O Maior Espetáculo da Terra

O Maior Espetáculo da Terra Richard Dawkins




Resenhas - O Maior Espetáculo da Terra


14 encontrados | exibindo 1 a 14


Kaique.Nunes 25/03/2019

Em O Maior Espetáculo da Terra, o biólogo Richard Dawkins se dedica a seu último livro a demonstrar o poder explicativo das ideias evolucionistas, centralizando em suas evidencias. Percorrendo várias áreas para isso, como a embriologia, genética, anatomia, paleontologia, antropologia, arqueologia (ou a chamada paleoantropologia), os métodos de datação e biogeografia.

O autor descreve um belo experimento mental para demonstrar o primo de um coelho para um leopardo. Imagine uma cadeia de gerações de coelhos, filha-mãe-avó, remontando ao tempo evolutivo. As criaturas tornam-se cada vez menos parecidas com coelhos até chegar às primeiras espécies de mamíferos, das quais tanto coelhos como leopardos evoluíram. Agora faça uma curva fechada e siga as gerações à frente no tempo abaixo da linhagem que leva aos leopardos. O tronco e os ramos desapareceram há muito tempo, mas todas as espécies vivas são os galhos de uma única árvore.

Dawkins é extremamente insatisfeito com a palavra “teoria” para se referir a evolução, porque conota a ideia de hipótese, e em sua visão é um conceito tão à prova de balas quanto um teorema matemático, embora não possa ser provado por provas lógicas rigorosas. Para ele, a visão da vida pelo prisma da evolução guiada pela seleção natural é grandiosa, sublime, e ele não mede esforços para levar o leitor a compartilhar seu arrebatamento.


site: https://www.instagram.com/kaiquekhan/
comentários(0)comente



allan.tancredo 26/03/2017

Realmente um espetáculo
Li este livro por acaso, por que fiz uma seleção aleatória de livros no meu calibre, ele me impressionou pela natureza dos detalhes, aquelas coisas que não enxergamos ou que categoricamente nos engamos quando se fala em Evolução de Espécies e Seleção Natural.
Para alguns, pode tornar-se cansativos, pois Dawinks se prende aos detalhes e gosta de explicar bastante, recomendo muito para os entusiastas das ciências naturais e para aqueles que querem saber um pouco mais sobre as evidências da evolução.
comentários(0)comente



Alexandre.Ramos 14/10/2015

As Evidências da Evolução
Richard Dawkins, reflete sobre os métodos científicos que "comprovam" (entre aspas pois nenhuma teoria pode ser provado com 100% de certeza) a teoria da evolução por seleção natural, nisso ele passa por embriologia, genética, paleontologia, antropologia, arqueologia (ou a chamada paleoantropologia), os métodos de datação, biogeografia, e até reflexões sobre o próprio método científico, como a definição de teoria (que não é a comumente usada pelo senso comum), nesses aspectos é muito didático, mas outro ponto importante, que foi o próprio motivo para Dawkins escrever o livro, são, os que ele chama, negadores da história, no mundo há uma grande porcentagem de pessoas que crê que a natureza foi criada exatamente como está hoje, e que não tem mais de 10 mil anos,e o pior, usam suas crenças para dificultar o ensino da evolução e outras áreas da ciência. Nisso ele não nega esforços para esclarecer alguns fatos que são alvo de várias falácias, mas não se estendendo muito nisso, mantendo o teor didático.
comentários(0)comente



Rafael 29/05/2015

Repetaculá!
Eu particularmente sou fã do Dawnkins, suspeito demais para fazer resenha. O livro em si é ótimo, cheio de ilustrações nas páginas amarelas e ilustrações maravilhosas em páginas coloridas. O conteúdo do livro não é menos empolgante. Dawkins inspira qualquer um que leia seu livro, pois ele aborda prática e unicamente a evolução que é de fato o fenômeno mais incrível que acontece nesse planeta. O Maior Espetáculo da Terra. Logicamente ele não consegue escrever um livro sem dar uma alfinetada em mitos da criação. Mostrando que as evidências apontam todos na direção de um parentesco entre TODOS os seres vivos nesse planeta.
Dawkins se coloca na posição de um detetive que chega na cena de um crime e tem que colher as evidências que lá estão. Ao final de tudo, é impossível não se render às maravilhas da evolução, que é tão espiritual e sublime quanto qualquer culto ou missa, pelo simples fato de ser REAL!

