Onde Terminam os Arco-Iris

Onde Terminam os Arco-Iris Cecelia Ahern




Resenhas - Onde Terminam os Arco-Iris


77 encontrados | exibindo 1 a 15
1 | 2 | 3 | 4 | 5 | 6


*Rô Bernas 07/06/2010

O Arco-iris nunca termina
Quem está esperando um conto de fadas não leia este livro.
É muito mais do que isso...é um conto de fadas maduro...é encantador. É um livro de um amor que vai crescendo sem que os personagens se toquem e nem por isso, se torna um amor menos mágico, menos prazeroso, menos desejado.
É amor que nasce em cada e-mail trocado, cada telefonema, cada papo no MSN, cada briga, cada risada, cada desencontro. É amor construído e muito bem embasado pelo tempo.
Muitas vezes tive vontade de esganar Rosie por ser tão burra e ceder tanto em favor dos outros e nada a favor dela...assim como quis esganar Alex por ser tão comedido. Amei Ruby, a amiga de todas as horas que sabia dizer verdades que mereciam ser ditas...ri, chorei, xinguei...me emocionei.
Ah...que vontade de ter tido um belo amigo de infância.
Lindo livro, linda estória!
comentários(0)comente



Fefa 19/09/2009

Alto nível de recomendação!
Este foi o segundo romance que eu li da Cecelia (segundo escrito por ela tb)e me apaixonei. Assim como "P.S. Eu te amo", "Onde terminam os arco-íris" fala de como o destino pode ser maldoso e se diverte as nossas custas e de como podemos ser fortes o bastante para dar a volta por cima.

A forma pela qual a história é narrada pode ser apontada, indubitavelmente, como o grande diferencial do livro. Pode parecer estranho no início, há os erros gramaticais e tudo... mas, a coisa vai se tornando tão natural que você se sente como que lendo os diários das personagens, invadindo sua intimidade mesmo. Pelo menos EU me senti assim.

Eu ria cada vez que o Alex, e depois a Katie, escrevia 'eu cei'(assim mesmo com 'c'). Em seguida o riso dava lugar a muitas e muitas lágrimas. Às vezes os dois se misturavam. Foi uma experiência intensa, eu diria. Não cheguei a me sentir no lugar de alguma personagem mas, em compensação, torci muito pela felicidade das protagonistas - juntos, é claro. Tanto, que pareciam ser pessoas do meu convívio, com algum laço bem próximo. Viajei muito? Será? Hehe

O fato é que eu simplesmente amei o livro! O final é, deveras, previsível (o que não desmerece em nenhum sentido a obra). No entanto, nunca pensei que fosse demorar tanto para acontecer. Só para nos fazer sofrer....... =)

RECOMENDADÍSSIMO!!!
Dana Silva 16/02/2013minha estante
hahahhah eu tava imaginando como eles traduziram o "I no" do Alex e da Katie, nossa... eu cei ficou tenso heim... kkkkkk pq na versão original ambos colocam [I No] ao invés de [I know]...




Diana 25/04/2010

Amando em silêncio
Há muitas interpretações para a história deste livro.

Poderia dizer que é um livro sobre o poder das escolhas que fazemos e como as consequências podem alterar nossos destinos.

Mas não é só isto, é sobretudo, um livro sobre espera, aceitação e a força do amor.

A narrativa genuína de Cecelia Ahern flui naturalmente, me senti transportada para dentro da história, acompanhando as vidas dos personagens.

Não é um conto de fadas, é um romance maduro desenvolvido através de situações reais que poderiam e muitas vezes acontecem com qualquer um.

Rosie e Alex levam quase uma vida inteira para perceberem que o verdadeiro amor estava tão perto, que foram feitos um para o outro.

E com eles aprendemos que um momento de silêncio pode ser mais importante que todas as palavras do mundo para expressar o que sentimos.

Estou extasiada depois de ler este livro. Ri, gritei de frustração, chorei, me apaixonei, me emocionei junto com Alex e Rosie. E ao chegar a última página estava sorrindo com lágrimas no rosto.

Lembrei-me de Persuasão de Jane Austen pela temática e também porque é através de uma carta especial que os sentimentos são revelados e a redenção alcançada.

