Dicas da Imensidão

Dicas da Imensidão Margaret Atwood




Resenhas - Dicas da Imensidão


18 encontrados | exibindo 1 a 16
1 | 2


Sabrine 26/09/2021

Delicado e sutil
A grande maioria dos contos é boa, alguns poucos são meio chatinhos... Ainda assim, todos são escritos com a mesma competência e perfeição com a qual Margaret Atwood escreve tudo.
comentários(0)comente



Dandara 14/09/2021

Foi uma leitura ótima! Sempre que eu pegava para ler, lia um conto inteiro por vez e foi uma ótima experiência. Todos eles me envolveram, alguns realmente mexeram muito comigo. Recomendo muito a leitura.
comentários(0)comente



Luiza Bugelli Valença 04/08/2021

Um livro que provocou uma imensidão de opiniões em mim
A obra ?Dicas da Imensidão?, concebida por Margaret Atwood, definitivamente não é uma leitura fácil. Apesar de seu vocábulo e conteúdo simples, os 10 contos reunidos nesta edição apresentam diversas reflexões simbólicas em suas entrelinhas.

Em ?Dicas da Imensidão?, o leitor acompanhará contos desconexos uns dos outros, que falam sobre diversas questões extremamente metafísicas, mas ao mesmo tempo cotidianas. Pode-se encontrar contos que falam sobre arrependimento, traição, feminismo, pequenos acontecimentos que mudam uma vida e sobre tristezas.

Já deixo de aviso leitor: se você for apreciar esta leitura sem focar devidamente na leitura e sem estar aberto à refletir, esta obra será considerada maçante para você. Ademais, ao mesmo tempo que senti afinidade por certos contos do livro, julgo que eles não possuem nada de extraordinário em seu conteúdo. Também é válido mencionar, que em certo ponto, as histórias passam a ficar cansativas e monótonas. Tenho que confessar que não entendi ao certo o objetivo da autora com este livro, sendo assim, dar uma nota fechada a ele seria difícil.

Por fim, recomenda-se a obra para aqueles que estão prontos para mergulhar intensamente em uma imensidão de palavras à ponto de encontrar reflexões e aspectos atrativos na estranha, e ao mesmo tempo fascinante, escrita de Atwood.
comentários(0)comente



Clara 19/05/2021

Na primeira parte do livro, a autora nos apresenta as aventuras e os possíveis exageros de uma juventude.
Achei que os outros contos fossem relatos das trajetórias que as nove garçonetes seguiram em suas vidas, mas não.
São contos que apresentam, ao leitor, perspectivas de mulheres em uma época que a dupla jornada já se fazia presente. Experimentamos de tudo: frustrações, conquistas profissionais/pessoais, o ponto de vista de cada uma sobre si mesma....
Personagens completamente distintas umas das outras e que, ainda assim, conseguem nos marcar com sua imensidão.
Primeira obra da Atwood que leio e posso dizer que sua escrita além de necessária, é bastante fluída.
comentários(0)comente



May 26/04/2021

Finalmente terminei esse livro de contos que sempre ao fim de um conto me pegava tento crises existenciais, olhando pro teto, pensando ?realmente tá acontecendo o que eu entendi??. Ao decorrer dos anos sempre me pego pensando em algum conto específico e sempre tive receio de terminar por isso, sempre fico sentindo no final que preciso de mais páginas, que aquele final precisava de mais detalhes e acho que essa seja a intenção a autora, nos fazer sempre preencher as lacunas dos finais.
comentários(0)comente



Caroline 22/03/2021

Incompleto
Definitivamente não gostei. Tinha uma promessa de histórias com protagonistas femininas fortes mas o que eu achei foi uma bagunça. Alguns contos são ruins do início ao fim, outros começam muito bons e você se empolga mas a autora parece não terminar a história, não é um final com suspense, fica sem final mesmo, sem sentido. Li outros dois livros excelentes dessa autora e tinha uma expectativa por esse livro, mas infelizmente foi pesaroso ler ele até o fim.
comentários(0)comente



Rê Lima 24/02/2021

É bem diferente de tudo que eu já tinha lido da autora. Em comum, só as protagonistas e suas questões! Bem interessante!
comentários(0)comente



Ferflus 19/11/2020

Livro de contos
Confesso que tenho uma dificuldade para gostar de livros nesse formato e dessa vez não foi diferente.
Alguns contos me agradaram, outros são dispensáveis.
Alguns gostaria que fossem desenvolvidos em formato de livro, não apenas conto.
Vale a leitura, Margaret Atwood escreve muitíssimo bem!
comentários(0)comente



Lu 13/04/2020

Excelente
O livro apresenta vários contos que narram partes da vida de mulheres nas mais distintas etapas da vida. Proporciona inúmeras reflexões sobre o feminismo e a sociedade de modo geral. Recomendo muito!
comentários(0)comente



Henrique Fendrich 06/10/2019

Atwood é uma escritora necessária de nosso tempo (quem sabe ganhe o Nobel na semana que vem). É uma coisa boa que muita gente que lê "O conto da aia" chegue também até esse "Dicas da imensidão".

São dez histórias narradas a partir da perspectiva feminina, em uma sociedade na qual as mulheres já saíram de casa para ganhar o mundo. Suas personagens geralmente tem carreiras profissionais de aparente sucesso. O que está bem longe de significar felicidade, pois elas também se veem às voltas com dramas existenciais, amorosos e, naturalmente, aqueles decorrentes do machismo.

Os casos amorosos narrados parecem fiéis à maneira contemporânea pelo qual os relacionamentos se dão, na qual o sexo e mesmo o adultério já são encarados com maior naturalidade, mas a minha impressão geral, a partir do vazio que o "amor" representa nessas histórias, mesmo nos momentos mais "aventurosos", é de que a solidão não é tão ruim assim.

