Codinome Lady V

Codinome Lady V Lorraine Heath




Resenhas - Codinome Lady V


76 encontrados | exibindo 1 a 15
1 | 2 | 3 | 4 | 5 | 6


Shaa 22/01/2018

Olhei a capa, achei linda e lembrei na hora da música "Lady in red", do Chris the Burgh, rs.

Mas bem, não era vermelho que Minerva vestia quando decidiu ir ao clube Nightingale procurar um pouco de prazer em sua vida. Afinal, uma mulher, ainda que virgem, pode se sentir desejada e seguir em frente com isso, certo? Era assim que ela pensava, pena que a sociedade londrina no século XIX não concordava com isso. Por isso, todo cuidado era pouco e sua máscara lhe daria toda segurança que sua identidade precisava. E foi assim que ela de fato conheceu o Duque de Ashebury. Lindo, aventureiro, libertino, voraz. Ele estava naquele mesmo clube procurando um belo par de penas para fotografar e acolhê-lo logo depois. Pois bem, assim que Minerva entra pela porta, ele encontra em suas pernas seu objetivo. Eles se conhecem. Se atraem. Para ele, ela é Lady V. E ela espera que assim permaneça.
Intrigado, Ashe tenta descobrir a identidade por trás da máscara. Ele procura, até se deparar com a intrigante Minerva, a qual nunca tinha dirigido nada além de cumprimentos e um rápido olhar. Até desconfiar que a "megera", como era conhecida, era sua Lady V, de virgem. Ela, uma solteirona, filha de um dos homens mais ricos da Inglaterra, famosa por sua língua afiada e sua sinceridade cortante. As duas últimas características mantinham os homens afastados de Minerva, porém, seu dote era um verdadeiro atrativo para caçadores de fortuna descarados. Convivendo com isso desde que começou a debutar, Minerva tinha uma autoestima no chão e uma inteligência que a orgulhava. Achava que os homens só estavam interessados no seu dote e fazia de tudo para afastá-los. Mas quando ela era a Lady V, isso mudava, graças ao belíssimo Ashebury. Mas a dúvida sempre a acompanhava: será que ele estava interessado nela de verdade?

A história é linda. Vale a pena ler? Vale. É diferente até certo ponto e sensual na medida. Nada muito hot, meninas. Se essa informação interessar, rs. O livro no geral me agradou muito, a mocinha é esperta, livre, inteligente, mas, apesar de entendê-la, todos os questionamentos dela ao longo do livro mostraram uma insegurança que me irritaram um pouco. Digo, ela é ousada o suficiente para ir à um clube atrás de sexo, mas não consegue superar toda a insegurança que cultivou por anos. E o mocinho é ótimo também, tem seus traumas, seus defeitos, sua dificuldade com números, mas ele é adorável com ela. A escrita é ótima. O livro é diferente, mas não é tão diferente quanto eu pensava. Achei que teria mais emoções e achei também que seria mais engraçado, talvez porque acabei de ler uma série que explorava bem o humor. Mas enfim, vale a pena. E siiiim, o final é super lindinho! E tem epílogo! Amo! rs
comentários(0)comente



Belinha.Paimm 21/01/2018

Codinome lady v
As vezes pensamos que dinheiro vale tudo,nem sempre quando existi amor tudo pode se resolve livro mostra sobre a aceitacao se aceitar como e beleza ta nos olhos de quem ver se amar primeiro, mostra fala os obstáculos da vida como enfrentar a saudade os medos e principalmente a superacao e o perdão ousada sem medo de enfrentar a vida sabe o que realmente deseja ser feliz
comentários(0)comente



Eduarda | @romanceerotic 17/01/2018

"Todos temos os nossos segredos; todos temos o direito de mantê-los."
Codinome Lady V é o primeiro livro da série Sedutores de Havisham escrito pela autora Lorraine Heath. Este livro traz consigo a história de Minerva Dodger e o belo Duque de Asheburg. Minerva não possui títulos, mas sua família possui dinheiro o bastante para que seu dote seja de um valor exuberante, e isso traz vários pretendentes à sua porta. O problema é que Minerva não se comparta como uma moça da sociedade, possui toda a educação, classe ao agir, mas também gosta de se expressar e agir livremente. Ela não tem medo de falar exatamente o que pensa e não tem vergonha de mostrar sua sagaz inteligência, mas os rapazes não querem nada disso e julgam o jeito e as feições da jovem de forma depreciativa.

