O Som do Amor

O Som do Amor Jojo Moyes




Resenhas - O som do amor


108 encontrados | exibindo 1 a 15
1 | 2 | 3 | 4 | 5 | 6 | 7 |


MiCandeloro 06/01/2017

Belo, mas perturbador!
Laura e Matt contavam os dias para que o Sr. Pottisworth morresse, não só porque Laura não aguentava mais cuidar daquele velho ranzinza, mas também porque ele prometera deixar em seu nome a Casa Espanhola, lugar onde ele morava e que era da sua família há gerações.

A casa estava caindo aos pedaços, pois fazia mais de 50 anos que não via uma reforma, mas não tinha problema, Laura e Matt eram pacientes e já tinham arquitetado tudo e sabiam exatamente o que fariam com o local depois que o moribundo falecesse.

Porém, as coisas não saíram como planejado. Pottisworth não honrou a sua palavra, e depois que partiu dessa para melhor, a Casa Espanhola foi parar nas mãos de sua sobrinha neta, para a fúria dos McCarthy.

Fazia menos de um ano que Isabel estava viúva. Ainda de luto, ela não tinha forças para cuidar dos filhos, nem de nenhum serviço doméstico. A única coisa que fazia era tocar o seu violino, um Guarnieri, presente do seu amado.

Mas ela não podia mais ignorar a pilha de contas que se acumulava, nem de sobrecarregar a filha de 15 anos com tarefas que não eram de sua responsabilidade.

Certo dia, ao receber a visita do advogado, descobriu estar falida. Seria necessário vender a residência na qual eles moravam e cortar todos os supérfluos para se sustentarem. Ainda bem que havia sido agraciada com uma herança recebida do irmão de sua mãe. Ao menos ela e as crianças teriam um teto.

Mas mal sabia ela o fardo que a Casa Espanhola trazia consigo. Marcas capazes de transformar todo um vilarejo.

Querem saber o que vai acontecer? Então leiam!

***

Desde que me tornei fã de Jojo, impus como meta ler todos os seus livros, portanto, assim que pude colocar as mãos em O som do amor, me joguei de cabeça, como faço em todas as leituras de Moyes, mas dessa vez, senti um estranhamento absurdo em relação à essa história.

Nesta obra ela trabalha a temática da obsessão, e coloca como objeto de desejo e de disputa entre todos os protagonistas a Casa Espanhola.

Me incomodou demais observar o quanto o ser humano é capaz de se corromper e de se dobrar para alcançar um objetivo, mesmo que ele precise fazer mal aos demais.

Além disso, é impressionante como as pessoas são aptas a atribuírem a sua felicidade a eventos futuros ou ainda inalcançáveis, ao invés de valorizarem o que têm.

Por mais que eu tenha amado ser teletransportada para o interior da Inglaterra, agraciada com vistas de tirar o fôlego e com a pasmaceira que é viver no meio do mato, senti nojo, raiva e indignação por tudo de ruim que aconteceu no texto.

Narrado em terceira pessoa, com capítulos intercalados entre o ponto de vista de todos os personagens, conhecemos melhor a respeito daqueles que tiveram a sua vida afetada pela Casa Espanhola.

Matt é um dos personagens mais desprezíveis escritos pela Jojo. Após perder a casa, ele oferece à Isabel ajuda para reformá-la, com o simples intuito de fazer a viúva gastar todas as suas economias para depois ser obrigada a vender a propriedade como uma forma de se reerguer. O pior, todos no vilarejo desconfiam dos planos de Matt e não fazem nada. Eu odiei Matt com todas as minhas forças e queria que a autora tivesse matado ele e fiquei furiosa com o final que ele teve.

Matt é o retrato grotesco de todos os gananciosos, corruptos e despudoráveis que vivem na sociedade, e tenho certeza de que a minha repulsa se deve ao fato de Jojo tê-lo escrito tão bem. Por isso não posso deixar seus méritos de lado.

Mas se não fosse por Matt, tenho certeza de que teria adorado a trama, afinal, também presenciamos lindos desabrochares, amadurecimentos e amor ao próximo.

