Ultra Carnem

Ultra Carnem Cesar Bravo




Resenhas - Ultra Carnem


39 encontrados | exibindo 1 a 15
1 | 2 | 3


Vinny Britto 05/09/2017

Nunca faça barganha com o diabo!!!
Essa primeira história ( da cigana e do garoto abandonado) começou de forma fascinante. Chegou a me dar arrepios em algumas partes e me empolgou bastante. Do jeito que começou, esperava outro tipo de desfecho mas de toda forma foi muito bom.

Já não consigo dizer o mesmo das 3 seguintes, foi cada vez mais tomando rumos diferentes entre si. Legal é que vai amarrando as pontas, mas no fim acabou deixando um gostinho amargo de decepção, por ter começado de forma tão empolgante e foi caindo um pouco.

Achei que seria na pegada ''Exorcista'', de possessão, essas coisas.

O que me prendeu bastante foi a escrita, gostei muito e certamente procurarei outros trabalhos do Cesar.
Cesar Bravo 08/09/2017minha estante
Obrigado pela resenha sincera, Vinny;
as possessões virão, não se preocupe rsrrs


Vinny Britto 13/09/2017minha estante
Escritor que responde os leitores tem ponto extra!!!
Fico feliz de ler coisas bacanas feitas por brasileiros.
Parabéns!!


Fernando.Rodrigues 11/10/2017minha estante
Eu apenas não curti a última história que, além de apresentar um ínfimo erro de revisão, destoou com o resto das outras.
Essa resenha aqui traz um olhar diferente em relação a obra.
http://www.momentumsaga.com/2017/01/resenha-ultra-carnem-de-cesar-bravo.html




Xandy, Xandy 24/07/2017

"Na disputa entre o céu e o inferno nós somos o prato principal"
O livro é dividido em cinco partes interligadas, que serão abordadas aqui separadamente.

Começando agora mesmo!!!

O Abandono – Parte I
A história começa em uma noite muito chuvosa, quando a cigana Iolanda levou um menino órfão para o orfanato da cidade de Três Rios. Os responsáveis pelo orfanato eram Dom Giordano e a madre Suzana, sua auxiliadora.

Antes de deixar o menino aos cuidados do padre, a cigana avisou ao bondoso homem, que aquele era seu irmão , e que seu próprio bando estava banindo-o por que o menino carregava o “demônio” dentro dele.

Após muito relutar, o Padre Giordano acabou aceitando Wladimir Lester, o renegado menino cigano, mediante o recebimento de uma sacola repleta de ouro.

Alguns dias depois, todo o bando de ciganos que havia deixado a cidade, morre tragicamente ao cair de um desfiladeiro.

Misteriosamente algumas pinturas que o bando carregava foram recuperadas; entre elas, havia uma que mostrava um grupo de carroças despencando de um desfiladeiro. Essas pinturas logo remeteram a Wladimir Lester, pois era ele quem gostava muito de pintar quadros; Dom Giordano sempre via o pequeno cigano andando com um tubinho de tinta muito vermelha e atraente, parecida com sangue.

O pequeno cigano não conseguia adaptar-se bem ao orfanato, já que as crianças achavam-no esquisito e o discriminavam por ser ele filho de ciganos. Buba, Japonês e Vermelho, eram os três meninos que mais faziam Wladimir Lester sofrer, pois tomaram dele um retrato antigo de sua mãe, e também brincavam com a estatueta de gesso da Ciganinha, que ele afirmava ser sua própria mãe.

Cansado de tanto sofrer humilhações e totalmente tomado pelo demônio, Lester resolveu vingar-se da maneira mais cruel que se possa imaginar…

Gênesis – Parte II
Após roubar um diário antigo de uma loja de artigos estranhos, Nôa D’Nor, um pintor frustrado e sem talento, ficou obcecado em encontrar os quadros e o tubinho de tinta do menino cigano, que ele acreditava que fariam com que ele obtivesse a fama.