Minerva já se contentou sobre o fato de que não é atraente aos olhos dos homens e que eles não suportam estar em um ambiente com ela para não ouvir sua opinião sobre tudo. Tudo o que os homens desejam nela é o seu dote, nada mais. Ela está determinada a não se casar a não ser que seja por amor e depois de tantos anos ela já desistiu do casamento em si. Então, Minerva decide acalmar a paixão ardente que possui nela com um amante, e é então que Lady V nasce.

O Clube Nightingale garantia anonimato para as mulheres, já que todos ali possuem um perfil importante na sociedade e estão buscando o afeto e calor em outro lugar. Mulheres casadas, viúvas, e todos os tipos encontravam seus amantes nesse ambiente com total sigilo. O que acontecia em Nightingale permanecia em Nightingale. Toda a descrição que o clube possui é o que faz Minerva embarcar nessa aventura. Ela não sabia o que esperar dessa noite, mas com suas feições cobertas com uma máscara branca elegante ela acaba atraindo a atenção do notório Ashe. Um homem famoso por seu atrativo rosto, seu charme e suas incontáveis amantes. Ele definitivamente é um homem que atrai a atenção de todas as mulheres por onde passa, então imagine a supresa de Minerva ao ver que ele inicia uma conversa com ela. Principalmente porque o mesmo nunca a deu uma segunda a ela em nenhum dos bailes e eventos que se esbarraram.

O Duque de Asheburg, Ashe, não sabe ao certo o quê, mas a bela Lady V conquistou sua atenção como nenhuma outra mulher naquele recinto. Só resta uma coisa a fazer, tê-la calorosamente em seus braços. Mas nem tudo são com planejado e após uma conversa bastante intrigante com Lady V, ele vê que não será capaz de fazer nada e que ela própria não está pronta para as consequências que isso causa.

O grande problema é que pela primeira vez Ashe está completamente interessado em uma mulher, mas ele não sabe seu verdadeiro nome e nem como encontrá-la. Mas isso não será um impedimento para o jovem Duque. Ashe a quer e terá, não importa se tiver que vigiar e analisar de perto todas as moças de Londres até achar a misteriosa mulher de máscara branca.

Este livro é viciante, simplesmente. Você o pega e não o larga até finaliza-lo. Sei que simplesmente adorei as características dos personagens. A personalidade de Minerva nem se fala. Rainha, com certeza! É um livro que definidamente recomendo para todos, principalmente aos amantes de romance de época. Codinome Lady V é uma leitura cativante e bem trabalhada.


site: romanceerotic.blogspot.com
umalivraria 17/01/2018minha estante
Que resenha maravilhosa.




Dani 03/01/2018

Livros & Café
Minerva está cansada de ser alvo de homens que visam apenas o seu dote. Quase todos os dias ela recebe a visita de algum pretendente lhe propondo casamento. O problema é que nenhum deles está interessado nela pela sua beleza ou pela personalidade da jovem, a única coisa que eles querem é colocar as mãos em sua fortuna. A maioria são homens que possuem um título, porém não possuem um centavo em seus bolsos. Eles a cortejam com a certeza de que ela os aceitará. Minerva é considerada uma solteirona, já que não aceitou nenhuma proposta de casamento. Ela não é considerada uma pessoa bela, por isso, eles acreditam que ela aceitará qualquer pedido. Eles não entendem que Minerva não busca um casamento de conveniência, ela busca amor. Ela deseja que seu esposo aceite-a por quem ela é. No entanto, todos os seus pretendentes não aceitam que ela seja uma mulher com opinião própria, que possua uma língua afiada e não seja nem um pouco submissa. Minerva decide que, ao menos uma vez, ela saberá como é ser desejada e amada por alguém. É aí que ela, com toda a sua coragem, vai ao Clube Nightingale. O clube é um lugar onde mulheres podem viver momentos de paixão sem precisarem se identificar, para isso, elas usam máscaras quer escondem sua identidade. E, é isso que Minerva faz.

