Ultra Carnem

Ultra Carnem Cesar Bravo


Compartilhe


Resenhas - Ultra Carnem


50 encontrados | exibindo 1 a 15
1 | 2 | 3 | 4


Pedro Almeida Prado Castro 04/08/2018

Viceral
Com uma temática bastante delicada para ser tratada, ainda mais num país cristão como o nosso, o livro consegue de certa forma, fazer isso de forma "leve". Com passagens bastante violentas e chocantes. Acompanhamos a trajetória de 4 personagens e como essas histórias se ligam num mundo maior, num propósito maior.
A identificação com os locais retratados no livro é muito fácil para nós brasileiro, afinal, o autor também é brasileiro.
Notei uma certa semelhança na narrativa com o autor Clive Barker (Hellraiser; Evangelho de Sangue) .
Pra quem gosta de histórias de terror, é muito bem vindo. E mais ainda, pra quem busca prestigiar esse tipo de literatura no Brasil, que foi tão negligenciada por muito tempo mas que agora ganha cada vez mais força.

PS. Não é indicado para dar de presente pra aquela tia religiosa.
PS 2. Ao menos que queira provoca-lá.
Cesar Bravo 11/08/2018minha estante
Adorei tudo o que você escreveu, grande Pedro, mas suas observações são dignas de nota!!!

PS. Logo tem mais!
PS 2. Pra ler e dar de presente pra aquela tia religiosa!!!




Math Lima 24/07/2018

Visceral e urbano com uma pitada de O Inferno de Dante
Admito que não esperava muita coisa de Ultra Carnem. Retirei ele da estante apenas achando que iria ler mais um livro de terror qualquer; estava sem nenhuma espectativa.

Acabei quebrando a cara assim que me deparei com a narrativa do Cesar Bravo, que além de fluida e gostosa é detalhista sem ser chata, da maneira que eu gosto.

Eu já sabia que o livro séria dividido em 4 histórias - "contos", melhor dizendo - que se unificariam em um só ao final. Então, quando adentrei no primeiro "conto", o do menino Lester, achei que seria sim mais do mesmo. Aquele terror bem clichê do menino que é abandonado no(a) orfanato/igreja/casa e algo sobrenatural e maligno o persegue. A típica receita dos filmes e livros de terror - degrande parte pelo menos. Porém, mais uma vez quebrei a cara. Aí não posso dizer o motivo, se não seria spoiler.

O que posso dizer é que a estória que tem início nesse menino e se perpetua pelos outros três "contos" é muito bem contada. Gosto bastante de como o autor trás esse mundo fantasioso e demoníaco direto para o nosso em um terror urbano, visceral, e, assustador - da sua maneira. Deixando o último "conto" - o meu preferido - com aquele ar de "O Inferno de Dante" e com aquele gostinho de quero mais.
Cesar Bravo 26/07/2018minha estante
Grande Math! Adorei conhecer sua opinião!

Logo tem mais, prometo!

abração




MayGeek 07/07/2018

Leitura finalizada ?
Se você tem o estômago fraco para as atrocidades humanas prepare o espírito e o estômago antes de ler essa obra de arte. .

Cesar Bravo consegue colocar os desejos humanos de uma forma crua e verdadeira .. a cada parte do livro você começa a entender como os sentimentos e os desejos mais obscuros que existe em todos nós são palco para algo mais profundo entre o céu e o inferno. .

Nas 4 partes do livro vamos conhecer a história de Wladimir Lester, Nôa, Marcos Cantão e Lucrécia.. que mostram como desejos podem ser ouvidos ou ignorados.. e quando são ouvidos como é prudente ter certeza do que está sendo solicitado?

Como sempre Cesar Bravo consegue descrever as cenas de uma forma que você sente o sangue nas mãos e desperta aquele lado mais quieto da sua mente onde ninguém admite mas existem coisas e curiosidades que você anseia e não teria coragem de falar para ninguém.
.

