Simplesmente Amor

Simplesmente Amor Helena Andrade




Resenhas - Simplesmente Amor


18 encontrados | exibindo 1 a 15
1 | 2


Cia do Leitor 06/12/2016

Simplesmente Amor
Prepare-se para se emocionar na mais bela história de amor já escrita nos últimos tempos. Não falo só do amor romântico, neste livro encontraremos todo o tipo de amor existente. Cada página uma emoção, um suspiro, risos e aflição.

Simplesmente Amor, conta a história de Alicia, uma jovem de 27 anos que ao voltar de Londres onde passara os melhores dias de sua vida, sofre um acidente de carro junto com sua cunhada Milena. Foi no percurso do aeroporto com destino a sua casa, que tudo aconteceu. Alicia teve uma grande lesão na cabeça, e após vários exames foi constatado que ela perdera parcialmente a memória. Esquecera o que havia acontecido nos últimos meses. Sua viagem para Londres foi apagado totalmente de sua vida, tudo que vivera foi deixado pra trás.

Sua família foi o alicerce que a sustentou e a acalmou nos dias tenebrosos. Além das dores causadas pelo impacto, ela estava totalmente desestruturada, perdida, sem chão. Lembrava-se de coisas antes da viagem, mas, angustiava-se por não lembrar das semanas em Londres. Sentia como se algo importante fora deixado pra trás. Algo que jamais deveria ser esquecido. Ainda no hospital Alicia tem uma revelação que mudaria completamente sua vida e nada seria como antes.

Para não prolongar o sofrimento, ela resolve dar por encerrado aqueles dias e volta a sua rotina, retoma o seu trabalho de advogada em uma grande empresa de advocacia e aos poucos reassumi seu relacionamento com Caio que parecia um tanto frio e distante. Mas, a sensação de vazio, de angustia a incomodava, atrapalhando todos os seus objetivos de seguir em frente.

Os dias passam, e Alicia tem sua vida reinventada e reconstruída. Mas, foi em um dia comum, que ela conhece Miguel, o irmão de um cliente. Um homem lindo, de aproximadamente 30 anos, ora gentil, ora rude, e um tanto misterioso. Seus olhos verdes a enfeitiçava, sua gentileza e masculinidade a enlouquecia. Alicia estava seduzida pelo homem mais encantador e sexy que já conhecera na vida. E o vazio que sentia, começou a ser preenchido...

Novas revelações e reviravoltas iriam acontecer, sua sanidade estaria por um fio, seu passado esquecido a assombrava, e viria com tudo para por à prova o seu amor. O verdadeiro amor de sua vida.

"Ah, meu Deus estou num dramalhão." - Pág.239

A autora Helena Andrade explorou com maestria os limites e o amor dos personagens. Mostrou-nos que a solidariedade nos torna vivos e fortes, e que superamos todos os nossos medos e inseguranças quando ajudamos o próximo. O amor está presente neste livro em cada decisão, gesto e palavras fazendo dessa obra uma poesia para nossos corações.

De fato, a memória é um fragmento do que vivemos e temos conhecimento que esse fragmento unindo a outros nos torna o que somos hoje. Nesse livro, a perda da memória parcial deixou um vazio no peito de Alicia que sentia-se incompleta e angustiada. Fiquei a imaginar como seria estar no lugar da protagonista e sofri com ela, me senti solidária por sua dor de ter as lembranças perdidas, as mesmas que lhe pregavam peças a todo momento confundido-a e fazendo-a sofrer, elas queriam ser encontradas, mas esse processo seria doloroso e muito difícil para Alicia.

É uma história envolvente, com personagens carismáticos, que nos leva a sentir múltiplas emoções. O Casal que protagoniza essa linda história é apaixonante, nos inspira e nos faz querer vivenciar intensamente esse sentimento tão limitado hoje em dia, o amor. O Romance acontece no momento certo e na medida certa, a autora conseguiu sustentar a nossa ansiedade até não aguentarmos mais e então nos satisfez. Foi como fazer amor com o livro, com direito à preliminares e êxtase total.

"Sinto Miguel me pressionar junto a seu corpo. ele acaricia meus cabelos, removendo-os do pescoço. A música altera para tons mais suaves. A voz do vocalista, misturada ao som do baixo, penetram em mim. A melodia é profunda a ponto de tocar minha alma. Sinto seus lábios em meu pescoço e me arrepio. Se virar irei beijá-lo."

O melhor ficou para o final. A autora nos presenteia com as memórias de Alicia, àquelas perdidas, que tanto desejávamos conhecer durante toda a leitura... Amei! (Não era justo que os leitores ficassem de fora dos acontecimentos de Londres)

A memória são como fotografias, que o tempo insiste em apagar. E "se" o tempo vencer e conseguir tirar as lembranças que possuímos, certamente ele jamais apagará os sentimentos, pois, ele está cravado no coração, intacto e salvo.

Foi assim que encerrei a leitura, foi essa minha reflexão. Digo isso porque quem sofre da doença de Alzheimer, como minha mãe, esquece tudo aos poucos, mas o amor fica. Mesmo que o doente não reconheça "aquela pessoa" que está ao seu lado, o amor, o sentimento de afeição por esse "estranho" estarão presentes até o fim. É um mistério, mas o amor sobrevive.

É de arrepiar, cada emoção sentida nesta leitura, me levou a crer que esse será um livro que vai emocionar você, caro leitor. Vai arrancar suspiros, risos e não largará o livro até encerrá-lo.
Simplesmente Amor é um livro simplesmente lindo!

site: http://www.ciadoleitor.com/2016/12/resenha-simplesmente-amor-de-helena-de.html
Claudia 13/12/2016minha estante
Vai ser um sucesso, na realidade já está sendo ...
Vamos nos apaixonar por está história




Camila Justi | @JustiBooks 20/06/2017

Muito Amor por este livro!
?? Resenha ??
??
Alícia terminou seu namoro com Caio antes de embarcar para uma viajem na Europa. Lá muitas coisas acontecem e tudo indica que ela viveu um grande amor(a autora não deixa totalmente claro, o que contribui muito para a nossa curiosidade).
??
Chegando ao Brasil, Milena, sua cunhada e melhor amiga, a busca no aeroporto e na volta pra casa as duas sofrem um acidente. Alícia acorda no hospital dias depois com a memória afetada e grávida.
??
Ela não lembra de nada da viagem e nem de que Caio rompeu seu relacionamento. Não tem mais seu celular para recuperar algum indício do que aconteceu no tempo em que esteve fora do país. A partir dai ela segue a vida normal, mas sente que tem sempre um vazio em seu coração e na sua vida, como se tivesse deixado algo para trás.
?? Os anos passam, muita coisa acontece e o destino se encarrega de cruzar os caminhos de duas pessoas que não deveriam ter se separado nunca.
??
?Que livro maravilhoso!!! Cheio de mistérios e revelações que nos prendem. A todo momento você fica torcendo pra ela recuperar a memória e ir atrás do amor. O leitor consegue sentir o mesmo vazio que a protagonista sente e as revelações ao decorrer da trama nos deixam ainda mais absortos.
Helena 13/07/2017minha estante
Adorei a resenha e a forma como o livro te encantou. Gratidão pelo carinho!
Simplesmente Amor pra você




