O Arcano Nove

O Arcano Nove Meg Cabot




Resenhas - O Arcano Nove


152 encontrados | exibindo 1 a 15
1 | 2 | 3 | 4 | 5 | 6 | 7 |


Cris Paiva 19/02/2015

Eu li o primeiro livro há anos atras, acho que foi em 2004, e nem sabia que tinha continuação, um dia no sebo, achei outros da série, o 2, 4 e 5. Comprei, mas fiquei sem poder ler, por que detesto ler serie incompleta, chega a me dar perebas. Esses dias consegui os dois que faltavam e tcharãm!! Maratona de leitura ai vou eu!!! KKkkk

O Jesse é tão fofo quanto eu me lembrava, mas tinha esquecido que a Suze era tão esquentadinha!! Com ela não essa de fantasminha com crise de identidade, de "coitadinho ele esta revoltado", que nada! Ela ja chega e vai chutando as bundas dos falecidos para o outro mundo. E a nova missão dela, de dar um simples recado, acaba arrumando um novo candidato a namorado, o Tad. Acho que o Jesse não vai gostar nada disso...
O livro é bem juvenil, não foge ao estilo da autora. E a Suze é uma figura! Você fica tão envolvida com as maluquices dela que nem percebe que o livro já acabou. É sério, o livro acaba e você nem vê!! Ainda bem que fiz estoque antes de começar.
Sueli 20/02/2015minha estante
Uma série bem extensa, não é mesmo, Cris? Deu tempo para ler tudo no carnaval?
Sabe?, embora eu tenha percebido que a maioria dos leitores não curte muito séries longas, eu adoro. Gosto de ficar por longas horas pertinho dos personagens que amo...
Só não gosto muito de temáticas juvenis... Já passei há muito dessa idade. ;)
Bjks
Ah, espero que as chuvas não tenham prejudicado a sua vida.


Bela 20/02/2015minha estante
A Suze é uma das minhas protagonistas favoritas, dei altas risadas com ela! e o Jesse? como não soltar suspiro por esse fantasma? haha


Cris Paiva 20/02/2015minha estante
Sueli, são 6 livros,com cerca de 260 paginas cada, mas a letra é grande, as paginas são amareladas e você lê tão rapidinho que nem percebe o tempo passar. Eu li um por dia, começei na sexta passada e terminei nessa sexta. Uma semana certinho!
Olha, idade por idade, também não tenho mais pra ficar lendo os juvenis, mas é tão gostosinho que não resisto! Kkkkkkk




EmmyBS 28/06/2011

Irritante
Irritante. No primeiro livro é possível relevar um pouco o comportamento da protagonista, Suzannah Simon, mas no segundo é irritante. Eu sei que existe um complexo que toda protagonista tem que fazer coisas estúpidas, mas Suzannah passa dos limites aceitáveis mais parecendo uma infantil garota de onze anos e do que uma adolescente de dezesseis, e olha que conheço protagonistas de onze que são mais maduras. E ela não é irritante do estilo fazer coisas precipitadas em momentos extremos ou ser melosa demais, mas de imatura mesmo. Gritar, mentir, dizer coisas desnecessárias com raivinha... Atitudes de criança que fazem você querer que ela se ferre para aprender. Nem dá pra torcer por algum romance no livro. Dá pena dos dois parceiros de cena dela, mesmo com toda a falta de carisma deles. Jesse é apagado e certinho demais para dar vida ao fantasma principal da vida dela, até mesmo o pai ou o padrasto tem mais carisma que ele. Volto a dizer que o Soneca e o padre são os melhores e mesmo assim mal aparecem na trama. Talvez eu leia as continuações, talvez não, mas realmente não foi um livro que me deixou com gostinho de quero mais.

Falem mal de Isabella Swan e Zoe Redbird, mas que ela são bem mais interessantes que Suzannah Simon, eu não tenho a menor duvida.
Jéssica RJ 20/10/2012minha estante
Concordo com você. Pena que eu já comprei a série completa :-(




melzinharj 17/02/2010

Viciante!!! Não dá para parar de ler!
Lini 12/03/2015minha estante
Concordo e assino embaixo!! Acho que estou apaixonada rs




Dress@ 19/06/2010

Ahh sem dúvida esse foi melhor que o 1° mais emoção, suspense, menos luta com os fantasmas que confesso isso no 1° livro estava me irritando rsrsrs!
Mais mesmo assim a Suse ainda continua irritante, pois ela não ouve os outros faz por conta própria as coisas e acaba dando no que dá!

