A Poção Secreta

A Poção Secreta Amy Alward




Resenhas - A Poção Secreta


15 encontrados | exibindo 1 a 15


Queria Estar Lendo 14/07/2017

Resenha: A Poção Secreta
A Poção Secreta é o primeiro livro da trilogia O Diário de Um Garota Alquimista, da Amy Alward. Publicado no Brasil recentemente (e cedido para resenha por parceria) pela editora Jangada.

A história acompanha Sam Kemi, que é a aprendiz de alquimista do seu avô. Ela vive em Nova, um reino com uma monarquia parlamentar e muito parecido com o nosso, com exceção da magia e dos seres místicos que existem por ali.

Outrora os Kemi foram grandes alquimistas, a serviço da família real e com um grande respeito da comunidade novaense. Mas isso foi antes da última Caçada Selvagem -- uma espécie de competição entre os alquimistas do reino, que é convocada quando a vida de um membro da família real corre perigo e precisa de uma poção para sobreviver. Na última Caçada a bisavó de Sam sofreu um revés e quem levou o prêmio foi um poção feita com ingredientes sintéticos. Desde então, as grandes farmácias tem feito muito dinheiro com suas poções sintéticas -- e mais baratas -- levando os alquimistas naturais a fecharem suas portas.

Quando a princesa de Nova é envenenada por uma poção de amor, uma nova Caçada é convocada e Sam vê nela uma chance para redimir sua família e conseguir dinheiro o suficiente para arrumar a loja e garantir o futuro da irmã. Sam cresceu ouvindo que tinha recebido o dom dos Kemi para poções e agora é a hora de provar que sua família sabe muito bem o que faz.

Um dos pontos fortes da história, para mim, é justamente a história com os alquimistas e a Caçada Selvagem, o fato de ser um mundo mágico e não cair no clichê de era medieval. É bem legal como tudo funciona e a Amy conseguiu explicar todo o mundo sem ficar cansativo, repetitivo ou informação solta no ar.

"Tem algumas coisas que são tão fortes quanto -- não -- mais fortes ainda do que uma poção de amor. Como a coisa real."

Toda a parte que envolve a Caçada Selvagem é outro ponto extremamente positivo, toda a aventura e o desbravamento de novos lugares dentro do mundo criado pela Amy é empolgante e um ar novo nos YA's sobrenaturais que estamos acostumados. Existe um foco bem grande na caçada, na conquista e no descobrimento dos ingredientes que completam a poção é empolgante e cria uma dinâmica legal na história.

Meu único problema -- se é que pode chamar assim -- foi com o interesse romântico. Tinha muita coisa acontecendo na história, com a Caçada Selvagem e a Sam aprendendo a confiar em si mesma, com toda a aventura nas buscas e as viagens e a imersão nesse mundo fantástico, não tinha tempo suficiente para desenvolver um relacionamento amoroso, o que deixou todo o arco muito forçado.

Sem contar que o Zain é personagem chatooooooooo. Pela Deusa, cada vez que ele aparecia eu rolava os olhos. É o tipo de personagem feito para você gostar, todo bonitão e perfeitinho e só a Deusa sabe porque ele quer a Sam. Até quando ele comete erros, não precisa pedir desculpas. Tá tudo certo porque ele é a crush universal. A única parte boa de tudo isso é que ele aparece pouco, ai a gente precisa aguentar pouco disso.

"E poções do amor nem são sobre amor, né? São sobre a ilusão disso: a fantasia. Elas são sobre a luxúria, a paixão. Eu vi amor de verdade. (...) É sobre duas pessoas concordando em enfrentarem o mundo -- juntos, não importa os desafios. É sobre respeito. É pessoal."

Além do Zain, achei completamente desnecessário os capítulos pelo ponto de vista da princesa Evelyn. Não acrescentaram nada a história -- a não ser o primeiro deles -- e parecia que só estava lá enchendo linguiça e ocupando espaço na história. No final, ela poderia ter sido mais curta se tivesse nos poupado disso.

O final do livro é um pouco previsível, mas não deixa de ser ótimo ver como todas as pontas se amarram e ver aqueles personagens que a gente queria poder estapear levando um tapa metafórico na cara!

Em um apanhado geral, A Poção Secreta é um livro empolgante, com uma história diferente da que estamos acostumados a ver nas prateleiras por aí. Uma ótima leitura para passar o tempo e, de quebra, conhecer alguns personagens muito legais -- tô olhando para vocês, Kristy e Anita!
comentários(0)comente



Caverna 05/06/2017

Samantha Kemi é uma comum, com o dom da alquimia herdado de seu avô, Ostanes Kemi, que já havia sido um nome muito reconhecido no Reino de Nova. Já sua irmãzinha, Molly, herdou o Talento de sua mãe. Ela trabalha na botica de sua família, organizando e aprendendo sobre poções como aprendiz de seu avô. No entanto, as coisas na loja não andam bem, desde que a empresa ZoroAster ganhou (roubando) a última Caçada Selvagem com suas poções de sintéticos.

No mundo criado por Amy Alward, a magia, alquimia e a tecnologia andam lado-a-lado, fazendo com que o leitor possa imaginar esse mundo mágico dentro do seu próprio. A única diferença, é que a cidade de Nova ainda vive na monarquia, possuindo seus reis e princesa. E, claro, com o aniversário da Princesa Evelyn chegando, o reino todo está animado para a maior festa que já se viu.

Porém, algo começa a dar errado quando uma Caçada Selvagem é chamada pelo Chifre mágico que solicita a presença de todos os alquimistas importantes quando a vida de alguém da família real corre perigo. E, dessa vez, é a Princesa Evelyn: ela fez uma poção do amor para seu melhor amigo, Zain, mas a tomou sem querer e se apaixonou por si mesma, causando um grande alvoroço, já que a poção do amor é proibida há muito tempo, pelo conhecimento de quão perigosa pode ser.

Aqui as coisas começam a ficar interessantes, visto que o livro intercala o ponto de vista em primeira pessoa de Sam com alguns capítulos de Evie, que não está apaixonada por si mesma como Narciso, mas sim pelo seu próprio reflexo, como se fosse uma segunda pessoa! Mas já com dezoito anos, a princesa possui muitos poderes mágicos e, ao ser tomada por esse amor intenso e de pouca reciprocidade, começa a ter surtos de raiva com seus empregados e pais que parecem querer separá-la de Lyn, a linda garota do espelho. E, nesses surtos, ela destrói tudo em seu caminho.

Com não apenas a vida de Evie em jogo, mas também de todo o reino, Sam é uma das alquimistas convocadas pela Caçada. Incluindo sua melhor amiga, Anita, cujo pai também possui uma pequena loja de poções naturais, também sendo esmagada pelas grandes empresas de sintéticos. Mesmo com seu avô, cheio de rancor da Família Real, sendo contra a participação dos Kemi dessa caçada, Sam e Kirsty, a amiga Coletora da família, se inscrevem para ajudar a salvar a princesa e a levantar a reputação dos Kemi.

Sam se vê, então, saindo pela primeira vez dos livros e laboratórios e se aventurando em selvas, florestas, e locais onde a magia é muito mais forte e instável. Para piorar, há Emília, irmã exilada do Rei, cheia de ódio, rancor, querendo vingança e roubar o trono de sua sobrinha. Ela também foi convocada para a Caçada, visto que estava estudando Alquimia - sendo assim, ela começa a se colocar no caminho de todas as equipes, para que ninguém consiga encontrar o Espelho da Poção, a Cura, para que a princesa volte ao normal.

O livro possui ação do início ao fim. É infanto-juvenil, sim. Com um pequeno romance de plano de fundo, mas o foco nas aventuras que a personagem passa para conseguir os ingredientes para sua poção; correndo contra o tempo, contra os competidores, e fugindo de Emília. Sam é uma personagem que se mostra muito forte, batendo de frente às crenças de sua família ainda tradicional, se envolvendo com perigos para conseguir fazer sua poção e arriscando a vida por outros.

