Enquanto o Sol Brilhar

Enquanto o Sol Brilhar Juliana Parrini




Resenhas - Enquanto o Sol Brilhar


9 encontrados | exibindo 1 a 9


Tatieli 05/11/2018

Mais ou menos
Mariana vive na monótona - e provinciana - cidade de Vila Rica. Filha única de pais amorosos, desde criança foi testemunha de um amor verdadeiro.

A jovem professora divide seu tempo entre as aulas que ministra para crianças na escola, a faculdade de administração e o trabalho voluntário. Mas sua vida tranquila se transforma com a chegada de dr. Miguel Guimarães, um homem misterioso que coloca os seus pacientes em primeiro lugar.

Tentando vencer o desejo que sente de desvendar os segredos do médico, Mariana será inebriada por sentimentos até então desconhecidos.

Mas nem sempre o passado pode ser esquecido, e ela sofrerá as consequências que um grande segredo pode causar.

Quando a amizade se transforma em encantamento e admiração, o amor é uma questão de tempo.
comentários(0)comente



Camila (Book Obsession) 22/02/2017

Salvem a professorinha!

Que livro lindo!

Dessa vez, Juliana nos mostra que mesmo que as dificuldades apareçam e algumas pessoas nos decepcionem, vale a pena acreditar que dias melhores virão.

Mari, mora numa cidade interiorana que fica a algumas horas do estado do Rio de Janeiro. Seu noivo, que mora e trabalha na capital, cada vez mais evita de retornar para cidade.

Ela é simples, com costumes simples, vê o belo da vida, curte as coisas do campo, pensa em se casar e morar na casinha deles que já está pronta. Porém, não é isso que almeja Marcos, e mesmo a cada telefonema dela pra ela, que faz seu coração quase sair pela boca, esse homem não pensa em quão grande é a decepção que a causa, quando decide terminar tudo e por telefone.


E já nas primeiras folhas quis matar o personagem....hahaha.

Jovem e de uma força incrível, Mari, tenta seguir em frente, mas resolveu não abrir seu coração tão facilmente.

Com uma passagem de tempo de dois anos, a professora querida da cidade, faz de tudo para ajudar as pessoas de sua terra, pois além de pequena, pouco evoluiu com o passar dos anos.
E com a família do prefeito sempre tentando tirar proveito de algumas situações, Vinícius segue o mesmo caminho, porém o fato de gostar de Mari, faz com que ele resolva algumas pendências da cidade no intuito de chamar a atenção dela pra si.
Pela falta de perspectiva, Vinicius, resolve trazer pra cidade um novo médico, um parente distante de sua família, o doutor Miguel, para assumir o posto de saúde.

Lindo e denominado pelas senhorinhas de Anjo, esse médico, além de simpático e atencioso, aluga a casa que Mari viveria com seu ex-noivo e que fica no quintal da casa de seus pais.

Mari assim que o vê se encanta, e Miguel com a convivência se afeiçoa a bela mulher de costumes simples.

“Estar apaixonado é querer dividir o dia a dia, mesmo que sejam as coisas comuns. Não sei se consegue perceber isso, Mari, mas acho que sempre estive destinado a você.”

Mas algo faz esse homem recuar e mesmo atraída por ele, fica difícil não se sentir rejeitada. Com isso, cada vez que as coisas não saem como planejado, Mari usa sua válvula de escape, Vinícius, seu pega casual.
Miguel, fica louco de ciúmes e resolve se declarar, mas o destino sempre tem peças a pregar e o passado vem para atormentar e o recomeço na vida dessa jovem pode ruir.

Juliana desenvolveu seus personagens de forma tão bonita e suas histórias de vida são tão envolvente, que ficou difícil não se apaixonar e torcer para que o casal encontrasse seu felizes para sempre.

“- Por mais dias como esse, mocinha.”

“- Por mais dias como esse, mocinho.”

Um romance com uma boa dose de drama, onde o amor é descrito de diversas formas. Temos o amor entre amigos, o amor dos enamorados e o amor que perdura a eternidade.
Além de Miguel e Mari, um casal que merece destaque e não podemos deixar de falar é o se José e a dona Camélia, pais de Mari. Esses dois são um belo exemplo, principalmente para os dias de hoje, onde as pessoas são intolerantes e egoístas. Esse casal nos leva a reflexão, a admiração, a cumplicidade, e nos faz torcer por casamentos como o descrito, que valorizam a família e que não diminuí com o passar do tempo.