Um livro que nos faz pensar sobre o poder do tempo e acreditar que, não importa quanto demore, um dia encontramos a felicidade.
comentários(0)comente

*Rô Bernas 07/06/2010minha estante
Assim como você, fiquei extasiada lendo este livro...teve momentos que quis bater em Rosie por ser tão burra e em Alex por ser tão comedido...mas...ah...que pena que acabou...ao final eu ia lendo mais e mais devagar pra que o livro não acabasse nunca...amei!!!




Marcia 21/03/2010

Um livro para ler e reler....
Achei emocionante, cheio de reflexões!!
É claro que no meio de tantos desencontros dá vontade de correr para o final do livro e acabar com aquele sofrimento, é frustrante!!! a sensação de tempo perdido vem toda hora que vemos a passagem de tempo e os dois personagens envelhecendo, dá raiva!
Achei que o Epílogo poderia ter sido mais explorado, afinal passamos o livro todo esperando por isso!
Mas AMEI da mesma forma, mesmo com os momentos de irritação...que foram compensados com risadas e uma grande lição de vida!
comentários(0)comente



Carol 12/06/2010

Apaixonante, irritante e triste!
Se eu não estivesse lendo no notebook, provavelmente teria atirado o livro do outro lado do quarto de tanto que ficava com raiva!

É totalmente lindo por vários motivos além do óbvio! A escritora é brilhante e o livro é cheio de sentimentos.. mass..

Sinceramente.. apesar de eu amar livro assim.. como Soul Love, Antes de Morrer e Souvenir.. esse foi de longe o que mais me deixou irritada com o amor secreto do casal!

Eu concordo que na vida real as coisas não costumam ser contos de fadas, mas a protagonista desse livro foi massacrada pelo destino, ganhando apensa poucas migalhas de felicidade ao longo da vida.

O casal foi escolhido a dedo pra sofrer.. cada página, cada carta, cada frase não dita era uma frustração tremenda pra mim! Mas.. por fim.. eu li tudo.. me debulhei em lágrimas e gargalhei muito!

Sim.. é um livro pra rir entre lágrimas e gritar de raiva!

Depois de me acostumar com o formato, todo em cartas ou e-mail e mensagens, eu amei.

Recomendo totalmente.. mas já aviso que é bem irritante acompanhar o romance desses dois amigos!
Rah de Oliveira 06/08/2010minha estante
Que resenha perfeita! Minha vontade de ler só aumentou agora hauhaihua!




Maria 27/09/2010

É genial.
Este livro serviu para, entre outras coisas, confirmar a superioridade das escritoras irlandesas. Marian Keyes está aí para comprovar o que escrevo. O fato é que eu nem ia ler este livro devido ao "formato" como ele foi escrito: por meio de emails, cartas, mensagens de msn, a autora traça a história de vida de Alex e Rosie, amigos desde a infância e que vão permanecer assim até a vida adulta. Nesse meio-tempo, há desentendimentos, casamentos, filhos, divórcios. Eu não sei o que me encantou neste livro: a troca de mensagens entre as crianças é impagável; o rolo que é a vida de Rosie é desconcertante; Ruby, a amiga pragmática, é aquela pessoa que toda mulher deveria ter como confidente; Alex...sem comentários. Alex é antes de tudo O Amigo, ou melhor, O Ombro Amigo, o cara bacana que, tê-lo por perto, equivale a acertar na loteria.
E o livro é, acima de tudo, engraçado. E também nos faz pensar em certas fases da vida, quando achamos que nada de bom vai nos acontecer mais. A mensagem do livro para mim é esta: tudo tem o seu tempo, independente de quão confuso estiver o presente.
Marcia 27/09/2010minha estante
Adorei a resenha, principalmente a mensagem no final! Captou muito bem o livro amiga!




Bárbara 29/03/2010

Tedioso
Nossa, os personagens tinham tudo para dar certo,e só deram no final bem no final, onde só uma pequena parte de tantas outras deu certo.
Não gostei, sinceramente, esperava mais, foi tanta enrolação na história do Alex e da Rosie que acabei pulando uma boa parte do texto.
Pelo menos a filha dela não percebeu TÃO tarde assim.
Cerca de 40 anos 'desperdiçados'. =(
Não é um dos livros que recomendo, apesar da história ter um certo charme.
comentários(0)comente

Márcia 25/04/2010minha estante
Concordo com você, mesmo tendo amado o livro. O charme da historia é mesmo o tempo perdido, mas essa qualidade é uma faca de dois gumes, já que também é o grande anticlimax da historia, eles so se encontrem no final, depois de vivida tanta coisa, separados.




