O Par Perfeito

O Par Perfeito Nora Roberts




Resenhas - O Par Petfeito


69 encontrados | exibindo 1 a 15
1 | 2 | 3 | 4 | 5


spoiler visualizar
comentários(0)comente



Déa Moury 12/11/2016

Literalmente perfeito!
Nora Roberts fecha com chave de ouro a trilogia da Pousada, com uma história leve e envolvente. Impossível não se apaixonar por esse livro.
comentários(0)comente



Tamara 07/11/2016

No meio literário, novembro era o mês que eu mais estava esperando, justamente por que eu sabia que seria o mês da chegada desse livro, e assim que o recebi foi com muita felicidade e ao mesmo tempo um pouco de tristeza e nostalgia que iniciei o primeiro capítulo, pois queria descobrir a história de Hope e de Ryder mas também sabia que esse é o livro que fecha a trilogia e consequentemente não poderei ler mais sobre esses personagens que me cativaram tanto ao longo desse ano.
Aqui, mais uma vez encontramos uma história extremamente bem construída, com personagens muito cativantes e enquanto nos livros anteriores acompanhamos a construção e organização da pousada, aqui a encontramos em pleno funcionamento, o que foi maravilhoso e me deixou cheia de vontade de me hospedar lá. Além disso, a ambientação é sempre extraordinária e gosto muito do sentimento de construção e família que temos nesse livro, construção devido aos irmãos trabalharem sempre com novos empreendimentos e estarem contribuindo para o crescimento da pequena cidade de Boonsboro, e também pelo sentimento de união da família, os almoços conjuntos e as reuniões tornam o livro muito confortável. Também me cativou a forma como o romance se desenvolveu nesse livro, e achei muito realista e com um tempo certo, sem que tudo acontecesse rápido ou devagar demais. E há também o ponto que vem me fascinando desde o princípio da trilogia, a fantasma que marca presença na pousada, cuja história a família vem tentando descobrir aos poucos. Apesar de ser uma história secundária, ela me chamou muita atenção e me encantou o modo como tudo se resolveu e como descobrimos aos poucos essa trama envolvente, e o modo como somos levados até a época da guerra civil americana, no século XIX.
Porém, como eu sempre menciono, os livros de Nora não são tramas extraordinárias, e isso não foi para mim, mas para alguns leitores pode ser considerado o ponto negativo da obra. A autora constrói o livro com elementos básicos e com muito romance, mas o modo como essa construção é feita que acaba cativando o leitor. Costumo, particularmente, comparar os livros da autora a moletons confortáveis, pois não são o que mais chamam atenção, porém mesmo assim são deliciosos e adoramos.
Os personagens são todos fascinantes e por mim teríamos mais uns dez livros contando as suas histórias. Os protagonistas, Hope E Ryder são pessoas com ótimos princípios e aquele tipo de personagens dos quais desejamos ser amigos íntimos. Ryder me cativou especialmente por seu jeito durão e pouco falante, e ele certamente é o personagem pelo qual cada leitora se apaixona um pouquinho. Os personagens secundários são muito bem construídos e com personalidades ímpares e bem destacadas, e os que mais me chamaram atenção foram Justine, a mãe dos três irmãos, Carolee, sua irmã, Willy B, o pai de Avery, dentre vários outros.
O livro foi dividido em vinte capítulos e temos ao final um epílogo. Particularmente eu fiquei desejando que esse epílogo tivesse terminado de outra forma, gostaria que ele tivesse mostrado a vida dos personagens depois de bastante tempo. Além disso realizei a leitura em ebook e não encontrei erros.
Recomendo para os fãs de Nora Roberts, e também para aqueles que ainda não conhecem nada da autora, é uma trilogia perfeita para começar a conhecê-la, e desde já fico ansiosa no aguardo da próxima trilogia que a editora Arqueiro lançará de Nora Roberts.


site: Resenha postada originalmente em: http://lovereadmybooks.blogspot.com.br/2016/11/resenha-o-par-perfeito.html
comentários(0)comente



