Nossa Música

Nossa Música Dani Atkins




Resenhas - ////


343 encontrados | exibindo 1 a 15
1 | 2 | 3 | 4 | 5 | 6 | 7 |


Jéssica - @Febreliteraria 16/06/2017

O que você faria se o destino te colocasse frente a frente com o seu passado?
Acredite, estre livro pode acabar com o seu psicológico.

Eu nunca li nada desta autora até agora, este é meu primeiro livro, e eu já estou aplaudindo de pé por tudo o que a Atkins construiu neste livro. Sua escrita é tão maravilhosa, que você vai se sentir o tempo todo em conexão com todos os personagens. E não, você não irá odiar nenhum personagem, por mais que você queria, por mais que tudo o que você quer é que tenha um culpado para apontar o dedo, você não irá encontrar. Acredite! Eu tentei, tentei e muito odiar pelo menos um deles pela proporção do que a história tomou. porém Atkins demonstrou uma verdadeira arte ao contar uma história onde há esperança nos momentos mais sombrios.

"Nossa música" irá contar a história de duas mulheres: Ally e Charllote, ambas se encontraram na UTI do hospital em que os seus respectivos maridos estão internados. Ally é casado com Joe e tem um filho de 7 anos, Joe sofreu um acidente quando tentou salvar uma criança e um cachorro. David é casado com Charllote, que teve uma parada cardíaca. Até aqui, uma história normal, mas o que vocês não sabem meus amores, é que o destino não colocou essas duas mulheres em um mesmo hospital atoa. Motivo:

David (marido de Charllote), já foi o grande amor da vida de Ally, nos tempos de faculdade, até que Charllote entra na vida deles, e aos poucos a amizade entre David e Charllote acaba se tornando outra coisa e eles se casam. Ally sempre culpou Charllote por ter sido o pivô da separação dos dois.

O livro será intercalado entre o presente e o passado, onde podemos conhecer melhor a história dessas pessoas, a história não é uma história sobre "triangulo amoroso", mas sim uma história de segundas chances, superação e principalmente segredos que serão revelados. É uma história sobre "entender o passado" para que o presente e o futuro se tornem melhor.

"Nossa musica" mostra como um único ato de bondade pode ter um enorme efeito em tantas pessoas, e como um ato desinteressado pode mudar o curso de muitas vidas. Esta é uma história realmente muito linda. 5 estrelas é muito pouco para definir.

site: https://www.instagram.com/febreliteraria/
Thainá 27/06/2017minha estante
undefined


Adrielly.Ferrarezi 29/11/2017minha estante
Lê uma curva no tempo, dela também;


Dani.Oliveira 27/07/2019minha estante
Esse livro me deixou em frangalhos mas amei e já é o segundo da Dani que li e não me arrependo mesmo por ter chorado nos dois hahahahaha




cris.leal.12 12/05/2020

Chorei de soluçar...
No passado, na época da faculdade, Ally e David viveram um amor intenso, mas quando Charlotte passou a morar na mesma casa onde David e outros estudantes moravam, a amizade e o romance acabaram. Um dos motivos para o fim, foi a indisfarçável atração entre David e Charlotte.

Como era de se esperar, Ally saiu de cena extremamente magoada e evitando qualquer contato. A vida seguiu... David casou-se com Charlotte e Ally casou-se com o maravilhoso Joe Taylor. Oito anos depois, num golpe trágico e irônico do destino, Ally e Charlotte se reencontram em um lugar inimaginável: a sala de espera de um hospital. No CTI, Joe e David lutam pela vida.

Enquanto aguardam notícias dos maridos, elas recordam o passado. E quando antigos acontecimentos, ações e reações são expostos, acontece uma bagunça no nosso emocional, uma cutucada na nossa angústia e uma turbinada na nossa empatia.

Nossa Música surpreende e emociona tanto pela força dramática dos seus personagens, quanto pela história de amizade, amor, superação e altruísmo que apresenta. Amei!
Chelsea.Archer 12/05/2020minha estante
Amei esse livro. Fiquei desidratada de tanto chorar!


Kelly Martinez 12/05/2020minha estante
Eu também!


cris.leal.12 12/05/2020minha estante
Em mim o efeito ainda não passou. Já estou lendo outro livro, mas ainda lembro dele e ainda sinto vontade de chorar. :'(


Nanda 18/05/2020minha estante
Suas resenhas são maravilhosas. Parabéns! Dá vontade de sair lendo tudo, esse já é mais um que entrou pra minha lista hahaha :)


cris.leal.12 18/05/2020minha estante
Oi, Nanda! Obrigada por suas doces palavras. ?


