Oníria

Oníria Joana Santos Silva




Resenhas - Oníria


43 encontrados | exibindo 31 a 43
1 | 2 | 3


Zinha.GonAalves 30/07/2017

Verdadeiro e lindo!
Histórias da autora Joana Santos Silva, numa poesia única, simples e aconchegante. Já li e reli este livro inúmeras vezes e quanto mais o leio, mais compreendo o significado de cada palavra e cada verso. Todos têm um pequeno significado, que juntos nos levam para lugares da nossa infância ou adolescência. Já passei por tantas situações idênticas que nunca tive coragem de as dizer.

" Vestido de manta verde
Rosas trazes ao peito
Tua lágrima que mata sede
Fogo que te deixa desfeito "

Poderia escrever quase todos os versos que aqui estão, que cada um tem diferentes significados e se lermos bem os poemas, reparamos que muitos são imersos numa dualidade escondida.

Adoro poesia, mas esta achei muito interessante.
comentários(0)comente



Biancagabriela 30/07/2017

Aquele livro que vale a pena cada segundo ...
" A vida é uma caixinha de belas surpresas
Não julgues o passado e suas tristezas"

Oníria, um livro de poemas apaixonante e emocionante, a autora Joana usa de suas belas palavras para contar pedaços de sua vida: desilusões, amor, tristeza e alegrias, o livro é aquele que te cativa e que nos faz querer cada vez mais.
Seu primeiro poema foi feito em 2001, na época a autora tinha uns 15 anos, porém já escrevia com profundidade e sabedoria essenciais a qualquer escritor de sucesso.
Uma obra feita de corpo e alma, a cada linha, sentimos um pouco do que a autora descreve,sentimos a nostalgia e ao terminar o último poema sentimos saudades.
Um livro intenso e que me prendeu a ponto de ler ele de uma só vez, sem pausas...
Ele é o pacote completo, uma capa maravilhosa e emoções fascinantes, sempre gostei muito de poemas e esse livro só aumentou meu amor.
Definitivamente a autora é de palavras tão doces e suave como rosas florecendo, Parabéns pelas palavras.
comentários(0)comente



Figueiredo 29/07/2017

Único! Muito especial!
Adoro poesia e quando olhei para este livro, fiquei apaixonada. A capa transmite uma paz e um aglomerado de sonhos que foram apanhados e escritos para nos encher a mente de outras vidas.
Começa muito bem, com um poema que é uma magia. Dá - nos força para termos fé e continuar a nossa vida.
Fala de amigos, família, confidentes, festas, viagens e o amor e a dor que estes nos trazem. Vi-me a passear por entre aqueles versos.
Sigo a Joana nas redes sociais e todos os dias recebo um verso para me alegrar. Gosto muito da sua poesia e como num só verso nos consegue transmitir tantas mensagens.
Parabéns a autora!
comentários(0)comente



Pages and Seasons 26/07/2017

Através de seus poemas, Joana narra uma vida que poderia ser a minha, a sua ou a do seu vizinho. Falando sobre vícios, perdas, dores, revoltas, saudades e solidão, Oníria é um apanhado de desabafos da autora sobre a sua vida e de pessoas próximas , que surgiram ao passar dos anos.
Todos são emocionantes e pude me identificar intimamente com algumas passagens que confesso me roubaram lágrimas.
Mesmo nos trechos tristes de lamentação podemos sentir que a intenção de Joana é nos dar esperança, nos mostrar que podemos tirar luz das sombras, que sempre haverá um novo dia e que música e um bom jantar podem ser ótimas companhias.

Quote favorito:

"Agarrada à folha e caneta que escondia
Para não perder a minha poesia
E não enlouquecer
Que não posso ser igual
Eu sou bem e não sou mal."

Cada pessoa se abriga em algo que lhe faz bem, no caso de Joana foram o lápis e o papel.
Emocione-se com Oníria.

Resenhado por:Elaine
Nota: 5/5

site: https://www.instagram.com/p/BW8juq3lR4s/?taken-by=pagesandseasons
JoanaSantoSilva 26/07/2017minha estante
???


JoanaSantoSilva 29/07/2017minha estante
???




Manata 19/07/2017

Amei!!!!
Comprei o livro pela capa, não conhecia a autora.
Amei ler este livro. Simples, mas com um toque mágico de quem transmite em papel palavras doces e fortes que nos transmitem muitas emoções.
O que mais gostei foi ter-me identificado em algumas situações.
Costumo ir para a praia pensar e refletir e os poemas sobre o mar foram os que mais me fascinaram. O meu livro está cheio de marcas para reler.

"Oh mar mas onde estas?
Não me deixes ficar sozinha
Que tempestade se avizinha
E eu só quero ser capaz "

Lindo! Lindo! Lindo!!!

Poderia escrever mais versos, cada um com o seu significado, mas não gosto de estragar surpresas!!!

