30 e Poucos Anos e uma Máquina do Tempo

30 e Poucos Anos e uma Máquina do Tempo Mo Daviau




Resenhas - 30 e Poucos Anos e uma Máquina do Tempo


43 encontrados | exibindo 1 a 16
1 | 2 | 3


spoiler visualizar
comentários(0)comente



tulioguilherme 04/07/2021

Começa envolvente, prende bem já no início, mas vai se desenvolvendo de maneira um pouco caótica. Personagens melancólicos, muitas histórias pelo meio, alguns detalhes pouco importantes minuciosamente narrados (deixando a leitura cansativa) e a trama inicial acaba se perdendo.
Apesar de um pouco bagunçado e cansativo, tem desfecho agradável. Não chega a ser um livro ruim.
comentários(0)comente



Maria Faria 18/06/2021

Uma máquina do tempo e uma salada de coisas
?30 e poucos anos e uma máquina do tempo? é uma história de amor, com muito indie rock, traumas do passado e um poder de retornar ou avançar no tempo.
Karl e Lena, o casal protagonista, afundados em assuntos mal resolvidos, estão diante de uma máquina do tempo, criada pelo amigo de Karl e esse fato vai alterar o passado e o futuro dos personagens diversas vezes.
A autora me fez acreditar ao iniciar o livro que eu leria uma homenagem ao rock, fiquei com a sensação de que não conseguiria aproveitar o livro integralmente, já que são muitas as músicas mencionadas. Entretanto, a partir da metade do livro, a história foca mais nos dramas de cada personagem. O excessivo uso da máquina do tempo para resolver os problemas pessoais e a grande quantidade de temas abordados deixaram a história confusa, sem foco específico. Terminei o livro com a sensação de que existem três livros em um só: sobre o rock na década de 1990, a interferência que traumas causam na vida das pessoas e o impacto de uma máquina do tempo.
Esta salada de temas formou um história atraente, mas o estilo de escrita da autora não é o que faz o leitor permanecer. ?30 e poucos anos...? possui diversas reviravoltas, o que nos faz continuar para saber o desfecho. É uma leitura que prende pelo suspense criado em torno do futuro dos personagens, mas o enredo decepciona várias vezes pela confusão criada pelo excesso de temas. E apresentando ainda uma opinião muito pessoal: não gostei do final, pois a autora utilizou um recurso de avanço no tempo que tornou tudo muito pouco aceitável, mesmo para os que possuem boa imaginação.
comentários(0)comente



Luh Rocha 01/06/2021

Mais uma leitura concluída
O livro começa falando de dois amigos que criaram uma máquina do tempo ou um buraco de minhoca, como descreve o livro, para irem a shows de rock antigos.
De início, o buraco de minhoca era somente com essa finalidade, porém, no decorrer do livro ele ganha outras finalidades, fazendo muitas coisas darem errado e outras darem certo.
Fiquei muito triste numa parte do livro que o Wayne toma uma decisão não muito boa na minha opinião, mas no final entendi qual foi o objetivo dele, descobri o que o fazia feliz.
Depois dessa decisão do Wayne, o livro gira em torno do relacionamento de Karl e Lena e de como ela utilizou o buraco de minhoca para mudar a própria história de vida.
No final tudo dá certo, mas tem horas que vc quer matar os personagens!
comentários(0)comente



Dry 30/05/2021

Não foi dos meus preferidos... Criei muita espectativa no tema e a trama não entregou
comentários(0)comente



Nat 28/04/2021

O que você faria se pudesse viajar no tempo?
Nada de máquinas do tempo cheias de botões ou coisas do tipo. Mas imagine que em um mero acidente doméstico vice descobrisse que poder viajar no tempo através de um buraco de minhocas? E não só você, mas qualquer pessoa? Mudar o passado? Ver o futuro?
Karl Bender encontrou essa possibilidade. E com a ajuda do seu amigo Wayne, agora poderiam controlar pra quando e onde ir nas viagens do tempo.
Com uma política de viajar no tempo apenas para assistir shows, Bender se vê em uma situação um tanto incomum quando algumas coisas saem do controle.
Passado e presente se encontram. O passado muda. E o futuro, como fica?
comentários(0)comente



Ceci (@umcantinhosomeu) 28/04/2021

Tem potencial
Já pensou como seria genial ter sua própria máquina do tempo ao qual você poderia ir ao passado para ver aquele show icônico da história. Karl não precisava sonhar, ele literalmente tem um buraco de minhoca escondido em seu guarda roupa, que  proporciona a ele e seu melhor amigo Wayne, assistir shows de nomes como Beatles, Nirvana entre outros. Mas é se essas viagens não fossem somente para ver seu artista favorito, e se pudéssemos mudar o curso da história, mudando algum evento importante. Esses dois vão aprender que mexer com o passado traz consequências, e nem sempre são para o melhor.