Seguindo as pistas do diário, ele e sua namorada Liza encontram o paradeiro do amaldiçoado tesouro, que estava muito bem guardado há mais de duzentos anos, mal sabendo que o “verdadeiro Mal” os espreitava, fazendo-os pagar um preço muito caro pela ganância e poder.
Para conhecer o resto, visite: https://lendomuito.wordpress.com/2017/07/24/ultra-carnem-cesar-bravo/

site: https://lendomuito.wordpress.com/2017/07/24/ultra-carnem-cesar-bravo/
Cesar Bravo 25/07/2017minha estante
Adorei!




Biel 31/05/2017

Macabro
O livro é composto por 04 estórias que se encaixam perfeitamente. Não preciso falar do trabalho dar DarkSide que é sempre maravilhoso, mas o livro me surpreendeu bastante e me fez ver quanto à literatura brasileira pode crescer. César Bravo é um talento nato e espero que ele conquiste muito. Uma nota sobre o livro que não gostei: os personagens masculinos são EXTREMAMENTE machistas e nojentos. Espero que isso seja do personagem e não do autor.
Cesar Bravo 31/05/2017minha estante
Grande Biel! Obrigado pelas palavras! Sobre o machismo, bem, ele é parte do inferno no universo de Ultra Carnem, mas pode ter certeza que a intenção é apenas provocar o debate, de modo algum endossar a característica deplorável. Abração!




Valéria 28/05/2017

Cadê a continuação???
Quero! E quero pra já!!. Meu único arrependimento foi de não ter comprado esse livro antes, porque ele é simplesmente sensacional e ganhou um lugar entre meus top 10 com toda certeza!

Assim como a maioria, quando pego um livro nacional pra ler, ainda mais no segmento do terror, fico com o pé atrás. Mas falo de boca cheia que "cuspi pro alto e caiu direto na testa".

Começo falando pela arte, que chama a atenção logo de cara. Capa maravilhosa, ilustrações que casaram perfeitamente com a narrativa. Já a história??? Eu tenho até medo de resenhar ele aqui e minhas palavras não transmitirem o poder que esse livro tem.

Quatro histórias que se completam, com personagens fortes e obstinados, que nos deixam claro como o ser humano faz de tudo pra ter poder, nem que isso os leve a uma total submissão, onde tudo se liga a garoto cigano que há anos atrás fez um pacto com o diabo. E é isso, não falarei mais nada. Apenas vão ler!!!
Cesar Bravo 29/05/2017minha estante
Sensacional! Valéria, sua empolgação fez meu dia valer a pena. Sinceramente, estou muito feliz em saber que acrescentei algo em sua vivência literária. Quanto a continuação... quem sabe?
Forte abraço e muito obrigado pelas palavras!




spoiler visualizar
Cesar Bravo 25/05/2017minha estante
Obrigado, grande Júlio! Rapaz, adorei sua análise. Você chegou no ponto chave, fico feliz por você ter compreendido e gostado do meu livro. Forte abraço!




Elielson Jr 16/05/2017

Muito bom
Me interessei pelo livro desde o momento que foi anunciado, principalmente por ser de um autor nacional e pertencer ao gênero do terror, um dos mus favoritos. A medida que eu lia mais me envolvia com a história e seus personagens, teria terminado o livro em dois dias se a rotina não me atrapalhasse. Para fãs de terror, talvez as premissas das quatro histórias soem um tanto clichê, mas é aí que o autor conquista o leitor, pois ele sabe o que faz, tem domínio da escrita e conhece todo aquele universo. O cara realmente entende de escrita. Fica aqui a minha admiração e agradecimento por toda essa terra de horror que passei, foi uma ótima experiência. Só não dou cinco estrelas por conta do último conto, que foi o que menos gostei, mas no geral o livro é sensacional. César Bravo acaba de ganhar mais um fã.
Cesar Bravo 16/05/2017minha estante
Olá! Grande Elielson, muito obrigado pela resenha sincera. É um orgulho para mim ter você como leitor. Abração




Iel Nobre 03/05/2017

Um livro que merece um volume 2
Um baita livro, simplesmente. A narrativa é muito fluída, os personagens são carismáticos, há doses generosas de terror, suspende, ganância. Consegui lembrar das histórias do Nelson Rodrigues no terceiro momento kkkk, situações conflituosas de cabo a rabo, mas também um toque bem humorado em todo esse caos.

