Quando a Bela Domou a Fera

Quando a Bela Domou a Fera Eloisa James




Resenhas - Quando a Bela Domou a Fera


155 encontrados | exibindo 1 a 15
1 | 2 | 3 | 4 | 5 | 6 | 7 |


Raquel Soares 17/04/2018

Sensacional!!
Gente, q romance é esse?!
Piers é um médico super competente q vive no país de Gales, porém tem um temperamento terrível e por isso é conhecido como fera. Linnet é uma linda mulher q ficou mal falada em Londres e por isso aceita ir para o país de Gales se casar com Piers. Ao conhecê-la, ele fica fascinado por ela ter a língua tão afiada quanto a dele. Linnet tb percebe q ele não é tão mal quanto faz parecer. Eles acabam embarcando num romance ardente e divertido. O fato do Piers ter sido inspirado no Dr House deixa o livro muito mais gostoso!
Esse foi o primeiro romance da Eloisa q li e simplesmente amei! Já virei fã!
comentários(0)comente



Laís - Mania de Livro 16/04/2018

[#resenhamaniadelivro] Quando a Bela domou a Fera - Eloisa James
[#resenhamaniadelivro] Quando a Bela domou a Fera ? Eloisa James

É oficial: Eloisa James é a minha autora de romances de época preferida!

Em Quando a Bela domou a Fera, somos apresentados a Piers, um conde pra lá de mal humorado que vive recluso em seu próprio castelo, o qual transformou em um grande hospital. Sua paixão é justamente a medicina, o tratamento e a cura das doenças.

Do outro lado temos a linda Linnet, que é educada, sonhadora e sempre desinibida. Seu pai e sua tia acreditam que a única forma dela se casar é viajando até o País de Gales ao encontro de Piers já que, com sua imagem manchada, nenhum homem de requinte irá aceitá-la.

Com um romance a lá A Bela e a Fera, esse casal vive poucas e boas até finalmente se acertarem. A formula é a padrão do gênero, mas não é uma história enrolada, nem mesmo que apela ao dramatismo: é fluída, gostosa, picante e, claro, muito apaixonante, como só um romance de época sabe ser.

Eloisa James já havia me conquistando em Um beijo a meia-noite, seu reconto de Cinderela. Entretanto, aqui ela provou o que eu já admirei no livro anterior: a capacidade de apaixonar o leitor pelos seus personagens tão sensíveis e verdadeiros. Num piscar de olhos (ou virar de paginas...) eu já estava encantada pela personalidade peculiar de Piers, pelo mordomo misterioso Prufrock ou pela linda e amorosa Linnet.

A leitura me arrancou algumas risadas, sem falar naquela já conhecida sensação saudosa ao terminar. Encantada estou! Não vejo a hora de me aventurar no terceiro livro dessa série de contos da autora, A Duquesa Feia. E espero que a Arqueiro traga mais obras da Eloisa para nós!

-Livro cedido em parceria com a Editora Arqueiro.
comentários(0)comente



Alê 16/04/2018

Gostei bastante
Foi a primeira vez que leio algo da Autora e posso dizer que gostei bastante de sua escrita. Definitivamente a Bela e a Fera é uma da minha estória preferida das princesas. E gostei bastante da forma que foi escrito o livro e seus pontos para que ficasse próximo a estória de inspiração. Foi uma leitura agradável.
comentários(0)comente



Kath 12/04/2018

Não é uma releitura de A Bela e a Fera
Do mesmo modo que aconteceu com o livro Adormecida eu peguei esse livro pensando que era uma releitura de A Bela e a Fera e, no fim das contas, não é exatamente isso. A impressão que tive em boa parte dele é que era uma versão mais simples de um livro da Julia Quinn, não sei se foi a minha versão que veio ruim ou se foi a tradução que teve problemas mesmo, mas esse livro me fez passar boas raivas durante a leitura.

