Sob Um Milhão de Estrelas

Sob Um Milhão de Estrelas Chris Melo




Resenhas - Sob Um Milhão de Estrelas


25 encontrados | exibindo 1 a 15
1 | 2


Maiara.Alves 25/06/2020

Nada Surpreendente
Leitura leve com uma linguagem bem fácil. A escrita da autora é boa e flui bem, no entanto trata-se de uma trama clichê, previsível e sem grandes novidades. Se você estiver procurando um romance leve, com algumas reviravoltas e rapidinho de ler, "Sob Um Milhão de Estrelas" é uma boa opção.

comentários(0)comente



Mia Fernandes 04/05/2020

Sob um milhão de estrelas - Chris melo - volume único
Considerada a Nickolas Sparks de saia, Chris Mello é muito mais do que o titio Nick pode escrever. Não desmerecendo as obras de NS que são lindas, emocionantes e trágicas (mas convenhamos todas são puras tragédias e acaba sempre uma lembrando a outra) ele chegou num ponto que não consegue mais se reinventar. Diferente, de Chris Mello, que a cada obra consegue imprimir em suas histórias sentimentos e reviravoltas que não se encontram nos romances atuais. Esqueça os clichês, em Sob Um milhão de Estrelas você embarca num enredo com pessoas normais, como eu e você, leitor que está lendo esta resenha.

Alma Abreu decidiu ir para a pacata cidade Serra de Santa Cecília, no interior de SP, não somente para reivindicar a herança deixada pela sua avó paterna, dona Samantha. Ela aproveita esta oportunidade para resolver dois problemas: fugir das consequências de um incidente no seu trabalho e para desvendar o passado dos seus pais. E ali, naquela cidadezinha, de casas coloridas e com calçada de paralelepípedos, Alma vai passar por várias transformações.

Naquela pequena cidade ela encontra um vizinho encantador, dono de bar e professor de literatura. Uma casa toda colorida e que parece tão familiar para ela – sendo que a proprietária nunca chegou a conhecê-la quanto estava viva – e ainda ganha um grupo de amigas, daquele tipo de irmandade de escola do ensino médio.

Do outro lado da casa deixada pela avó Samantha, temos o Carlos Eduardo, o fofo vizinho e responsável pelo imóvel deixado para a protagonista. Tal como Alma, Cadu também fugira de sua vida e fora se refugiar em Serra. Para curar suas feridas do furação Elisa, sua ex namorada que o abandonara para viver um romance com um ator inglês (curioso? Basta conferir esta história no primeiro romance da autora, Sob a Luz dos seus olhos que conta a história de Elisa).

Mas, caro leitor, não se preocupe se você nunca ouviu falar de SALDSO (abreviei), porque um livro não está ligado ao outro. Mas, indico porque é uma leitura incrível e inesquecível.

O envolvimento entre Cadu e Alma não é algo instantâneo, mas podemos sentir algo no ar. As famosas fagulhas e comichões na barriga. De uma maneira natural e espontânea, a vida de ambos se entrelaça.

“Sob um milhão de estrelas” é não um livro de conto de fadas, aquele romance de água com açúcar. Não é sobre um casal de protagonistas que se encontram, e logo tem o seu final feliz. Trata de um livro sobre superações, vida real, o cotidiano, como resolver problemas e rotina. Ou seja, uma vida como ela acontece na realidade. Os protagonistas, Alma e Cadu, não vivem no mundinho fechado deles, podemos acompanhar suas interações com os demais personagens. O que cada pancada da vida causa neles, e como eles reagem as desilusões. Eles são pessoas reais, não perfeitas, cheias de defeitos e que erram. Chris Mello permeia a sua história com ensinamentos e com várias reflexões sobre a vida, intercalando com cada reviravolta que acontecia no enredo. Que não sabemos o que está para acontecer nos próximos capítulos. Estes que são narrados com pontos de vistas intercalados.

“Se despedir dói, mas imaginar nunca ter cruzado seu destino com aquela pessoa parece errado e mais sem sentido do que a própria morte. Talvez tudo seja sobre isto: encontros, despedidas e o que você foi capaz de fazer e construir entre esses dois acontecimentos.”