Afinal? ?De onde vem o mal que inspira sua alma?? .

Boa leitura e bons pesadelos.. e lembrem.. onde um ignora e tenta ter fé através da dor e privações o outro escuta e convenhamos .. as vezes o lado de baixo é mais tentador do que reino dos céus.. ?
Cesar Bravo 26/07/2018minha estante
Afinal? ?De onde vem o mal que inspira sua alma??

Essa continua sendo a grande questão, e só pessoas corajosas e leitores com enorme sensibilidade se atrevem a responder essa pergunta.

Muito obrigado pelo carinho de sempre May! Amei ler sua opinião

Abração!!




Jessé 29/05/2018

Há coisas piores do que os monstros
Durante nossa jornada como leitor, há alguns livros simplesmente surpreendentes, e que ficarão marcados para sempre em nossa memória. Durante muito tempo eu flertei com Ultra Carnem, tanto pela edição maravilhosa quanto pelas resenhas positivas que encontrei sobre o livro. Hoje, posso bater no peito e dizer que Ultra Carnem superou minhas expectativas, e tornou-se uma das melhores leituras do ano.

O livro é dividido em quatro partes: O Abandono, Gênesis, O Pagamento e O Inferno.

O Abandono nos conta a história de Wladimir Lester (guarde bem esse nome), um garoto cigano e órfão que é deixado num orfanato numa noite chuvosa. Lester, apesar de ser apenas um menino, tem um dom extraordinário para pintura que, segundo alguns, são tão lindas a ponto de parecerem fotografias e cenas reais. Se depender dele, passa o dia todo pintando e, não importa o que aconteça, ele não larga, de jeito nenhum, sua tinta especial, um tubo de ensaio com algo que parece sangue.

A segunda história começa. Pensei que cada parte do livro era um conto único, mas fui surpreendido ao descobrir que Nôa, protagonista de Gênesis, é um pintor fracassado, nos dias atuais, que tem como único objetivo encontrar a tal tinta especial de Lester. É, meus amigos. De alguma forma, as histórias estavam conectadas. Quando Nôa descobre sobre Lester, e encontra livros que comprovam que tudo foi real, ele deixa tudo para trás, até mesmo sua companheira.

O Pagamento nos apresenta Marcos Cantão, um técnico em informática que não tem a melhor vida possível. Ao arrumar o computador de uma cigana que não tem dinheiro para pagá-lo, a tal cigana lhe faz uma proposta: Marcos pode fazer qualquer pedido para a Ciganinha, uma estátua de gesso, e seu pedido será realizado. Como ser humano é besta, ele faz o que lhe foi orientado. A partir desse dia, sua vida muda completamente.

O Inferno é levado ao pé da letra. Lucrécia, que trabalha num bar, acaba ouvindo a conversa de demônios e, para não ser morta, aceita trabalhar para Lúcifer, com o intuito de trazer ainda mais almas para o lado negro da Força.

O livro é visceral, e o autor não economiza em derramar litros de sangue. As mortes são brutais, e temos a sensação de estar assistindo um filme de terror em slow motion. Como livro de terror, ele cumpre seu papel com maestria. Os capítulos são curtos, e a tensão aumenta a cada página. Os personagens são bem desenvolvidos. Cada um mais ferrado que o outro, e ainda mais disposto a fazer merda para conseguir o que quer. Nossos protagonistas são beeeeem errados. Orgulho, ira e pecado (e muito mais) regem suas vidas. Os personagens masculinos têm bem mais participação, mas não é algo que incomode. A crueldade humana é explorada até a última gota, e só me provou algo que eu havia pensado, tempos atrás: há coisas piores do que os monstros.

