Apenas Uma Garota

Apenas Uma Garota Meredith Russo




Resenhas - Apenas uma Garota


44 encontrados | exibindo 1 a 15
1 | 2 | 3


Gill.Santos 10/07/2020

Ainda com o coração apertado
Eu pensava que ser mulher era difícil, mas descobri que ser transgênero é mil vezes mais.

Este livro conta a história de Amanda ou antes disso Andrew, uma garota que nasceu no corpo errado e por ninguém entender isso, sofreu todo tipo de humilhação e agressões físicas. Aos 15 anos tenta suicídio, mas aos 18 após tomar hormônios e fazer as cirurgias necessárias, descobre que enfim pode ter amigos e uma vida "normal", só que não!

Se eu falar muito deste livro vou encher de spoilers mas, eu queria falar sobre sentimentos. Que dor no coração eu senti quando ela relatou cada agressão física, cada bullying, mas o pior acho que foi o desprezo, viver sozinha, sem poder confiar em ninguém, sem ter em quem se apoiar. Ela tinha a mãe e algumas colegas do grupo de apoio que passavam pela mesma situação, mas não era o suficiente.
Viver com medo e lutar por viver mesmo assim ou desistir de tudo e se entregar ao suicídio?
Difícil responder.

Recomendo este livro, não importa quasl seu gênero, leia!
comentários(0)comente



Inglethe 05/07/2020

Apenas uma garota
É uma história sobre uma garota trans escrita por uma mulher trans, Amanda morava com a mãe, sendo que ocorre um episódio que a deixou traumatizada, e foi aí que a mãe dela decidiu que seria melhor ela morar com o pai em outra cidade, o que foi muito bom por sinal, pois melhorou a relação dela com o pai. Ela conhece o Grant e rapidamente eles vão ficando muito próximos, porém ela tem um segredo que tem medo de contar, ela esconde que era um menino ?seu passado não impede que você tenha um futuro?.
comentários(0)comente



Nicole Longhi 18/06/2020

Apenas uma garota é o primeiro romance escrito por Meredith Russo e é baseado parcialmente em suas experiências como uma mulher trans. Na trama iremos conhecer Amanda Hardy, uma adolescente trans que vivia com sua mãe, mas após um evento traumático ocorrido em sua cidade ela se vê obrigada a mudar sua vida toda quando vai morar com o pai que não fala há anos em outra cidade.


Essa é a chance perfeita para recomeçar em um lugar novo, sem que ninguém conheça o seu passado e o fato de quem um dia já foi um garoto. Assim Amanda faz novas amizades e conhece Grant, que desperta um sentimento que ela sempre tentou evitar. Mas conforme vão se aproximando ela não consegue impedir de se apaixonar, e se sente impelida a contar a verdade mas morre de medo de como os outros irão reagir.

A trama é uma leitura Young Adult bem simples mas que nos trazem muito aprendizados. Cada um tem o direito de ser feliz da sua maneira e da sua vontade, e essa é Amanda sendo apenas uma garota que gosta de livros, quadrinhos, videos games. Quem um dia ela foi não faz diferença para o futuro que ela escolheu e os outros não tem direito nenhum de cobrarem sua escolha. Com Amanda também iremos aprender sobre a autoaceitação, e vamos junto com ela descobrindo suas dificuldades e dúvidas em descobrir-se como uma garota trans e como ela foi percebendo isso através dos anos.

Resenha Completa em She is a bookaholic

site: https://www.sheisabookaholic.com/2020/06/resenha-apenas-uma-garota-meredith-russo.html
comentários(0)comente



Lalá Santana 17/06/2020

Eu gostei só que...
Eu realmente me envolvi na história, ela é super fluida. Eu só queria ter conhecido mais da Amanda e da relação dela com todos, entende? Acho que a história acontece tão rápido que dificultou um pouco a conexão de nós leitores com os personagens. Tirando tudo isso eu gostei bastante da parte final do livro.
comentários(0)comente



Juju 12/05/2020

Apenas uma garota
O livro foi, inicialmente, surpreendente para mim. Ganhei de presente e não sabia sobre o que se tratava a história... Então quando li a sinopse, me despertou uma enorme curiosidade e interesse, para um tema que eu nunca tinha explorado antes.

É muito bem escrito, me senti na pele da personagem o tempo todo, os acontecimentos são muito impactantes... E deixa um "gostinho de quero mais" no final.
comentários(0)comente



BookCall 30/04/2020

Falamos muito por aqui sobre a importância da leitura como exercício de empatia. Se colocar no lugar do outro é difícil, mas é uma ação primordial para tornar o mundo melhor para todos.


