O mistério dos cavalos alados

O mistério dos cavalos alados Megan Shepherd




Resenhas - O Mistério dos Cavalos Alados


59 encontrados | exibindo 1 a 15
1 | 2 | 3 | 4


ACarolinneUs5 26/02/2020

Lindíssimo
Um livro maravilhoso, com escrita bem leve e uma estória emocionante.
É uma estória linda que envolve amizade e esperança, muita luta contra a tuberculose, onde a personagem busca sempre encontrar as cores de um mundo tão cinzento.
Ótima forma de retratar a busca pela esperança.
Recomendo muito.
comentários(0)comente



Le 28/05/2020

Boas cavalgadas!
Ainda estou indecisa sobre o quanto gostei do livro. Talvez, não tenha funcionando tanto assim para mim. Porém, um ponto positivo, para quem gosta desse tipo de leitura, é a interpretação para o final e algumas metáforas serão o dever de casa para o leitor. Fantasia e realidade se misturam tornando a leitura agradável.
comentários(0)comente



Rúbia 10/05/2017

Resenha: O Mistério dos Cavalos Alados – Megan Sheperd
Ei, leitores lindos!

Não sei se vocês são tão sentimentais quanto eu, mas tenho uma confissão a fazer: neste exato momento em que escrevo essa resenha meu coração tá apertadinho, meio dolorido, sabe.

Tudo isso por causa da Emmaline.

Ela é uma criança que está internada no Hospital Briar Hill em razão da doença que ela própria chama de águas paradas. Desde 0 dia de sua chegada, Emmaline vê cavalos alados em todas as superfícies reflexivas do hospital.

Anna é uma doente em pior estado que é a melhor amiga da personagem principal, e quem empresta a ela lápis de cor para que desenhe seus cavalos.

A vida da Emmaline vai passando normalmente quando um dia Benny, o valentão, rouba seu chocolate. Embravecida, ela corre para além dos limites permitidos pelas freiras, escala um muro e deságua no jardim. Lá ela encontra uma égua alada, a Lume de Luar.

A égua está machucada e ela fica sem entender como ou o porquê de o animal ter ido parar em seu mundo. Mais tarde ela recebe um bilhete do Lorde dos Cavalos que pede ajuda para proteger a égua, que está sendo perseguida pelo Corcel Negro que quer matá-la.

"A quem receber esta mensagem,

Preciso desesperadamente de ajuda. Trouxe esta égua ao seu mundo porque está com a asa quebrada, e preciso de um lugar seguro para escondê-la. Sabe, ela está sendo perseguida por uma força sombria e sinistra do nosso mundo, um cavalo preto que caça usando o faro, à luz da lua, e não pode fugir dele voando. Minhas travessias entre os dois mundos são limitadas, e serei eternamente grato se puder cuidar dela até eu conseguir voltar.

Boas cavalgadas,

Lorde dos Cavalos

P.S.: O nome da égua é Lume de Luar. Ela gosta de maçã."

Para isso a Emmaline vai precisar fazer um escudo espectral ao redor do animal com as cores do arco-íris, já que o Corcel Negro ficaria cego pelas cores quando a Lua Cheia chegasse.

Daí em diante nossa menininha começa sua saga de encontrar os objetos. O problema é: o mundo de Emmaline é cinza. Suas roupas, o lugar onde mora, e até mesmo o clima, o inverno, é sem cores.

Pobrezinha dessa criança, há um bom tempo eu não lia um livro que me deixasse com o coração tão em pedacinhos. Eu sou adulta (talvez não. Não sei) e o pior dos meus pesadelos é ficar sem minha família, mas é exatamente assim que Emmaline está.

Vai lá no blog curtir o restante dessa história tão tocante.
Te espero, hein ; )
Beijinhos =*

site: http://tmlqa.com.br/resenha-o-misterio-dos-cavalos-alados-megan-sheperd/
Pollyana Camilo 02/02/2018minha estante
Amei esse livro. Terminei ontem. E aquele tipo de livro que aquece o coração.




spoiler visualizar
comentários(0)comente



Tamirez | @resenhandosonhos 07/08/2018

O Mistério dos Cavalos Alados
O que me chamou a atenção para esse livro foi o título e, apesar de eu ter ido fazer a leitura de forma despretensiosa, encontrei aqui uma bela surpresa. Eu sequer sabia que o livro tinha alguma relação com a guerra, e certamente isso rendeu ainda mais pontos nessa leitura.