Márcia 20/03/2010

Belo.
Belo.
Um dos melhores romances que já li.
Dois amigos que se encontram ainda no jardim de infância e crescem juntos até os 18 anos. A autora, através de cartas, nos faz acompanhar todo o processo de passagem da amizade para o amor.
Alex, na adolescência, apesar de seu interesse (so revelado lá pro finalzinho) por Rosie, se apaixona e começa a namorar uma garota mais velha (que mais tarde "assombraria" rosie novamente) e os dois amigos inevitavelmente acabam se afastando. Rosie, por sua vez, apenas estuda enquanto espera Alex dar notícias. Só para depois sofrerem uma separação forçada, bem pior.
Essa situação se repete várias vezes no livro. A autora vai criando impessilios para que o casal finalmente se encontre e fique juntos.
Isso é um anticlímax no livro para mim. Alex casa, se forma, consegue a vida que sempre quis. aparentemente o único defeito dessa "vida perfeita" é a falta de Rosie, por culpa exclusivamente da falta de coragem dele. Enquanto que a vida de Rosie é um caos completo: sempre mudando de emprego (sem nunca ter conseguido se formar), relacionamentos frustrados, situações humilhantes (e hilárias para o leitor), enfim ... simplesmente um anticlímax. Bem, é melhor que um conto de fadas, mas Rosie não consegue ser feliz, enquanto Alex ganha asas. Os dois se amam, se esperam mas enquanto um vive a vida que sempre quis viver, a outra têm uma vidinha detestável, ganhando apenas alguns momentos de felicidade ao longo de uma vida inteira de batalha.
Outro elemento que me causa aflição no livro é a passagem do tempo.
MUITO tempo! Fiquei o tempo todo com uma sensação horrorosa de "tempo perdido". ANOS de encontros e desencontros. Imagine! Só foram se encontrar quando tudo já tinha terminado. Perderam a chance de ter filhos juntos, de serem felizes próximos a seus entes queridos.
Talvez, fosse essa a grande lição que a autora tenta passar com essa história de amor: "não perca tempo".
Enfim, o final é belíssimo, vale muito a pena. A tempos não lia um romance que me inspirasse tanto. Cecelia Ahern é uma mestra em tocar no ponto certo da imaginação de suas leitoras.
comentários(0)comente



Susane Matos (A 10/02/2013

Bom, o que posso dizer desse livro? Demais, emocionante, genial... E teria diversos outros bons adjetivos, também não é nada mais, nada menos do que mais uma das obras de Cecelia Ahern, a que escreveu o livro PS. EU TE AMO, que alcançou o 1º lugar como best-seller na Irlanda por 19 semanas e inspirou ao filme com o mesmo título do livro.

Primeiramente, irei falar da forma de escrita dele. Nada de diálogos com os ‘famosos’ travessões, apenas bilhetes, cartas, e-mails, mensagens instantâneas e chamadas telefônicas. De início fui pega de surpresa com essa forma de narrar, mas a estória por trás disso, supera qualquer sensação de desconforto acerca dessa novidade.

O livro nos relata a amizade entre Rosie e Alex, desde a infância, na adolescência e ao longo do amadurecimento de ambos. No desenrolar da estória a gente percebe que os dois foram feitos um para o outro, mas como sempre, o destino – muitas vezes volátil, infiel e cruel – prega peça na vida dos dois e coloca empecilhos para que essa forte, e algumas vezes conturbada amizade, derive em algo mais. Primeiro uma viagem que deixam os amigos separados por um oceano, depois um fato que marcará para a sempre a vida de Rosie, novidades acerca da vida pessoal e profissional de Alex, e outras coisas mais...

O mais interessante é a forma como a autora prende nossa atenção e provoca nossas emoções, é a descoberta dos personagens quanto ao verdadeiro sentimento que possuem um pelo outro, que por vezes e por conta das situações que ocorrem em suas vidas, fica difícil descrever por suas cartas. O mais angustiante no enredo é vê-los tomarem consciência desse sentimento mais profundo e ansiar para que um dos dois renuncie ao medo e ao receio de assumir esse novo e maravilhoso sentimento.