P.S.: Alguns assuntos são complicados (e tem que ser). No exemplo desse livro, o capítulo sobre embriologia é loucura pura. Para um estudante de engenharia é quase um labirinto. No Gene Egoísta o capítulo sobre Reprodução me exigiu uma boa dose de concentração.
O melhor livro do Dawkins que eu já li! Leitura obrigatória!
comentários(0)comente



llucianin 28/02/2014

Richard é hoje o melhor divulgador de ciências! explica de forma simples e bilhante, recomendo para todos.
comentários(0)comente



Gustavo 31/01/2013

Desarma qualquer criacionista
Richard Dawkins nos coloca na posição de detetives que chegam à cena do crime depois que tudo já aconteceu, assim várias evidências do evolucionismo vão sendo apresentadas de uma maneira muito esclarecedora e exemplificada. A evolução se torna mais que um fato(se ela já não fosse pra quem estivesse lendo), para ser também, "O maior espetáculo da terra".
comentários(0)comente



Luiz Bento 16/04/2012

Resenha - Discutindo Ecologia
Para quem nunca leu um livro de divulgação científica de Richard Dawkins e apenas conhece este biólogo queniano (sim, ele nasceu no Quênia) pelas críticas fervorosas ao seu livro mais midiático intitulado “Deus, um delírio” (Companhia das letras, 2007) e pelo seu famoso bom humor, uma recomendação: Comece sua trilha através do seu último livro “O maior espetáculo da Terra” (Companhia das letras, 2009). Neste livro, toda a destreza de um dos maiores divulgadores de ciência de todos os tempos é demonstrada, através de uma argumentação simples, direta e convincente. Considero esta mais recente empreitada de Dawkins como uma aula por escrito, onde o leitor/aluno sente-se preso ao escritor o tempo todo, até o último parágrafo, como em toda boa aula.

Continue a ler no meu blog:
http://scienceblogs.com.br/discutindoecologia/2010/01/resenha_richard_dawkins_-_o_ma/
comentários(0)comente



Luca Coelho 28/02/2012

Excelente!!! Leitura obrigatória para quem tem interesse em ciências e mais especificamente em como a vida evoluiu!!!
comentários(0)comente



Paulo Silas 18/11/2011

Richard Dawkins, sem dúvidas, é um brilhante escritor - explanando o assunto de forma excelente, repleto de analogias, segurança e muito bom humor, sem faltar o toque de sarcasmo! xD

Fascinante! Muito bom! Perfeito!
Recomendo a leitura a toda e qualquer pessoa!!!
comentários(0)comente



Luis Olliveira 07/07/2011

O Maior Espetáculo da Terra MESMO!!
A Evolução não é um fato. São milhões e milhões fatos. Essa frase ganha mais sentido assim que se termina de ler esse livro. Expondo com clareza os detalhes desse processo simples em seu conceito, mas extremamente complexo em sua execução, essa obra de Richard Dawkins torna impossível chegar ao fim e não admirar ainda mais cada ser vivo deste planeta agora que conhecemos boa parte do caminho percorrido para que elas chegassem onde estão (incluindo nós mesmos), já que essa escalada é muito mais fascinante e verdadeira do seria que se tivéssemos sido simplesmente colocados aqui.

Esse, diga-se de passagem, não é um livro anti-religião ou anti-deus, o leitor pode chegar ao fim dele achando que algum ser supremo deu início ao processo ou até que de algum modo o manipulou durante todo esse tempo, o que eles de fato adoram fazer. Mas ele é sim um ataque a idéia do Design Inteligente, essa tentativa patética de dar roupagem científica ao criacionismo bíblico. A obra também é uma arma contra aqueles que na tentativa de negar a evolução para acomodar suas crenças, distorcem sem piedade os fatos sobre a teoria.

Um dos maiores méritos do livro é acabar com certos mal-entendidos a respeito da teoria. Por exemplo, ao explicar a seleção sexual Dawkins usa o exemplo dos pavões e não pude deixar de lembrar que muitas vezes, seja na própria sala de aula ou em reportagens na TV, eu ouvia coisas como Os pavões têm penugem bonita para atrair as fêmeas, meio que comparando as cores do pavão com o hábito de alguma pessoa de ir à pra academia ou coisa do gênero quando na verdade é justamente o contrário. Uma frase mais correta seria Os pavões têm penugem bonita pelo fato das fêmeas os selecionarem (deliberadamente ou não), permitindo que esses genes sejam passados adiante e se perpetuem. Uma diferença até sutil, mas importantíssima. E essa sensação de esclarecimento é uma constante em todo o livro, quase sempre de maneira simples e de fácil entendimento.

Sim, quase sempre, pois afinal estamos falando de complexos conceitos científicos e por mais que Dawkins seja hábil em simplificá-los para o leitor, não é possível fazer isso sempre. Os capítulos quatro (Relógios) e oito (Você fez isso em nove meses) foram particularmente difíceis pra mim. No primeiro, aprendemos sobre os diferentes tipos de datação através dos quais cientistas descobrem a idade de árvores, fósseis e outros minerais, enquanto o segundo nos ensina um pouco sobre embriologia. São capítulos que exigem uma boa base em química, física e, claro, em biologia, caso contrário a leitura pode se tornar incompreensível.