A história é dividida em 4 momentos distintos, porém interligados. Os capítulos são curtos, o que acaba por dinamizar a leitura ainda mais.

Voltando aos personagens...poxa, como parecem reais! E como deixam saudades. Padre Giordano, Nôa e Lisa, Marco Cantão, Lucrécia aquela louca kkkk Até o Lester sinistro vai fazer falta. Claro que tem alguns pontos que gostaria que tivesse sido diferente, mas tudo bem... Sou o leitor, estou apenas observando os fatos, ora me divertindo, ora me angustiando, ora achando estranho...faz parte.

Olha, queria muito um volume 2. Quem sabe trazendo mais do outro lado também. Do reino de cima. Viagem minha? Kkkk Não sei, mas juro que amaria ler mais!

Vale muito a pena esse livro. Fora que a edição está um espetáculo! Impossível não entrar de cara no clima da história.
Cesar Bravo 04/05/2017minha estante
Opa! Grande Lel. Obrigado pela resenha sincera. Sabe, às vezes eu também penso no futuro, rs. Quem sabe?


Iel Nobre 04/05/2017minha estante
Grande é você Cesar Bravo! Parabéns pelo livro! Eu adorei e com certeza vou lê-lo outras vezes. Esse seu "quem sabe?" era tudo que eu queria agora. Esperançoso \o/




spoiler visualizar
Cesar Bravo 04/05/2017minha estante
Valeu por comentar por aqui, Jota! Forte abraço!!


J.Henrique 06/05/2017minha estante
Porra, que bacana!
Tomare que vc lance o 2, compraria com certeza !
E pensando mais alto, poderia virar um filme kkkk
Abraços




Ana Carol 27/04/2017

Diabolicamente realista...
Para corajosos de estômago forte,
esse livro é muito bom! Realmente, é um prato cheio pra quem curte o gênero terror. Achei as quatro histórias muito bem construídas e adorei como elas se conectam entre sí. Recomendado!
Cesar Bravo 28/04/2017minha estante
Valeu, Ana Carol. Fico feliz que tenha gostado. Abração




Taverneiro 18/04/2017

Excelente terror fantástico
Ultra Carnem é um livro de terror, de forma geral, e tem algumas nuances de tom nas histórias que o compõem. Ele é dividido em quatro partes, com cada uma tendo um protagonista diferente, e que formam um arco maior por trás de todas as histórias. E todas acabam tendo em comum o envolvimento com o homem do andar debaixo.
Por ele ter um formato mais dividido em quatro partes que se unem ao redor de alguns elementos em comum, eu achei melhor falar um pouquinho de cada trecho e depois dar um apanhado geral do livro, vamos lá:

A primeira parte conta a história de um padre que cuida de um orfanato e de um pequeno cigano órfão, que é abandonado lá, e acaba trazendo uma companhia a mais junto com ele… Esse trecho brinca com o conceito de inocência, e digamos assim, abre as portas da sua mente para o que o autor tem a te oferecer.

A segunda parte conta a história de um artista falido, obcecado com as obras de arte e a vida do cigano do primeiro conto, mas ele acaba indo longe demais perseguindo suas ambições… essa parte é ótimo, e fica evidente o bom tratamento que os personagens tem nesse livro.

