Codinome Lady V

Codinome Lady V Lorraine Heath




Resenhas - Codinome Lady V


53 encontrados | exibindo 1 a 15
1 | 2 | 3 | 4


Três Leitoras 15/06/2017

Resenha: Condinome Lady V
Começamos o livro com uma nota noticiada no Times em 1858, que relata uma terrível colisão entre trens, mas não consegui encontrar dados para levantar a veracidade da notícia e assim engajar essa história em um fato histórico, o que seria maravilhoso!

O acidente relata a morte dos pais de Ashe, que tornou-se conde de Ashebury sob a tutela do Marquês de Marsden, um homem completamente esquisito com uma casa praticamente mal assombrada e seus costumes malucos. Mas iremos descobrir mais sobre isso.

Minerva é mais uma solteirona britânica em meados de 1880 (foquem nesta data minha gente 137 anos atrás). Considerada feia, ou pelo menos sem nenhum atrativo, não conseguiu conquistar nenhum homem, a não ser aqueles que estavam atrás de seu dote generoso... Ambição falando mais alto há anos luz.

Herdeira de um pobre homem que não tinha título algum, toda sua conquista foi mediante seu suor, que soube muito bem das suas dificuldades e limitações, e assim, incentivando sempre sua filha a agir com o coração, sem medo de ficar solteira, seguindo sempre suas convicções. Um homem admirável como poucos que vemos nos livros de época.

Minerva é uma mulher muito além do seu tempo. Assim, um dia resolve que ao menos gostaria de saber como é ser tocada por um homem de verdade, sem interesse no que ela tem.

Continue lendo no link

site: http://www.tresleitoras.com.br/2017/05/resenha-condinome-lady-v.html
comentários(0)comente



Veruska 13/06/2017

Um livro atraente
CODINOME LADY V
Minerva Dodger nunca se achou bonita - e os cavalheiros da Sociedade compartilhavam da mesma opinião. Mas o seu dote, ao contrário, era atraente, e não lhe faltaram pretendentes. Minerva, porém, é inteligente, sagaz e ousada o suficiente para não se contentar com um casamento sem amor. Passadas seis Temporadas, ela chega à conclusão de que não se casará, mas quer saber o que ocorre entre um homem e uma mulher dentro de quatro paredes, ainda que por uma única noite. É quando decide ir ao secreto clube Nightingale, onde mulheres mascaradas buscam prazeres no anonimato. Lá, aquela bela mulher de máscara branca, que atende pelo codinome Lady V, fisga a atenção do charmoso Duque de Ashebury, um dos Diabos de Havisham, deixando-o intrigado.
O que se desenvolve a partir de então é um desenrolar envolvente em uma leitura deliciosa, que lhe prende do começo ao fim.
Após ler toda a coleção de Os Bridgerton, achei que nenhum romance de época me empolgaria tanto - que só encontraria mais do mesmo de sempre.
Mas a capa belíssima capturou meu olhar, e o enredo de uma donzela mascarada vagueando por um clube pecaminoso despertou a curiosidade.
Só achei que o clima de mistério quanto à identidade secreta de Minerva poderia ter durado algumas páginas mais, o que não compromete a minha opinião: vale a leitura. Trata-se do primeiro volume da série Os Sedutores de Havisham, cujos protagonistas já foram apresentados neste livro. Já ansiosa pelo próximo volume!
Título: Codinome Lady V
Autora: Lorraine Heath
Editora: Gutenberg
Páginas: 256
comentários(0)comente



Tai Nitta 02/06/2017

" - Sombras podem esconder muitos pecados.
- Você não me parece uma pecadora, ou alguém que teria algo a esconder.
- Em algum momento ou outro, nós todos somos pecadores, todos temos algo a esconder."


Ashe destruiu meu coração. Marcado por uma tragédia horrível que o condenou desde a infância a responsabilidade de um título e aos demônios que o atormentavam em sonhos, ele foi simplesmente maravilhoso e confuso. Acho que a autora não trabalhou muito esse lado, de colocá-lo "em paz" com esse passado, ficou um tanto superficial, mas não o suficiente para tirar a emoção de todo o sofrimento dele, de toda saudade. Para mim ele foi um personagem adorável, mas que me confundia muito. Eu não conseguia prever se naquele momento ele estava agindo por sinceridade aos seus sentimentos ou se tudo tinha a ver com o interesse em salvar seu título da ruína.
Seria emocionante, se eu não ficasse tão nervosa com tudo isso.

Minerva é aquela personagem desinibida, desprovida de toda futilidade que movia a sociedade. Ela busca unicamente o amor e prova que seu dote nunca lhe traria isso.
Ela não é uma megera, é apenas mal interpretada, pois conversar sobre o tempo não lhe agrada como política ou negócios, além de sua boa capacidade para reconhecer um "caça dote". Essa personagem vai entrar na listinha de personagens favoritas.