A escrita de Amy é leve, gostosa e dá vontade de ler o livro sem parar - uma delícia para quem quer uma pausa dos livros de distopia mais pesados, por exemplo. Apesar de ser uma série (com o último livro da trilogia sendo lançado esse ano na Inglaterra), o livro possui um final fechado, não se tornando aquelas séries onde nós necessariamente temos que ler a continuação. Isso me deixou muito feliz!

A Jangada acertou em cheio em manter a capa original da Inglaterra, ao invés de adotar a utilizada nos EUA ou Canadá. Inclusive, a tradução do título e série ficou muito melhor que a adaptação desses dois países. Originalmente, o livro foi lançado apenas como "The Potion Diaries", mas os EUA lançaram como MADLY - Potion Trilogy Series #1 e uma capa meio dark. Nada legal.

Há alguns erros de revisão - falta de palavras, coerência com plural, mas nada absurdo, nada que uma segunda edição não corrija. A diagramação está muito boa: página amarela, letras num tamanho bom e espaçadas, sem cansar os olhos. A única coisa que me chateou foi a finalização do livro, dá pra ver a cola em alguns momentos quando abrimos o livro e parece que está descolando.

Mas, de modo geral, a editora está de parabéns pela capa apaixonante, tradução ótima e o grande acerto no título e nome da série! Muito obrigada por nos proporcionar ótimos momentos com Sam em seu mundo cheio de Alquimia e Magia!

site: http://caverna-literaria.blogspot.com.br/2017/06/a-pocao-secreta.html
comentários(0)comente



"Ana Paula" 25/07/2017

Quando solicitei este livro para resenha, confesso que o fiz por causa da capa que é linda demais! Depois de ler a sinopse, fiquei ainda mais curiosa, pois estava mesmo precisando de um livro de fantasia para me distrair. Após lê-lo, venho contar para vocês o que achei da obra:

"Não posso imaginar por que alguém iria querer uma poção do amor. Por que alguém iria querer passar por essa dor? Por que sofrer com isso voluntariamente? Pois, se existe uma coisa que a história já nos ensinou sobre poções do amor é que elas sempre, sempre!, terminam em tragédia."

Como a sinopse diz, a princesa do reino de Nova acabou tomando uma poção do amor por acidente. Na verdade, ela fez essa poção para seu melhor amigo, já que o mesmo não sentia nada além de um amor fraterno por ela. Depois de tomar a poção, Evie se apaixona por si mesma!
Os pais da princesa entram em desespero pois Evie pode destruir todo o reino se não for curada o mais rápido possível. Evie é dotada de grande poder, além de ser uma Talentosa (pessoas que possuem poderes mágicos) ela também absorve o poder do trono, já que é a única herdeira. Para ter controle sobre seu poder que só cresce, Evie precisa se casar e, por este motivo, acaba fazendo a poção do amor.

Ainda no reino de Nova, vamos conhecer Samantha Kemi, uma garota esperta e inteligente, uma Comum (pessoas que não possuem magia) que herdou de seus ancestrais alquimistas o dom de preparar poções. Sam é uma Kemi, família que já foi uma das melhores em quesito de poções, até a Zoroaster, uma companhia que produz ingredientes e poções sintéticas, tomar o lugar que é de sua família por direito. Sam não acredita nos sintéticos, todos os ingredientes e poções que prepara em sua loja são naturais. Seu avô insiste que seja assim e ela acredita no mesmo que ele.
Quando a princesa é envenenada, Sam juntamente com seu avô, são convocados para a Caçada Selvagem para tentarem descobrir a cura. Sam é apenas a aprendiz de seu avô, mas todos na família sabem que ela pode ganhar a Caçada sozinha. Assim, com a recusa de seu avô em participar da Caçada, Sam resolve se inscrever e torce para que seus instintos estejam certos. Se ela ganhar a Caçada, a loja da família poderá se reerguer, mais pedidos serão feitos e, finalmente, eles terão dinheiro para investir na educação de sua irmã mais nova que é Talentosa.

"Apesar do suposto ódio arraigado pelos sintéticos que circula no meu sangue, eu às vezes acho que seria incrível trabalhar num laboratório de primeira linha, com todos os ingredientes ao alcance da mão e nunca mais me preocupar com dinheiro. O dom dos Kemi é uma coisa incrível - ou talvez fosse cem anos atrás, quando trabalhar com ingredientes naturais era a única alternativa."

Sam, com a ajuda de sua Coletora, saem em busca do primeiro ingrediente, mas nem tudo são flores. A Zoroaster também está participando e fará o possível para atrapalhar Sam em sua empreitada. Também encontrará em seu caminho uma Talentosa/alquimista perigosa e que quer a qualquer custo, se tornar rainha. Sem contar os perigos de viajar sozinha para a Selva e enfrentar animais e perigos nunca antes imaginados. Será que Sam se sairá bem?

Eu tentei fazer um pequeno resumo para vocês entenderem o quento essa história é boa. Amo fantasia, e a cada página lida, eu me encantava ainda mais com todo o enredo. Além da magia que faz parte da vida dos personagens em Nova, também encontramos outros elementos fantásticos que nos envolvem e nos deixam curiosos para saber o que mais a autora preparou para nós. O reino de Nova é incrível e se você pensa que ficaremos somente nele, está enganado: Sam precisa sair de seu país para procurar os ingredientes e, mesmo com toda a tecnologia da nossa realidade, a magia se faz presente deixando tudo mais surreal.

"Casar ou ser casada à força. Mas estamos no século XXI, ela pensou com raiva. Foi por isso que ela preparou a poção do amor. Queria ter o seu destino nas próprias mãos.
Mas parecia que o destino tinha outros planos."

Claro que tem romance neh? rsrsrsr Afinal, a busca de Sam pela cura é para curar um amor que não pode ser vivido. Mas gostei muito de como a autora criou o envolvimento dos personagens, eles já se conheciam no início do livro, com a Caçada em andamento, passaram a ter mais contato e se conhecerem mais, até surgir um sentimento mais real entre eles.
Sam é uma personagem incrível! Gostei muito de conhecê-la. Ela acredita em seus instintos e sabe que pode fazer melhor. Sam é aquela personagem que te ganha pela insistência, mesmo com alguns pontos negativos em sua personalidade, os pontos positivos ganham de lavada!

Os personagens secundários também possuem seu valor para a trama se desenvolver - os pais de Sam são maravilhosos e sua irmãzinha, uma lindeza de menina. Seu avô é o mais turrão da casa, mas ele tem seus motivos para ser assim. Kristy, sua Coletora é destemida e é dela as melhores frases de humor que você encontrará no livro! Não posso deixar de mencionar a família Patel; Anita Patel é a melhor amiga de Sam e uma das personagens que mais gostei.

"Um movimento da Princesa chama minha atenção. Não consigo desviar o olhar por muito tempo - a presença dela é magnética, envolvente. Tão sutilmente que eu quase não percebo, os olhos dela piscam para o espelho. Ela olha para si mesma por um instante antes de baixar os olhos. Leva as mãos aos lábios, em seguida desliza-os suavemente pela garganta, o tempo todo olhando recatadamente o colo. Então move rapidamente os olhos para cima novamente.
E sorri.
Ela está flertando com o espelho, e nesse instante, eu descubro a verdade.
- Ela está apaixonada por si mesma! - digo quase num sussurro, colocando as mãos sobre a boca."