Bem, a história segue Linnet, uma jovem do século XIX (acho, se não for é o XVIII) que está envolvida em um escândalo social, escândalo esse que pode impedi-la de se casar para sempre. A última coisa que Linnet quer é ser como a mãe, durante todo o tempo fez o impossível para ser uma jovem recatada e andar de acordo com as "sacras" regras puritanas da sociedade, mas o problema é que ela era bonita. Bonita demais para o seu próprio bem e fora essa a razão de estar então metida nesse problema para o qual, aparentemente, não havia solução.

A mãe havia falecido anos antes, o pai era um completo "banana" verdade seja dita, nunca vi um homem tão cabeça oca feito esse pai dela, parece que ele respira porque isso não exige esforço, mas ele é daquele tipo de pessoa que enfeita o mundo e apenas. Com o escândalo, a irmã da mãe dela vem para a casa de ambos na tentativa de ver por si mesma se os fatos que circulavam eram ou não verdade e, por mais que Linnet negue veementemente, eles não dão ouvidos para ela.

É então arranjado um casamento entre Linnet e Piers, o filho de um conde. Ele tem a fama de ser cruel e frio, é chamado de monstro por todos que o conhecem por causa da sua personalidade, potencializada pelo fato de ele ter um problema insolúvel na perna e andar mancando com a ajuda de uma bengala. Linnet, contudo, não se importa com isso, àquela altura não está se importando com mais nada, contudo, ao conhecer o impiedoso conde de Marchant, ela fica presa entre a indignação e o fascínio. Piers é quase desumano, fala as coisas sem qualquer tipo de eufemismo e sem pesar o efeito de suas palavras, é mau humorado e mordaz.

Uma coisa fica bem clara entre os dois: eles nunca vão se casar. Piers deixa isso bem claro para ela, ainda que Linnet perceba que ambos são muito parecidos mesmo evocando o pior um do outro. Conforme a convivência os força a se aproximar, uma atração inevitável entre eles começa a crescer de modo avassalador e, incapaz de resistir não apenas aos encantos, mas a inteligência e caráter de Linnet, Piers se vê completamente rendido ao desejo de possuí-la e mantê-la junto a si para sempre, desejo esse que o apavora.

Paralelamente, o drama familiar da familia do conde se desenvolve lentamente, os desafios de uma relação que parece fadada ao fracasso crescem conforme o destino insiste em aproximar irremediavelmente Piers e Linnet, se unem ao conflito do coração do conde que teme destruir a vida daquela que ama inegavelmente, portanto, ela terá que ter o pulso firme se quiser levar adiante o amor que sente pelo conde e ter a chance do felizes para sempre.

O livro no geral é bonzinho, há sim poucas referências à Bela e a Fera, mas são bem poucas mesmo, eu diria que é um romance histórico como qualquer outro. Inclusive, no final, tem uma nota da autora em que a mesma diz ter se inspirado em Dr. House para escrever e não no conto original. Meu ebook veio com uma tradução horrível para dizer o mínimo, não tenho certeza, contudo, se realmente foi a tradução do livro ou foi erro da autora mesmo. Coisas do tipo:

Recordou ele a você próprio - no lugar de recordou ele a si próprio

Aqui até você casares - no lugar de até tu casares.

Estás você - estás tu

Mais uma vez prometeu a você própria - mesma coisa do primeiro, o você no lugar do pronome oblíquo si.

Brilhe - no lugar de brilho e isso foi mais de uma vez.

Você não vais - outra vez o você no lugar do tu.

