Matéria Escura

Matéria Escura Blake Crouch




Resenhas - Matéria escura


27 encontrados | exibindo 1 a 15
1 | 2


Camile.Dias 20/05/2017

Ótimo livro! Recomendo :)
Vou sentir saudades do Jason, Daniela e Charlie. Uma história envolvente que você sente vontade de devorar o livro todo. Mas por falta de tempo demorei 1 mês pra terminar a leitura. Mas super recomendo, a história é cheia de reviravoltas, você se apaixona pelos personagens e cada acontecimento deixa a leitura mais empolgante. Se vc está procurando algo diferente para ler experimente Matéria escura. Minha mãe está lendo e se amarrando tbm.
comentários(0)comente



Paty Argachof 19/05/2017

Ficção é o que há!
E se existissem outros vocês no universo? E se em uma outra realidade você pudesse viver uma vida completamente diferente? Tudo começa com um “e se...” e aí galera, a loucura associada a ciência torna tudo possível, até mesmo o que teoricamente era impossível. Você já ouviu falar da teoria do multiverso? Em “Matéria Escura” de Blake Crouch lançado pela Editora Intrínseca, nessa edição luxuosa maravilhosa, conheceremos a história de um cientista maluco que conseguiu tirar a ciência do papel e tornar realidade seus projetos. É fã de ficção científica, esse livro é pra você!

Mais sobre a obra no Canal Borogodó! ^^

site: https://youtu.be/XL6-jI0uEE8
comentários(0)comente



Erika 10/05/2017

Uma loucura incrível
Esse livro é, sem sombras de dúvidas, um dos livros mais loucos que já li, e mesmo assim, gostei bastante. Blake Crouch é o criador do livro Pines, que originou a série de TV Wayward Pines, que infelizmente, eu nunca vi. (São tantas séries e tão pouco tempo nessa vida que chega ser injusto!)

Nesse livro iremos conhecer o nosso protagonista e narrador, Jason Dessen, que já inicia a história nos contando, após um momento familiar, que aquele seria o fim de tudo o que ama e tudo o que conhece. Bom, mais intrigada eu não pude ficar!

Sendo um professor de física quântica que abandonou seu sonho de ser reconhecido e famoso, ganhando prêmios e publicando ensaios, por optar em construir uma família, Jason pergunta-se qual é o porquê de o abordarem em uma rua deserta e o levarem para um local ermo, o espancando e ameaçando, fazendo com que tire suas roupas e pertences. Afinal, qual seria o motivo daquilo? A partir daí as coisas começam a ficar cada vez mais confusas na mente desse cientista promissor, e claro, na nossa também.

Ele acorda em um universo paralelo em que optou pelo prestígio de ser um renomado cientista em detrimento de formar uma família. Nesse universo alternativo, descobrimos que Jason é bem sucedido e abriu mão da oportunidade de se casar com Daniela, a fim de dar continuidade às suas pesquisas e estudos. Além disso, também descobrimos que ele criou um mecanismo capaz de viajar entre as realidades, transportando o Jason1 (que conhecemos) para a sua; e o Jason2, para a realidade do Jason1. Ocorre que Jason2, após ter experimentado da fama e de todo o luxo e regalias que procedem dela, decide querer o amor que abriu mão no passado.

O restante do livro é repleto de ação, numa tentativa desesperada de Jason1 retornar à sua realidade, consequentemente voltando para sua esposa Daniela e seu filho Charlie. É impressionante a criatividade do autor quanto a esse tema, deixando tudo bem explicado apesar da loucura que paira os acontecimentos.