Pretenses 23/11/2016

Resenha ♣ O Par Perfeito
Olá,
Finalmente saiu o último livro da trilogia A Pousada e vou falar sobre o livro O Par Perfeito... Geeeeeeeeeeente... Estou apaixonada!!!!!!!!!!! Mais uma vez a nossa Diva arrasa e nos escreve um livro com um final perfeito para a história tão linda desta família que começou com Beckett e termina agora com o Ryder.
.
.
.
Quer saber mais? Leia no blog Pretenses!

site: https://blogpretenses.blogspot.com.br/2016/11/resenha-o-par-perfeito.html
comentários(0)comente



Rita 13/02/2020

Adoro Nora Roberts
Sempre compro livros quando eu vejo que a Nora Roberts escreveu. Tinha os livros 1 e 2 dessa trilogia, e comprei o 3 em uma promoção. Confesso que esse livro passou uns meses pegando poeira na minha cabeceira. Mas peguei ele para ler de novo e agora foi. É lindo. Fecha bem a trilogia desses 3 irmãos maravilhosos.
comentários(0)comente



Rose 26/12/2016

Hope Beaumont está em casa trabalhando como gerente na Pousada Boonsboro. Há quase um ano, mudou radicalmente sua vida, quando deixou para trás todo o glamour da cidade grande. Ao lado de suas duas melhores amigas, Clare e Avery, sua felicidade só não está completa por dois detalhes: sua vida amorosa, que é inexistente e por Ryder Montgomery...
Desde sua chegada até a pousada, Ryder foi frio e até mesmo grosseiro com ela. Mas era inegável o charme que ele exalava apesar de seu grande mau humor.
Ryder é a alegria da mulherada. Namorador, não tem relacionamentos longos ou muito sério, mas isso não impede que as mulheres permaneçam suas amigas. O que não parece acontecer com Hope, que nem mesmo pode ser considerada uma amiga...
Com as obras correndo à mil, e tendo que se desdobrar em três, seu humor não anda dos melhores, ainda mais quando a miss perfeição desfila por sua volta todo o seu glamour.
Com personalidades bem diferentes, ambos preferem manter distância um do outro, mas a família já percebeu que por baixo desta implicância existe algo mais. E de um jeito bem irônico, eles acreditam que Hope e Ryder foram feitos um para o outro. Resta agora eles perceberem isso...
Mas nenhum dos dois está querendo algo sério, apenas algumas noites mais quentes... Em comum acordo ambos dão uma trégua nas implicâncias e começam uma amizade colorida. Isso possibilita que eles se conheçam melhor, conversem mais...
Enquanto isso, Avery se prepara para a inauguração de seu novo restaurante e bar, além de iniciar a nova etapa de sua vida. Já Clare e o fofo do Beckett estão muito felizes com o aumento da família.
Todos ainda precisam resolver a situação de Lizzy, a fantasma que mora na Pousada. Apesar dos esforços, eles não conseguiram descobrir quem é Billy, e o que aconteceu com ele. E é Lizzy que dá os primeiros e significativos empurrões para que Hope e Ryder se entendam melhor e descubram a verdade sobre Billy.
Mas a visita do ex-namorado de Hope, acompanhado de uma proposta pra lá de indecente pode colocar estes dois cabeças duras em lados opostos. Sem contar que a esposa dele deixou muito claro que vai lutar por ele. Será que eles terão o discernimento para sentarem e conversarem? E o que vai acontecer com Lizzy? Eles descobrirão todos os mistérios envolvendo esta adorável e geniosa fantasma?
A trilogia terminou muito bem, fechando odas as perguntas. É ótimo acompanhar a relação de amizade entre as gurias e o amor entre os irmãos. Aliás, os diálogos e provocações entre eles rendem boas risadas. Nora retrata muito bem e de forma real a relação fraterna. Também gostei do casal da vez, e da forma como encararam a relação deles, sem pressões e cobranças e conscientes de suas diferenças. Outro fator que fez diferença foram as crianças, filhos de Clare. Este trio rouba a cena quando está presente.
A única coisa que não gostei muito, pois achei um pouco desnecessário, foi o aparecimento do ex-namorado (e da esposa dele) de Hope. Apesar da coerência da autora em usar os dois, confesso que senti os fatos um pouco frouxos, ou como disse, desnecessário. Apesar disso, não tirou o brilho da leitura ou da trilogia.