Como falei no começo da resenha, Wladimir Lester é o foco de tudo aqui. Não costumo me lembrar de todos os personagens de todos os livros que leio (seria possível?), mas Wladimir Lester já encontrou um jeito de ficar para sempre em minha mente. Conhecemos um pouco mais do personagem a cada conto, e cada página nos deixa ainda mais curiosos sobre quem ele realmente é, e por que, de alguma forma, tudo está conectado a ele.

Nem preciso falar da edição do livro, né? Vocês sabem que a DarkSide arrasa.. Capa dura, capítulos curtos, boa diagramação e artes simplesmente fantásticas.

Se você procura um livro único e surpreendente, que figurará entre suas melhores leituras do ano, Ultra Carnem precisa estar em sua wishlist.



site: www.dicasdojess.com
Cesar Bravo 26/07/2018minha estante
Grande Jess! Sempre arrebentando nas resenhas.

Muito obrigado! Curti horrores!!!




Vinícius Rodrigues 10/03/2018

O Diabo está mais próximo do que você pensa.
Ultra Carnem trás para os leitores 4 contos incríveis relacionados de alguma forma entre si. Narrativa claramente com influências do mestre do terror, o grande Stephen King. César bravo mostrou o potencial literário que o Brasil tem juntamente com o selo padrão de qualidade da caveira(Darkside). A história em si é bem construída, promovendo claramente uma sensação de angústia e aquele medinho maroto a cada página. Recomendo imensamemte.
Cesar Bravo 21/03/2018minha estante
Grande Vinícius! Muito obrigado. Adorei conhecer sua opinião. Abração sangrento!


Vinícius Rodrigues 21/03/2018minha estante
CARAAALHHHOOOOOOO. Valeeuu, man!!




spoiler visualizar
Cesar Bravo 01/02/2018minha estante
Querida Luiza, muito obrigado pela leitura, pelos elogios, e por compartilhar sua opinião. Adorei ler suas palavras e conhecer sua experiência de leitura. Vem muito mais por aí, é uma promessa (um pacto, melhor dizendo). Abração!!!


Nanda 07/02/2018minha estante
Querida irmã, minha doce "Lu" que resenha incrível! huaua
Eu que não curto ler terror, por sua pespectiva achei interessante.

Obrigada por compartilhar ?


Ale 07/06/2018minha estante
Acabei de ler ele! Achei um bom livro tbm!




Vincento Hughes 24/01/2018

A sobremesa, por favor
O autor César Bravo escolheu um dos títulos mais criativos para uma história: ULTRA CARNEM. Para quem não sabe, trata-se de uma expressão em latim que significa "muito além da carne". E combinou adequadamente com a curta e perfeita sinopse: NA DISPUTA ENTRE O CÉU E O INFERNO, NÓS SOMOS O PRATO PRINCIPAL.

Mas antes mesmo do "prato principal", o autor já nos presenteia com uma "entrada" daquelas! Um padre abriga uma criança cigana em um orfanato. O garoto é "diferente" e as consequências são aterrorizantes.

Sim. ULTRA CARNEM é um livro de terror. E de excelente qualidade. E, peço licença para tomar a liberdade de apelidá-lo carinhosamente de ULTRA TIMORE (algo tosco que eu tentei encontrar para "muito além do medo". Corrija-me se eu disse alguma besteira). Porque é exatamente isto o que eu pude notar ao longo da narrativa. Com personagens muito bem construídos, o autor também conseguiu, sutilmente, rechear o "prato principal" com algumas críticas sarcásticas a diversas formas de hipocrisia que se perpetuam por gerações e gerações. Algumas críticas são até bem-humoradas, como em uma cena em que Nôa, um dos personagens do qual mais gostei (Lucrécia não conta porque é barbada), vive um momento de hesitação sobre se deve se "apossar" ou não de algo.

É claro que são as cenas fortes que comandam o espétaculo de horror de ULTRA CARNEM. E a terceira parte do livro é a mais chocante (e isso é um elogio). Cenas bizarras e sem precedentes, mas também plausíveis e coerentes com a trama central, que gira em torno de uma antiga disputa entre o Céu e o Inferno. E uma pergunta implícita acompanha o leitor ao longo da história: Você barganharia a sua alma?

