Até o Fim do Mundo

Até o Fim do Mundo Tommy Wallach




Resenhas - Até o Fim do Mundo


33 encontrados | exibindo 1 a 16
1 | 2 | 3


lavi books 14/04/2021

Eu amei esse livro!
Achei que se parece muito com a situação que a gnt tá vivendo.
Só não dei mais estrelas por conta de um acontecimento que eu odiei no final, mas é um bom livro.
comentários(0)comente



pox 08/04/2021

Sobre esse livro
O formato de escrita desse livro eu ja li ,achei legal,mas nao tem muito um foco em si,achei meio perdido a narração,nada demais ,não é um livro ruim ,só nao indicaria para um amigo,fora que demora muito para desenvolver os personagens e de repente acontece milhares de coisas,mas o drama adolescente é ok.
comentários(0)comente



Millah14 14/03/2021

Até o fim do mundo
Seis adolescentes tem suas vidas mudadas depois de ficarem sabendo que a terra tem seus dias contados para existir, adolescentes que tiveram que tomar decisões antes que seus dias acabassem. Adolescente que se viram não indo pra faculdade nem terminando a escola. Um livro que mostra que tudo pode mudar do dia pra noite que planos podem não ser concretizados como esperamos.
comentários(0)comente



Carol 04/02/2021

Amei esse livro, simplesmente incrível a abordagem da humanidade diante o fim do mundo, só não curti muito o final aberto, sem saber o que ocorreu de verdade.
comentários(0)comente



Marina 19/01/2021

Horrível, odiei. Toda a proposta do livro era interessante, mas não foi bem desenvolvido. Os personagens eram esquisitos e os extremo clichês que existem. As coisas e situações que aconteciam era bizarras ao ponto de gerar risada.
comentários(0)comente



spoiler visualizar
comentários(0)comente



spoiler visualizar
comentários(0)comente



gaby dias 23/12/2020

divertido
um meteoro está se encaminhando para atingir a terra, você tem 3 semanas, o que você faz?
eles vão aproveitar. bastante.
comentários(0)comente



Rhai 19/12/2020

Esse foi um livro difícil de entender se gostei mesmo ou não e bem difícil de dar a nota. Ele mexeu comigo de uma forma que eu não esperava, mas tem várias coisas que não gostei na estrutura dele.
Além dos personagens bem esteriotipados, muitas coisas não são claras como vários diálogos que não tem a ação dos personagens então não da pra saber nem a reação deles e é mais difícil de imaginar até a entonação das falas, fora algumas partes do livro realmente confusas que podiam ter sido aprofundadas, mas não foram e você só vai entender o que aconteceu em outra cena diferente.
Mesmo assim não consegui dar uma nota menor porque inesperadamente me prendeu muito e me deixou bastante reflexiva ao ponto de eu sonhar com ele quando finalizei.
comentários(0)comente



Misses Claire 03/11/2020

Este não é um livro de fim do mundo comum, em outros livros/filmes/séries desse gênero, o problema seria algum tipo de apocalipse zumbi ou a terra congelou ou se encher de água ou qualquer outra coisa, e os protagonistas teriam de salvar todos, impedir que isso acontecesse para garantir a existência da raça humana, ou ainda tentar sobreviver a todas essas mudanças. Este livro não é assim. Não é sobre sobreviver ao fim do mundo, é sobre reagir ao fim do mundo. Em momento algum existem zumbis, terras congelando e o mundo se enchendo de água. O mundo continua o mesmo. Mas ao mesmo tempo, mudou completamente. Pois o fim d mundo de que o livro se retrata não é a ameaça do asteróide chegando a terra, é como as pessoas reagem à isso, o que isso faz com a cabeça delas. As ações que as levam a cometer, explorando a complexidade humana.

Existe 70% (ou 60%, não me lembro muito bem) de chance de que um asteróide irá atingir a terra em questão de poucas semanas, esse aviso é dado a toda a população. E, o ser humano como o animal que é, enlouquece. As pessoas, acreditando que o fim do mundo chegará, começam a pensar que podem fazer qualquer coisa que quiserem, afinal, o mundo vai acabar de qualquer jeito não é? E os quatro protagonistas, se veem em meio à essa bagunça, fazendo parte dela, enquanto seus destinos se entrelaçam de formas diversas, e eles acabam presos um ao outro. Cada um tem uma, uma reputação, mas quando se trata do fim do mundo, precisamos deixar as diferenças de lado e focar no que realmente importa: aproveitar os últimos dias de vida para perseguir os sonhos. Todos esses personagens pensavam que teriam um futuro, pensavam nas possibilidades que ainda iriam surgir e em todo o tempo que teriam pela frente para se feliz. Mas não terão. Então eles se veem obrigados a perseguir os sonhos enquanto podem, e, quer eles queiram ou não, fazer isso juntos.