Vale a pena demais a leitura de Enquanto o sol brilhar dessa autora fantástica que me orgulha e me arrebata a cada livro lançado. Sim, porque eu torço por mais livros como esse Bonequinha.

site: https://bookobsessionresenhas.blogspot.com.br/2017/02/resenha-enquanto-o-sol-brilhar-juliana.html
comentários(0)comente



Renata 10/02/2017

Mais uma vez emocionada...
Quarto livro da Juliana Parrini que leio, e pela quarta vez me emociono com a forma em que ela escreve.
Amei cada letra, ponto e vírgula escrito neste livro. Os protagonistas são maravilhosos, são pessoas que tentam seguir em frente, e que buscam força em suas fraquezas.
A escrita do livro é em primeira pessoa, sob a perspectiva de Mari, e é impossível não se apaixonar por ela e pela forma em que ela enxerga Miguel. E Miguel, por maior que sejam seus segredos, não é possível resistir e cair de amores por ele.
Mari e Miguel vivem um lindo romance, com muito amor e carinho, mas o medo que ela tem de sofrer novamente, faz com que mantenham em segredo seu envolvimento. O amor que sentem cresce mais a cada dia, fazendo desta uma história ao mesmo tempo sutil e arrebatadora.

Juliana Parrini nos apresenta uma história sensível e envolvente, com temas como perdão, recomeços, segundas chances e abandono na velhice, o tipo de livro que te toca fundo mesmo.

Recomendo esta e todas as outras histórias de Juliana Parrini de olhos fechados, pois ela sempre inova e emociona a cada uma dela.

site: Resenha completa http://wp.me/p38u52-5wH
comentários(0)comente



Leila 08/02/2017

Maravilhoso
Amei demais esse livro...
Não tem como não se emociona,.
Lindo demais cada palavra e um ensinamento a dor da perda é insuportável.
Mais uma vez a Juliana arranca lágrimas dos meus olhos e me faz suspirar!
Que história linda. Miguel é simplesmente apaixonante. Mariana, encantadora,
e por diversas vezes quis entrar na história para consolá-la
E o seu Zé? Que pai mais fofo
Parabéns Juliana por mais um lindo livro !!
comentários(0)comente



Gleice 07/02/2017

Fascinante
Me apaixonei nas primeiras páginas esse livro, que simplicidade, a história se bases numa cidade pequena, é muito apaixonante e vale a pena adquirir esse livro
comentários(0)comente



Angel 19/01/2017

Lindo <3
Mariana sofreu uma decepção e se fechou para novos relacionamentos. Mesmo alguns anos depois, ela mantém essa decisão, na intenção de se preservar e não ter novas decepções.
Filha amorosa, professora dedicada e muito querida pelas pessoas da cidade que ela ama e não quer deixar por nada no mundo, ela leva os dias numa rotina bem tranquila, que só é quebrada com Vinícius.
Ele é o prefeito da cidade, jovem, bonito e Mariana mantem uma relação casual com ele em segredo.
Por muitas vezes ele se mostra apaixonado e a intenção de assumir tudo, mas ela não quer.

Quando a cidade precisa de um novo médico, o Dr Miguel aparece, como um anjo para ajudar a todos que precisam de cuidados com toda a sua dedicação.

Ele aluga a casa dos fundos onde a mari mora com os pais, e logo eles se aproximam e criam um laço de amizade, bem bonito, mas que logo evolui para algo mais, quando os sentimentos falam mais alto.

"É incrível como conseguimos entender algumas coisas depois que ponderamos sobre elas."

Mas Miguel é um homem misterioso, tem uma tristeza no olhar, e não fala sobre seu passado. Ele esconde segredos que podem mudar completamente o rumo de seu com Mariana.

Gente! Que livro!!
Fui inundada por tantos sentimentos que chega a ser difícil de expressar em palavras!

O livro trás muito mais que uma história de amor.
Trás uma mensagem linda sobre como apesar de difícil, sempre há uma chance de superar a dor da perda, cada um a seu tempo e sua maneira, e que pode não deixar e doer totalmente um dia, mas pode ficar mais fácil.

Mari e as pessoas que a cercam são incríveis, seus pais, os amigos Alan e Márcia, o próprio Miguel, e isso já não posso falar do prefeito, que cara chato!
Enfim, outros personagens complementam o enredo, mas estes são o que tem mais destaque e alguém que aparece pra bagunçar as coisas, mas pra saber quem é vocês terão que ler!

A narrativa é em primeira pessoa sob o ponto de vista da Mariana, e a escrita da Juliana é muito fluída, li em apenas algumas horas!!

"O sol não brilhava como naquele dia. O vento não soprava e tudo parecia acinzentado."

"— Eu gosto de gente que sabe ser sol, mesmo quando a vida está nublada"



site: http://a-libri.blogspot.com.br/2017/01/resenha-enquanto-o-sol-brilhar-juliana.html
comentários(0)comente



Carolina DC 09/01/2017

"Enquanto o Sol Brilhar" se passa na cidade de Vila Rica, uma cidade pequena que fica a poucas horas do Rio de Janeiro. A narrativa é feita pela perspectiva de Mariana, mas o leitor também percebe que a própria Vila Rica é uma protagonista. Uma cidade pequena, onde todos se conhecem e que se preocupam um com o outro. Essa dinâmica torna o lugar uma entidade viva, entusiasmante e vibrante.