Romântico, dramático e engraçado. Combinação perfeita!


"Ela era a lua e as estrelas. O sol e a chuva. Eu não gostava tanto dela como gostava do modo que eu era quando estava com ela. Eu era otimista, invencível. Mais generoso, mais amável. Ela extraía o melhor de mim. Ela também extrai o melhor de você?"

"É melhor evitar as sombras. - O irmão dela disse. - Você pode acabar dando com a cara em um punho."
comentários(0)comente



Tracinhas 29/05/2017

por Juliana Arruda
Codinome Lady V conta a história da Minerva, uma garota que está cansada de ser cortejada por causa do seu — imenso — dote. Ela quer saber como é ser desejada por ser quem é, ela quer sentir-se sendo amada; e é por isso que ela acaba parando no Clube Nightingale, um lugar secreto onde mulheres podem encontrar amantes sem que sujem a sua reputação (afinal, elas ficam mascaradas — dificilmente os homens saberiam quem ela é mascarada).

Então, assim que coloca os pés dentro do clube, Minerva logo é abordada pelo Duque de Ashebury, um lindo aristocrata que não precisa se preocupar com fortunas (porque a dele vai muito bem, obrigada). É por esse motivo que a Minerva acaba seguindo o Duque: ele não está atrás do seu dote, não sabe quem ela é por detrás da máscara — e, principalmente, por ele ser conhecido como o “deus do sexo”, afinal, sempre há boatos de que suas amantes nunca se decepcionam — então, nada mais justo do que Minerva fazer aquilo com alguém e que sabia fazer (e muito bem).

Duque de Ashebury, o Ashe, voltou para Londres depois de uma longa viagem, mas foge de temporadas porque não aguenta as matronas o tempo todo no seu pé. De qualquer maneira, ele acaba parando no Clube Nightingale na intenção de curtir um pouco. Ou melhor, de esquecer um pouco sobre os pesadelos que sempre lhe tiram o sono: acidentes com carruagem, corpos mortos… Sim, ele tem esses pesadelos desde a morte repentina dos seus pais. Um trauma de infância que ainda não tinha sido superado.

Então, para acabar com aqueles pesadelos, ele só precisava encontrar uma beleza feminina perfeita, com belas proporções, curvas e etc, para passar a noite. E é justamente no clube onde ele encontra a mulher perfeita: Lady V. Bem, ele só não sabe que é a garota em questão é justamente a mulher ardilosa, insuportável e de língua afiada chamada Minerva.

Quando eles se conhecem, sabem que há uma conexão muito forte — e por isso para Ashe não é difícil descobrir que a Lady V em questão é justamente a Minerva. Elas têm as mesmas proporções, as deliciosas curvas, o mesmo tamanho e a curiosidade no olhar… Ainda assim, muita coisa acontece para que algo entre eles realmente aconteça.

Quando o Ashe descobre que um errado investimento de sua fortuna lhe deixa com os cofres vazios, cabe a ele se casar com uma mulher com o dote muito recheado para não deixar que seu título seja arruinado por irresponsabilidades. E, bem, a Minerva é aquela com quem ele poderia se casar, afinal, ela lhe desperta interesse, o faz rir — e ainda é rica. Se for para se casar com alguém, ela é a primeira e única da lista. O único problema é fazer com que ela se case com ele — já que Minerva não confia nos cavalheiros que estão atrás do seu dote.

O livro é engraçado, doce e muito fofo. É a minha primeira leitura de uma obra dessa autora e me surpreendi com o modo de como ela desenvolveu a história: a narrativa é sem correria, sem pressa, com o enredo bem trabalhado nos seus pontos altos e baixos. Recomendo esta história e espero que se divirtam.

site: http://jatracei.com/post/161196950172/resenha-255-codinone-lady-v
comentários(0)comente



klau 27/05/2017

"Os tornozelos de uma senhora não devem ser mostrados"

"E ainda neste momento você está descalço."



Alguns livros te prendem do inicio ao fim, amo romances de época, principalmente quando as mocinhas fogem do esteriotipo de belas e recatadas, no fundo somos todas românticas incorrigiveis, a espera de um mocinho sedutor . No caso temos Minerva que é a prota que tu respeita, aquela que não fica parada e corre atraz do que quer. Com opiniões bem formadas e distintas do resto da sociedade, tem seu destaque por sempre falar o que pensa por isso ela é descartada como boa moça e muitos só estão atraz de seu dote , ouvindo assim as mais variadas e barbáras formas de cortejo.

''– Eu tenho uma propriedade muito grande, Srta. Dodger. É certo que ela precisa de alguns reparos, mas o seu dote irá restaurá-la. E lá estava, declarada, afinal, a razão da presença dele em sua sala de visitas. – Mas veja bem, Sheridan, eu vou junto com meu dote. Mais do que isso, eu vou exatamente como sou. Com minhas próprias ideias, não necessariamente as do meu marido. Tenho meus próprios interesses, que, de novo, podem não ser os do meu marido. Mas eu quero que ele respeite minhas opiniões e meus interesses. Eu quero ser capaz de conversar com ele sabendo que sou ouvida. – Eu lhe darei filhos.''