Dito isso, vamos a apresentação do livro:
A͟p͟e͟n͟a͟s͟ ͟u͟m͟a͟ ͟g͟a͟r͟o͟t͟a͟ conta a história de Amanda, uma garota trans que vai morar com seu pai após sofrer muito com bullying e preconceitos na cidade onde morava com sua mãe.

É um livro com temática adolescente, bem escrito e que é, ao mesmo tempo, carregado de clichês e foge dos padrões.
A narrativa é gostosa e como um bom YA, a leitura flui de uma forma que a gente mal percebe.
Talvez só não tenha sido um cinco estrelas porque a minha mente cis-hétero não conseguiu alcançar algumas complexidades da personagem.

A autora faz uma nota em duas partes, para leitores cis e trans. É uma nota essencial para compreender a ideia dela ao construir a história da Amanda.
Esse é um livro carregado de representatividade porque além da autora e a personagem principal, a modelo da capa também é trans.
comentários(0)comente



Yasmine.Maluf 26/04/2020

Apenas uma garota não me tocou. Digo, os flashbacks, a situação da Amanda e o sofrimento dela sim, senti que foram até que bem desenvolvidos. Mas a história em si? Só mais um YA clichêzao. Eu entendi pela nota da autora que ela realmente quis deixar as coisas mais fáceis, mas senti que ela tinha potencial de entregar mais.
Achei bem chato todos serem lindos de novo, o romance super rápido e todo aquele ambiente de filme de adolescente americano.
Mas no geral eu gostei da leitura, fluiu bem e li super rápido. O triste é pensar que personagens trans e LGBT poderiam ser mais comuns em livros... Não sei se consigo explicar, mas gostaria que fosse tão comum a ponto de podermos resenhar e debater esse livro como um livro adolescente normal e não só pq a protagonista é trans. Não sei se me fiz entender kkkk
Mas de qualquer maneira, é um livro gostoso de ler.
comentários(0)comente



Jon O'Brien 18/04/2020

Esse livro me arrebatou! Vale muito a pena!
Apenas uma Garota é o primeiro livro com uma protagonista trans que li na minha vida, e acabou entrando para a minha lista de favoritos não só por conta da temática, mas também pela escrita da Meredith Russo e pelo seu cuidado na abordagem da obra. Nesta resenha, saiba exatamente o que eu achei do livro!

A primeira coisa que me atraiu em Apenas uma Garota não foi a capa, embora ela seja bastante bela e tenha esse tom enigmático. O que me deixou curioso para ler o conteúdo foi a temática. Há pouquíssimos livros literários que abordam da transexualidade, e, apesar de eu ter amigas trans, me sentia na carência de conhecer obras literárias que retratassem a sexualidade de uma pessoa assim. Este livro caiu como uma luva.

O livro conta a história de Amanda Hardy, que sofreu uma agressão violenta no último ano, depois de fazer a cirurgia de redesignação sexual e passar a tomar hormônios, e que agora se muda para outra cidade, a fim de morar com seu pai, voltar à escola e superar os traumas do passado. Tudo o que ela quer é ser uma garota normal, e está decidida a esconder sua identidade de gênero porque sabe o quão preconceituosas e cruéis as pessoas podem ser quando descobrem que ela era um menino.

O problema começa quando Amanda conhece Grant, um rapaz gentil que a cativa desde o início, e fica em dúvida se deve contar a verdade a ele ou se esse é um segredo que deve permanecer consigo. É um livro que contém romance, mas acredito que ele seja bem mais dramático que romântico.

Apenas uma Garota é dividido em capítulos curtos e muito bem-pontuados. A autora consegue segurar informações importantes por algum tempo sem que o livro pareça cansativo, e toda a descrição das cenas, cenários e personagens é muito boa. A escrita da Meredith Russo não tem nada realmente muito chamativo, mas ainda assim é muito boa e responsável.

Além disso, há capítulos que não são focados no presente de Amanda, e sim no passado, antes e pouco depois de ela começar a tomar hormônios. O passado revela memórias difíceis, como a dificuldade do pai de aceitar quem ela era e o sofrimento e o apoio da mãe naquele momento tão difícil de autodescoberta.