Isso no livro todo. Foi bem irritante. A impressão que dá é que a autora ou a tradutora não sabe usar os pronomes. Em certos pontos a história dá umas reviravoltas que eu achei bem legais, ainda assim não foi suficiente para me despertar um desejo por mais páginas. Gostei dos conflitos familiares e da realidade crua e nada pomposa da idade média e da nobreza, ainda assim os personagens não foram de nenhum modo marcantes pra mim.
comentários(0)comente



Hoje é dia de Livro 10/04/2018

Resenha em hojeediadelivro.com.br
Linnet, uma das mais belas damas e charmosas da sociedade londrina e o melhor partido da temporada, se vê envolta a um escândalo ao ser cortejada pelo príncipe, e torna-se uma pária na sociedade. Seu pai e sua tia não encontram saída a não ser oferecê-la em casamento ao filho de um duque que está desesperado para casar seu filho, e se for alguém que o ligue à realeza melhor ainda! Linnet então parte em direção ao País de Gales em uma tentativa de conquistar o homem que será a salvação de sua reputação: Piers, o conde de Marchant.

Piers é conhecido por ser um médico extraordinário, mas com um gênio difícil, literalmente uma Fera, e não está nem um pouco inclinado a se casar muito menos com alguém escolhido pelo próprio pai. Com o passar do tempo é impossível negar a atração existente entre os dois, será que a "Fera" se renderá ao charme de Linnet mesmo sendo alguém escolhido por seu pai, o qual tanto tenta se distanciar? Ou será que Linnet deixará a aparência e o temperamento de Piers de lado e se apaixonará por alguém que não seja o Príncipe?

Mais uma vez aqui estou fazendo uma resenha de uma história de uma recontagem do meu conto de fadas favorito: A Bela e a Fera, porém este destaca-se dos demais por a Fera ser retratada como um médico à la Dr. House, o que deixa o personagem de Piers muito mais interessante, e apesar de sua personalidade difícil, é um médico determinado a ajudar o próximo.

A narrativa é leve e envolvente, com pitadas de erotismo e humor (impossível não ser engraçado os encontros entre Piers e Linnet, cujas personalidades são altamente sarcásticas e irônicas), rica em detalhes culturais da época retratada, fugindo dos cenários normalmente retratados nos romances de época envolvendo salões de baile. A autora me surpreendeu demais com esta história, achei que fosse mais do mesmo, porém fui surpreendida do início ao fim, pois não se atém aos rumos da história original. Eloisa James criou uma obra maravilhosa, original, única, com lições valiosas sobre amor, perdão e aparências, a qual vale muito a leitura! De todas as releituras de A Bela e a Fera, esta é a minha preferida com toda a certeza. Mal posso esperar para ler as outras obras da autora que já tornou-se uma das minhas preferidas.

site: http://www.hojeediadelivro.com.br/2018/01/resenha-quando-bela-domou-fera.html
comentários(0)comente



Isa_Oli 06/04/2018

Esperava mais
Quase desisti do livro na metade... estava chato, cansativo, umas conversas meio bobas e nada condizentes com a época... mas do meio pra frente ficou melhor, cheguei até a me divertir com a leitura. Não amei, mas também não odiei. A mocinha tem mais fama do que realmente parece ser, o mocinho é chato à la Dr. House, o que acaba sendo interessante. O relacionamento dos pais que poderia ser melhor aproveitado, foi pouco abordado. A família chata da mocinha fica praticamente esquecida. Alguns fatos são brevemente abordados e esquecidos no resto do livro. Enfim, esperava mais da Eloisa por tudo o que falam dela e pelo currículo profissional bonito que ela tem. Eu li o livro em português e em inglês pra ver se o problema era a tradução... não é.. o problema talvez seja que alguns tipos de humor americano fiquem realmente bem colocados em inglês, em português acaba perdendo a alma... acho que foi isso. Não sei dizer ao certo.
comentários(0)comente



Michele Bowkunowicz 29/03/2018

Incrível!
Linnett é uma jovem linda, que vê a sua temporada de bailes totalmente arruinada, devido a um terrível mal-entendido na corte com o príncipe, e, perante a suspeita de uma gravidez que, de fato, não existe, Linnet vê a sua reputação maculada para todo o sempre restando-lhe apenas a sua beleza e dignidade. Ela se vê obrigada a casar com o Conde de Montague, Piers, mais conhecido como Fera, por ser considerado um monstro tão selvagem e distante como o local, longe da sociedade, onde reside. Mas, embora Linnet seja mestre na arte de seduzir, o destino parece conspirar contra Linnet que encontrará em Piers o mais amargurado dos corações que jurou nunca amar, nem mesmo aquela que o faz arder de paixão só com o olhar.

