As maçãs de Afrodite

As maçãs de Afrodite Ias Guinossi




Resenhas - As maçãs de Afrodite


3 encontrados | exibindo 1 a 3


CuraLeitura 14/04/2017

Neste livro não há contos só heterossexuais, na verdade ele engloba todos os gêneros, que achei de muito bom gosto, já que o livro não se limita.
O livro da resenha de hoje é um livro de contos escrito pela Ias Guinossi e com participação especial do autor Fabrício Rufino.

Como disse anteriormente esse livro é um compilado de contos eróticos da autora, o livro contém 7 contos ao todo e a história que dá inicio ao livro é As maçãs de Afrodite.

Em As Maçãs de Afrodite vamos ler que Afrodite, a Deusa do amor e do sexo, utiliza maçãs alteradas para fazer com que o Deus Ares fique louco por ela. Os dois tornam -se amantes, traindo assim o marido de Afrodite, Hefesto.

No segundo conto intitulado Aline, vamos conhecer uma moça chamada Fabrícia que é vendedora em uma loja de roupas femininas, um dia chegando no trabalho descobre que uma das funcionárias de lá foi transferida e sua chefe já contratou outra, a Aline. De cara as duas se dão bem, e essa amizade pouco a pouco irá se transformar em algo mais forte e palpável.

O terceiro conto Máscaras conta a história de Ian e Mey. Os dois são um casal de exibicionistas sexuais, ou seja, fazem sexo em público. Neste conto vamos ler que o trabalho junto com o sexo pode e ser e é muito prazeroso.

O quarto conto Minha Aluna de História é aquele tipico conto do professor com a sua aluna. O professor é um rapaz novo que assim que entra na sala de aula já chama a atenção, principalmente de Carolina, neste caso o interesse é mútuo...

O quinto conto O Policial Espertinho conta a história de Rebecca, uma garota de programa que acaba sendo perturbada por um policial e sem pensar duas vezes acaba se entregando, na viatura mesmo.

O sexto conto é escrito por Fabrício Rufino, é intitulado Prazer, em todos os sentidos e conta a história de Clarisse e Oswaldo que mesmo após 25 anos casados, ainda são capazes de inovarem em suas noites de amor.

O sétimo conto chama -se Whatshot e conta sobre uma mulher que é colocada em um grupo chamado Proibido, lá ela conhece e fica amiga de 3 pessoas: Luana, Renato e José. Juntos criam outro grupo chamado os quatro, onde acabam conversando sobres intimidades e criando contos eróticos com os 4 como protagonistas.


Não é segredo para ninguém que eu leio todo o tipo de gênero, então quando renovamos a parceria com a autora, o novo trabalho da mesma era esse e eu prontamente topei resenhar.
È um livro de conto bem curtinho, mas os contos são de boa qualidade, adorei que aqui neste livro não há contos só heterossexuais, na verdade ele engloba todos os gêneros, que achei de muito bom gosto, já que o livro não se limita.
A capa está bonita, o título faz referência em todos os contos. O que não gostei foi a revisão, que trás alguns erros, e em um conto especifico, uma erro gritante passou despercebido pela revisora.

site: http://www.curaleitura.com.br
comentários(0)comente



Bells 29/03/2017

Resenha: As maças de Afrodite
O primeiro conto é As Maças de Afrodite. Nesse conto Afrodite teve que se casar com Hefesto, o deus dos vulcões, por ordem de Zeus, porém ela o traia com outros deuses e até mesmo mortais, e no meio disso acabou usando maças para encantar um deus e com ele viveu um amor proibido. Será que Hefesto descobriu da traição de Afrodite? E quem será que foi o deus que viveu um amor proibido com a deusa da beleza? Ficaram curiosos? Simples então, vamos lê esse livro de contos haha
Bom, o que falar desse primeiro conto, em? Foi o que eu mais gostei de todos, ele é bem curto e a linguagem dele é bem simples e leve.


O próximo conto é Aline, nele nos deparamos com uma loja que é o local de trabalho de uma jovem chamada Fabrícia, que é uma loja de roupas caras, e eles recebem uma nova funcionaria a Aline. Esse se trata de um conto gay entre duas mulheres, e é um conto que eu adorei. Pelo menos eu, geralmente quando pego livros de contos ou até livros de romance de modo geral, raramente vejo um livro que trás o tema a tona, seja como principal ou não, e o fato de ter me deparado com um conto assim me deixou muito orgulhosa da nossa literatura, que a cada se expande abrangido mais temas tabus como esse. Acho que a literatura é uma ótima ferramenta pra minimizar e mostrar as coisas sob uma nova percepção, diminuindo com o preconceito que existe em cima de alguns temas.

