A Casa do Lago

A Casa do Lago Kate Morton




Resenhas - \\\


69 encontrados | exibindo 1 a 15
1 | 2 | 3 | 4 | 5


Patricia 15/07/2017

Toda família tem seus segredos...
"Isso é o que ela faz, sabe: assassinato. Não de verdade... pelo menos, não que eu saiba. Comete todos os seus crimes no papel."

Em 2003, Alice Edevane é uma senhorinha com grande carreira como escritora de romances policiais. Mas, em 1933, ela era apenas uma garota apaixonada com um caderno em uma das mãos e uma caneta tinteiro na outra. Pelo menos foi assim, até seu irmão ter um desaparecimento repentino e nunca desvendado.

Tem uma coisa que alguns autores fazem que eu gosto muito: colocar uma parte do que seria o final da história no prólogo do livro. Isso faz com que tudo fique com ar de mistério, vamos tentando descobrir em qual parte aquela cena aleatória fará sentido. Nesse caso, o que ganhamos no prólogo é que Alice escondeu um segredo antes da família abandonar a casa após o ocorrido. Escondeu uma prova do que houve. E esperava que isso morresse com ela.

Mas agora, 70 anos após a tragédia, toda a história voltará a tona quando a detetive Sadie resolve investigar o caso. Ela vai passar as férias na casa que seu avô adquiriu recentemente e, durante uma corrida pelas redondezas, ela descobre uma propriedade abandonada. Espiando pela janela, ela quase poderia jurar que a casa ainda possui moradores, se não fosse pelo descuido e extensas camadas de poeira. Seu instinto de detetive automaticamente aguçou, fazendo-a ficar pensando no motivo dos moradores terem abandonado tudo as pressas. Quando soube do desaparecimento não resolvido de uma criança na propriedade, ela resolve investigar o caso por conta própria.

O que realmente aconteceu naquela noite? O que Alice sabe? Com capítulos alternados entre o passado da família Edevane e o presente, vamos tentando decifrar o que aconteceu.

A autora faz uso de uma narrativa bem detalhista, que no começo até foi cansativa, confesso, mas ela a usa como uma maneira de criar diversos caminhos e possibilidades com a única intenção de nos iludir e nos deixar mais confusos ainda ahuauha Mas o desenrolar foi incrível! Todas as partes que soaram triviais no começo se juntam de alguma forma, um quebra-cabeça perfeito! Nenhuma parte foi em vão, nenhuma ponta ficou solta. Maravilhoso!
comentários(0)comente



Dé... 14/07/2017

Encantador
Não tenho nenhum pingo de vergonha em confessar que escolhi ler esse livro apenas pela capa, e ela é tão linda que nem cheguei a ler a sinopse para não estragar a surpresa, claro que o nome do livro é o mesmo de um filme que amo, então com esse monte de "sugestões" me agarrei a ele e me surpreendi completamente...

É o primeiro livro que leio da autora e fiquei encantada com a forma que ela escreve, seu estilo de narrativa é mais complexo que a maioria dos autores, pois além de contar a história em vários anos diferentes, indo e voltando no tempo, ainda conta sob o ponto de vista de vários personagens da história, cada um narra partes muito importantes da história e todas juntas formam um enorme quebra cabeça onde a gente vai junto com a investigadora Sadie Sparrow juntando as pecinhas para formar o quadro geral... então esse estilo pode não agradar a todos, eu mesma tenho sérios problemas em me envolver com os personagens quando a história é bem fracionada, mas a autora é genial... criou personagens tão humanos, cheios de defeitos, que é impossível a gente não se identificar com pelo menos um deles...

A história toda envolve o desaparecimento de um bebê em 1933, filho de um nobre inglês, de uma família bastante rica e respeitada, esse é o começo do desmoronamento da família...

Em 2003, uma jovem investigadora da polícia está afastada do cargo por ter se envolvido demais no último caso em que estava trabalhando, e por isso vai passar férias forçadas com o avó na Cornualha, lá descobre a casa dos Edevane e se interessa pelo caso do desaparecimento do bebê Theo...