Pois bem... Acredito que vocês já imaginam o que acontece a seguir: Minerva encontra um homem no clube que a fascina, que faz seu coração bater mais rápido; algo que nunca aconteceu com ela. O Duque de Ashebury é charmoso, inteligente e faz com que Minerva se sinta viva, desejada e bela. Ele a escuta, ele não se importa que ela não seja igual às outras damas da sociedade. Eles conseguem conversar durante horas. Suas personalidades são iguais. E é a partir desse envolvimento que o romance começa. Mas não se engane achando que esse envolvimento começa de forma física. Na verdade, o que eles sentem vai muito além do desejo. Eles se conhecem aos poucos: cada desejo, cada sonho, cada detalhe de suas personalidades. Minera encontra em Ashe tudo aquilo que ela busca em um homem.

Eu, sendo uma romântica incurável, adorei o romance nesse livro. Mas, o que mais gostei mesmo, foi a personalidade de Minerva. Ela é uma pessoa muito diferente das mulheres de sua época: ela frequenta cassinos, ela tem um bom gancho de esquerda, ela não se importaria em entrar numa briga; ela fala sobre política, ela fala sobre tudo e dá sua opinião sobre aquilo que lhe interessa. Ela é determinada e não deseja se casar com alguém que não valorizará isso nela. Ela sabe que merece alguém que a ame, que tenha prazer em conversar com ela, e não somente ser um enfeite na própria casa. E, o melhor, é que Minerva tem o apoio dos pais. Eles não são os tipo de pais que empurram sua filha para o primeiro homem que propõe casamento. Eles não se importam que ela nunca se case; eles não se importam que ela expresse sua opinião com tanto fervor. O que eles querem é que ela seja feliz.

Esse foi um dos motivos que me fizeram gostar tanto do livro. O outro, é claro, foi o romance. Eu estou APAIXONADA pelo casal, pelo envolvimento deles e pelo amor que eles sentem. Pela forma como Ashe conseguiu superar a dor que ele carrega devido às memórias de seus pais. Como ele conseguiu superar as dificuldades com a ajuda de Minerva. A forma como ela entregou seu coração a Ashe e permitiu que ele a transformasse em uma mulher ainda mais confiante. Foi muito bom vê-los descobrindo o amor verdadeiro, vê-los amadurecendo juntos.

Codinome Lady V é um romance de época lindo, muito divertido e surpreendente. Lorraine Heath possui uma escrita envolvente, instigante, que nos leva a pensar sobre o papel da mulher na sociedade, em como elas eram sobrepujadas e, muitas vezes, vistas apenas como uma forma de obter fortuna, ou um herdeiro. Eu amei demais isso no livro. Assim, eu indico esse livro de olhos fechados.

site: www.livrosecafe.com
comentários(0)comente



Sophia.Merkauth 16/12/2017

Livro maravilhoso! Pena que a editora começou por este e não pela série Os Órfãos de St. James e Scandalous Gentlemen Of St. James Place que conta a história de muitos personagens envolvidos no livro! Quem começar por este, poderá não conseguir se situar no livro, mas que é maravilhoso quando vc lê uma série maravilhosa e descobre que outra série se entrelaça com ela, não tem preço! rsrsr
Minerva é uma mocinha adorável, como a maioria das mocinhas da Lorraine, mas acho que de todas, Minerva foi a que mais me cativou. Já Ashe, o mocinho... Deus, como queria que um homem desses fosse real! Um verdadeiro desperdício de masculinidade ele existir apenas no papel e no imaginário dos leitores! Mas como não podemos ter tudo, pelo menos ele está ali, ao alcance das mãos, sempre quando quisermos, desde que não nos importemos em folhear os livro para encontrá-lo da forma que queremos!
Lorraine nunca decepciona! Ela sempre encanta e surpreende!