O final foia cereja do bolo. Foi perfeito, e acho que foi o jeito certo de acabar. Deixou claro que o que importa não é o fim do mundo de forma literal, e sim o fim do mundo que o ser humano causa quando ameaçado, quando sai de sua zona de conforto.
comentários(0)comente



Lalá 25/10/2020

Quadro adolescentes que antes eram definidos por rótulos vão ter que descobrir o que realmente importa,com a chegada do asteroide à terra prevista pra dois meses eles precisam encontrar um significado e realmente viver.
comentários(0)comente



spoiler visualizar
comentários(0)comente



Carol 11/08/2020

Diferente, num bom sentido
Esse, pra mim, foi um livro que me pareceu assustadoramente real, apesar de ao mesmo tempo, ser muito insano. Vou explicar kkk. O mundo vai entrar em colapso muito provavelmente, só que ninguém está muito preocupado com isso, com a destruição que o asteroide pode causar, porque ao mesmo tempo cada um dos personagens tenta administrar a destruição do próprio mundinho (Peter está numa crise existencial que o faz pensar que tudo que já fez foi em vão, Andy está literalmente deixando a vida o levar pra onde ela quiser o que chega a ser angustiante, Anita está tentando realizar um sonho e pra isso ela precisa se desprender da vida que levava antes do asteroide, e Eliza está andando por aí tirando suas fotos sem saber muito no que acreditar e no que se agarrar).
A dor de cada personagem é muito bem escrita, e ao longo da história você vai descobrindo o que sobra de cada pessoa frente ao fim do mundo, afinal de contas, o que você faz se sua vida não tem mais planos? O que você faz se tudo que você fez foi pra nada? Criei uma empatia muito grande pelos personagens apesar de nenhum deles ser o tipo de pessoa exemplar, eles têm defeitos como todo mundo no mundo.
O final porém achei meio previsível, não me decidi se isso é algo positivo ou negativo, vou deixar em aberto.

Ps.: Uma curiosidade é que no livro foram adicionadas músicas originais, estas estão disponíveis nas plataformas de streaming, o que eu achei o máximo independente da música ser boa ou não. O nome do álbum é "We All Looked Up: The Album" do próprio escritor, Tommy Wallach.
comentários(0)comente



Lu 30/07/2020

Esperava mais...
Confesso que esperava mais...A ideia de "valorizar o presente porque não sabemos do futuro" me chamou bastante atenção, mas não foi como eu esperava.
Têm furos na história. Por exemplo, uma personagem está perdendo o pai e quer passar todo o momento com ele, mas de repente ela para de ir visitá-lo? Sei lá, têm coisas que não fizeram sentido. E o final em aberto??? Aii não gostei...
comentários(0)comente



rhcpvic 17/04/2020

Acredito que a ideia do autor foi contar as reflexões e conflitos desses 4 jovens no pouco tempo que lhes resta, questionando seus próprias ações e todos que lhes cercam. Se tivesse uma segunda chance, você mudaria suas escolhas?

Eu esperava encontrar algo mais emocionante e que me fizesse sentir na pele o que é estar a beira de um fim do mundo eminente. Sem contar que o final fica em aberto e não sabemos o que de fato aconteceu.

Até o fim do mundo é uma história sobre escolhas, arrependimentos e segundas chances, não se encontra nele o terror psicológico que é estar a beira de um asteróide vindo de encontro a terra, mas é um bom livro e contém ótimas reflexões.

"...Ele disse que um momento fantástico ia chegar, quando todos iam esquecer das próprias vidinhas e olhar para o alto, para ver se aquela imensa bola de fogo no céu ia mesmo acabar com todo mundo. E talvez, quando vissem a bola passar reto, quando sentissem a misericórdia, isso seria suficiente para convencê-los a mudar. Talvez..."
comentários(0)comente



33 encontrados | exibindo 1 a 16
1 | 2 | 3