A terceira parte é a que minha mente sádica mais gostou. Ele conta a história de um técnico de informática que se acha um fracassado, e quer muito mudar de vida, mas acabou revelando seus desejos para a coisa errada, e acaba se envolvendo com um misterioso assassino sádico que esta aterrorizando a cidade. Vocês sabem que eu gosto de Hellraiser, e esse conto tem umas descrições tão viscerais quanto (quem sabe até mais!), sério, se eu fosse colocar um trecho de um dos assassinatos aqui, eu teria que colocar uma classificação etária no post…

E por ultimo, a parte mais loca do livro na minha opinião. Nessa ultima parte uma garçonete acaba se envolvendo pessoalmente nas tramas do Diabo, vindo até mesmo a dar um “passeio” pelo inferno. Esse conto foi o que mais saiu do terror, e foi quase para a fantasia, com seu começo me lembrando uma leitura moderna do inferno da Divina Comédia. Esse trecho do livro acaba juntando vários personagens das outras histórias e contribui muito para algo que eu curti nesse livro, que é a mitologia.
Como eu disse, eu esperava uma coisa muito genérica nesse livro, com algum terror a lá Stephen King, tendo algum demônio qualquer como vilão, mas o que eu recebi foi uma forma diferente de contar uma história, com uma releitura de uma temática meio batida já, que é a demoníaca (tem papo de 2000 anos que um livro é best seller todo ano com o capiroto como um dos personagens XD). Com a mudança sutil de tom de cada parte, ele dá um frescor para a leitura, praticamente te entregando quatro livros bem feitos, que te contam uma história só.

E um dos pontos que eu gostei, e que me surpreendeu bastante, foi a criação de uma mitologia em um livro de terror. Todas as quatro partes trabalham juntas para criar personagens icônicos e um universo demoníaco muito interessante, e isso tudo sem prejudicar de maneira nenhuma o terror contido em cada trecho (bem, talvez no último, mas esse é mais para outro lado mesmo).

E falando um pouco do livro físico, ele é lindo! Toda a parte gráfica dá o tom de esquisito para preparar você para entrar no mundo de Cesar Bravo, a Darkside fez uma obra de arte, como sempre. Por sinal, o motivo de eu trazer ele aqui (diferente dos mais underground que eu falo aqui) é esse ser um livro de um autor nacional que a Darkside decidiu publicar! Que seja o primeiro de muitos! ^^
E por sinal o autor tem vários livros em e-books, e pelo visto todo um “universo expandido”, eu achei melhor não ler outra coisa antes do Ultra Carnem para poder avaliar o livro de maneira mais sóbria, mas agora eu com certeza vou dar uma olhada no resto da obra dele. Se vocês quiserem saber mais, podem dar uma olhada na página do facebook ou no blog pessoal dele:
Em Ultra Carnem, em uma edição lindíssima, o autor mostrou que sabe escrever em diferentes tonalidades de terror, e com sucesso implementar coisas novas em uma temática pouco usual. Para qualquer uma que queira um pouco de terror bem feito, eu recomendo muito esse livro!

site: https://tavernablog.com/2016/11/23/resenha_ultra_carnem_de_cesar_bravo/
Cesar Bravo 18/04/2017minha estante
Taverneiro, muito obrigado por suas palavras. Fico feliz demais em saber que agradei seu coração sangrento. Abração!




Eduardo.Machado 06/04/2017

Nada é de graça nesse mundo.
Confesso que, com medo de levar pedradas, não achei o livro 'Ultra Carnem' tudo isso que falam. O livro tem uma temática interessante; a leitura é, na maior parte do tempo, fluída, mas não acredito que esta obra seja excepcional em qualquer ponto.

A história é contada em quatro 'novelas', sendo a primeira conectada às três posteriores e um epílogo. No começo, somos apresentados a Wladimis Lester, um garoto que tem parte com o diabo, e acaba produzindo diversas obras de arte com poderes místicos - demoníacos. Nas histórias posteriores, conhecemos diversos personagens cujos desejos os levam ao 'mal caminho', estando todos, de alguma forma ou de outra, relacionados ao poder das obras de Wladimir.