site: https://www.facebook.com/colecionando.romances/
comentários(0)comente



Vick 08/12/2017

"Existem coisas que uma mulher tem que guardar para si mesma porque são deliciosas demais para dividir."
Codinome Lady V é o primeiro volume da série Os Sedutores de Havisham, da autora Lorraine Heath. O livro conta a história de Minerva Dodger, uma mulher considerada "solteirona", com um dote extremamente grande. Ela é inteligente e decidida, não quer alguém que esteja interessado apenas em seu dote, mas, como Minerva não quer morrer sem conhecer os prazeres de uma noite de núpcias, ela decide visitar o Clube Nightingale, um lugar onde as mulheres podem ter um amante e ainda protegerem sua reputação, pois estarão usando máscara e codinome, o de Minerva é Lady V.
No Clube Nightingale, Minerva encontra o Duque de Ashebury, um homem desejado por todas as mulheres de Londres, ele e os amigos-irmãos são conhecidos como os Diabos de Havisham. Ashe fica fascinado com o jeito dela, mas a noite dos dois não ocorre exatamente ele quer e isso só faz como que ele fique ainda mais interessado na Lady V. Ele começa a cortejar Minerva fora do clube e acaba descobrindo pistas sobre a verdadeira identidade de Lady V. Porém, Ashe está falido e precisa se casar urgentemente com alguma moça com um alto dote, e decide que essa moça será a srta. Minerva Dodger.

O narrativa é muito fácil de ser compreendida e deixa o leitor com vontade de terminar logo para saber se Minerva e Ashe ficarão juntos. Além de fazer com que o leitor pense em qual era o papel da mulher naquela época e comparar com a atualidade, por exemplo, o fato de que, por Minerva ser uma mulher que sabe discutir assuntos como política e economia, os homens não querem conversar com ela e a criticarem por ser assim.

Adorei a Minerva por ela ser uma mulher empoderada, muito à frente de seu tempo, ser ótima em discutir esses assuntos que no século XIX eram considerado "só para homens", além de ser ótima em jogos de cassino, principalmente aqueles que exigem inteligência e esperteza. Estou ansiosa pelos próximos volumes, que tratarão dos outros Diabos de Havisham.
comentários(0)comente



Carla Cássia - @contra.capa 27/11/2017

Bons protagonistas, esse livro têm.
Romance de época é um gênero que eu particularmente curto muito, uma das coisas que eu mais gosto nesses livros são as formas que as mulheres protagonistas conseguem ser mais empoderadas do que muitas que leio em romances contemporâneos, inesperado né?!
Minerva é astuta, inteligente, e sabe lidar com negócios melhor que muitos homens, entretanto tais fatos mais afastam pretendentes do que atrai. Convicta de quem é, ela decide lavar as mãos para essa situação e se entregar ao prazer, afinal, ela que não iria mudar para agradar a alguns, apenas mudaria seu objetivo de casamento para sexo, e o local de bailes respeitáveis para um salão muito comprometedor com luxuria para todos os lados.

O que eu mais gostei nessa história foi o fato de nossa protagonista não pensar em mudar quem é e ainda assim conquistar o que queria, e no meio disso achar o amor. Outra coisa que me agradou foi a forma que tudo ocorreu entre eles. Ash não foi o que eu esperava no primeiro momento. Na verdade ele foi melhor, o protagonista é um personagem que vai crescendo a cada capítulo, ele não se revela por completo parece uma caixinha de surpresas, com o tempo você vai tendo o quadro geral, e conseguindo compreender as atitudes dele e o porquê ser quem é. Assim como essa história, ele cresce em etapas.

Ao ler a sinopse, já imaginei qual seria o curso da obra, isso é uma coisa que eu faço, tentar imaginar o que poderia ocorrer, ver a previsibilidade do que estava lendo.Bom ‘Lady V’ não é totalmente inovador, mas gostei da forma que as coisas seguiram, não ficou mal feito, muito pelo contrário, achei coerente com os personagens e a história que estava sendo contada.