A partir de então, temos a história narrada por todos os personagens da família... desde quando Eleonor (a mãe) conheceu seu marido e grande amor Antony, seus primeiros dias de casados, o nascimento dos filhos... a infância das crianças na casa da família, um lugar lindo e com uma certa magia, até a noite do fatídico desaparecimento...

Muitos personagens se culpam pelo que aconteceu, imaginando que sabem o porquê do desaparecimento do menino, um daqueles segredos de família muito bem guardados e que ninguém ousa falar a respeito...

Uma coisa que chamou muito minha atenção é que a história acontece ao longo de duas grande guerras mundiais e por não termos vivido isso tão de perto na história do nosso país, sempre me fico emocionada e tocada por essas histórias de como a guerra mudou a vida das pessoas...

Os personagens desse livro também são mais maduros, eu diria que são até anti-heróis se os compararmos a diversos personagens de outros livros, pois todos tem muitas falhas, ninguém é totalmente bom ou totalmente mau, mas são muito humanos, gente como a gente que erra tentando acertar, que tira conclusões precipitadas, que foge das situações por culpa ou medo... por serem tão humanos creio que uma pessoa mais nova pode não gostar muito da história, pois ainda podem idealizar demais... mas eu os amei a todos, com exceção de Constance que é uma megera do princípio ao fim... e ainda está sendo muito difícil começar outro livro e me desapegar dos personagens...

O final é delicioso, um grande final feliz, que deixa todos os personagens bem, felizes e unidos... adorei demais...

site: http://www.leituranossa.com.br/2017/07/a-casa-do-lago-kate-morton.html
Denise 15/07/2017minha estante
Amei o livro. Ótima resenha.


cristianepf 16/07/2017minha estante
Leia todos. Essa autora é ótima. O Jardim Secreto de Eliza é meu favorito, mas todos são igualmente ótimos.


Regina 01/09/2017minha estante
Se este foi o primeiro livro dessa autora que você leu, precisa ler O Jardim Secreto de Elize. Maravilhoso!




Érika 11/09/2017

Decepcionante.
A sinopse deste livro me interessou, mas ao iniciar a leitura senti que não iria "comprar" a ideia da autora. Excesso de detalhes, descrições cansativas, personagens pouco envolventes, reviravoltas inverossímeis, uma verdadeiro novelão. Para mim foi uma leitura enfadonha, que não prendeu minha atenção em momento nenhum. Não desisti de ler porque sou teimosa, queria saber como a autora iria resolver tantas situações absurdas. O suposto suspense quanto ao desparecimento do bebê, na minha opinião, é lamentável. Resumindo: não gostei de nada e não indico.
Pryh Knuppe 01/10/2017minha estante
Tô no capítulo 5 e até agora não consegui engrenar na leitura. Ta bem cansativo msm




Coisas de Mineira 06/02/2018

Desde que ouvi sobre o livro 'A Casa do Lago' (no último encontro do #ClubedoLivroBH) me interessei por ele e tive uma grande vontade de ler. A promessa de uma obra cheia de mistério, suspense, com um final surpreendente me conquistou e me encheu de expectativas. Após ter lido, posso dizer que a autora conseguiu me agradar e desagradar ao mesmo tempo. Quer saber por quê? Escrevi um pouco do que achei nesta resenha... Espero que gostem!

Começamos a leitura em 1933 e já nos capítulos seguintes vamos para o ano de 2003. A alternância entre passado e presente é uma constante na obra. No passado temos a família Edevane formada por um casal com quatro filhos, vivendo numa encantadora casa a beira de um lago. Nos dias atuais encontramos a detetive Sadie Sparrow, uma mulher cheia de problemas que vamos entendendo aos poucos. Em certo momento passado e presente irão se encontrar, graças a um desaparecimento ocorrido 70 anos atrás.