O problema com 'Ultra Carnem' é que de suas quatro histórias - 1ª e 3ª - são muito previsíveis, enquanto que a 4ª é simplesmente cansativa de se ler. Devo confessar, contudo, que adorei a história de Noah e gostei da forma com que o livro abordou a ganância humana.

site: http://legiaodesonhos.blogspot.com/
Cesar Bravo 08/04/2017minha estante
Sua opinião é importante! Obrigado por ler meu livro. Abração!


Eduardo.Machado 08/04/2017minha estante
De nada, Cesar Bravo! ?




Karina 03/04/2017

ULTRA CARNEM - Cesar Bravo
Cesar Bravo é um dos mais fiéis e querido parceiro do Blog Casa de Livro.
Nossa felicidade e orgulho, por fazer parte da trajetória do autor, é tamanha. Cesar merece todo reconhecimento por suas histórias, e todo o sucesso do mundo com sua primeira obra publicada em versão física.
"Ultra Carnem" explora uma forma única o terror, a magia e as lendas.
Wladimir Lester é um garoto cigano que possui um talento nato para a pintura.
Com apenas três anos de idade pintou seu primeiro quadro. Uma obra magnífica e perturbadora.
Lúcifer que habitava a Terra, em sua forma humana, decidiu que seria necessário um pacto com aquele garoto. Ele precisava daquela mente jovem e manipulável. Do talento que Lester possuía para suas obras. Seria extremamente útil para seus planos malignos.
Os pais do pequeno Lester já fazia alguns rituais satânicos. Não foi difícil para o garoto cigano se voltar contra sua família e andar lado a lado com o Diabo.
O pacto foi firmado.
Lester deveria produzir quadros, deveria trabalhar em suas obras de forma incansável.
Sempre utilizando uma tinta especial, que parecia viva.
Suas obras de arte seriam ainda mais encantadoras e destruidoras.
Lester vivaria uma lenda.

Nunca mais seria esquecido.

Com o passar dos anos o garoto cigano cometeu as maiores atrocidades.
Seus quadros mais famosos foram escondidos.
Ele passou a viver recluso em igrejas. Nunca parou de produzir suas obras.

Lúcifer estava cada vez mais irritado.
Lester estava o desafiando, e as coisas não seriam tão fáceis para o cigano.

Ele usaria de homens gananciosos para conseguir encontrar Lester, e assim conquistaria cada vez mais almas para o inferno.
Homens que fariam de tudo para se dar bem na vida foram em buscas de tais obras.
Invadiram igrejas para que o Diabo pudesse ter o que tanto desejava.

Mas nunca era o suficiente.
Ele precisava de Lester para que sua guerra fosse vencida.
Lúcifer utilizará de todas as artimanhas para trazer um homem cigano ao inferno.
Lester será encontrado?
Lúcifer conseguirá as almas que tanto deseja?
Uma história arrepiante, que prende o leitor a cada página lida.
Personagens únicos e cheios de maldade.
Casa de Livro Recomenda.

- Não agradeça aos céus, agradeça a Ciganinha. Ela sempre ajuda quem pede com fé.

Titulo: Ultra Carnem
Autor: Cesar Bravo
Páginas: 384
Ano: 2016
Editora: DarkSide

Boa Leitura
Casa de Livro
Karina Belo

Antes que Buba, Japonês e Vermelho desaparecessem totalmente, os olhos ciganos estavam negros de novo. Ele caminhou até uma das velas - no oratório do quarto - e a apanhou. O fogo iluminou seu rosto demoníaco, seus olhos negros. Lester mergulhou a mão no bolso direito da calça e retirou algo de dentro dele. Colocou o tubinho em frente à luz da vela. Parecia mais cheio, mas não o suficiente para tudo o que ainda queria produzir.