Como um todo, o livro é muito bom. A diagramação é simples, mas bem feita com letras em tamanho confortável para a leitura e bom espaçamento. Os capítulos são divididos por números em extenso e o nome da protagonista que narra - Samantha e Evie. A narrativa é em primeira pessoa pelo ponto de vista de Sam e em terceira pelo ponto de vista de Evie. Sam é uma ótima narradora, em momento nenhum senti falta de saber mais por outro ponto de vista.
O livro está perfeito! Com ótima revisão e sem erros aparentes. Infelizmente, esse é o primeiro livro e uma série. Achei que seria livro único e comecei a me desesperar quando via que o livro estava acabando e minhas perguntas não eram completamente respondidas. Dei uma pesquisada no Skoob e vi que este é o primeiro volume. O segundo já foi lançado nos EUA, espero que a Jangada lance aqui também. Do mais, só posso indicar a leitura e torcer para vocês gostarem tanto quanto eu!

site: http://livrosdeelite.blogspot.com.br/2017/07/resenha-pocao-secreta-diario-de-uma.html#.WXcr8YQrLDc
comentários(0)comente



Saga Literária 09/05/2017

[RESENHA #241] A POÇÃO SECRETA - DIÁRIO DE UMA GAROTA ALQUIMISTA - AMY ALWARD
Resenha: No Reino de Nova, todos estão felizes para acompanhar a festa de aniversário de 18 anos da princesa Evelyn. Todas as mídias sociais estão borbulhando de tantas fotos e notícias do grande acontecimento e o reino inteiro vai participar da grande festa que será realizada no castelo de Kingstown. Porém a princesa é acidentalmente "envenenada" por uma poção de amor e o rei é obrigado a cancelar a festa e realizar uma convocação de emergência, trazendo todos os bruxos, talentosos e fabricantes de poções para tentar descobrir uma cura para a princesa.

Samantha Kemi é uma jovem que toma conta da loja de poções da família. Ela não tem poderes como sua irmã, mas é muito talentosa em preparar poções. Sua irmãzinha, Molly, uma "Talentosa", já é dotada de poderes e toda a família economiza tudo que pode para a educação dela, o que não é nem um pouco barato. Samantha, por ser uma "Comum", estuda poções com o patriarca da família, seu avô, Ostanes Kemi. Sua mãe também é uma "Talentosa" e tem como objeto canalizador, uma varinha de condão. As vezes o talento para a alquimia pula uma ou outra geração, como foi com se pai. Mas, por outro lado, Samantha tem esse dom da alquimia e, justamente, por ser comum, isso é perfeito para ela.

Anita é sua melhor amiga e filha do Sr. Patel, que também tem uma loja de poções. Mas as coisas não estão muito bem para os antigos lojistas de poções naturais, desde que a Corporação ZoroAster ganhou a última "Caçada Selvagem" e se tornou o protetor da família real, criando assim as poções sintéticas. Essas poções se tornaram populares rapidamente, o que deixou a família Zoroaster milionária em pouco tempo. Mas nem sempre foi assim, a Loja de Poções Kemi já foi uma das boticas mais proeminentes de Kingstown e também os protetores da família real.

Quando chega o grande dia da festa da princesa, Anita e Samantha vão para a Alameda Real e lá, em meio à grande multidão, Samantha ouve um chamado. Aturdida, pergunta se Anita ouviu alguma coisa, mas parece que aquele chamado somente ela poderia ouvir. Era um chamado do Rei. Anita também recebe uma chamada pelo seu celular e avisa Samantha que seu pai e ela estão sendo convocados ao Palácio Real e precisa ir. Samantha sem saber bem o que fazer, percebe um homem que a interpela e se apresenta como Renel Landry, o conselheiro da família real. Renel está ali apenas para teletransportar Samantha até o Palácio Real.

Depois de uma embaraçosa chegada no castelo real, Samantha se vê diante de várias pessoas e percebe que são alquimistas e Talentosos que também foram chamados pelo Rei, que informa a todos que a princesa Evelyn foi envenenada por uma poção do amor. Todos ficam aturdidos, pois poções do amor são proibidas no reino há mais de um século, pois podem ser muito perigosas. Então o rei convoca uma Caçada Selvagem por uma poção que anule a que a princesa tomou. Alguns tentam dissuadir o Rei, pois uma Caçada Selvagem não é realizada há mais de 65 anos, mas o Rei fica irredutível em sua decisão. E assim começa a busca pela poção que irá trazer a princesa Evelyn de volta. Mas quem pensa que será fácil, está bastante enganado. Para Samantha é o momento certo para tentar salvar o nome da família Kemi, mas só tem um pequeno problema, Ostanes Kemi, seu avô, não vai participar da Caçada Selvagem e também não vai permitir que nenhum Kemi participe.

Opinião: A Poção Secreta - Um diário de uma garota alquimista de Amy Alward, nos apresenta um mundo cheio de magia e aventura. A história começa nos apresentando o núcleo familiar dos Kemi: Samantha, seu avô Ostanes, seu pai, John, sua mãe e sua irmãzinha Molly, representantes da aconchegante loja de poções do Kemi. Gostei muito da história e a escrita de Amy Alward é muito boa e aconchegante, o que só aumenta a vontade de ler esse livro de uma vez só. Toda a trama gira em torno da busca da poção secreta que irá anular os efeitos daquela tomada pela princesa Evelyn. Quem espera apenas mais um romance simples infanto-juvenil, pode ir tirando o cavalinho da chuva. A Poção Secreta é um livro de aventura com diversas cenas de perigo para nossos personagens e acredito que esse livro, se bem feito, daria um ótimo filme.

Mas a trama também tem sua pitada de romance sim, pois Samantha tem aquela quedinha pelo galã da história, o garoto Zain Aster, filho do patriarca da família e protetor oficial da família Real, Zol Aster, provavelmente o homem mais rido de Nova. Porém, Samantha não sabe bem se Zain realmente se importa com ela ou se sua aproximação repentina tem relação com a Caçada Selvagem, pois seu pai vai fazer o que for preciso para ser o campeão. Outra pessoa que é extremamente perigosa e foi chamada para participar da Caçada e fará tudo, absolutamente tudo, para impedir que qualquer um, senão ela, consiga descobrir a poção secreta é a irmã exilada do Rei, Emília, uma Talentosa sem escrúpulos, fria, calculista e vingativa que só pensa no poder, mesmo que para isso tenha que sacrificar qualquer um no caminho, até mesmo sua sobrinha Evelyn.

Outra coisa bacana da história é que tudo se passar nos dias de hoje, apesar de ser um mundo onde existem os Talentos e os comuns, temos muitas outras coisas em comum nos dias de hoje como a internet, as redes sociais, como a Connect, por exemplo, que liga todos ao redor do mundo, as redes de TV e tudo isso tem uma grande importância na trama, pois é como todos acompanham as notícias Reais e também tudo sobre a Caçada Selvagem. Tem até uma passagem onde um personagem diz que falta água de vez em quando na aldeia dele, mas a internet, NUNCA!

Acredito que A Poção Secreta - Diário de uma garota alquimista, deve agradar aos leitores que gostam de uma literatura muito divertida, prazerosa e leve. Eu mesmo me surpreendi com essa leitura, pois simplesmente é muito difícil parar de ler a história de Amy Alward, que é cheia de ação frenética e quase ininterrupta. A Poção Secreta - Diário de uma garota alquimista, é o primeiro de uma série que já conta com mais dois títulos lançados, sendo o segundo "Royal Tour" e o terceiro "Going Viral". A boa notícia é que a Editora Jangada confirmou que já adquiriu os direitos dos três livros e irá lançar no Brasil os outros dois que citei.

A Editora Jangada lançou esse livro em versão brochura, com fonte agradável e papel amarelado. Teve um excelente trabalho de tradução e revisão. Foi mantida a capa original do lançamento no Reino Unido, pois curiosamente, no Canadá e nos Estados Unidos o livro foi lançado com o título "MADLY" e também com capa diferente. Aliás, a capa está LINDÍSSIMA e é realmente um ENORME chamariz para esse belo lançamento da Editora Jangada, que está de parabéns pelo excelente trabalho nesse livro.

Quero agradecer IMENSAMENTE, a Editora Jangada por tem me enviado esse livro em parceria e me proporcionado horas de muita diversão. Claro está, meus queridos leitores, que A Poção Secreta - Diário de uma garota alquimista é absolutamente IMPERDÍVEL.

site: http://www.sagaliteraria.com.br/2017/05/resenha-241-pocao-secreta-diario-de-uma.html
comentários(0)comente



Carolina Durães 03/06/2017

"A poção secreta" é um livro repleto de aventuras e que faz o leitor se apaixonar a partir da capa. A trama se passa em Kingstown, no Reino de Nova, onde a magia corre livremente e é responsabilidade de seus governantes manterem essa magia sob controle. Para isso, é conveniente que esse governante seja casado, para que consigam dominar tal fardo da melhor forma possível.
Nesse universo criado por Amy Alward, as pessoas são divididas em comuns e talentosos. Os comuns não possuem magia própria, mas em compensação podem manipular matérias e, quem sabe, tornarem-se alquimistas. Porém, os talentosos são vistos como indivíduos mais significativos, já que possuem magia própria.