Laah Ribeiro 08/06/2017

Resenha- Simplesmente amor| Literary Heart
Alícia é uma grande advogada, tem 27 anos, e sua vida é totalmente estruturada. Estava voltando de férias de Londres, onde passou as melhores semanas da sua vida.
Após deixar o aeroporto, na ida pra casa, Alícia sofre um acidente de carro e perde toda a mémoria dos seus últimos meses -Inclusive as da viagem-. Tudo ficou para atrás. Porém, lembranças se apagão, mas sentimentos não!
Alícia se vê perdida. Totalmente desestruturada e sem chão. Ainda no hospital, ela recebe uma notícia que pode mudar o rumo da sua vida, "Alicia está gravida!" Com o apoio da família, ela consegue se reenconstruir e seguir em frente. Caio -seu ex-namorado-, há pede em casamento e ela logo aceita. Mas nem casando, Alícia consegue preencher aquele enorme vazio que está no seu coração. Caio está mais frio do que nunca.
Depois de quase três anos após o acidente, Alícia se encontra novamente estruturada, morando sozinha com o filho pequeno, Enzo, e separada do ex-marido. Mas ainda não recuperou a mémoria. E a única coisa que prova que ela esteve em Londres era um pequeno bilhete que encontrou dentro da mala da viagem, depois de casar.
"Prometo não demorar! Você nem sentirá minha falta. Te amo!"
E aquele vazio do ínicio de perda da mémoria ainda continua em seu coração. Parece que lhe falta algo.
Alícia está trabalhando em uma empresa como advogada, é recebe o convite para ir passar o final de semana na casa de praia de um dos clientes, junto com o patrão e a esposa dele. Ao chegar lá, ela é apresentada a Miguel, o irmão do Cliente -Henrique.
Miguel é um homem de aproximadamente 30 anos. Hora gentil, hora rude. Sua Masculinidade e aqueles olhos á enloquecia. E em pouco tempo Alícia estava seduzida por Miguel. Um amor intenço que ela nunca sentiu na vida. E toda vez que ficava com ele, aquele vazio que sentia não existia mais.
Miguel morava em Londres, mas estava passando as férias no Brasil. Logo ele vai embora e o coração de nossa amada Alícia se encontra quebrado novamente. Ela passa alguns meses assim, até que duas grandes revelações vem á tona e muda totalmente o destino de Alícia, e agora ela percebe que não vive mais sem ele.


Simplesmente Amor, é um romance intenso e viciante. É um amor sem limites e sem igual.
O final é a melhor parte, pois Helena nos mostra as memorias que Alícia perdeu na viagem e que nunca lembrou.
O enredo é super bem construido é a história tem uma grande reviravolta depois que Alícia e Miguel começam a ficar juntos. Na minha opnião, as cenas que eles estão juntos são as melhores e mais emocionantes. O cuidado na revisão do livro foi total. E os detalhes das folhas, a abertura dos capitulos, é tudo muito lindo!❤
Simplesmente Amei esse livro, e indico de olhos fechados para todo mundo! Seja Simplesmente Amor você também! :D ^_^

site: http://literaryheartt.blogspot.com
Helena 13/07/2017minha estante
Você é uma blogueira muito especial, Laah! Gostei muito de ter a oportunidade de você resenhar meu livro.




re.sanrehd 08/02/2018

Simplesmente Apaixonada <3
Aqui conheceremos a história de Alicia e Miguel.

Sua memória pode falhar mas seu coração sempre saberá qual o caminho você deve seguir!!!!!!

Nem sempre as omissões sobre determinadas situações são propositais. No intuito de proteger as pessoas com a verdade, a omissão se torna a melhor saída. Mas, por quanto tempo?

Teremos muitas revelações nesta história.

Alicia e Caio estão em um relacionamento estagnado ou como poderíamos descrever ... morno. Justamente por este motivo Alicia decide tirar férias e marca uma viagen que há tempos sonha em fazer e conhecer a Europa passando especificamente por Londres e Paris.

No dia do embarque seu namorado Caio fala que precisa de um "tempo" na relação findando o namoro.

Alicia embarca decidida a descobrir qual o sentido da vida e aprender a "curtir" o que a vida tiver que lhe dar.

Alicia retorna da viagem cheia de novidades para contar mas um acidente no retorno para casa lhe tira as últimas memórias. Caio reata o namoro principalmente após a descoberta da gravidez de Alicia e com isso Alicia e Caio se casam.

Alicia mesmo com a perca da memória sentia que algo estava "fora do lugar" e em uma conversa, seu pai deixa claro que ela não deveria se casar somente por causa da gravidez.

Mas Alicia decide manter o casamento marcado mesmo sentindo que algo estava errado e que seu pai tinha razão.

Tempos após ter voltado de Londres, Alicia acha um bilhete no fundo de uma mochila que usou e o bilhete lhe causou um calafrio.

O que havia acontecido para que alguém tivesse escrito aquele bilhete tão íntimo e tão cheio de significado? E a pergunta principal era: Porque ela não se lembrava de nada?

O casamento aconteceu, o bebê nasceu e como previa o pai da Alicia o casamento não deu certo e veio a separação.

Estando Alicia separada ela queria voltar a exercer sua profissão e logo ela conseguiu um novo trabalho.

Foi durante o fechamento de um contrato com um cliente que Alicia reencontra Miguel. A energia entre eles era tão palpável que Miguel literalmente explodiu. Miguel achava que ela o havia abandonado e traído. Somente após ele saber sobre a perca da memória de Alicia é que ele toma a mais perfeita decisão que alguém que ama outra pessoa poderia
tomar:

Se Alicia se apaixonou por Miguel uma vez ... Se apaixonaria novamente!

E, foi exatamente o que Miguel fez. Iniciou uma aproximação lenta e gradual para não assustar Alicia.

E o coração fez sua parte de reunir os sentimentos, quebrar barreiras e transformar dúvidas em possibilidades.