site: http://fabricadosconvites.blogspot.com.br
Lana Wesley 26/12/2016minha estante
Sempre vejo muitos elogios em relação a leitura dessa trilogia, ainda mais pelo fato da história ser bem construída, com diálogos divertidos e encantadores. Sempre gosto quando os personagens tem essa relação familiar, irmãos, filhos, isso deixa a leitura leve, e de certa forma acabamos nos envolvendo. Espero ter a oportunidade de ler esse livro logo.


Eduarda Rozemberg 26/12/2016minha estante
Sou louca para ler algo da Nora, sempre ouço falar muito bem dela. Esse livro parece ser ótimo também, e fico feliz que tenha terminado tão bem quanto o começo.




Glaucia 13/06/2020

O par perfeito
Neste último livro da trilogia A Pousada, o passado e o presente se misturam para nos mostrar que o amor supera os limites do tempo e da vida.
comentários(0)comente



Gislaine Amorim 01/04/2020

Divertido, romântico e encantador.
Nesse encerramento da trilogia já temos a pousada funcionando, muito bacana a chegada dos hóspedes, já que acompanhamos de perto a construção, mas o foco é o casal: Ryder e Hope tão diferentes que no final formam o par perfeito. Uma trilogia fofa demais, adorei!
comentários(0)comente



Raffafust 23/02/2017

Não sou profunda conhecedora de Nora Roberts, devo ter lido no máximo 5 livros da autora mas sei que ela tem um batalhao de fãs no Brasil e ao redor do mundo. Única série completa lida de Nora essa me encantou muito sua forma de escrita.
Este é o terceiro e último livro da Trilogia A Pousada lançada no Brasil pela Editora Arqueiro, apesar de dizerem que todos os livros podem ser lidos separadamente eu ainda acho que o melhor é ler corretamente um a um conforme lançado da trilogia.
Como se não bastasse nos colocar diante de um romance delicioso, Dona Nora ainda coloca elementos sobrenaturais que amamos. Entre um romance e outro há a história de um fantasma assombrar a pousada que como vocês sabem é algo que curto muito, essas pitadas de terror.
O terceiro livro conta o romance do último irmão Montgomery, Ryder. Seu amor será com Hope, que dá o título em inglês ao livro mas que em português não faria tanto sentido então colocaram como par perfeito. Ryder é sexy e isso chama a atenção da moça que não é boba nem nada e que estava bem sozinha antes da chegada dele. Ryder deixa as mulheres loucas quando coloca seu cinto de ferramentas e ele vai trocar uns beijos de ano novo com Hope - que é gerente da Pousada BoonsBoro- que vão deixa-la pensando mais nele do que em qualquer outra coisa.
Mas se engana quem pensa que ela é do tipo super fofinha, ela é uma mulher forte, decidida, apesar de ter sofrido um grande trauma no passado.
Dessa vez a melhor coisa do livro não foi o romance dos irmãos com sua respectivas, e olha que teve muito mais cenas hot do que os anteriores. O melhor para mim foi o aparecimento da fantasma que citei acima, alguém que apesar de não ter o seu final feliz quer ver os outros felizes e ataca de cupido de uma forma tão deliciosa que me diverti muito com as cenas dela enquanto lia.
Achei o livro muito bom! Adoro essa série, entrou na lista dos queridinhos.

site: http://www.meninaquecompravalivros.com.br/2017/02/resenha-o-par-perfeito-pousada-3.html
comentários(0)comente



Fran Alves 19/02/2017

Final quase perfeito!
O terceiro e último livro da trilogia A Pousada é o final quase perfeito para um trilogia linda. Quase prefeito porque eu queria um epilogo para saber mais... Quero mais!!!!

