O Mais Desejado dos Highlanders

O Mais Desejado dos Highlanders Maya Banks




Resenhas - O Mais Desejado dos Highlanders


126 encontrados | exibindo 1 a 16
1 | 2 | 3 | 4 | 5 | 6 | 7 |


Andrezadoll 09/06/2021

Amei
Que história! O que mais achei interessante foi o fato de que este volume 2 traz novas perspectivas com relação ao primeiro. Apesar de ter novos protagonistas, o enredo se completa de tal forma que realmente sentimos se tratar de uma continuação. Amei isto.

A história não é leve, fiquei tensa, às vezes triste ou decepcionada com algumas atitudes, e sempre preocupada hahhaha Gostei como o romance deles ocorreu de forma graduada, quase lenta (mas de modo que só me fez torcer muito pelo primeiro beijo).

Enfim, gostei do casal junto e também individualmente. A história é complicada e a temática é tensa, mas ainda assim foi uma leitura incrível.

(Ainda acho que a autora peca um pouco na descrição dos personagens masculinos, mas ok).
comentários(0)comente



Thaise 11/03/2021

BOWEN E GENEVIEVE = TÉDIO
“Quanto mais ela poderia aguentar? Seu rosto, seu corpo, sua alma tinham sido roubados dela. Nada mais era seu. Ela se tornou outra pessoa, Genevieve McInnis morrera, e em seu lugar uma mulher que Genevieve mal conhecia.”

Mil vezes o primeiro, na verdade nem sei como a autora escreveu um livro tão bom e no segundo fez isso :/
Genevieve é uma mulher que foi colocada em cativeiro por Ian McHugh a um ano atrás e foi dada como morta para o seu clã. Mas então sua liberdade chegou por meio do clã Montgomery, principalmente pela pessoa de Bowen.
Bowen está em uma missão: Invadir as terras de McHugh e matar Patrick, o seu lorde. Mas não acontece nada parecido.
Tenho que dizer que o livro é extremamente chato e tedioso, beirando o hilário de tantas cenas em que eles são colocados a prova (cenas dramáticas de confiança ou algo assim). Fiquei chateada quando Bowen se mostrou todo sentimental logo nas primeiras páginas, tornou o romance meio falso e sem motivo.
Genevieve é outra personagem chata, fica repetindo o quanto ela foi amaldiçoada, e machucada, e tentando se comparar a outras pessoas que sofreram também. Revirei os olhos tantas vezes que pensei que teria uma dor de cabeça enorme.
Enfim, capa feia (e coloca feia nisso), e estória chata e entediante
Deni Cruela 12/03/2021minha estante
Eu amei o primeiro ?


Thaise 12/03/2021minha estante
O primeiro realmente é perfeito, já o segundo.....


Deni Cruela 12/03/2021minha estante
Entendo, também fui com muita sede ao pote ??




Ana Carolina 13/04/2021

É um livro deveras emocionante que nos faz sofrer, refletir e suspirar. É impossível não nos sensibilizarmos com Genevive e por tudo o que passou após ser sequestrada por Ian McHugh. Quando Bowen adentra no clã MCHugh para o reestruturar, seu interesse sobre a vida da misteriosa Genevive é imediato, isto porque ela demonstra uma força incomum dentro de um ambiente austero. Com o desenrolar da estória vamos conhecendo todo o sofrimento pelo qual ela passou nos anos em que foi prisioneira e passamos a admirá-la pela sua coragem, força e generosidade. Os sentimentos entre Bowen e Genevive vão surgindo de forma gradativa. Ela se mostra resistente a qualquer tentativa de aproximação dele porque foi muito ferida, física e psicologicamente. Assim, na medida em que ela o conhece melhor, vendo-o como um homem de caráter, generoso e cuidadoso os muros para proteger seu coração vão sendo derrubados. É uma estória sobre superação, cura, recomeço e esperança. Infelizmente o terceiro livro da série não foi publicado no Brasil.

site: @livrosqueamaremosparasempre
comentários(0)comente



Dani 19/03/2020

Gostei bastante.
Esse "gênero" que a Maya Banks escreve (referente ao romances escoceses) são os meus preferidos. Esse foi mais um que entrou para a lista de lidos e espero que a continuação saia logo.
comentários(0)comente



spoiler visualizar
comentários(0)comente



Bárbara Allen - @trendbarbs 03/06/2021

Que livro ?
Queria ter lido mais devagar, porém é difícil parar. Me emocionei em diversos momentos da história. Genevieve é incrivelmente forte e maravilhosa! Que personagem ?
comentários(0)comente



gi.gesuele 26/05/2021

Acho que não posso chamar esse livro de "uma leitura gostosa" pois trata de assuntos bem pesados. Mesmo assim, apesar de ter lido muitas críticas ruins, eu gostei da história e fiquei apaixonada pelo casal principal. Entretanto, preciso dizer que gostei mais do primeiro livro.
comentários(0)comente



