A Cidade dos Espelhos

A Cidade dos Espelhos Justin Cronin




Resenhas - A Cidade dos Espelhos


46 encontrados | exibindo 1 a 15
1 | 2 | 3 | 4


Su 16/01/2017

Indiscutivelmente muito bom!
Esse terceiro livro é tão bom quanto os dois primeiros e não deixa nada a desejar.
O desfecho da trilogia é feito de forma muito inteligente e o tipo de leitura muda de acordo com cada período em que a trama ocorre (o ponto de ação e medo são de deixar sem fôlego).
Tudo tem explicação, a riqueza de detalhes é surpreendente.
Ler um livro escrito de forma tão abrangente e inteligente nos dá um gosto de satisfação e de tempo bem empregado.

Super recomendo a leitura!
Eder Ribeiro 16/01/2017minha estante
Depois dessa resenha sou obrigado a ler...kkkk


Su 16/01/2017minha estante
Leia Éder, não se arrependerá ;)


Silvana.Martins 23/01/2017minha estante
Acabei de ler, ainda estou olhando pro nada pensativa, que história maravilhosa que tivemos o privilégio de conhecer.


Su 23/01/2017minha estante
Eu também achei Silvana, este é um livro que podemos chamar de completo.


Silvana.Martins 23/01/2017minha estante
Você sabe que já está em fase de pré produção a série?


Su 23/01/2017minha estante
Sim, eu li sobre. Se seguir os livros exatamente como são será fantástica.


Silvana.Martins 23/01/2017minha estante
undefined


Silvana.Martins 25/01/2017minha estante
Você sabe de clubes do livro para discutir o livro?


Su 25/01/2017minha estante
Eu não conheço nenhum.


Rosana 27/01/2017minha estante
Nossa eu acabei de ler estou extasiada até agora com leitura, amei demais.


Su 30/01/2017minha estante
Eu também gostei muito Rosana, só lamento não ter lido um na sequência do outro.
Quer queira quer não, o intervalo entre os livros faz a gente esquecer muita coisa...


jadh.dionisio 05/02/2017minha estante
Su, é sério que vai ter uma série? ???



jadh.dionisio 05/02/2017minha estante
Obrigada Su, vou dar uma olhada!!!


Silvana.Martins 05/02/2017minha estante
Oi gente, tem essa notícia do final do mês passado, além da série já estar em produção, um dos produtores é o Ridley Scott, alem do proprio Cronin,ou seja, tem tudo pra ser maravilhosa.https://observatoriodocinema.bol.uol.com.br/series-e-tv/2017/01/the-passage-ridley-scott-fara-serie-de-vampiros-para-a-fox?utm_source=dlvr.it&utm_medium=twitter


Su 05/02/2017minha estante
Que show!


Patty 24/02/2017minha estante
Esperando o meu chegar uh uh!!! Enquanto isso acho que vou dar uma folheada nos outros, afinal estou esperando desde 2012 por esse desfecho, rsrs. Mas, pelo jeito, não vou me arrepender!




Luan 16/12/2016

Épica, A passagem é a melhor trilogia que já li e uma aula de como contar uma boa história
Acabando A cidade dos espelhos eu termino aquela que talvez seja a melhor trilogia que já li, a preferida entre todas. Mesmo o terceiro livro tendo muitos altos e baixos, e ser um pesar ter que dizer adeus à trilogia, só agradeço por tê-la conhecido e lido. Uma história que divide opiniões, A Passagem me conquistou logo no início pela grandiosidade épica que estava sendo contada diante de meus olhos. Chegou ao fim mantendo um linha coerente, mesmo que em determinados momentos minhas ideias e pretensões em relação a à história tenham divergido das do autor.

