Tycoon

Tycoon Katy Evans




Resenhas - Tycoon


8 encontrados | exibindo 1 a 8


Fernanda 12/01/2018

Leve e gostoso de ler
Ele nem sempre era tão rico. Isso é quente. Isso é difícil.
Aaric Christos era um homem que me protegeu. Me queria. Talvez até me amei.
Esse homem se foi.
Em seu lugar é o magnata imobiliário mais poderoso da cidade.
Ele é um homem de negócios frio, implacável e agressivo.
O único que pode me salvar e meu arranque da ruína.
É preciso cada grama de coragem para colocar meu orgulho de lado e pedir sua ajuda.
Não esperava que ele oferecesse facilmente.
E ele não.
Em vez disso, ele me mostra mais forte do que ele foi examinado.
Não investir no que você não conhece, diz ele.
Ele está avaliando cada parte de mim, até o ponto em que nunca me senti tão nu.
Eu anseio pelo menino que eu já conheci, cujo toque uma vez me desejava.
Colocar tudo na linha valerá a pena, eu digo a mim mesmo.
Até que eu percebesse - tarde demais - que não valem a pena alguns riscos.

**********



Vou logo dizendo aqui o quando eu posso ser uma pessoa superficial. Cara olha essa capa?!!! Vê se não dá vontade de beijá-la! Então, nada mais natural eu ter escolhido o livro por ela.

Nesse livro vamos conhecer a história de Aaric Christo e Bryn. Os dois se conhecem na adolescência onde tudo ficou velado entre eles, aquele ensaio de que vai e não vai sabe? Ficou no ar tudo o que podia ter acontecido entre eles. Quem aí não se lembra dos crush da escola??



"A batida do meu coração acelera quanto mais me aproximo. Aaaric o menino teria feito eu me sentir segura, mas Aaaric o homem faz eu me sentir como um peixe no anzol."


Bryn está no limite. Ela vem tentando conseguir capital para seu aplicativo e Aaric é sua ultima alternativa Aaric saiu de um rapaz pobre de uma cidade pequena para se tornar um grande investidor de ideias originais em NY. Nada lembra o rapaz que Bryn conheceu. Hoje ele está maduro, dono de si, e muito, muito rico e mais gostoso ainda

E é nesse quadro, onde Bryn hoje é quem precisa de ajuda que os dois se conectam novamente.Bem aqui eu suspirei de alivio, pois a autora não caiu na tentação de fazer a famosa chantagem e frescura de: me dá que eu te dou - pausa por que tem até livros que colam e né? tem gosto pra tudo.Me condenem se eu já não adorei livros assim rrsrsrsrs. Aqui o nosso mocinho é profissional e realmente se interessa pelas ideias de Bryn.


"E quando ele olha para mim, às vezes, é como se ela ainda fosse o menino que tinha uma queda por mim, eu me derreto. Eu senti falta desse cara."





Mas nem tudo são flores e ela vai ter que trabalhar nesse projeto direto com ele, e aguentar toda atração que foi negligenciada entre eles anos atrás. Pena que o gato tem namorada. Os bons sempre estão tomados né? rsrsrsr

O romance entre eles vai acontecendo lentamente e num ritmo gostoso. Com muita sensualidade, uma pitada de hot, mas nada exagerado. Sem muitos grandes dramas e reviravoltas. Nada de mocinho ogro aqui. Aqui temos duas pessoas que se amam e tem uma segunda chance de fazer dar certo. Agora vai meu povo, dessa vez dá certo!


"Sempre houve um você e eu. Exceto só você e eu sabemos disso. Só você e eu sabemos de todos os toques que nunca aconteceram. Todos os beijos que nunca tivemos. Todas as danças malditas que eu não dancei com você."


O livro é escrito em primeira pessoa, na maior parte pelo ponto de vista da Bryn. Temos um verdadeiro romance florzinha bem gostosinho de devorar numa tarde de sábado. Li esse livro em poucas horas e foi um refresco entre livro intensos. As vezes um livro mais neutro te faz ganhar um fôlego. Certos livros tem o papel de entreter sem muita pretensão e esse foi um.
Para quem procura um romance leve e fofo, como mocinho apaixonada e uma protagonista que não desiste dos seus sonhos, Tycoon é uma boa pedida. O livro está disponível apenas em inglês e é livro único (mas talvez tenha um com os amigos dos personagens), e para quem não gostou dos outros livros da autora vale a pena dar uma chance a este, pois ela amadureceu muito sua escrita e colocou um casal que possui realmente uma química incrível e é completamente apaixonante.