Aline.Petronilio 16/03/2020

Quase abandonei
Eu não sei se a tradução do livro que é ruim, ou se a escrita que realmente não é boa, mas eu não gostei também desse segundo livro. No começo tem vários erros de palavras e algumas frases ficam confusas. Os personagens parecem ser bobos, com problemas grandes e sérios, mas que não dá a devida atenção ao assunto. E às vezes uma coisa pequena, que seria resolvida com uma conversa, vira um problemão. Pensei em abandonar a leitura logo no começo, mas queria saber que fim ia dar isso, então fui até o final. Continuo não gostando da escrita e repetição de palavras. A história até melhorou um pouco na metade, mas mesmo assim não é um livro que entrará para os meus preferidos.
(PS: O livro fala sobre uma mulher que foi estuprada e abusada durante 1 ano; não fala detalhadamente as cenas, mas dá pra entender em vários momentos o que acontecia com ela. Então se for sensível com o assunto, é melhor não ler esse livro ) +18
comentários(0)comente



Mariana Eleutério 20/09/2020

Saiu um pouco do padrão
Vai eu inventar de ler 3 livros de romance Highlander juntos - dois da Maya e um da Julie... Mais perdida do que cego em tiroteio. Esse livro aqui, no entanto, considero o mais digno de algumas linhas: A premissa foge um pouquinho daquela de sempre (moça preciosa em um clã ser prometida em casamento a um clã diverso).
A história é de longe mais dolorosa também. Não que seja um livro pesado - não é, porém trata de assuntos um tanto sensíveis.
comentários(0)comente



Breh Lee 04/02/2020

Este livro tem vários momentos que fazem com que o leitor se apaixone pelos personagens presentes na trama. Repleto de magia e carisma, definitivamente a trajetória dos personagens são um dos pontos mais relevantes e incríveis da narrativa. Além disso, a própria ambientação nos faz querer conhecer o local da melhor forma possível, os cenários, a própria natureza contida na história e o senso de responsabilidade e lealdade que os personagens apresentam um pelo outro faz desse livro um excelente prato cheio para nós leitores que gostamos de um bom romance nas Terras Altas, algo que ainda não é tão publicado fervorosamente aqui no país. No Brasil ainda não foi lançado o último dessa trilogia e pelo tempo publicado não sei será, o que é uma pena, já que este livro é muito legal. Leitura muito boa!
comentários(0)comente



Gabi 15/05/2021

É bem rapidinho pra ler, um daqueles livros que tu não quer largar. Agora eu quero ler os outros dsa série (talvez porque a Eveline é um dos personagens mais fofos, e eu quero ver ela e o Grame).
comentários(0)comente



Cris Paiva 23/03/2018

Genevieve havia sido feita prisioneira por Ian McHugh, e quando o clã foi invadido pelos Montgomery e Armstrong no livro anterior, ela acabou dando uma mãozinha, o que acabou fazendo com que ela caísse nas graças de Bowen Montegomery, o que ao invés de ajudá-la, acabou tornando sua situação no clã McHugh ainda mais difícil.
Bowen não entende muito bem a situação de Genevieve, ele não conhece a verdadeira identidade dela e nem sua real situação no clã, onde ela é conhecida como a “prostituta de Ian McHugh” por ter sido sequestrada e estuprada por ele. Isso fez com que ela fosse odiava e maltratada por todos no clã, que a culpavam pela própria desgraça. Não bastasse a violência sexual, ela ainda teve o rosto destruído por ciúmes e maldade, o que piorou ainda mais a sua situação no clã.
O mocinho, Bowen, fica chocado ao ver a cicatriz e o tratamento que ela recebe do clã, que ele acredita ser o dela, e a protege, pois ela teve um papel importante na libertação de sua cunhada e ele se sente em dívida. Mas, parece que as coisas são um pouco diferentes do que ele pensa, e a verdade sobre a Genevieve não tarda muito a vir à tona, o que vai acabar mudando o rumo da história, e, sinceramente, eu não espera por isso e me surpreendeu um bocado.
Achei a história com um tema bem forte; estupro. Não é um tema fácil de tratar e ainda carrega muito estigma social ainda nos dias de hoje, imagine naquela época. Depois de ver a maneira como a mocinha foi tratada, mesmo tendo sido uma vítima, e comparando com a tratamento com que a vítimas dessa violência sofrem ainda nos dias de hoje, dá para perceber que a humanidade não evoluiu muito no modo de pensar desde a idade média.
A história foi ótima, e a autora já sinalizou o próximo casal; também uma mocinha com um “defeito” e um highlander tudibão!! Vamos aguardar o próximo, e espero que a editora dê uma caprichada na capa, porque o negócio tá feio!!
comentários(0)comente



Ana 11/02/2021

Acho que o livro deveria vir com aviso de conteúdo; a história de um dos protagonistas gira em torno de violência e abuso sexual - e dizer isso não é spoiler.
Na minha concepção, nesse livro não houve romantização nem nada do tipo (já ouvi dizer que isso acontece em outro livro da autora), mas obviamente a pessoa sofre muito com o trauma e frequentemente os acontecimentos são trazidos à tona, principalmente em forma de lembranças.
Dito isso, é um bom romance. Apesar de tratar de um assunto delicado, foi uma leitura fluída. Maya Banks tem uma narrativa bem descritiva, e os personagens tem o costume de ficar repetindo os mesmos pensamentos ao longo dos capítulos, mas em momento nenhum o livro fica entediante.
Os clãs Montgomery e Armstrong são uma ótima companhia para quem busca um romance que se passa nas terras escocesas do século XVIII e retrata a cultura de uma época tão rica historicamente.
comentários(0)comente



Thai Zavadzki (@meowbooksblog) 15/11/2020

Super envolvente.
NOTA: 4,5.