Isso ficou nítido no crescimento de Isabel, que deixou de ser uma mãe relapsa e negligente e assumiu seu papel de cuidadora e lutou pela felicidade de sua família; em Byron, que se doou a completos estranhos, ao dar atenção a Thierry e ao ensinar Isabel a sobreviver de suas terras; e nos Primos, que ofereceram seus ombros, ouvidos, mantimentos e um chá quente para quando os problemas surgiam.

Com um desfecho angustiante e de tirar o fôlego, O som do amor nos mostrou que casas são apenas amontoados de materiais de construção, e que aquilo que realmente importa são os amigos e a família que levamos no coração.

site: http://www.recantodami.com
comentários(0)comente



davidhennrique 29/05/2020

Meu 8° livro lido da autora.

O Sr. Samuel Pottisworth é um idoso que vive numa mansão muito mal cuidada, porém mesmo assim sua mansão não perde o seu brilho e nem o seu valor.
A "Casa Espanhola" como é conhecida, fica no condado de Norfolk, no interior da Inglaterra, em uma região belíssima.

Laura McCarthy cuida do Sr. Pottisworth há anos, mas não pense que ela é um ser altruísta ou que pretende ajudar sem nada em troca.

O que acontece é que Laura e o seu marido, o Sr. Matt McCarthy possuem um plano de conseguir a casa assim que Samuel morrer, sempre tentando convercer o idoso a lhe deixar a mansão como herança.

Por fim chega o dia em que o Sr. Samuel se vai deste mundo e o que o casal não contava é que ele tinha uma herdeira.

Isabel Delancey, vai herdar a "Casa Espanhola" num momento muito dificil de sua vida.
Há quase um ano ela perdeu o marido que era a sua âncora, seu amor e além de tudo o administrador da sua vida.
Ele a deixou com muitas dívidas.

Ao receber a herança ela vê a oportunidade que esperava para recomeçar a sua vida, algo que não vai ser tão fácil assim pois ela tem outros problemas:
Kitty, sua filha mais velha, além de ser adolescente está odiando ter que se mudar de Londres e deixar seus amigos, a sua babá que é mais proxima que a sua mãe. E pra piorar ela detesta ter deixado a sua casa que tinha todo o conforto do mundo pra morar numa casa que está caindo aos pedaços.
Thierry, o filho caçula, está tão traumatizado com a perda do pai, que há uma ano não diz uma palavra e vive infeliz.

Isabel além de ter todos esses problemas vai ter que lhe dar com o casal McCarthy, que farão de tudo para que ela desista da casa e venda a propriedade para eles.

Isabel apesar de viver a dor do luto, ela pode se reerguer e viver um dia de cada vez, não desconsiderando a dor que passou, mas olhando em volta e para tudo mais que lhe cerca, ela têm motivos pra lutar.

Isabel também encontra forças para superar seus problemas através da música com seu violino ela une dor e superação através da música.

Aqui temos a junção de literatura e música.... Amoo.

site: https://www.instagram.com/p/B_gDBw5HKGM/
comentários(0)comente



Fabi 24/02/2020

História maravilhosa com personagens que nos fazem querer saber suas próximas escolhas
comentários(0)comente



Sarinha 25/05/2020

Arrastado
Começou interessante, ficou enrolado pelo meio, no fim que poderia ter sido mais explicado, ficou parecendo que teria mais alguma coisa!
Juliana Moraes - @espiritoliterario 25/05/2020minha estante
Os livros da Jojo é arrastado mesmo!




Sil 16/02/2020

Peguei esse livo pra ler sem muita expectativa por que vi comentários negativos sobre ele mas... Amei!!
comentários(0)comente



Le Pacheco - amante dos livros 06/04/2020

Mais um livro da Jojo Moyes que eu leio...
Confesso que cada livro que leio eu gosto ainda mais...
Ela tem uma forma leve e gostosa de escrever...
Te envolve na história de uma maneira suave... te fazendo não querer largar mais a leitura...
E isso não foi diferente quando li esse livro...
Mais uma vez gostei muito e posso dizer que o final é surpreendente!
comentários(0)comente



Luiza 30/01/2020

Vale a pena ler
Jojo Moyes tem um dom para aquecer nossos corações com seus livros.