Resenha Blog Stalker Literária: http://www.stalker-literaria.com/2017/12/resenhas-tycoon-katy-evans.html?m=1
comentários(0)comente



Vi 15/11/2017

SINOPSE
Ele nem sempre foi tão rico. Tão gostoso. Tão exigente.
Aaric Christos era um cara que me protegia. Me queria. Talvez até tenha me amado.
Esse homem se foi.
Em seu lugar está o magnata imobiliário mais poderoso da cidade.
Ele é um homem de negócios, frio, implacável e impetuoso.
O único que pode me salvar e me tirar da ruína.
É preciso cada partícula de coragem para colocar o meu orgulho de lado e pedir a sua ajuda.
Não esperava que ele a oferecesse facilmente.
E ele não oferece.
Em vez disso, ele me investiga muito mais do que já examinou alguém.
Não invista no que você não conhece, ele diz.
Ele está avaliando cada parte minha, tanto que nunca me senti tão nua.
Anseio pelo rapaz que conheci, cujo toque uma vez me desejava.
Colocar tudo em jogo vai valer a pena, eu digo a mim mesma.
Até que eu perceba - tarde demais - que alguns riscos não valem a pena.
comentários(0)comente



Xanda 28/08/2017

Decepcionante
Lendo esse livro eu só pensava. Cadê a Kate Evans de Remy??? Gente não parece a mema escritora, não só com esse livro, mas com os últimos livros dela. Fraco resume esse livro, clichê, sem algo a mais e o final parece estar incompleto. Aquele livro que vc desde o início já consegue prever o que está por vir.
comentários(0)comente



M. Adams 17/08/2017

A história é boa, mas...
Tycoon me ganhou na capa e na sinopse, mas o enredo geral da história me deixou um pouco frustrada.
Confesso que logo no inicio da história não gostei muito da Bryn, aliás, nos três primeiros capítulos até me simpatizei um pouco com ela, mas no desenrolar da história achei a personagem bem chatinha. O que não desmerece a história no geral.
Tenho um fraco por capítulos narrados pelo Aaric, pena que foram bem poucos capítulos onde ele contava a história por sua perspectiva.
Em geral a leitura foi bem rápida.
O livro é curto e em alguns momentos senti falta da Katy Evans que escreveu Remington Tate.
Entretanto, a história não é ruim!
Vale a leitura.
comentários(0)comente



Monique 24/07/2017

Apaixonante
"Minha mãe uma vez me disse que se você quiser ganhar metade de um homem, deve ser metade de uma mulher. Se você quer um homem completo, você precisa ser a versão completa do mesmo. Nunca espere
alguém para completar você. Não tenha duas metades para formar um todo, seja dois inteiros e faça algo mais."

Se tem uma autora que nunca me decepciona, que sempre me deixa com um sorriso gigante no rosto com seus romances muito bem escritos e que me feliz por simplesmente me lembrar porque amo tanto ler, essa é Katy Evans.

Tycoon foi uma leitura maravilhosa, não há partes chatas e nem dramas desnecessários, é na medida certa, é puramente natural e real o romance entre Bryn e Aaric e toda a trajetória deles dois é traçada de uma forma que envolve o leitor profundamente na trama. Foi lindo e fascinante acompanhar esses persongens encantadores encontrar seu lugar na vida um do outro novamente e redescobrir o amor.

E mais uma vez Katy acertou e arrasou com esse romance bonito sobre as segundas chances que a vida dá, é uma leitura para pegar e não largar até ler a última frase, é o tipo de livro que assim que termina já bate aquela saudade.

Leiam, é impossível não se apaixonar por Bryn e Aaric e mais impossível ainda não curtir a leitura do início ao fim.

"Bryn, eu vejo meu futuro nos seus olhos."
comentários(0)comente



Diana Cunha 12/07/2017

Simplesmente Triste ...
Porque eu amo Katy Katy Evans por conta de Remington Tate, ele é um dos meus personagens prediletos, então ver como não parece ela nessas ultimas histórias é triste, essa é a segunda que termino uma trama dela insatisfeita, Tycoon me ganhou pela capa e sinopse, mas o enredo é decepcionante, não por ser clichê, mas por não consistência, e química vamos combinar.
Tinha tudo pra dar certo, mas não sei, acho que a Katy só é boa com os transtornados kkkk, enfim espero que essa falta de algo melhor passe, porque se não vou me resguardar só nas boas lembranças de Remy and Brooke.
Xanda 28/08/2017minha estante
Meu Deus como sua resenha me resume!