Por conta disso Lorraine Haert entrou na minha lista de queridinhas do romance de época que nos últimos tempos só faz aumentar, não que eu esteja me queixando. Mas devo dizer que estou com um pouco de medo do casal do próximo livro dessa série..., contudo, esses comentários eu deixo para quando esse livro for lançado aqui no Brasil, o que eu espero que não demore muito.

Para mais resenhas como essa, link abaixo

site: www.blogcontracapa.com.br
comentários(0)comente



RUDY 04/11/2017

RESUMO SINÓPTICO/ANÁLISE TÉCNICA
Londres do Século XIX.
MINERVA DODGER rejeita seus pretendentes por achar que estão apenas atrás de seu dote vultuoso. Ela não quer morrer sem experimentar os prazeres da noite de núpcias e se arrisca indo ao Clube Nightingale, onde as mulheres podem ter um amante sem que sua reputação seja manchada, pois se escondem atrás de uma máscara.
Minerva assume o Codinome Lady V e não acredita que o cavalheiro mais cobiçado da sociedade londrina, o Duque de Ashebury se encanta por ela no Clube.
ASHE não consegue esquecer a mulher de máscara branca com belas pernas e língua afiada. Mas, sem dinheiro, tem de conseguir uma bela jovem, com belo dote para resolver seus problemas e a Srta. Dodger é a maior promessa e passa a cortejá-la, mesmo sabendo que ela espanta todos seus pretendentes por falar tudo que pensa.
Ashe desconfia de quem seja Lady V, entretanto, não tem certeza, porém já está encantado por Minerva, a considera um mulher diferente das outras. Quer conquistá-la de qualquer forma, mas quando ela descobre que Ashe está falido, desconfia de sua sedução...
Será que conseguirão viver a paixão que os consome?

Os romances de época estão em alta, sem dúvida e adoro cada um deles que leio. Não foi diferente com Codinome Lady V, gostei muito da leitura.
Primeiro com uma protagonista totalmente ousada para seu tempo, que se arrisca a experimentar coisas novas e não suporta os homens ‘nojentos’ que a perseguem, apenas por causa de seu dote. Ela quer é alguém que a ame pelo que é e não pelo dinheiro que tem.
Claro que ela mete os pés pelas mãos e tem receio de ficar mal falada, pois ainda tem uma remota esperança de casar e ter sua própria família, ainda assim, quer também conhecer os prazeres carnais e se arrisca em empreitadas pelo Clube.
Ashe tem lá seus segredos do passado e vê através da fotografia a essência das pessoas, quem são de verdade e quando tenta fotografar Lady V, percebe sua beleza imediatamente e é arrebatado por grande paixão.
Percebem aí o diferencial do livro? Não é aquele amor instantâneo. É aquele amor que vai surgindo através dos detalhes e das dúvidas que pairam sobre eles, sobre seus medos e sobre o furor que desponta sem que esperem... Ai, de suspirar!
Não tenho muito a falar não, aliás, quem acompanha sabe o quanto tenho dificuldade em fazer resenhas quando gosto muito de um livro. E este é um daqueles que devem ser degustado e desfrutado a cada página, a cada novo fato e descoberta.
A indicação é feita para quem gosta de romances no estilo e com um tanto de mistério, perigo e surpresas. Não se arrependerão da leitura, garanto!

site: http://rudynalva-alegriadevivereamaroquebom.blogspot.com.br/2017/07/resenha-46-codinome-lady-v-lorraine.html
comentários(0)comente