O terceiro conto é mascaras, e nele somos apresentados ao Alan, mas ele é conhecido com Lan, e a Mary que além de uma amiga é a sua parceira de trabalho. Ambos trabalham encenando cenas de sexo para um determinado publico em eventos privados, e se o público gostar da encenação pode ser feito o leilão para que possam fazer sexo com eles. Nesse é narrado um evento no qual eles estão trabalhando, mostrando um pouco como é a relação dos personagens.

Minha aluna de história é o conto que vem logo a seguir, e ele é narrado sob a perspectiva do professor que acabou de se formar e é bem jovem, mas ainda assim foi dá aula, e no meio disso ele acaba se envolvendo com uma de suas alunas: Caroline. É um conto breve, e simples, e a autora soube envolver todos os acontecimentos dentro de um determinado contexto, de modo que mostrou um pouco mais além desse envolvimento, mesmo o conto possuindo três ou quatro páginas.

O policial espertinho é narrado pelo ponto de vista de Rebeca, que é uma prostituta que trabalha em um ponto muito conhecido pois lá se encontra com facilidade acompanhantes e prostitutas. Esse conto narra um evento que aconteceu certa noite enquanto Rebeca estava no seu ponto esperando um cliente, e de repente passa uma viatura da policia bem divagar e o policial fala algumas coisas com Rebeca. A questão é onde isso vai para? O que será que aconteceu?

Prazer em todos os sentidos é o conto escrito pelo Fabrício Rufino e nele somos apresentado a um casal que estão juntos a 25 anos e que mantem uma vida sexual cheia de fantasia. Osvaldo tem uma fantasia e acaba levando sua mulher, a Clarice, para o parque do Ibirapuera para que ambos possam fazer sexo em um lugar publico, porém algo inesperado acontece e aparece um casal de jovens namorados no local com a mesma intenção que eles. O que será que aconteceu com ambos os casal? Será que algum deles foi embora ou ambos decidiram fazer alguma brincadeira, em?
Gostei bastante do conto pelo autor ter trago um casal que se conhecem a tanto tempo, e que estão sempre disposto a esta realizando fantasia um do outro, sem falar que o autor usou uma dinâmica bem legal na narração do conto, pois ora era narrado por um narrador observador e ora era narrado pelo próprio Osvaldo.

WhasHot é o ultimo conto, e ele fala sobre um grupo criado no WhatssAp referente a coisas eróticas e que 4 participantes desse grupo se identificam e acabam criando um grupo separado só pra eles onde criam brincadeira eróticas virtualmente. Entre esses brincadeiras esta a de escrever contos, e é um desses contos escrito por uma das participantes que somos apresentados. A autora usou uma dinâmica bem diferente nesse conto, pois no inicio nos deparamos com uma breve introdução que fala do grupo e até mesmo sobre algumas características e informações da rede social que é o WhatssAp. É um conto rápido, mas entre todos os contos esse foi o que menos gostei.

Todos os contos possui uma linguagem simples e leve, e são fluidos, é um livros que você lê em uma sentada só e só percebe quando acabou. Li o livro disponibilizado pela autora, e recebi ele em PDF e achei a diagramação linda e a capa também, apesar dela ser mais simples. É um livro que vale muito a pena lê, a autora possui uma linguagem muito simples e leve. Indico ele pra todo mundo que busca algo rápido e leve e com uma pegada erótica.

site: http://mysecretworldbells.blogspot.com.br/2017/03/resenha-as-macas-de-afrodite-e-outros.html#more
comentários(0)comente



Poliana 04/03/2017

Ótimo
O livro, diferente de muitos livros erótico que já vi por ai, trás ao leitor um conjunto de contos com enredo e base bem construídas.

No primeiro conto, a autora Ias Guinossi nos apresenta um conto onde a deusa grega do amor, Afrodite utiliza suas maçãs, vermelhas e seduzentes, afim de conquistar Ares o deus grego da guerra. Ela faz dele seu amante, traindo, desta maneira, seu marido Hefesto, o deus grego ferreiro dos vulcões.

Em seguida, os autores nos trazem várias histórias de amor, paixão, sensualidade e sexo: um casal de meninas que passaram a trabalhar juntas, um casal que trabalha e brinca com a arte de seduzir seus clientes, um professor com inteligencia extraordinária e uma aluna que precisa urgentemente de notas, uma garota de programa que topa tudo (inclusive um ménage à trois na calçada), um casal que após 25 anos vai se aventurar no parque do Ibirapuera junto a um casal de amantes e 4 amigos que se conhecem e se amam via whatsapp.

A narrativa dos autores seduz e leva os leitores a fazer amor com as palavras, com o enredo e com os personagens que, em uns poucos parágrafos, conquistam mais do que o coração com suas atitudes ousadas e sensuais.

site: http://pagsdaminhavidaliteraria.blogspot.com.br/2017/03/as-macas-de-afrodite-e-outros-contos.html
comentários(0)comente



3 encontrados | exibindo 1 a 3