Quando eu vi essa capa, o nome do livro e tomei conhecimento de todo o conteúdo do mesmo, lembrei-me de uma deusa da mitologia grega (estudo pelo qual sou apaixonada desde pirralha) Íris, que tinha por tarefa a de ser mensageira dos deuses para os humanos, essa deusa deixava um rastro multicolorido na forma de um Arco ao atravessar os céus. É claro, que tudo isso é simbologia, mas no mesmo instante associei ao nome do livro. Não sei se vocês perceberam, mas eu gosto de analisar capas, pois creio que elas não são desenhadas sem um mero motivo. E caso tenham a oportunidade de ler o livro, irão perceber que assim como a deusa tinha seu rastro desfeito assim que findasse o trajeto da mensagem, o livro tem o seu final decisivo desencadeado quando a última mensagem finda seu caminho. Enfim, esse parágrafo só foi um lapso meu... Continuando...

Gente, eu perdi a conta de quantas vezes chorei nesse livro. Foram tantos anos que se passaram apenas descritos em cartas, bilhetes, etc, com tantos fatos felizes, tristes, marcantes e decepcionantes. Foram tantas memórias absorvidas, tantas passagens e textos que fazem a gente imergir por completo na estória, sentir o que sentem os personagens, torcer por eles, imaginar-nos no lugar deles, atentar-nos a algumas situações passadas até por nós mesmos em nossas vidas.

Sem sombra de dúvidas, um dos melhores livros que eu li em toda a minha vida. Super emocionante. Super recomendado. E a autora, com certeza, é uma das (senão A) minhas preferidas.

Espero mesmo que vocês leiam e curtam!
comentários(0)comente



Daniela 11/01/2012

Não sei o que sentir...
Esse livro foi para mim muito frustrante e mágico. Eu ri, eu odiei, eu amei, só não chorei porque não estava em um lugar apropriado rs'
Mas temo que se estivesse choraria rios!

O livro me fez pensar, na verdade ainda estou pensando. Sera que o destino pode ser tão cruel assim com dois corações?
Bom acho que sim!
Eu não sou de fazer resenha (se bem que isso não é uma resenha né?) só quando um livro me impreciona muito ou quando eu preciso, não sei compartilhar aqui como o livro me fez sentir. Esse sem dúvida alguma mecheu comigo, de diversas formas.

Os personagens principais são tão, mais tão solidários um com o outro que às vezes esquecem deles próprios, isso me irritou bastante. Acho que sou egoísta quanto a minha felicidade muito diferente de Rosie que sempre pensava nos outros antes dela. Mas Rosie e Alex juntos passaram por tantas coisas boas e ruins, aguentando um o defeito do outro (o fato de Alex escrever "cei" e não "sei" a irritava), como puderam ser tão cegos ao longo dos anos.
Alguns dos outros personagens do livro eu admito, os odiei, Meu Deus o que era aquela Bathany? (como diria Rosie uma Vadia rs')ou o seja-lá-qual-for-o-nome-dele (para entender é preciso ler). Mas outros eu adorei Toby, Katie e Ruby... lindos!

Se vocês querem ler um livro que tenha personagens juntos e fazendo juras de amor o tempo todo não indicaria esse livro. Mas se vocês não sei, quer ler algo diferente, algo que te faça pensar, e te deixa sem saber do que esperar da sua própria vida, está aí o livro perfeito!
E o fato de ser escrito todo em cartas, bilhetes, conversas por e-mail e msn deu ao o livro uma emoção toda diferente!

Trecho da carta de Alex para Rosie (atenção pode conter spoiler):

"(...)e você merece muito mais.
Merece alguém que a ame a cada batida de seu coração, alguém que pense a seu respeito a cada instante, alguém que passe cada minuto do dia apenas se perguntando o que você está fazendo, onde está, com quem está e se está bem.
Precisa de alguém que possa ajudá-la a alcançar seus sonhos e protegê-la de seus medos. Alguém que vá tratá-la com respeito, que ame cada aspecto seu, especialmente suas falhas. Você deveria estar com alguém que possa fazê- la feliz, realmente feliz, flutuando de felicidade.
Alguém que deveria ter aproveitado a chance de estar com você anos atrás, em vez de ter se assustado e amedrontado demais para tentar.
Não estou mais assustado, Rosie. Não tenho mais medo de tentar. Cei o que foi aquele sentimento em seu casamento - foi ciúme.
Meu coração se despedaçou quando vi a mulher que amo afastando-se de mim para percorrer a nave com outro homem (...)"