Durante toda a história Alicia sofre com a perca de memória e a autora permeia este mistério sobre as descobertas e ações que definem o futuro da Alicia e do Miguel de uma maneira que faz com que tenhamos a sensação de estar "dentro" da história. Torcendo e vibrando por cada passo que este lindo casal dá em direção a Felicidade!

Felicidade plena existe? Talvez sim ... ou ... Talvez não!

De qualquer forma cada um de nós tem que SE PERMITIR sentir. O segredo é ouvir o coração e aceitar que sempre sabemos o que devemos ou não fazer e isso é subconsciente.

Afinal ... O coração sempre sabe das suas razões!

Um romance cheio de mistérios, descobertas, revira-voltas e aceitação.

Amor, confiança, entrega e superação definem este lindo romance que termina com o AMOR como vencedor de todas as provas e barreiras.

Super, Mega indico.

comentários(0)comente



Rita.Flôres 27/07/2018

Simplesmente amor, simplesmente apaixonante.
Sinopse:

“Um amor que nem mesmo a perda da memória foi capaz de apagar. Imagine encontrar o amor verdadeiro, vivenciá-lo em sua plenitude e depois perdê-lo nas entranhas da mente. Ao realizar uma viagem de férias à Europa, Alicia vive momentos que não só podem mudar seu futuro, mas também lhe trazem revelações do passado. Quando retorna ao Brasil, um acidente a coloca entre a vida e a morte, tendo como consequência a perda das lembranças. Sem consciência de suas experiências, ela retoma sua vida, casa com o antigo namorado e deixa o acaso conduzi-la. Porém, seu corpo começa a mostrar-lhe que existem mistérios por trás da amnésia, algo tão profundo que nem mesmo a perda da memória foi capaz de apagar.”

Comecei a ler esse livro à meia noite e terminei às 4h da manhã! Fiquei envolvida até a última página.
Alícia Ribeiro, uma jovem advogada paulista, retorna de uma viagem à Europa em que passa por Paris e Londres, quando sofre um acidente automobilístico que lhe tira a memória. Ela não se lembra de nada do que aconteceu em sua viagem, tem apenas vagas impressões que não são suficientemente fortes para fazê-la lembrar.
No hospital, ao acordar três semanas depois do acidente, depois de sofrer duas cirurgias para conter um sangramento (havia uma lesão no lobo frontal), ela se descobre grávida. Então entra em cena Caio, seu namorado, que lhe havia pedido um tempo antes dela viajar. Caio a pede em casamento e, apesar das dúvidas de seu pai e de sua cunhada, Milena, que estava também com ela no carro no dia do acidente, Alícia aceita e os dois vão viver a sua vida.
No entanto, seu casamento lhe causa incômodo. Não há paixão e, depois de algum tempo, eles se separam. Alícia começa a trabalhar em uma empresa diferente, pois havia sido demitida da primeira e, até então, trabalhava na parte jurídica de um abrigo para crianças onde sua mãe era voluntária. É aí, minha gente, que a coisa começa a acontecer de verdade! Ao começar um empreendimento com uma empresa que precisa de assessoria jurídica para causas ambientais, Alícia conhece Miguel, irmão de Henrique, o dono da empresa, e a atração que sente por ele é imediata. No início Miguel parece aborrecido com ela, mas depois, eles se aproximam e... Ah, eu não vou contar mais nada! Só quero que vocês saibam que muita coisa vai rolar nessa trama que Helena Andrade nos traz. É uma história cativante, doce, que nos traz tão bons sentimentos! Sério, não consegui parar de ler. E uma das coisas que amei é a playlist do livro, que é maravilhosa, e o fato de Miguel (Ah, Miguel...), tocar piano, um de meus instrumentos favoritos. E a gentileza do protagonista me conquistou. Que homem fabulosamente cativante:

“Ele tomou a minha mão e a beijou. O olhar fixo no meu. Em seguida, levantou-se, pegou o castiçal e me convidou a acompanha-lo em direção ao piano.”

Eu já disse que não gosto de livros escritos em primeira pessoa quando este tem muitos personagens contando seus porquês, no entanto, Simplesmente Amor é diferente, não é cansativo e eu estou simplesmente apaixonada! Será que eu, em meu delírio romântico, poderia encontrar um homem como Miguel? O que vocês acham? E você, Helena, Andrade?
Recomendo totalmente!

site: https://paragostardeler1.blogspot.com/2017/10/simplesmente-amor-simplesmente.html
Helena 10/01/2019minha estante
Espero que possa encontrar um Miguel para voce, linda!
Gratidão pela resenha e pelas palavras de carinho.




Aline 25/07/2017

Para quem gosta de romance fica minha indicação!
Após terminar um relacionamento Alícia embarca para sua tão sonhada férias à Europa, após um período ela volta ao Brasil, sua cunhada e confidente Milena fica encarregada de buscar ela no aeroporto, assim que Alícia chega no aeroporto Milena percebe que a cunhada está guardando alguns segredos, ao questionar Alícia conta que prefere chegar em casa para assim lhe contar tudo que aconteceu durante esse período na Europa, porém ao voltar Alícia e Milena sofre um grave acidente, Milena teve ferimentos leves, mas Alícia após permanecer vários dias desacordada em um hospital acorda com uma sequela; suas lembranças do último ano não existe mais. Tudo que ela recorda é o que aconteceu até o último natal.

Após sua recuperação Alícia resolve prosseguir com sua vida, ela então aceita se casar com seu namorado Caio, afinal ela não se lembra de terminar o relacionamento antes da viagem e ele esteve sempre do seu lado durante o período que passou no hospital, seu pai e sua cunhada não concordam muito com a ideia, mas eles aceitam a decisão de Alícia. Alícia tem um marido, um filho, uma casa porém ela sempre sentiu que algo não estava completo, e que ela e Caio não tem mais afinidade e cumplicidade que um casal precisa. Ela decide terminar seu casamento e começar uma nova vida ao lado de Enzo seu filho que tem um pouco mais de um ano.

Um bilhete, um desenho e um telefonema deixam pistas que algo muito importante deve ter acontecido durante suas férias em Londres, mas Alícia nunca tentou saber de verdade o que aconteceu durante esse período. Um encontro com Miguel um arquiteto brasileiro mas que mora e trabalha em Londres poderá despertar vários sentimentos adormecidos e talvez trazer lembranças apagadas da memória de Alícia, ou quem sabe criar lembranças melhores ainda.