Devido a problemas no trabalho, Sadie e forcada a se afastar de suas funções e acaba indo passar uns dias na casa do avô. Um dia, ao sair para correr pelas redondezas, ela se depara com Loeanneth, a casa abandonada da família Edevane. Todo o cenário misterioso e a atmosfera de suspense daquele lugar despertam nela grande interesse e curiosidade. Por que alguém abandonaria um lugar como aquele? Pesquisando ela descobre que o bebê da família desapareceu, aparentemente sem deixar pistas.

Indo cada vez mais fundo em suas pesquisas, a detetive chega ate Alice Edevane, uma das filhas do casal, que se tornou uma famosa escritora de romances policiais. Alice demonstra resistência em remexer no triste passado... Será apenas tristeza ou haverá também algum tipo de culpa? Enquanto Sadie investiga o caso, vamos conhecendo melhor a personagem e determinadas questões profissionais e pessoais que a afligem. Por outro lado, através de Alice, lembranças e cartas, vamos descobrindo mais e mais sobre a família Edevane.

Tanto Alice, quanto Sadie são personagens interessantíssimas e há muito sobre a vida delas para ser descoberto por nos leitores. Apesar das duas estarem em evidência, os fatos não se prendem somente a elas, de forma que ao longo da leitura vamos conhecendo também outros personagens. A narrativa em terceira pessoa nos permite mergulhar na vida de cada um deles e conhecê-los bem a fundo, com suas qualidades e defeitos. Gostei da criatividade e da capacidade da autora juntar tudo isso, mas...

São muitos personagens e muita história dentro de um único livro. Acho que é nesse ponto que a obra começa a me desagradar um pouco. A trama e boa, interessante e bem amarrada, mas a forma extremamente minuciosa como foi elaborada me cansou. Sei que há leitores que amam um texto assim cheio de detalhes e minúcias, mas, impaciente que sou, senti falta de um pouco mais de objetividade. Acabei demorando demais na leitura e essa demora me deixou agoniada e mesmo tentando não consegui ler mais rápido.

"... A verdade ainda importa. Pense nas pessoas deixadas para trás. Elas também sofreram.
Merecem saber o que realmente aconteceu" pag. 353

Resumidamente a trama gira em torno do desaparecimento. Um caso arquivado sem solução que intriga a detetive Sadie e me intrigou também. Terá sido um sequestro? Um crime encoberto? Só lendo para descobrir. Fui convencida pelo interesse de Sadie em encontrar a verdade e mesmo achando o livro cansativo não pude abandoná-lo sem saber qual seria seu final. Mas vou avisando: a trama é um quebra-cabeça traiçoeiro em que nem tudo é o que parece e com isso vamos nos surpreendendo.

Há tanta coisa nas páginas que seria impossível mencionar tudo nesta resenha, mas antes de me despedir gostaria de contar que foi muito legal encontrar uma personagem escritora que me mostrou um pouco do seu processo de criação. Também gostei do conto fictício estrelado por uma das personagens... Outro ponto que quero mencionar é o fato de termos em alguns momentos do passado a Primeira Guerra Mundial como pano de fundo... Em fim... É muita história dentro da história e se um texto assim lhe agrada este livro é pra você! Dramas familiares, mistério, investigação. Se identifica com um livro assim? Beijo da Nat.

Por: Nathalia Reis
Site: http://www.coisasdemineira.com/2017/08/resenha-casa-do-lago-kate-morton.html
comentários(0)comente