Eu só posso dizer que amei!
30/11/2011minha estante
Senti a mesma coisa...que o livro mexeu demais comigo...




Gabi C. 02/01/2010

"Onde Terminam os Arco-íris" é um bom livro. Mas é só isso.

Teve uma hora que eu fiquei impaciente pra terminar esse livro. A autora ficava inventando acontecimentos a toda hora pra separar os protagonistas e alguns desses acontecimentos eram super forçados! É frustrante você ficar naquela tensão de que agora as coisas vão se resolver e - puff - não foi dessa vez.. de novo!

Não gostei do jeito que a Cecelia conduziu a história; ela deixou tudo pra se resolver só no final. Eu me senti sendo enrolada - do meio pro fim da história - pra no final tudo se resolver em umas poucas páginas e - devo ressaltar - sem muita emoção a "finalização" da vida de duas pessoas.

Já li livros mais emocionantes com essa mesma temática.
comentários(0)comente

Lu 24/01/2010minha estante
De fato, não gosto muito do estilo da Cecilia. Ela força a barra pras coisas acontecerem do jeito que ela quer.




Henrique Z. 25/02/2012

Surpreendente
Este foi o primeiro livro que eu li da magnifica Cecelia Ahern, esse livro não deixou nada á desejar. É muito inovador o jeito que ela conta a história, apenas por meio de cartas e chats. Para muitas pessoas acham entediante a ausência, mas a última coisa que esse livro irá te trazer é tédio.
O livro te surpreende desde as primeiras páginas até as últimas, ele te prende até o final. Os personagens se tornam tão reais que parece que isso é uma história de verdade, além de tudo é um grande romance. Não vejo por que não foi transformado em um filme.
Ótimo livro, altamente recomendado!!!!!
comentários(0)comente



Beatriz 08/12/2011

Hm.. em meio á tantos livro que já li esse foi o melhor. Não desgrudei dele por um segundo, já acordava lendo, e dormia lendo. Terminei hoje, comecei ontem á noite. Mas isso não importa. Nem o fato de o livro ser feito de cartas, mensagens, emails e bate-papos me desagradou!
É engraçado a forma que se desenrola o livro, e tu fica tentando adivinhar o que vem a seguir. É super divertido o começo, inclusive quando eles ainda estão na escola e Rosie e Alex não se separam um do outro. E sofrem por serem melhores amigos, porque é homem e mulher.
Durante a infância e adolescência, os pais o tempo inteiro recebiam reclamações de seus maus desempenhos já que ficavam a aula inteira trocando bilhetes e conversando e zoando da cara dos professores, inclusive da Srtª Carter e seu enorme nariz melequento. Os dois amigos brigam, choram juntos. Amadurecem, mas Alex se muda de cidade recomeça uma nova vida. Mas nunca deixaram de ser melhores amigos, e não largam um do outro mesmo sendo do outro lado do mundo. E no baile de formatura tão temido e que os dois deveriam ir juntos, nada acontece como queriam e o destino lhe pregam uma peça. Bem somente pra Rosie talvez. Mas o que faz ser adiado e demorado anos e anos á ter que os dois percebessem que ambos se amavam e amo menos se deram uma oportunidade de ser feliz só no final do livro.
Mas é hilariante, incrível, principalmente quando falam do Brian o chorão kk. Do começo ao fim, vocês vão rir, chorar, pensar, achar injusto o final. Porque "Onde terminam os Arco-Iris" as pessoas pensam que com certeza é algo, super-hiper cor de rosa, e que vai ser um romance daqueles de se apaixonar, viver uns fracassos passar por alguma coisas pequenas e depois haver "o felizes para sempre" ou então haver muuita melação e o tempo inteiro ter um "eu te amo, e quero ficar com você o resto de minha vida" mas não tem, não nesse livro.. Mas não, não mesmo.
É incrível a forma que o destino brincam com a vida deles dois. E quando tem tudo pra se acertar, acontece algum imprevisto, e ai eles adiam pra depois e invés de eles largares deixarem tudo de lado pensam mais nos outros do que em si próprios. E os anos passam e só no final do livro você vê o arco iris chegando, depois também de Rosie ter sua vida acertada já ter concretizado seu sonho de adolescência, e infância, o Alex já ter realizado o dele também, ambos já terem seus filhos de outros relacionamentos.
Mas ai não vou dizeer a idade.
A vida deles já está tão passada. E o livro inteiro cruzavam caminhos tão diferentes. Quando um resolvia dizer o que sentia o outro, perdia algo ou a chance.. Mas talvez que isso acontecesse não haveria graça alguma o livro e nenhuma lição á ser contada. É impressionante porque a historia da personagem irá reprisar-se com a filha dela no livro que no final já estará grande, e terá o mesmo roteiro que a mãe.
Mas bem diferente já que irá perceber o que sente.. E irá dar uma força á mãe e alex. Ah já chega. Se há uma lição há ser contada tem sim! " Se você quer ver o arco-iris, tem que se por na tempestade"
É um livro que você irá se identificar, e quem é jovem poderá um dia acontecer com você, é lindo, mágico, e um dia vou ler tudo de novo pra ter a certeza de levar comigo sempre a historia.
Não importa o que falem do livro é ótimo e serve pra qualquer idade.
Recomendoooo!
comentários(0)comente