Nanda 18/05/2020minha estante
??




Cindy 25/06/2017

Fiquei revoltada com o final!!!!
Nunca tinha lido nada dessa autora e, se fosse me guiar pelo que senti ao final desse livro, jamais leria nada dela novamente. Desde que terminei a leitura, há dias, estou revoltada, amargurada, triste, com uma sensação de que o mundo é uma m... e de que os maus sempre se dão bem e os bonzinhos só se f...

Não me levem a mal: o livro é muito bem escrito, a história é boa - apesar de totalmente previsível - e os personagens são convincentes, mas o que estragou tudo foi o final.

Eu já imaginava a maior parte do que aconteceu desde o início, mas esperava que a autora fosse nos brindar - depois de todo esse dramalhão - com um epílogo que apresentasse um final decente. Pelo amor de Deus! Que porcaria de final foi aquele?! Odeio quando leio um livro no qual os personagens ricos, sem caráter, que cagam na cabeça de todo mundo, se dão bem no fim e os bonzinhos, pobres e honestos se f... (ou, no máximo, ficam com um prêmio de consolação). E foi exatamente o que aconteceu nesse livro. Simplesmente revoltante!

Em relação aos personagens... Confesso que odiei a mau caráter, riquinha, mimada, fútil, egoísta e falsa da Charlotte. Ela foi uma pessoa que, desde o início, deu em cima e fez de tudo pra roubar (de forma suja e sorrateira) o namorado de outra, se esgueirou junto do cara e se insinuou o tempo todo de forma velada, se utilizando de joguinhos e forçando situações pra perturbar o relacionamento dele e comprometê-lo. E o pior foi que a autora ainda tentou justificar as pretensões da Charlotte em relação ao David narrando um episódio de anos atrás, numa estação de esqui (quem ler o livro vai entender do que estou falando) que, a meu ver, não dá embasamento pra justificar nada. Além disso, a escolha de narrar a história sob dois pontos de vista (Ally x Charlotte), ao invés de me fazer simpatizar com a Charlotte, só conseguiu colocar em evidência a futilidade, arrogância e mau-caratismo dela em contraste com as qualidades de Ally.

Não gostei do David - outro exemplar do riquinho mimado, fútil e egoísta (embora um pouco melhor do que a Charlotte). Achei que ele foi orgulhoso demais e não soube reconhecer, em dois momentos cruciais da história, que ele é quem estava errado, ainda que tivesse sido comprometido de forma involuntária nas situações por causa das artimanhas da Charlotte. Também achei que ele foi um tremendo idiota e estupidamente ingênuo ao não se dar conta das armações da Charlotte para separá-lo da Ally. Na cabeça dele, a culpa pelo fim do relacionamento deles foi da intransigência e orgulho da Ally. Na minha opinião, não foi bem assim - a culpa foi realmente da Charlotte, embora a autora tenha tentado amenizar os acontecimentos para que os leitores não a vissem como a grande vilã da história. Mas pra mim não teve jeito: Charlotte foi a grande e odiosa vilã!

O Joe é um personagem simplesmente adorável, tudo de bom - aliás bom demais pra ser verdade! Gentil, honesto, bondoso, prestativo, compreensivo e, além de tudo, um tremendo herói.

A Ally também é uma fofa. De família mais humilde, trabalhadora, estudiosa, esforçada, honesta, inteligente, bondosa - o par perfeito pro Joe. Desde o início achei que ela não tinha nada a ver com o David, que claramente não a merecia. Entretanto, pra mim ficou a impressão de que a autora foi preconceituosa quando escolheu esses casais, passando uma mensagem de que pobres e ricos não podem se misturar e muito menos se casar.

E tem ainda o Max - o amigo gay da Ally - o personagem mais divertido e gente boa do livro. Um fofo, simplesmente adorável - quisera eu ter um amigo tão dedicado e protetor quanto ele...

Só espero que a autora se redima e escreva uma continuação da história que possa aplacar a tristeza, a raiva, a revolta e a sensação de injustiça total que ela deixou nos leitores com esse final podre!
Kennia Santos | @LendoDePijamas 26/06/2017minha estante
Puta que pariu. Acho que nunca odiei tanto uma personagem igual a Charlotte. Acho que só a Tessa de After consegue ser pior. PORRA. Ainda nem terminei o livro e tô me tremendo aqui.