Com o coração na mão e querendo pegar o ônibus para ir para Santa Cecília, Chris Mello presenteia seus leitores com mais uma linda história com personagens carismáticos e reais, que conquistam mais um espaço na minha prateleira de livros.

xoxo
mia fernandes.
comentários(0)comente



spoiler visualizar
comentários(0)comente



Tayh @vibeliterariah 03/04/2020

Recomendo demais! Livro simplesmente lindo.
A história se passa no Brasil e conta a história de Alma, uma médica que acabou de passar por um tragédia que a desestabilizou. Para conseguir encara seus medos, ela resolve tirar férias e passar um tempo na casa que ganhou de herança de sua avó já falecida, na qual ela nunca conheceu. O que Alma não imaginava era que essa viagem iria trazer respostas sobre o passado de sua mãe, e notícias sobre o pai que ela nunca viu em toda sua vida.

Do outro lado, conhecemos Cadu, que a anos atrás sofreu uma grande decepção amorosa, fazendo com que deixasse tudo para trás e se mudasse para o interior, na tentativa de esquecer seu passado desastroso e recomeçar. Cadu passa seus dias entre lecionar na Universidade local, trabalhar no bar que adquiriu com suas economias, e tentar esquecer sua ex.

E nessa pequena cidade de casinhas coloridas e chão de paralelepípedo, eles terão um ao outro e todas as respostas que precisam para viver um amor no qual jamais imaginaram.

"Sob Um Milhão de Estrelas" é um livro que aborda sobre aceitação, recomeço, perdão, morte, vida e principalmente como nós podemos auxiliar um ao outro pelo amor.

Confesso que no início do livro demorei um pouco para me apegar a história, mas conforme fui conhecendo Alma e Cadu meu coração foi derretendo. Um livro com bastante romance e drama, que faz jus ao título da Chris Melo de ?Nicholas Sparks brasileira?.

Se você está em busca de um romance lindo, com personagens cativantes e com uma história que te faz refletir sobre o amor e a vida, esse livro é perfeito para você.
comentários(0)comente



Alice 07/02/2020

Livro perfeito
Sabe aqueles livros que a gente derrete em cada página? Esse livro é bem assim. Confesso que de início demorei um pouco a me apegar a história, mas conforme fui conhecendo Alma e Cadu meu coração foi derretendo. Uma história bem contada, com bastante romance e drama. Amei o desenrolar dos fatos e como a autora fechou a história. Se tornou meu livro preferido ??
comentários(0)comente



Mandy 21/01/2019

Um dos melhores romances que li.
❝ Encaro o alto e peço para que sejamos como o céu de hoje: um silencio reconciliador, uma escuridão calma e a luz inabalável de um milhão de estrelas. ❞.

Sob Um Milhão de Estrelas, da autora Chris Melo, conta a historia de Alma Abreu, médica, que se muda para o interior de São Paulo após uma situação em seu ambiente de trabalho que acabou a desestabilizando emocionalmente. A viagem foi possível após o falecimento de sua avó paterna, que lhe deixou uma herança a ser reconhecida na Serra de Santa Cecília. Alma une o util ao agradável e viaja para a Serra, mais com o intuito de fugir da sua realidade do que pelo patrimônio que herdara. Lá encontra muitas pessoas que passam a ter um valor especial na sua vida.

Um deles é Carlos Eduardo, ou Cadu, professor de literatura da Universidade e dono de um bar na Serra. Assim como ela, Cadu também viu a Serra como uma rota de fuga. Com o coração dilacerado por uma decepção amorosa, ele deixa sua vida para trás e decide recomeçar no interior. A chegada de Alma a cidadezinha o desperta para viver uma nova historia de amor. Um romance regado a confiança, cumplicidade e Mario Quintana.

Como uma amante de romances, estava com expectativas altas para este livro. E posso garantir a todos que elas foram alcançadas. Chris escreve de um jeito leve. A história é cativante e bem humorada, aquelas que você começa a ler e acaba se perdendo no tempo. Os capítulos intercalam pelo ponto de vista de Alma e de Cadu, o que possibilita que o leitor conheça melhor os dois personagens e seus questionamentos mais profundos.