Mais eu adorei o Jess um fofooo, hunft curiosa pra saber como ele morreu, deve ter sido algo mto chocante porque não fala logo!

RECOMENDO
comentários(0)comente



Patricia 26/09/2013

Não tem como não amar a Suzannah!
No segundo livro da série A Mediadora, Suzannah se vê novamente encrencada quando é acordada aos gritos no meio da noite por uma mulher estérica que implora a ela que diga à Red que ele não é culpado por sua morte.

Como desconhece tanto a falecida, quanto o Red ao qual a mulher se refere, depois de pesquisar muito e ainda não ter encontrado nada a respeito, ela pergunta aos seus amigos, se algum deles conhece alguém com esse nome. Cee Cee a informa de que Red é o apelido de Thaddeus Beaumont, um milionário dono de várias empresas e pai de Tad Beaumont, com quem Suze havia dançado em um festa na casa de Kelly Prescott (presidente da turma do segundo ano) alguns dias antes.

Ao descobrir a identidade de Red, resolve contatá-lo, com a desculpa de que está fazendo uma matéria para o jornal da escola sobre as 10 pessoas mais influentes de Carmel. Após isso, ela vai até a casa (mansão) dele e o informa da mensagem que a mulher pediu para lhe dar.

Quando ela conta a respeito dele para o Padre Dom, ele desconfia de que o Sr. Beaumont é um vampiro e ela percebe que devia ter se preocupado mais com os alertas de seu pai e Jesse, já que o homem parece ser meio paranoico Daí em diante, Suzannah se envolve cada vez mais com o caso de Thaddeus e acaba descobrindo muito mais do que esperava.

"O Arcano Nove - dizia a explicação. O eremita, a nona carta do tarô, guia as almas dos mortos para além da tentação das fogueiras ilusórias ao lado da estrada, de modo que possam ir direto ao seu objetivo mais elevado." - pág. 267

O que mais gostei no segundo livro foi a aparição de Jesse, que aumentou relativamente em relação ao primeiro livro, não que o relacionamento entre ele e Suze tenha se desenvolvido mais, mas os dois começam a perceber o sentimento que cresce entre eles.

"Foi quando percebi que, apesar do quanto eu vinha tentando não me apaixonar por Jesse, não estava fazendo um trabalho muito bom." – pág. 193

Além disso, continuo amando a personalidade de Suze, cada vez mais sarcástica e engraçada. Também percebemos o início de uma evolução da personagem em relação ao seu "dom", o que talvez se desenvolverá mais no terceiro livro.
comentários(0)comente



Maria Carolina 01/06/2010

Razoável!!
O Livro é bom...a leitura e rapida igual o 1º, nesse Livro eu gostei mais da historia, tem suspense..ação....o ciumes do Jesse é muito bonitinho!! mais mesmo assim não gosto da Suzannah...Ach ela muito sem graça, ela nao foi nesse 2º livro tão bruta como no 1º!! Vou continuar pq quero saber mais sobre a vida do Jesse!!
comentários(0)comente



spoiler visualizar
comentários(0)comente



Marcos Antonio 08/11/2016

O Arcanjo
O livro é bom, Meg Cabot é muito boa. Fala sobre uma jovem que faz a mediação com os mortos para que eles resolvam os seus problemas e possam partir para uma nova vida.
comentários(0)comente



MARCIA MARIA 17/01/2013

Novas Descobertas
Como jovem mediadora e sem experiencias e conhecimento doutrinários Suzannah se depara aos poucos com conhecimentos e elucidações que vão lhe dando mais segurança no seus processos de mediação. Cheia de coragem, ousadia e irreverencia ela resolve mais um caso fazendo a justiça prevalecer.
comentários(0)comente



Mih Del Debbio 16/08/2010

Fantasmas e Vampiros...
Gostei bastante do livro, mas não achei melhor que o primeiro.

A relação da Suze com o Padre Dominic cresce bastante e isso traz muitas risadas, ele quer que ela seja bondosa com os fantasmas, mas Suze adora uma boa briga... então voce morre de rir com os dois discutindo a melhor maneira de fazer os fantasmas seguirem em frente.