Com o passar dos dias e a convivência do dia-a-dia, os sentimentos entre Piers e Linnet se intensificam, e será mesmo que Linnet irá conseguir domar a Fera?

É com esta premissa que conhecemos dois personagens maravilhosos e que, do início ao fim do livro, não se cansam de divertir e surpreender o leitor.

Leia o restante da resenha no blog Rotina Agridoce

site: http://www.rotinaagridoce.com/2018/02/resenha-1576-quando-bela-domou-fera.html
comentários(0)comente



Ana Lopes - Blog Entre Páginas 22/03/2018

Quando a Bela Domou a Fera - Eloisa James | Blog Entre Páginas
Oie oie minha gente, tudo bem com vocês? Ah eu comecei 2018 agarradinha no Romance de Época não é mesmo? Até então eu só conhecia os livros da Julia Quinn, por isso resolvi conhecer novas autoras do gênero e estou cada vez mais apaixonada pela escrita da Eloisa James. Quando a Bela Domou a Fera foi o segundo livro dela que eu li, e esse conseguiu me conquistar ainda mais que Um Beijo a Meia-Noite (que já foi um amorzinho!). Venham conferir o que eu achei do nosso Dr. House de época e sua história!

Linnet é a jovem mais bela e cobiçada da atual temporada de Londres. E sabendo disso, ela usa todo o seu charme a seu favor, a fim de conquistar os homens que despertam seu interesse (coisa difícil de acontecer), até que ela conhece um príncipe. O que ela não espera é que esse príncipe de príncipe mesmo só tenha o título, quando ouve falar em casamento some do mapa, traz grandes complicações à reputação da moça, e de uma hora para a outra, Linnet vê sua vida virada de cabeça para baixo, na boca de toda a sociedade.

Após o “escândalo”, Linnet não tem mais pretendentes, reputação, e todos se negam a acreditar em sua verdade, inclusive seu pai e sua tia. A única preocupação dos dois é casar Linnet o mais rápido possível, com alguém que aceite a moça sem muitas perguntas. E a oportunidade surge em Piers Yelverton, o conde de Marchant.

Piers é um medico brilhante, com uma arrogância dez vezes maior que a sua inteligência. Devido a um fato de seu passado, Piers tem uma perna fraturada, e por isso a isso sente muita dor constantemente e usa uma bengala para se apoiar. A dor somada a sua arrogância e falta de paciência fazem com que Piers tenha um humor terrível, e acaba ganhando o apelido de “Fera”, pois poucas pessoas conseguem lidar com ele. O pai de Piers deseja casar o filho desesperadamente, mas essa não é uma tarefa tão fácil, primeiro porque Piers não deseja se casar, JAMAIS; segundo porque devido à fama do filho, não chovem moças desejosas de se casarem com o médico... Seu pai precisa de uma candidata realmente desesperada rs, e quando Linnet surge precisando de um marido, parece um milagre caído do céu. Mas será mesmo?

Assim que Linnet chega à propriedade de Piers para conhecer seu pretendente, as coisas começam a andar. Os criados de Linnet apostam que o conde se apaixonará pela moça (Afinal, todos se apaixonam...), já os criados do conde apostam que ele fará a moça voltar para Londres às lágrimas. E a pergunta fica no ar: quem dobrará quem nessa história?