Foi uma leitura gostosa e divertida. Confesso que não esperava as reviravoltas no final do livro, mas acredito que são os altos e baixos que deixam a história do casal ainda mais especial. Sinceramente, espero que um dia eu tenha uma historia de amor tão linda quanto a de Cadu e Alma. Chris Melo tem oficialmente um lugar no meu coração.
Isabel 27/01/2020minha estante
Adorei sua resenha! Eu o lerei. Adoro indicar livros pra adolescentes! Vc já leu: « A três metros acima do céu? »




Anderson 14/04/2018

Quantos milhões de estrelas cabem em um livro?
Sob Um Milhão de Estrelas apresenta Cadu e Alma, dois personagens que passaram por momentos difíceis em suas vidas e que, agora, pretendem tomar um tempo para encontrar a si mesmos em um novo lugar. Com seus traumas e pesos do passado, o destino acaba dando o seu jeito de colocar os dois na mesma casa, que pertence à avó de Alma e, então, um grande sentimento entre os dois nasce e cresce conforme os mistérios sobre seus passados são apresentados.

O livro traz consigo uma sensação de leveza, Chris Melo escreve de forma envolvente e carinhosa, o que torna impossível parar de pensar nos personagens mesmo depois da última página. O amor do casal é incrivelmente palpável e toda a história é extremamente real, essa é a melhor palavra para descrever Sob Um Milhão de Estrelas: real, pois ele apresenta acontecimentos corriqueiros de uma forma brilhante, uma grande história de amor, superação, vida e muita esperança.
comentários(0)comente



Eva ^.^ 23/10/2017

Amei demais!
Se você está em busca de um romance lindo, que te faz refletir no que é mesmo amor, vai fundo! Amei demais a história de Cadu e Alma, além de chorar horrores por causa de umas coisas aí...

Amei amei!

Um amor puro, completo e inovador!
Amor pra ninguém botar defeito! ???


Ah, gostaria de ressaltar que já estou indicando ele pra todo mundo!
comentários(0)comente



Kamila 25/09/2017

Com alguns detalhes do livro anterior (são pequenos spoilers, mas caso você não consiga ler o anterior, não terá problemas em ler este), vamos conhecer Alma Abreu, uma jovem médica que, ao receber uma herança de uma avó até então desconhecida, ela deixa São Paulo rumo à cidade interiorana de Serra de Santa Cecília (que é fictícia). Ela vai precisar passar três dias na cidade para resolver burocracias acerca da casa, o bem que lhe foi deixado de herança.

Quem está cuidando da tal casa é Cadu, que apareceu no livro anterior e, até antes de eu ter lido este livro, não o julgava merecedor de ter uma história só para si, pelos motivos ditos na resenha anterior, cujo link está abaixo da foto, rs. Porém, o tempo fez bem a ele. Depois de sofrer uma decepção amorosa, ele deixa tudo em São Paulo e resolve aceitar um emprego como professor na universidade local, além de ter comprado um bar com o dinheiro da venda de seu apartamento.

De um jeito meio inesperado, Alma e Cadu se conhecerão e, ao mesmo tempo que o sentimento nasce, as dúvidas surgem. Cadu ainda não esqueceu seu amor de antes, o noivado de Alma foi por água abaixo depois que uma certa jovem veio a falecer. Ah, faltou dizer que, por causa dessa morte, Al - como é carinhosamente chamada por ele - postergou seu plano de começar sua especialização em cirurgia.

Na pequena cidade, Al vai descobrir uma certa irmandade feminina. As integrantes se conhecem desde sempre, pois suas mães, avós e assim por diante eram amigas, então, essas mulheres já nascem com suas amizades definidas. O grupo é pequeno, porém muito legal, sendo Claudinha (que fala demais e não sabe cozinhar), Patricia (boca suja e prima de Alma), Raquel (muito discreta) e Lucia (ou Luciana? não sei, cada hora ela era chamada de um nome). Pra mim, a mais legal, disparada, é a Paty.

Com muitos gostos em comum, incluindo a paixão e uma certa homenagem a Mario Quintana, Alma e Cadu vão descobrir que o amor não é só algo físico, mas é um sentimento que transcende qualquer plano e foge à compreensão de nós, reles seres. Sob Um Milhão de Estrelas foi a obra mais sensível que li até o momento.

Diferente de Elisa, de Sob a Luz dos Seus Olhos, que achei meio fria, Alma é totalmente o oposto! Ela é, segundo Cadu, o exemplo de mulher comum, gente como a gente, mas que sabe seduzir e é aquilo que mostra, mesmo se escondendo numa grossa camada de dor e sofrimento. Me identifiquei imediatamente com ela! É médica, então procura uma resposta exata para cada problema na sua vida, mesmo aqueles que lhe são impossíveis.

