30 e Poucos Anos e uma Máquina do Tempo

30 e Poucos Anos e uma Máquina do Tempo Mo Daviau




Resenhas - 30 e Poucos Anos e uma Máquina do Tempo


43 encontrados | exibindo 1 a 16
1 | 2 | 3


Franco 21/10/2017

Viagem no tempo e drama
O que marca o livro é que ele usa a viagem do tempo de forma não tão batida. Isto é, ao invés de fazer dela um recurso nostálgico, faz um recurso de dramas e dores - em alguns momentos até um tanto pesadinhos diante da leveza geral da história. E é por isso também que a apresentação da viagem no tempo é super rápida; há pouca explicação ou enrolação antes de jogá-la de supetão na cara do leitor já nas primeiras páginas, pois o foco é o drama dos personagens, não a situação da viagem no tempo.

A narrativa é bem movimentada, cheia de idas, vindas e acontecimentos. E às vezes isso fica meio cansativo, quase tão cansativo como se fosse um daquele intermináveis fluxos de consciência. É que é tanta coisa apresentada que temos a impressão de olhar a paisagem pela janela de um carro que vai rápido demais para que possamos perceber os detalhes.

E conforme as viagens no tempo vão sendo banalizadas no decorrer da trama, ficam também meio atropeladas (e aqui o recurso nostálgico faz um pouco de falta pois para o leitor a coisa perde um pouco a dimensão de importância e significado).

De bacana e positivo, mesmo, ficam as referências musicais (aquela felicidade de ver Elliot Smith impresso num livro). E também é elogiável a escolha do livro em pegar mais o lado dramático da viagem no tempo (hoje em dia é tudo tão nerdescamente descontraído e explorado, que surpreende uma trama tão dada a nerdismos não explorar isso [sabe como é, paixonites juvenis, jogos de PC, humor da moda...]). Aliás, o humor aqui ficou bem bacana: por ser inconstante dá um toque de espontaneidade.

Mas não é um livro que 'uau, corra comprar e ler'.
Leituras da Tercy 11/06/2020minha estante
Estou no início do primeiro capítulo, espero ter forças pra chegar na metade da leitura após essa resenha hehehe




Laura 20/01/2021

Eu comecei gostando muito da premissa desse livro! Mas ao longo da história foi me incomodando bastante com alguns personagens e algumas colocação da narrativa.
Além disso, algumas coisas tomaram um rumo não muito coerente, o que contribuiu para a maior parte da minha insatisfação.
comentários(0)comente



Tammy 16/08/2020

(Livreando)
Karl e Wayne ganhavam dinheiro através de seu buraco de minhoca, que levava os clientes direto a shows de banda de rock dos anos 90. Até que Wayne vai parar em 980 por engano e Karl passa a fazer de tudo para trazer seu amigo de volta.

Durante sua procura, Karl encontra Lena, uma cientistas com conhecimento em cosmologia e teoria das cordas. Era a oportunidade perfeita para tentar trazer Wayne de volta, mas Karl não conseguiria manter seu buraco de minhoca em segredo para Lena durante muito tempo.

Através de todo esse entrelaçado, acompanhamos Karl e Lena se aproximarem de maneiras estranhas, mas que combinam, utilizando do buraco de minhoca para desenvolverem seu relacionamento e consertar seusnteaumas e frustrações.

Ao iniciar esse leitura, pensei em um caminho completamente diferente para a história (escolhi ler somente pelo título), mas depois, ao notar que era sim um romance, deixei fluir.

Por esse motivo, a história não se aprofundar tanto em viagens no tempo, nada muito científico, serviu somente como base para o romance.

Karl é um personagem que nos sentimos próximos, seu romantismo e visão ética são características que testificam isso. Senti falta de algumas pontas mais amarradas, durante todas a viagens que ele fez para encontrar e reencontrar Lena, mas ao final, foi uma história satisfatório, que conseguiu aquecer o coração.
comentários(0)comente



Ana 20/05/2020

Voltas no tempo e buracos de minhoca
Comecei achando que não ia gostar, pela forma como a autora estava conduzindo a história e os fatos envolvidos, tanto que demorei a engatar a leitura. Porém, alguma coisa aconteceu que me deixou instigada a continuar e no fim eu entendi: a história que parecia confusa tinha um significado e um maior do que eu esperava e mais profundo do que eu imaginava.
Não sei classificar a leitura, muito menos resumir a história se alguém me perguntasse sobre o que o livro se trata. Mas com certeza é, até então, o meu livro favorito.