O que ninguém espera é que Linnet e Piers criem uma amizade durante a temporada da moça na propriedade. Linnet é diferente do que Piers esperava, é espontânea, engraçada, e decidida, e não tem medo dele. Já Linnet consegue ver o homem por baixo da fera que todos veem no médico, acredita que exista bondade nele, mas que por algum motivo ele esconde esses sentimentos... Mas será que ele terá coragem para se entregar ao que sente? Ou nada disso sera suficiente para fazer com que a fera vire um príncipe? Essas são as perguntas que essa história nos trás.

Após muitas resenhas positivas e vários comentários sobre o nosso Dr. House de época, eu estava bem ansiosa por essa leitura, minhas expectativas estavam altas, e graças a Deus não me decepcionei haha. Eloisa James com certeza me conquistou com suas releituras dos clássicos, e aguardo ansiosa o terceiro volume dessa série.

Piers é realmente muuuito parecido com o House (e falo com propriedade de 8 temporadas assistidas kk), com seu humor negro, temperamento ácido e sua bengala. Sua convicção de que nunca irá se casar é tão forte que eu quase acreditei nele. O relacionamento com o pai é bem complicado, e passei boa parte da leitura tentando entender o que havia acontecido de tão traumático entre os dois, e quando finalmente descobri, entendi um pouco o lado dele. Quando Linnet chega a propriedade, eu achei que ele ia ser um cavalheiro de armadura reluzente, mas não, o homem me surpreendeu de novo!

Confesso que no início Linnet me irritou um pouco, mas a evolução da personagem foi me conquistando, e a forma como ela lida com Piers é muito engraçada, ele é pirracento e ela nem liga! A forma como o relacionamento dos dois vai sendo construída ao longo da história é muito bonita, e os capítulos finais são emocionantes, eu amei!

Espero ler mais títulos da autora em breve, e gostar tanto quanto gostei dessas releituras maravilhosas!

Espero que tenham gostado da resenha, beijos e até a próxima!

site: http://www.entrepaginas.com.br/2018/03/resenha-quando-bela-domou-fera-eloisa.html
comentários(0)comente



Catrine Vieira 16/03/2018

Linnet está grávida. Este é o assunto do momento.

Tudo graças à fofoqueira da baronesa Buggins, que a viu sendo beijado pelo príncipe Augusto. A culpa também foi daquele camarão estragado que ela comeu no sarau de lady Brimmer, que a fez vomitar por lá mesmo, num vaso de laranjeira. Ah, e também do vestido. Por que ela não deu uma conferida antes de sair de casa?! O vestido, realmente, a deixava parecendo grávida, nem ela mesma podia negar, e isso foi o que deu certeza à sociedade.

Linnet está arruinada, e nem havia feito nada para isso!

Mas há uma salvação! Sua única opção é ir ao País de Gales e conquistar a Fera... digo, o conde de Marchant. Um médico brilhante com temperamento de um demônio. Mas Linnet também será a salvação dele, já que o conde é impotente, e seu pai está desesperado por um herdeiro para dar continuidade ao nome da família. E, bom... supostameeente, Linnet já está vindo com um herdeiro quase pronto.
“Se eu fosse me casar com alguém, Linnet, seria com você.”
O problema é: Pier, o conde, não tem um pingo de vontade de se casar, mesmo com muita coisa em jogo. Mas a jovem não desiste fácil, muito menos sabendo que essa união será a solução para todos.



Duas semanas, foi o que Linnet deu a si mesma para garantir que Pier estivesse desesperadamente apaixonado por ela. Tendo herdado a beleza e charme de sua mãe, não seria difícil. Ora, até um príncipe já havia a mantido sob seu cortejo, porque haveria de ser tão complicado seduzir um conde.
“ — Talvez você devesse se esforçar mais.
— Talvez você devesse se casar comigo.”
Falou em releitura, eu já colo. Se for releitura de A Bela e a Fera então... Não deixo de ler! E sempre acabo conquistada. Não foi diferente dessa vez.