E o Cadu, que homem! Calou minha boca. Apesar de ter sido um imbecil no livro anterior, aqui ele mostra seu verdadeiro eu: um homem sensível, delicado, gosta de ler (!!!) e usa seu vasto vocabulário com bom humor. Gostei. Como disse lá em cima, ele tenta esquecer seu antigo amor, mas, assim que vê Alma, parece que sua vida toma um novo rumo, como se aquela mulher que ele via desfilar de regata e calcinha na janela azul da casa da frente fosse "a porta que salvou a Rose do Titanic".

Agora sim posso dizer que a história da Chris me convenceu. Devorei as 319 páginas em dois dias, o que é ótimo, porque a leitura fluiu muito bem. Visitar o passado de Alma junto com ela, enquanto tenta entender o que aconteceu entre seus pais e o que levou sua mãe a criá-la sozinha, sua relação com sua avó, seus sentimentos por Cadu, o ex-noivo que prefere ver o capeta a vê-la, a jovem falecida... enfim, foi como se eu estivesse ao lado de Al nessa jornada, torcendo para que ela não se machucasse nem se iludisse.

Cada capítulo começa com uma frase de Mario Quintana, que, pelo visto, a autora é muito fã, já que pesquisar cada frase de seus vasto repertório para selecionar a que mais combinava com cada capítulo deve ser realmente um trabalho e tanto. Aliás, Quintana está muito presente na vida de ambos, cada um com sua particularidade.

A edição da Fábrica 231 está impecável, a capa condizente com a trama (mesmo eu tendo demorado pra entender a lógica da capa) e devorei esse livro em dois dias, como já disse, mas é porque o livro é muito bom e você só vai descansar quando terminar de ler! Mais recomendado que isso, impossível.


site: http://resenhaeoutrascoisas.blogspot.com.br/2017/09/resenha-sob-um-milhao-de-estrelas.html
comentários(0)comente



gabriel 04/08/2017

Sob Um Milhão de Estrelas
Alma é uma mulher que saber o que quer da vida, ou pelo menos sabia. Ela é uma médica muito boa na sua profissão (cirurgiã) , mas após atender uma paciente em estado grave, que infelizmente não resistiu e morreu nas suas mãos - literalmente -, ela acabou tendo um pouco de depressão, afinal, a paciente era irmã do seu noivo Fernando...

Para esfriar a cabeça, ela resolveu ir passar um tempo no interior de São Paulo, onde sua mãe morou na infância, mas que não teve lá muitas recordações boas, e por isso, essa é a primeira vez que Alma vai lá. O motivo pode ser um, só que a viajem se deu pela morte da avó que ela nunca conheceu, mas que deixou tudo no testamento para ela - e seu pai, mas ninguém sabe dele...

Nessa cidadezinha também mora Carlos Eduardo (Cadu), um jovem professor e dono de um bar, que também foi morar lá para esquecer seus problemas, um pouquinho maiores, se você levar em conta a humilhação que ele passou. Calma, vou explicar melhor.

A ex-namorada de Cadu, o largou para ficar com um ator famoso de Hollywood, obviamente o romance dos dois está estampado em todas as capas de revistas e televisões, e ele era obrigado a ver isso o tempo todo, assim ele decidiu simplesmente fugir e procurar abrigo no interior, o que deu certo, bom, até ele conhecer Alma...

Os dois tem uma conexão especial, entende? Desde que eles se conheceram você percebe que os dois estão destinados a ficarem juntos, mas também tem um passado que os persegue, isso sem falar que diferente de Cadu, Alma ainda tem uma vida na cidade grande, e não está nos seus planos se mudar para o interior.

Bom, mas no período que ela passar na casa da sua avó, ela vai acabar conhecendo um pouco da cidade, das pessoas que poderiam ter feita parte da sua vida, inclusive do clã, um grupo de mulheres que são amigas por gerações, e também serão dela. Mas o ponto principal é Alma se conectando com a cidade, sua vó por meio de cartas que ela trocava com o seu pai, e começando algo com Cadu.