Apesar da temática presente, o foco está em como a coisa acontece nesse local. O Hospital Briar Hill foi montado as pressas para atender à crianças e antes era a casa de alguém que fugiu do conflito. Lá, somente com pacientes jovens, é a Irmã Constance quem tenta manter tudo em ordem. Sabemos que a guerra está a espreita, que há bombardeios, mas a realidade em que Emma vive está entre os espelhos.

“E essa coisa… Esse líquido, essa doença… Não poderia sem mais profunda.”

Emmaline é uma personagem singular. Ela é uma criança com sonhos e imaginação, mas não fica perdida somente nisso. Acreditamos fielmente que aquilo é real porque ela acredita, mesmo sendo desacreditada nos olhos alheios. Ela não é boba ou ingênua de forma crua, há também uma certa malícia que lhe da mais camadas. Além é claro de sabermos o tempo todo que ela está doente e que o que ela chama de “águas-paradas”, é provavelmente uma das muitas doenças que assolou as pessoas nessa época.

Ela sente muito, o tempo inteiro. É uma garota cheia de sentimentos e sensações. Sua cabeça está sempre cheia de pensamentos e mistérios. É muito bacana acompanhar seu desenvolvimento e, mais ao fim do livro, descobrir seus segredos. Anna é seu porto seguro, e a adolescente até dá a entender que acredita no que a menina vê, mas será que nós acreditamos? Há um suspense no ar o tempo todo que instiga o leitor a descobrir mais. Estamos lidando com a imaginação de uma criança ou com um mundo mágico?

A proposta e escrita de Megan Sheperd é lúdica e muito fácil de se ler. O livro apresenta capítulos curtos e a edição da Plataforma 21 está super bonitinha além de ter essa capa fofa que tem tudo a ver com a história. Em sua descrição ele é posto ao lado de A princesinha e O jardim secreto, outros títulos que também brincam com temáticas de infância e realismo mágico.

“Eu sou um monstro porque tenho algo a mais. Mágoa demais. Raiva demais.”

Não posso ir muito além sobre a história porque não quero entregar nada além da trama inicial e da ambientação e realmente vale a pena aproveitar a beleza da narrativa e o apego que vamos desenvolver por Emmaline e por seus amigo alados. Essa é uma trama também sobre amizade, família, compaixão e confiança, e tenho certeza que esse livro vai tocar seu coração.

O Mistério dos Cavalos Alados proporciona ao leitor uma série de questionamentos, e ao mesmo tempo o encantamento por essa garota e pelo sentimento de espanto e pertencimento que ela tem junto com esses seres irreais. É uma história mágica do início ao fim, que vai nos fazer duvidar do que é ou não possível em uma realidade tão dura quanto a que Emmaline está vivendo. Uma boa pedida pra quem curtiu A Guerra Que Salvou a Minha Vida ou gosta de tramas lúdicas e sensíveis.

site: http://resenhandosonhos.com/o-misterio-dos-cavalos-alados-megan-sheperd/
mafleur 07/08/2018minha estante
Eu amei esse livro, é muito fofo e ao mesmo tempo chorei


amaedosdragoes 14/08/2020minha estante
Onde quer que eu vá você esta esta la. Eu amo que nosso gosto seja tão parecido ?




Gabriela 26/05/2020

#desafioskoob livro singelo, cativante. Personagem fofa... fala muito sobre as dificuldades da guerra e de viver com uma doença, sendo uma criança. Gostei bastante.
comentários(0)comente



Queen 12/06/2020

Emocionante!
Esse não é aquele livro com uma escrita super bem elaborada nem com uma história que impressiona com todos os detalhes criados pela escritora de forma original. Na verdade, por ser narrado no ponto de vista de uma criança, tudo se torna muito mais fantasioso e inocente.

Apesar de não ser esse tipo de livro, ele me cativou de uma forma que nenhum outro foi capaz. Li em dois dias (a leitura é bem rápida e fácil). Tive um pouco de dificuldade ao imaginar os lugares descritos (talvez isso seja um problema meu mesmo), mas isso não atrapalhou nem um pouco a leitura. Porque nela predomina os sentimentos e não os lugares em si.