Fui fisgada logo no início pela história, ainda nas primeiras páginas. Mal havia começado a leitura e eu já estava apaixonada pela escrita da Eloisa James, que além de muito envolvente, é bastante bem-humorada, com boas doses de ironia e sarcasmo, mas também bem inteligente.

Por ser uma releitura, principalmente deste conto que já possui vários recontagens, confesso que esperava que não seria realmente surpreendida, porém, fui tombada. Isso, graças principalmente as personalidades presentes neste livro. Pier, apesar de osso duro de roer, tem suas individualidades marcantes: é inteligente, vai direto ao ponto e, mais tarde nos apresenta mais características encantadoras. Linnet é o tipo de personagem linda por completo (interna e externamente). Apesar de ser a mais cobiçada da temporada por sua beleza e charme, ela é mais que isso; ela é uma jovem forte, corajosa, esperta, com auto-estima elevada, gentil, e sabe qual é a beleza que realmente vale.
“Ninguém nunca me disse que estar arruinada era tão divertido.”
Não apenas os protagonistas, mas também os personagens secundários foram muito bem construídos – independentemente do tamanho e da importância da sua participação na história. Por exemplo, a tia de Linnet é um figura que, mesmo aparecendo pouco, e apenas no início, deixa sua marca.

Quanto ao romance em si... A autora também foi bem feliz no desenvolvimento do relacionamento entre Pier e Linnet: Fez tudo na medida certa, sem exageros, sem aquele típico amor-louco-intenso-espontâneo. Não foi a toa que, não custou muito para eu começar a torcer pelos dois.

Quando a Bela Domou a Fera é um livro que irá te envolver (daquela maneira que não permite que o leitor pare de ler enquanto não terminar), fazê-lo rir muitooo, se encantar pelos personagens como se realmente existissem, e ainda te passará várias lições sobre o amor e a beleza verdadeira. Indico o livro para leitores que curtam romances sensuais, divertidos e que, mesmo apresentando clichês, surpreende.

site: https://estantemineira.blogspot.com.br/2018/02/resenha-quando-bela-domou-fera-eloisa-james-contos-de-fada.html
Leticia Oliveira 17/03/2018minha estante
Poxa moça, vim ver as resenhas e a primeira que encontro é a sua, com um baita spoiler ?


Catrine Vieira 23/03/2018minha estante
Se for sobre a gravidez, não é spoiler. hahahah Tá no comecinho do livro.


Leticia Oliveira 23/03/2018minha estante
Comecei a ler e vi que não era spoiler ? Que livro gostoso de ler, to amando


Catrine Vieira 27/03/2018minha estante
É mesmo! ???




@viagementrelivros 03/03/2018

Resenha @viagementrelivros
Linnet Thyrenne era a jóia da temporada. Mas mesmo uma garota tão bonita não era páreo para as fofocas da sociedade londrina, e o nome de Linnet agora percorria a cidade em um grande escândalo. E um escândalo inventado, ainda por cima.
A alternativa que o pai lhe arranjara era ela se casar com um homem que também não tinha a melhor das reputações.
Piers Yerverton, o conde de Marchant, vive em um castelo no País de Gales e trabalha com a única coisa que lhe dá prazer: a medicina. Com um temperamento terrível e uma rudeza ímpar, Piers sempre acaba afastando as pessoas, e definitivamente não quer se casar com a mulher que o pai arranjou pra ele. Não importa que ela seja a moça mais linda que ele já viu.
Linnet está acostumada a encantar os homens e não irá aceitar tão fácil assim que o conde lhe rejeite.
Ele tenta afastá-la. Ela o vê como um desafio. Ambos são extremamente cabeça dura, mas parece que a atração falará ainda mais forte.
??
Gente, eu amei esse livro! Quem viu os stories me viu surtando com ele. Eloisa James conquistou meu coração com essa história e o livro se tornou um dos meus queridinhos ?
Linnet é linda, mas não só isso, a garota também é forte, inteligente e determinada. Vê-la enfrentando todo mundo e querendo cuidar do bem estar dos pacientes do Piers, muito mais do que só da saúde deles, me deixou encantada. Piers, por sua vez, é realmente muito inspirado no Dr House, o que o torna ranzinza, mas muito engraçado. Ele não quer ceder, carrega muitas mágoas dentro de si, mas a verdade é que Linnet é perfeita pra ele, seria impossível não se apaixonar. Mesmo que os dois formem um casal do tipo cão e gato, a química entre eles é maravilhosa. Eles combinam, é simples assim. Linnet é a única mulher capaz de aguentar o temperamento dele, e Piers é o único que já mexeu com o coração dela. As brigas dos dois são hilárias, e os personagens secundários me divertiram bastante também. O final quase me matou de agonia, mas como tudo nesse livro, foi perfeito.
comentários(0)comente