Ou seja em 90% das vezes que Minerva recebeu um pretendente a reação era quase a mesma. Então não a culpo por arregaçar as mangas e ir atras do que realmente ela queria. Neste ponto temos Ash o infame Duque de Ashebury ...

site: https://klaumusicwithbooks.wordpress.com/
comentários(0)comente



Lisse 18/05/2017

Adorável e leitura obrigatória
Esse é o primeiro volume da série Os Sedutores de Havisham, e de acordo com a Editora Gutenberg no segundo semestre teremos o segundo volume da série. Pois já estou muito ansiosa com o que a autora poderá nos deliciar. Porque se tem uma palavra que poderia descrever "Codinome Lady V" é esse: uma delícia de leitura.

Sou fascinada por romances históricos, e depois de um tempo lendo várias coisas do mesmo gênero, o que acaba acontecendo é ficarmos achando alguns iguais a outros, ou que contem basicamente os mesmos elementos: mocinha que precisa casar e que encontra de um forma pouco convencional o homem que tanto queria, já que essa era a premissa da época - as mulheres precisavam se casar o quanto antes.

Mas aqui a autora Lorraine Heath soube conduzir muito bem todo o enredo. Primeiro ela colocou uma protagonista, a Minerva Dodger que não tem medo de ser quem é e tem pais que apoiam seu jeito espevitado de ser; a comunicação com eles sempre é aberta e conversam sobre tudo. Ainda mais quando está envolvido seu grande dote, concedido por seu pai que não é mão de vaca e foi bem generoso, mas agora o inconveniente é que a maioria dos homens a querem e não pelo motivo certo.

Quote: "Acontece que eu tenho opiniões e acredito ter o direito de manifestá-las. O senhor parece não ter interesse em ouvir o que tenho a dizer, a não ser sobre o clima."

Minerva é o tipo de personagem que nos tira da zona de conforto de meros espectadores da sua história e nos faz torcer loucamente por ela e pelo que quer. Não apenas quer um casamento frio, mas sim um lar onde possa além de ser amada por um marido, também poder expressa suas fortes opiniões sobre qualquer assunto e ser a companheira ombro a ombro para qualquer coisa.

Quote: " - Eu não bordo, na verdade. Acho um tédio. Prefiro um debate animado a respeito de reformas sociais [...] E é por isso, meu lorde, que não somos compatíveis."

E para tomara as rédeas de sua vida, Minerva procura um lugar onde poderá experimentar o que mais quer: estar com um homem sem as amarras sociais e sem ser mal vista pela sociedade. No Clube Nightingale e protegida por uma máscara, ela quer alcançar seus objetivos e mal acredita quando começa a despertar os sentidos do Duque de Ashebury.

Depois de passar um tempo fora da Inglaterra, Duque Ashebury retorna ao seu país junto com os amigos com quem cresceu. Jovens favorecidos, requintados, corajosos mas com um passado que precisa ser contado e desbravado. Ashebury passa a impressão de ser um aventureiro e também um dos mais desejados, mas por dentro seus sentimentos são mais profundos do que se possa imaginar. Ele com certeza é o par perfeito para a Srta Minerva.

Quote: "Ele sem dúvida ia rir da inexperiência dela, de sua falta de jeito. Ela queria que sua primeira vez, possivelmente a única, fosse com um mortal, não com um deus."

As aventuras de ambos são muito boas, essa obra com certeza é uma das melhores que já vi. Minerva é uma personagem muito interessante, que mesmo rica e com um dote escandaloso tem suas inseguranças com respeito à beleza. E o Duque Ashebury é um verdadeiro cavalheiro, que teve um passado estranho, perdeu o pai cedo e precisou reencontrar dentro de si motivos para acreditar em si mesmo.

Quote: "Permita que eu a visite amanhã. Dê-me uma oportunidade para lhe mostrar que você pode ser tão feliz comigo na luz como é nas sombras."

Com uma narrativa em terceira pessoa, Lorraine Heath me cativou completamente com esse romance cheio de mistérios, caça e muita persistência. Fazia tempo que um livro não me prendia tanto, e que tinha citações tão bonitas e que me fizeram suspirar. E tem um final. QUE FINAL! O melhor e mais diferentão que já li. Achei nada egoísta da parte do personagem masculino e muito dele colocando os interesses da mocinha em primeiro lugar. Conquistou meu coração.