"Ser comum, no entanto, é o que faz de nós grandes alquimistas. Nossa incapacidade para praticar magia nos dá a vantagem de poder lidar com ingredientes mágicos sem correr o risco de corrompê-los ou contaminá-los. Mas esse não é o nosso único diferencial. O que torna a família Kemi especial é a nossa incomparável vocação para as artes alquímicas - saber intuitivamente a receita de qualquer poção, discernir as propriedades de cada ingrediente e entender os mistérios por trás do processo de cura." (p. 19)
A história possui duas perspectivas: uma narrada em primeira pessoa por Samantha e outra em terceira pessoa que mostra os acontecimentos com a princesa Evelyn.
Samantha é uma jovem que vem de uma família conhecida no meio da alquimia: os Kemis. Na época dourada, onde se utilizavam apenas produtos naturais os Kemis eram reconhecidos por todo o reino e muito procurados. Porém, com a modernização e o progresso, surgiram os sintéticos, produtos feitos em laboratórios e em grandes produções, tornando os alquimistas obsoletos. A Loja de Poções Kemi é prova disso, pois tem uma clientela muito pequena, está caindo aos pedaços e a chance de recuperação é mínima. Para Samantha, isso é terrível, pois é o seu legado. Ela é a nova geração de Kemi. Aquela que tem o dom especial para alquimia e passa os dias como aprendiz do seu avô no laboratório. Só um milagre poderia salvar o futuro deles...

"A Loja de Poções Kemi foi um dia uma das boticas mais proeminentes de Kingstown. Mas ninguém precisa mais de boticas. Não quando tem megafarmácias, no centro da cidade, vendendo versões sintéticas das poções tradicionais pela metade do preço. Agora somos resquícios de um tempo que não volta mais. Relíquias." (p. 11)

E esse milagre ocorre quando a princesa é envenenada por uma poção e todos os alquimistas são recrutados para uma Caçada Selvagem. Como o nome diz, uma Caçada Selvagem é quando esse seleto grupo irá caçar os ingredientes em meio a território inóspitos, correndo riscos e tentando acertar a poção para alcançar a grande recompensa.
Porém, essa caçada não será como as outras. As apostas são altas demais quando um inimigo da coroa é convocado e seu objetivo não é exatamente salvar a princesa... E para alcançar esse objetivo, esse inimigo não terá escrúpulos para derrubar a concorrência.
Como se isso não bastasse Samantha terá que enfrentar uma grande corporação que é implacável, mas que tem como herdeiro alguém que mexe com o emocional dessa jovem. Será que Sam está preparada para tudo isso?
O livro é repleto de aventuras e locais magníficos que vão sendo apresentados aos leitores, como a Praia de Sirena, as Selvas de Bharat, a cidade de Pahara, a montanha de Hallah e as selvas de Zambi. Locais que não são apenas mágicos por conta de seus habitantes, mas sim por conta de suas descrições ricas e inebriantes. O enredo também é repleto de criaturas mágicas, como sereias e unicórnios.
Os personagens são simplesmente incríveis. Sam é determinada, mas ainda insegura com seus talentos. Ama sua família e tem uma afinidade ímpar com o seu avô, um homem sagaz mas extremamente teimoso. O núcleo familiar de Sam é completo e diverso, mas o que não falta é amor e apoio incondicional.
Kristy é a coletora de Sam, aquela que sabe onde encontrar os ingredientes e que está disposta a se arriscar para consegui-los. Se há uma palavra para descrevê-la é implacável. A princesa Evelyn está passando por um momento delicado, onde seu futuro está sendo traçado e ela se vê sem controle e amedrontada. Anita é a melhor amiga de Sam e junto com seu irmão Arjun dá o apoio incondicional à mocinha mesmo quando essa não merece. E Zain. O que falar de Zain? Zain é um poço de contradições no primeiro momento, mas ao observarmos com calma, vemos que é um jovem que tem sonhos e inseguranças quanto ao futuro e que tenta fazer o melhor possível dentro das circunstâncias que o rodeiam. Isso não quer dizer que o leitor não passa por momentos frustrantes com ele. Pelo contrário. Queremos socá-lo e dar um abraço ao mesmo tempo.
A verdade é que por trás de todos esses elementos magníficos temos um grupo de jovens tentando enfrentar seus medos, seus legados, as expectativas de seus familiares para realizar seus sonhos.
A editora Jangada realizou um ótimo trabalho. Revisão, diagramação e layout estão impecáveis e a capa, sem dúvida, chama a atenção.

"As Caçadas Selvagens eram competições acirradas entre os alquimistas, criadas pelo primeiro monarca de Nova, o rei Auden, com a finalidade de encontrar a melhor proteção para um membro da família real, quando este se encontrava em perigo mortal." (p. 20)

site: http://www.acordeicomvontadedeler.com/
comentários(0)comente



Bruna 18/07/2017

A Caçada Selvagem está prestes a começar e você é o convidado da vez...
Com uma capa encantadora e que tem tudo haver com a história, o livro A Poção Secreta escrita por Amy Alward e publicada pela Jangada Editora chama atenção desde o momento em que nos vemos de frente com ela. Com uma trama que beira o juvenil, mas sem perder a essência de um bom livro, essa é uma história que você acha que irá gostar e quando se vê em meio às páginas acaba por se encontrar completamente apaixonado! Magia, amor e aventura se misturam em um enredo que irá te arrancar suspiros e leva-lo a se perder em meio a muitas emoções. Confiram mais sobre a obra a seguir:

“Tem algumas coisas que são tão fortes quanto - não - mais fortes ainda do que uma poção de amor. Como a coisa real.”

No Reino de Nova todos estão ansiosos e se preparando para acompanhar a grande festa de aniversario de 18 anos da Princesa Evelyn. Fotos estão sendo postadas em redes sociais, e todos não vêm à hora de acompanhar, nem que seja pelo grande telão instalado, essa grande comemoração. No entanto, a Princesa tem algo mais importante a realizar antes que ela se inicie, com a poção do amor finalmente pronta, ela se prepara para dá-la a seu amigo, Zain Aster – o único com que ela se vê cumprindo o que todos esperam dela: seu casamento. Mas quando na hora de entregar a bebida a ele, Evelyn acaba por toma-la e se apaixona por si mesma, um grande perigo passa a existir. Diante do perigo, o Chifre de Auden se manifesta anunciando o que há muito tempo não acontecia; uma Caçada Selvagem é convocada e todos os alquimistas e seus aprendizes devem ser convocados.

"As Caçadas Selvagens eram competições acirradas entre os alquimistas, criadas pelo primeiro monarca de Nova, o rei Auden, com a finalidade de encontrar a melhor proteção para um membro da família real, quando este se encontrava em perigo mortal."

O torneio é uma competição que há muitos anos ninguém via acontecendo, onde os melhores alquimistas devem se apresentar e – caso aceitem – ir à busca da melhor poção para solucionar o perigo que o reino se encontra. O ganhador, além de uma grande quantia em dinheiro, fica responsável por cuidar da família real pelo tempo que não houver uma nova ameaça e uma nova caçada. Há anos a ZA Corp, uma organização que vem inovando ao usar medicamentos sintéticos, é a responsável por cuidar da família real e vem levando os alquimistas naturais à falência pelo uso de seus sintéticos. Mas com o “envenenamento” da princesa, sua posição está em risco e eles se verãos obrigados a ir atrás dos ingredientes naturais se quiserem manter sua posição. A Família Kemi, por muitas gerações foi a responsável por cuidar da realeza; porém, desde que perdeu a ultima Caçada Selvagem, acabou se tornando um dos alquimistas prejudicados por essa nova empresa e vem lutando para manter seu pequeno negocio aberto.