Tente descobrir a resposta ao ler ULTRA CARNEM. Apenas uma recomendação: Cuidado com a Ciganinha!
Cesar Bravo 01/02/2018minha estante
Eu já disse anteriormente, mas vou repetir. Muito obrigado pela resenha sensacional, é um prazer enorme quando os leitores compreendem nosso trabalho, nossa voz narrativa; quando percebem a intenção da obra. Muito obrigado!!! Adorei




Fabio 14/01/2018

Ultra carnem
Estava sempre de olho nesse livro em minha estante, namorando ele, esperando o momento certo para ler e nada melhor do que comecar o ano com ele
Em primeiro lugar virei fã do cesar bravo, para mim um orgulho por ele ser brasileiro, pois nao tenho quase nenhuma referencia com artistas do Brasil, a nao ser artistas marciais que admiro...segundo adoro historias de terror e como o cesar consegue transmitir seus sentimentos em seus livros, as vezes nos transportando a nossa infancia e adolecencia
Acho que e isso, nao sei fazer resenha, mais a unica coisa que posso dizer e que eu gostei muito do livro, e que eu indico a todos que gostam de uma boa historia de terror, que nos faz pensar!!!
Cesar Bravo 16/01/2018minha estante
Grande Fabio, muito obrigado por ler meu livro e deixar sua opinião por aqui, fiquei feliz demais com o seu reconhecimento. Depois do que você escreveu, acredite: nem precisa de resenha. Forte abraço!!!




Victor.Carvalho 05/01/2018

Este livro contem 4 incriveis histórias que estao conectadas de alguma forma. Elas sao extremamente bem escritas e bem criativas. Um grande ponto positivo foi a conecção entre cada uma delas e outro foi de ser um livro totalmente nacional produzido pela Darkside Books, com uma belissima ediçao como é de costume dela. Valeu Darkside e Cesar Bravo por um dos livros mas legais que já li!!!
Cesar Bravo 11/01/2018minha estante
Grande Victor! Eu que agradeço por me deixar saber o que achou do livro. Fiquei muito feliz com a sua opinião. Muito obrigado!!! Abração!




José Igor 26/11/2017

Unhas roídas!
Que li-vro!!! É nessas horas que a gente sente orgulho da literatura nacional!

Cesar Bravo mandou super bem com esta história horrenda (principalmente na terceira parte do livro), e aliviou toda tensão com a incrível e divertida Lucrécia, a personagem que eu mais gostei. E juro que ri, mesmo roendo as unhas (literalmente) com este final!

O livro todo foi punk! Todas as partes foram surpreendentes! Os personagens foram muito bem construídos, os contos convergeram-se de forma delicada no fim. O ritmo da narrativa está perfeito. E mesmo os exageros que parecem inverossímeis no primeiro contato, parecem se encaixar perfeitamente com as insanidades que acontecem!

Agradeço a DarkSide Books por ter apostado grande no autor e sua história, e nos brindado com este terror maravilhoso!

Terror nacional de primeira qualidade! E, eu espero com toda vontade e receio (rsrs), que venha o próximo! Pois quero saber o que Lucrécia ainda tem a oferecer!!! Cesar Bravo está de parabéns pelo inferno que criou! Adorei o livro! Recomendo de olhos fechados... Péra! Não, de olhos fechados não! De olhos abertos... É melhor assim. Hehehe!

Boa leitura a todos! \m/
Cesar Bravo 28/11/2017minha estante
Resenha SENSACIONAL! Muito obrigado, meu amigo. Conte com novidades em breve. E conte com Lucrécia em um futuro mais distante. Abração!!!