- Sua alma me pertence, Nôa. E você vai me entregar cada gota dela.
Nôa olhou para baixo, o sangue de seu coração estava preenchendo o tubinho, se mesclando ao quase nada que resvalava pelas paredes. O demônio levantou o pescoço e gritou, irritado com os primeiros raios de sol que transformavam o céu na casa de Deus.

site: www.casadelivro.com.br
Cesar Bravo 04/04/2017minha estante
Ei, Karina! Muito obrigado pelas palavras e por sua resenha, adorei.
Estava sentindo falta de vocês e do Casa de Livro.
Abração!!!


Karina 17/04/2017minha estante
Muito obrigada, Cesar !!
Ficamos felizes com o fato de ter gostado. Sua obra é incrível.
Beijos




Fred 24/03/2017

Aaaah o final!
Gostei MUITO dos 3 primeiros contos e por isso achei que o último viria pra fechar tudo de um jeito arrebatador, alguma surpresa de um ou do outro lado, algo que me deixaria de queixo caído, algo no mesmo nível ou até um nível acima dos demais contos (porque o melhor sempre fica pro final... ou não), mas não aconteceu pra mim. Gostei da descrição do inferno, a danação dos condenados e da parte da travessia com o barqueiro. A diante, esperei o improvável, algo tinha que acontecer, uma reviravolta, porque aquilo tudo estava muito "simples", fácil. Houve duas páginas no final da qual achei que a Lucrécia ou até mesmo o Lester iria fazer algo que mudaria tudo e zoaria a po#$% toda, Imaginei: "é agora!", mas acabou que fiquei só na vontade. Nada aconteceu a não ser o que já vinha sendo anunciado e isso me deixou meio frustrado. Apesar disso, no geral, achei um bom livro e recomendo.
Cesar Bravo 26/03/2017minha estante
Obrigado pela opinião sincera, Fred. Te espero nos próximos!!!




Amiga Leitora 21/03/2017

Terror nacional
Como de costume, ao iniciar a leitura do livro, eu estava com um 'pé atrás' em relação ao quão entretido eu ficaria com a história e o quão inovadora ela poderia ser, mas logo a leitura fluiu de uma forma que até chegou a me surpreender logo que para com livros nacionais tenho certa 'preguiça' e canso rápido durante as leituras; mas em 'Ultra Carnem' é quase que impossível ficar sonolento, tanto pela narrativa quanto pelo desenrolar e revelações a cada avanço nas páginas que, por si transformam-se em areia movediça, sugando quem está lendo, a narrativa suga, para onde, isso depende!

Primeiro livro do autor César Bravo publicado pela editora DarkSide Books, 'Ultra Carnem' vem destacando-se (em vários sentidos) desde seu anúncio de publicação meses atrás. Sendo eu grande admirador da capacidade da mente humana de criar e recriar o horror/terror que conhecemos, senti uma beliscada de curiosidade sobre o que o autor tinha a oferecer; porém, um de meus 'vícios literários' falava mais alto: ''É obra nacional, será que vale a pena?''; pensava eu...

Em auto análises que venho fazendo ultimamente, cheguei a conclusão de que isso não é um vício literário, mas sim, uma paranoia de admiração inflamada por livros estrangeiros que me faz em maior parte das vezes, julgar o livro pela capa e sinopse (se tratando de nacionais); sem ao menos antes procurar saber de forma um pouco mais profunda do que ele se trata.

O catálogo de obras nacionais vem em uma constante de crescimento se destacando no universo literário, os novos autores que de forma tímida chegam em nossas estantes, com o iniciar da leitura, acabam mostrando seus potências e do que são capazes. César Bravo ao escrever 'Ultra Carnem' é um ótimo exemplo do que estou falando; pois a 'coisa' aqui é boa, é ultra.

Dividido em quatro contos intitulados: ''O Abandono'' / ''Gênesis" / ''O Pagamento'' e "O Inferno'' ; o livro narra a história de personagens diferentes, em tempos diferentes, mas que de certa forma se conectam.