Dan 26/06/2017minha estante
Eu li os outros dois livros da autora publicados aqui e amei, principalmente Uma Curva no Tempo. Quando comecei a ler esse imaginei algumas coisas de forma bem diferente, e foi isso que me decepcionou mais. :(
(Spoiler)
Da forma como os eventos são narrados no início, tive a impressão de que o David tinha um amor avassalador pela Ally. E no decorrer da história eu só consegui sentir mais raiva dele. Mais até mesmo do que da Charlotte. Ela fez tudo o que pôde pra conseguir o David, e ele simplesmente foi!!!!! Os dois momentos que você se refere, são os momentos em que mais senti raiva do David. Como ele não percebeu que estava errado? Como ele deixou a Ally ir? O final da história, então... Tudo se encaminhava pra terminar desse jeito horroroso, e mesmo assim eu fiquei torcendo pra ser surpreendida e ter o David morto! KKKK Das três leituras que tive da Dani Atkins, esse foi o que eu menos gostei. Achei que o Joe foi se apagando na história, com cada vez menos informações sobre ele, o que é uma pena porque ele era adorável. A única que teve protagonismo e que presta, na minha opinião, é a Ally. Então a leitura me incomodou em muitos aspectos, visto que eu não aguentava ler as partes da Charlotte.


Cindy 26/06/2017minha estante
Kennia Santos ... Como você falou, acho que eu também nunca odiei tanto um personagem como a Charlotte. Mesmo depois de terminar o livro e até hoje, dias depois, só de pensar em tudo que ela fez me dá um ódio e uma revolta tão grandes... Aff! Não posso com livros assim que acabam me deixando doente...rs


Cindy 26/06/2017minha estante
Dan...
Concordo plenamente com você...
O que marcou mais na leitura pra mim, foi o ódio que senti pela Charlotte - foi mesmo um sofrimento ler as partes dela na história, pois era tanta futilidade, tanta inveja dela pela Ally (sem motivo nenhum), tanto egoísmo que me revoltou demais...

**********(SPOILER)******************
***************************************************************************************************************
***************************************************************************************************************
***************************************************************************************************************
Eu também tinha a mesma impressão que você - tanto pela sinopse quanto pelo início da história - de que o David amava a Ally loucamente. Depois de terminar o livro, achei que não passou de mais um riquinho mimado e fútil que se interessou por uma garota pobre, estudiosa e batalhadora só porque, a princípio, ela não deu bola pra ele. Se ele amasse tanto a Ally jamais teria ficado ao lado da Charlotte naquelas duas situações cruciais do livro. E, pra piorar, ele ainda achava que a Ally é que estava errada e não podia ter agido daquela forma (especialmente na segunda vez, no baile de formatura). E olha que acho que o que ela fez foi pouco, pelo que aconteceu.
Eu também percebi como a história ia terminar desde o início, mas fiquei torcendo para a autora mudar alguma coisa pra nos surpreender.
E, em relação ao Joe, senti falta de uma maior participação dele, de saber mais sobre ele, o que pensava, o passado dele, etc. O personagem dele realmente foi sumindo durante a narrativa, como você comentou....


Valéria 28/06/2017minha estante
Nossa, vc disse tudo que eu pensava. Adorei.
E se tiver continuacao, eu nao leio nem com a policia....so se for pra ver a separacao da Chatlotte e do David!


litta 30/06/2017minha estante
Exatamente o que eu senti quando terminei o livro. Aquela sensação horrível na boca do estômago que definitivamente os bonzinhos só se ferram. O livro é mesmo bem escrito, e é impossível não se apaixonar pelo Joe.Ele é simplesmente incrível, um homem maravilhoso e a Ally é fofa, gentil e sinceramente, merecia um final feliz depois de tudo que aconteceu.
Foi traída pela "amiga", perdeu o namorado - que diga-se de passagem foi o melhor que aconteceu a ela, já que ela encontrou o Joe - e ainda perdeu o marido que amava, um cara que era realmente um herói.
Sinceramente, merecia uma continuação para a Ally encontrar sua felicidade novamente com os filhos, porque se tem uma personagem em toda essa história que merecia isso, era ela.


Yasmin 01/07/2017minha estante
eu tenho uma visão diferente sobre o relacionamento da Ally com o David. Acho que ele realmente chegou a ama-la, mas os dois eram muito diferentes, as brigas e imaturidades de ambos foram os afastando e com isso interesse pela Charlotte crescia... A única coisa que faltou foi saber mais sobre o Joe e o romance com a Ally.


Naná 02/07/2017minha estante
é tbm acho que o final foi péssimo, o David poderia ser quem morre e a Charlotte ficaria sozinha e sem filhos ... seria perfeito!!