Ryder é o irmão marrento, irônico e um tanto sincero demais na sua forma de pensar em relacionamento.Assim que ele conhece Hope, a nova gerente que sua mãe contrata para a pousada que ele e seus irmão trabalharam duro para reerguer, ele sente um baque e se afasta rapidamente da moça.

O que não é fácil, uma vez que Hope sempre está as voltas do projeto e suas melhores amigas são as futuras cunhadas, Clare e Avery, além disso sua mãe é encantada por ela. E depois de um beijo na noite de ano novo fica mais complicado ainda.

Hope vê em Boonsboro sua chance de recomeçar depois de ser traída por alguém que ela amava e ter sua carreira prejudicada pelo babaca ser em questão. Mas agora cercada de amigos, ela consegue fazer planos e pensar no seu futuro, mesmo que isso inclua uma pousada linda, um fantasma que é seu ancestral e com mistérios a resolver e o lindo, mas irritante, filho da sua chefe Justine.

Ryder e Hope acabam se envolvendo mais e mais a cada dia que passa. O relacionamento dos dois é simples e descomplicado, do tipo "você não me cobra nada e eu não cobro você" , mas claro que aos poucos, uma vai se ajustando ao outro, e sem perceber eles vão se deixando levar por sentimentos que nunca pensaram sentir um pelo outro.


Este é meu preferido dos três.

A forma como a relaçao de farpas e beijos de Hope e Ryder, vai se transformando ao longo dos dois livros anteriores e quando chega nesse , nós vemos o relacionamento bonito que eles vão construindo aos poucos, mesmo com os percalços em forma do passado de Hope e da insegurança deles.

Mas o ponto alto do livro é descobrir finalmente sobre o amor perdido de Lizzy. E sim, eles encontram Billy, e assim enlaça as duas histórias, de um jeito mágico. A história deles é tão triste, mas tão linda. Fiquei feliz pela Lizzy finalmente saber o que houve de seu amado.

E claro, vemos Clare barrigudissima e preparando seu casamento, Avery toda empolgada com seu bar, os irmãos Montgomery envolvidos em mais um projeto da mãe. E vemos a família linda que eles fizeram e aumentaram desde o primeiro livro.

Dá pra sentir a harmonia e o amor que flui quando todos estão reunidos em meio a crianças e cachorros.

Leiam. É muito fofo!!

Beijos Beijos.

site: http://www.diariodeleitoracompulsiva.com.br/2017/02/resenha-trilogia-pousada-o-par-perfeito.html
comentários(0)comente



Românticas 02/05/2017

Resenha do Blog Mulheres Românticas
No último livro da trilogia A Pousada, Nora Roberts traz para nós a história do Ryder e da Hope. Desde o primeiro livro nos estamos acompanhando os atritos entre os dois. A tensão entre Ryder e Hope aumentou desde o beijo no Ano Novo (no livro anterior) e agora sabemos que Hope é uma antepassada da nossa fantasminha camarada, a Elizabeth.

Isso é importante, porque vai ser a Elizabeth que vai unir os dois, assim como ela deu aquele "empurrãozinho" para que Owen e Avery se beijarem, ela faz com a Hope e o Ryder. E mesmo confusos por conta dessa atração eles resolvem dar uma chance.

Para ler o restante da resenha, visite o Blog Mulheres Românticas.

site: http://www.mulheresromanticas.com.br/2017/03/nora-roberts-o-par-perfeito-editora.html
comentários(0)comente



Cheiro de Livro 19/12/2016

Par Perfeito
O capítulo final da serie A Pousada pertence ao mais novo dos irmão Montgomery, Ryder, e a gerente da pousada Hope. É exatamente tudo que se pode esperar de um livro de Nora Roberts, ou seja, muito romance e a certeza de final feliz.

“Par Perfeito” é o fechamento certo para uma série, soluciona o mistério da fantasma Lizzy e de amado Billy e constrói o romance de Hope e Ry. Diferente do livro anterior, “Eterno Namorado“, aqui a história é melhor contada e Hope tem chance de crescer como personagem e assim o romance com Ryder é melhor estruturado.