O primeiro conto introduz a história de Wladimir Lester, um garoto cigano que fora abandonado em um orfanato por sua família. Com o avançar do tempo durante sua estadia no orfanato, o garoto mostra-se diferente em aspectos tais como: facilidade/dom para pinturas. As pinturas de Wladimir, na maioria das interpretações fazem crítica, sátira à igreja e materializam-se de forma macabra através da tinta vermelha que ele carrega consigo.

O intrigante dom do garoto cigano e a tinta vermelha que ele usa nas pinturas é a extensão que alimentará os contos e personagens seguintes, que na mesma linha de Wladimir, mostram o quão propensos ao mal as pessoas são, quando em formas diversas ele se apresenta.

O interessante do livro, em minha opinião, é que o César soube brilhantemente coligar os contos, sem permitir que ficassem óbvios e previsíveis. A ligação entre os dois primeiros contos foi a que mais me exaustou, no bom sentido, logo que, eu tinha coisas à fazer porém não conseguia largar o livro até entender o dilema de Nôa (segundo personagem).

Histórias macabras, o leitor pode ter certeza de que as encontrarão, nem precisa ler resenhas, só de olhar para a capa que a impressão se intensifica, e, ao ler a descrição:

NA DISPUTA ENTRE O CÉU E O INFERNO NÓS SOMOS O PRATO PRINCIPAL.

Não sobra dúvidas de que algo perturbador o aguarda.

Aqui é o limite que posso chegar nessa resenha, para não arrancar o prazer de surpreender-se com a mente poderosa e macabra do César Bravo materializada em 'Ultra Carnem' , livro que vai te devorar sem ao menos que você perceba!

* Escrito por Lucas Rodrigues do AMIGA DA LEITORA

site: http://www.amigadaleitora.com/2017/03/resenha-horror-nacional-ultra-carnem.html
Cesar Bravo 22/03/2017minha estante
Muito obrigado por compartilhar sua opinião, Lucas. Curti muito a resenha. Te espero nos próximos!!!


LineCherry 03/07/2017minha estante
undefined




Reemilk 11/03/2017

Um livro curto demais!
Ultra Carnem foi um livro que eu não esperava muito, por ser brasileiro e o terror brasileiro ser tão limitado e escasso. Mas, felizmente, esse livro me surpreendeu em TODOS os sentidos. A obra nos mostra que o céu e o inferno estão em guerra eternamente e isso não vai acabar tão cedo. A história nos faz refletir que o homem está disposto a fazer de tudo para conseguir oque quer. ?[...] Eles nunca agem sozinhos. Estão sempre de olho. Enquanto você se distrai em busca dos seus sonhos, eles traçam planos para expandir a escuridão [...] Ninguém consegue enganar o demônio. Ninguém.? (Página 151)

Encontramos aqui quatro histórias que se seguem, porém tendo um protagonista diferente, cada uma delas se passando em diferentes épocas, mas todas são recheadas de tensão e muitas cenas gore, pesadas onde não há espaço para bondade e esperança. Esse livro é sobre a ganância e a sede de poder que obscurece a razão e a lógica, fazendo com que as consequências passem como um detalhe insignificante. ?O coração dos homens é cheio de veneno, rapaz. Cheio de sexo, de podridão e assassinatos. Cheio de interesses. Todo homem tem uma besta enjaulada e você pediu para que ela a deixasse solta? Foi isso o que fez?? (Página 263)

Não vou contar sobre o que são essas quatro histórias para não estragar a surpresa, mas a escrita de Cesar Bravo é excelente, dinâmica, com claras influências de Stephen King e outros autores de horror, e nos prende com seu estilo e também com sua mente perturbadora, as descrições de cenários, construções de personagens, tudo foi criado com atenção minuciosa, tornando cada história completa, densa, sufocante, instigante e principalmente, tornando esse livro curto demais.
Cesar Bravo 12/03/2017minha estante
Obrigado pela resenha, Ree. Gostei demais de conhecer sua opinião! E sobre o livro ser curto, isso é o que chamo de entusiasmo!!! Abração




39 encontrados | exibindo 1 a 15
1 | 2 | 3