Eve 03/07/2017minha estante
O final está entalado ainda. : (
Eu concordo com vocês: o enredo, a escrita, a sinopse....tudo é lindo, mas esse final foi de doer.
A Ally merecia ser feliz, terminar com o Joe e com os filhos. Ela poderia perdoar o David e seguir em frente. O David se arrepender de ser tão frouxo (se bem que no fundo acho que ele sempre amará a Ally também) e a Charlotte merece ficar com o marido dividido, sem amigos e solitária.
Os outros livros livros da Dani são tristes, mas os finais sempre são lindos, o amor muda tudo e te dá esperanças, agora com esse eu fiquei na bad total.


Raianna 05/07/2017minha estante
Concordo 100%%%%%!!!!! Eu tinha certeza que esse seria o final mas tive esperança o livro todo que por algum milagre seria diferente. [muito spoiler] O Joe morrer foi a coisa MAIS INJUSTA DO MUNDO!! O único personagem que foi íntegro e maravilhoso o livro todo é o que morre. A Charlotte.... meu deus né. A autora até tentou fazer a gente simpatizar mas NÃO DÁ.Ela é uma talarica desgraçada. Assim com o David foi um otário de querer ficar com ela estando com a Ally (vide cena do Halloween), e tratar a Ally daquela forma no baile. Eu lia o que ele dizia pra ela e ficava em choque. COMO ASSIM??? E por que ele não foi atrás dela? Meu deus do céu, vai se tratar.

E a Ally, apesar de ser melhor que a Charlotte e o David, ainda era muito chatinha com o cara. Tinha que discordar em tudo, fazer toda aquela ceninha no começo do namoro de não falar nem o próprio nome ou dar o numero, e ficar enchendo o saco pq ele era rico e ela era pobre e eles eram de dois mundos tão diferentes............... só ela ligava pra isso, era um complexo de inferiodade como a Charlotte falou. E como assim ela n fala que ele ia ser pai???? O filho não é só dela, que decisão egoísta. Sorte dela que encontrou o melhor homem do mundo. QUE INJUSTIÇA!!!!


Marcelle 05/07/2017minha estante
Depois dessa sua resenha eu nem quero ler. Já não gostei da sinopse. Esse tema, de um cara entre duas amigas, não dá. Em Uma curva no tempo tem isso. Não são bem amigas, mas mesmo assim. Não gostei como a autora desenvolve os relacionamentos, e até a história. Porque eu saquei bem rápido o "mistério" do livro.


Micaelly 13/07/2017minha estante
Até queria ler, mas depois dessa resenha desisti. Já li dois livros dela e a sensação que tenho é exatamente a mesma que você: livros bem escritos, mas com finais de partir o coração. Em "Curva no tempo" fique sem palavras para descrever o final. Já a "História de nós dois", deu pelo menos um vislumbre do que seria um final com sentido para a história.


Naiara Aimee 25/07/2017minha estante
Eu vim no Skoob cheia de esperança para saber se eu tinha sido a única a não gostar da Cahrlotte insuportável (de quem eu queria pular as narrativas) e do David. Eu nunca leio a última página de um livro para não perder o interesse, mas fiz isso com esse e fiquei tão p*** que perdi totalmente a vontade de continuar rs... Só continuei mesmo, porque tenho que resenhar. Mas eu fiquei tão revoltada quanto você. A Ally é uma fofa que me ganhou desde o início e eu gostava do Joe. Esse final foi uma merda. Eu amei Uma Curva no Tempo e esperava ter amado esse livro também, mas nem toda a delicadeza na escrita da autora foi capaz de me fazer superar o fim que ela deu a única personagem que merecia algo bom!


