Oníria

Oníria Joana Santos Silva




Resenhas - Oníria


43 encontrados | exibindo 1 a 15
1 | 2 | 3


Camila Justi | @JustiBooks 07/08/2017

Lindo!!!
Oníria é um livro de poesias, repleto de poemas lindos e verdadeiros. Nele a autora abordou temas como o Amor, a Amizade, a Família e o Cotidiano entre passado e presente.
??
Quem gosta de mandar cartas vai ser uma verdadeira inspiração ou até mesmo pegar alguns trechos e enviar para a pessoa amada!!!
??
O gostoso dessa leitura é pegar a cada dia uma poesia para apreciar e refletir.
A capa é maravilhosa e ele foi escrito e impresso em Portugal!! Que luxo hein?!
comentários(0)comente



Barros 30/07/2017

Simplicidade?
Um livro cheio de poesia linda que me fez imaginar tanto. Foi incrível as vezes que me vi naquelas palavras.
Achei imensa graça aos poemas sobre "ela" e sobre as festas e caiu uma lágrima no poema da "avó" uma vez que já passei por isso e os nossos avós são mais que pais.
Acho que o poema "tanato" está mesmo especial. E o poema "mar e eu" daria sem dúvida uma bela música.
Se eu tivesse que escolher o melhor, escolheria o poema "Oníria" pela forma como está escrito e pelo seu significado, como sempre gostei dos deuses, esse poema fascinou - me!
Parabéns Joana! Aguardo o próximo!
comentários(0)comente



Grasiele Lima 26/08/2017

Simplesmente lindo - @paginalida
Eu simplesmente amei Oníria. É um livro lindo do início ao fim. Nele Joana nos apresenta uma coleção de poemas que foram escritos em diversos momentos da sua vida. Eles falam sobre sonhos, inquietações, sossegos e desassossegos, amores e desamores, saudades, e muitos outros sentimentos e pensamentos que todo mundo passa na vida.

A primeira coisa que me conquistou nesse livro e me fez querer lê-lo imediatamente foi a sinopse. A própria sinopse é uma poesia e nos dá um gostinho do que está por vir durante a leitura. E a capa é maravilhosa!

Oniría "é uma obra de sobressaltos, que podiam ser os nossos, povoadas por desassossegos que são de todos". Ler esse livro me fez sentir uma mistura de sentimentos e relembrar de vários momentos que eu já passei. Amei demais a leitura e recomendo a todos!

Me sigam no instagram: @paginalida
Acessem o blog para ver a resenha completa. Link abaixo!

site: https://paginalida.wordpress.com/2017/08/26/resenha-oniria-joana-santos-silva/#more-658
comentários(0)comente



Gramatura Alta 18/06/2017

Lendo poemas
Vou ser sincero logo de início: não gosto de fazer resenhas de livros de poesias. Aí vocês acham que é porque não gosto de poesias. Não! Estão errados. Eu gosto, e muito. Então qual o problema? Bem, fazendo um paralelo, poesias são como pinturas, e isso quer dizer que a interpretação delas é, em grande parte, subjetiva. Cada pessoa pode compreender e sentir de forma completamente diferente.

Por isso, o que eu abstrair de um poema, terá um significado único para mim, eu farei uma interpretação do que ler com base no que eu sinto com cada uma das palavras. Ler um poema é uma tarefa, acima de tudo, emocional.

ONÍRIA, o livro de Joana Santos Silva, é composto por poemas ordenados cronologicamente. Ao final de cada um, existe o ano em que ele foi escrito. A maioria descreve o amor nas suas diferentes fases, desde o primeiro olhar, até a perda e a dor decorrente. Mas também existem poemas sobre magia, sobre laços familiares, sobre morar em um país diferente, sobre festas, sobre a natureza, sobre vícios, entre outros.