"A historia é um daqueles clichês que tanto adoramos, mas que no final nos surpreende de varias maneiras, boas e ruins. O romance de Cadu e Alma é algo tão bonito que não sei bem como explicar para vocês, só lendo para saber. Os personagens secundários ganham algum destaque conforme a trama precisa de um novo rumo a ser seguido, e o final? Bom, não estava preparado para ele..."

site: http://perdidoemlivros.blogspot.com.br/
Anderson 04/10/2017minha estante
Marca que tem spoiler... Contou um dos pontos principais do livro no primeiro parágrafo




Ani 15/07/2017

Sob um milhão de estrelas é o meu terceiro contato com a escrita da autora Chris Melo, e ele só veio para constatar meu encantamento por ela.
Essa obra pode ser considerada um spin-off de “Sob a luz de seus olhos”, já que o personagem principal, Cadu, tem uma participação especial e importante na obra.




Alma, nossa protagonista sempre sonhou torna-se a melhor cirurgiã do país. Ela está terminando sua especialização e já trabalha em um dos melhores hospitais de São Paulo. Porém, durante um plantão, tudo muda e ela precisa se afastar do emprego, ela aproveita suas férias forçadas para ir ao interior ficar na casa da avó que acabara de conhecer.

"Segundo uma teoria minha, quanto mais você repete que alguém é bonito, mais bonita essa pessoa te parece."

Para Alma, essa viagem ajudaria curar os erros do presente e conhecer um pouco do seu passado nebuloso.
Cadu, acabou de sofrer a maior desilusão amorosa que já viu (que é explicada no livro Sob a luz de seus olhos, porém, a autora faz uma pincelada nesse livro também) e resolve largar tudo e recomeçar em outro lugar.
Ele vende todos os seus bens e vai para Serra de Santa Cecília, onde compra uma casa, um bar e começa a lecionar na universidade local. Fechado, o jovem tenta se recuperar de seu passado e suas mágoas.




E é nessa cidadezinha que nossos protagonistas se encontram e terão um ao outro perguntas e respostas para seus problemas e dores do passado.
Claro que quando eu peguei esse livro já estava esperando uma grande história da Chris. Ela conquistou meu coração de uma maneira que não acontecia fazia tempo. Diferente de Sob a luz de seus olhos, essa obra não me fez chorar. Ela é diferente, e a Chris informou que seria. É uma história linda, delicada e bem escrita. Eu não esperava menos.
Chris criou personagens incríveis com histórias palpáveis, é possível você se sentir como parte da história e compreender os problemas e dores dos personagens e isso é admirável.

"Amar, às vezes, é esperar o tempo do outro."

Como disse – e nunca vou cansar de dizer – a autora tem uma escrita leve, ela conseguiu descrever histórias de personagens quebrados com uma delicadeza sem igual, é praticamente impossível não se apaixonar ou torcer para que eles encontrem a salvação.
Eu preciso confessar que demorei de ler o livro pois não queria que ele acabasse. Queria poder viver um pouco mais em Serra de Santa Cecília. Queria ser amiga dos personagens. Queria ajuda-los com seus problemas. Queria abraça-los.




Sob um milhão de estrelas fala sobre o passado, sobre dores, perdas, reviravoltas e o poder da amizade e do amor. Aquele amor puro que nos vira a cabeça e nos tira do chão. Aquela amizade, que começa há pouco tempo mas nos faz achar que a pessoa é da família e só estava algumas horas distante. O livro fala sobre o poder de amar. Chris Melo mais uma vez me ganhou. Leitura mais que indicada!


site: http://www.entrechocolatesemusicas.com/2017/04/sob-um-milhao-de-estrelas-chris-melo.html
comentários(0)comente



Andréa Bistafa 08/06/2017

http://www.fundofalso.com
Sob Um Milhão de Estrelas é um romance/drama com personagens mais maduros, mas lembra o ritmo dos New Adults, talvez pela construção da trama em si.

"Acredite, eu sei que o mundo gira sem parar, mas tempo e evolução não são sinônimos."

Alma é uma jovem médica que acaba de passar por uma tragédia em seu ambiente de trabalho, que envolve seu pessoal também, atingindo diretamente seu relacionamento amoroso. Ainda sem saber lidar com o que vem a assombrando, recebe a notícia do falecimento de sua avó Samanta, que ela nunca conheceu. Com o propósito de cumprir o testamento e buscar sua herança ela parte em uma mini férias para Serra de Santa Cecília, cidade do interior de Santa Catarina.