A história se passa em meio a uma guerra e entre crianças doentes, algo que nos deixa muito apreensivos. Mas Emmaline é encantadora com seu jeitinho e consegue passar uma sensação boa para o leitor. A fantasia é tão real aos seus olhos que se torna real para nós também. O livro é cheio de metáforas e melancolia, bem como alegria e inocência, tudo de uma forma bem emocionante. Posso lhe garantir que não é o melhor livro do mundo, porém se tornou o meu favorito.

Amei o sentimento passado durante a história e ela é bem curtinha (não fica maçante momento algum) e por isso é possível ler rápido (mas se preferir aos poucos para degustá-la, não faz mal também). Algumas coisas foram previsíveis, algo que também não tirou o encanto da obra. Enfim, gostaria que todos que pudessem e se interessassem pelo gênero de fantasia de uma forma mais "sentimental" dessem uma oportunidade ao livro. Valeu a pena cada segundo lendo!
comentários(0)comente



Nanda 11/09/2020

Aprendemos com Emmaline a necessidade de procura e acreditar no que é bom, mesmo que em tempos de guerra
comentários(0)comente



spoiler visualizar
comentários(0)comente



Sil 16/02/2020

Que livro lindo!
Uma estória simples porém bastante significativa.
comentários(0)comente



Carol 16/02/2019

Resenha: O Mistério dos Cavalos Alados
"O nosso mundo é muito mais do que apenas marrom e cinza. Tem cores. Tem verdes e vermelhos e azuis intensos como os do mar. Você só precisa saber onde procurar."

O livro da vez chama-se “O Mistério dos Cavalos Alados” da autora Megan Shepherd. O que me atraiu de primeira foi a palavra “cavalos” no título, porque eu amo cavalos e também achei a capa do livro super bonitinha.

A história é ambientada na segunda guerra mundial e começa com um segredo que irei contar para vocês: Segundo Emmaline, há cavalos alados vivendo no hospital Briar Hill, mais especificamente dentro dos espelhos. São cavalos refletidos que a menina adora desenhar com os lápis de cores emprestados gentilmente por Anna, uma garota mais velha, que assim como todas as crianças que moram no hospital, sofre de uma doença chamada de “águas paradas”.

Depois de serem examinadas, as crianças recebiam do médico um papel com uma cor que simbolizava o estado da sua doença: azul seria em estado mais leve, onde os pacientes poderiam sair e tomar ar fresco; o amarelo de médio a grave, nesse os pacientes tinham que permanecer dentro do hospital; e por último o vermelho – muito grave que apenas Anna tinha recebido. As crianças eram cuidadas pelas freiras em um hospital que antes da guerra tinha sido um lugar muito bonito, era o lar de uma princesa que no momento em que a guerra começou, foi morar com os parentes e doou a casa para as Irmãs da Misericórdia que fizeram dela um hospital para crianças.

Emmaline adorava passear pelos arredores do local e não se importava em ir além do pátio, mesmo que isso não fosse permitido pelas freiras. E um dia, ao pular o muro do jardim abandonado, para sua surpresa, um cavalo alado tinha saído do mundo dos espelhos e estava bem na sua frente. Tratava-se de uma égua chamada Lume de Luar que estava sendo perseguida por uma força sinistra e sombria: O Corcel Negro.

Contaria a história inteira, mas hora de parar e deixar que vocês leiam o livro e descubram o desenrolar do enredo. O que eu posso falar é que adorei, faz você se perguntar se os cavalos alados realmente existiam ou se eram delírio de Emmaline. E é um livro bem fácil de ler, curto, li em dois ou três dias.

Ao ler esse livro, eu também fiquei bem curiosa no nome da doença, porque não sabia se tratava de uma doença real ou apenas inventada para a trama, mas ao relacionar os sintomas descritos com o cenário da segunda guerra mundial, entendi que se tratava da tuberculose, e isso é confirmado no final do livro, não chega a ser spoiler porque dá pra deduzir e não tem relevância saber o nome da doença real ou não.

Gosto bastante dos livros baseados nas guerras mundiais que fogem do padrão, acho que a autora inovou ao explorar o tema das doenças que afetavam principalmente crianças nessa época, ela mostrou outro ponto de vista que dizia que não eram apenas os adultos que tinham suas batalhas, as crianças também tinham batalhas a enfrentar.