Muito bom!
comentários(0)comente



Gabriela.Depp 15/07/2017

Poesia Simples ?
Este foi o primeiro livro de poesia que eu li, apesar de adorar poesia, nunca tinha lido um livro, tanto que eu nao consegui ler o livro todo seguido nao por serem maus (porque nao sao) mas porque para mim ler um poema tem de ser num momento.
Apesar de tudo, este livro conta uma historia,conta uma jornada muito pessoal e quando se lê sente-se isso. Nalgumas partes está bem explicito, noutras nao tem tanto, mas pela sequencia de poemas que é na sua maior parte lógica, consegue-se perceber isso. Sao problemas comuns, problemas com que facilmente nos relacionados.
Na minha opiniao, é um livro bom, com poesia boa, nada de Fernando Pessoa ou Camões, mas uma poesia simples, acessivel e boa para quem aprecie. Em certos momentos achei demasiado direta, nao tinha aquele envoltro escondido que se procura na poesia, mas ainda assim recomendo para quem goste, eu tenho a dizer que gostei e recomendo ???
comentários(0)comente



Rasta 14/07/2017

Poesia que encanta!
Fiquei super curioso com a capa e decidi oferecer à minha mulher porque adora caça sonhos. Quando agarrei para ler, não consegui parar. Desde o primeiro ao último poema fiquei viciado. Senti um deja vu em muitos poemas.
O poema sobre "Ela" fascinou-me. A necessidade de liberdade e luta constante para a atingir é brutal.
Não era muito fã de poesia até ter lido este livro.
Alguns versos fazer-nos pensar e pensar e pensar. Dar mais valor ao que temos e como outras pessoas sentem as coisas. Eu tive uma mistura de sentimentos que fervilharam durante alguns dias. Adorei este tipo de poesia.

Parabéns!
comentários(0)comente



Fernandes 11/07/2017

Preenche o coração! Adorei
Oníria, como a autora descreve na sinopse, são pedaços de uma vida. Enquanto lia os seus poemas, muitas vezes senti uma sensação familiar. A capa, uma das mais bonitas que já vi até hoje é um caça sonhos, o que me faz pensar que os poemas são sonhos que a autora escreve em papel. O título, que se identifica com a capa e os poemas, vem de ?Oneiros? (um dos poemas também), que significa Deus do Sonho.
O que achei mais interessante foi o poema ?Magia? que data de 2001, ou seja, a autora deveria ter 14/15 anos quando o escreveu. A história desse poema está lindíssima.
A referência aos Deuses está muito original e única.
A maioria das pessoas iguala poesia a uma escrita complicada, mas esta poesia é simples e encantadora. Desde que comprei este livro, que não o tirei da mesa de cabeceira, por ser tão bonito exterior e interiormente.
Aconselho a fazer parte de qualquer casa.
Parabéns!
comentários(0)comente



Batista 04/07/2017

Gostei bastante desta poesia. Verdadeira e sincera que transmite realidade. Acho que a capa é única e o título muito interessante, por Oníria ser sonho. Como se os poemas fossem os sonhos caçados e escritos pela autora.
Acho que o facto da autora escrever com uma idade tão jovem é impressionante.
A simples forma como escreve e nos faz pensar como as coisas são é fantástica.
comentários(0)comente



Jorge.Guerreiro 04/07/2017

Oníria
Adorei o Oníria! É impressionante como uma rapariga tão jovem faz poesia sobre pedaços da sua vida. O poema magia é magnífico e, tendo em conta que foi escrito com 13 anos. Histórias que sim, podem acontecer a qualquer um.
comentários(0)comente



Fernanda @condutaliteraria 23/06/2017

Maravilhoso!
Sempre acho que um livro de poesias é feito com a alma e sempre tem muito de quem o escreve.

Assim me senti lendo Oníria, de Joana Santos Silva. Um bálsamo para nossas vidas.

“Traz me de volta aqueles ventos.
No campo à espera de comida caseira.
E eu à tua beira.
Ainda te vejo a trocar batatas por galinhas.
Para cozinhares para a Joaninha.
Meu tudo, minha saudade”.
Trecho de Avó, pág 19


Nostalgia, saudade e alento são ingredientes da escrita da autora e eu me peguei diversas vezes mergulhada dentro de mim mesma.


“Divagar, pensar em ti, escrever.
Compreender, a tua pessoa, voar.
Tentar-te alcançar, mas ouves.
Não sei se podes.
O barco está-te a levar.
Nem de perto te consigo avistar.
Chove, faz frio e chuva.
E está só a minha presença, não a tua.”
Trecho de Momento, pág 29

Só posso dizer o quanto intensa é a leitura de Oníria, li em uma sentada, mas deve ser degustado e sentido.

“Arrancada pergunto o porquê.
Deus diabo que me tormentas.
É por baixo das tuas bentas.
Cego que não se vê.
Farei tudo para te recordar.
Serei eu contigo ao lado.
Sou oníria e te canto o fado.
De que nunca me vais deixar.”
Trecho de Oníria, pág 60

A edição, pela editora Chiado, está linda e perfeita. A capa é maravilhosa, com um apanhador de sonhos na capa em tons de azul. O que traduz exatamente esse mundo de Oníria, um apanhado de sonhos e momentos em forma de poesia.

