Querido Joseph

Querido Joseph Carlos Torres




Resenhas - Querido Joseph


3 encontrados | exibindo 1 a 3


Vanessa Vieira 29/05/2018

Querido Joseph - Carlos Torres
O livro Querido Joseph, escrito por Carlos Torres e inspirado pelo espírito Jon, nos traz um romance espírita muito bonito que mostra que, assim como o ouro passa pelo fogo inúmeras vezes para mostrar o grau de sua pureza, assim é a alma humana sendo lapidada pela dor para avançar rumo ao progresso. Confesso que esse foi um dos livros espíritas mais intensos que eu já li e que em muitas passagens, cheguei até mesmo a me emocionar com a beleza e a profundidade da história.

Parker é um jovem engenheiro vindo de uma família humilde e de poucas posses. Com muito custo, os pais - uma pacata dona de casa e um militar reformado - pagaram os estudos do filho, pois sempre sonharam que o pupilo tivesse uma vida um pouco mais confortável e avançada do que a que eles tiveram. Assim que se forma e retorna para o bucólico vilarejo da Inglaterra onde nasceu, Parker logo se apaixona por Clara, a herdeira de uma das famílias mais renomadas de Manchester. O pai da moça é dono de uma empresa promissora do ramo da construção civil e não demora muito para que Parker passe a trabalhar junto com eles e mostre todos os seus dons adquiridos na arte da engenharia. Depois de certo tempo de namoro, Clara e Parker decidem se casar e acabam concebendo Joseph, que muda para sempre a vida do casal.

Ao atingir seis anos de idade, o pequeno Joseph acaba desaparecendo misteriosamente, deixando Parker no mais completo e profundo desespero. Atormentado pela culpa e sobretudo, pelo fracasso, Parker acaba se transformando radicalmente e durante anos, passa pelas mais terríveis e cruéis provações que um ser humano é capaz de suportar...

Querido Joseph nos traz uma bela história de amor e superação, mostrando que a dor é, muitas vezes, uma das melhores professoras que podemos ter em nossa vida, nos ensinando a valorizar o que realmente importa. Por mais terríveis e penosas que sejam as transformações pelas quais passamos, é por meio delas que nos fortificamos, vencemos as ilusões terrenas e aprendemos o que realmente é primordial e imutável. A trajetória de Parker foi muito emocionante e tal como a história de Jó narrada na Bíblia, se tornou um marco na vida do personagem, lhe transformando em um homem melhor, ainda mais amoroso e grato pelos dons recebidos por Deus. Narrado em terceira pessoa de uma forma intensa e bastante detalhada, o livro conseguiu me envolver de uma forma terna e se mostrou uma bela e verdadeira lição sobre fé, superação e amor.

Graças ao incentivo e ao apoio financeiro dos pais, Parker se tornou um engenheiro. Quando conclui a faculdade e volta para a sua cidade natal, as coisas não são nada fáceis na vida do jovem, até que Clara abrilhanta o seu caminho. Além da bela moça o despertar para o amor, ela o acaba levando para trabalhar na empresa de sua família, tarefa esta que Parker desempenha com retidão e muito sucesso. Entretanto, pouco a pouco ele se vê envolvido pela ambição e não demora muito para que ele passe a sucumbir a esse sentimento, que se torna a porta de entrada de seus mais intensos e viscerais martírios. Acompanhar a jornada de Parker foi muito gratificante, principalmente por termos uma visão apurada do que a vida quis lhe mostrar com cada gesto, atitude e situação. O amadurecimento do personagem para as verdades do mundo espiritual acontece paulatinamente, porém de um modo muito bonito e marcante. Outro ponto que vale a pena destacar sobre Parker é o forte amor e o elo de ligação que ele tem com o filho, que se torna um dos pontos mais belos e emocionantes do livro.

Clara é uma patricinha fútil que não tem muitas pretensões na vida a não ser se divertir de todas as formas e maneiras possíveis. Sua vida de curtição e até mesmo, devassidão, logo lhe conduzem para o mundo do alcoolismo, lhe tornando uma pessoa fraca, irritável e desprovida de atitudes. Quando ela engravida de Joseph e descobre que a criança é portadora da Síndrome de Down, logo rejeita o feto em seu ventre e quando ele nasce, suas atitudes continuam as mesmas e cada vez mais desprezíveis. Joseph, por sua vez, é uma criança inteligente, especial e ricamente abençoada. Ele se torna praticamente um anjo na vida de Parker e é justamente esse amor de pai e filho que sustentam o jovem engenheiro durante os percalços e provações da vida.