A participação de Lizzy e seus poderes de fantasma são fundamentais para que Hope e Ry comecem e continuem se entendendo. A história de Lizzy é solucionada em uma mistura de paranormal com pesquisa e funciona como elemento narrativo. Basta dizer que Lizzy e Billy se reencontram e passam a viver na pousada – não considero isso um spoiler.

Voltando a Hope, ela divide com Claire, protagonista de “Um Novo Amanhã“, o posto de personagem melhor desenvolvido dessa série. Ela recomeça a vida na pousada em Boonsboro depois de ser enganada pelo namorado e sua família. Nesse livro ela tem que confrontar esse passado e o que tudo aquilo significa para ela. É esse passado que fortalece o relacionamento com o Ryder e com toda a família Montgomery.

Depois de brigas, uma mãozinha de Lizzy e muito romance Hope e Ryder se entendem e começam a planejar um casamento. Tudo como sempre acontece em livros de Nora Roberts e isso é uma das suas vantagens como escritora, ela entrega sempre algo leve que funciona como um bom filme da Meg Ryan. Agora é esperar a próxima série.

site: http://cheirodelivro.com/par-perfeito/
comentários(0)comente



Ana Luiza 24/12/2016

Romântico e viciante
A HISTÓRIA
Ryder Montgomery é o irmão mais velho, o construtor da família, que, apesar da personalidade pouco carismática, é o irmão que mais encanta e conquista as mulheres – apesar de que, agora que seus dois irmãos estão comprometidos, isso não faz mais tanta diferença. Ryder viu de perto, tanto Beckett, quanto Owen, se apaixonarem profundamente por duas mulheres fortes e, claro, belas. Mas, mesmo adorando ambas as cunhadas, ele não deseja o mesmo para si. Apesar de ser conhecido por ser justo e honesto com as mulheres com quem se envolve, todos sabem que Ryder não procura nada sério ou duradouro. Seu único relacionamento de longa data é com a família, seu cachorro e seu amor por destruir e construir coisas.

Entretanto, curiosamente, o charme de Ryder não parece exercer o mínimo efeito sobre a gerente da pousada da sua família. Hope, com sua mania de organização, amor por listas e eficiência, lembra Ryder muito de seu irmão Owen, mas ele não consegue se dar bem com ela como se dá com o irmão. Hope é uma garota da cidade, que está sempre bem-vestida e pronta para encarar qualquer problema. Ela gerencia a pousada dos Montgomery com perfeição, encantando a todos, tantos clientes como colegas de trabalho e vizinhos – todos exceto Ryder.

Ryder, apesar de todo o esforço de Hope, sempre deixou claro sua opinião de que ela não pertence ali, em uma pousada de uma cidadezinha qualquer – mesmo que a garota tenha se encaixado perfeitamente ali. E quando o passado de Hope volta para assombrá-la e fazer com que ela volte para a cidade grande, Ryder fica impressionado com a firmeza com que Hope afirma que aquela cidade e aquela pousada são seu novo e verdadeiro lar. Assim, ele precisa encara o fato de que Hope veio para ficar, assim como o desejo que ele sente por ela e finge que não existe.

Hope está fechada para balanço, focada apenas no trabalho, mas não consegue mais negar que sente falta de se envolver com alguém. Tirando as brigas constantes com Ryder, ela está feliz com seu novo lar e emprego na pousada. Contanto, quando Ryder a ajuda lidar com a surpreendente e incomoda visita de alguém do seu passado, a mulher começa a perceber que aquele construtor rude, mas bonito de forma desconcertante, talvez seja a pessoa que ela está procurando. Entretanto, Hope deixa claro que não quer nada mais do que algo físico, um caso sem complicações, e Ryder fica mais do que feliz em aceitar sua proposta, afinal, ele também não quer nada sério.

Contudo, depois de meses de briga e implicância, acaba sendo extremamente prazeroso para ambos resolver suas diferenças da forma mais apaixonada possível – exceto, talvez, pelo fato de que eles não querem se apaixonar. Mas, por mais que tentem negar, Ryder e Hope formam um par mais que perfeito e o que seria apenas um caso rápido e descomplicado, pode acabar se tornando um amor para a vida inteira – se eles se permitirem a tal.