Valdir 25/05/2013

O tempo não foi nada generoso com Rosie e Alex, o tempo é o grande antagonista desse livro que com certeza é um dos livros da minha vida.
A particularidade com que a Cecelia Ahern conduz a narrativa é envolvente, no início estranhei um pouco e pensei que não fosse me acostumar com um livro que se sustenta basicamente por meio de cartas, e-mails, bilhetes e outros recursos da comunicação. Estava enganado. Não demorou muito e me entreguei à leitura como nunca antes havia me entregado.
A história é clichê mas a Cecelia soube aplicar à trama uma originalidade que a torna diferente de todos os outros livros do gênero.
A Rosie é encantadora, uma mulher que já passou por muitas armadilhas da vida e que mesmo assim continua buscando incansavelmente pela felicidade eterna, e se for ao lado de Alex (seu melhor amigo e também seu grande amor), melhor ainda.
Outra personagem que não me fez desgrudar os olhos do livro é a Katie, essa jovem mulher que me arrancou várias risadas com suas ironias e provocações, Katie é muito parecida com a mãe em tudo e a relação dela com Rosie e Alex é admirável.
Acontece tanta coisa no livro que nem sei mais o que dizer, são intermináveis passagens de tempo que resultam nos protagonistas na velhice, é um livro repleto de reviravoltas, humor afiado e cenas épicas, tudo o que eu procuro no gênero.
comentários(0)comente



Jay 06/01/2015

O livro que mudou minha vida
Esse é o livro com a mensagem mais impactante, linda , pura e verdadeira que já li em toda a minha vida. Ele nos faz perceber o quão rápido os dias passam, se transformando em anos em um piscar de olhos, e de repente você se pega abrindo aquela velha e empoeirada caixa de recordações, cheia de fotografias recheadas com pessoas que um dia foram tudo, e agora não passam de rostos estranhos, cartas com promessas jamais cumpridas piadas que não fazem mais sentido e a saudade de um tempo que não volta mais. A grande mensagem é que a vida é feia de pequenas escolhas, nós escolhemos quem e o que nos fará felizes, e uma escolha errada ou adiada pode mudar todo o curso da sua históra, nos ensina a valorizar amizades verdadeiras e nunca deixar que pessoas importantes saiam de nossas vidas , mesmo que as circunstâncias estejam contra nós.Não espere chegar aos 30,40,50 anos para perceber que os nossos sonhos são a coisa mais importante que temos na vida, e cabe a nós - E apenas a nós - a responsabilidade de lutar por eles. Obrigada a autora , por ter colocado tanta , tanta sabedoria e aprendizado neste livro , ele me trouxe uma lição que eu poderia , assim como Rosie e Alex, demorar anos preciosos de minha vida para aprender , que a vida é como areia , tentamos segurar com nossas mãos mas quando menos esperamos, aqueles incontáveis grãos escaparam por nossos dedos em um piscar de olhos.Alguns livros simplesmente passam. Eles podem ter uma história bonita, personagens marcantes, mas nem todos eles mudam seus conceitos, sua forma de pensar e – talvez, um dia, quem sabe – de agir também. E com toda certeza eu afirmo, O fim do arco íris vai mudar a vida de quem o ler
Aline Souza 16/01/2015minha estante
Acabei a leitura desse livro hoje...e vc acabou de descrever tudo que estou sentido nesse momento. Esse livro também mudou a minha vida!!!




77 encontrados | exibindo 1 a 15
1 | 2 | 3 | 4 | 5 | 6