Acabando com o mito de que a Evolução é um processo que não pode ser observado pelos humanos, somos apresentados a diversos experimentos que mostram a evolução ocorrendo em tempo real, como aquele envolvendo lebistes. E ainda abre espaço para divertidas alfinetadas em criacionistas e assim (numa das passagens mais divertidas do livro) conta sobre como Andrew Schlafly, um advogado e criacionista que exige que Richard Lenski, responsável por um desses experimentos, lhe enviasse os dados originais talvez insinuando que duvidasse do resultado, recebendo deste a resposta de que mandaria os dados, para qualquer pessoa que atendesse às qualificações para manusear esse tipo de material e listou essas qualificações em seguida. Nem preciso dizer que o tal advogado não possuía qualquer uma delas.

Claro que nem tudo é perfeito e às vezes Dawkins parece cair no mesmo problema que mais tarde vem a criticar, que é o de personificar alguns seres em certas passagens, dando a idéia de que certas ações são intencionais, o que se torna especialmente incômodo quando ele explica como funciona a polinização de flores por insetos. Mas isso, creio, tenha sido uma tentativa de tornar a leitura mais agradável e interessante, então estou disposto a relevar esse pequeno deslize.

Evidenciando como os mais diversos campos da ciência se complementam para nos ajudar a entender o mundo, por exemplo, ao mostrar que a Tectônica de Placas casa perfeitamente com a Evolução para explicar toda a diversidade da fauna e flora do planeta, O Maior Espetáculo na Terra faz aquilo que qualquer livro sobre ciências deveria fazer, nos apresenta a um mundo dentro do mundo que vemos a olho-nu, e esse consegue ser mais fascinante que qualquer conto de fadas, religioso ou não, poderia ser e com a insuperável vantagem de ser verdadeiro.
comentários(0)comente



Igor Nascz 01/06/2011

Resenha O maior espetaculo da Terra
Dawkins é conhecido por suas criticas a religião, por ser ironico e sarcástico, quem leu seu livro de mais sucesso na midia "Deus, um delírio" sabe disso.

O Maior espetáculo da Terra é simplismente fascinante, uma verdadeira aula de evolução. Dawkins explica a evolução nos minimos detalhes, a seleção artificial, natural, da deriva dos continentes e a separação das espécies, e vai longe, fundamenta princípios da formação dos seres vivos na físico-química e o comportamento da matéria, estudo dos fosséis atraves do carbono 14. Dawkins apresentam também os argumentos da biologia molecular. É muito bom saber que a biologia tem um grande nome como o de Richard Dawkins. O maior espetaculo da terra é uma leitura interessante para todos os públicos!
comentários(0)comente



Marct 29/01/2011

Um gol de placa
Estava faltando um livro de Richard Dawkinscom uma linguagem mais simples. A linguagem é simples mas o autor não deixa que o conteúdo seja comprometido nesse livro que desvenda de forma lúcida e científica a questão da evolução. Uma péssima notícia para os criacionistas.
comentários(0)comente



danielgdo 13/01/2011

Sensacional abordagem da Evolução, ótima compilação dos fatos que comprovam a Seleção Natural e a evolução das espécies. Dawkins combate os criacionistas contra argumentando-os, falando sobre as evidências evolucionárias, fósseis, embriologia, datação do tempo de uma forma bem simples e completa. Os criacionistas deveriam ler e parar de falar asneiras.
comentários(0)comente



Shaftiel 26/01/2010

Excelente, mais uma vez.
A evolução é um espetáculo. Não é perfeita, não é sistemática, não é ciumenta. Ela é a existência nua e crua das mudanças na natureza. Ela é a prova de que ninguém nesse mundo é um ponto fundamental de importância, mas sim parte de um sistema bonito. E isso Dawkins demonstra mais uma vez nesse livro.



"O Maior Espetáculo da Terra" serve para mostrar ao público leigo essa beleza das evidências que temos da evolução. Mostra as pesquisas que foram feitas e demosntra as provas. Algumas vezes Dawkins perde tempo em discussões inúteis com os criacionistas ou então com citações de seus livros, mas isso não tira o valor dessa obra.



aqui se mostra que a evolução existe, que o mundo não tem dez mil anos ou outras coisas ridículas. Não confunda, no entanto, esse livro com "Deus um delírio" (outra excelente obra), pois apesar de algumas citações, "O Maior Espetáculo da Terra" não foi feito para contestar a existência divina, mas sim a velha história do Jardim do Éden e de que tudo foi criado como existe hoje.



As pessoas adoram criticar Dawkins, principalmente os criacionistas. O maior título que os criacionistas dão a ele é fundamentalista. Eu adoro que lhe deem esse título, afinal, é bom ter pelo menos um fundamentalista para ver o que qualquer pessoa sente quando se está diante de um dos fanáticos da Criação. Pelo menos Dawkins está escrevendo a partir de fatos e não por causa de serpentes falantes e deuses ciumentos.



Eu recomendo esse livro, quer você creia quer não creia. Pense no que é interpretação, no que filosofia, no que é história e no que é ciência. Afinal, se simplesmente deixar de acreditar na historinha da serpente falante, rios se abrindo ou num mundo de dez mil anos torna uma pessoa pior do que as outras, infiel ou pecadora, não vale a pena seguir uma religião assim.
comentários(0)comente



14 encontrados | exibindo 1 a 14