Também fiquei apaixonada pelos próximos personagens. Locke, Ren e Edward terão suas histórias contadas livros seguintes; e já fiz minhas apostas no segundo volume da série, que segundo minha imaginação estou chocada com o que vem por aí.
comentários(0)comente



Vanessa França 15/05/2017

https://geeklivroseresenhas.blogspot.com.br/2017/05/codinome-lady-v-de-lorraine-heath.html
O que foi esse livro!!!! Eu sei que eu posso muito bem contar com Lorraine Heath para entregar bons romances, mas eu nunca estou preparado para o quanto vou desfrutar de seus livros.

Eu realmente gostei desse livro.

Minerva Dodger é imensamente rica e passou por seis temporadas sendo cortejada. Ela vem de uma família que se casou por amor e ela não quer se contentar com menos do que isso em sua própria vida. Seu dote trouxe proposta de casamento após a proposta de casamento, mas nenhum dos lordes que propuseram casamento puderam dizer que gostavam dela. Não, o que eles realmente gostam é todo o dinheiro que ela vai trazer para o casamento. Ela sabe que ela não é a garota mais bonita de Londres, porque todo mundo tem dito tanto sobre ela e seu rosto, mas nada disso muda o fato de que ela se recusa a casar com alguém por dinheiro.

Ela está acostumada com o fato de que provavelmente nunca se casará, já que ninguém parece gostar dela e ela é poderosa e curiosa sobre as relações entre os sexos, assim com a ajuda de sua melhor amiga (e cunhada), ela vai ter uma aventura apenas para si e para o cara que ela escolher, perde a virgindade e é quando ela conhece o Duque de Ashebury.

Ashe é um dos diabos de Havisham. Quando seus pais foram mortos em um acidente, Ashe e dois outros órfãos (Gray e Edward) foram enviados para viver com o amigo de seus pais, o marquês de Marsden. Uma vez que eles chegaram lá, eles encontraram o filho do Marquês, Locke juntos, eles se tornaram pequenos diabos que correram selvagens porque o Marsden estava chorando sua falecida esposa (a mãe de Locke). Ele ficou louco quando sua esposa morreu e era verdade. Ele se fechou, deixando os meninos correr selvagem e fazer o que bem entendessem.

Uma vez que os meninos tiveram idade suficiente para sair por conta própria, eles fizeram e continuaram as suas diabrices. Eles viajaram para lugares diferentes, tiveram aventuras exóticas e fizeram o que quiseram.

Agora, eles estão de volta de um safári na África e procurando um pouco de tempo divertido com mulheres em Nightingale e é onde Ashe encontra a misteriosa Lady V. Foram suas pernas que chamou sua atenção, mas foi a sua personalidade que o cativou.

Adorei os dois. Eu gostei da força e perspicácia de Minerva e eu absolutamente amei ver Ashe se apaixonar por ela. Seu romance era doce e apaixonante, e era tudo o que os amantes de romances amam. Este livro tinha grandes personagens (antigo e novo) e foi engraçado, foi doce e eu comi cada palavra.

As inseguranças de Minerva sobre sua aparência eram muito credíveis, mas sua bondade inata, mesmo para aqueles que feriram seus sentimentos, me fez realmente gostar de seu personagem. Uma das minhas cenas favoritas neste livro foi entre Lorde Sheridan e Ashe em seu clube. Eu amei que Ashe se exaltasse com o que lorde Sheridan disse e não o deixou sair sem um

Este livro foi bom e eu estou muito interessada nos livros que seguirão este. Eu estou me perguntando se Gray vai ter um livro, se o incidente sobre Edward vai sair e o que vai acontecer com essa história e estou muito interessado em conhecer mais Locke. Eu realmente não posso esperar por mais desta série.

Vale 4/5
comentários(0)comente



Livros Encantos 12/05/2017

Codinome Lady V, se destaca pela originalidade do enredo, pela escrita fluída da autora e nos encanta com personagens que deixaram as convenções de lado e escutaram a voz do coração.
Que livro maravilhoso, com elementos que prendem atenção do leitor, diálogos inteligentes, o grande destaque do livro sem sombra de dúvida é a personalidade de Minerva, que está muito além de seu tempo, sua coragem em decidir ir ao clube e vivenciar tudo sem compromisso a faz uma mulher corajosa e audaciosa.
Sua inteligência, se destaca em meio a uma sociedade machista.

stou encantada com a escrita da autora e seus personagens.

Minerva é uma mulher inteligente e muito sagaz, com o apoio de sua família quer se casar por amor, devido ao seu dote ser alto, vários interesseiros sempre a cortejam com as mais inusitadas propostas. Um casamento aberto, ter filhos e nada mais. A cada proposta uma recusa, toda essa gama de homens interessados apenas em seu dinheiro, deixa a certeza que ela será uma solteirona.
Como não quer morrer sem conhecer os prazeres de uma noite com um homem, com uma coragem admirável ainda mais naquela época, ela decide ir ao Clube Nightingale, ao chegar lá seu olhar fica atento a tudo e a todos.
O Duque de Ashebury desperta sua atenção, e já na primeira noite com sua máscara, ela aceita ficar com ele, no primeiro encontro há uma conversa e um desejo pairando no ar, mas Lady V não se sente tão segura naquele momento.
Quando enfim decidem ter a tão desejada noite de amor, ambos se surpreendem com a intensidade das emoções.