Nem todos os poemas possuem rima. Alguns são líricos, outros são narrativos. Todos, porém, são escritos de forma simples, com uma sequência de versos que não confundem e que se completam. Isso é agradável, porque não exige do leitor o exercício de se concentrar para tentar compreender o que o poeta quis passar.

Acho que um livro de poesias é uma aquisição que passa a fazer parte da pessoa de uma forma diferente de um romance. Em dias tristes, ou alegres, você pode ler aquele poema que mais combina com seu momento, sem precisar de efetuar uma leitura sequencial. É como conversar com aquele amigo, ou amiga, que diz o que você precisa ouvir.

Então, um livro de poemas como Oníria sempre é bem-vindo na estante! ;)

site: http://www.gettub.com.br/2017/06/oniria-resenha-sorteio.html
comentários(0)comente



@sonhandoentreasestrelas 26/11/2017

Oníria-Um turbilhão de sensações
Mais do que poemas,muito mais do que palavras,este livro foi como viver fragmentos de vida de outra pessoa.Com poemas envolventes,vemos como é mudar para outro país,como é viver uma desilusão e como é sentir novos sentimentos. A autora nos consegue passar tudo que ela sente,eu nunca tive muito amor por poesia,mas a partir de livros como esse eu estou me apaixonando por esse mundo de sentimentos e sensações.E convido todos vocês a vim conhecer esse mundo de poesia que é "Oníria".
comentários(0)comente



Iago 05/09/2017

Oníria - Resenha
Inicialmente gostaria de falar um pouco sobre o nome do livro. Oníria, originado do sânscrito, pode ser traduzido como algo relacionado aos sonhos, uma pessoa capaz de interpretar e/ou manipular sonhos. Por se tratar de um livro de poesia, não encontraria uma nomenclatura mais adequada do que essa. Além disso, o que dizer da capa que já transmite a relação entre poesia e sonho com um apanhador de sonhos tão lindo desses? Simplesmente fantástico.

Quando comecei a ler a poesia de Joana eu me senti lendo a alma de uma pessoa que escreve a partir de si. Não tive outra reação se não me emocionar com cada palavra escrita nos poemas doces e amargos da autora que, embora ainda não conhecesse, passei a admirar muito. Ao fazer resenhas de livros de poesias eu tenho o cuidado de não tentar resumir todos os textos através de palavras simplórias, até mesmo porque não seria possível!

Entenda: Um livro com dez poesias mereceria no mínimo (na descrição de um professor de literatura, que eu sou) um texto para cada poesia, pois é impossível resenhar uma antologia inteira e ser justo com o trabalho cuidadoso que o autor teve ao reunir múltiplas obras. Ao falar de poesia, gosto de pegar textos específicos e apresentar a você, nosso leitor.

Sou um amante da poesia portuguesa, e considero tanto nomes clássicos (como Camões), como autores contemporâneos que já tive o prazer de ler através da Universidade e da nossa parceria com a Chiado Editora. A Joana é um nome que agora incluo dentro da minha lista de poetas portugueses da minha mesa de cabeceira.

Dos trechos que trouxe para apresentar para vocês hoje, o primeiro é encontrado no poema Obsessão:

"Porque me perdeste? Sabes a resposta?
Estive sempre ao teu lado, a tudo estava disposta
Até daria a minha vida em lugar da tua
Mas com o cansaço... tudo muda (...)"

Esse texto me provocou sentimentos intensos e que me fizeram lembrar de momentos da vida de prazer e dor, o verdadeiro ato de experienciar a catarsia dentro da poesia. Não preciso dissertar sobre o texto pois, como percebem, ele já fala por si próprio.
Sobre o segundo trecho, este é do poema Tânato:

"(...) Alma, sem ter troco
Até os bichos te levam corpo
Deixando memórias
De tristezas e vitórias (...)"