“E poções do amor nem são sobre amor, né? São sobre a ilusão disso: a fantasia. Elas são sobre a luxúria, a paixão. Eu vi amor de verdade. (...) É sobre duas pessoas concordando em enfrentarem o mundo -- juntos, não importa os desafios. É sobre respeito. É pessoal.”

Samantha Kemi possui um sobrenome que carrega poder, história e magia ao longo dos séculos. Conhecidos por serem os melhores alquimistas do Reino, suas poções eram famosas por serem as melhores já encontradas, o que só mudou após Zoroaster, trapacear com o uso de sintético na última caçada. Aos 16 anos, ela é a filha mais velha da família e, portanto, a herdeira e responsável por aprender a preparar poções e a arte que isso envolve; além de também ter para si a missão de ajudar no que puder para manter a loja da sua família aberta. Com um talento natural para a preparação de poções, junto ao seu avô, ela se luta para manter o legado da família, mas conhecendo bem o poder da tecnologia e de seus concorrentes, ela sabe que se a situação financeira não vir a melhorar, eles acabarão por ter que fechar suas portas. Apenas um milagre poderia salvar a situações deles...

“O que torna a família Kemi especial é a nossa incomparável vocação para as artes alquímicas - saber intuitivamente a receita de qualquer poção, discernir as propriedades de cada ingrediente e entender os mistérios por trás do processo de cura."

Então, quando Sam é convocado ao reino para participar da grande Caçada, mesmo contra a vontade de seu avô, ela vê a chance perfeita para reerguer o nome e a fama de família e manter o legado vivo. Os Kemi sempre foram conhecidos por saberem bem o que fazem, mas como ela conseguirá criar o antídoto para uma poção que só existe na cabeça da princesa? Poções do amor há muito foram proibidas de existir e todos os dados sobre ela foram terminantemente apagados, não há ajuda para descobri-los e nem ideia de como consegui-los... Em uma competição acirrada que determinará o futuro não só dos negócios de sua família, mas de todo o reino, Samantha se verá lutando contra um forte inimigo da coroa que não deseja a cura da princesa e uma organização que não medirá esforços para manter seu lugar. Será ela capaz de aprender a confiar em si mesmo o suficiente para encontrar a formula da Poção Secreta?

“Não há lugar para mim nessa fórmula. Sou um ingrediente de reposição, não a poção final.”

A Poção Secreta é um livro que chama atenção através de uma capa forte, atrativa e romântica. Remetendo a uma história de contos de fadas, nos vemos envolvido com uma trama que mistura princesas envenenadas, poções, magia e amor. Com direito a muita aventura, nos encontramos envolvidos em uma história que é juvenil sem ser infantil e que encanta com seus detalhes e mensagens presentes a cada página. Apesar de apresentar um romance atrelado ao seu enredo, o foco da obra não é voltado a ele; ideal para aqueles que gostam de ação, é impossível ao leitor não desejar saber o que irá acontecer a seguir, principalmente ao envolver uma protagonista completamente determinada, mas atrapalhada na mesma intensidade. Risadas são garantidas em meio a personagens construídos de forma a encantar e divertir o leitor, que procura uma obra leve e divertida para momentos em que se busca relaxar ao lado de uma boa leitura.

Samantha ou Sam é definitivamente o personagem que mais agrada e que rouba a cena em diversos momentos com sua personalidade encantadora, determinada, leal e corajosa. Fugindo dos padrões de adolescente cheia de dramas e mimimi, ela surpreende ao ser astuta e inteligente e por se preocupar com as condições de sua família acima de si mesma. Em momento algum ela teme por sua vida ou hesita diante de algum perigo que ameaça a sua família, pelo contrário, em diversos momentos nos deparamos com ela se sacrificando – incluindo seus sonhos – em prol daqueles que ama. Ela não teme arriscar sua vida para salvar os outros, mesmo possuindo um grande dom para alquimia em nenhum momento a vemos se “achar” superior a alguém ou querer prejudicar o outro apenas para que possa se dar bem. Tudo que ela deseja é poder ajudar a sua família a se reerguer e permitir que sua irmã receba a educação que como uma talentosa ela necessita. Mesmo com pouco ela ainda consegue se destacar, surpreendendo com seu conhecimento e atitudes que vão além de uma simples adolescente de 16 anos.

Zain, por outro lado, é um personagem que me irritou em diversos momentos. Não conseguimos nos sentir ligados por completo a ele, apesar dele ter tudo para que isso acontecesse. Ele é o galã da história, bonito e perfeito, amigo de todos e possuidor de uma vida confortável; ou seja, quase que o oposto de Sam. Em diversos momentos o vemos cometendo erros sem se desculpar ou achando que suas atitudes podem ser perdoadas com justificativas fracas. Ele não se mostra alguém que se preocupa profundamente com o outro e está disposto a fazer o necessário para que seu pai tenha o que quer. A única parte boa é vermos o quanto Sam se torna mais confiante e aprende mais sobre si ao se relacionar com ele. A relação deles é construída aos poucos e tem como base um companheirismo e uma confiança, e ao vê-lo com ela conseguimos ter uns momentos de um Zain mais humano e que nos possibilita até gostar dele.

Em relação à Princesa Evelyn, eu acredito que sua existência era sim importante para a história, mas alguns capítulos narrados por ela eram completamente desnecessários e só serviram para mostrar uma princesinha mimada que não se importava com nada e nem ninguém e que ao se apaixonar por si só aflorou ainda mais esse jeito chato e insuportável dela! Quanto aos personagens secundários, nos deparamos com muitos que se mostraram muito mais fortes e determinados que muitos protagonistas. Eles ajudaram a construir uma história envolvente e a ensinarem lições sobre amizade, companheirismo e confiança. Muitos que estavam ali tinham realmente um papel essencial na história e não apenas ocupavam espaço. Adoraria ver histórias onde eles fossem os protagonistas, acredito que eles possuem muito que falar e dariam ótimas histórias.

Já quanto ao enredo e sua construção, sem dúvidas é uma obra que surpreende ao não se ligar a padrões já estabelecidos e por ser inovadora mesmo utilizando elementos tão conhecidos, e até de certa forma clichês, de uma forma totalmente inovadora. Extremamente bem desenvolvido e com uma escrita cativante, esse é um livro que quase nem notamos conforme vamos avançando em sua trama; o que acaba por nos surpreender ao nos depararmos com seu desfecho tão rapidamente. Um outro ponto bem interessante é como a autora utiliza elementos atuais em sua trama, chegando até a brincar em determinado momento que as vezes a água falta por ali, mas a internet nunca. A autora é capaz de unir duas realidades que geralmente são vistas de forma separadas em uma só, e isso sem torna-la forçada ou enfadonha. Seres mágicos, vilãs malvadas, princesas em perigo, tudo isso se mistura sem cair no clichê e se voltar para um tempo medieval. Amy conseguiu inserir os elementos no tempo certo e explica-los de forma que não nos vemos questionando o porquê das coisas serem assim, suas explicações também não são cansativas ou repetitivas, deixando a história acontecer de forma fluída sem adentrar o irreal. A narração em primeira pessoa também nos permite um maior contato com os personagens e seus pensamentos, o que complementou ainda mais a leitura que nos permite entender um pouco mais sobre cada um.

Seus elementos gráficos são muito bem explorados e combinam de forma única com a obra. A Editora Jangada não poderia ter acertado mais na hora de manter a versão original dessa capa que encanta e chama atenção em meio a tantas, é impossível olhar para ela e não se encantar com o toque romântico e as possibilidades que ela apresenta. Suas paginas amareladas e fonte em um tamanho ideal, também contribuem para que a leitura ocorra de forma fluída e agradável. É possível ler por horas sem se cansar e isso é algo que importa muito aos que amam ler sem prejudicar ou ter que forçar sua visão. A preocupação aos detalhes na hora de informar quem está a narrar também é lindo de se ver, os capítulos que são feitos pela Princesa Evelyn contam com o detalhe de uma coroa em cima de seu número e mesmo sendo algo sutil, não deixa de cativar e demonstrar uma dedicação. Erros também não foram encontrados por mim durante a leitura, revelando uma houve uma boa tradução e revisão por parte deles ao entregarem uma obra cujo esmero é notável.