Alícia é um personagem forte, mesmo tendo tomado decisões erradas ela não abaixa a cabeça para as dificuldades da vida, ela nunca deixou que sua carreira de advogada atrapalhasse seu lado mãe; Helena nos apresenta um romance de leitura leve e fluída, mas com temas fortes e algumas reviravoltas. Os personagens secundários (família da Alícia) fazem toda diferença durante o percusso dessa história. Para quem gosta de romance fica minha indicação para essa literatura nacional.

site: http://www.divagandopalavras.com/2017/03/resenha-sorteio-simplesmente-amor.html
comentários(0)comente



estantedasuh 28/02/2017

Simplesmente Amor - Blog Estante da Suh
Alicia tem 27 anos e ao voltar de uma viagem de Londres ela sofre um grave acidente. Alicia passa dias no hospital, mas ao acordar ela não lembra nada do que aconteceu na viagem e isso deixa um vazio muito grande na vida dela. E para completar ela descobre estar grávida e isso a deixa muito sensibilizada.

Por causa da gravidez Alicia decide se casar com Caio que é o seu namorado, ela sabe que antes da viagem eles haviam brigado, mas decidem colocar uma pedra nesse assunto e viver a vida. Mas Alicia não sente aquele amor por seu namorado, ela sente que está faltando alguma coisa e que talvez isso não fosse o certo a se fazer. Assim que Alicia volta para casa ela mexe na mala que ela havia viajado e encontra um bilhete bem suspeito, indicando que ela havia conhecido outra pessoa em Londres, mas Alicia não se lembra e não dá muita bola para isso. Sua família diz que não é necessário se casar tão rápido e são meio que contra, mas ela decide, então o casamento acontece.

Caio é um homem sério e que não dá muito atenção para Alicia, Enzo nasce e o casamento vai indo de mal a pior, até que um dia Alicia dá uma basta e contra a vontade do marido se separa, ficando sozinha com seu filho Enzo de um ano e alguns meses. Alicia não se sente mal com a separação para ela é um novo começo para a sua história.

Agora Alicia está trabalhando em um escritório de Advocacia e está muito feliz com a sua profissão. Ela pretende voltar a Londres e Paris para ver se consegue se lembrar da viagem, mas antes precisa redigir um contrato muito importante para um cliente e é convidada para passar um fim de semana na casa de Henrique o tal cliente. Chegando lá ela se deslumbra com a casa e a praia que é bem perto, mas o que realmente vai mexer com ela é o irmão de Henrique, Miguel. Ele vai chegar para balançar o coração dela e dar uma virada em sua vida.

Essa história é linda e fala sobre tantos temas importantes que é até difícil de explicar. Primeiro conhecemos uma Alicia fragilizada e insegura com tudo que aconteceu em sua vida. Ela tenta seguir em frente, mas sempre sentindo um vazio. Imagina você não saber o que se passou em um período da sua vida, deve ser horrível. Depois vemos uma Alicia se reerguendo e tentando seguir em frente, principalmente pelo seu lindo filho Enzo, ela tenta se dividir entre a mãe e a profissional e na medida do possível dá conta. E por fim Alicia se redescobre, não vai ser fácil, mas ela vai conhecer toda a sua história e viver uma linda história de amor.

Miguel é o tipo de homem que toda mulher queria conhecer, gentil, carinhoso, caridoso, amigo, engraçado, e ama sua família. Um homem com os seus defeitos, pois às vezes é um pouco turrão, mas isso passa bem longe. Ele chega todo misterioso e nos faz pensar em vários cenários para a história. Ele veio para colocar cor na vida de Alicia e conseguiu cumprir bem o seu papel.

Além do amor de homem e mulher, o livro aborda o amor de pai e mãe, fala sobre adoção, como a família tem um papel fundamental na vida das pessoas. A família de Alicia é linda, todos são amáveis, uns ajudam os outros e estão sempre unidos. Sem a sua família Alicia não conseguira fazer e alcançar tudo que alcançou.

O final para mim foi surpreendente e muito lindo. A autora nos presenteou mostrando o que realmente aconteceu na viagem de Alicia e como que a partir dela sua história mudou completamente. Ela descobre segredos que estavam guardados a sete chaves.

A capa do livro é linda e retrata muito bem o ambiente da história. A diagramação está linda e foi criada com muito capricho a história é narrada na visão da Alicia, somente com um capítulo sendo narrado por Miguel. As folhas são amareladas e a fonte ótima para leitura. Não houve erros de ortografia. O trabalho da Ler Editorial foi muito bem feito.

Não canso de ressaltar como a história é linda e cheia de mensagens de amor, carinho, amizade, família, descobrimento e recomeço. Recomendo esse livro a todos que gostem de histórias que mexem com o coração.

site: http://www.estantedasuh.com.br/2017/02/resenha-simplesmente-amor-de-helena.html
Helena 15/03/2017minha estante
Querida, Suh! Já me manifestei em outros espaços para dizer o quanto sua resenha me emocionou. Você conseguiu captar a essência da história e resenhar de forma tão legítima que não cansarei de agradecer.
Gratidão pelo carinho com minha obra!
Beijos,




Malucas Por Romances 03/02/2017

Nacional toda sexta-feira lá no blog!
Simplesmente Amor me conquistou logo de cara por causa dessa capa linda. Quando foi me disponibilizado para resenha não tive dúvidas, pedi para resenha e fiquei esperando esse bebê chegar. Uma leitura que teve seus altos e baixos e vou contar o que achei pra vocês aqui nessa resenha.

"Tinha que admitir que algumas escolhas, por mais corretas que pudessem parecer, nem sempre nos levavam ao melhor caminho."

O livro começa com Alícia em Londres no final da sua viagem voltando pra casa. Sem revelar muito do que aconteceu na sua estadia em Londres ela volta para o Brasil decidida a falar com seus pais e suspirando por um certo alguém. Só que antes de chegar em casa ela sofre um acidente de carro e perde sua memória. Vai ter que fazer lembranças novas, mas ela sente que está deixando alguma coisa para trás.

Comecei a leitura um tanto confusa por causa do tal mistério do que aconteceu com Alícia em Londres, tanto que comecei o livro e larguei achando ele confuso. Mas essa confusão passa depois do primeiro capítulo, depois disso é bomba atrás de bomba e se piscar perdeu os acontecimentos da vida de Alícia. Até a página 66 foi uma leitura com acontecimentos rápidos, até que o ritmo diminui e a autora dá mais atenção ao casal do livro.

Alícia é uma mocinha gente como a gente, que vai errar, que tem seus defeitos, pode ser precipitada ás vezes. Com a perda da sua memória ela vai sentir um grande vazio e pode meter os pés pela mãos tentando preencher esse vazio.