A cidade dos espelhos começa poucos anos depois do segundo livro, após os doze terem sido destruídos. Isso dá uma sensação de segurança e ilusão que o mundo está livre dos virais e faz com que a sociedade passe, aos poucos, a viver fora dos muros. Mas realmente isso é uma ilusão, uma vez que Funning, o Zero, o Pai de todos, ainda vive e prepara sua volta e sua cartada final para dar fim à raça humana. Dando vários saltos de tempo, a história vai mostrando ao leitor como aquela sociedade tem se ajustado ao "novo mundo" em que vivem.

Uma vez baixadas as guardas, Funning começa a por seu plano em ação e, claro, o que se vê a partir daí é aquilo que já estamos acostumados: medo e morte. Boa parte da história se passa em vários anos depois da luta com os doze. Nossos protagonistas, até então jovens, agora são adultos, até idosos. Passam a liderar a sociedade. São os grandes líderes da colônia em Kerville, no Texas, uma das últimas aglomerações de pessoas na américa.

O livro pode facilmente ser dividido em duas partes (sem contar numa terceira, mas isso é assunto para mais adiante). A primeira parte, e nisso lá se vai boa metade do livro, é aquela em que o autor Justin Cronin descreve como a sociedade vive, como se arranjou anos depois de momentos turbulentos. A segunda, e aí sim, a melhor, é quando Fanning toma para si o protagonismo da história e reinicia aluta entre humanos e rivais. A primeira é lenta e um pouco tediosa, mas de forma alguma pode ser considerada ruim. Passa, porém, a sensação que é maior do que deveria ser. Um pouco de coragem e empenho, e seria possível cortar algumas partes e condensar outras.

É nesta primeira parte, por exemplo, que descobrimos que Peter Jaxson se tornou o presidente da colônia. É nela também que acompanhamos a luta interna de Alicia lidando com uma nova verdade. Aqui também descobrimos qual foi o destino de Amy depois da luta em Os doze. E conhecemos muitos novos personagens. Mas é, principalmente, quando o autor nos apresenta ao Timothy Fanning, o Zero. Por várias páginas, somos levados à verdadeira história daquele que é considerado o iniciador do caos. Será que somos a consequência de nossos erros e pecados? Esta é pergunta que fica depois da passagem de vida de Fanning. A história dele é muito bacana de acompanhar. Mas foram páginas demais para nos fazer simpatizar com o personagem. Tirando isso, que construção incrível de personagem.

Já na segunda parte, é basicamente ação. É quando a sociedade se dá conta de que o mal não foi embora. E isso acontece tarde demais. Vários acontecimentos em sequência são narrados por Cronin. Adrenalina e ritmo intenso não faltam para quem reclamou do marasmo nas páginas anteriores. Temos todos aqueles personagens que conhecemos. Sara, Hollis, Micahel, Alicia, Amy. E na reta final, quando chega o momento e dar um destino a todos os personagens, algumas decisões podem surpreender, outras chatear, mas todas, de alguma forma, se mostram coerentes.

Coerente, aliás, é o autor. Apesar de o livro se mostrar instável em alguns momentos, tediosos, como já disse, é bastante claro que Cronin sabia o que estava escrevendo quando iniciou A Passagem. Ele não se aventurou por uma terra desconhecida e simplesmente escreveu o que vinha à cabeça. O planejamento está na nossa cara, não dá para negar. E isso é o que me fascina nele. Isso, claro, aliado à escrita incrível, quase uma obra de arte. E nesta escrita se encaixa também os diálogos, naturais, precisos, reais. Tudo tão real que ele nos confirma isso na nota final, quando conta que estudou com especialistas de várias áreas para desenvolver a história.

Uma nota rápida: achei este, em relação aos anteriores, o mais fraco principalmente em função de clichês. São muitos ao longo das páginas, algo que não notava nos outros volumes. As últimas páginas de A cidade dos espelhos dá um salto de mil anos para mostrar o que aconteceu com o mundo. Ainda confesso que fiquei um pouco incomodado pois acreditava que o "epílogo" presente nele seria basicamente com dados de pesquisa sobre virais e descobertas do passado. Mas ele criou uma nova história, que incomodou um pouco, mas que ao fim surpreendeu o leitor - história que poderia conceber um novo livro, independente do mote original, só narrando as buscas por respostas do passado.

