Nossas Horas Felizes

Nossas Horas Felizes Gong Ji-Young




Resenhas - Nossas Horas Felizes


39 encontrados | exibindo 1 a 16
1 | 2 | 3


esther_leitoraporamor 01/11/2021

nossas horas felizes
Esse história se passa na Coréia. Yujeong é uma mulher de 30 anos que estava no hospital se recuperando de sua terceira tentativa de suicídio. Revoltada com tudo, ela aceita um pedido de sua tia que era freira em acompanhá-la em um trabalho voluntário, visitando presos no corredor da morte.

Ela conhece Yunsu, um condenado a morte, achando que se tratava de um ser sem salvação, ela começa a desprezar o homem, mal sabendo que suas vidas eram tão parecidas".

site: https://www.instagram.com/p/CULaMeOL8G4/?utm_source=ig_web_copy_link
comentários(0)comente



Luanna |@lualivro 25/10/2021

É livro com escrita e narrativa bem viciante. Li o livro achando que ia ser uma coisa mais foi outra, mas mesmo assim gostei porque foi uma história bem diferente que li.
comentários(0)comente



cris.leal 18/10/2021

Traz lições a serem aprendidas...
Quando a história começa, a jovem sul-coreana Yujeong, professora universitária, rica e ex-cantora pop, está se recuperando da terceira tentativa de suicídio. Num esforço para fazê-la voltar a sentir amor pela vida, sua tia, que é freira, propõe que ela a acompanhe em suas visitas caridosas a presos no corredor da morte. E é no Centro de Detenção de Seul, um lugar habitado pela dor e pela escuridão, que Yujeong conhece o condenado Yunsu e uma amizade, aparentemente improvável, surge entre eles.

A história se alterna entre a perspectiva de Yujeong e as anotações escritas por Yunsu na prisão. Através do diário, conhecemos a vida miserável de Yunsu. Fato que não anula a gravidade das suas ações, mas ajuda a entender o seu comportamento criminoso. A identificação de Yujeong com ele vem do fato dos dois buscarem a morte. Ele, por não se achar digno de viver devido a violência que vivenciou e praticou. Ela, por causa de uma violência que sofreu aos 15 anos e que encheu seus dias de tristeza, desde então. Ao encarar a escuridão profunda de Yunsu, Yujeong se vê diante de um espelho. Os dois estão quebrados e vazios, e precisam encontrar a paz. Precisam perdoar, não pelos outros, mas para o bem deles próprios.

Como pano de fundo, há uma doutrinação religiosa explícita, que pode incomodar um pouquinho, mas no geral, é uma bela história de fraternidade e amor. Além disso, apresenta oportunos argumentos que estimulam discussões sobre a eficiência da pena de morte. Vale a pena conferir. ?
comentários(0)comente



SalmaC 07/08/2021

ainda há humanidade nos presídios?
Que livro lindo e tocante! Quando acabei de ler, totalmente em prantos, lembrei da musica "dear my friend" do agust d e comecei a chorar mais ainda... Esse livro mexeu tanto comigo que se tornou um favorito! Me levou muito a pensar sobre os presos, muitas vezes temos uma visão fria e desumana em relação a detentos que acabamos esquecendo que, assim como nós, ainda são pessoas... e claro, que eles não estão lá sem motivo, mas, assim como todos, carecem de amor e perdão. Esse livro tem uma visão tão humana em relação a pena de morte que eu me pergunto como pessoas que se dizem cristãs podem apoiar uma execução... O livro traz tantas mensagens, ensinamentos, mostrando o quanto existe pessoas hipócritas e o quanto existe pessoas dignas de perdão. Essa leitura me rendeu muitas lagrimas, ensinamentos, amor e empatia! Também ajudou a crescer minha vontade de adotar no futuro, pois eu via (desesperada), a situação que o Yunsu e Eunsu se encontravam quando crianças e eu só queria protege-los de toda maldade, tive uma sensação de impotencia, e lembrei que por mais que "eu não pudesse ajudá-los" muitas crianças aqui no mundo real estão passando por coisas horríveis, e muitas vezes fechamos os olhos para elas...
a escrita é incrível, os personagens bem construídos, e uma mensagem/história arrebatadoras.
Uma das (muitas) situaçoes que me marcou nesse livro foi quando a protagonista questiona a tia Mônica sobre ela não pesquisar os antecedentes criminais antes de ir lá conversar com os presos, e ela responde algo do tipo "antes de voce começar uma conversa com outra pessoa que voce acabou de conhecer, voce pergunta quais são os erros que ela cometeu durante a vida?"... Importante ressaltar: não é um livro que romantiza a cadeia ou os presos, mas traz humanidade! Além de fazer algumas criticas necessárias, exemplo, a falta de direitos humanos nos presídios, como é difícil a reintegração social de um preso (o que se assemelha muito com a nossa realidade aqui no Brasil)
Alias, aprovetei o engate do livro pra pesquisar sobre a setença de morte, e pelo que eu vi "a pena de morte é uma pena legal na Coreia do Sul, possui um status ambíguo, nunca tendo sido abolida, mas não sendo aplicada desde 1997. A partir de 2017, existem pelo menos 300 pessoas na Coreia do Sul no corredor da morte..." Enfim, é um livro emocionante em todos os sentidos, recomendo muito!
comentários(0)comente



Emy 24/07/2021

Triste e bem escrito
O livro é bem escrito e super fluído, só não li mais rápido pelo tema ser bem pesado. Em várias partes da leitura eu me pegava como se estivesse com um bolo na garganta, a escrita é feita de uma forma sem máscaras, e eu comecei esse livro sem tantas expectativas mas ele realmemte me surpreende e eu chorei bastante.
Ste (@stebookaholic) 24/07/2021minha estante
Eu amo esse livro!