Desde ?Como eu era antes de você?, até os mais atuais, ela cria personagens carismáticos e com uma história de vida que nos deixa sempre com vontade de ler mais e saber o que vai acontecer.

?O som do amor? é um livro leve, cativante e fluido, onde nos é apresentado o casal McCarthy e a violinista Isabel, com seus dois filhos.

Desde o começo, ficamos cativados com os personagens, torcendo por eles e querendo saber como vai acabar.
comentários(0)comente



Bea 12/04/2020

Não sou fã de romance, mas arrisquei
esse foi o primeiro livro da Jojo Moyes que eu li, e espero ter sido o último. A história em si é bem emocionante, com muitos problemas ao longo da jornada de Isabel para a nova vida dela. Muito surpreendente, de fato, não é genérico, imprevisível, e tem um final que ninguém espera. Fiquei meio confusa na metade do livro e demorei para terminar. A história tem muito drama e eu recomendo para quem gosta desse tipo de leitura, mas não é algo que eu queira ler de novo.
comentários(0)comente



Aninha 08/06/2020

Péssimo
Horrível, não indico, perda de tempo. Muito drama, muita tristeza, muita desonestidade, tudo dá errado para a protagonista; a historia se arrasta e tem uma narrativa cansativa. Não recomendo. Jojo me deixou desapontada com esse livro
comentários(0)comente



Vivi 23/04/2020

História boa, porém esperava mais.
Não gostei muito do final de Laura. Acho que ela merecia um amor real, e não ter ficado com o péssimo marido, apesar que ela foi muito bondosa em ter feito isso depois de tudo o que ele lhe fez.
comentários(0)comente



Yasmin.Vieira 19/02/2020

Comecei a ler esse livro com uma grande expectativa, mas ela não foi atingida. Cheguei a abandonar a leitura algumas vezes, mas finalmente terminei de ler. A emoção só chega no final, poderia ser melhor.
comentários(0)comente



Rebeca 23/11/2016

É bom, mas esperava mais!
Comparando com os outros livros da Jojo, esse me decepcionou um pouco. Uma história legal, mas cansativa. Dessa vez, não me senti tão envolvida pelos personagens, o que me enrolar a leitura e levar bastante tempo para terminar.
Giovanarudolph 04/01/2017minha estante
Concordo contigo! estou demorando muito pra terminar porque simplesmente é cansativo. Parece um filme adolescente em que os personagens ficam se traindo e pulando de cama em cama. O matt ganhou o prêmio de personagem mais insuportável para mim haha


thaisrochav 25/04/2017minha estante
Concordo com vc. Não demorei muito tempo, mas fiquei esperando muito mais durante toda a história.




Natália Fantinel 04/07/2018

Previsível
O livro é fraco! Conta uma história de amor em meio a problemas e relacoes cotidianas como adulterio, falência financeira, amizade, amor, paixão e etc. A história não prende a leitura, é tudo tão previsível que antes da metade do livro já entendemos qual vai ser o final! O cenário naoida nunca, sempre os fatos ocorrem no meemo local e não há nenhum acontecimento impactante durante toda a história!
comentários(0)comente



Meu Espaço Geek 11/06/2020

Dia de Leitura - O Som do Amor
Olá geeks!

Vamos de leitura hoje?