A partir desse momento vai começar um jogo muito interessante, de descobertas e sedução.

O Conde desconfia quem seja Lady V, e ela segue com sua identidade em segredo, vamos acompanhar dois personagens que relutam em revelar seus verdadeiros desejos.

Não há como esconder a verdade...
Nosso lindo Conde sabe que nenhuma mulher jamais despertou tantos sentimentos nele como Minerva e vai corteja-lá.
Minerva é um mulher que preza muito as atitudes, palavras são apenas jogadas ao vento, desconfiada dos homens está sempre com desconfianças, o Conde a faz se sentir desejada, bela como ninguém a fez se sentir, se sentindo bonita, ele consegue enxergar muito além de seus olhos, a vê como uma mulher linda, inteligente.

Com alguns segredos escondidos, o Conde pode colocar sua relação em perigo. Mesmo correndo esse risco, ele não consegue ser sincero a tempo...

Será que nosso lindo protagonista será capaz de provar o quanto ama e precisa de Lady V?
O que dizer do Conde que se redimiu com maestria ao provar com atitudes o quanto ama sua Lady V.

A escrita da autora é deliciosa, regada a muita veracidade em todas emoções de seus personagens, destaque para os pais de Minerva por todo apoio a suas decisões, seu irmão e cunhada garantem cenas que ressaltam a importância da união da família.

Codinome Lady V, se destaca pela originalidade do enredo, pela escrita fluída da autora e nos encanta com personagens que deixaram as convenções de lado e escutaram a voz do coração.

Um romance de época para ficar guardado entre os favoritos.

Joyce
Livros Encantos

site: http://www.livrosencantos.com/2017/03/codinome-lady-v-lorraine-heath.html
comentários(0)comente



Mari - Pequenos Retalhos 05/05/2017

Personagens de tirar o fôlego
Achei a história bem interessante. As perguntas de Minerva sobre porque não pode, por exemplo, ter a mesma liberdade que os homens, são essenciais. O Duque de Ashebury possui vários traumas do passado. Perdeu os pais muito cedo num acidente de trem e suas últimas palavras para os dois o assombram anos depois.

É um casal que funciona na história. Por mais que a história seja previsível em vários momentos, a química dos dois e a maneira como as cenas são descritas impulsionam a leitura. Dentre os romances de época que já li, e eu já li muitos, posso dizer que nessa história a complexidade dos personagens fazem dessa leitura envolvente.

Resenha completa no blog Pequenos Retalhos.
comentários(0)comente



Elidiane Ferreira 03/05/2017

Conheçam o Clube Nightingale...
Codinome Lady V é daqueles romances de época que te conquista pela sinopse. mas no momento em que você começa a leitura, percebe que o livro é muito mais interessante do que ele aparenta ser. Esse é o primeiro livro que leio da autora Lorraine Heath e já espero ansiosa pela publicação de outros livros da mesma, pela Editora Gutemberg e também pelo segundo livro dessa série Os Sedutores de Havishan, que conseguiu me atrair e me deixar ansiando pelas continuações que virão.

Ashe, o Duque de Ashebury não teve uma infância muito feliz, ele junto com os amigos, os irmãos gêmeos Albert e Edward foram criados pelo Marquês de Marsden, um homem que após perder a esposa não ficou muito bem da cabeça. Os pais dos garotos morreram em um terrível acidente de trem, e os pais confiaram ao Marques a tutela dos filhos caso algo os acontecesse, o Marques possui um filho chamado Locksley e juntos os quatros se tornaram grandes amigos ou melhor irmãos, e que após crescerem ficaram conhecidos pela sociedade como os diabos de Havishan, por serem lindos, ricos, encantadores, que adoram viajar pelo mundo e que sabem como ninguém como seduzir uma dama.

Minerva Dodger é aquela personagem que te enche de orgulho, sabe aquelas protagonistas que impõe o seu papel como uma mulher de personalidade forte, e que não leva desaforo para casa apesar das regras da sociedade ditarem algo totalmente diferente? Bem, essa é Minerva, que apesar de já ter passado da idade de casar, e não se achar uma beldade, não aceita de jeito nenhum um casamento sem amor, onde o interesse do lorde se revele apenas pelo seu robusto dote dado pelo seu pai.