Marcela @ler_sim_ler_sempre 28/02/2018

Aqui temos Linnet, uma moça que acabou sendo vítima de uma confusão, manchando assim sua reputação. Restando como alternativa ir para Gales, usar toda a sua beleza e charme e tentar se casar com Piers, o conde de Marchant.

Sim, tentar. Pois Piers é conhecido por seu humor feroz e devido a um problema físico vive com dor e mal humorado. Se fechando para qualquer sentimentalismo.

E assim que Linnet se depara com essa Fera, verá que realmente terá que arranjar outra solução. Já que Piers se mostra totalmente imune a seu "sorriso encantador" e é mais preocupado em cuidar de seus pacientes e "médicos residentes". ㅤ


Mas o negócio não é bem assim. Piers fica abalado com aquela mulher, que além de linda, mostra que não tem medo dele.

🌹A esperança era um risco. ... há anos ele não ousava se permitir uma emoção tola como essa. Mas mesmo assim, a esperança brotou de algum lugar dentro de seu coração


Desde o início da leitura fui cativada com o texto bem humorado. E sai devorando as paginas. Linnet e Piers são ligados pelo mesmo sentimento : de se sentir abandonados pelos seus genitores (aliás que ódio do pai e da tia Dela, de deixa-la viajar sozinha )

E sinto um certo orgulho dela, que mesmo jogada a própria sorte, levantou o queixo e não se deixou abater. Se posicionando sempre e enfrentando seja lá quem for. Uma mocinha realmente digna da Felicidade.

Já o nosso Piers é bem carrancudo, porem essa máscara de Fera é só uma forma de proteger seu coração de mais decepções. Se afastando do pai ou de qualquer outro sentimento afetivo. Mas no fundo é um bom homem, pois transformou seu castelo em um verdadeiro hospital e mantém seus pacientes sob um tratamento rigoroso. Fazendo de tudo para não perder nenhum.

Tem também os personagens secundários, que são de suma importância para a história. Em especial o Conde, que carrega a dor do desprezo do filho e da ex mulher. Senti muita compaixão por ele. Pois ele é o retrato de que um erro destrói uma família e machuca corações por anos.
ㅤㅤ

Excluir comentárioler_sim_ler_sempreEnfim, um livro cheio de humor, mas também com passagens dramáticas. Enchendo assim meu coração de amor e superando minhas expectativas. Com um amor doce que vai além das aparências e que se prova forte diante as circunstâncias. .
.


Com momentos de apreensão, que eu fiquei com vontade de abraçar Piers, que vivia uma mistura de Homem/ Médico, me conquistando de vez. E realmente me emocionando com tamanho carinho e paixão. .
.


Em um final de fazer qualquer leitor ficar com um sorrisinho bobo no rosto. .
.


Afinal de contas, isso é um romance de época. O que de ruim poderia acontecer, não é mesmo ?! .
.
🌹Amar uns aos outros é o que essa família faz de melhor .

site: https://www.instagram.com/p/BfqudA0lSnd/
comentários(0)comente



Entrelivros_e_filho 27/02/2018

Adorei!