Em um ponto da trama, descobrimos quais foram as consequências da busca de Jason1 pela porta exata em que se encontra sua realidade. Não posso especificar o que ocorre por motivo de spoiler, mas tenha em mente que além de divertido, é muito original! Fica então a dica de um livro de fôlego rápido, apesar das mais de 300 páginas. Com muita ação e uma trama bem desenvolvida e criativa. Apesar de sentir que no final do livro o autor acelerou um pouco a história, não perdeu em nada o impacto que o texto me causou, tanto pelo divertimento quanto pela história em si, repleta de inovação e - o que tanto amo - ficção científica em diversas realidades.

site: https://literaturativa.wixsite.com/blogfolheando
comentários(0)comente



Lindsey 09/05/2017

Interessantíssimo
Para entender essa história primeiro o leitor tem que conhecer o Gato de Schrödinger, que é uma experiência imaginária muito interessante. Criada por um físico austríaco, a ideia é a seguinte: coloca-se um gato dentro de uma caixa lacrada e junto ao gato é colocado um frasco contendo um gás venenoso, um elemento radioativo e um detector de radiação. Cada um desses elementos possui uma função que anula o efeito da outra, por esse motivo, o gato tem 50% de chance de viver e 50% de chance de morrer. Só que não podemos abrir a caixa pra não desencadear alguma reação, então, nesse caso, para a mecânica quântica, o gato pode estar vivo e morto ao mesmo tempo. A experiência prova que não é possível fazer uma medida desse resultado sem interferir no próprio resultado. E o que tem a ver isso com a história do livro? Bom, na trama um estudioso criou essa caixa e entrou nela! Nessa ele acabou descobrindo que, conforme vamos escolhendo qual rumo seguir na vida (fazer um curso, viajar pra algum lugar, casar ou comprar uma bicicleta), modificamos o futuro, mas que é possível acessar essas diferentes realidades de dentro dessa caixa. Legal, né?! Na verdade nem sempre tão legal assim. Mas isso você vai ter que conferir lendo esse livro que é sensacional. Recomendadíssimo!
* Confira minhas outras resenhas no Instagram @livro100spoiler

site: https://www.instagram.com/livro100spoiler
Rômulo 09/05/2017minha estante
Show!!


Daniel.Martins 09/05/2017minha estante
Bastante interessante. Fiquei com vontade de ler.




Alyssa @culpadoslivros 03/05/2017

"A interpretação dos Muitos Mundos postula que todas as realidades possíveis existem. Que tudo que tem a possibilidade de acontecer está acontecendo. Tudo que poderia ter ocorrido em nosso passado ocorreu, só que em outro universo.

E se isso for verdade?"

Um thriller de suspense inusitado, dinâmico e muito bem escrito. Quem curte tramas complexas, com roteiro inteligente e reviravoltas, simplesmente vai adorar. Leiam!!!

site: http://www.instagram.com/culpadoslivros/
comentários(0)comente



Gabriela.Santos 02/05/2017

Explodindo cabeças
Que leitura sensacional, não tenho outra palavra pra descrever esse livro, tanto que terminei em um dia, maravilhoso e difícil. trata de um tema complexo mas da pra entender de boa!!!
comentários(0)comente



Márcia Brodt 28/04/2017

Nota 1000!!
Adorei!! Fantástico, li em dois dias, não conseguia parar!! Recomendadíssimo!!
comentários(0)comente



Dessa 27/04/2017

Fantástico!
Não quero falar nada sobre a sinopse, li sem saber de nada e fui altamente surpreendida. Agora que li a sinopse vi que ela é meio que é um spoiler, e fiquei feliz de não ter feito isso antes. Portanto, basta saber que é um Thriller syfy super bem escrito, com muita ação, mistério, e um ritmo veloz! Aqui, cada escolha pode abrir portas para um mundo novo. Cada escolha leva para um caminho. Até onde podemos ir em busca do que queremos? Que atos são legítimos para ter de volta o que é seu?
Esse livro trás múltiplos cenários baseados em escolhas. A cabeça do leitor não para, quer saber o próximo passo, quer saber como determinada situação será resolvida, quer saber como vai acabar. Achei Genial a ideia, original pra mim, e a cada episodio eu criava minhas próprias teorias para resolver a trama e sempre era surpreendida. Fazia tempo que não lia um livro de forma frenética como esse. A escrita do autor é muito boa, envolvente. É impossível não pensar na nossa vida, nas nossas escolhas... e mais do que nunca, a vida não é um rascunho, não dá tempo de passar a limpo... será que se pudéssemos fazer uma escolha de qual versão de nós mesmos, qual escolheríamos?
Se vc gosta de ação, ficção cientifica, mistério, universos paralelos, pare tudo e vá ler esse livro!
comentários(0)comente