Gisele.Regina 12/08/2017minha estante
Adoro a escrita e toda a sensibilidade de Dani Atkins, por isso fiquei muito empolgada quando vi esse livro. Mas, sinceramente, me decepcionou.
Bem, o modo com que a história foi contada, com duas personagens principais, Intercalando passado e presente das mesmas, sem uma ordem cronológica, achei muito cansativo e nada fluído. Outra coisa que me incomodou foi o fato dos capítulos serem imensos. Mas definitivamente, não senti o romance. Os personagens masculinos são quase acessórios, como se não fossem importantes na história, já que a autora não deu a devida importância a eles. O conteúdo é extremamente dramático, e acho que Dani Atkins se superou nesse livro, já que suas histórias se baseiam em acidentes. Mas quando digo superar, não foi no bom sentido. O final da história não me convenceu, o começo, que foi desvendado aos poucos, com as passagens no passado, também não. A autora certamente quis que torcessemos para um personagem para depois nos contar que a história não foi daquele jeito que imaginamos. Ela deixa muito claro durante toda a história as intenções de Charlotte, mas no final do livro, há uma brusca mudança, e então ela não é mais uma garota má. A autora matou o melhor personagem do livro e, no fim das contas, essa história apenas me mostrou como uma vida ruim pode se tornar muito pior. E no fim, todos se reunirem e dizer que eles são uma família para mim foi o fim da picada. Então, por essa série de fatores esse livro não me convenceu. A escrita da autora continua impecável, mas acho que já deu de acidentes e tantos dramas. Ao menos foi a essa conclusão que eu cheguei depois de ler esse livro.


Gisele.Regina 12/08/2017minha estante
E não foi só do final que eu não gostei. Ainda estou tentando achar o David insistente e empenhado para em conquistar Ally. Ainda procuro saber onde está todo o amor verdadeiro dele por ela, porque ele simplesmente evaporou quando Charlotte entrou em sua casa. Ally sempre esteve certa em suas suspeitas, e não achei errado o modo que ela pressionou ele, afinal, o namorado tinha que tomar uma posição, e ele se posicionou por Charlotte. Depois que soube das intenções de Charlotte, a leitura me incomodou o tempo todo. Não foi uma coisa que aconteceu, que não foi planejada, foi o contrário, ela se infiltrou na vida de David, com claras intenções de conquistá-lo, primeiro como amigo. Mas depois a autora nos mostra uma Charlotte boazinha, que se acidentou, quase Santa. Ally coitada, no fim das contas, além de dar o coração do marido tbm teve que dividir seu filho. Simplesmente ridículo... Detestei em todos os níveis....


Yasmin 20/11/2017minha estante
Velho. Eu tô tão puta com esse livro que nao sei nem o que falar.

Os filhos da puta se deram bem e os bonzinhos se foderam.

Eu já tinha lido uma curva no tempo, mas sério, essa autora é doente


Slisenna 31/05/2020minha estante
Basicamente você trasmitiu tudo! do que senti ao terminar este livro, fui ler para me distrair e acabei arrumando para cabeça, eu até gostei de David, mas o jeito ao qual a relação dele com a Ally terminou me fez querer soca-ló! acho que foi uma boa combinação de erro dos 3, e o cliché de "Não se preocupe, é apenas uma amiga" e logo depois, casados! Ally merecia ser feliz!! ela merecia um final feliz, E Charlotte ao final de tudo, com quase tudo o que queria, ainda não estava feliz, ainda se sentia insegura sobre Ally, porque no final, a mesma nunca deixou de ocupar grande parte do coração de David. Ao menos pensei que ele de alguma forma ficaria com Ally, porque após tudo que lhe aconteceu, ela ficar sozinha, foi cruel demais!




spoiler visualizar
Fabi 02/07/2020minha estante
Chorei mt nesse!


Thaís Fernandes 06/07/2020minha estante
Faço as suas minhas palavras personagem sonsa essa personagem, decepcionada que ela que no fim se deu bem, e a autora desistiu demais do amor de David e Ally, pra mim ele amava ela demais pra escolher charlotte, decepcionante, enfim quem sofreu ate o final foi Ally e Charlotte ela deixou como a santa da história ! Lixo




Laís 01/05/2020

Arrebatador
Prepare o lenço. Eu sabia que ia gostar, pois tudo que é relacionado a música me puxa de uma maneira que as vezes eu não consigo explicar.

A história é contada sob a ótica de duas personagens, e intercala momentos passados e presentes. Tem hora que dá raiva, pq vc precisa saber o que aconteceu, e a história muda de curso.

Muito bem escrito, envolvente, vc vai querer ler tudo em um só dia, muito embora eu tenha levado 3, pq precisei de tempo para digerir e me recompor, antes de continuar.

Só achei que deveria vir com um aviso que se passa num hospital. Acho que quem estiver com parente internado em uti não será capaz de levar a leitura adiante.