Cheli 20/10/2017

Muito bom!!!
Codinome Lady V é o primeiro livro da série “Os Sedutores de Havishan”, e já estou ansiosa pelos outros volumes... Amei a escrita da autora, um livro que te prende do início ao fim.
Cansada de pretendentes que estão atrás somente do seu altíssimo dote, Minerva Dodger, está completamente decidida a não mais se casar, ela sonhava em encontrar um homem que a amasse e que respeitasse suas opiniões e seu modo de pensar. Ela é uma mulher bem decidida e forte o bastante para defender seus direitos, totalmente o contrário do que a sociedade da época permitia.
Então para satisfazer sua curiosidade, tendo em vista que ela morrerá sem saber o que acontece entre um homem e uma mulher na intimidade, ela decide ir ao famoso Clube Nightingale, um local de encontros para homens e mulheres da sociedade londrina realizarem suas fantasias, um ambiente onde a mulher deve usar uma máscara para esconder sua identidade. Dentro do Clube, Minerva é Lady V (de Virgem). E é exatamente nesse lugar que ela acaba conhecendo o Duque de Ashebury, ou melhor, Ashebury acaba conhecendo a misteriosa Lady V, a mulher que desde o momento que coloca os olhos, rouba seu coração.
Ashe fica extremamente fascinado por ela, e tenta de todas as maneiras descobrir quem ela é no mundo real e sem máscaras e quando descobre e tenta cortejá-la, Minerva acaba duvidando se ele realmente tem algum sentimento por ela ou se está apenas interessado no seu exorbitante dote, como os outros pretendentes.
Conseguirá Ashebury, provar que seus sentimentos são verdadeiros e conquistar Minerva?!?!
Muuuuuito bom, amei... bem divertido e nada muito picante, sensualidade na dose certa e muito, muito reflexivo, em uma época onde as mulheres não tinham voz ativa, e que discordar dos homens era sinônimo de desrespeito e rebeldia, Minerva mostra que é uma mulher à frente do seu tempo, uma mulher como nós hoje em dia!!!
comentários(0)comente



Dinha 21/09/2017

Codinome Lady V
Um romance de época, gostoso e leve...
comentários(0)comente



Letícia 19/09/2017

Apaixonante
Nossa eu não conhecia essa autora... agora que conheci não largo mais.
Que romance perfeito, com uma pitada de comédia, drama, mistérios, medos e muito mais. Não deixa a desejar em nenhum quesito, é tão bom rir e se apaixonar pelos personagens. Eu sempre classifico com 5 estrelas aquele amor que me deixa com borletas no estômago . Agora vou correr atrás de todas as séries que envolvem essa maravilhosa história.
comentários(0)comente



Bianca 06/09/2017

Resenha: Codinome Lady V
Em Codinome Lady V conhecemos Minerva, uma jovem que depois de seis temporadas, um alto dote, vários pretendentes caça fortunas e momentos de desilusão, percebeu que talvez o casamento não esteja no seu futuro. Ela queria um marido que a amasse e como este não apareceu, Minerva tem a ideia de ir ao Clube Nightingale, local em que mulheres com máscaras se encontram com homens para uma noite de prazer. Já que não há amor, a jovem quer pelo menos uma aventura, uma noite para se sentir desejada. Disfarçada como Lady V, ela desperta o interesse do Duque de Ashebury, lindo libertino que tem paixão por fotografias. Mas será que apenas uma noite de paixão sem revelar sua identidade será suficiente?

A situação de Minerva toma rumos inesperados quando Ashe começa a buscar a companhia da jovem nos bailes e a faz a corte. Porém, surgem dúvidas tanto dos leitores quanto de Minerva, afinal, quais são as verdadeiras intenções do Duque? Ele se encantou por ela ou por Lady V, será que a ama ou é mais um caça fortunas querendo enganar Minerva?

Esperava muito de Codinome Lady V e acredito que esse foi o problema. O livro teve alguns pontos positivos, cito a premissa que me deixou bem interessada. Ela se diferenciava dos demais livros do gênero pelo casal ficar junto e depois o sentimento acontecer. A escrita da autora é excelente e fluída. Gostei da família de Minerva que sempre a apoia e da parte dramática que envolve os rapazes de Havisham. Já os personagens foram normais. Ashe é o típico protagonista rico, libertino, com título e passado triste.

Minerva, em um primeiro momento, apresenta ótimas características. Ela é inteligente, determinada, confiante e não se importa com a opinião da Sociedade. Mas isso foi até a história começa a se desenvolver e a jovem se tornar incoerente, indecisa e sem personalidade. O romance também não me convenceu, ficou muito ligado ao físico e ao desejo, não consegui ver o amor entre o casal. Por fim, faltou detalhamento para a história família de Minerva. Não teve nem um parágrafo sobre ela.