Nessa releitura de A Bela e a Fera vamos conhecer Linnet Berry Thryne que era uma beldade de beleza sem igual e que sabia do seu potencial, porém após um mal entendido com um príncipe na qual estava sendo cortejada, Linnet foi considerada arruinada e não mais casável, e para piorar a situação, todos achavam que ela estava grávida. Seu pai e sua tia para tentar abafar o escândalo armam um plano para casar Linnet com o filho do Duque de Windebank.

Piers Yelverton, conde de Marchant e herdeiro do Duque de Windebank vive em um enorme castelo no País de Gale e devido a um acidente quando era ainda criança, ele anda se apoiando em uma bengala e sente fortes dores na perna. Ele é um médico brilhante, mas tem o temperamento péssimo, além de ser frio e arrogante e ter uma sinceridade cortante nas palavras.


Linnet sai em viagem para conhecer seu futuro esposo convencida que em duas semanas ele já se apaixonou por ela, e ela vai poder confidenciar a verdade que ela não está grávida, mas o que ela não imagina é que Piers é imune aos seus encantos e que conquista-lo é mais difícil do que ela imaginou.


📖❝Um médico maluco – esse sou eu – e uma beldade terrivelmente conivente – essa é você -, mancando juntos rumo a uma vida de felicidade? Duvido muito. Você tem lido contos de fadas demais. ❞


Só posso dizer que essa foi uma leitura sensacional e muito prazerosa, além de leve, divertida e que prende o leitor desde as primeiras páginas, os personagens são incríveis com personalidades fortes e os diálogos sarcásticos do jeito que eu gosto e além dos protagonistas, os personagens secundários dão todo um toque especial na trama deixando o enredo mais envolvente.

A narrativa é em terceira pessoa, com capítulos intercalados entre Linnet e Piers, a historia fluí de forma sensual, divertida e bem descontraída e quando percebemos o livro terminou.

O livro nos faz refletir sobre família, amor próprio, mágoas e acima de tudo perdão. Com certeza um dos romances de épocas mais belos que tive a oportunidade de ler.



site: https://www.instagram.com/entrelivros_e_filho/?hl=pt-br https://www.facebook.com/Entrelivros_e_filho-1710703565630784/
comentários(0)comente



Raquel 20/02/2018

uma leitura mais que prazerosa, um livro leve gostoso, eu confesso que a muito não lia um livro tão bom quanto esse..
simplesmente amei e gostaria que não tivesse acabado tão rapidinho kkkk.
comentários(0)comente



Paula.Leticia 19/02/2018

Muito bom!
Um livro bem leve porém com palavras difíceis e escrita rebuscada, as vezes tinha quer ler a mesma página duas vezes pra ter certeza que entendi!!
Foi uma recontagem de conto de fadas c situações reais, o Piers era bem rude em certos comentários haha, mas era de se imaginar que ele iria cair de amores pela bela Linnet, o estranho é que o livro a descreve como encantora, maravilhosa, uma beldade, mas como ela não conseguiu se casar antes...???
Pode-se dizer então... que eles estava esperando um pelo outro!!!
comentários(0)comente



Paula.Leticia 19/02/2018

Muito bom!
Um livro bem leve porém com palavras difíceis e escrita rebuscada, as vezes tinha quer ler a mesma página duas vezes pra ter certeza que entendi!!
Foi uma recontagem de conto de fadas c situações reais, o Piers era bem rude em certos comentários haha, mas era de se imaginar que ele iria cair de amores pela bela Linnet, o estranho é que o livro a descreve como encantora, maravilhosa, uma beldade, mas como ela não conseguiu se casar antes...???
Pode-se dizer então... que eles estava esperando um pelo outro!!!
comentários(0)comente



155 encontrados | exibindo 1 a 15
1 | 2 | 3 | 4 | 5 | 6 | 7 |