José Igor 28/11/2017minha estante
Opa!!! Aguardando, com certeza, as novidades!!! Um abracão!!! \m/




Ian.Luc 10/11/2017

Ultra Carnem
"[...] Ultra Carnem, de Cesar Bravo, lançado pela DarkSide, é um livro formado por quatro contos que se conectam de alguma forma, todo ambientado no Brasil - mostrando que a editora está confiando cada vez mais em nossos autores. Esse livro é daquele sobre o qual eu pouco sabia, mas que tinha uma vontade insana de ler. Principalmente pela capa - que é linda -, e por saber e conhecer o trabalho artístico nas edições da DS, que são impecáveis.



A mão pesada do autor carregou esse livro do oculto, unindo cultura cigana e elementos do terror gore, capaz de revirar o estômago dos leitores desavisados - como este que vos escreve. Em um dos contos, eu realmente tive que parar de ler, tamanho o incomodo que algumas descrições me causaram.



Mesmo assim, o livro é extremamente bem escrito, unindo o sombrio com toques de sarcasmo e ironia, que dão certa leveza e tornam a leitura menos pesada e cansativa. As personagens são absurdamente humanas, cheias de falhas, vícios, algumas virtudes, e tudo o mais que um ser humano pode ter em seu amago. Ninguém ali é essencialmente bom ou ruim; ninguém ali é um louco descontrolado ou um herói destemido, sem motivo aparente. São humanos que fizeram suas escolhas. E que precisam - e VÃO - pagar por elas."

Para resenha completa, visite http://www.reinoliterariobr.com.br/2017/11/resenha-ultra-carnem.html?m=1
Cesar Bravo 13/11/2017minha estante
Ótima resenha! Muito obrigado!!! ( e me desculpe por apanhá-lo deprevenido rsrsrs)
Abração




Sam_Mjr 04/11/2017

Horror nacional com força!
Um ótimo livro de horror! Já fazem alguns meses que o li mas a história continua fresca na memória. Quatro contos muito bem entrelaçados, vezes buscando terrores no fundo da memória, da opressão cristã e suas ferramentas de medo. Personagens verdadeiramente humanos, principalmente os mais sádicos e cruéis. Um ótimo livro pra se refletir sobre o que se encontra entre nosso paraíso é nosso inferno até para alguém que, como eu, não acredita nestas coisas. Parabéns ao autor é que continue enriquecendo nossos pesadelos!
Cesar Bravo 04/11/2017minha estante
Muito obrigado, Sam! Adorei conhecer sua opinião (e mais ainda que você gostou e entendeu a proposta do meu livro). Força pra nós!!! Abração




Vinny Britto 05/09/2017

Nunca faça barganha com o diabo!!!
Essa primeira história ( da cigana e do garoto abandonado) começou de forma fascinante. Chegou a me dar arrepios em algumas partes e me empolgou bastante. Do jeito que começou, esperava outro tipo de desfecho mas de toda forma foi muito bom.

Já não consigo dizer o mesmo das 3 seguintes, foi cada vez mais tomando rumos diferentes entre si. Legal é que vai amarrando as pontas, mas no fim acabou deixando um gostinho amargo de decepção, por ter começado de forma tão empolgante e foi caindo um pouco.

Achei que seria na pegada ''Exorcista'', de possessão, essas coisas.

O que me prendeu bastante foi a escrita, gostei muito e certamente procurarei outros trabalhos do Cesar.
Cesar Bravo 08/09/2017minha estante
Obrigado pela resenha sincera, Vinny;
as possessões virão, não se preocupe rsrrs


Vinny Britto 13/09/2017minha estante
Escritor que responde os leitores tem ponto extra!!!
Fico feliz de ler coisas bacanas feitas por brasileiros.
Parabéns!!