Gabriel Barros (Adoramos Ler) 06/08/2017

Detalhamento abusivo.
📖 A família Edevane está preparada para a grande festa de solstício, em 1933. Alice, protagonista da obra, irmã de Theo e uma escritora promitente, criou um final para seu primeiro livro.
Mas, o que era para ser uma festa de sucesso, acaba sendo uma noite catastrófica e os leva a deixar a mansão para sempre.
⠀⠀ ⠀⠀ ⠀
📖 Após setenta anos, a detetive Sadie Sparrow vai para a casa de seu avô na Cornualha. Em um certo dia, juntamente com seus fiéis cães, ela encontra uma casa abandonada e, consequentemente, descobre a história que se passou por lá. Decidida a desvendar o mistério, Sadie consegue informações preciosas que vai ajudá-la a desvendar o enigma.
⠀⠀ ⠀⠀ ⠀
🕵 Esse livro tinha tudo para me agradar: personagens cativantes, história bem elaborada e mistério. Mas não foi exatamente isso que aconteceu!
O abuso de detalhes transformou o que era para ser uma leitura maravilhosa em cansativa. Tudo que se passa na obra é muito detalhado, o que me fez tirar o foco enquanto lia.
⠀⠀ ⠀⠀ ⠀
🕵 No decorrer do livro, tive vários pensamentos sobre o que poderia acontecer no final. Mas fui surpreendido pelo que nem se passava pela minha mente. Várias reviravoltas acontecem, o que é capaz de deixar o leitor preso, mas nada é perfeito.
⠀⠀ ⠀⠀ ⠀
🕵 Quem gosta de novelas, vai amar. É uma história que envolve segredos, suspense, família, traição, drama e um foco narrativo específico. Infelizmente, pra mim não foi uma das melhores leituras.
comentários(0)comente



Nay 12/05/2018

Abertura de caminho
Esse livro foi aquele que abriu o caminho pra eu conhecer a autora e suas historias.
A Casa do lago é uma boa leitura mas é necessario um pouco de paciência pois a primeira metade do livro é um pouco arrastada ; temos varias personagens e autora nao deixa nenhum sem sua participacao.
Bom livro mas o final me decepcionou um pouco. O desenrolar do mistério foi muito bom mas a escolha final acabou fantasiosa demais e um pouco fraca pra que nao tenham feito essa ligação
antes sendo que eram muitas coincidências. Por isso nao dou 5 estrlas. Os livros que ja li da Kate tem um padrão mas sao bons. So nao leiam um seguido pelo outro pois sao similares demais na estrutura.
comentários(0)comente



Dirlene_Tavares 22/07/2017

Uma história apaixonante!
Um dos melhores livros que li esse ano, a autora escreve de uma forma magnífica, e nos conta a história dos Edevane, uma família que começou com um casamento por amor, um casamento feliz, uma família feliz. Ao longo dos anos tentam manter essa felicidade, mas depois dos anos de separação e guerra tudo fica mais difícil.
Uma história com tudo que tem direito, traição, segredos, mistérios. Enfim a autora vai nos levando, através das páginas, a conhecer a intimidade dessa família, e revelações surpreendentes revelam os erros e os acertos de cada personagem.
Um mistério a ser desvendado, o que aconteceu com o bebê Edevane? A cada capítulo somos enganados por falsas pistas, quanto mais fundo entramos na vida dessa família, mais misterioso fica esse desaparecimento.
Uma história de amor, de mistério, de paixões, de amizade. Um final surpreendente e maravilhoso.
O livro é grande mas apaixonante.
comentários(0)comente



Naná 14/08/2017

Esplêndido
"TANTAS PEÇAS DE UM QUEBRA - CABEÇA E TODO MUNDO SEGURANDO FRAGMENTOS DIFERENTES."

Na minha opinião uma das coisas, se não a mais atraente no ser humano é a inteligência, e para escrever um livro como esse tem que ser muito inteligente, e não digo isso nem pelo desfecho e sim por fazer o leitor supor e "enxergar" nas estrelinhas coisas que não foram ditas, acreditar em teorias não fundamentadas, porque muitas vezes nem tudo é como parece, e a verdade vai além...
comentários(0)comente



Flávia 11/08/2017

Uma criança desaparecida - Uma casa abandonada - Um mistério não resolvido.

Vivendo na Casa do Lago da família em Cornualha,Alice Edevane é uma jovem brilhante, inocente e precocemente talentosa de dezesseis anos que ama escrever . Mas os mistérios que ela anda escrevendo não eram nada, comparado com o que sua família está prestes a enfrentar .