Leitura cheia de sentimentos e gratificante. Agradeço a Joana por essa oportunidade!
Betinha 23/06/2017minha estante
Adorei! A capa é linda.


JoanaSantoSilva 26/06/2017minha estante
Obrigado ???




Gramatura Alta 18/06/2017

Lendo poemas
Vou ser sincero logo de início: não gosto de fazer resenhas de livros de poesias. Aí vocês acham que é porque não gosto de poesias. Não! Estão errados. Eu gosto, e muito. Então qual o problema? Bem, fazendo um paralelo, poesias são como pinturas, e isso quer dizer que a interpretação delas é, em grande parte, subjetiva. Cada pessoa pode compreender e sentir de forma completamente diferente.

Por isso, o que eu abstrair de um poema, terá um significado único para mim, eu farei uma interpretação do que ler com base no que eu sinto com cada uma das palavras. Ler um poema é uma tarefa, acima de tudo, emocional.

ONÍRIA, o livro de Joana Santos Silva, é composto por poemas ordenados cronologicamente. Ao final de cada um, existe o ano em que ele foi escrito. A maioria descreve o amor nas suas diferentes fases, desde o primeiro olhar, até a perda e a dor decorrente. Mas também existem poemas sobre magia, sobre laços familiares, sobre morar em um país diferente, sobre festas, sobre a natureza, sobre vícios, entre outros.

Nem todos os poemas possuem rima. Alguns são líricos, outros são narrativos. Todos, porém, são escritos de forma simples, com uma sequência de versos que não confundem e que se completam. Isso é agradável, porque não exige do leitor o exercício de se concentrar para tentar compreender o que o poeta quis passar.

Acho que um livro de poesias é uma aquisição que passa a fazer parte da pessoa de uma forma diferente de um romance. Em dias tristes, ou alegres, você pode ler aquele poema que mais combina com seu momento, sem precisar de efetuar uma leitura sequencial. É como conversar com aquele amigo, ou amiga, que diz o que você precisa ouvir.

Então, um livro de poemas como Oníria sempre é bem-vindo na estante! ;)

site: http://www.gettub.com.br/2017/06/oniria-resenha-sorteio.html
comentários(0)comente



Maju Raz 22/05/2017

Livro perfeito e intenso!
“Não me arrependo de nada que foi feito
Apenas tenho saudades de me encostar no teu peito.”

Ah, Oníria, reino dos sonhos... eu tive a sorte e o prazer de ser encontrada na web por Joana Silva. Natural de Cascais, Portugal, trabalha em Hotelaria. Já trabalhou e estudou na Escócia e a saudade de casa só resultou em belas poesias.

“Uma viagem de sabores
Que até rasga o papel
Tantos de amores
De amargo a mel.”

E Joana me encontrou e conversamos. Seu livro veio de Portugal da Editora Chiado, que honra! Li tudo numa sentada. UAL! Que intenso! A começar pela capa que é maravilhosamente maravilhosa! Eu amo apanhador de sonhos. O livro é isso. Um apanhado de sonhos e pedaços de vida. Confesso que me peguei com lágrimas nos olhos muitas vezes e o livro ficou cheio de post its assinalando quotes marcantes. Momentos pessoais passados pro papel, chegamos dentro do coração da poeta.

“E eu na total solidão
Agarrada à folha e caneta que escondia
Para não perder a minha poesia.”

A jovem moça tem rima, tem ritmo, métrica, sabe escrever e conduzir o leitor para as suas emoções despertando em nós nossos anseios nos identificando com a autora. Carregada de sensibilidade, Joana nos faz pensar em várias temáticas: amor, viagem, saudade, inquietações, sonhos, medo, tristeza, magia.

“Há um pouco de tudo
Mas sempre em sintonia
Eu digo que é outro mundo
Mundo esse de magia.”

A Língua Portuguesa é a língua mais sonora entre as línguas de matriz latina. A sonoridade do Português Europeu falado e lido agrada de uma forma tão intensa que transforma a obra da poetisa, é o diferencial deste livro de poemas.

“...Viras-me as costas e ainda vejo que te estás a rir
Queres que eu seja tua amiga para todos os teus problemas
Mas enquanto te divertes eu apenas escrevo poemas...”

Uma obra de sobressaltos feita com tanta maestria e cuidado que nos transporta dentro d´’ alma de Joana a cada poema. Somos inclusos na reflexão do íntimo com as palavras da melhor maneira possível, somos enlevados a cada composição e presenteados com um livro fantástico e mágico.

Mais que indicado! Muito obrigada, Joana!

“Agora na paz interior peço a uma fada pozinhos mágicos
Para acabar com a minha dor e os momentos mais trágicos...”

“Eu sei que doía e eu de mãos atadas
Voltei a chamar aquela fada...”


site: http://sociedadedolivrorp.blogspot.com.br/2017/05/resenha-oniria-de-joana-silva.html
JoanaSantoSilva 30/05/2017minha estante
Que lindo!!! ?????????


Maju Raz 31/05/2017minha estante
=D




43 encontrados | exibindo 31 a 43
1 | 2 | 3