? Peguei o livro meio que num impulso. Estava sem nada para ler no fim do ano, os desejados já haviam sido lidos e precisava de mais um para completar o mês. E me lembrei desse título pois minha parceira Aline @aliterando já havia lido, e me recordei da sua resenha então me aventurei. Foi uma leitura no mínimo interessante. Karl foi um personagem interessante por assim dizer, um cara de meia idade, já desgostoso com tudo, que tenta achar um propósito, mas na maioria das vezes só acha confusão. Wayne seu melhor amigo, para mim tinha muito potencial, mas foi mal aproveitado pela autora. Lena a paixão de Karl, traz para a história temas super interessantes como violência sexual, gordofobia e feminismo, mas mais uma vez a autora parece que se perde e não consegui fazer com que esses temas fossem bem desenvolvidos e tivessem mais relevância para a história. Porém não é de todo ruim não, eu gostei da jornada de Karl para tentar se descobrir, e quando ele o faz trás uma boa reflexão para nós. Acho que vale a pena dar uma chance.
comentários(0)comente



S. G. Conzatti 23/04/2021

A ideia da história e o título são interessantes. E talvez para quem seja super fã das bandas constantemente presentes na história tenha algo como nostalgia. Mas não curti muito nenhum personagem e tudo acontece de modo fácil e irreal demais, não consegui me envolver. Assim, desisti de vez. Acho que a parte mais interessante são os e-mails do Wayne até pensei em continuar lendo só para saber dessa parte, de resto não me prendeu.
comentários(0)comente



Laura 20/01/2021

Eu comecei gostando muito da premissa desse livro! Mas ao longo da história foi me incomodando bastante com alguns personagens e algumas colocação da narrativa.
Além disso, algumas coisas tomaram um rumo não muito coerente, o que contribuiu para a maior parte da minha insatisfação.
comentários(0)comente



chayeneg 21/12/2020

"Se você pudesse voltar no tempo e ver qualquer banda tocar, qual escolheria?"
comentários(0)comente



DrAlu 08/10/2020

Um livro bom, a leitura ficou um pouco vagarosa da metade até o fim, mas deu pra terminar sem muito sofrimento.
comentários(0)comente



Giulia 24/09/2020

Uma leitura pra passar o tempo
O livro foca mais no romance do que eu esperava. A gente começa a entender o objetivo real da autora lá pelos 45%,50% mais ou menos. A autora também faz tentativas de abordar temas mais delicados como violência sexual, gordofobia e feminisno, mas não se aprofunda em nem um dos temas, talvez numa tentativa de deixar o livro mais leve.
Achei interessante o modo como ela explora as visgens no tempo e como ela torna tudo bem simples e de fácil entendimento, deixando claro que é um livro de romance e não de ficção ciêntifica, mais uma vez, não se aprofundando nos detalhes da "máquina do tempo".
No geral é bem genérico, não senti muita profundidade nos personages, nem nos temas abordados, mas é uma leitura, até certo ponto, leve e rápiada. Uma leitura pra passar o tempo.
comentários(0)comente



Bárbara 24/09/2020

Bom
Viagem no tempo fez meu nerd interior se interessar pelo livro, misturado com um romance, melhor ainda. Poder assistir grandes clássicos do rock é uma ideia maravilhosa, acompanhamos Karl e Lena nesse shows, enquanto eles usam a viagem no tempo para resolver questões pessoais no passado.
Durante a leitura aprendi a gostar do Karl, um tanto da-se pelo despero dele em trazer seu amigo Wayne de volta ao presente e depois por ele a todo custo buscar um jeito de ficar com Lena. E Lena, gostei de cara, inteligente de humor afiado, nerd.. imagino como seria algumas passagens do livro pela sua ótica.
Bom, num geral, não é lá aquele livro maravilho, mas não deixou de ser uma leitura agradável, o nerd que habita em mim ficou meio decepcionado pela falta de detalhes mais 'científicos', mas vê o desenvolvimentos dos três personagens compensou.
comentários(0)comente



Jose.Edvaldo 13/09/2020

Poucas vezes na vida li algo tão ruim...
Os personagens masculinos são efêmeros e irreais.

O tema poderia ser bem abordado (viagem no tempo) dentro de uma ficção científica, mas a autora fracassou miseravelmente também neste aspecto.

Escrita ruim, enredo com vários fios soltos.

Torci para acabar o quanto antes, mas o livro se arrastou por um longo tempo.
comentários(0)comente



G.S. Oliveira 25/08/2020

É, meu amigo, máquinas do tempo dão trabalho pra c@#@$#%
Esse livro me laçou de uma maneira... consegui viajar junto dele, foi uma experiência incrível cheia de música boa! =)
comentários(0)comente



43 encontrados | exibindo 1 a 16
1 | 2 | 3


Utilizamos cookies e tecnologia para aprimorar sua experiência de navegação de acordo com a Política de Privacidade. ACEITAR