Depois de uma linda festa que levou centenas de convidados para a propriedade dos Edevanes,eles descobrem que seu filho mais novo, Theo de onze meses, desapareceu sem deixar rastros. O que se segue é uma tragédia que destrói a família de maneiras que nunca imaginaram.
Décadas depois, Sadie Sparrow um jovem detetive da polícia de Londres, que esta na casa do avô em Cornualha,se depara com uma imensa propriedade antiga no meio do bosque ,após uma corrida matinal .Claramente abandonada há muito tempo,a casa é tão completamente esquecida como o jardim e o lago que a rodeia.

" Era difícil dizer o que lhe dava tanta certeza,mas,quando se virou para sair ...ela soube,com aquele frio na barriga - que algo terrível acontecera naquela casa."

Sadie que está em licença forçada por causa de um caso envolvendo uma criança abandonada e mãe desaparecida, se aventura em pesquisar sobre o desaparecimento de Theo Edevane. Sua pesquisa leva a Alice Edevane,que agora vive em Londres, a irmã mais velha de Theo que uma aclamada escritora de livros policiais,desfruta até então de uma longa e bem sucedida carreira, ao logo de seus 86 anos .

Mas será que Alice iria querer que os segredos da família ressuscitassem após setenta anos?

Em a Casa do Lago há duas histórias funcionando paralelamente, que se entrelaçam à medida que o livro vai progredindo .Com uma habilidosa narrativa de períodos de tempo e linhas de enredo ,revela uma história temperamental e misteriosa .Com um elenco rico de personagens e mesmo aqueles que desempenham um papel relativamente pequeno são pessoas reais e credíveis. E o enredo torna essa história extremamente atraente.

As referências que Kete Morton fez há Sherlock Holmes e Agatha Christie ao longo do livro não passa despercebido ,um detalhe bem apropriado tendo em vista que a personagem Alice que é autora de livros policiais não poderia deixar de ser fã de ambos. Simplesmente maravilhoso adorei .

Este livro irá transporta-ló para o campo da Cornualha,Kate Morton sabe como contar uma história detalhada. Há uma série de tópicos diferentes como mistérios e segredos enterrados ,temas familiares, abandono, separação mãe-filho, relacionamentos, passados ​​obscuros, transtorno de estresse pós-traumático e culpa.

" A única coisa com que se pode contar é que não se pode contar com ninguém . "

Um mistério agradável e bem desenhado o resultado é uma leitura completamente absorvente e dinâmica que é difícil de larga .


site: http://myronbolitarloversbr.blogspot.com.br/2017/07/resenha-casa-do-lago-kate-morton.html?m=0
comentários(0)comente



Além das Páginas 18/04/2018

Esse é um daqueles livros que tudo se encaixa, que concluímos ser "a leitura" e a capa nova deu um "Q" digno a obra!
Bom, nele iremos conhecer Sadie que é detetive muito bem vista até que tudo cai por terra; devido ao seu envolvimento excessivo (talvez) com o caso ela foi afastada até que tudo pudesse ser esclarecido. Com isso, ela decide ir para a Cornualha onde pratica corridas no bosque, mas se depara com segredos escondidos por muitas gerações gritando para serem descobertos.
Com seu ar investigativo aguçado ela encontra uma casa abandonada e descobre que a anos atrás, talvez setenta, se não me engano um bebê desapareceu e isso jamais foi solucionado. Quem, como, qual motivo, se esse bebê está vivo ou morto? Mistério. E aí ela não consegue parar, cavando cada vez mais fundo nessa história ela se depara com Alice de oitenta e seis anos e irmã do bebê desaparecido. Alice é uma grande escritora, do meu gênero favorito (um dos gêneros ok! ok!) - Ela escreve romances policiais e seguiu sua vida aparentemente.
O bebê desaparecido não deixou rastros aparentemente, era um menino, o desaparecimento ocorre em 1933, quando Theo tinha apenas dois anos de idade, deixando Eleanor e Antony aparentemente devastados e aí nossa história visita o passado e retorna ao presente, intercalando momentos necessários para que possamos compreender tudo.
No passado quando ocorre o desaparecimento do bebê, Alice e sua família deixam a residência e nunca mais olham para trás e óbvio que Alice sabe muito, afinal as famílias guardam segredos. E ao mesmo tempo em que temos uma Sadie obcecada em descobrir o que aconteceu, temos uma Alice determinada a deixar o passado exatamente onde está - no passado.
A história tem uma narrativa fluída e impactante, nos trazendo uma complexidade sobre um enredo teoricamente batido, mas que com a pitada certa se transformou em um grande livro. O que aconteceu é a pergunta que não saiu da minha cabeça e em diversos momentos suspeita-se de uma coisa aqui outra acolá, mas nada é tão simples ou talvez até seja.
Cada personagem trazido à trama é completamente real, bem caracterizado, dotado de personalidades distantes e marcantes.
Uma história para ser lida e relida!