"Eu queria resgatar a força dentro de mim, para que pudesse ver o sol de novo."

Não vou falar do mocinho porque tem um certo mistério pra saber quem ele é no livro e não quero tirar essa expectativas de vocês. Pode parecer bobo, mas te garanto que é melhor assim. Só posso falar que amei esse mocinho, um mocinho que toda Malucas por Romances ama, que vai fazer de tudo por sua amada. Suspiros são garantidos nesse livro.

Simplesmente Amor

site: http://malucaspor-romances.blogspot.com.br/2017/02/resenha-simplesmente-amor.html#more
Lily.Viana 03/02/2017minha estante
não vejo a hora de começa a ler!!!




Cami @leiturizar 06/03/2017

Envolvente e arrebatador!
Logo no início conhecemos a Alicia, que estava prestes a retornar de sua viagem da Europa e descobre algo que pode mudar sua vida para sempre. Quando as férias acabam, ela liga para Milena, sua cunhada, pra pedir que ela venha lhe buscar no aeroporto e conta pra Milena que Caio, seu namorado terminou com ela minutos antes de embarcar e deixou a entender que conheceu alguém nessa viagem. Enquanto ambas vão conversando seguem para o carro pra pegar o caminho de volta pra casa e é nesse momento que a vida de Alicia muda de cabeça pra baixo. Um caminhão bate no carro causando um terrível acidente e ela perde suas memórias recentes de modo que não se recorda de ter terminado com Caio e acaba se casando com ele, mesmo seu corpo evidenciando que algo estava muito errado aí.

Com a perda da memória, ela nem ao menos de lembra da viagem para a Europa e o que aconteceu no decorrer de sua estadia por lá e quando volta, após o acidente, Caio se mostra arrependido por terem terminado e assim que descobrem a gravidez, ele logo lhe propõe casamento. Ela aceita ignorando os sinais que estão ao seu redor de que não será um casamento próspero.

Alícia é uma mulher incrível, após se recuperar do acidente ela se torna uma mãe maravilhosa e dedicada, contando sempre com a ajuda dos pais, do irmão e de sua cunhada. Enquanto Enzo, seu filho, ia crescendo, ela sentia que não deveria ter casado, que Caio não era mais o mesmo e também não parava de pensar sobre essa suposta viagem a Europa e sentia raiva por não conseguir se lembrar de nada. Então Alícia é demitida do escritório e passa a trabalhar como advogada no abrigo de crianças onde sua mãe é voluntária, passando a se dedicar inteiramente a causa.

Após quase dois anos do acidente e com o filho com quase a mesma idade, Alícia consegue outro emprego e decide se separar de Caio, o que ela não esperava era encontrar Miguel, um cara com lindos olhos verdes e que a encanta quase que imediatamente.

A partir daí eles começam a se conhecer melhor, só que ela não estava preparada para o que viria com esse relacionamento.

Decidi ler esse livro após finalizar duas leituras bem complexas, com a finalidade de relaxar um pouco mas não imaginava o que eu iria sentir com sua história. Confesso que antes de começar a escrever essa resenha, fiquei com muito receio de não fazer jus a história, de não conseguir passar tudo o que eu senti enquanto lia.

Alícia é uma mulher de fibra, que mesmo perdendo a memória não fica cabisbaixa e tenta se recuperar da melhor forma possível.

Na história também há a presente mensagem da família, a importância de ter seus pais por perto e de como os pais da personagem a ajuda o tempo todo.

Outro ponto importante que gostei muito foi o fato de Alicia trabalhar em um abrigo para crianças órfãs. No decorrer das páginas, ela ressalta a importância de uma criança crescer em um lar feliz e cheio de amor.

O amor. Esse é muito presente em todo o livro, não apenas o amor entre um homem e uma mulher, mas também entre irmãos, pais, amigos. Foi o amor que salvou Alícia da depressão, foi o amor que a levou de encontro com a vontade mais íntima de sua alma. Essa é uma das principais mensagens do livro que foi um dos fatos que mais gostei da história. O amor é capaz de salvar vidas e trazer de volta ao presente algo que o próprio consciente apagou de certa forma.

Miguel é um personagem cheio de luz, amoroso, atencioso e trata o filho de Alícia como se fosse dele, sem falar no fato que morre de ciúmes do ex. É autêntico e muito carismático, de maneira que é impossível não se perder nos encantos dele e se pegar suspirando automaticamente quando ele faz algo pela protagonista.

A história flui facilmente de maneira que o leitor não sente as páginas virarem e tudo acontece no momento exato em que tem que acontecer, seguindo corretamente a ordem cronológica dos fatos. A autora possui uma escrita viciante, emocionante e envolvente, e o livro conta com uma riqueza de detalhes que possibilita o leitor viajar junto com os personagens.

Todos os personagens foram muito bem descritos, com suas personalidades e características próprias. Até mesmo os secundários receberam uma atenção especial, mas isso não quer dizer que ofuscaram os principais, de maneira nenhuma, apenas quer dizer que eles não ficaram esquecidos e sem final. Todos tiveram um desfecho.

O amor que une Miguel e Alícia é puro, vai muito além da química e da atração. É algo simples, mas bonito e como não se emocionar com isso? Em momentos tive que pegar um lencinho para secar as lágrimas e retomar a leitura.

Algo que fiquei pensando durante toda a leitura foi em como seria interessante ter um segundo livro mostrando apenas o ponto de vista do belo rapaz que Alícia conheceu na Europa e tudo o que ele passou nesses anos mas a autora pareceu adivinhar meus pensamentos e no final do livro temos um bônus que é narrado pela perspectiva do próprio e que foi um ótimo final!

É uma história leve, envolvente e arrebatadora! Que me fez pensar sobre o amor verdadeiro e querer viver essa história de Alícia, me fez desejar que o amor fosse algo tão presente em minha vida que só isso já bastava pra mim. Me fez querer me afogar nesse sentimento lindo e distribuir para todos os que precisam. Confesso que fiquei muito sonhadora após o término da leitura, como se estivesse nas nuvens e foi uma sensação maravilhosa.

E como eu já disse em outras resenhas, eu sempre tomo partido dos personagens e com ela não ia ser diferente. Torci muito pra que ela se lembrasse de tudo. Senti tudo o que ela sentiu e na mesma intensidade e só posso dizer que foi uma experiência única, totalmente diferente do que estou acostumada.

O final, embora esperado, me surpreendeu da melhor maneira possível de modo que elegi a Helena como minha autora nacional favorita. Toda a sua capacidade de desenvolver cenários, de criar personagens tão marcantes, de nos trazer tantos sentimentos bonitos como ela trouxe.