Alma encontra mais que uma aconchegante casa velha - com um maravilhoso antiquário - chegando ao seu destino conhece Cadu, seu gentil e prestativo vizinho, e com a casa, Cadu e algumas cartas de sua avó, vem as descobertas sobre seu passado. Alma não sabe nada sobre seu pai, apenas que sumiu durante a gestação de sua mãe, as abandonando. Todo seu passado, incluindo a avó paterna, é uma grande incógnita.

"O que é real quando tudo em que você se segura esmorona? O que é real quando o que te mantém acesa são as coisas que você não pode tocar? Eu não sei... Não sei mais."

A trama toda trás vários pontos fortes, e até mesmo alguns plot twists. Além do passado misterioso de Alma, conhecemos o de Cadu, que é um personagem delicado, um pouco fraco, que ainda sofre por sua ex noiva e uma traição. Cadu é um doce professor universitário, dono de um bar - até badaladinho - mas tem pouca personalidade durante a trama, o que o deixa um pouco apagado quando frente a personagens secundários como por exemplo as amigas que Alma faz na nova cidade. As filhas das amigas de sua mãe que irão aos poucos ajuda-la a descobrir o grande mistério sobre seu passado ao mesmo tempo que Alma ajuda a cada uma delas superar e mudar suas histórias particulares.

"Nossas bisavós eram amigas e juraram que seriam assim por todas as gerações ou pelo menos enquanto elas tivessem filhas garotas. Então nós nascíamos com nossas melhores amigas determinadas."

A protagonista tem essência, ela entra em conflitos internos, tem momentos de ciúmes e dúvidas, pondera entre voltar para seu trabalho e enfrentar seus fantasmas e recomeçar em uma cidade pequena, em um hospital com menos conceito que o que trabalha até então. Cheia de falhas ela se assemelha muito com nós, com a realidade.

Toda a história mostra superação, mostra a importância dos amigos e da família. A história da avó trás perdão e culpa para o enredo e é realmente muito bonita, foi a parte da trama que mais me agradou. Existem momentos que a protagonista deixou a desejar com suas ações um pouco egoístas (aquela coisa sobre falhas e defeitos que citei a cima), sua posição um pouco fria diante acontecimentos bem tristes. Senti falta da interação entre mãe e filha, relacionamento que subentendia-se ser de muito afeto, mas ficou um pouco de lado no decorrer das coisas, talvez propositalmente já que a filha vinha remexendo suas feridas.

"Às vezes, acho que todas as coisas de que abrimos mão acabam virando entulho dentro da gente. E é por isso que a vida fica tão pesada a cada ano."

No geral, é mais bonita e marcante a história de seu passado, as atitudes que a avó toma para tentar consertar um passado de erros que reverbera após a sua morte, do que o romance e si. O romance é um pouco previsível e não se tornou marcante diante dos demais acontecimentos.

Cada início de capitulo trás versos de Mário Quintana que dão um ar muito, mas muito especial mesmo. A escrita da autora é extremamente agradável, mantem um bom ritmo. Mas da metade até o fim, tirando um acontecimento triste, a narrativa intercalada dos personagens divagando sobre seus medos e sentimentos atrapalharam um pouco a fluidez, já que o romance do casal nunca foi o ponto forte da trama.

Soube que nosso personagem Cadu aparece em outro livro da autora, Sob a Luz dos Seus Olhos, mas não li essa obra para me aprofundar aqui, apenas posso dizer que não precisa ler o primeiro para entender esse, a história é distinta.

"A parte mais difícil de amar alguém é prometer que nada nunca mudará. Como garantir que jamais nos cansaremos de determinada situação? Eu jamais me cansaria da Alma de hoje, mas sei que mudanças são inevitáveis e imprevisíveis. A vida muda, a gente muda, coisas acontecem e transformam tudo."

site: http://www.fundofalso.com/2017/06/resenha-sob-um-milhao-de-estrelas-chris.html
comentários(0)comente



Donatti 24/05/2017

Lindo, sem mais.
Tenho que agradecer ao acaso que me fez ganhar esse livro como cortesia do Skoob, e agradecer também as pessoas que atiçaram minha curiosidade sobre ele. Que livro lindo, amei cada página, cada linha escrita.

A história de Alma e de Cadu se encontram em uma cidadezinha do interior de São Paulo, um fugindo do seu passado e o outro querendo encontrá-lo. A priori pensei que seria só mais um romance onde os principais lutam pra ficarem juntos, mas tem muito mais do que isso, a história se aprofunda em diversas formas e isso me fez devorar o livro como se não houvesse amanhã.