O livro tem uma capa bonita que representa bem a história. Sua edição é simples e sem erros.

site: https://www.instagram.com/estantevioleta
comentários(0)comente



Paula.Soares 30/08/2017

Amei a história
comentários(0)comente



Meu Vicio em Livros 17/08/2017

AMEI!!
Minerva Dodger tem vinte e oito anos e está cansada dos pretendentes sem futuro que aparecem no seu caminho e que só estão interessados no seu dote imenso. Estas cenas no decorrer da história são hilárias. Todos querem uma esposa perfeita, como um objeto decorativo, que não tenha opiniões próprias e ela está bem longe de ser o que eles precisam. Ela quer ser feliz e conhecer o prazer que só um homem pode oferecer. Por isto, com a ajuda da cunhada ela consegue um convite para o clube de Nightingale, onde as mulheres podem encontrar um amante mantendo o anonimato por trás das máscaras. Achando que lá é o lugar perfeito para encontrar o que precisa, Minerva não pensa duas vezes e vai até lá, dando de cara com os olhos azuis do Duque de Ashebury. LEIA A RESENHA COMPLETA NO LINK: http://www.meuvicioemlivros.com/2017/08/resenha-codinome-lady-v-os-sedutores-de.html

site: http://www.meuvicioemlivros.com/2017/08/resenha-codinome-lady-v-os-sedutores-de.html
comentários(0)comente



Jéssica Spuzzillo @pintandoasletras 16/08/2017

Resenha: Codinome Lady V
#ResenhadaJess – Codinome Lady V – Lorraine Heath – 4/5*
.
“Em algum momento ou outro, nós todos somos pecadores, todos temos algo a esconder”
.
Minerva Dodger, é filha de um dos homens mais ricos de Londres. Depois de seis temporadas sem chamar atenção de nenhum pretendente que quisesse se casar por amor e não por dinheiro, ela desiste e se conforma que vai ficar solteira para sempre.
.
Apesar disso, ela gostaria de sentir o prazer de ser desejada por um homem. Então, contrariando todas as regras da sociedade, ela decide visitar um clube chamado NighTingale, onde as moças de Londres têm a oportunidade de compartilhar seus desejos mais profundos no anonimato. Com uma máscara e um novo nome, Lady V conhece o encantador Duque de Ashebury.
.
A atração entre eles é imediata e as faíscas voam, mas enquanto Minerva se apega ao anonimato, Ashe está decidido a descobrir quem é essa mulher que mexeu com a sua cabeça.
.
Uma relação lenta e quente começa a ser construída, será que se transformará em amor?
.
Eu gostei muito da Minerva, ela é independente e corajosa, porém não tem medo de admitir que possui algumas vulnerabilidades. As suas incertezas sobre as artimanhas femininas a tornaram cativante e engraçada.
.
E amei Ashe, por trás da sua armadura de rapaz bonito, libertino e encantador, se esconde um menino que sofreu muito por conta da morte dos pais, que não acredita no amor por causa do que aconteceu com o seu guardião, torci muito para que ele deixasse ser amado. Também gostei de alguns personagens de apoio e espero vê-los com suas próprias histórias.
.
Não houve drama desnecessário nessa história e isso foi um dos fatos que mais amei, mesmo quando surge um mal-entendido, felizmente ele é resolvido com rapidez. Minha única queixa foi o final ter terminado de forma abrupta, senti falta de mais.
.
Essa história é tudo que podemos desejar de um romance histórico, apaixonado, divertido e que derrete nossos corações.
.
Estou ansiosa para ler os outros livros da série “Os Sedutores de Havisham” adorei a personalidade do Edward, quero muito o livro dele! @editoragutenberg não nos deixe esperar tanto, por favor!

site: www.pintandoasletras.com.br / https://www.instagram.com/pintandoasletras
comentários(0)comente



76 encontrados | exibindo 1 a 15
1 | 2 | 3 | 4 | 5 | 6