Mas muito mais do que um ótimo entretenimento, sem dúvidas, Justin Cronin, através da trilogia A Passagem, nos deixou grandes aprendizados, grande reflexões e grandes mensagens. Ele sabe, como ninguém, contar uma boa história. História que, ao acabar de ler, me deixou pensativo e até triste por ter de me despedir. Termino agradecendo à Iris, aquela que desafiou Cronin a escrever uma história em que uma menina salvava o mundo. Desafio aceito, desafio cumprido. Obrigado, Justin, obrigado Iris. Até logo!
Luecia 20/12/2016minha estante
fiquei com vontade ler só pelo seu texto rs


Luan 20/12/2016minha estante
uma bosta dessas (meu texto) hahaha


victor 02/01/2017minha estante
melhor trilogia que li tbm, juntamente com senhor dos anéis


Marcos Conte 10/07/2017minha estante
Pessoal, eu estou com algumas dúvidas referente ao final do livro! Se alguém puder me chamar no privado pra poder me explicar eu agradeceria




Lineee.oliver 20/03/2020

Sem Palavras
No início, foi uma leitura bem difícil e que se arrastou muito. Nada comparado as emoções vividas nos livros anteriores. Mas, com toda certeza valeu a pena chegar ao final dessa trilogia maravilhosa. Justin Cronin está de parabéns. Guardarei essa obra com carinho na minha memória e no meu coração. Obrigada Justin Cronin. Obrigada Amy. Obrigada a todos.
comentários(0)comente



spoiler visualizar
comentários(0)comente



Thaís Furlan 29/10/2018

Decepção total
O terceiro livro da série não alcançou nem metade das minhas expectativas. A narrativa é cansativa, descrevendo excessivamente cenas e detalhes completamente desnecessários à trama (muito mais descritivo do que os livros anteriores).
A trama surpreende, e te deixa ansioso, mas esse excesso de descrição cansa, desanima. Vários capítulos são dedicados a contar a história de vida do Zero, mas muito do que está lá faz você se perguntar "pera, mas pra que eu tenho que saber disso? Faz alguma diferença na trama?", e não, não faz.

Enfim, o desenrolar da trama em si não me decepcionou, mas me parece que grande grande parte do livro foi uma bela encheção de linguiça pra vender um livro a mais, pra ser uma TRILOGIA. Se tirassem os excessos descritivos dos 3 livros, daria muito bem pra contar a história em 2 livros e tava tudo certo.
comentários(0)comente



Juliana 11/05/2020

Muito bom
Chega ao fim a trilogia a passagem!
Gostei bastante do desfechos dos personagens! Muito bom! Super recomendo os 3 livros!
comentários(0)comente



Lenas 02/07/2020

Épico
Uma trilogia incrível!!

O autor traz detalhes aos poucos à medida em que a história vai se desenrolando, o que faz com que o livro não seja cansativo, embora tenha um desenrolar mais lento que os anteriores.

Tem muito detalhe o que faz com que a história não tenha nenhum furo, várias coisas que foram mencionadas nos dois primeiros livros se explicaram nesse último.

Nada além de épico!
comentários(0)comente



Sergio 29/03/2020

Me prendeu
Confesso que o livro me prendeu bastante com sua história envolvente.
A trama muito bem escrita e com personagens cativantes.
Livro final da saga.
comentários(0)comente



spoiler visualizar
Cyro 14/07/2018minha estante
Concordo com você. Esse terceiro foi bem abaixo dos outros dois. Parece que foi escrito por obrigação, sem nenhuma inspiração. Com exceção do Epílogo que gostei bastante.
Mas no geral gostei dessa trilogia, vale a pena. Acho a trilogia Noturno do Del Toro bem melhor.