A poesia é uma repleta alusão a Thanatos, a personificação da morte dentro da mitologia grega, irmão de Hipnos, o Deus do Sono. Ao longo do texto, datado de 2003, o autor se dá conta do caminho que os seres vivos fazem em direção ao destino inevitável da morte e o abraço de Thanatos, que na grafia portuguesa se dá como Tânato. Digo isso a partir da minha interpretação e experiência no campo literário, podendo eu estar ou não errado, afinal a interpretação poética é subjetiva e individual.

De qualquer forma, Joana Santos Silva é uma das excelentes poetisas portuguesas da contemporaneidade. Eu recomendo fortemente a leitura apaixonada e ininterrupta da obra da autora.


Oníria, um livro de poesia para quem ama, quem já amou, ou quem irá amar. Para quem sonhou, sonha ou vai sonhar.

site: http://www.fixacaoliteraria.com/2017/07/oniria-resenha.html
comentários(0)comente



ClAudia.Pasini 07/08/2017

AMEI
Quando Joana me ofereceu seu livro, apesar de lisonjeada, respondi sinceramente que poemas é sempre uma questão de amor e ódio para mim e não há nada mais difícil de resenhar que um livro de poemas.
⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀
Mas a própria Joana é um poema.
⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀
Joana é linda, é doce e é impressionante!
⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀
E esse livro é um espelho desse ser humano.
⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀
Os poemas são claros, são fáceis mas são profundos.
⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀
Dispostos em uma ordem cronológica, relatam diferente formas de amor, perdas, natureza, família...
⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀
Um poema sempre vai causar uma impressão diferente em cada leitor, o despertar de um sentimento, uma dor, uma identificação, um Uau...
⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀
Mas quando você faz as contas e percebe que Joana tinha apenas 13 anos quando escreveu "Magia", você sabe que esse talento nasceu com ela.
comentários(0)comente



livrosdavivi 25/11/2017

Sentimentos, pensamentos, acontecimentos,... poemas.
Oníria é um livro repleto de vários poemas, que têm como tema, acontecimentos e sentimentos aderidos ao longo do tempo. Cada poema tem sua complexidade, eu gosto bastante de todos! É um bom livro para ler um poema a cada dia, foi como eu fiz, todo dia eu lia um e gostei muito.
comentários(0)comente



Michelle Trevisani 22/10/2017

Doce poesia!
Oi pessoal! Tudo bem? Hoje a resenha que trago aqui para vocês é de um livro que viajou bastante até chegar nas minhas mãos! A autora, a Joana Santos Silva me encontrou na internet, gostou do trabalho que faço com resenha de livros e fotos e me perguntou se eu gostaria de receber um exemplar de um livro seu para conhecer. Fiquei super contente com o contato da Joana e disse que queria receber sim. Então ela pediu meu endereço e disse que o livro iria demorar um pouquinho a chegar. Eu disse sem problemas, eu fico esperando aqui ansiosa hahah. Eu só não sabia que o livro viria direto de Portugal! Isso mesmo, a Joana mora lá. Ela é de Cascais, e eu fiquei ainda mais contente de saber que o livro viajaria pelos sete mares para depois ser degustado pelas minhas mãos.

O livro Oníria foi lançado pela editora Chiado e é um livro de poesias. São várias poesias selecionadas por Joana, 2002 a 2016. Ela foi colocando o ano no rodapé de cada poema e eu achei esse detalhe bastante interessante. A gente percebe o sentimento com o qual ela escreveu em cada ano, como por exemplo: um poema mais saudoso, um poema que fala de amor, outro que fala de algum ente querido, ou que fale de sua terra. A maturidade que a autora vai tendo a cada ano em cada poema fica bastante claro pra mim.

Como eu também já escrevi muito poema na vida, sei bem como é isso. Tem fase que um certa tema não sai da nossa cabeça. Passa um tempo e entra outro tema. Como ela fisgou um poema de cada ano, ficou um livro com temas bastante diversificados.