Rafaella 20/04/2017




"Aqui neste momento, feliz e ligeiramente embriagado em minha cozinha, nem imagino que hoje à noite tudo isso acabará. Será o fim de tudo que conheço, tudo que amo." Página 9


Matéria Escura foi lançado em fevereiro pela nossa parceria, Intrínseca, e a editora fez uma ação com os blogs para quem quisesse solicitar o livro - além dos que podemos pedir para avaliação - e por se tratar de uma obra diferente das que estou acostumada, decidi pedir e encarar a leitura sem quaisquer expectativas, já que não tenho uma obra com que comparar e me surpreendi com o livro inteiro. Totalmente singular, uma leitura irresistível e que deixa o leitor curioso para saber o que irá acontecer no próximo capítulo, pois a cada decisão do protagonista o seu destino pode se desmembrar em vários outros caminhos.

Jason Dessen tem uma vida estável trabalhando como professor em uma universidade, sua mulher Daniela é bastante companheira e seu filho Charlie é a razão para que ele não perseguisse um futuro mais promissor, já que foi de concepção inesperada, mas decisiva para o destino do casal. Em uma noite como as outras, Jason está em casa e sua mulher o convence a prestigiar um antigo amigo que está comemorando um prêmio recebido - apesar de tudo, Jason pensa que poderia ser ele no lugar de Ryan Holder - após sair do bar em que foi encontrar o antigo colega de quarto, Jason é raptado por um homem mascarado, drogado e deixado em uma usina abandonada. Porém quando volta à consciência, está em uma maca totalmente desorientado, acompanhado de pessoas que nunca viu, mas que afirmam lhe conhecer e mencionar uma caixa.

Aos poucos o Dr. Leighton Vance assume o controle e conta alguns fatos a Jason, porém ele não está familiarizado com a situação em que se encontra. Quando vê uma oportunidade, foge e segue direto para Logan Square encontrar sua família, mas ao chegar na casa em que morava com Daniela e Charlie, tudo está diferente. Parece uma realidade alternativa e que, aos poucos, começa a fazer parte de sua nova vida. Sob essa nova perspectiva, sua nova vida começa a se tornar perigosa e depois de enfrentar muitas situações inusitadas, Jason encontra uma companheira - Amanda - que lhe segue nesta busca por respostas.


" E se todas as crenças e lembranças que compõem quem eu sou - minha profissão, minha esposa, meu filho - não passarem de uma trágica falha no funcionamento da matéria cinzenta localizada dentro do meu crânio? Devo continuar lutando para ser o homem que penso ser? Ou devo deserdá-lo, abandonar tudo que ele ama, para simplesmente encarnar a pessoa que este mundo espera que eu seja?" Página 83


Matéria Escura é uma deliciosa leitura, um thriller de tirar o fôlego e feito para que o leitor não abandone a leitura nem por um minuto, pois buscará as respostas para a vida de Jason a todo custo. Com uma narrativa fluida e instigante, a obra trata de um universo amplo e que a cada decisão do protagonista poderá ser ramificado em diversos finais. Sem dúvida uma das melhores leituras desse ano e já estou fazendo a minha parte divulgando para todos os meus amigos e conhecidos, aqui fica a minha dica de uma leitura certeira que irá conquistar a todos os leitores.

Com relação aos aspectos editoriais também só tenho elogios, a capa dura é maravilhosa, assim como a imagem que se encaixa perfeitamente com a história da obra. A diagramação e revisão estão ótimas, tornando a leitura ainda mais emocionante. A Intrínseca acertou em trazer essa obra de Blake Crouch para o Brasil e toda a divulgação em torno da obra está sendo essencial para atingir ao público. Já havia terminado a leitura, mas resolvi segurar a resenha para participar da Semana Matéria Escura e instigar ainda mais os leitores do blog a conferirem essa obra excepcional.