O livro contém personagens absurdamente reais. Apesar de a história do livro ser simples, os personagens se destacam porque são muito bem-construídos, desde os preconceituosos às pessoas que apoiam Amanda. Tive algumas surpresas em relação aos personagens, algumas coisas que me deixaram triste (mas não decepcionado com a obra) e algumas coisas que me deixaram feliz. Tudo caiu direitinho, touché, então Apenas uma Garota está longe de ser um livro forçado. Teve uma cena, inclusive, que foi um soco no estômago e me fez tremer de raiva. Fiquei realmente puto. Mas gostei do acontecimento para a construção da história.

Para mim, Apenas uma Garota é um livro imensamente necessário tanto para as pessoas que se interessam pela temática quanto para as que não têm interesse algum. Meredith Russo escreveu com uma propriedade muito grande, provavelmente porque ela também é uma mulher trans, e estou louco para ler outro livro dela, embora não haja previsão de lançamento no Brasil.

Garanto que vale a pena ler. Se você não tem muito dinheiro agora, considere esperar uma promoção legal. Eu comprei o meu em uma promoção e acho que teria pagado três vezes o que paguei se soubesse que gostaria tanto da trama. Se você gostou do texto, continue acompanhando o blog e nossas resenhas!

site: https://redipeblog.wordpress.com/2020/04/18/resenha-apenas-uma-garota-meredith-russo-transexualidade/
comentários(0)comente



@livrosmundofantastico 17/03/2020

Sensível e Emocionante
“Comecei a ter a sensação de que estava criando raízes, como se a vida estivesse passando lá fora e eu fosse ficar para sempre presa em casa, sem ter aonde ir nem com quem conversar”

Amanda é uma jovem que está passando por um problema muito difícil na vida, por isso, sua mãe decide que é melhor ela passar um tempo na casa do pai que mora em Lambertville uma cidade pequena. Lá ela se matricula em uma escola e acaba ganhando quatro amigas e se encanta por um certo jogador de beisebol.

Mas Amanda guarda um segredo que sempre lhe machuca e atormenta, com o tempo ela acaba se aproximando de Grant e percebe que está se apaixonando por ele, mas acredita que seu passado pode estragar tudo.

“Quanto da vida seria isso, aventuras esperando para serem experimentadas por mim”

Amanda é trans quando ainda era criança ela já sabia que era diferente e não aceitava ser um garoto, aos 14 anos começa a tomar hormônios femininos e passa por uma cirurgia. Mesmo depois de seu sonho realizado esse segredo fica lhe incomodando.

Essa história tirou todas as dúvidas que eu tinha às vezes julgamos sem saber o que se passa no íntimo de cada um, através da Amanda pude sentir o que é viver em um corpo que não é seu. A autora soube escrever uma história tão delicada de forma harmoniosa.
comentários(0)comente



Rhay 08/03/2020

Muito bom
Um livro sobre uma garota transgênero, escrita por uma garota transgênero.
Só por essa descrição já dá vontade de ler ne?
Livro fluido e com um tema tão atual e necessário.
Já li alguns livros sobre a temática LGBTQI+ porém esse foi uma experiência diferente.
Livros são para que possamos refletir, e esse não é diferente.
Vc se imagina na pele da protagonista e se pergunta e se fosse eu? Eu teria coragem de ser quem eu realmente sou?
A palavra é empatia, pq pode n ser vc mas poderia ser.
Recomendo muito essa leitura!
comentários(0)comente



Ian.Luc 26/02/2020

DepreBooks | Resenha
"[...] As relações de Amanda com as pessoas - o pai, principalmente - são toda a base do livro - e eu achei muito interessante que ele tenha sido construído a partir e ao redor disso. Deu um ritmo mais legal a leitura e a história - vemos com mais detalhes como ela, enquanto mulher trans, lida com outras pessoas e o que se passa em sua mente - e como afeta seu comportamento.
.
A leitura é super tranquila, mas tem seus momentos de tensão. Traições, mentiras e medo também fazem parte dessa trajetória, infelizmente.
.
O mais importante que o livro nos mostra é que não importa o gênero, a identidade de gênero, a sexualidade, ali tem uma pessoa que tem sentimentos, sonhos, desejos; que sente dor, frio, calor; que ama e merece ser amada. E acima de tudo, merece respeito. [...]"

- resenha completa no Instagram @deprebooks -
comentários(0)comente



Paula Aono 23/02/2020

Devia ser leitura obrigatória
Eu venho de uma geração (aquelas dos anos 90, parem de tentar calcular minha idade p***a), em que a diversidade de gênero não era discutida, aliás nem se sabia que existia. Para as pessoas da minha época (em tudo era mato), ou era homem, mulher, ou homossexual (e ser a terceira opção era, mais que agora, sinônimo de vergonha, ou falta dela).