Adorei a experiência de ter esse livro nas mãos. E de Joana o ter enviado lá de Portugal pra mim. Parece que eu tenho um pedacinho daquele país lindo aqui no meu quarto agora. Esse tipo de sentimento é impagável. Para quem gosta de poemas e quer uma coisa leve e bastante rimada, recomendo este livro, que está com uma capa linda – eu amo filtro dos sonhos, quando eu bati o olho nessa capa já sabia que ia gostar.

Leia o restante da resenha no meu blog >> LIVRO DOCE LIVRO

site: https://meulivrodocelivro.blogspot.com.br/2017/09/resenha-oniria-de-joana-santos-silva.html
comentários(0)comente



Maju Raz 22/05/2017

Livro perfeito e intenso!
“Não me arrependo de nada que foi feito
Apenas tenho saudades de me encostar no teu peito.”

Ah, Oníria, reino dos sonhos... eu tive a sorte e o prazer de ser encontrada na web por Joana Silva. Natural de Cascais, Portugal, trabalha em Hotelaria. Já trabalhou e estudou na Escócia e a saudade de casa só resultou em belas poesias.

“Uma viagem de sabores
Que até rasga o papel
Tantos de amores
De amargo a mel.”

E Joana me encontrou e conversamos. Seu livro veio de Portugal da Editora Chiado, que honra! Li tudo numa sentada. UAL! Que intenso! A começar pela capa que é maravilhosamente maravilhosa! Eu amo apanhador de sonhos. O livro é isso. Um apanhado de sonhos e pedaços de vida. Confesso que me peguei com lágrimas nos olhos muitas vezes e o livro ficou cheio de post its assinalando quotes marcantes. Momentos pessoais passados pro papel, chegamos dentro do coração da poeta.

“E eu na total solidão
Agarrada à folha e caneta que escondia
Para não perder a minha poesia.”

A jovem moça tem rima, tem ritmo, métrica, sabe escrever e conduzir o leitor para as suas emoções despertando em nós nossos anseios nos identificando com a autora. Carregada de sensibilidade, Joana nos faz pensar em várias temáticas: amor, viagem, saudade, inquietações, sonhos, medo, tristeza, magia.

“Há um pouco de tudo
Mas sempre em sintonia
Eu digo que é outro mundo
Mundo esse de magia.”

A Língua Portuguesa é a língua mais sonora entre as línguas de matriz latina. A sonoridade do Português Europeu falado e lido agrada de uma forma tão intensa que transforma a obra da poetisa, é o diferencial deste livro de poemas.

“...Viras-me as costas e ainda vejo que te estás a rir
Queres que eu seja tua amiga para todos os teus problemas
Mas enquanto te divertes eu apenas escrevo poemas...”

Uma obra de sobressaltos feita com tanta maestria e cuidado que nos transporta dentro d´’ alma de Joana a cada poema. Somos inclusos na reflexão do íntimo com as palavras da melhor maneira possível, somos enlevados a cada composição e presenteados com um livro fantástico e mágico.

Mais que indicado! Muito obrigada, Joana!

“Agora na paz interior peço a uma fada pozinhos mágicos
Para acabar com a minha dor e os momentos mais trágicos...”

“Eu sei que doía e eu de mãos atadas
Voltei a chamar aquela fada...”


site: http://sociedadedolivrorp.blogspot.com.br/2017/05/resenha-oniria-de-joana-silva.html
JoanaSantoSilva 30/05/2017minha estante
Que lindo!!! ?????????


Maju Raz 31/05/2017minha estante
=D




Bia 05/09/2017

Intimidade e muita poesia
Oníria me encontrou, me encantou e rimou com meu coração, que ansiava de poesias para adocicar meu dia. Recebi da Joana , o seu livrinho amor, que conta com uma capa fofa e uma diagramação poética. O livro é um apanhado da vida da autora: dos seus sonhos, amores, conquistas,perdas. Não sou a melhor pessoa para falar sobre a estrutura de um livro de poesias, mas a Joana tem métrica e acima de tudo sabe conduzir o leitor a sentir o que ela sentiu quando estava escrevendo.