Emy 24/07/2021minha estante
Eu ameeeeei, merece 5 estrelas ?




Paula 09/07/2021

Uma tristeza reflexiva
Nossas horas felizes, conta a história de dois personagens que acabam por de entrelaçarem, 3 tentativas de suicídio de um e uma condenação a morte do outro.
Em meio a diversos assuntos complexos e diversos gatilhos, somos levados a questionar nossa forma de levar a vida. O quão julgadores somos? O quão nos colocamos no papel de vítima por situações criadas em nossa própria cabeça?
Uma história sobre amor, fé, arrependimento e perdão, você não é o mesmo após terminar este livro. Uma leitura que requer cuidado, antes de ler, observe se o seu estado emocional está ok e se nenhum dos gatinhos presentes irá lhe fazer mal.
comentários(0)comente



@agathanogs 04/07/2021

Uau, que livro!
Nunca tinha lido nenhum livro sobre esse assunto e fiquei tão pensativa que agora não estou conseguindo nem organizar tudo direito para escrever aqui. Apenas leiam! Aborda sobre pena de morte
comentários(0)comente



Simone MK 28/06/2021

O livro discorre principalmente sobre pena de morte, religião, e outros temas fortes e importantes que não vou citar aqui para não soltar spoiler!

Demorei um pouco para terminar, mas não porque o livro não seja bom, muito pelo contrário, que livro tocante e emocionante! Li devagar, refletindo sobre cada personagem, suas vidas destroçadas, amadurecimento e crescimento pessoal. Nos induz a muitas reflexões.

Deixou marcas profundas. Valeu cada lágrima que derramei. Vai permanecer em minha memória por um longo tempo!
comentários(0)comente



Com amor, Corvoraz... 16/05/2021

SE VOCÊ AMA LEITURAS QUE DESTROEM SEU PSICÓLOGICO....
....TE MARCAM, E EMOCIONAM POUCO A POUCO, ESSE LIVRO É FEITO PRA VOCÊ!
A narrativa acompanha vidas sofridas, assuntos delicados e cruéis, e a injustiça.
Nada é por acaso, esse livro me arrancou lágrimas de pena e de espanto, a vida de Yunsu é retratada de forma realista e avassaladora, me fazendo praticamente desistir da raça humana kkk
O irmãozinho de Yunsu então....SE AQUELA PESSOA NÃO ERA O CÚMULO DA BONDADE E LEALDADE, TUDO ESTÁ ERRADO!

PS: Mas se você for sensível a temas como estupro, abuso familiar, depressão, suicídio, preconceito e a constante violência, é melhor não ler...
comentários(0)comente



Dflower 14/05/2021

É VC QUEM ESTÁ CHORANDO!!
Sim eu chorei, você chorou/ chorará. NOOOOSSSA que livro perfeito! Do início ao fim eu lia e falava: que perfeito!
Sei que vou ter um pensamento completamente diferente. Este livro ensina tantas coisas que é impossível ler só uma vez.
Yunsu, você roubou meu coração.
"Só pode amar quem já foi amado."
comentários(0)comente



Ari.Spichencoff 14/05/2021

Quanta tristeza
Achei um livro muito bonito, mas muito triste ahhaha meu deus
Só tristezaaaa!

Como não tinha lido nada coreano, achei bem diferente, principalmente por conta da cultura! E acho isso interessante, sair um pouco do nicho americano.

Valeu a pena, mesmo eu derramando umas lágrimas!
comentários(0)comente



Barbosagisele 10/05/2021

Sempre bom sair da zona de conforto!
A literatura oriental sempre me traz reflexões muito profundas.
Por falta de atenção, achei o início um pouco confuso, mas depois entendi quem era quem.

O livro tem uma temática delicada, que é a pena de morte ainda aplicada na Coreia do Sul. Mostra a realidade da vida: não somos 100% bons e nem 100% maus.

Não um livro é muito extenso em número de folhas mas é uma história envolvente, densa e cheia de momentos que nos faz questionar o próprio entorno.
comentários(0)comente



Daniel Nunes 07/02/2021

livro sobre a morte querendo a vida e a vida querendo a morte e ambos descobrindo que o mais importante é o Amor.
comentários(0)comente



Vanderson.Chaussard 29/01/2021

Uma Surpresa
Confesso que de primeira considerei este um livro bobo, incomodou-me a maneira que a personagem principal agia e a forma que expressava seus sentimentos. Com o tempo fui entregando-me a história e acabei de um capítulo para outro apaixonado! Devorei o livro em um só dia e no fim ? acabei em lágrimas ? esse é um daqueles livros capazes de mostrar uma perspectiva da realidade que muitas vezes não alcançamos, podendo facilmente reestruturar nossa linha de pensamento com facilidade. Recomendo.
comentários(0)comente



Lara.Britto 23/01/2021

Um dos livros que me pegou de jeito e que realmente me fez pensar sobre a vida
comentários(0)comente



39 encontrados | exibindo 1 a 16
1 | 2 | 3


Utilizamos cookies e tecnologia para aprimorar sua experiência de navegação de acordo com a Política de Privacidade. ACEITAR