Fernando.Rodrigues 11/10/2017minha estante
Eu apenas não curti a última história que, além de apresentar um ínfimo erro de revisão, destoou com o resto das outras.
Essa resenha aqui traz um olhar diferente em relação a obra.
http://www.momentumsaga.com/2017/01/resenha-ultra-carnem-de-cesar-bravo.html




Xandy, Xandy 24/07/2017

"Na disputa entre o céu e o inferno nós somos o prato principal"
O livro é dividido em cinco partes interligadas, que serão abordadas aqui separadamente.

Começando agora mesmo!!!

O Abandono – Parte I
A história começa em uma noite muito chuvosa, quando a cigana Iolanda levou um menino órfão para o orfanato da cidade de Três Rios. Os responsáveis pelo orfanato eram Dom Giordano e a madre Suzana, sua auxiliadora.

Antes de deixar o menino aos cuidados do padre, a cigana avisou ao bondoso homem, que aquele era seu irmão , e que seu próprio bando estava banindo-o por que o menino carregava o “demônio” dentro dele.

Após muito relutar, o Padre Giordano acabou aceitando Wladimir Lester, o renegado menino cigano, mediante o recebimento de uma sacola repleta de ouro.

Alguns dias depois, todo o bando de ciganos que havia deixado a cidade, morre tragicamente ao cair de um desfiladeiro.

Misteriosamente algumas pinturas que o bando carregava foram recuperadas; entre elas, havia uma que mostrava um grupo de carroças despencando de um desfiladeiro. Essas pinturas logo remeteram a Wladimir Lester, pois era ele quem gostava muito de pintar quadros; Dom Giordano sempre via o pequeno cigano andando com um tubinho de tinta muito vermelha e atraente, parecida com sangue.

O pequeno cigano não conseguia adaptar-se bem ao orfanato, já que as crianças achavam-no esquisito e o discriminavam por ser ele filho de ciganos. Buba, Japonês e Vermelho, eram os três meninos que mais faziam Wladimir Lester sofrer, pois tomaram dele um retrato antigo de sua mãe, e também brincavam com a estatueta de gesso da Ciganinha, que ele afirmava ser sua própria mãe.

Cansado de tanto sofrer humilhações e totalmente tomado pelo demônio, Lester resolveu vingar-se da maneira mais cruel que se possa imaginar…

Gênesis – Parte II
Após roubar um diário antigo de uma loja de artigos estranhos, Nôa D’Nor, um pintor frustrado e sem talento, ficou obcecado em encontrar os quadros e o tubinho de tinta do menino cigano, que ele acreditava que fariam com que ele obtivesse a fama.

Seguindo as pistas do diário, ele e sua namorada Liza encontram o paradeiro do amaldiçoado tesouro, que estava muito bem guardado há mais de duzentos anos, mal sabendo que o “verdadeiro Mal” os espreitava, fazendo-os pagar um preço muito caro pela ganância e poder.
Para conhecer o resto, visite: https://lendomuito.wordpress.com/2017/07/24/ultra-carnem-cesar-bravo/

site: https://lendomuito.wordpress.com/2017/07/24/ultra-carnem-cesar-bravo/
Cesar Bravo 25/07/2017minha estante
Adorei!




Gabriel 31/05/2017

Macabro
O livro é composto por 04 estórias que se encaixam perfeitamente. Não preciso falar do trabalho dar DarkSide que é sempre maravilhoso, mas o livro me surpreendeu bastante e me fez ver quanto à literatura brasileira pode crescer. César Bravo é um talento nato e espero que ele conquiste muito. Uma nota sobre o livro que não gostei: os personagens masculinos são EXTREMAMENTE machistas e nojentos. Espero que isso seja do personagem e não do autor.
Cesar Bravo 31/05/2017minha estante
Grande Biel! Obrigado pelas palavras! Sobre o machismo, bem, ele é parte do inferno no universo de Ultra Carnem, mas pode ter certeza que a intenção é apenas provocar o debate, de modo algum endossar a característica deplorável. Abração!




50 encontrados | exibindo 1 a 15
1 | 2 | 3 | 4