Agora na paz interior peço a uma fada pozinhos mágicos
Para acabar com a minha dor e os momentos mais trágicos...”

“Eu sei que doía e eu de mãos atadas
Voltei a chamar aquela fada...”

Cheio de sensibilidade e com uma excentricidade á parte, o livro da portuguesa conquista e emociona com seu Português Europeu. Querida Joana, você me transportou para perto de ti e pela suas poesias, pude conhece-te e refletir das mesmas temáticas abordadas pela composição desse livro lindo e cheio de vida.

“E eu na total solidão
Agarrada à folha e caneta que escondia
Para não perder a minha poesia.”

O livro pode ser adquirido em forma impressa no site da Chiado Editora ou e-book na Amazon Brasil aqui.

site: http://meucoracaoliterario.blogspot.com.br/search?q=on%C3%ADria
comentários(0)comente



Rasta 14/07/2017

Poesia que encanta!
Fiquei super curioso com a capa e decidi oferecer à minha mulher porque adora caça sonhos. Quando agarrei para ler, não consegui parar. Desde o primeiro ao último poema fiquei viciado. Senti um deja vu em muitos poemas.
O poema sobre "Ela" fascinou-me. A necessidade de liberdade e luta constante para a atingir é brutal.
Não era muito fã de poesia até ter lido este livro.
Alguns versos fazer-nos pensar e pensar e pensar. Dar mais valor ao que temos e como outras pessoas sentem as coisas. Eu tive uma mistura de sentimentos que fervilharam durante alguns dias. Adorei este tipo de poesia.

Parabéns!
comentários(0)comente



Encanto Literário 23/10/2017

Resenha: Oníria de Joana Santos Silva
Olá leitores!

Compartilho com vocês esta linda obra portuguesa, que após uma longa viagem pelos mares do Oceano Atlântico, veio nos agraciar com seus prazeres poéticos, trata-se de Oníria. E para aqueles que assim como eu, devem estar se perguntando o que significa o título, fui pesquisar e oníria é uma derivação da palavra onírico, que é um adjetivo masculino que está relacionado ou faz referência aos sonhos, após esta explicação notamos que o apanhador de sonhos da capa do livro, combina graciosamente com o título.

Sobre a autora:
Joana Santos Silva nasceu em 1987, em Cascais, onde reside atualmente. Estudou Gestão Turística e Hoteleira, pelo Instituto Superior Politécnico Internacional de Lisboa e aprofundou a sua formação em Leadership and Management durantre os três anos que viveu na Escócia, partiu em busca de novos desafios na sua área, regressando em 2015 porque a saudade falou mais alto.

Trabalha com hotelaria em um hotel de cinco estrelas. Recentemente encontrou ainda tempo para continuar a investir na sua formação, frequentando o curso de Administrativo e Financeiro. Cultiva desde a infância a paixão pela escrita e pelos animais. Atualmente Joana vive com o seu noivo, três gatos e uma cadela.

Sobre a obra:
São pedaços de uma vida, aconchegada entre o passado e o presente, entre o sono e o sonho. Inquietações que nos apanham de olhos ainda cerrados, desligadas da realidade apenas na medida certa.

Esta é uma obra de sobressaltos que podiam ser os nossos, povoada por desassossegos que são de todos. Feita de momentos que, ao romper da aurora, nos fazem seguir em frente.

Minha opinião:
Escrito através de uma linguagem fluída e coloquial, certas vezes lembrando quase um fado, que é o estilo musical português que eu amo😍, os poemas da obra devem ser apreciados e lidos com calma, pois suas palavras com certeza irão invadir a alma de qualquer leitor que seja mais emotivo.

