. Mas por que você sentiu essa sensação estranha se nem ao menos acredita?

E não que isso seja uma resenha, talvez seja apenas um alerta sobre a possibilidade de a Rezadeira estar bem atrás de você.

site: https://www.instagram.com/p/Bn6H-DjB90h/?hl=pt-br&taken-by=swdanbi
comentários(0)comente



fl.gil 01/04/2020

REZADEIRA
O conto narra o caso da família Cabral que se muda do "Juazeiro do Norte" (ops, só um detalhe, minha cidade natal) para o Crato (cidade vizinha), no Ceará. De acordo com os ocorridos em 1995, aquela casa havia sido o cenário de um assassinato que acabou com a morte de três pessoas, uma rezadeira era uma delas. Depois desse fato a diante, começaram acontecer várias coisas estranhas. Vários boatos sobre a casa, um dos primeiros a perceber as estranhezas sobrenaturais foi João, um dos filhos da família Cabral. Ficou curioso?
O conto é breve, são 20 páginas.
Não tenho o hábito de ler terror, mas foi muito bom conhecer esse. Uma leitura que foi em poucos minutos. Gostei, se você também gosta de terror ou de conhecer outros gêneros, vale a pena ler!
comentários(0)comente



8 encontrados | exibindo 1 a 8