Na nota da autora, nas últimas páginas dos livros, ela revela quais partes dos livros foram criados baseados em fatos históricos e o que a inspirou a escrever a história do livro, é bem legal de ler também. E pra fechar o post, a história de “O Mistério dos cavalos alados” é muito bonitinha, embora seja triste, já que não tem como uma história ambientada na guerra não ser triste, mas o fato de brincar com o mundo das crianças deixa tudo leve. Fala sobre encontrar fugas em uma realidade sombria.
comentários(0)comente



t h a y 06/09/2020

De aquecer o coração!
Um livro realmente encantador, super rapidinho e fácil de ler o que não tira a profundidade dele. Este livro trate-se principalmente sobre ter esperança em momentos difíceis e de achar cores em lugares cinzas e sem vida. E tudo isso pelo olhar de uma menininha que encontra-se em meio a Segunda Guerra Mundial e em um guerra interna contra a tuberculose.

Um livro realmente lindo e com um final no qual cada leitor poderá interpretar de um jeito, dando o seu próprio final ao livro.
comentários(0)comente



Ritchelly - @garotagirassol_ 01/02/2020

#resenhadagirassol - O mistério dos cavalos alados
O Hospital Briar Hill guarda em seus espelhos, cavalos alados dos mais variados tamanhos e cores, a única que pode vê-los é Emmaline, umas das crianças que vivem na grande construção que tempos atrás, pertencia a uma princesa.

Emmaline como a aventureira que é, em certa manhã decide escalar o muro dos jardins abandonados do hospital, e ao chegar ao outro lado se depara com um dos cavalos alados do espelho, porém este não está mais dentro do espelho, fazendo parte de sua realidade.

O cavalo branco, que Emma irá descobrir se chamar Lume de Luar, está ferido e precisa se esconder da força sombria do Corcel Negro. Para proteger sua nova amiga, Emma precisará encontrar objetos coloridos e brilhantes para rodear Lume e protege-la do sinistro Corcel.

Mesmo com as adversidades e limitações de seu corpo, Emmaline se compromete a proteger sua amiga alada, mas as coisas podem são serem tão fáceis.

Eu simplesmente amo livros onde a narrativa é feita por protagonistas infantis, esse fato faz com que a história fique ainda mais leve e inocente, por isso acompanhar a história de Emmaline foi tão especial.

Emma é uma menina curiosa, ativa e que já sofreu muito em seus poucos anos de vida. Uma das crianças que foram para hospitais no interior para se abrigarem dos danos da Segunda Guerra Mundial. Em um mundo cinza, a menina consegue ver um pouco de cor graças aos cavalos alados do espelho.

Neste livro nós vamos acompanhar uma aventura que em nenhum momento deixa o tom melancólico de lado. Isso porque, os esforços de Emma são intercalados com outros fatos que acontecem com os demais personagens, fatos muitas vezes tristes.

A autora fez um ótimo trabalho trazendo muitas referências históricas no enredo, como personagens inspirados em figuras reais, os termos utilizados para as doenças tratadas no livro, tudo isso ela explica em seus comentários finais e anda comenta sobre o fim do livro, falando as motivações e a essência que gostaria de passar com sua conclusão.

É um livro curtinho, mas com uma carga emocional enorme, você vai sentir junto com os personagens e vai torcer parar que a amizade de Emma e Lume dure para sempre.

Se você gosta de livros que tratam da segunda guerra mundial, com narração infantil e muito sentimento. Recomento muito essa leitura!