Destaco o conto "Peso", que eu já conhecia e é o meu favorito, tendo o feminicídio como mote (ou seja, atualíssimo). "Tios" também me chamou bastante a atenção, seja pela forma como a criação determina o comportamento na vida adulta ou pela lamentável inveja masculina diante do sucesso da mulher.

O conto que abre o livro, "Lixo verdadeiro", foi outro dos meus favoritos, pois ali se discute muitas questões relacionadas ao comportamento dos gêneros ainda na adolescência, o que, é claro, repercute na vida adulta. "Morte por paisagem" também foi um bom momento para mim, e há bons momentos em todos os contos, embora alguns não tenham se destacado muito para mim.

Atwood escreve de maneira fácil, muitas vezes as tramas não são tão complexas, mas ela prende a atenção. Todos os contos são divididos em alguns blocos de texto, demarcando uma pausa, uma mudança de ritmo ou de cena, o que acaba contribuindo também para a fluência.

Ao término do último conto, sugestivamente chamado de "Quarta-feira inútil", reforçou-se em mim a ideia de vazio existencial a partir dos relacionamentos contemporâneos.
comentários(0)comente



FabyTedrus 29/07/2018

Dicas da Imensidão - Margaret Atwood
Após ler vááários dos contos eu fiquei com a sensação de "pooorque eu li isso?" que depois de alguns minutos era seguida por uma sensação inquietante de "mas noooossa néh?". As histórias não são leves ou pesadas, são cotidianas e parece bobeira quando se termina de ler, ou até sem sentido em algumas na maioria das vezes, mas depois que a história 'bate' faz sentido, é do tipo de coisa doida que não faz sentido, porém faz, não sei explicar... Meus contos preferidos foram Ísis na escuridão e Morte por paisagem. (Dez/17)
comentários(0)comente



Luiza 16/06/2018

Dicas da Imensidão
Dicas da Imensidão é um livro de contos que reúne dez histórias curtas e centradas, quase sempre, em mulheres que passam por diferentes pontos e situações de suas vidas dando-se conta que nada aconteceu como realmente esperavam.

Essa colcha de retalhos tecida por diferentes mãos retratam realidades tranquilas e monótonas que surgem de repente depois das situações mais inquietantes e desestabilizadoras.

Como narradora, Margaret é de um talento quase perverso. As cenas são secas, descem a garganta com dificuldade e te fazem sentir o arranhado da ironia que se esconde por detrás de suas palavras.

Talvez tenha sido isso que tenha feito preferir à romancista a contista, uma vez que o tamanho reduzido da narrativa faça com que o bolo preso em nossa garganta desça de qualquer maneira, mesmo que precariamente digerido.

site: http://www.lerparadivertir.com/2018/06/dicas-da-imensidao-margaret-atwood.html
comentários(0)comente



Flavia Braga 27/03/2018

Margaret Atwood e sua genialidade
O livro apresenta 10 narrativas sobre mulheres, nas mais variadas fases da vida: conquistas, frustações, como vivem e como se relacionam com elas mesmas, com as pessoas e com o mundo.
São apresentadas mulheres completamente diferentes, mas que se aproximam em vários momentos da sua imensidão.
Cada conto é um incômodo, um desencontro.
Cada conto apresenta uma dica para a imensidão da alma feminina.
Paula 28/03/2018minha estante
Interessante. Fiquei curiosa pra conhecer.


Paula 28/03/2018minha estante
Interessante. Fiquei curiosa pra conhecer.


Flavia Braga 28/03/2018minha estante
É muito bom Paula. Super recomendo.




Delirium Nerd 29/01/2018

Dicas de Imensidão e o feminismo de Margaret Atwood
Margaret Atwood ganhou maior visibilidade através da série de TV inspirada em seu livro “O Conto de Aia“. Com o sucesso, editoras começaram a investir mais em suas obras e uma que ganhou edição caprichada pela editora Rocco foi a coletânea de contos Dicas de Imensidão. A obra traz dez contos onde em sua maioria são narrados por mulheres. As histórias acontecem entre a década de 50 a 90 no Canadá.


Todos os contos apresentam o olhar das mulheres e sobre as mulheres. São histórias sensíveis, algumas falam sobre o amor, outras sobre paixão seja ela por um ser humano ou pela carreira. Elas carregam a ironia característica de Atwood e todas têm como seu fio condutor as dores e o prazer de ser mulher em diferentes tipos de sociedade.

O primeiro conto, Lixo Verdadeiro, se passa em uma colônia de férias para meninos que se torna um convite para recordar sobre a descoberta da sexualidade. Meninos espiando as garçonetes que tomam banho de sol e a excitação que o proibido traz. A forma como a mulher é retratada pelos homens em diferentes fases da vida que vai desde a idolatria por mulheres mais velhas até total descaso pelas consideradas “fáceis” faz pensar que pouca coisa mudou quanto à imagem da mulher.

Leia a resenha completa no link abaixo:

site: http://deliriumnerd.com/2017/10/09/dicas-de-imensidao-margaret-atwood/
comentários(0)comente



Isa Soares 28/12/2017

Autora que ficou famosa pelo sucesso "Contos da Aia" (The Handmaid's Tale), lança uma profunda coletânea com 10 contos que dão voz a personagens femininas que relatam as suas memórias e experiências de seu passado e presente bem ao meio da segunda onda do feminismo.
ACOMPANHE O VÍDEO RESENHA AQUI: https://youtu.be/-0MzWx8aUC4
comentários(0)comente



18 encontrados | exibindo 1 a 16
1 | 2


Utilizamos cookies e tecnologia para aprimorar sua experiência de navegação de acordo com a Política de Privacidade. ACEITAR