Stefany 17/02/2020

Genial
Último livro da trilogia "A passagem" e devo dizer que Cronin fechou com chave de ouro.
O desfecho das personagens tão bem estruturadas e desenvolvidas no dois primeiros livros e da história em si, é genial. Somente o desfecho de Alicia foi um pouco decepcionante, eu esperava mais pelo personagem tão forte e 'bad as' que ela foi.
De todo o livro é muito bom, vale a pena ler, principalmente se você leu e gostou dos dois primeiros.
Recomendo.
comentários(0)comente



Deny 04/01/2017

Final Épico.
O que mais me chamou atenção desde o primeiro livro, não foi o enfoque nos virais e as experiências do exército, mas a construção dos personagens. Reparei que alguns não curtiram muito o começo, quando fala sobre o Zero, entretanto achei incrível, mesmo perdendo um pouco o ritmo da história. O Justin Cronin foi perfeito na divisão do livro, tem um caráter quase poético nas falas dos personagens. Motivações? Pecados? Dor? Amor? Sofrer por amor? Escolhas ruins? Há uma miríade de emoções na narrativa dele que te faz refletir sobre várias questões, e a que mais me chamou a atenção nessa trilogia é a lealdade!
Uma condição humana que em momentos de crise e desespero faz toda a diferença.
O envolvimento com os personagens é tão cativante, que os virais parecem um tema secundário.
Gostaria de um epílogo um pouco mais longo, reconheço que achei bem curto, mas pode ser a dificuldade de se despedir de uma série tão boa!

Amy e Jaxton! Sonhem bastante!
comentários(0)comente



Marcos 05/01/2017

Épico de Ficção científica e Terror
Justin Cronin pra mim é um autor incrível. Simplesmente me faz mergulhar em seus personagens com tamanha imersão que me sinto fazendo parte da vida daquele sujeito. Sem falar a menção sobre autores clássicos que me deixa com vontade de conhecer essas obras.

A trilogia A Passagem foi o primeiro épico que li onde existe uma mistura de Ficção científica e Terror saindo fora daquele padrão que conhecemos.

A Cidade dos Espelhos foi uma leitura muito fluida que me lembrou muito o primeiro livro A Passagem. Foi finalizado da melhor forma possível e fechando com excelência a trilogia. Ficam saudades deste mundo e personagens criados pelo talentoso Cronin.

1050 D.V
Gustavo Novakoski 06/01/2017minha estante
Falta 60 págs pra mim, dps leio sua resenha! hahah




Vanessa 09/05/2020

Conte sua história, Amy
E chega o fim dessa trilogia sem igual! Foi um prazer ler o termino dessa história tão bem contada, com tantos detalhes!
Foi fabuloso esse mundo distópico imaginado! Por mais que seja uma distopia, faz uma ponte importante com o mundo atual em que vivemos.
comentários(0)comente



Ciro 30/12/2016

Fechando a trilogia
3º livro da trilogia, valeu a espera. Foi devorado como um inocente ser humano atacado por uma corja de virais.
Até os trechos finais, o Autor consegue manter o clímax e o suspense, e o final... ah, quem tem imaginação vai perceber que o final tem potencial para se desdobrar em mil.
Impossível falar mais sem fazer spoiler. Leiam.
Agora vou aguardar uns meses, e reler a trilogia.
Rodd 02/01/2017minha estante
Que final foda! Nem chorei, só tremi.


Rosana 27/01/2017minha estante
Vou fazer a mesma coisa que você ler tudo de novo desde o primeiro livro esse final foi demais.




Rosana 27/01/2017

Eletrizante
Sem palavras para definir o fim desta trilogia, aguardei exatamente quase quatro anos contados a dedo para o lançamento do ultimo livro e simplesmente mais que valeu a pena o desfecho final da trilogia foi simplesmente sensacional sabe aquele livro que você não quer largar de jeito nenhum é esse.
comentários(0)comente



46 encontrados | exibindo 1 a 15
1 | 2 | 3 | 4