O projeto gráfico também é sensacional, a capa está maravilhosa e os capítulos começam com uma arte de flores muito linda! Ah, e no decorrer da trama também é explicado a escolha da capa. As páginas são amarelinhas e a letra está em um tamanho bom de modo que não ficamos com os olhos cansados.

Para finalizar recomendo a todos que adoram um romance leve e arrebatador ao mesmo tempo, com personagens que poderiam ser reais e desejo que todos se envolvam tanto quanto eu nessa história digna de ser um best-seller.


site: https://leiturize-se.blogspot.com.br/
Helena 15/03/2017minha estante
Que resenha mais linda, Camila! Amei!!!
Nossa, até me emocionei. É muito especial saber que a história te propiciou momento profundos de emoção e reflexões.
Gratidão pelo carinho!
Beijos,




Ann 18/07/2017

Moda e Eu
Simplesmente Amor

Helena Andrade

Editora: Ler Editorial

SBN-13: 9788568925348
ISBN-10: 8568925340
Ano: 2016 / Páginas: 210
Idioma: português


Um amor que nem mesmo a perda da memória foi capaz de apagar.


Imagine encontrar o amor verdadeiro, vivenciá-lo em sua plenitude e depois perdê-lo nas entranhas da mente.
Ao realizar uma viagem de férias à Europa, Alicia vive momentos que não só podem mudar seu futuro, mas também lhe trazem revelações do passado. Quando retorna ao Brasil, um acidente a coloca entre a vida e a morte, tendo como consequência a perda das lembranças. Sem consciência de suas experiências, ela retoma sua vida, casa com o antigo namorado e deixa o acaso conduzi-la. Porém, seu corpo começa a mostrar-lhe que existem mistérios por trás da amnésia, algo tão profundo que nem mesmo a perda da memória foi capaz de apagar.

Obra indicada ao Prêmio Oceanos 2017
Ficção / Literatura Brasileira / Romance


Como sempre, um belo romance de Helena Andrade, neste romance conhecemos Alicia que está pronta para sua viagem para Europa após terminar seu namoro com Caio. Lá, as coisas mudam em sua vida. Porém ao retornar para casa, sofre um acidente de carro com sua melhor amiga - ex cunhada - e acaba perdendo a memória, ou seja a viagem, o termino some de sua mente. E para fechar com chave de ouro, ela acaba descobrindo que está gravida.

Grávida e sem memória, Alicia acaba casando-se com Caio, porém a história não é feliz.

Após seu divórcio, Alicia conhece Miguel,e bem a história muda...


Vamos parar antes que eu descreva o livro todo. Como sempre Helena nos presenteia com um belo livre e com um personagem maravilhoso que nos deixa triste por existir apenas em um livro.

O casal é apaixonante e nos deixa torcendo por um final feliz.

site: http://www.modaeeu.com.br/2017/07/resenha-simplesmente-amor.html
comentários(0)comente



Voandoentrepaginas /livro_gram 24/07/2017

O amor vence ate as barreiras da mente .
Alicia viaja para Paris e vive um romance inesperado com Miguel, mas ao voltar para o Brasil sofre um terrível acidente e perde as memórias recentes .

" Será que Alicia lembrarar de seu amor e a viagem a Paris, onde presenciou, sentiu e viveu uma período de amor alucinante -O amor vence a barreiras da mente perdida ou não ???."

Depois do acidente, vem a descoberta de uma gravidez e o casamento repentino com o ex , mas mesmo depois disto tudo ela senti um vazio grande em seu ser como se algo faltasse em sua vida .
Depois de certo tempo ela encontra Miguel mas não o reconhece e ele fica abalado por sua amada não o reconher , o que fará para para ter Alicia em seus braços.

" Mergulhei no turbilhão de emoções , que me envolviam, arrepiado dos pés até o ultimo fio de cabelo : A umidade ,o sol, o fogo. Ah !"

Alícia não conseguindo mas suportar seu casamento e se separa e vai viver sozinha com seu único amor , seu filho .
Alicia se entrega mas uma vez a essa paixão ao braços de Miguel sem saber quem realmente e , mas depois de toda alegria e amor ao lado de Miguel o verdade vem a tona , ela se sente enganada ,e se afasta , para que possa pensar em sua vida e se depara que o destino mas uma vez os uniu para que podesse desfrutar desse amor ,mesmo não lembrando de nada o coração de Alicia voltou a bater quando encontrou Miguel .

" Como é possível a chuva ser tão fria se o sol brilhou o dia todo ? - Alicia e Miguel "

Uma história linda e simples de se ler ,nos faz repensar o que vivemos , se realmente amamos quem estar em nossa ou quem esteja só fe passagem ,se for amor verdadeiro haja o que houver , ele fica ou volta para nos tornar uma pessoa melhor e mas feliz , realmete esse livro é fogo e a paixão, e entrega complementos em combustão que nos incendeiam -
Convido a ler Simplesmente amor e descobrir que o Amor verdadeiro vence e rompe as barreiras ,instrapassaveis - Simplesmente se entregue .
Helena 14/08/2017minha estante
Linda demais sua resenha! Simplesmente amei




Thuanne Hannah 21/02/2017

Simplesmente Amor foi uma leitura bem gostosa de se fazer. Com uma história bem bonita, que aquece o coração do leitor. O livro conta a história de Alícia, um jovem de 27 anos voltando de uma viagem que fez à Londres. Pouquíssima coisa foi revelada neste começo, mas tudo indicava que a moça havia encontrado uma nova paixão neste país.

Porém, por infelicidade do destino, Alícia sofre um acidente nesta volta, ficando em coma por alguns dias e perdendo a memória. Tudo o que aconteceu na sua viagem, foi apagado. E para completar a confusão, ela descobre que está grávida. Então decide se casar com Caio, o rapaz com quem ela namorava antes de viajar.

"Tinha que admitir que algumas escolhas, por mais corretas que pudessem parecer, nem sempre nos levavam ao melhor caminho."

O casamento não ia nada bem, Alícia sabia que antes da viagem os dois brigaram, mas não conseguia se lembrar do motivo, tudo ficou muito confuso para ela. Percebendo ter tomado uma decisão precipitada, ela decide por um ponto final neste casamento que não estava dando nem um pouco certo.

"O vazio em minha mente tornou-se o vazio em meu coração."

Alícia foi vivendo sua vida, sentindo aquele vazio que a perda de memória causou. Até que um dia, acabou conhecendo Miguel, irmão de seu chefe no trabalho. Este encontro inesperado foi um tanto estranho, Miguel pareceu irritado ao ver a moça. Mas parecia haver alguma coisa que ligava os dois e aos pouquinhos foram em busca de uma linda história de amor.