Recomendo para quem gosta de se aventurar e ler coisas significativas.
comentários(0)comente



S. G. Conzatti 23/04/2021

A ideia da história e o título são interessantes. E talvez para quem seja super fã das bandas constantemente presentes na história tenha algo como nostalgia. Mas não curti muito nenhum personagem e tudo acontece de modo fácil e irreal demais, não consegui me envolver. Assim, desisti de vez. Acho que a parte mais interessante são os e-mails do Wayne até pensei em continuar lendo só para saber dessa parte, de resto não me prendeu.
comentários(0)comente



Gaitista 01/04/2020

Passado e amor
Esse livro é sobre viagens no tempo e buracos de minhoca, a sinopse fala viagens para voltar em show de rock famosos, mas esses são coadjuvante.
É abordado o amor, idas e vindas para consertar o passado, presente e futuro, fazendo o leitor refletir, se tivesse a chance, voltaria e arrumaria?
O começo do livro não me prendeu tanto, mas tive uma noite de insônia que por alguma razão devorei o livro.
Não é aquele livro uau, mas tem uma boa temática, vale leitura.
comentários(0)comente



Cainã 18/04/2020

Uma leitura bem tranquila.
Acabei até conhecendo algumas bandas que fui ouvir conforme eram mencionadas no livro.
comentários(0)comente



Dry 30/05/2021

Não foi dos meus preferidos... Criei muita espectativa no tema e a trama não entregou
comentários(0)comente



DrAlu 08/10/2020

Um livro bom, a leitura ficou um pouco vagarosa da metade até o fim, mas deu pra terminar sem muito sofrimento.
comentários(0)comente



G.S. Oliveira 25/08/2020

É, meu amigo, máquinas do tempo dão trabalho pra c@#@$#%
Esse livro me laçou de uma maneira... consegui viajar junto dele, foi uma experiência incrível cheia de música boa! =)
comentários(0)comente



Luh Rocha 01/06/2021

Mais uma leitura concluída
O livro começa falando de dois amigos que criaram uma máquina do tempo ou um buraco de minhoca, como descreve o livro, para irem a shows de rock antigos.
De início, o buraco de minhoca era somente com essa finalidade, porém, no decorrer do livro ele ganha outras finalidades, fazendo muitas coisas darem errado e outras darem certo.
Fiquei muito triste numa parte do livro que o Wayne toma uma decisão não muito boa na minha opinião, mas no final entendi qual foi o objetivo dele, descobri o que o fazia feliz.
Depois dessa decisão do Wayne, o livro gira em torno do relacionamento de Karl e Lena e de como ela utilizou o buraco de minhoca para mudar a própria história de vida.
No final tudo dá certo, mas tem horas que vc quer matar os personagens!
comentários(0)comente



Ceci (@umcantinhosomeu) 28/04/2021

Tem potencial
Já pensou como seria genial ter sua própria máquina do tempo ao qual você poderia ir ao passado para ver aquele show icônico da história. Karl não precisava sonhar, ele literalmente tem um buraco de minhoca escondido em seu guarda roupa, que  proporciona a ele e seu melhor amigo Wayne, assistir shows de nomes como Beatles, Nirvana entre outros. Mas é se essas viagens não fossem somente para ver seu artista favorito, e se pudéssemos mudar o curso da história, mudando algum evento importante. Esses dois vão aprender que mexer com o passado traz consequências, e nem sempre são para o melhor.

? Peguei o livro meio que num impulso. Estava sem nada para ler no fim do ano, os desejados já haviam sido lidos e precisava de mais um para completar o mês. E me lembrei desse título pois minha parceira Aline @aliterando já havia lido, e me recordei da sua resenha então me aventurei. Foi uma leitura no mínimo interessante. Karl foi um personagem interessante por assim dizer, um cara de meia idade, já desgostoso com tudo, que tenta achar um propósito, mas na maioria das vezes só acha confusão. Wayne seu melhor amigo, para mim tinha muito potencial, mas foi mal aproveitado pela autora. Lena a paixão de Karl, traz para a história temas super interessantes como violência sexual, gordofobia e feminismo, mas mais uma vez a autora parece que se perde e não consegui fazer com que esses temas fossem bem desenvolvidos e tivessem mais relevância para a história. Porém não é de todo ruim não, eu gostei da jornada de Karl para tentar se descobrir, e quando ele o faz trás uma boa reflexão para nós. Acho que vale a pena dar uma chance.
comentários(0)comente



Mônica Paz 21/05/2020

Uma viagemd e viagem do tempo
De início o Karl me pareceu um tanto esquisito e nojento, com comentários indelicados. Entendo que a autora o quis apresentar como alguém seus de defeitos e anseios, como qualquer pessoa.
A história é dinâmica e não enrola o leitor, desde o início fiquei curiosa sobre o andamento da drama, mas só a partir da metade eu fiquei realmente engajada.
Apesar de não trazer grandes tecnicismos sobre as viagens no tempo, o tema é bem desenvolvido e até ousado.
É a força da Lena que conduz a história apesar de ser narrada por Karl. Ela introduz questões além das questões existenciais (assim como Karl), as feministas.
A leitura deve ser ainda mais interessante para quem conhece bastante do universo rock nos EUA de 80 em diante.
comentários(0)comente



chayeneg 21/12/2020

"Se você pudesse voltar no tempo e ver qualquer banda tocar, qual escolheria?"
comentários(0)comente



spoiler visualizar
comentários(0)comente



43 encontrados | exibindo 1 a 16
1 | 2 | 3


Utilizamos cookies e tecnologia para aprimorar sua experiência de navegação de acordo com a Política de Privacidade. ACEITAR