Não acredito que exista leitor capaz de ler sem se emocionar e arrancar algumas (no meu caso, muitas) lágrimas.
fran 01/05/2020minha estante
Ansiosa pra ler




Gabriela.Hott 29/05/2020

Perfeito!
Que história linda! Que livro lindo!
Enquanto eu lia eu não tinha a menor ideia de que rumo a história ia tomar. Realmente não sabia o que iria acontecer. Quando estava aproximando no final do livro que eu fui me tocar qual seria o desfecho. Não era o desfecho que eu queria, sabia que iria me fazer morrer de chorar (e fez, muito) mas foi lindo demais. Eu entendi porque a autora resolveu dar esse rumo para a história.
Só digo uma coisa: leiam!!!
comentários(0)comente



Duda 04/05/2020

Destruidor??
Li esse livro no formato e-book mas eu tenho certeza que vou adquiri-lo em formato físico, vamos começar já assim rsss

Então, de início o que eu mais me chamou atenção no livro foi as frases na capa do livro e da sinopse do mesmo. A história é totalmente envolvente e te deixa com um nó da garganta do início até quase o meio|final do livro, que é quando fica mais tranquilo( será que tem como ficar mais tranquilo???)

Eu me apaixonei com a escrita da autora e como ela criou uma história que não é uma que se lê em qualquer livro, não é um livro clichê. Fui procurar pela autora e simplesmente me surpreendi pelo fato de ser mais velha do que eu imaginava (não que isso seja ruim, de jeito nenhum) mas não sei o porque achava ela mais nova, talvez pelo tipo de escrita.

Senti falta de um livro como esse, apesar do final, para mim não ter sido suficiente. Às vezes não fico feliz com um final mas me conformo por ter tido um final "politicamente correto", mas nesse caso eu nem sei se foi politicamente correto, na verdade eu fiquei tipo: que???

Recomendo muito!! Tornou-se um dos meus favoritos apesar de tudo. Depois me falem sobre a experiência de vocês com o livro!
India 04/05/2020minha estante
Eu comprei esse livro na americanas,por 9,99 mas ainda não o li.


Sabrina Xavier 04/05/2020minha estante
Q bom ver uma crítica desse livro! Baixei ele de graça TB pelo kindle nessa quarentena q estão disponibilizando vários livros grátis. Amei a capa e bom saber que a estória TB é boa! Obg!!


Thatiana Rodrigues 04/05/2020minha estante
Estou louca pra ler! Conheço a escrita da autora por Uma curva no tempone adorei. Estou com Nossa Música pra ler em E-book e acho que vou demorar um pouco pra concluir, tenho outros livros pra ler antes e costumo ler livros físicos, não sei se vou conseguir me adaptar rápido ao E-book.


Sabrina Xavier 04/05/2020minha estante
Ganhei esse livro de presente, ansiosa pra ler!!


Duda 04/05/2020minha estante
Caramba, comprou por 9,99??? Então meninas, baixei o e-book na quarentena também! Mas estou doida para compra lo no físico rsss


India 04/05/2020minha estante
Pois foi 9,99 e tem um tempinho já.Depois de ler suas palavras sobre ele com certeza vou ler logo




Rachel 03/06/2020

A vida como ela é!
Já li resenhas em que as pessoas relatavam algo como: ?esse livro mais parece como o que aconteceria na vida real?, e pela primeira vez, acho que eu me identifiquei com esse sentimento em relação a um livro.
A vida não parece bem assim mesmo? Quando você acha que detém as rédeas de tudo, as coisas parecem se desenrolar de uma maneira muito misteriosa para que algumas coisas que você pretende enterrar no passado, venha à tona?
Os relacionamentos aqui, as pessoas envolvidas, os erros cometidos, me parecem muito reais, e o desfecho (que eu já imaginava qual seria) é arrebatador, a gente acha que vai estar preparado e a verdade não está. Assim como é na realidade também!
Eu desejava que no fim do fim, Ally tivesse outro final, acho que era merecido, mas a vida nem sempre é justa e ela fez com se final fosse o mais honroso de todos. Eu não teria tamanha força!
Comecei esse livro com uma leitura bem arrastada, pq depois cheguei a conclusão de que me encontrava numa ressaca literária, então demorei a engrenar nele. Mas esse livro te prende, gosto de como a história é construída e como conta passo a passo tudo o que aconteceu, e, embora muitas vezes a gente tenha vontade de saber tudo de uma vez só, a história é entremeada entre passado e presente, e pela vontade desesperadora de saber tudo o que acontece, fui curada da ressaca enquanto o lia. No entanto, acho que difícil vai ser superar o turbilhão de emoções e o tanto que chorei com ele.
Isa 03/06/2020minha estante
Nossaaaa! Deu vontade de ler!