Em síntese, A Poção Secreta, obra de estreia da autora Amy Alward, é um livro que agrada muito pela sua simplicidade e pela entrega de uma boa história mesmo que com elementos batidos por terem sido utilizados diversas vezes antes. Com um romance que não é o foco, essa obra é capaz de agradar até mesmo os que detestam esse gênero, atraindo-os através de um enredo que esbanja ação e aventura e que não se torna monótono ou tedioso em nenhum momento. Sendo o primeiro de uma trilogia, é uma obra que abre portas e incentiva o leitor a querer conferir mais de seu trabalho que já teve seus direitos adquiridos pela Jangada e que em breve estará nas livrarias do país. Mesmo sendo uma série, não é uma obra que deixa pontos abertos ou que nos faça sofrer até que o próximo volume seja lançado. Essa é uma leitura recomendada para quem gosta de uma boa fantasia com elementos na medida certa para envolver e te trazer uma sensação agradável ao termino. Se você gosta do estilo da obra, leia, porque com toda a certeza ela irá te agradar!


site: www.brookebells.com
comentários(0)comente



Laura 05/08/2017

Capa fofa!
Que livro gostosinho! Uma leitura fácil, cheia de aventura, magia, romance juvenil e ambientada num mundo fictício. Serio, quando o livro terminou fiquei triste, queria mais para ler. Agora é esperar que a editora lance logo o próximo que já existe e em inglês se chama Royal tour. Eu esta precisando desse livro e nem sabia disso (risos!)
comentários(0)comente



Carolina 09/06/2017

Resenha pelo Blog Arsenal de Ideias
Quem me conhece sabe que gosto muito de histórias desse estilo, então não hesitei em pedir esse livro para resenhar no mês de junho.

Encontrei uma história com uma protagonista fácil de se identificar e torcer, por ser de origem bem simples e muito real. Samantha é a aprendiz de alquimista (no caso de seu avô) da família, e tem o sonho de um dia trabalhar em uma grande empresa. Porém, seu avô é totalmente contra os elementos sintéticos, e isso a impede um pouco de seguir o seu sonho. É muito bonito o relacionamento que ela tem com todos de sua família, mas em principal com o seu avô, dá para ver que o carinho entre eles é muito grande, e isso fica exemplificado em diversos trechos no decorrer do livro. Os personagens secundários também são ótimos, muito bem desenvolvidos e que fazem toda a diferença na história.

Temos também um romance, mas não é o foco da obra. Gostei muito da maneira que a autora o conduziu e introduziu na história, foi natural e nada forçado, deixando aquele gostinho de quero mais. O final do livro é deixado em aberto, apesar de responder todas as perguntas que temos durante a narrativa. Senti um pouco, porque não fiquei com aquele sentimento de que o livro de fato tinha terminado, então estou aguardo ansiosamente a sua continuação.

A trama é repleta de aventura e ação, mesmo nas partes que menos imaginamos. As cenas são muito bem descritas e, como disse anteriormente, li tudo em poucos dias por ter uma leitura bem fluída, e que nos deixa curiosos sobre o que está para vir. Os capítulos são alternados entre a visão de Samantha e da Princesa, o que é muito importante para nos mostrar o poder que uma poção do amor tem e todo o estrago que ela pode fazer em uma pessoa Talentosa (que é como eles chamam pessoas que podem lidar com a magia, que tem poderes).

A ambientação é no país de Nova, um novo reino. Eu não entendi muito bem se a história se passa no presente ou em um futuro próximo, porque a autora não nos dá qualquer elemento para confirmar isso, mas não foi algo que me incomodou durante a leitura, na verdade não fez muita diferença.

Nem preciso falar nessa edição da editora, que ficou maravilhosa, né? De longe, a primeira coisa que me chamou a atenção é a capa, que ficou linda e demonstra bem o conteúdo da história. Não encontrei nenhum erro de revisão durante a leitura, e a fonte é de um tamanho bom, com um bom espaçamento.

Não esperava muito dessa leitura, e acabei me surpreendendo positivamente com o que encontrei. É um Young Adult muito gostoso de acompanhar, e que indico para todos que gostam do gênero.

site: https://arsenaldeideiasblog.wordpress.com/2017/06/09/resenha-79-a-pocao-secreta-amy-alward/
comentários(0)comente



Jeffa Koontz 10/05/2017

Um livro que me surpreendeu
Vejam minha resenha lá no Saga Literária. Obrigado.

site: http://www.sagaliteraria.com.br/2017/05/resenha-241-pocao-secreta-diario-de-uma.html
comentários(0)comente



Fernanda 26/06/2017

A poção secreta
Resenha no blog:
http://www.segredosemlivros.com/2017/06/resenha-pocao-secreta-amy-alward.html

site: http://www.segredosemlivros.com/2017/06/resenha-pocao-secreta-amy-alward.html
comentários(0)comente



Conchego das Letras 26/06/2017

Resenha Completa
Oi, leitores!

A Poção Secreta é o primeiro livro da série Diário de uma Garota Alquimista, escrita por Amy Alward*. Este é o primeiro livro da autora inglesa — cujo romance de estreia, intitulado The Oathbreaker's Shadow, foi indicado para o Prêmio Branford Boase em 2014, na categoria melhor livro de estreia de literatura jovem do Reino Unido — publicado pela editora Jangada e a série promete.


Vamos acompanhar a história de Samantha, uma garota que faz parte da família Kemi, muito conhecida no Reino de Nova por, no passado, terem sido os melhores alquimistas do reino. Nos últimos anos, as pessoas não têm procurado mais as fórmulas naturais, preferindo as poções sintéticas; assim, eles não são mais requisitados, nem pela realeza.

Mas um acidente muda esse quadro. A princesa bebe a porção do amor e... ela se apaixona por ela mesma! O Rei, desesperado, convoca com urgência todos os alquimistas do reino para encontrarem o antídoto. Eles chamam essa convocação de Caçada Selvagem.


A Caçada Selvagem começa e Sam é convocada... Ela acredita que é uma grande oportunidade para a família ter de volta o seu prestígio e reerguer a loja quase falida. Não será nada fácil encontrar todos os ingredientes, fazer a porção e salvar o reinado. Eles precisarão enfrentar os perigos da floresta, das montanhas e ainda serem perseguidos por uma tia da princesa, que foi expulsa do reino e vê nessa situação a oportunidade de ser a próxima rainha do Reino (ela não vai medir esforços para conseguir o que quer!).

Tudo é acompanhado pela mídia, mesmo sendo uma história repleta de fantasia, a tecnologia estava presente como a internet, televisão, telefone fixo, celular e as redes sociais.

Foi muito prazeroso acompanhar essa caçada, torcer por Sam sempre que ela tentava adquirir algum dos ingredientes e descobrir até onde ela estava disposta a ir para tentar encontrar a tal cura da princesa. Se ela consegue ou não isso já nesse primeiro livro, não posso contar, vão precisar ler para saber.rs.

Somos apresentados ao mundo de fantasia e magia, além de muita ação, criado pela autora. É uma leitura leve, prazerosa e divertida.

*Este é o primeiro livro escrito sob o pseudônimo de Amy Award. O primeiro livro dela foi publicado com o nome Amy McCulloch.

site: http://www.conchegodasletras.com.br/2017/06/resenha-pocao-secreta-diario-de-uma.html
comentários(0)comente



Paula Juliana 26/07/2017

Resenha: A Poção Secreta - Diário de uma Garota Alquimista # 1 - Amy Alward

''É preciso mais do que uma chave para abrir uma porta, menina. Você tem que saber onde está a fechadura.''

MAGIA! AMOR! PERIGO!

AVENTURA!