Gigi Toste 02/11/2017minha estante
Também fiquei decepcionada. Um epílogo podia ter salvado o livro, talvez.




Juh 12/07/2017

Faltou um pouco
O livro poderia até ser bom. Se não fosse algumas incoerências ao longo do enredo e principalmente nos diálogos. Eram interrompidos bruscamentes ou mudavam de direção do nd. Tlvz tenha sido impressão minha, mas faltou muito p ser um romance memorável.
E que tipo de nome é Christos? (acho que é assim que se escreve).
Eu sempre prefiro livros curtos, principalmente se forem hot. Mas esse pediu por umas 100 pag a mais pra dar uma consistência na história.
comentários(0)comente



Lisse 11/07/2017

Quando "Magnata" foi lançado, essa sinopse mexeu com a minha cabeça. Tudo que eu queria era mergulhar nesse livro.

A verdade é que Katy Evans nunca me decepciona! E não me canso de repetir isso. Ela é maravilhosa em criar um romance real, em que o leitor é capaz de ser ver vivendo e gostoso de acompanhar.

Bryn e Aaric se conhecem desde o ensino médio, mas lá as coisas eram diferentes. Existia a atração, a compreensão de quererem um ao outro, mas não era o momento certo. Não para Aaric. E nem para Bryn. E como não era o momento, ele passou. Anos se passaram. Houve distância. Houve acontecimentos. Até 14 anos depois.

Quote: "Você lembra quando tinha aquela paixão por mim e me disse que um dia eu saberia qual era a sensação de jogar pedras na janela de alguém querendo que ela abrisse? Então, estou meio que tirando pedras aqui."

Agora Bryn está passando por um momento difícil. Precisando recomeçar. Acreditando poder conseguir conquistar seus sonhos, mas sem ter meios para torná-los real. Até que Jensen, um amigo querido, a coloca em contato com o homem que tem poder e dinheiro.

Quote: "Esse homem, ele realmente empurra meus botões. Mesmo na escola. Ele foi o primeiro viciado em trabalho que já conheci. Consertava todos os telefones, carros e até mesmo vendia probas. Ele era um pouco malvado, e eu era boa demais."

Aaric agora não é mais o garoto por quem Bryn tinha uma queda. Ele não é mais o garoto com as roupas sujas da loja de mecânica. Agora ele é rico, gostoso e muito genioso. E estar perto de Bryn o fará repensar sobre a vida que leva, sobre o que queria no passado e como quer seguir para o futuro.

Quote: "A única coisa que pode me manter longe de você hoje à noite é a distância."

"Magnata" não é um livro qualquer. Não se engane pela capa. Aaric é um homem poderoso, mas que tem o coração mais bonito que já vi. Ele passou por momentos ruins no passado, continuou sofrendo alguns baques no decorrer dos anos, mas agora com o retorno de Bryn na vida dele, há uma iluminação, um click que o fará como que renascer. Ou simplesmente não deixar a chance escapar.

Quote: "Olho para ela. Bryn. Eu não sei o que é, mas não posso tirar meus olhos dela. O jeito como ela olha. O jeito que ela anda. Seu jeito de sorrir. O jeito como ela fala. Meus nervos entram em ebulição, uma sensação louca ao ver o meu futuro nos olhos dela."

Sou suspeita em escrever sobre romances com segunda chance, e a Katy foi perspicaz e maravilhosa em criar o amor deles. Tanto nas cenas no presente e tanto com os capítulos em que brevemente vemos o passado na visão do Aaric. Também sou suspeita em dizer como amo os personagens que a Katy cria. É impossível não me apaixonar por eles. É impossível não torcer por eles.

Quote: "Ele beija mil vezes melhor do que nas minhas fantasias por dez anos. Tão bom que meu coração bate em todo meu corpo [...]."

A sensualidade está presente em cada página. O amor também, e assim a sedução. Mas tudo tão bem descrito e de um modo apaixonante. Aaric sabe ser dominante sem ser brutal. É romântico e carinho, sempre a tratando com respeito. Bryn é delicada, porém impõe seu desejo e querer quando precisa. E uma das coisas que mais amei nela como protagonista foi ver a diferença entre a Bryn da adolescência e a da vida adulta; elas eram a mesma de alguma forma aos olhos do Aaric, mas em alguns momentos dava para vê-la mais madura e direta.
comentários(0)comente



8 encontrados | exibindo 1 a 8