A SÉRIE
O Eterno Namorado é o último dos três volumes da série A Pousada, de Nora Roberts. Todos os livros se passam na cidadezinha de Boonsboro e têm, como principal cenário, a charmosa pousada da família Montgomery. Cada obra pode ser lida de forma independente, e traz a história de um casal diferente: o primeiro livro, Um Novo Amanhã conta o romance entre Beckett, o arquiteto e irmão mais novo da família, e Clare, sua antiga paixão e dona da livraria da cidade. Já o segundo, O Eterno Namorado, traz a saga de Owen, o administrador e o irmão do meio, e Avery, a dona da pizzaria e amiga de infância dos irmãos. Esse terceiro volume, O Par Perfeito, termina a série com a história de Ryder, o irmão mais velho e o construtor da família, e Hope, a gerente da pousada.

(...)

CONCLUSÕES FINAIS
Apesar de o segundo livro, O Eterno Namorado, ser o meu favorito da série (porque tem mais momentos engraçados), esse último volume carrega o posto de ter o melhor casal de toda a saga. Ryder e Hope são verdadeiramente um Par Perfeito e é gostoso e emocionante acompanhar a história de amor dos dois. Esse livro foi tão romântico e viciante quanto eu esperava, uma leitura que te deixa mais leve e sorridente depois de terminada.

E eu recomendo não só O Par Perfeito, como toda a série A Pousada, para todos os fãs de romances contemporâneos e até mesmo para quem quer começar a ler mais do gênero. Todos os livros são leves e apaixonantes, trazem casais fofos, mocinhas empoderadas, mocinhos gentis e histórias simples, mas cativantes. Eu amei toda a saga e estou mais que ansiosa para ler ainda mais obras da Nora Roberts.

LEIA A RESENHA COMPLETA E VEJA FOTOS DO LIVRO NO BLOG:

site: http://www.mademoisellelovesbooks.com/2016/12/resenha-o-par-perfeito-nora-roberts.html
Joyce Oliveira 24/12/2016minha estante
Fiquei tão triste que essa leitura não me prendeu como as outras da série...vou esperar mais um pouco e tentar ler de novo :(


Gabi Galvão 28/12/2016minha estante
null




Cris Paiva 15/02/2017

Hope é amiga de Claire e de Avery, e foi por elas que ficou sabendo que a Pousada de Boonsboro estava precisando de uma gerente. Para ela foi a oportunidade perfeita de se afastar de seu ex-noivo traíra e babaca.
Ela chegou na cidade toda animada e se apaixonou de cara pela nova pousada. A única nuvenzinha negra no seu horizonte foi irmão Montgomery mais velho, Ryder, que a julgou uma patricinha metida a besta, antes mesmo de conhecê-la.
O começo dois dois foi péssimo, mas o Ryder teve de dar o braço a torcer quando viu o bom trabalho que a Hope estava fazendo na pousada, a mulher não tem medo de trabalho duro! E a Hope até acha o Ryder bem atraente, o único problema é aquela cabeça dura dele.
De novo a fantasminha camarada deu uma mãozinha para unir o casalzinho relutante, e Hope aproveita para oferecer um relacionamento sem compromissos para ele. Tudo muito organizadinho, com data e horários marcados, que é o jeito que ela gosta de fazer as coisas. Só eu que fiquei com a impressão de que ela seria um par perfeito para o Owen? Apesar de se darem bem, os dois ainda ficam relutantes em assumir um compromisso real, mas isso vai mudando aos poucos, principalmente depois de uma visitinha do ex-noivo traira e safado e atual esposa barraqueira dele. Adorei o jeito que o Ryder resolveu a situação, e até dobrou a cabeçuda da Hope. Ele é o meu grosseirão-fofo favorito!