@_debcunha 03/06/2020minha estante
Gostei da resenha. Me deu vontade de ler esse livro hehehe


Juliana.Berçot 03/06/2020minha estante
Eu gosto de ler livros impactantes. Que podem mudar a forma como eu penso sobre o mundo, sobre relacionamentos e destino. Obrigada por essa resenha. Nem sempre conseguimos ver a profundidade de uma leitora sincera.


Rachel 07/06/2020minha estante
Pena que não tem como curtir comentários! Mas agradeço o comentários de todas. Depois que escrevi, acho q não fiz jus ao livro, mas... foi o turbilhão de sentimentos que senti assim que acabei de ler. Esperto que todas vocês gostem!




Gabriel.Barros 17/03/2020

Sem palavras
" Durma bem. Bons sonhos. Vejo você quando o sol brilhar outra vez".

Nossa música é um livro com uma carga emocional extremamente forte. Se você procura um livro pra aquecer o coração, esse não é o livro, mas ele é maravilhoso. Possuindo uma leitura fluída, a história vai sendo levada de maneira lenta, sendo intercaladas entre passado e presente. A quantidade de vezes que um nó ficou entalado na garganta foram inúmeras. Quando os últimos capítulos vão se aproximando, tentar segurar as lágrimas vai ser impossível (até para as pessoas mais insensíveis, tipo eu).

Você sabe quando será o último beijo que você dará na pessoa que ama? Quando será o último abraço que dará no seu melhor amigo (a)? Quando será a última vez que ouvirá a voz da pessoa que é importante pra você? Temos valorizado esses pequenos momentos? Temos dado o nosso melhor para as pessoas ao nosso redor? Valorize.

Com toda certeza, é um dos meus favoritos de 2020. Recomendadíssimo!!!
comentários(0)comente



Juliana @jaliagoraesuavez 27/04/2020

Fazer o bem....
O primeiro livro que tinha lido da autora foi Uma curva no tempo e, na época, pensei: meu Deus! Que livro triste! Que coisa horrorosa ler uma história que acaba assim com a gente... não imagino ler algo mais triste que isso de novo!

Engano meu! Já que vem a autora com Nossa Música e me dá outro murro no peito.

Esse livro conta a história Ally e Charlotte que poderiam ter sido grandes amigas se David nunca tivesse entrado em suas vidas. Mas ele entrou e, depois de ser o primeiro grande amor (e também a primeira grande desilusão) de Ally, casou-se com Charlotte.

Até que um dia, 8 anos depois, Ally e Charlotte se encontram no hospital, tendo que lutar pela vida de seus respectivos maridos.

O livro vai sendo narrado em capítulo intercalados, pelo ponto de vista ora da Ally, ora da Charlote, ora no passado, ora no presente, para entendermos o que aconteceu com essas mulheres. Como se conheceram, como se magoaram e como chegaram até aquele momento.

Confesso que com o passar da leitura você já vai sabendo da história e sim, ela é previsível, mas ainda assim, é sensível, te emociona e passa uma linda mensagem de amor e perdão.

Chorei muuuuuitooooooo com o final do livro e fiquei pensando sobre acaso e destino... sobre as “pegadinhas” que a vida prega na gente, sobre conversas que não temos e transformam sentimentos em assuntos mal resolvidos, que ficam anos nos remoendo sem a menor necessidade, causando uma mágoa que não precisaria estar lá...

Não é um livro surpreendente, não é um livro onde você não espera o que vai acontecer, mas é um livro que mexe com os seus sentimentos, um livro real, um livro que fala sobre amor, amizade, luto, empatia, perdão e fazer o bem e, por tudo isso, ele merece ser lido e me conquistou.