Para mim, foi impossível não reler o livro inúmeras vezes e ao término de todas elas me invadir um pensamento de "quem é esta autora que conseguiu transformar minha vida e meus sentimentos em poemas impressas em um livro? Gostaria de conhecê-la!" A autora se expressa de maneira tão crível, que faz o leitor sentir-se amigo dela, querer abraça-la e fazer parte de sua vida.

Nas páginas de Oníria, me identifiquei profundamente com vários textos, como se eles narrassem determinados momentos de minha vida e descrevessem meus sentimentos mais profundos. Fui transportada no tempo e no espaço, a ponto de reviver alegrias, tristezas, amores, desilusões, saudades, nostalgias, enfim, ser tomada por tantos sentimentos que as vezes saltavam-me lágrimas ao olhos, mas não pensem que a obra é apenas para se emocionar e sofrer, ela nos mostra também, a importância que é ter esperança perante as dificuldades da vida.

A seguir apresento-lhes um trecho de um poema para lhes aguçar a curiosidade:

LOUCURA
A um passo da loucura
Pára, vê o que falha
Se vês que nada te cura
É porque a vida é canalha

Medita o teu interior
Reflete nas tuas escolhas
Não lhes guardes rancor
Escreve em outras folhas

Rasga tudo cá para fora
Cria o teu próprio plano
Se tiveres que ir, vai-te embora,
Não iludas o engano

Volta para trás
Não tenhas medo
Força que é bem capaz
Eu guardo o teu segredo
...

Abraços!

site: http://www.encantoliterario.com.br/2017/10/resenha-oniria-de-joana-santos-silva.html
comentários(0)comente



Isabela | @whatimreadingbells 10/03/2018

Oníria é um livro de poemas escritos pela Joana Santos.
Os poemas foram escritos ao decorrer dos anos, em torno de 2000 até 2016. Com uma escrita profunda, Joana Santos nos conta sobre o amor, a amizade, família, Portugal, enfim, um pouco de sua vida é transformado em palavras.
-
"A vida é uma caixinha de belas surpresas
Não julgues o passado e suas tristezas
Tem na cabeça tudo o que um dia te fez feliz
Esquece o mal, pois podes ficar por um triz
O que te ensinou a vida Joana?..."
-
Apesar de a autora ser de Portugal, a leitura é fluída e não existe dificuldade na leitura, muito pelo contrário, enriquece o vocabulário.
comentários(0)comente



Thállyta 02/02/2018

Muito bom!
Oníria reune poesias que falam desde amizade a amor.
No fim de cada poesia há um ano, que creio ter sido o ano em que a poesia foi escrita. Pude perceber que são poesias escritas através dos acontecimentos da vida da autora, pois sentimos a realidade que há nas palavras. Como diz na sinopse, "São pedaços de uma vida, aconchegada entre o passado e o presente [...]".
Minhas poesias favoritas foram "Magia", "Amor Confuso", "Obsessão" e "Passado".
Não encontrei erros de revisão e recomendo a leitura, o livro é bem curtinho e dá pra ler em poucos minutos.

Quotes:
"Queres que eu seja tua amiga para todos os teus problemas
Mas enquanto te divertes eu apenas escrevo poemas
Porque tu só me queres quando não tens mais ninguém
Será que algum dia te vou deixar de amar e apaixonar-me por outro alguém?
[...]
A resposta é sim, e felicidades para ti também..."

"A vida é uma caixinha de belas surpresas
Não julgues o passado e suas tristezas"

"Eras o meu anjo, tu é que me protegias
Agora sinto-me sozinha, com as minhas fantasias"

"Não me arrependo de nada do que foi feito
Apenas tenho saudades de me encostar a teu peito"

"Só irás dar valor
Quando o sol desaparecer
Sei que nem tudo é calor
Mas depois vais perceber"

site: Resenha em: https://www.instagram.com/p/BesGQNEAh5K/
comentários(0)comente



43 encontrados | exibindo 1 a 15
1 | 2 | 3