Sim, estou passando por uma fase Jojo na vida, não julguem... rs



Título Original: Night Music

Autor: Jojo Moyes

Páginas: 304

Onde comprar: Amazon.com.br

♥ ♥ ♥

Sinopse: Matt e Laura McCarthy são obcecados pela ideia de herdar a Casa Espanhola — uma construção malcuidada e quase em ruínas no condado de Norfolk, interior da Inglaterra, que tem um valor simbólico para os moradores locais. Para atingir esse objetivo, Laura, a mando do marido, faz todas as vontades do velho Sr. Pottisworth, o proprietário. Entretanto, como o homem nunca deixou nada por escrito, quem acaba por herdar a casa é uma parente distante, Isabel Delancey. Primeiro violino na Orquestra Sinfônica Municipal, em Londres, Isabel tinha uma vida tranquila com seus dois filhos e o marido, mas tudo virou de cabeça para baixo quando ele morreu em um acidente de carro e deixou uma grande dívida. Sua única oportunidade de recomeço é fincar moradia na Casa Espanhola - algo que o casal McCarthy vai tentar impedir a qualquer custo. O Som do amor é um romance sobre obsessão, manipulação, segredos e paixões. Por meio de personagens carismáticos e capazes de tudo para realizar seus objetivos, Jojo Moyes mantém seu estilo inconfundível em uma brilhante história de recomeços.

Para ser sincera, o início foi bem arrastado e eu demorei um pouco para pegar o ritmo.

Isabel, tem uma história complicada, que vamos descobrindo ao longo do livro, e aparentemente ela é uma mulher frágil e com pouca imposição, o que irrita a sua filha Kitty, em contra partida o outro filho da musicista Thierry é um menino fechado em seus pensamentos.


Depois que passa a monotonia do início, você se vê em um programa de reforma da Discovery (inclua aqui o seu programa favorito) e vemos a vida financeira de Isabel ir pelo ralo e obras intermináveis.

A situação piora tanto que Isabel precisa se desfazer de seu bem mais precioso, levando os filhos a verem que tem momentos que também são tão egoístas quanto a mãe.

Com um plot twist bem próximo ao final, Jojo conseguiu me surpreender e salvar o livro.

O livro recebe três estrelas, porque demorei muito para pegar no ritmo e Isabel não é tão carismática quanto a Lou, e talvez por ter lido dois livros da autora seguida isso tenha atrapalhado.

E você, já leu esse livro da Jojo? O que achou? Me conta nos comentários.

site: https://meuespacogeek.wixsite.com/meuespacogeek/post/dia-de-leitura-o-som-do-amor
comentários(0)comente



Zana 10/01/2017

É um dragão que já nos devorou a todos: essas casas obscenas e escamosas, essa luta insaciável e esse desejo de possuir, de possuir sempre e apesar de tudo, essa necessidade de ser proprietário, para não ser propriedade.
D.H. Lawrence

A citação acima ilustra o início do livro e representa o cerne da trama que rege O SOM DO AMOR. Inveja, cobiça, perfídia , infidelidade , superação, crescimento pessoal, amizade e amor pululam por entre os personagens em torno de um ícone representado por uma casa. A ‘Casa Espanhola’, é objeto de desejo obsessivo por parte de determinados personagens e envolve todo o contexto do livro.

Matt e Laura McCarthy cuidavam do proprietário da ‘Casa Espanhola’, na esperança de um dia herdar a casa quando ocasião do seu falecimento.

Samuel Frederick Pottisworth, um idoso esperto e ardiloso tinha plena consciência de que os cuidados recebidos guardavam segundas intensões.

Byron Firth trabalhava unicamente para os envolvidos por falta de opção de trabalho devido sua condição de ex-presidiário.

Isabel, uma musicista excêntrica tinha na música o centro do seu mundo. Ela sempre foi poupada pelo marido Laurent das praticidades da vida e em ter que lidar com os filhos. Quando ele morre subitamente num acidente de carro ela descobre segredos insuspeitos, se vê imersa em dívidas tendo que lidar com a criação dos filhos, as questões domésticas e financeiras. Para seu desespero a única solução era se desfazer do seu valioso violino Guarneri, mas inesperadamente uma nova opção lhe favorece quando herda uma casa de um parente distante. O preço a pagar estava em afastar a si e aos filhos do mundo até então conhecido em troca de novo recomeço numa cidadezinha distante. O que ela não sabia é que há muito tempo 'A Casa Espanhola’ era objeto de cobiça por parte de alguns que utilizariam de todos os meios para obtê-la.

Aqui temos mais uma trama envolvente e muito bem amarrada por Jojo Moyes que você não pode deixar de ler!
comentários(0)comente



108 encontrados | exibindo 1 a 15
1 | 2 | 3 | 4 | 5 | 6 | 7 |