@karinicouto
comentários(0)comente



Fernanda 06/11/2017

Resenha: A casa do lago
Resenha no blog:

http://www.segredosemlivros.com/2017/11/resenha-casa-do-lago-kate-morton.html

site: http://www.segredosemlivros.com/2017/11/resenha-casa-do-lago-kate-morton.html
comentários(0)comente



Diane Ramos 28/07/2017

A CASA DO LAGO ( Kate Morton )
Sabe aquele tipo de livro que te faz ler bem devagar só para aproveitar por mais tempo a leitura? Então, A Casa do Lago é exatamente esse tipo de livro, decidi o ler mais devagar, pois, me encantei com tudo que a autora criou e não queria simplesmente devorar o livro e finalizar a leitura em um ou dois dias, me apeguei aos personagens, me envolvi no mistério e temo que uma ressaca literária esteja por vir... Toda esse envolvimento com a história acabou atrasando minhas leituras, mas, diante de tanta adoração por A Casa do Lago, digo que valeu a pena!
O livro gira em torno de um mistério ocorrido na casa da tradicional família Edevane durante uma famosa festa do solstício, em 1933. Em meio a preparativos para a grande festa, conhecemos Alice, uma jovem e promissora escritora que tem ainda mais motivos para comemorar: ela não só criou um desfecho surpreendente para seu primeiro livro como está secretamente apaixonada. Porém, à meia noite, enquanto os fogos de artifício iluminam o céu, os Edevanes sofrem uma perda devastadora que os leva a deixar a mansão, adorada por todos, para sempre.
Setenta anos depois, após um caso problemático, a detetive Sadie Sparrow é obrigada a tirar uma licença e se retira para o chalé do avô na Cornualha. Certo dia, durante sua habitual corrida, ela se depara com uma casa abandonada rodeada por um bosque e descobre a história de um bebê que desapareceu sem deixar rastros. Logo, seu lado profissional fala mais alto e, aproveitando a licença, decide investigar mais a fundo esse caso que até nos dias atuais não foi solucionado.
A investigação fará com que seu caminho se encontre com o de uma famosa escritora policial. Já uma senhora, Alice Edevane trama a vida de forma tão perfeita quanto seus livros, até que a detetive surge para fazer perguntas sobre o seu passado, procurando desencavar uma complexa rede de segredos de que Alice sempre tentou fugir.