E depois de tantos homens apenas interessados em seu dinheiro, Minerva toma uma decisão completamente inesperada e inapropriada para uma dama, ir ao famoso Clube Nightingale... Mas Elidiane que Clube seria esse? Vou tentar explicar caras leitoras, esse clube seria um espécie de uma casa de encontros secretos entre homens e mulheres da alta sociedade londrina que desejavam, digamos, ter uma aventura se é que me entendem, sem serem reconhecidos, por isso não é à toa que as mulheres usam máscaras para não serem reconhecidas pelos parceiros que elas escolherem. Com a ajuda da amiga Grace, Minerva consegue o endereço do Clube, e está determinada a ir ao local, pois apesar de não ter esperanças de se casar por amor, está disposta a se entregar a algum candidato no clube que lhe chame mais à atenção.

Após chegar no Clube Nightingale Minerva está complemente nervosa e quase desistindo da sua ousadia, mas aí quem é o cavalheiro a quem Minerva logo chama à atenção? Sim, o Duque de Ashebury, Ashe está completamente encantado pela mulher de máscara branca que caminha pelo salão mal iluminado do Nightingale e que se apresenta como Lady V. Ao se conhecerem os dois irão entrar em um jogo de sedução ardente, e completamente sem pudores (será?) já que Ashe possui um certo desejo peculiar que impõe para as suas parcerias. Será que Minerva está disposta a arriscar a sua reputação? E quando o relacionamento entre eles começa a ganhar intensidade fora das quatro paredes do Clube? Ashe estará disposto a tudo para desvendar todos os segredos de Lady V... Mas será que Minerva ou Codinome Lady V, ficará feliz ao descobrir os segredos dele?

- É isso que você faz? Cria expectativas com palavras?
- Não, eu sou um homem de mais ação. Eu simplesmente faço.
- E se a mulher não quiser?
- Então eu paro, eu acho... Mas ainda não estive com uma mulher que não quisesse.

A Lorraine Heath possui uma escrita tão fácil de se apaixonar! A autora realmente merece todos os prêmios que recebeu por todos os seus livros de época já lançados. Sério, eu me vi perdida e completamente envolvida na história de Minerva e Ashe, e também dos outros personagens que também ganham bastante destaque na trama. Alguns diálogos são longos, outros nem tanto, mas a leitura flui bem, somos surpreendidos pelos detalhes, e pouco a pouco vamos nos aprofundando na personalidade dos personagens, nos seus segredos e em suas emoções mais perturbadoras. A narrativa tem momentos engraçados, cenas quentes cheias de persuasão e sedução totalmente dignas de serem lidas e apreciadas! Serio, é difícil não se apaixonar pelo Ashe, e por toda a sua sensibilidade.

O livro possui um epílogo que não poderia ter sido melhor! Fãs de romances de época tenho certeza que Codinome Lady V irá fazer parte da sua listinha de livros para devorar rapidamente! Convido todas vocês para conhecer o Clube Nightingale e se apaixonar por esse casal incrível que nos ensina que as aparências podem nos enganar, e que o amor pode ser encontrado onde menos se espera e que vivê-lo sem receios pode se tornar uma deliciosa aventura!

site: + resenhas: http://www.leituraentreamigas.com.br/
comentários(0)comente



La Oliphant 02/05/2017

Codinome Lady V tem um discurso um pouco diferente do que vemos em romances de época, como Os Bridgertons de Julia Quinn. Minerva não é uma personagem que se vê obrigada a casar simplesmente por querer construir uma família. Ela deseja um casamento por amor, com um homem que respeite o fato que ela tem opiniões e uma visão maravilhosa para os negócios, e a sua família aceita e mais, incentiva que ela não se deixe iludir por qualquer título de nobreza que esteja interessado no seu dote. Aliás, o pai dela – talvez por ter vindo de uma origem muito humilde – é o primeiro a dizer que não vê problema nenhum caso ela não encontre um marido que julgue adequado.

Minerva é uma personagem impossível de não se amar com todo o coração. Sua língua é muito afiada e ao longo de todo o enredo de Codinome Lady V, ela levanta questionamentos feministas como: “porque as mulheres precisam estar com roupas sedutoras, quando os homens podem se vestir da forma que quiserem? ” ou “porque o prazer do homem é sempre melhor aceito na sociedade do que o da mulher?” Para aquela época, temos que admitir, que não é muito comum que as mulheres levantem esse tipo de questão, então me surpreendeu muito quando eu vi longos diálogos da Minerva falando justamente disso. Entendem porque não tem como não amar essa personagem?

site: http://laoliphant.com.br/resenhas/resenha-codinome-lady-v-lorraine-heath
comentários(0)comente



Sah (Blog Pérolas Literárias) 27/04/2017

Resenha - Codinome Lady V, Lorraine Heath.
Minerva é uma protagonista bem afrente do seu tempo, podemos até considerá-la feminista. Solteira após várias temporadas ela acredita no amor e não aceitará menos de homem algum.