Em síntese, Querido Joseph é um romance espírita intenso, emocionante e muito bem delineado. O poder do amor narrado em suas entrelinhas é forte e genuíno e capaz de suportar as mais frias e inescrupulosas tempestades. A capa é simples e nos traz a imagem de um pai acalentando o filho em seus braços e a diagramação está ótima, com fonte em tamanho agradável e revisão de qualidade. Recomendo ☺

site: http://www.newsnessa.com/2018/05/resenha-querido-joseph-carlos-torres_28.html?m=1
comentários(0)comente



Silvinha.Araujo 11/04/2018

Maravilhoso
Finalizada hoje dia 11/04/2018
A leitura do livro
Querido Joseph
Psicografia de Carlos Torres
Pelo Espírito Jon
Mimo que ganhei em 2017 de aniversário da querida Elisabete Nabarrete...

Começo dizendo que livro! Minha gente! Como não se emocionar com o amor inabalável de Parker. Como não sentir o amor dele pelo filho que é portador de síndrome de down, como não sentir um pouco de raiva por Clara por sua rejeição ao filho. A maldade tramada por uma pessoa que somente pensa em dinheiro e bens materiais. Tudo isso mostra que nossas escolhas são manifestações nossas. Somos intuidos pelo bem e pelo mal. Porém a escolha é somente nossa. O que acontece no decorrer, são consequências delas.
Esse livro nos mostra como o amor incondicional e a fé, são sentimentos sublimes. Como a gratidão nos enobrece e nos deixa mais humanos e nos ensina a ter mais fé e paciência!
Parker deixa de acreditar em Deus, passa por sofrimentos que se fosse conosco nos sentiríamos da mesma forma. Injustiçados e esquecidos por Deus, porém ele aprendeu pela dor que nosso egoísmo, a nossa capacidade de pensar que somente nós somos sofredores nos acarreta dor e sofrimento. No decorrer da história, ele percebeu que não adianta carregar uma culpa que não é dele, e que o amor mais puro e singelo, sem interesse é o amor verdadeiro.
Me acostumo a ver amor maternal. Mais esse amor paternal que li nesse belíssimo livro, me tocou profundamente.

Trechos Destacados :

* Quando a gente menos espera, a vida muda o rumo, e temos que encontrar novas saídas. Na verdade, não é a vida que nos coloca em situações boas ou ruins. É tudo uma questão de escolha e permissão. A vida apenas manisfesta aquilo que precisa ser manifestado.
* Basta prestar atenção e ter coragem de compreender o que a vida está querendo mostrar a você. Tudo tem um propósito, mas a maioria das pessoas não consegue enxergar esse propósito. Entende?
* A vida tem a estranha mania de nós colocar em situações adversas e que não compreendemos os motivos disso.
* Passamos a vida inteira procurando respostas para nossas limitações, tentando compreender nossas angústias e entender a terrível imensidão da eternidade, mas acredite: no final de nossa vida, quando estivermos deitados no nosso peito de morte, a resposta que buscamos a vida inteira será revelada.
* As desilusões servem para dissolver as ilusões. Se estiver se sentindo desiludido, agradeça, pois a verdade virá a tona.
* As pessoas não sabem, mas Deus age em nossas vidas das formas mais estranhas possíveis.
* Nós somos muito medíocres. Achamos que temos o controle de nossas vidas, mas na verdade não temos o controle de nada. Simplesmente nada. Somos arrogantes ao achar que estamos no controle das coisas e das pessoas. Mas não temos controle nem mesmo das nossas próprias vidas.

Dois Parágrafos que refletem muito:;

" Quando os momentos difíceis da vida passam, é momento de reagir e aprender a viver de novo, como se estivesse nascendo outra vez. Eu quero que você crie coragem e jamais se entregue ao sabor amargo de uma derrota. Eu sei como é difícil fracassar na vida. Vencer é algo essencial e imprescindível para o ser humano. Não desista jamais. Você precisa reagir. A saga humana é vencer a si mesmo e vencer seus maiores medos."

" Esqueça tudo o que passou e comece a viver uma nova vida. Considere- se uma pessoa feliz. A gratidão é o sentimento mais poderoso que existe; a gratidão é a própria felicidade. A felicidade está aqui, no agora, e não no futuro. "


Lições que ficam ;
Acredite acima de tudo e tenha fé! Nunca esqueça que por mais que esteja em tempestade Deus está contigo.
Ore em seus momentos mais aflitos e nos não aflitos!
Agradeça sempre! A gratidão é um sentimento poderoso.
Não se culpe por algo que estava fora de sua alçada.
Comece a aprender os mistérios da vida pelo amor é mais gratificante!
Ame seu próximo como a ti mesmo.
Esse amor incondicional que supera tudo! Inclusive preconceitos.
Ouça suas intuições, elas sempre tem significados importantes.
Não se entregue ao desespero.
E viva sua felicidade aqui e agora. Não desista dos seus sonhos. Renasça mais forte, se a vida ter uma rasteira, levante e siga em frente! Somos mais fortes do que imaginamos.