" - Mas está investigando.
- Sim. estou investigando.
- E não estamos ferrados.
Estamos totalmente ferrados. À deriva no espaço vazio entre universos.
- Não estamos ferrados.
- Ótimo. - Ela sorri. - Então posso surtar depois." Página 170


site: http://laviestallieurs.blogspot.com.br/2017/03/resenha-materia-escura-blake-crouch.html
comentários(0)comente



Carlos 17/04/2017

Ficção de primeira
A Matéria Escura não é uma ficção. Ela é comprovada pelos cientistas, porque ela exerce uma força gravitacional que pode ser medida, mas não emite nenhum tipo de luz. Como todas as observações dos corpos celestes são a partir da luz que eles emitem, ou refletem, ou qualquer outro tipo de radiação eletromagnética, e como a Matéria Escura não faz isso, torna-se difícil de ser estudada.

Hoje em dia, estima-se que a Matéria Escura compõe quase 95% de toda a matéria do Universo, mas não se sabe exatamente o que ela forma. Com base nisso, Crouch cria uma teoria de que ela representa universos paralelos, um multiverso, criado com base nas diferentes escolhas que cada um de nós faz durante a vida.

Jason, o personagem principal, e narrador, teve um momento de bifurcação na sua vida. Em determinado ponto, ele precisou decidir entre casar com a mulher que amava, ou se dedicar à sua carreira como físico. Ele optou pela primeira. Teve um filho, virou professor de uma faculdade, e seguiu dentro da rotina de cada um de nós. Em outro universo, ele não se casou, virou um renomado cientista, não teve um filho e criou uma máquina capaz de fazer uma pessoa navegar entre cada um desses universos.

Esse outro Jason, ao entrar no universo do Jason narrador, toma consciência de que a felicidade mora na relação entre as pessoas, que mesmo ele sendo famoso e rico, nunca foi feliz. O que ele faz, então? Sequestra o Jason narrador e o manda para o universo paralelo, enquanto ele assume o lugar com a esposa e filho do Jason narrador.

Nosso Jason, totalmente desnorteado, descobre que seu filho não existe, que sua esposa não é sua esposa, e que seu mundo, não é seu mundo. Aos poucos, ele vai compreendendo o que aconteceu, procurando uma forma de votar ao seu universo, enquanto tem que lidar com vários outros problemas, alguns mortais.

MATÉRIA ESCURA, apesar de ser uma ficção-científica de primeira qualidade, é, acima de tudo, uma história sobre pessoas e suas escolhas, sobre o que cada um de nós abre mão, ou abraça, em vários momentos de nossas vidas. É sobre a constatação de que a felicidade, muitas vezes, já faz parte de nós, mas não conseguimos ver isso, porque caímos na rotina, nos acomodamos. Que precisamos, sempre, valorizar aquilo que conquistamos, mesmo que uma parte de nós sonhe com escolhas diferentes daquelas que fizemos.

Uma coisa bastante interessante na construção dos personagens dos universos paralelos de MATÉRIA ESCURA, é que eles, mesmo sendo cópias uns dos outros, possuem personalidades e caracteres distintos, ou seja, almas diferentes. Embora a matéria seja a mesma, a nível atômico, o que existe dentro de cada um de nós, não pode ser duplicado. Somos seres únicos, exclusivos de cada um de nossos próprios universos.

A leitura da obra de Crouch é quase sem pausa, porque o leitor não consegue vislumbrar o que vem a seguir, fica ansioso pelo que será desvendado no capítulo seguinte. É dessa receita que uma boa ficção é feita. Inclusive, em certo ponto da história, quando ela converge para sua conclusão, nós não fazemos ideia de como resolver o problema criado por Jason para que possa retornar a seu universo. Devo confessar que a sua solução é lógica, absoluta, embora deixe um problema enorme para ser resolvido por alguma outra pessoa. E tem um certo grau de tristeza e de fé.