Considerada por muitos cavalheiros como estranha, por suas ideias de que lugar de mulher é onde ela quiser, Minerva segue solteira. Tendo como pais pessoas que entendem e apoiam seu jeito de ser. Com seu dote de casamento tão grande Minerva já se conformou que o que os homens veem de atraente nela é apenas seu dinheiro.

Tudo o que ela quer e descobrir os prazeres da vida e para isso irá viver uma vida oculta como Lady V. Conhecerá o amor em um clube onde as mulheres vão para dar e sentir prazer sem serem reconhecidas escondidas atrás de máscaras.

Nick, Duque de Ashebury é um homem que sofreu uma perda ainda muito novo e encontra em viagens exóticas e prazeres seu escape de tudo o que perdeu. E é no clube Nightingale que eles irão se encontrar.

O livro é bem gostoso já tinha um tempo que eu não lia um romance histórico e acho que essa foi uma escolha excelente. Mesmo não sendo um livro muito grande ele nos entrega o que a sinopse promete. Não é um livro erótico, mas está recheado de cenas sensuais e muito bem escritas.
Esperava sentir a história um pouco cansativa, mas a sintonia dos personagens é muito grande e a atração entre eles vai além do físico é da mente também.

Leitura super indicada.

site: http://www.perolasliterarias.com.br/2017/04/resenha-codinome-lady-v-lorraine-heath.html
comentários(0)comente



Lay 25/04/2017

Codinome Lady V. (Os Sedutores de Havidham #1) - Lorraine Heath
Meu primeiro livro da Lorraine e só posso dizer: amei! Sou louca por romance histórico e essa é uma história divertida, sensual, romântica e os personagens são apaixonantes. Adorei a mocinha, nada de chiliques e nenhum pouco cansativa.
Agora, o duque de Ashebury... que homem viu?!, me apaixonei por ele. Mas, vamos ao que interessa.

1878
Nicholson Lambert, Duque de Ashebury, é lindo, talentoso, inteligente, sedutor, libertino e está de volta a Londres depois de mais umas de suas aventuras com seus amigos, Edward e Locksley.

Ashe é um homem que sofreu muito na infância após perder os pais em um acidente trágico de trem quando tinha oito anos, não só ele, mas seus dois amigos perderam seus pais, os Gêmeos Albert (o Conde de Greyling) e Edward, sendo obrigados a irem morar com o Marquês de Marsden (que havia enlouquecido após a morte da esposa), na Mansão Havisham. Lá conheceram o Visconde de Locksley, e os quatro, em meio a tragédia se tornaram irmãos.
Cada um deles ainda tem que lidar com os fantasmas do passado. Mesmo depois de ter se passado vinte anos, Ashe ainda é assombrado por pesadelos, era difícil encontrar paz, há anos não tinha uma noite inteira de sono. Até conhecer Lady V.

Srta. Minerva Dodger, filha de um dos homens mais ricos da Inglaterra, irmã de um duque, com um dote que todos os homens desejam, mas, infelizmente, é apenas o dote que eles querem e não a esposa que vai junto com ele. Minerva é uma jovem decidida, inteligente, franca, tem a mente aberta (não é como as mocinhas da sua idade que só sabiam fingir desmaios e aquelas baboseiras todas), é boa nos negócios, sabe se defender, fala o que pensa, só não é tão bonita quanto as outras debutantes e já aceitou isso. Já aceitou a solteirice. Como não tinha nada a perder, decidiu que queria saber como era estar com um homem, ao menos uma vez, se sentir desejada, por ela mesma, não por seu dinheiro. Então, vai até o Clube Nightingale, um lugar onde os aristocratas vão para encontrar amantes e pessoas dispostas a uma noite de prazer.

Ashe está no clube Nightingale a procura de uma mulher que satisfaça todos os seus desejos naquela noite. Uma mulher vestida de seda branca, com uma máscara lhe chama a atenção, ela parece meio hesitante, como se fosse a primeira vez ali. Ele sabe que a regra é a mulher abordar os homens, mas ele a quer e, seguir regras nunca foi seu ponto forte.

Quando Minerva é abordada por ninguém menos do que o duque de Ashebury, ela não sabe como reagir, já que ele é absurdamente lindo e agora a está seduzindo. Usando o Codinome Lady V (Lady Virgem, mas isso ela não contaria a ele), Minerva decide que nada melhor do ter sua primeira vez com um homem que tem uma vasta experiência com as mulheres, apesar da apreensão, sabia que ele cuidaria dela.

Só que quando Minerva, ou melhor, Lady V, descobre que Ashe primeiro quer tirar uma foto dela (mas não dela toda, apenas de suas pernas), ela não entende muito bem esse desejo dele, e resolve não atender ao seu pedido.

" - Espero que você consiga sua fotografia. Acredito que quando voltar para o clube você conseguirá encontrar uma mulher disposta a posar. Ele meneou lentamente a cabeça. - Não. Você era o que eu queria está noite. Nunca aceito substitutas."