Belo livro! Emocionante
Gratidão amiga Elisabete Nabarrete por tão precioso presente!
Tantas lições tiradas!!!
Deus abençoe a todos.

Beijos de luz ???
Juliana Novodworski 11/04/2018minha estante
que linda a resenha !


Silvinha.Araujo 11/04/2018minha estante
Obrigada Ju.. esse livro é lindo! Vale muito a pena




Khrys Anjos 28/01/2017

Um portal para a alma humana
Esta não é uma simples história para entreter o leitor.

Querido Joseph é um alerta enviado pelo plano astral para a humanidade. É a mudança que o nosso presente necessita. É uma esperança para o futuro. É um cicatrizante para as feridas na nossa alma. É um instrumento poderoso de transformação. É um Mestre na disciplina da Sabedoria.

O autor Carlos começa o livro relatando o sonho lúdico no qual conheceu a história do Parker e do seu querido filho especial Joseph. E através de uma narrativa comovente somos brindados com uma trama riquíssima em ensinamentos para o leitor.

Joseph é o titular da obra, mas é por meio do Parker que podemos encontrar as respostas para algumas questões que tanto afligem o ser humano.
A trajetória da vida deste homem nos coloca muitas vezes diante do espelho, pois retrata o cotidiano de todos nós.

Parker vem de uma família humilde (não uso o termo miserável – como é usado no livro - para classificar quem nasce na pobreza. Para mim miserável é quem vive reclamando da vida, dos problemas, das pessoas. Quem alimenta os sentimentos ruins. E isso acontece tanto com quem é pobre como quem é rico. Não é a condição social que define o miserável. É a condição da alma). Seu pai Antony era um soldado e após passar pela experiência traumática de uma guerra desenvolveu a esquizofrenia. Tinha crises e somente a presença da esposa o mantinha lúcido. Mary era uma verdadeira guerreira. Por amor ao marido enfrentou a doença. Por amor ao filho enfrentou o medo. Por amor ao neto enfrentou a morte.

Temos nesta obra vários personagens e excelentes professores para nos mostrar como o ser humano é de verdade.

A história da vida do Parker pode ser comparada a uma montanha russa de emoções. Ele começa pobre, fica milionário e desaba na miséria. No final descobre a resposta que tanto necessitava e que estava bem ali na frente dele.

São inúmeras as lições contidas nestas meras 392 páginas. O leitor deve permanecer alerta, pois com certeza irá encontrar uma que traga um acalanto para a sua alma.

Um amigo me disse que inteligente é quem aprende com os próprios erros e sábio é aquele que aprende com os erros dos outros. Então eu digo que o leitor que se dispuser a ler e absorver a sabedoria que emana desta obra poderá se tornar um sábio.

Parker fez os testes mais difíceis e foi reprovado em quase todos. Paixão. Ganância. Poder. Vício. O único no qual ele passou com nota máxima foi no Amor Incondicional.

Durante toda a história ele nunca esteve só. Mesmo que tenha jurado para si mesmo que havia sido abandonado por Deus.

Quem nunca teve este pensamento afligindo ainda mais sua alma sofrida pode se considerar um sortudo. Chegar ao fundo do poço, principalmente quando é através da depressão, faz com que nossa luz fique totalmente eclipsada pela escuridão. Não enxergamos nada e a cegueira da mente nos impede de olhar para o lado e percebermos que um amigo está bem ali tentando nos alcançar. Sei disso por experiência própria.

E foi isso que aconteceu com o Parker. Ele não percebeu as intervenções sutis e às vezes descaradas do seu mentor espiritual.

Nós seres humanos temos a péssima mania de preferirmos viver na ilusão. Nos deixamos levar pelo caminho mais fácil. Esquecemos que a vida não trás recompensas, mas cobra as dívidas que escolhemos contrair.

Uma característica dos portadores da Síndrome de Down (que a maioria das pessoas classifica como doentes mentais) é a que falta exatamente nestas mesmas pessoas: a sinceridade. Esses seres especiais têm muita coisa para ensinar a nós seres “normais”.

Esta obra é um portal para que o leitor atravesse e aprenda a ser um Ser Humano melhor. Ao transpor a passagem a roupagem antiga ficará presa na entrada e ao sair do outro lado o leitor estará com a alma lavada e pronto para se tornar uma criatura especial como o Joseph.


site: https://minhamontanharussadeemocoes.blogspot.com.br/2017/01/resenha-querido-joseph-carlos-torres.html
comentários(0)comente



3 encontrados | exibindo 1 a 3