Genevieve McInnis foi raptada e dada como morta por sua família. Durante um ano foi feita de prisioneira, teve metade do seu rosto mutilado e foi estuprada milhares de vezes por Ian McHugh, filho do líder do clã de mesmo nome. Sua circunstância muda quando os clãs Armstrong e Montgomery invadem os McHughs para salvar Eveline (mocinha do livro anterior), dessa forma, ela conhece Bowan, quem começa a comandar aquele clã depois de tudo. Genevieve se surpreende com um homem gentil e bondoso, que aos poucos, acaba se apaixonando por ela e vice-versa.
Só por essa prévia do enredo, vocês podem imaginar o quanto a história é pesada. Pode ser gatilho para alguns, eu verdadeiramente fiquei com o coração pesado vendo tanta humilhação em cima da mocinha. Até as pessoas do clã odiavam ela inexplicavelmente, então esse lado é bem presente na trama e perturba.
Mas eu achei que a autora conseguiu levar tudo de forma muito boa, não desrespeitou nem diminuiu as problemáticas, como acontece no gênero às vezes.
Eu adorei esse livro, ele me envolveu demais, tanto que mesmo com as 400 páginas, eu o li em uma tarde só. Queria saber tudo que aconteceria com Genevieve e Bowen, dois personagens cativantes que aqueciam meu coração a cada interação.
Achei de muita delicadeza e cuidado a forma que a autora uniu eles. A princípio, a demora me pareceu chata, mas eu ainda não tinha noção de tudo que acometeu a mocinha, conforme o conhecimento se abrangia, já vi que essa lentidão foi acertada e até necessária.
Dito isso, vale dizer que o início não é dos mais instigantes, demorei umas 60 páginas para me ver realmente envolvida, porém depois que acontece, você não quer mais parar.
Vi algumas situações super parecidas com as do livro anterior, o que me deixou meio pensativa, porque pareceu falta de criatividade da autora, mas enfim, nada demais. A palavra ?moça? foi tão repetida que no final eu não aguentava mais lê-la. A editora podia ter usado sinônimos para não ficar tão cansativo. São os únicos defeitos que tenho a destacar.
Ademais, adorei os personagens
secundários e queria livros pra todos eles, um destaque especial pra Taliesan, maravilhosa.
Resumindo, livro incrível. Não chega a ser como o primeiro, mas chega perto.

Mais resenhas em: meowbookblog.com
comentários(0)comente



Meu Vício em Livros 27/01/2017

Maravilhoso!!!
Em comparação ao primeiro volume da série, nossa heroína sofre tanto, mas tanto, que é de partir o coração. Eveline também sofreu, é claro, mas Genevieve teve mais do que o poder de escolha roubado. Sua identidade, sua virtude, sua dignidade e seu amor próprio também foram arruinados pelo mesmo homem que pretendia fazer tudo isto com a protagonista de Seduzida por um guerreiro. O vilão no caso, é o mesmo para os dois livros.

A história começa logo após os eventos do primeiro livro, então é imprescindível que você leia na ordem para poder entender algumas cenas. Quando Bowen, seguido por seu irmão Teague e os irmãos de Eveline chegam ao castelo McHugh com a intenção de matar o pai de Ian e assumir o clã, dão de cara com Genevieve que mesmo sendo desprezada por todos do castelo, defende a segurança dos que vivem lá. Ela pertence ao clã McInnes e após ser sequestrada durante uma viagem quando estava prestes a se casar, sofreu por mais de um ano terríveis abusos na mão de Ian e de seus aliados, teve o rosto desfigurado por ele e não tem condições de voltar para casa, pois sua família acredita que ela esteja morta. Com a morte de Ian, tudo que ela mais quer agora é uma vida tranquila em uma abadia e tenta ter esperança de que os Montgomerys e Armstrongs, atualmente aliados, tenham piedade dela ao assumir o lugar.

LEIA COMPLETA NO LINK :http://www.meuvicioemlivros.com/2016/11/resenha-o-mais-desejado-dos.html

site: http://www.meuvicioemlivros.com/2016/11/resenha-o-mais-desejado-dos.html
comentários(0)comente



126 encontrados | exibindo 1 a 16
1 | 2 | 3 | 4 | 5 | 6 | 7 |


Utilizamos cookies e tecnologia para aprimorar sua experiência de navegação de acordo com a Política de Privacidade. ACEITAR