Quando Lady V. recusa seu pedido de fotografá-la ele fica decepcionado, mas entende. Por algum motivo, ele está fascinado pela mulher, conversar com ela não é nada entediante, ela na verdade é...revigorante. Determinado a tê-la ao menos na cama, ele resolve deixar as partes da foto pra lá, é quando ela diz que é virgem. Ele, como nunca deflorou uma mulher antes, diz que ela não será a primeira. E quando ele vai acompanhá-la até a carruagem, ela lhe pede um beijo, porque ao menos ela gostaria de saber como era. Ele nunca havia desejado tanto uma mulher como desejava Lady V, e custe o que custar ele descobriria sua identidade.

"Ashe ainda estava ciente do aroma dela que persistia em seus dedos; do gosto dela em seu paladar."

O caso dos dois começa na primeira noite dela no clube, e não para por aí. Ashe desconfia que Lady V seja a Srta. Minerva Dodger, ele não consegue tirá-la da cabeça, então passa a cortejá-la, e muitas coisas vão acontecendo ao longo dos encontros deles, tanto no clube como nos círculos em que frequentam.

"Mas ela já tinha decidido que quando a hora chegasse, Ashe seria o homem que ela queria. Que ele também a quisesse, só selava o acordo. - Você não vai para a cama com virgens. - Minerva o lembrou. - Decidi abrir uma exceção. Que Deus me ajude. Não consigo parar de pensar em você. - Então a boca de Ashe desceu sobre a dela outra vez, exigente e decidida, como se pretendesse devorar cada pedacinho dela."

E o amor não demorará a florecer entre os dois, mas para isso Minerva tem de deixar suas desconfianças de lado e, Ashe seu orgulho.

"-Eu quero você...desesperadamente. Mas quero conhecê-la por completo."

Que história linda, super me diverti, me apaixonei, encantada pela família da Minerva, todos incríveis e estou muito curiosa pra saber sobre os outros: O Visconde de Locksley e o Edward o irmão gêmeo do Conde de Greyling, já que são sempre citados e cada um deles parece ter muitos segredos. Eu super recomendo, eu amei e espero que vocês também. Boa Leitura!
comentários(0)comente



Larissa.Filgueiras 25/04/2017

Trama muito bem construída, mas se você está procurando por algum drama não vai encontrar neste livro. É um romance super leve com uma personagem forte e de opinião própria. Adorei a personalidade de lady Minerva. A autora focou bastante na protagonista, eu acabei só sentindo um pouco por não ter se aprofundado mais na relação do Ashe com os amigos e não entendi também alguns trechos que o Edward se tornou o narrador. Acredito que sirva para explicar algo do próximo livro. No mais a leitura valeu muito a pena!!!
comentários(0)comente



Leituras e Delírios 24/04/2017

Codinome Lady V foi meu primeiro contato com essa autora, confesso que escolhi esse livro pela capa e me surpreendi positivamente com a escrita de Lorraine Heath. A publicação brasileira é da editora Gutenberg.

Minerva Dodger está cansada de esperar, já conformada com o status de solteirona, ela quer começar a viver sem o fardo de ter de procurar um marido, então ela pede a cunhada o endereço de um clube onde muitas solteironas e mulheres casadas vão para encontrar um amante. Sim, ela quer perder seu cartão V, estourar sua cereja, perder seu lacre. Por uma noite ela quer se sentir desejada como nunca antes. Então protegida por uma máscara, Minerva se autointitula Lady V e sai a procura de um parceiro. O duque de Ashebury perdeu os pais muito cedo em um acidente de trem, ele e mais dois irmãos foram tutelados por um nobre louco e isso teve consequências na vida deles. Ashe tem gostos peculiares e Lady V desperta um sentimento que vai além do desejo nele. Quando ele descobre que está a beira da falência e que precisa se casar, ele terá de abrir mão desse sentimento para assegurar o dote de Minerva Dodger.

A escrita de Lorraine é muito divertida, fluida e rápida, na verdade no final você fica com vontade de ler mais devagar por que não quer que o livro termine. Nas últimas cinquenta páginas eu já estava com saudade de Minerva e Ashe e estava com "pena" de terminar o livro, pois ainda não tenho o segundo da série em mãos para ler.

Minerva é uma mocinha bem diferente da que temos em romances de época, geralmente as mocinhas estão atrás de um casamento, essa mocinha não, ela quer amor e como só conseguiu atrair caçadores de fortunas atrás de seu dote considerável, ela desistiu. Então quando ela vai ao clube de cavalheiros com a intenção de perder a virgindade, ela vai sabendo o que quer e não quer um marido.

Resenha completa no blog!

site: http://www.leiturasedelirios.com.br/2017/04/codinome-lady-v-lorraine-heath-os.html
comentários(0)comente



53 encontrados | exibindo 1 a 15
1 | 2 | 3 | 4