"Vila Rica tinha suas qualidades. Todos se conheciam, tínhamos as festas que organizávamos na única praça da cidade, ajudávamos uns aos outros, as escolas tinham um bom nível no desempenho estadual, na qual eu me orgulhava e tínhamos longas fazendas que envolvia toda a região. Essa beleza natural era suficiente por todas as faltas. Para mim, era suficiente. A saúde realmente era motivo de preocupação diante de tanta dificuldade em manter um médico".

A protagonista desse livro é Mariana, uma jovem que vive uma vida simples mas é muito feliz, menos no aspecto amoroso. Mariana sofreu uma grande decepção e acabou fechando o seu coração para futuros relacionamentos. Mesmo se passando dois anos, a rotina de Mari gira em torno dos seus alunos, dos trabalhos voluntários e de seus pais. A jovem mantêm uma amizade colorida com o prefeito da cidade, Vinícius. Vinícius é um solteiro cobiçado que quer oficializar um relacionamento com Mari, mas ela se nega a reconhecer Vinícius como algo mais do que o prefeito de Vila Rica.
Tudo muda quando Vila Rica recebe um novo médico. Doutor Miguel é um homem misterioso, mas extremamente devotado aos seus pacientes. Ele trabalha além do horário, compra medicamentos do próprio bolso e genuinamente se preocupa com cada um. Mas é um homem fechado e ninguém no local sabe sobre sua vida.
Miguel aluga a casa dos fundos da família de Mari e a jovem começa a sentir certo interesse pelo médico. Não um interesse romântico, mas um interesse genuíno pela afeição dele com os pacientes e começa uma amizade baseada em admiração mútua. Miguel também admira Mari, uma jovem que tem sonhos simples e que faz questão de ajudar a todos.
Conforme os dois passam mais e mais tempo juntos, sentimentos mais profundos afloram, mas o passado de ambos retorna e tanto Miguel quanto Mari precisam refletir sobre o que querem para o seu futuro.

"Ele ainda fixava seu olhar em mim. E, com mais um passo para perto, deixando uma das luzes da rua tomar seu rosto, consigo enxergar mais nitidamente os seus olhos. Vi o brilho aquecido refletido neles. Era algo raro. Os olhos opacos de Miguel sempre conjeturavam apatia."

A obra é muito bem escrita, com personagens ricos e complexos. A autora trabalhou temas fortes como a família, as segundas chances, o perdão e os recomeços. A complexidade do enredo se dá pela forma como a autora equilibra os altos e baixos das vidas desses protagonistas de forma impecável.
Outro destaque da obra é a forma como a família é trabalhada nesse livro. É impossível ler "Enquanto o Sol Brilhar" e não se apaixonar pela dinâmica de Mari com os seus pais, o seu Zé e a dona Camélia. O amor genuíno entre eles, a cumplicidade e os pequenos momentos diários que eles compartilham é de encher os olhos de lágrimas.
"Enquanto o Sol Brilhar" não é apenas um romance, e sim uma obra que fala sobre todos os tipos de amor , que demonstra que o amor não morre, mas sim se transforma. É um livro que ensina que às vezes sofremos, mas também recebemos recomeços inacreditáveis.
E para os fãs que acompanham as obras da autora Juliana Parrini, ela deixou uma surpresa no livro relacionada ao seu outro sucesso "Tudo ou Nada".

"Sempre soube que a alegria está presente na vida de quem abre as portas para ela. Eu sempre abri as portas, mas agora percebo que a abria para as pessoas erradas".
comentários(0)comente



Babi Barreto 05/01/2017

Aquele livro para te fazer suspirar!
Gente,

Vou ser sincera: não estava conseguindo escrever essa avaliação.
Vocês vão me perguntar: - Porquê, Babi?
Vou te responder: faltaram palavras.
Comecei a ler esse livro capítulo por capítulo, enquanto a Ju escrevia. E a cada um, ficava imaginando o que aconteceria a seguir.
Minha angústia era tanta, que pedi à ela que me contasse o desenrolar da história.
Mesmo sabendo tudo que aconteceria, ao ler o final fiquei encantada com a cota de sentimentos que foram despejados em cada página.
O livro lida com reconciliação com o passado, com noções de família, amor e amizade.
Sabe aquele livro que você lê tendo palpitações?
Que você se pergunta se vai conseguir concluir antes de ter um ataque súbito do coração?
Eis a obra.
Eu gostava das obras anteriores, mas esta, tem lugar cativo no meu coração.
Ela me tocou como poucos livros conseguiram fazer, e elevou a Juliana ao patamar das minhas autoras queridinhas, junto com Momentos, da Gisele Souza, Alicerce do Amor da Lenny Silva, e as obras da Vanessa Marques.
Então, meus amigos, uma salva de palmas para os livros emocionantes.



site: http://www.universodasgarotas.com.br/2017/01/resenha-enquanto-o-sol-brilhar-juliana.html
comentários(0)comente



9 encontrados | exibindo 1 a 9