E um brinde a grande beleza da fantasia! Entre magias, poções, ingredientes que estão além da compreensão deste mundo, fico FASCINADA quando embarco nessas histórias que me transportam para mundos novos e originais, mundos que estão muito além das portas da mente, das portas da imaginação, e foi por essa linha, por esse caminho torto e cheio de aventuras onde a autora Amy Alward me levou, com a obra A Poção Secreta - Diário de uma Garota Alquimista, juntamente com Samantha Kemi e nossa princesa Evelyn, uma princesa que se apaixonou por SI MESMA.

E quem disse que o amor é inofensivo?!

UM REINO!
O REINO DE NOVA!

UMA PRINCESA!
Uma princesa angustiada para se apaixonar logo, para encontrar o seu par! Porém, quando usamos meios que não são muito politicamente corretos, como poções, para ser mais exata poções do amor, erros, acidentes podem acontecer. E foi nesse momento que a princesa Evelyn acidentalmente se apaixonou por seu próprio reflexo.

Para salvar um reino, e essa peculiar princesa, foi ressurgida das cinzas uma velha e extinta tradição.

A CAÇADA SELVAGEM!

Essa uma expedição para encontrar um antídoto, uma cura para a princesa. Como a poção foi feita com componentes naturais, nada sintético, a família Real vai ter como ''competidores'' nessa caçada participantes do mundo todo que saem em busca desses ingredientes raros, e vão encontrar perigos e seres que nem imaginam.

Samantha Kemi é uma simples garota comum, não tem poderes mágicos como sua mãe e sua irmã, tudo que tem em seu futuro é aprender os ensinamentos alquimistas do seu vô e tentar salvar o negocio da família, o que é muito difícil com tantas farmácias sintéticas próximas, e a pouca clientela tem e que acaba sempre esquecendo a carteira. Ela vê na caçada uma oportunidade de reerguer a loja de poções da família. E claro, salvar a amada princesa!

A leitura foi uma delicia, toda a mistura de romance juvenil, as aventuras fantásticas e o mundo diferente que a autora criou foi um toque a mais em toda a narrativa. A obra tem um publico alvo, é uma leitura jovem, feita para os amantes da fantasia, tem personagens muito bonitinhos e cativantes que vão levando o leitor a querer embarcar na história com eles e salvar a princesa.

Sendo critica alguns pontos como leitora gostaria de ter visto mais desenvolvidos, gostaria de ter me aprofundado nesse mundo e em alguns personagens, a autora criou algo que pode vir a crescer e até se transformar em uma grande saga, porém, o enredo terminou fechadinho, então, não sei se teremos mais obras com Sam e seus amigos.
Algo que me incomodou bastante foi a vilã que foi bem caricata e que não me conquistou.

Um dos pontos que mais gostei foi do romance da obra que começou a aparecer aqui e ali como quem não quer nada e quando vi ficava toda feliz sempre que um personagem em especial aparecia, eu e a Sam também, o que fez a leitura ainda mais fofa e encantadora.

Indico essa lindeza para os fãs da fantasia jovem, para aqueles que não tem medo de se aventurar e uma mente aberta para todos os elementos que uma boa obra ficcional pode oferecer. Terminei a obra A Poção Secreta - Diário de uma Garota Alquimista muito feliz e satisfeita com um gostinho de quero mais, a escrita da autora é bem envolvente e muito criativa, quero ainda encontrar muitas de suas obras por esses caminhos da literatura. Recomendadíssimo! Apreciem!

Paula Juliana

site: https://overdoselite.blogspot.com.br/2017/07/resenha-pocao-secreta-diario-de-uma.html
Isaac Zedecc | livrosereticencias 26/07/2017minha estante
Adorei!


Paula Juliana 26/07/2017minha estante
Obrigada Isaac!!!


Ellen Fidelis 19/08/2017minha estante
É uma saga sim. O legal é que o livro tem um desfecho e isso foi positivo p mim, deixando opção do leitor continuar ou não a saga




Resenhas Teen. 31/08/2017

A Poção Secreta
Oie pessoal! Tudo bem com vocês?

Trago agora a segunda resenha como prometido no outro post, dessa vez desse livro lindo, com uma história que me lembrou e muito Jogos Vorazes.

O livro conta a história de Samantha e da Princesa Evelyn, uma é uma grande alquimista e a outra que fez uma grande burrada sem querer (risos).

Nossa princesa queria muito se apaixonar, encontrar seus par e viver feliz ao lado do escolhido, mas em um ato não muito correto (como beber uma poção do amor) a jovem princesa acaba se apaixonando por si mesma, sim galera sempre é bom ter amor próprio mas não demais (risos)

E por causa disso, trazem de volta uma antiga tradição: uma caçada selvagem, onde os participantes terão que achar os ingredientes para o antidoto da poção e salvar assim todo o reino como também a princesa.

É aqui então que entra Samantha, ela não herdou os poderes mágicos de sua mãe e irmã, mas por outro lado é uma jovem muito esperta e inteligente que aprendeu os ensinamentos sobre os Alquimistas com seu avô e faz de tudo para manter a loja de sua família aberta.

Algo complicado, pois a loja de sua família trabalha com poções naturais, nada sintético e infelizmente para os negócios deles, existem muitas farmácias sintéticas o que acaba diminuindo e muito o movimento e as vendas das poções naturais.

É um livro que mostra até certo ponto de vista a evolução das coisas, existem pessoas Talentosas (com poderes mágicos) e os Comuns (como Samantha que não tem poderes) e ainda mais nos mostra aquilo que vivemos em nosso próprio dia a dia, como a evolução e esquecimentos de certas coisas.

No livro isso acontece com a existência dessa farmácia que prepara tudo sinteticamente, deixando assim para trás algo melhor e natural como as poções da loja da afamilia de Samantha.

E com essa Caçada proposta para o Reino para ajudar a Princesa é um bom jeito de conseguir o dinheiro que eles tanto precisam para reerguer a loja e ainda pagar pelos estudos da caçula da família.

Samantha é uma mera aprendiz de seu avô, mas todos de sua família acreditam que ela é capaz de vencer essa competição sozinha, e seguindo seus instintos ela se inscreve e parte juntamente com sua Coletora atrás do primeiro ingrediente para o antidoto.

Mas sabem como é né galera, nem tudo são flores e adivinhem quem está participando dessa caçada também? Sim, o filho do dono da farmácia sintética Zoroaster que fará de tudo para atrapalhar os planos da nossa protagonista.

Tirando que ela ainda enfrentará uma Talentosa que quer se tornar rainha e muitos animais e monstros no meio da Selva.

Gente diferente da minha leitura anterior a essa obra, Poção Secreta se mostrou uma fantasia muito boa, a cada página lida era uma descoberta nova, uma aventura mais perigosa e quanto mais nos aprofundássemos na história da autora, mais notávamos o quão criativa ela foi.

A autora insere em pleno século vinte e um, aquela antiga tradição dos casamentos arranjados, de ser forçada a casar etc, nos mostra o quanto as mulheres nessa situação sofriam, por mais que não esteja explicito, sentimos o que a Princesa queria ao tomar aquela poção do Amor.

Nos mostra também, aquilo que sempre cito em algumas resenhas minhas: as pessoas nem sempre são aquilo que enxergamos, elas podem ser melhores ou piores.

Foi um livro muito bem planejado e desenvolvido, nada foi forçado tudo no momento certo e na hora certa, os personagens então todos tem suas próprias personalidades, sabem o que querem e tem papeis importantes para o desenrolar da obra.

O romance entre os personagens principais se da de uma forma natural, são duas pessoas que já se conhecem, mas com o passar do tempo nessa caçada acabam por se aproximar, se conhecerem melhor e surge o sentimento que da vida a obra: o Amor.

Adorei a experiência de realizar a leitura dessa obra, pois estava com saudade de uma boa fantasia e essa tem tudo, até me lembrou bastante Jogos Vorazes pela Caçada Selvagem.