Eu não sei qual foi a intenção da autora, mas posso dizer que matei a charada logo no começo do livro. Isso não tirou o brilho da história, muito pelo contrário. Mesmo sabendo o que ia acontecer, eu estava louca para saber como ia acontecer, precisava saber sobre todos os detalhes dessa história linda. Além dessa confusão toda, Alícia descobre coisas muito importantes sobre sua vida, o que deu ainda mais emoção ao livro.

Alícia é uma moça adorável, que ama a sua família e tem um carinho enorme pelo filho. A forma como a autora descreveu essa relação é muito tocante. Ela é aquela típica personagem que merece ser feliz. Miguel é um homem que a maioria das mulheres deseja, carinhoso, atencioso, sexy... Um tanto misterioso também! Mas ao final do livro descobrimos todos os seus motivos.

Outra coisa que merece destaque é a família de Alícia. A autora conseguiu criar um lar tão bonito, onde amor e compreensão prevalecem, mesmo com as diferenças de cada um, os sentimentos bons sempre são maiores que tudo.

A história segue um pouco corrida no começo do livro, ficando mais profunda a partir do encontro entre Alícia e Miguel. Os dois se complementam de uma forma muito bonita, possuem uma conexão muito forte. A autora tratou o romance dos dois com muita delicadeza. Não tem como não torcer por esses dois.

"Sinto Miguel me pressionar junto a seu corpo. ele acaricia meus cabelos, removendo-os do pescoço. A música altera para tons mais suaves. A voz do vocalista, misturada ao som do baixo, penetram em mim. A melodia é profunda a ponto de tocar minha alma. Sinto seus lábios em meu pescoço e me arrepio. Se virar irei beijá-lo."


A única coisa que me incomodou durante a leitura foi o uso excessivo de exclamações. Na maioria dos diálogos havia um "!" no final, fazendo com que parecesse que o personagem estivesse sempre surpreso ao conversar. Mas de resto, não tenho do que reclamar. A capa está bonita, bem de acordo com a história e no começo de cada capítulo tem uma decoração florida bem bonitinha, muito capricho da editora.


site: http://conjuntodaobra.blogspot.com.br/2017/02/simplesmente-amor-helena-andrade_17.html
comentários(0)comente



Daniela Garbez 22/08/2017

Amor é valorizado imensamente em cada página
O livro Simplesmente amor, de Helena Andrade, entrega ao leitor páginas que exalam o amor em sua essência e em diversas formas.

Helena Andrade cria muito bem as falas, os cenários e o desenvolvimento de cada um na história. Narra com sensibilidade e sutileza os acontecimentos, tudo se encaixa muito bem. Os personagens se entregam ao romance e a paixão e convidam o leitor a fazer o mesmo.

site: http://www.biolivros.com/2017/08/resenha-simplesmente-amor-helena-andrade.html
comentários(0)comente



joanice.oliveir 14/07/2017

Simplesmente Amor - Resenha
Simplesmente Amor é um romance dramático, doce e verdadeiro que mostra que o Destino pode muitas vezes nos dar uma nova chance de amar e ser amado de uma forma única e inesquecível.
Alícia é uma mulher de vinte e poucos anos, advogada e turista em Londres que teve seu coração partido quando seu namorado pediu um tempo no momento de sua entrada na aeronave que a levaria para a Europa. Ela estava muito triste, mas a vida sempre nos mostra que tristeza é apenas um pequeno momento, mas não um castigo e tem uma estadia agradável no velho continente trazendo na sua bagagem muitas histórias e um amor de verão.
Sua chegada a São Paulo se dar tranquilamente e sua cunhada Mi vem busca-la. Alicia toma a direção e conversa sobre sua viagem e pergunta sobre sua família e afins para a cunhada. Num dado momento do caminho para a capital o carro que as duas se encontravam bate na lateral de um caminhão e perde o controle levando as duas de encontro com a morte.

Semanas se passam e Alicia acorda no hospital sem se lembrar do ocorrido no dia de sua chegada da Europa. Ela nem se lembra de sua viagem e nem que Caio terminou o relacionamento. Seus pais parecem preocupados e abatidos. Ela não sabe o motivo. Até sabe, mas não tolera ser motivo de preocupação para todos. Pergunta por sua cunhada. Ela está bem apenas com membros engessados. Alicia agradece aos céus por não ter matado sua cunhada. Não aguentaria ter sido causadora da destruição de uma família.
Seu retorno para casa acaba se tornando algo delicado e assustador, porque descobre está grávida de poucas semanas e Caio lhe pediu em casamento. Ele parece distante e quando se beijam, ela não sente nada. Será que o amor acabou entre eles? Não importa a criança precisa de uma família e ambos construíram um lar amoroso e perfeito para a criação de um filho.

Após o casamento de Alicia e Caio percebemos que uma escolha precipitada foi tomada pelos dois. O matrimônio tornou-se apenas um fardo e Alicia se ver abandonada diariamente por seu marido e vai ficando cada dia mais infeliz e sentindo um vazio profundo em seu coração que parece querer falar que ela esqueceu algo muito importante.

“Pareciam existir feridas abertas, sem sinais de cicatrização. E por mais que eu me esforçasse em buscar alegria, a sensação não amenizava.”

A separação vem como alívio para Alicia e a oportunidade para um recomeço em sua vida. Ela fica mais feliz e atenta para os sinais do Destino. Empenha-se em seu trabalho conquistado com muito suor e é chamada para uma negociação importante com uma construtora que quer trabalhar de forma sustentável. Ela quer finalizar essa transação para viajar novamente para a Europa e relaxar, mas não sabia ela que a vida lhe chamava para reencontrar com algo esquecido do passado.
Seu último trabalho antes das férias é um final de semana na casa de praia de Henrique – o proprietário da construtora – na qual serão feitos os trâmites legais. Nesse lugar os caminhos de Alicia e Miguel se cruzam para provar que o Amor é a única forma de plenitude para nossa existência.

Miguel é arquiteto e mora na Europa e é apaixonado pela vida, mas tem um olhar profundamente triste que mostra que teve muitas perdas e que seu coração está machucado e ansioso por um bálsamo de cura. Ele penetra a alma de Alicia e tentará de todas as formas conquistar aquela mulher que parece dominar seus sonhos e anseios.

“Eu queria resgatar a força dentro de mim, para que pudesse ver o sol de novo.”