De novo, a Lizzy rouba a cena toda a vez em que faz uma aparição na história. Agora, finalmente os seus segredos vão ser desvendados e talvez, finalmente ela tenha paz.
comentários(0)comente



Greice Negrini 04/03/2017

Um final cheio de amor!
Hope se tornou a gerente da pousada Boonsboro, na pequena cidade do mesmo nome. Melhor amiga de Avery, depois de ter descoberto que seu noivo a traia e que fazia de propósito ao contar a ela que estava para se casar com outra mulher rica e poderosa, ela deixou a grande cidade onde também era gerente de um grande hotel e mudou-se para aquele lugar de interior e para aquela pousada que agora era o seu coração.

Ryder Montgomery era o irmão mais rabugento de todos os três. Os outros dois já estavam comprometidos com as amigas Avery e Clare, inclusive Clare já estava grávida do irmão. Mas Ryder era um homem que não gostava de enganar as mulheres, e sempre deixava claro que não desejava nenhum tipo de compromisso sério e o trabalho que tinha com todas as construções era o suficiente para ocupar seu tempo.

Hope achava que Ryder não gostava dela, já que demonstrava isto de diversas formas, desde que ela chegou ali pela primeira vez. Mas Lizzie, o espírito que ficava na pousada sempre dava um jeito de fazer eles se encontrarem de alguma forma para uma conversa e até de certa forma trancar eles juntos parecia ser uma piada para todos.

Mas Hope não esperava que o passado viesse se meter em sua vida e começar a infernal jornada novamente. E desta vez ela teria que mostrar que mesmo que ser uma mulher decidida e preparada fosse seu estilo, muitas vezes a ajuda de amigos era melhor. E nesse meio Ryder começou a conhecer melhor aquela gerente tão querida e especial por todos.

O que falo sobre o livro?

É com felicidade desta leitura que posso dizer que cheguei ao final da saga de A Pousada escrita pela Nora Roberts. Até o momento eu li três sagas dela, sendo a primeira O Quarteto de Noivas, o segundo Os Primos O'Dwyer e agora esta. A Nora Roberts consegue escrever sobre tudo um pouco, sendo que a saga de A Pousada é algo bem mais romântico, voltado para uma cidade do interior, família e amigos.

Nesta versão conhecemos a personagem de Hope, que para mim foi a que mais se destacou pelo seu jeito de ajudar sempre a todos, estar sempre alerta em qualquer situação e sempre preparada a encarar qualquer desafio, mesmo que Avery e Clare, que foram as personagens dos outros livros também tenham este estilo. Mas Hope conseguiu me cativar com mais sucesso, acho que também pela questão de que ela não morava na cidade e que teve que se adaptar aos poucos e a todos.

O Par Perfeito também foi para mim o livro que mais teve um impacto entre o desejo da conquista e a rivalidade de não dar o braço a torcer. Sabe aquela coisa de saber que há faíscas entre dois personagens e mesmo assim fica aquela coisa de eles tentarem fugir um do outro? Gosto da situação em que eles vão se conhecendo aos poucos, mesmo que eles estejam desde o primeiro livro, claro.

Para mim a história da fantasma, Lizzie, me marcou muito. Achei linda e perfeita como a Nora conduziu tudo e como ela de alguma forma conseguiu não a fazer desaparecer em nenhum dos livros. Queria que tivesse um quarto livro da saga contando somente a história dela para saber mais como tudo aconteceu. Mesmo que a autora tenha deixado tudo explicado, ficou aquela vontade de conhecer toda a vida da personagem.

É uma saga para ler com tranquilidade, sem tensão nenhuma e para dar risadas, porque os irmãos são muito hilários um com o outro e tem umas tiradas que eu não conseguia me controlar. É uma saga clichê, mas é repleta de histórias cheias de amizade, cheias de desafios de encontros e de desencontros e sobre como é ganhar depois de perdas.

Esta é a Nora Roberts que me acostumei a gostar. A que escreve sobre o amor sem envolver muita fantasia sobre bruxarias, tempos antigos ou coisas afins, que não me identifico com o jeito que ela escreve. Foi um ganho a mais na literatura. Ainda bem!

site: http://www.blogandolivros.com/2017/03/o-par-perfeito-saga-pousada-3-nora.html
comentários(0)comente



69 encontrados | exibindo 1 a 15
1 | 2 | 3 | 4 | 5