A Casa do lago é narrada em terceira pessoa pelo ponto de vista de vários personagens, mas, principalmente por Alice, Sadie e Eleanor, o que traz uma dinâmica muito interessante ao longo da narrativa, pois, vemos os fatos irem e virem, enquanto, nos dias atuais, uma grande busca é feita por informações do passado. Porém, Kate Morton não entrega todas as informações para o leitor de uma só vez, tudo é apresentado aos poucos e, desta forma, cada vez que uma pista é lançada, mais perguntas são abertas e mais pessoas são incluídos na lista de suspeitos do desaparecimento do bebê Edevane.
Confesso que já fazia muito tempo que não lia algo tão imprevisível assim, e fiquei boquiaberta com a capacidade da autora de formular um mistério tão complexo e tão surpreendente. O livro é repleto de reviravoltas que te faz suspeitar de tudo e de todos e Kate Morton tramou tudo com maestria e deu um final muito satisfatório, onde todos acontecimentos e decisões fizeram sentido e que ao longo da narrativa estava cheio de pistas para esse final, mas, que nem em duzentos anos seria capaz de descobrir tamanha ousadia da autora.
Os personagens são maravilhosamente bem construídos e o que mais me chamou a atenção foi que todos eles, sem exceção, são imperfeitos, cheios de defeitos. Em A Casa do Lago, você não irá encontrar donzelas em apuros ou cavalheiros inclinados a atitudes heróicas, e justamente isso faz deles personagens especiais, reais e ganham com facilidade o carinho dos leitores, pois, eles são humanos e cometem erros, igual a qualquer um de nós. Essa característica foi o principal fator que me fez favoritá-lo no Skoob, pois, durante a leitura eu sofri, me diverti, refleti e tive meus pensamentos mais obscuros junto com todos os Edevanes, Munro e Sparrow... Me apeguei demais à eles e sinto que eles ficarão em minha mente por muito tempo.
Enfim, não vou me alongar demais senão acabo dando spoiler por aqui, mas, resumidamente posso dizer que A Casa do Lago é uma história surpreendente, imprevisível, profunda e que tenho certeza que é capaz de agradar qualquer leitor. Recomendo de olhos fechados pra vocês!

site: http://coisasdediane.blogspot.com.br/
comentários(0)comente



Clenia 10/05/2019

Surpreendente
Uma história que me prendeu muito.

Lembrei-me muito de livros da Agatha Christie. Quando a gente acha que a direção é uma, vem uma nova informação que te joga para outro lado.

Não achei nada previsível. A história tocou em assuntos muito interessantes e profundos. Guerra, família, amor, relação mãe/filho(a), amizades, promessas.

Deliciei-me com a leitura.
comentários(0)comente



spoiler visualizar
comentários(0)comente



Jéssica - @Febreliteraria 03/07/2017

Resenha: A casa do Lago
Quando eu escolhi este livro para ler, eu não esperava muita coisa dele, eu escolhi pela capa, a capa me chamou muito a atenção. Na verdade eu até achava que era um romance de época, mas não é viu? Hahaha . Como sempre, me surpreendi com tudo o que a Kate Morton nos proporciona neste livro. Eu estou completamente encantada pela escrita, por toda a estrutura do livro.

"A casa do lago" é um suspense que irá nos contar um pouco sobre a família Edevane. E a história passa pelas perspectivas de pessoas diferentes, através de diferentes períodos de tempo. Parece confuso falando assim, mas acredite: você não irá ficar confuso, você irá enxergar as coisas com todos os detalhes extras.

Este mistério familiar começa em 1933, onde iremos conhecer a jovem Alice Edevane, ela é uma jovem sonhadora, que ama escrever. Alice mora com seus pais: Eleanor e Anthony, suas irmãs e seu irmãozinho Theo. Em 1933 durante a tão esperada festa do solstício, seu irmãozinho que tem apenas 11 meses desaparece misteriosamente. Um caso jamais solucionado. ⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀

Em 2003, iremos conhecer Sadie, uma jovem investigadora que mora com a sua avó na Cornualha, enquanto se dedicava a jardinagem, depois de um caso particularmente difícil, ela acaba tropeçando na casa do lago, a casa que também é conhecida pelo nome de "Loeanneth". Sadie começa a investigar este mistério jamais solucionado para ocupar sua mente e acaba obcecada por este caso.

Seu caminho, em seguida, se cruza com o da Alice, agora uma escritora de sucesso, os segredos da família que foram mantidos em segredos por setenta anos serão descobertos e assim, iremos descobrir a verdade sobre o desaparecimento de Theo. ⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀
Amei ver como tudo se conecta no final, sem deixar nenhuma dúvida. Eu realmente amei este livro, e espero muito ler mais livros desta autora.
⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀

site: https://www.instagram.com/febreliteraria/
comentários(0)comente



69 encontrados | exibindo 1 a 15
1 | 2 | 3 | 4 | 5