Obviamente, uma história desse nível, com as coisas que acontecem da metade para o fim, não ficaria longe das telonas. Os direitos já foram vendidos, e logo o livro será adaptado para os cinemas. Curioso para ver como ficarão as passagens pelos diferentes universos, e, principalmente, o final!

site: http://www.gettub.com.br/2017/04/materia-escura.html
comentários(0)comente



Flávio 16/04/2017

Incrivelmente Impressionante
Primeiramente venho aqui dizer o quão maravilhoso é esse livro.
''Matéria Escura'' é um livro que nos mostra o poder das decisões em nossas vidas.
Um livro que te dá ficção cientifica, ação, aventura, entre outros elementos dignos de um livro com o perdão da palavra, ''foda''.
Jason tem uma esposa maravilhosa, um filho maravilhoso e um emprego como professor na faculdade local,até que em determinada
noite é sequestrado e questionado por seu sequestrador com a seguinte pergunta ''Você é feliz com a vida que tem?''logo após uma seringa é injetada em seu organismo e tudo se apagar..... Quando acorda novamente se encontra num lugar onde não reconhece nada, um mundo onde tudo está diferente..
Um mundo no qual ele não decidiu estar, um mundo onde suas escolhas foram diferentes. Reparando que esse não é o seu mundo, Jason irá entrar numa corrida contra o tempo e descobrir que neste mundo existem diversos outros universos, universos esses onde as escolhas influenciam seu destino.
E tudo que ele mais deseja é voltar para sua família, sua verdadeira família.
''Para todos aqueles que já se perguntaram como teria sido sua vida se tivessem pegado a outra estrada''
Já entrando na listinha de melhores do ano, assim de paraquedas S2.
comentários(0)comente



Raffafust 14/04/2017

Você se arrepende de algo em sua vida? Acredita que caso tenha feito outra escolha seria mais feliz? E se o tivesse feito estaria no mesmo lugar que está agora? Essa é a premissa desse livro intrigante que nos deixa instigados na leitura querendo saber o que fato está se passando na cabeça do protagonista Jason.
Sabemos que ele é casado com uma espanhola, Daniela, tiveram um único filho: Charlie. É a noite em família e os dois casados há anos falam sobre o trabalho que ela não se dedicou por causa da gravidez e do prêmio recém ganho por um amigo que poderia ter sido dele caso não focasse mais na família e se acomodasse como professor de uma universidade em Chicago.
Parece uma família normal, falando dos sonhos que deixaram passar, se orgulhando do filho adolescente desenhando e mostrando que tem o talento da mãe...mas incentivado pela esposa, Jason vai até um bar onde seu amigo - quase inimigo - está comemorando sua vitória. Uma bebida e outra aqui, o jantar em casa lhe esperando e ele vai embora. Mas ao sair de lá um homem que encapuzado encostará uma arma em sua cabeça e o fará levá-lo a um determinado local.
Tudo de marasmo que Jason sentia com sua vida vai acabar ali, e por início a uma série de dúvidas sobre o que de fato está acontecendo com ele. Não pensem que os leitores terão respostas, a cada diálogo ficamos ainda mais confusos e a história muda de cenário nos deixando ainda mais curiosos ao nos dizer que ele foi parar em um laboratório, rodeado de pessoas que pelo jeito o conhecem mas ele não se lembra de nenhuma, o que ele tem certeza é que voltar para sua esposa e filho mas lhe avisam que ele não é casado e que está sumido há 1 ano.
Jason não entende nada, muito menos nós, ele vai atrás da casa que vivia, mas tudo mudou, ele já passa a se perguntar se de fato era casado e se teve um filho, porque tudo ali parece tão real e nada do que se lembrava de fato existe.
Matéria Escura vai te levar até o final mergulhado em perguntas, sem que seja fácil presumir o que de fato aconteceu. Não é um livro comum, nem pela história, nem pelo final, e foi exatamente o diferente que me fez gostar tanto dele.

site: http://www.meninaquecompravalivros.com.br/2017/03/resenha-materia-escura-intrinseca-dia1.html
comentários(0)comente



Gabriel.Matta 13/04/2017

Cada escolha uma renúncia.
Matéria Escura nos leva a pensar o que seria de nossas vidas se tivessemos feito escolhas diferentes no passado. Recomendo. Livro de leitura facil que prende totalmente a atenção do leitor!
comentários(0)comente



Thaís 02/04/2017

E se...?
Jason abdicou de muitas coisas para ter a vida que tem atualmente, é professor de Física Quântica na Lakemont College e vive modestamente, porém feliz com sua esposa Daniela e seu filho adolescente Charlie.