site: https://www.instagram.com/garotagirassol_/
comentários(0)comente



Drika @floreios.e_borroes 30/08/2019

Um encanto de livro!
Em meio aos destroços horripilantes da Segunda Guerra Mundial existe um hospital infantil, um lugar onde crianças com águas paradas vivem. É nele que vive a pequena e corajosa Emmaline, uma garotinha que possui um dom especial: ela enxerga um mundo oculto, o mundo dos cavalos alados que habitam os espelhos do hospital.
Viver seus dias em um local coberto por neve e por crianças à beira da morte não é uma tarefa fácil; seus dias são todos um amontoado de cinzas e falta de esperança... Até que um dia, um dia despretensioso, a menina encontra uma linda égua, uma bela e alada égua; ela havia saído do mundo dos espelhos em busca de abrigo no mundo dos humanos, pois estava machucada e não poderia fugir assim do mal que assolava seu mundo, seu lar nos espelhos. Contudo, seu perseguidor a seguiu, atravessou os espelhos e agora a caçava.
Emmaline é a única pessoa capaz de proteger o animal, a instrução para isso é deixada para ela com uma assinatura do Lorde dos Cavalos, o príncipe daquele reino mágico. A menina precisa criar um escudo espectral, um escudo que leva todas as cores do arco-íris.
Logo a menina se vê numa empreitada muito árdua: encontrar cores em mundo acinzentado. Assim, a narrativa vai ganhando vida, dia após dia a doce garota sai em busca do que possa significar cor, do que possa ser utilizado para proteger a égua alada Lume de Luar.
Numa escrita leve e cheia de simbolismos Megan Shepherd nos apresenta à uma estória que à primeira vista parece bobinha e simplória. Porém, quanto mais você lê, mais se vê enredado em acontecimentos que significam muito. Tudo que acontece ao redor de Emmaline é carregado de entrelinhas e você precisa estar disposto a enxergar.
O livro é muito fofo e bem curtinho. Eu gostei bastante da leitura. No entanto, como tem acontecido ultimamente, tenho pegado muitos livros com finais em aberto, o que, confesso, não gosto muito. Eu prefiro quando o autor traz um desfecho exato para o personagem. Mas esse, contudo, tem um diferencial que não deve ser ignorado: as considerações da autora. Lá encontramos muitas explicações para vários fatos encontrados no livro.
Nota: 4.0

comentários(0)comente



Gramatura Alta 05/08/2017

O MISTÉRIO DOS CAVALOS ALADOS, da autora Megan Shepherd, é ambientado no interior da Inglaterra no período da Segunda Guerra Mundial. Nossa narradora é Emmaline, uma garota sonhadora que vive no Hospital Briar Hill, uma espécie de abrigo para crianças.

No hospital, as crianças ficam sob os cuidados de duas freiras, Irmã Constance e Irmã Mary Grace, além de um caseiro chamado Thomas e um médico que vem com frequência para checar a saúde de todos. As crianças que abitam esse Hospital têm o que Emmaline chama de águas paradas, mas que nós conhecemos como tuberculose.

Desde que chegou ao Hospital, Emmaline vê cavalos alados nos espelhos. Porém, ela evita contar isso para as pessoas, especialmente para as outras crianças, que zombam dela. A única outra criança em quem Emmaline confia, é Anna, a mais velha e também a mais debilitada entre os habitantes de Briar Hill.

Emmaline gosta muito de passear pelas imediações do Hospital, mesmo sabendo que isso não é permitido. Um dia, em um desses seus passeios proibidos, ela acaba encontrando um cavalo branco, um cavalo alado, que, mais tarde, ela descobre se tratar de uma égua, cujo nome é Lume de Luar.

Após receber uma carta do Lorde dos Cavalos, Emmaline fica encarregada de proteger Lume de Luar de um Corcel Negro que a está caçando. Emmaline precisa esconder a égua, já que ela está com a asa machucada e não consegue voar. Para manter Lume de Luar a salvo, Emmaline precisa cercá-la com todas as cores do arco-íris. Acontece que o mundo de Emmaline não tem cor, é um mundo cinzento, mas, mesmo assim, ela está disposta a encontrar as cores e salvar Lume de Luar.
“Não é para menos que atraímos o Corcel Negro. Nosso mundo não tem cor, como o auge do inverno.”
O livro é cheio de metáforas e, ao longo de toda a leitura, ficamos nos pergunto se essas coisas estão realmente acontecendo ou se são apenas fruto da imaginação fértil de Emmaline. A narrativa é muito poética, e o mundo, especialmente o mundo em guerra, visto pelos olhos de uma criança é fascinante.

Eu amei essa leitura, amei a narrativa simples e doce, amei criar diversas teorias ao longo do livro e amei a protagonista, que foi capaz de me dar uma lição de vida. O livro nos faz refletir e, ao fim, eu acredito que cada leitor terá atribuído um significado diferente para a história.

O trabalho da Plataforma 21 está maravilhoso. A edição está linda, a capa é encantadora e a diagramação está perfeita, com letras grandes e capítulos curtos. Um trabalho impecável para uma bela história.

RESENHA ESCRITA PELA PRISCILA PARA O GETTUB!

site: http://www.gettub.com.br/2017/07/o-misterio-dos-cavalos-alados.html
comentários(0)comente



59 encontrados | exibindo 1 a 15
1 | 2 | 3 | 4