Hoje sabemos da quantidade de gêneros que as pessoas podem se identificar (hetero, homo, trans, bi, assexual...), mas infelizmente para algumas pessoas, ainda é difícil entender a orientação de cada um, e quando somo ignorantes (no sentido de não entender algo), acabamos caindo no preconceito.

"Apenas uma garota", vai contar a vida de uma menina trans, seus medos ao se identificar como tal, todo o preconceito sofrido, toda a violência cometida contra ela... A leitura é simples e fluida, as vezes pode parecer até meio rasa, mas como diz minha Vóvis, a gente não pode dar feijoada pra um bebê, ou seja, é uma história que, em sua simplicidade narrativa, ajuda aqueles que não conseguem entender essa pluralidade de gêneros.

Super recomendo, e digo que deveria ser uma leitura obrigatória pra tirar tantos da ignorância.
comentários(0)comente



Renata - @luardelivros 19/02/2020

Surpreendentemente lindo
Um dos livros mais lindos e emocionantes que já li. Não há uma forma de não se emocionar com Amanda, e não querer aconchegar essa menina em um abraço. Uma história repleta de reflexões, onde podemos apreender mais e compreender melhor sobre pessoas trans, amor, amizade, família, lealdade.

Peguei esse livro despretensiosamente, repleta de uma curiosidade do seu conteúdo, e sem ideia de que se tornaria um dos meus favoritados.
comentários(0)comente



Gabriela.Possati 05/01/2020

Apenas uma garota.
Não tenho palavras para expressar o que sinto depois de ler essa belezura. Uma leitura leve e ao mesmo tempo reflexiva, fazendo-nos colocar no lugar do outro. Sou hetero e esse é meu segundo livro que leio do mundo LGBT+. Cada página, cada capítulo, senti sentimentalismo pôr parte da autora, que é trans, como a protagonista Amanda. Fiquei muito feliz por este livro ter sido minha segunda leitura de 2020 e guardo ele no meu coração. Temáticas diferentes do que leio, mexem com minha alma e coração. Orgulhosa demais de toda essa questão. Enfim, obrigada, Meredith Russo. ❤
comentários(0)comente



laisreading 23/12/2019

Apenas Uma Garota | Meredith Russo | @intrinseca | 5 🌟+❤
⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀
📕Sabe aqueles livros que você pega pra ler e não bota fé? achando que vai ser apenas mais uma leitura? Apenas Uma Garota foi isso para mim, um livro que eu não coloquei a fé necessária. Mas claro, levei um belo de um tapa na cara quando me apaixonei pela história e pelos personagens logo nas primeiras páginas.
⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀
🎭Amanda é uma das personagens literárias mais fortes que eu já conheci (isso se não for a mais), durante o livro, somos introduzidos a sua vida no presente e o processo no passado que transformou ela em que é hoje. Os personagens secundários também são de tirar o folêgo, Grant, nosso galenteador. Bee, o ombro amigo que todos precisam. E todas outras amizades que Amanda cativou e, asssim como ela, também somos cativados.
⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀
📚A construção da história é simplesmente impecável, chego a ficar sem palavras para descrever o quanto esse livro foi importante para mim. Ele aborda um assunto tão delicado e pouco falado, mas de uma forma tão cuidadosa e fluída, que eu duvido que você nao caía de amores assim como eu. Essa história me fez rir e chorar, tocou no meu coração para abrir os olhos sobre como nossa sociedade ainda é escasa de amor ao próximo, de empatia.
⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀
❤Nunca tinha lido um livro com uma representatividade assim, que nossa protagonista é uma personagem transexual. Mas ao ler o livro, você percebe que ele não é apenas sobre Amanda Hardy, é sobre milhares de pessoas ao redor do mundo que não se identificam com o gênero que nasceram e ainda precisam enfrentar o preconceito da população. Esse livro é sobre amor, sobre nos colocar no lugar do próximo, sobre amor de mãe, amor de pai, amor para com o outro, independente da forma como ele se identifica.
⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀
📍IMPORTANTE: esse livro contém gatilhos de suícidio, homofobia e bullying.

site: https://www.instagram.com/p/B5k4PMiDxZv/?igshid=1vhh0oojtfuph
comentários(0)comente



44 encontrados | exibindo 1 a 15
1 | 2 | 3