Pablo Escobar Em Flagrante

Pablo Escobar Em Flagrante Juan Pablo Escobar




Resenhas - /////


6 encontrados | exibindo 1 a 6


Guibauer 29/04/2020

A História por quem viveu
Nesse segundo livro Juan Pablo Escobar mantem o mesmo estilo e forma, que usou no primeiro livro, de mostrar os dois lados de Pablo Escobar, o pai carinhoso e o criminoso violento e obcecado por poder. São novas histórias ou novas versões de histórias conhecidas que Juan Pablo descobriu em novas pesquisas e conversas com pessoas que participaram dessas situações e que surgiram após a publicação do primeiro livro. Acho muito interessante que, mesmo em situações que ele descobriu não terem envolvimento de seu pai ou que o envolvimento foi muito menor do que noticiado ou acusado, ele não tenta dizer que o pai é inocente, que nunca cometeu nenhum ato condenável e que é tudo armado contra ele.
comentários(0)comente



Bruno.Ariel 02/03/2020

Achei verídico
Em tempos de fale news e palavras de perdão jogadas ao vento, vejo nesse livro , tal como no livro anterior do autor, Pablo Escobar, meu pai; um compromisso com a verdade.

Ao ler o livro, me vejo na pele do autor pensando nas atrocidades cometidas pelo progenitor que recaíram sobre sua vida por um erro moral da sociedade.

Em tempo: me corrijo ao dizer na resenha do livro anterior que os relatos eram fiéis a série do Netflix. Tive que reassistir e constatar esse erro meu. Posso dizer que a série deu um fundo para os verídicos acontecimentos.
comentários(0)comente



Maicon 16/06/2019

Excelente leitura
Livro contado pelo filho de Pablo Escobar, mostrando diversas passagens da vida de seu pai, até então desconhecidas do público, uma história pra não se repetir.
comentários(0)comente



Rodrigo 03/10/2017

O livro é bom, trata-se da continuação do anterior, sobre histórias desconhecidas do público através de pesquisas e entrevistas feitas pelo próprio autor.

Em alguns momentos a leitura é confusa devido a profusão de nomes, apelidos e lugares que o autor coloca no livro sem o mínimo cuidado. Um bom exemplo, no capítulo 3 que conta o caso sobre o sumiço da espada de Bolívar. Mas no geral, como dito anteriormente o livro é bom.
Aurelio.Nunes 13/11/2019minha estante
Ola sou novato aqui no Skoob e bom mesmo o livro .. ?




Leandro.Ramalho 06/07/2017

Fascinante!!!
Não consigo descrever como um novo livro, me parece mais páginas que faltaram no primeiro livro. O que me chama mais a atenção é o desabafo a redenção de uma pessoa que sofre com ações de um pai que fez muito mal para humanidade.
Não consigo imaginar a dor que essa família passou por todos esses anos.
O final do livro foi emocionante , mostrando que todos podem ter uma segunda chance se assim quiser e que o perdão, não perdeu a forca.
Sobre os capítulos não vou falar, leiam!rs

Simplismente fascinante!!
comentários(0)comente



Raffafust 02/05/2017

Sempre há história para se contar sobre o traficante mais famoso do mundo, e por mais que seus filhos tenham tentado fugir do passado, pelo menos Juan Pablo o mais velho parece lutar para ter contato com os algozes de seu pai, as vítimas e agora escreveu seu segundo livro sobre o pai.
Parece surreal para quem sabe que ele tentava se esconder de seu verdadeiro nome, mas não fica bem claro que a grana que ganhou com as edições ou a curiosidade falaram mais alto. Para nós, leitores que assim como eu sempre querem ler mais sobre El Patrón é um prato cheio, Juan Pablo começa falando sobre Barry Seal, piloto que trabalhou para seu pai e que foi assassinado, também conta o como se aproximou do filho dele para que ambos deixassem para trás as dores do passado, mais uma vez Juan avisa que o monstro que se seu pai se transformava com os inimigos era o oposto do homem zeloso, pai exemplar e marido carinhoso, apesar de ter amantes. Respeitava a família e ensinou cedo o filho que se quisesse usar drogas usaria a vendida por ele por ser a melhor do mercado.
Ser filho do maior traficante do mundo é como uma tatuagem que ele e a irmã aprendereram a carregar. O visto negado pelos Estados Unidos quando quiseram fugir é um grande trauma até hoje.
Há um, capítulo falando somente sobre Quijada, tesoureiro de seu pai, para quem não conhece a históruia vale lembrar que ele enterrava seu dinheiro nas terras para que não fossem provas contra si nos bancos. O homem que controlava a grana de Escobar, mas para nossa surpresa nem ele nem a família ficaram com algo desse valor, por causa de inúmeros erros narrados no capítulo e por querer ter demais, o dinheiro foi confiscado e nem mesmo a imensa mansão sobrou como herança para os fillhos e a esposa.
No capítulo sobre as narcoséries, claro que o sucesso Narcos com nosso Wagner Moura é citada, e ali sentimos toda a indignação dele porque a Netflix não aceitou comprar a versão da família, mas sim a de um agente do DEA que nunca conheceu o pai dele de verdade. Sendo assim ele faz todas as comparações entre o que é mostrado nas 2 temporadas e o que é de fato verdade. Chama a atenção seu tio nunca ter sido traficante mas sim de acordo com ele um homem honesto que nunca se envolveu com seu pai. Outra questões são levantadas baseadas na postagem de seu Facebook quando sua página bombou com a publicação explicando a verdade por trás do sucesso da Netflix.
Terminei o livro em poucos dias, e nem sei dizer se gostei mais desse ou do anterior.

site: http://www.meninaquecompravalivros.com.br/2017/05/resenha-pablo-escobar-em-flagrante.html
comentários(0)comente



6 encontrados | exibindo 1 a 6