Já a relação com o Jesse se torna perigosa, pq ele continua morando no quarto dela... e ela continua achando seu peitoral maravilhoso... e está morrendo de medo de se apaixonar por ele, afinal a relação nunca vai dar certo.

O livro é bem divertido, mas tem algumas partes meio exageradas... como o pai do gatinho Tad "ser" vampiro, já bastam os fantasmas neh?

Fora isso vale a pena... Meg Cabot é otima.
comentários(0)comente



Mandy 10/06/2015

A mediadora - O Arcano Nove
No segundo volume da série A Mediadora, O arcano nove, Suzannah Simon se encontra envolvida em mais um caso envolvendo fantasmas. Dessa vez, um fantasma de uma mulher aparece em seu quarto chorando muito, falando para Suze dizer a um tal de Red que não foi ele quem a matou.
Suzannah inicialmente fica meio perdida de como encontrar esse homem, mas logo conta com a ajuda de seus dois únicos amigos da Califórnia, Cee-Cee e Adam, para obter informações sobre o tal sujeito.
Suze acaba se metendo em uma situação muito perigosa que põe em risco sua própria vida e a vida de seu "namorado" Tad.
Apesar desse livro apresentar situações bem arriscadas envolvendo a protagonista e outros personagens, a autora não deixa de fora seu lado cômico de contar os fatos como Suzannah os vivencia e relata.
comentários(0)comente



Tata 02/02/2010

Hummm. Acho que a Meg Cabot viajou com essa história da Suzannah enfrentar um empresário assassino sociopata, um empresário esquizofrênico drogado e seus capangas parrudos. Embora a história com fantasmas propriamente dita também não seja tão legal quando a de "Terra das Sombras", "O Arcano Nove" continua bem divertido e engraçado e Suzannah não poderia estar melhor.
comentários(0)comente



Su 28/01/2016

Essa é a continuação do livro A terra das sombras. É um livro fácil de ler. Mas, não se engane, ele vem recheado de ação, mistério e romance.
Depois de chutar a bunda de Heather da Academia da Missão (traduzindo, exorcizá-la), era de se esperar que Suzannah tivesse algum descanso. Mas, isso não acontece. Agora ela é acordada quase todas as noites por um fantasma gritando e aos prantos.
O fantasma em questão revelou ser uma mulher que precisa passar uma mensagem para uma pessoa cujo nome/apelido é Red. A mensagem é simples, ele não a matou.
Como ela não fornece nenhum outro detalhe, Suze é obrigada a pedir informações sobre essa pessoa. O que a coloca em grandes apuros.
O clima de romance entre ela e Jesse aumenta. Mas ainda não se concretiza. E, se Jesse não está disposto a partir para um contato físico, há um humano que assume essa incumbência. O que nos proporciona muitas risadas ao ver um fantasma com ciúmes. Como nessa cena:
“Ao luar dava para ver que a expressão de Jesse era de determinação teimosa. A teimosia não era mistério:
Jesse talvez fosse a pessoa mais teimosa que eu já conheci. Mas eu não podia
deduzir o que ele estava tão decidido a fazer, a não ser, talvez, arruinar minha vida.
– Vocês estavam.
– A gente só estava se despedindo - sibilei para ele.
– Eu posso estar morto há cento e cinquenta anos, Suzannah, mas isso não
significa que não saiba como as pessoas se despedem. E em geral quando as pessoas
se despedem cada um fica com a língua na própria boca.”
O desfecho da estória foi surpreendente, e na verdade me emocionou.

site: http://detudoumpouquino.blogspot.com
comentários(0)comente



Marina *-* 17/09/2011

O Arcano Nove, a Suze nesse livro só faz merda, só ela pra conseguir se meter numa encrenca tão grande, sendo que a resposta era muito fácil pra ela, mas a Meg não deixa a história perder o ritmo, tem várias cenas engraçadas e muito boas, eu simplesmente amo quando o Jesse aparece no carro quando a Suze tá com o Tad, enfim o livro é muito bom e eu super recomendo *-*
comentários(0)comente



Corinne F. 10/04/2010

Esse livro também é simplesmente perfeito, nesse Suzannah se mete numa encrenca danada e Jesse salva a vida dela, é nesse que ela dá o primeiro beijo, e rá Jesse vê e sente ciúmes. Quem ler vai adorar com certeza!
comentários(0)comente



152 encontrados | exibindo 1 a 15
1 | 2 | 3 | 4 | 5 | 6 | 7 |