site: @jaliagoraesuavez no Instagram
comentários(0)comente



luyanne 10/05/2020

amizade e perdão
Passei muito tempo olhando para a tela do meu computador, tentando, de algum jeito, colocar em palavras a experiência que vivi lendo este livro. Confesso que foi bem difícil, porque essa história ganhou meu coração de diversas maneiras, me fez sentir-se bem, ao passo que também me deixou em prantos. Havia momentos em que o chão já não existia e, meus pés, sem terem um alicerce ao qual se manterem firmes, não tinham escolha a não ser despencar em um fosso escuro. Depois, uma corda era jogada, para me tirar dali e, assim como os personagens, eu me agarrava a ela como se fosse a única forma de continuar viva. Infelizmente, nem sempre funcionava.
No decorrer das primeiras páginas eu não sabia o que esperar. Não fazia a menor ideia do que iria acontecer. Tinha muito medo de ser uma história desgastante, por se tratar de dois casais e três histórias de amor, todavia, fiquei surpresa ao perceber que todos os personagens me cativaram, nenhum deles saiu como uma figura obscura. Até hoje não entendo como isso aconteceu, é muito, muito raro (ao menos para mim) conectar-se a ambos os protagonistas de um triangulo amoroso, mas, acredite, aconteceu! E foi sensacional!
O enredo é formado em torno de duas mulheres, Ally e Charlotte. Ally é uma jovem do interior e amante da música. Charlotte, por sua vez, é uma garota que já morara em vários lugares, é amigável e insegura. A princípio as duas aparentam ser bem diferentes, mas havia uma coisa que as unia, assim como um cordão umbilical, que conecta mãe e filho durantes nove meses e, mesmo depois de cortado, ainda tem um forte poder de união, Ally e Charlotte possuíam um vínculo que nem o tempo fora capaz de destruir, ambas amavam o mesmo homem, David. No entanto, somente uma delas (Charlotte) permaneceu na vida de David, por mais que as duas habitassem o seu coração. Ally acabou se apaixonando e casando-se com outro homem, Joe, personagem que também me conquistou rapidinho. A história tem início quando as duas mulheres se reencontram quase dez anos após o acontecimento que mudou suas vidas, cada uma vendo o seu esposo lutar para continuar vivendo.
A narrativa é desenvolvida intercalando presente e passado, o que me fez ter a sensação de que nunca conheceria os personagens por completo, ao passo que já me sentia íntima de todos. Por mais que possua um final um tanto triste, esse livro carrega uma linda lição de vida. Não consigo defini-lo em quaisquer palavras que não sejam AMIZADE e PERDÃO. “Nossa Música” não é um livro sobre o amor entre homem e mulher, é mais que isso, muito mais. Desde a primeira até a última palavra, essa obra mostra a importância da amizade existente entre Ally e Charlotte, uma ligação tão intensa que nem elas mesmas sabiam que existia, mas que foi provada nos momentos mais difíceis e dolorosos que enfrentaram em suas vidas. Ainda arrisco-me ao afirmar que elas só conseguiram passar por tudo aquilo porque tinham uma a outra como apoio, como sustento e, também, porque foram capazes de perdoar as profundas mágoas construídas entre elas no passado.

ps. Querida Dani Atkins, sua escrita é fantástica, me surpreendeu muito. Acredite, você entrou para a minha lista de autoras favoritas. Ansiosa para ler outra obra sua!!!
Chaiane.Souza 18/05/2020minha estante
Me identifiquei tanto com seu comentário! Acabei de terminar e estou aos prantos ? Já leu Uma curva no tempo?


luyanne 19/05/2020minha estante
Olá! Não li, mas pretendo ler em breve. Gostei muito da escrita da autora, a forma como ela trabalha os traumas e sentimentos dos personagens, acredito que "Uma curva no tempo" deve ser tão cativante quanto esse aqui.


Chaiane.Souza 19/05/2020minha estante
Siim, é uma escrita bem trabalhada mas fluida ao mesmo tempo! Confesso que gostei mais desse do que de uma curva no tempo, mas ambos são ótimos e emocionantes




Raquel.Euphrasio 04/04/2020

Assim que comecei a ler eu sabia onde ia dar, e fiquei bem brava (pq não achei que seria possível fazer com que fosse bonito, para mim seria só triste.), mas os personagens me envolverem de um jeito que não sei explicar, de uma hora para outra eu me agarrei ao coração de cada um deles.. e assim a parte bonita apareceu tão firme quanto a tristeza.
comentários(0)comente



KaahResende 04/05/2020

Maravilhoso
Que livro é esse ?
Aquele livro que você tem que ler obrigatoriamente com uma caixa de lenço do lado! Uma história muito linda e contada de uma forma muito difícil. Leiam ! Vale muito a pena
comentários(0)comente



Andréa 06/06/2020

Maravilhoso
Sem palavras pra descrever esse livro. Ele faz a gente sentir uma montanha russa de sentimentos, faz a gente pensar na fragilidade da vida e a importância das pessoas ao nosso lado.
Até agora é minha melhor leitura do ano.
comentários(0)comente



Letty 06/06/2020

Super amei o fato de a autora não jogar simplesmente os fatos na sua mão, mas fazer com que vc ligue uma coisa a outra, adorei essa escrita. Além do final mega emocionante, que me fez derramar algumas lágrimas. A história destes 3 personagens principais vai te preender de um jeito que vc não vai querer largar
comentários(0)comente



343 encontrados | exibindo 1 a 15
1 | 2 | 3 | 4 | 5 | 6 | 7 |