Alicia ver-se novamente num beco sem saída. Será que conseguiria se envolver rapidamente com outra pessoa após sua recente separação? Por que Miguel parece tão importante para seu coração? E por que seu coração preencheu-se quando o avistou? O que será que unem eles?

Alicia é uma mulher vinda de várias perdas. Umas ela conhece e outras ela tomara conhecimento durante várias revelações que abalaram sua confiança até então intacta após o acidente. Ela é uma mãe amorosa, advogada eficiente, mas infeliz no lado amoroso. Após sua separação de Caio que não acredita que vai ser amada profundamente e incondicionalmente e quando conhece Miguel, percebe que a vida existe para derrubar nossas verdades e questionar nossos sofrimentos infundados. Ela poderia ter perdido a memória de alguns acontecimentos, mas o Destino se encarregou de lhe trazer uma nova história incomum e ímpar para preencher a lacuna de suas lembranças e o vazio de seu coração.

Caio, ex-marido de nossa protagonista é um homem sem graça e suscetível a manipulação de situações. Nunca fui muito chegada a ele. Em alguns momentos fiquei triste por ele observar que Alicia não o amava mais, porém ele ainda acreditava que poderia mudar isso.

“Tinha de admitir que algumas escolhas, por mais corretas que pudessem parecer, nem sempre nos levavam ao melhor caminho.”

Miguel é aventureiro, doce, amoroso, carinhoso, porém dado a explosões incontroláveis de emoções que muitas vezes desequilibravam sua relação com Alicia. É misterioso e exala tristeza e solidão. Compreendemos alguns traços de seu comportamento e postura principalmente diante Alicia e Enzo – filho de Cia – quando seu passado é explicado para todos. Ele é apaixonante e cativante.

“[...] Num momento estava triste e no seguinte parecia estar contando uma piada interna.”

Milena – esposa de Diogo, irmão de Alicia – é engraçada, forte e bem decidida em tudo. Ela é uma fortaleza que ampara sua cunhada após o acidente e que a compreende com ternura e amor.

Os pais de Alicia e a mãe de Miguel são personagens que nos apaixonamos no momento que os conhecemos. Compreensivos, amorosos e que conseguiram encontrar um oásis de amor e salvação no meio de uma vida de perdas e sofrimentos que poderiam ter os tornados amargurados, porém escolheram lançar gentileza e boas ações para aqueles que necessitam de amor e investimento em seus talentos e sonhos.

A leitura é gostosa e conquista facilmente, porque não tem aquele drama de novela das nove e muito menos temos uma personagem que cai de amores pelo mocinho. Alicia é forte e sábia em suas decisões e quando pensamos que ela vai agir de forma infantil diante algumas revelações, ela se comporta plenamente madura mesmo diante as circunstâncias. Além, claro de Miguel que é o retrato de um ser humano que perdeu alguém que amou muito, mas foi presenteado com uma nova chance de tentar encontrar sua felicidade.

“Adorava estar com este homem. Ele fazia eu me sentir especial.”

A capa é uma belezura, porque traz tons distintos de rosa e o fundo com a Bridge Ponte e a modelo combina com a história e contrastam perfeitamente com a fonte agradável e as flores que aparecem no início dos capítulos narrados por nossa personagem.

Simplesmente Amor é aquele romance que arranca suspiros apaixonantes, desperta sonhos românticos e mostra que amor é uma realidade para todos, porém nunca será feito de um conto de fadas, mas de um encontro de pessoas que decidem lutar para ficarem juntas com amor, confiança e companheirismo.


site: http://poesiaqueencantavida.blogspot.com.br/2017/04/resenha-simplesmente-amor-helena-andrade.html
Helena 14/08/2017minha estante
Adorei! Obrigada pelo carinho com que descreveu minha obra. Simplesmente Amor por você




Daniele Nhasser 10/01/2019

Um livro arrebatador
Helena Andrade trás em “Simplesmente amor” uma história doce e envolvente, que consegue prender o leitor de uma maneira única, sem deixá-lo ansioso ou irritado pelas situações não se resolverem de imediato.

“Envolvi seus ombros e busquei sua boca, o deixando sugar meus lábios. O sabor dele era intenso, inebriante. Ele colocou-me no chão e deslizou os lábios pelo meu pescoço. Projetei meu colo em sua direção. Suas mãos desceram pelas laterais do meu tronco, até chegar aos quadris e ele me pressionou com o corpo de encontro ao piano.”
Pág. 155

Tudo começa com Alícia, nossa heroína retornando de uma viagem feita a Londres, onde lá viveu momentos incríveis e de quebra, conheceu o amor de sua vida... Só que ao chegar ao Brasil, essa sofre um acidente, causando assim a perda de memória.
Seu ex, Caio aproveita o momento de fragilidade para retomar algo perdido, Alícia neste período conturbado, se sentindo vazia e confusa acaba descobrindo estar grávida, sem parar para refletir muito sobre o assunto, mesmo seu pai alertando que não era preciso tomar uma decisão tão séria, Alícia resolve se casar com Caio e terem juntos a criança.
O homem que também se apaixonou perdidamente por ela em Londres, não sabe nada sobre o acidente e tenta de todas as maneiras entrar em contato com ela, pois até então não obteve mais notícias suas. Só que o número de celular que ela passou não chama e quando este liga para sua casa descobre que essa se arrumava para se casar.
O que você acha que acontecerá com Alícia? Ela vai se lembrar de seu grande amor de Londres? Ou ela vai se apaixonar novamente pelo ex e será feliz com ele? E esse bebê será que é mesmo de Caio? E o rapaz de Londres, vai desistir tão fácil da amada?
Essas respostas você só terá conferindo essa obra belíssima de Helena Andrade, que mais uma vez nos presenteia com uma história maravilhosa. Você não pode deixar de conferir!
“Simplesmente amor” é um romance muito bem construído, diálogos inteligentes, personagens com personalidades comuns, impossível não nos sentir íntimos deles, pois algumas situações descritas são tão normais em nossos dias, o que nos dá a impressão de estarmos dentro das páginas do livro, vendo ainda mais de perto os receios, as impulsividades, as surpresas ocorridas no desenrolar da história.

“Tão acolhedor! Não havia outro lugar no mundo onde desejasse estar, senão em seus braços.”
Pág. 139

Um romance que nos faz reforçar a ideia que o amor é o maior sentimento do mundo e não importa quantos obstáculos precisamos enfrentar, o nosso destino está traçado e uma hora encontramos, de um jeito ou de outro, o nosso “feliz para sempre.”
comentários(0)comente



18 encontrados | exibindo 1 a 15
1 | 2