Tudo que envolve esse tipo de "jogos" me lembra um pouco da minha distopia favorita, tirando a jogada muito boa da autora no final, sabemos que esse livro será uma série, mas a autora nos da a oportunidade de escolher se iremos ou não ler os próximos volumes, pois foi uma história muito bem finalizada, sem nós soltos, ou dúvidas.

E achei isso bem legal da parte da autora, tirando essa capa fofa e a diagramação da obra por parte da editora Jangada, muito linda, as folhas são um pouco finas para o meu gosto, mas não atrapalha em nada a leitura.

As letras são de um tamanha ideal para leitura, o livro todo é divido entre a visão da Princesa e da Samantha e todo narrado em primeira pessoa, eu senti um pouco de dificuldade em engrenar na leitura por causa disso, mas quando peguei o embalo li rapidinho a obra!

Super indico esse livro, para aqueles finais de tarde regados a leituras leves e rápidas sabem? Pois, abri o livro e em uma sentada o li todinho de tão fofo e maravilhoso que ele é.

Agora é esperar pelas continuações que com certeza irei querer realizar a leitura delas, quem já leu me contem o que acharam dessa história, quem ainda não leu não percam a oportunidade e vão ler!!

Até a próxima galera.

Bjss, Nay =D

site: http://resenhasteen.blogspot.com.br/
comentários(0)comente



Acordei Com Vontade de Ler 15/06/2017

"A poção secreta" é um livro repleto de aventuras e que faz o leitor se apaixonar a partir da capa. A trama se passa em Kingstown, no Reino de Nova, onde a magia corre livremente e é responsabilidade de seus governantes manterem essa magia sob controle. Para isso, é conveniente que esse governante seja casado, para que consigam dominar tal fardo da melhor forma possível.
Nesse universo criado por Amy Alward, as pessoas são divididas em comuns e talentosos. Os comuns não possuem magia própria, mas em compensação podem manipular matérias e, quem sabe, tornarem-se alquimistas. Porém, os talentosos são vistos como indivíduos mais significativos, já que possuem magia própria.

"Ser comum, no entanto, é o que faz de nós grandes alquimistas. Nossa incapacidade para praticar magia nos dá a vantagem de poder lidar com ingredientes mágicos sem correr o risco de corrompê-los ou contaminá-los. Mas esse não é o nosso único diferencial. O que torna a família Kemi especial é a nossa incomparável vocação para as artes alquímicas - saber intuitivamente a receita de qualquer poção, discernir as propriedades de cada ingrediente e entender os mistérios por trás do processo de cura." (p. 19)

A história possui duas perspectivas: uma narrada em primeira pessoa por Samantha e outra em terceira pessoa que mostra os acontecimentos com a princesa Evelyn.
Samantha é uma jovem que vem de uma família conhecida no meio da alquimia: os Kemis. Na época dourada, onde se utilizavam apenas produtos naturais os Kemis eram reconhecidos por todo o reino e muito procurados. Porém, com a modernização e o progresso, surgiram os sintéticos, produtos feitos em laboratórios e em grandes produções, tornando os alquimistas obsoletos. A Loja de Poções Kemi é prova disso, pois tem uma clientela muito pequena, está caindo aos pedaços e a chance de recuperação é mínima. Para Samantha, isso é terrível, pois é o seu legado. Ela é a nova geração de Kemi. Aquela que tem o dom especial para alquimia e passa os dias como aprendiz do seu avô no laboratório. Só um milagre poderia salvar o futuro deles...

"A Loja de Poções Kemi foi um dia uma das boticas mais proeminentes de Kingstown. Mas ninguém precisa mais de boticas. Não quando tem megafarmácias, no centro da cidade, vendendo versões sintéticas das poções tradicionais pela metade do preço. Agora somos resquícios de um tempo que não volta mais. Relíquias." (p. 11)

E esse milagre ocorre quando a princesa é envenenada por uma poção e todos os alquimistas são recrutados para uma Caçada Selvagem. Como o nome diz, uma Caçada Selvagem é quando esse seleto grupo irá caçar os ingredientes em meio a território inóspitos, correndo riscos e tentando acertar a poção para alcançar a grande recompensa.
Porém, essa caçada não será como as outras. As apostas são altas demais quando um inimigo da coroa é convocado e seu objetivo não é exatamente salvar a princesa... E para alcançar esse objetivo, esse inimigo não terá escrúpulos para derrubar a concorrência.
Como se isso não bastasse Samantha terá que enfrentar uma grande corporação que é implacável, mas que tem como herdeiro alguém que mexe com o emocional dessa jovem. Será que Sam está preparada para tudo isso?

O livro é repleto de aventuras e locais magníficos que vão sendo apresentados aos leitores, como a Praia de Sirena, as Selvas de Bharat, a cidade de Pahara, a montanha de Hallah e as selvas de Zambi. Locais que não são apenas mágicos por conta de seus habitantes, mas sim por conta de suas descrições ricas e inebriantes. O enredo também é repleto de criaturas mágicas, como sereias e unicórnios.
Os personagens são simplesmente incríveis. Sam é determinada, mas ainda insegura com seus talentos. Ama sua família e tem uma afinidade ímpar com o seu avô, um homem sagaz mas extremamente teimoso. O núcleo familiar de Sam é completo e diverso, mas o que não falta é amor e apoio incondicional.
Kristy é a coletora de Sam, aquela que sabe onde encontrar os ingredientes e que está disposta a se arriscar para consegui-los. Se há uma palavra para descrevê-la é implacável. A princesa Evelyn está passando por um momento delicado, onde seu futuro está sendo traçado e ela se vê sem controle e amedrontada. Anita é a melhor amiga de Sam e junto com seu irmão Arjun dá o apoio incondicional à mocinha mesmo quando essa não merece. E Zain. O que falar de Zain? Zain é um poço de contradições no primeiro momento, mas ao observarmos com calma, vemos que é um jovem que tem sonhos e inseguranças quanto ao futuro e que tenta fazer o melhor possível dentro das circunstâncias que o rodeiam. Isso não quer dizer que o leitor não passa por momentos frustrantes com ele. Pelo contrário. Queremos socá-lo e dar um abraço ao mesmo tempo.
A verdade é que por trás de todos esses elementos magníficos temos um grupo de jovens tentando enfrentar seus medos, seus legados, as expectativas de seus familiares para realizar seus sonhos.
A editora Jangada realizou um ótimo trabalho. Revisão, diagramação e layout estão impecáveis e a capa, sem dúvida, chama a atenção.

"As Caçadas Selvagens eram competições acirradas entre os alquimistas, criadas pelo primeiro monarca de Nova, o rei Auden, com a finalidade de encontrar a melhor proteção para um membro da família real, quando este se encontrava em perigo mortal." (p. 20)


site: http://www.acordeicomvontadedeler.com/2017/06/resenha-premiada-pocao-secreta-diario.html
comentários(0)comente



Portal JuLund 12/06/2017

A Poção Secreta, @jangada
Sabe aquele livro que você se identifica completamente, pois foi exatamente assim comigo, eu já tinha amado a capa que ficou belíssima e o livro me chamou atenção assim que a editora publicou seu lançamento, a leitura foi ainda melhor me arrebatou do princípio ao fim.
A trama nos conta sobre a magia que ainda acontece livremente em Kingstown, no Reino de Nova, porém os governantes são os responsáveis por manter tudo sobre controle, o povo é dividido entre os comuns e os talentosos, onde os comuns são as pessoas que não herdaram dons, ou sua própria magia.
Nesse universo criado por Amy Alward, pular matérias e, quem sabe, tornarem-se alquimistas. Porém, os talentosos são vistos como indivíduos mais significativos, já que possuem magia própria.
A história possui duas narrativas uma em primeira pessoa feita pela aprendiz de alquimista Samantha e a outra em terceira pessoa pela princesa Evelyn, quando Samantha narra conhecemos a história de sua família, que era uma das mais famosas no reino, por suas poções confeccionadas apenas com produtos naturais.

Resenha completa no

site: http://portal.julund.com.br/resenhas/resenha-pocao-secreta-diario-de-uma-garota-alquimista-jangada
comentários(0)comente



15 encontrados | exibindo 1 a 15