Adorei o nome "Alma" e digo que esse nome se encaixou na história perfeitamente, coisa que não aconteceria se fosse algum outro nome comum (Até pq Alma não é uma pessoa comum).

Chris Melo me cativou, quero ler tudo que ela escrever agora.
comentários(0)comente



Carol 08/05/2017

Irresistível!
Em Sob Um Milhão de Estrelas vamos conhecer Alma e Cadu e até mesmo um pouco do passado dos dois. Alma é filha de pais separados, que quando jovens se amavam, mas o destino e as decisões erradas os distanciaram e por conta disso, Alma cresceu sem saber o paradeiro do pai, uma vez que sua mãe dizia que ele tinha a abandonado ainda quando estava grávida, mas a mãe de Alma sempre fez de tudo para construir um futuro melhor, especialmente para a filha.

Já adulta, Alma é uma médica experiente, mas por conta de achar que cometeu um deslize em uma cirurgia e logo após seu namoro ter chegado ao fim, ela vê a chance de dar um tempo de São Paulo e se refugiar em uma cidadezinha do interior onde seus pais moravam quando adolescentes, chamada Serra de Santa Cecília. Não é um lugar que Alma algum dia pensou em ficar, mas após saber que sua avó paterna, Samanta, tinha morrido e como último desejo era que encontrasse sua neta e entregasse a casa que morava a ela, Alma resolve visitar o local temporariamente, e em meio sua estadia, ela acaba encontrando na casa cartas que seu pai enviava para a mãe dele e revelando alguns segredos. E o que mais que ela não contava é encontrar naquela cidade pessoas tão receptivas e carinhosas, como Claudia, Patricia e Cadu.

Carlos Eduardo, ou carinhosamente apelidado de Cadu, é um professor universitário e dono de um bar. Ele morava no Rio de Janeiro, mas havia se mudado para Serra de Santa Cecília após a mulher que ele amava tê-lo trocado por outro homem e desde então, apesar de ter se mudado, ele não consegue esquecer seu antigo amor, até que a visita temporária de Alma na Serra faz com que ele veja uma nova forma de recomeçar. Mas ainda assim, mesmo que ele esteja disposto a deixar o passado, ele insiste em ressurgir de uma forma brusca, quando Cadu acaba tendo uma grande descoberta.

O que dizer sobre este livro? ~suspiro~ Sob Um Milhão de Estrelas é um daqueles livros amorzinho que você lê e guarda para sempre no coração. Pode até ser um romance clichê, mas a história prende o leitor do início ao fim porque a autora não entrega os pontos assim tão fácil. Ela cria um suspense em volta dos acontecimentos que, sinceramente, fiquei até agoniada para saber o motivo das coisas em algumas partes.

O romance entre Cadu e Alma é puro, verdadeiro e mágico, mas acima de tudo, real. Há obstáculos, especialmente por Alma não ter muito tempo disponível por conta do seu trabalho e alguns ciúmes no relacionamento, mas eles sempre sabem que podem recomeçar. Outra coisa que não posso deixar de falar é sobre a amizade entre Alma, Patrícia, Claudia, Luciana e Raquel. Antes de Alma, as quatro já formavam um grupo e tanto por ser uma amizade que vinha de geração em geração e passava para os filhos e assim por diante e é incrível a união delas, que sempre podem contar uma com as outras para qualquer situação. Claudia é a mais faladeira e também uma das mais próximas de Alma, além da Patrícia, que também é prima de Alma.

A escrita da autora é muito gostosa e fluída, além de intrigante. É um romance fofo que fala além de namoro, mas também sobre recomeços, erros, amizade e união. Cadu é um cara super fofo que me conquistou página após página e até quando ele me irritava, em minutos minha raiva por ele passava pelo jeito que ele tem de consertar as situações má resolvidas.

Indico o livro para quem gosta de romance e até mesmo para quem não gosta tanto, Sob Um Milhão de Estrelas é um convite irresistível para entrar nessa história maravilhosa.

site: http://www.virandoamor.com/2017/04/resenha-sob-um-milhao-de-estrelas-de-chris-melo.html
comentários(0)comente



25 encontrados | exibindo 1 a 15
1 | 2