Daniela também escolheu a vida que possuem hoje, ela podia ter sido uma artista famosa e Jason um cientista de renome, mas eles escolheram um ao outro e Charlie, tinham feito a melhor escolha, não tinham?

Em uma quinta-feira enquanto prepara o jantar, e sua esposa comenta sobre um prêmio artístico, ele lembra de Ryan e que ele estava comemorando ali perto sua recente descoberta e premiação na Ciência, Dani se propõe a continuar o jantar, ele deve sair para parabenizar o amigo da faculdade e retornar dali a 45 minutos para o jantar.

Então as coisas mudam de uma forma totalmente inesperada e nada mais é o que parecia ser.


Ela me acolheu quando eu estava perdido.

Quando o mundo parou de fazer sentido.

A narrativa começa a acelerar a partir de então, somos envolvidos por um enevoado de questões para as quais não temos as respostas e conforme as cenas vão se sucedendo você se vê totalmente absorvida pelo mundo criado pelo autor.

É absurdamente surreal ver uma filmagem do momento exato em que começou o pesadelo que agora é minha vida.

Meus primeiros segundos neste admirável e execrável mundo novo.


A interpretação dos Muitos Mundos postula que todas as realidades possíveis existem. Que tudo tem a possibilidade de acontecer está acontecendo. Tudo que poderia ter ocorrido em nosso passado ocorreu, só que em outro universo.

E se isso for verdade?

E se vivemos num espaço de probabilidades pentadimensional?

Ler "Matéria Escura" é vivenciar emoções extraordinárias, somos bombardeados por questões existenciais: "Sou feliz com a vida que tenho?", "Teria sido mais feliz se tivesse...", "E se...".

Tão intenso quanto esta leitura extraordinária é a reflexão que fica implícita na leitura, no final, teremos tomado as decisões certas? Terão nossas escolhas influências ao nosso redor e de quem amamos?

Recomendo a leitura!

site: http://viajenaleitura.com.br/2017/03/semana-especial-materia-escura-resenha-materia-escura-blake-crouch.html
comentários(0)comente



jc matias 29/03/2017

!!!!!
Melhor romance envolvendo a temática dos multiversos que já li.
O livro vai encantar tanto fanáticos pela temática quanto pessoas que nunca ouviram falar nas teorias quânticas/realidades alternativas. A linguagem é acessível, direta, e as descrições dos conceitos são facilmente visualizáveis, compreensíveis.
A narrativa me lembrou muito o estilo de Dan Brown, em especial na primeira metade, onde tudo acontece freneticamente em apenas um ou dois dias.
O último terço do livro é um MINDBLOWING atrás do outro. Não consegui largar o livro até saber onde essa loucura toda ia parar.
A pergunta que não consegui responder ao final do livro, e acho que não existe sequer uma resposta para ela, é este dilema no qual o protagonista se encontrou em diversas situações: afinal, o que nos torna fundamentalmente nós mesmos? São o amontoado de matéria que compõem minha estrutura, são minhas as escolhas, são minhas experiências? Mas se em alguma dimensão ramificada desta realidade existir um Eu com uma aparência diferente, um Eu que tomou decisões totalmente distintas das que tomei até aqui e que por consequência teve experiências também distintas, nenhum dos três itens acima servem para me definir. Nenhum desses outros Eu's sou eu de fato. Ou sou? Até que ponto? O fato é que a vida que temos é a realidade a qual somos capazes de vivenciar... AI QUE COMPLEXO.
Sem mais palavras. Livro sensacional. Leiam!!!!!!!!!!!!!!!!
comentários(0)comente



27 encontrados | exibindo 1 a 15
1 | 2