Cinco Semanas num Balão

Cinco Semanas num Balão Júlio Verne




Resenhas - Cinco Semanas em Balão


12 encontrados | exibindo 1 a 12


Leonardo J. Gonçalves 29/03/2019

A primeira Viagem Extraordinária.
Com "Cinco Semanas num Balão" Verne inicia a sua coleção "Viagens Extraordinárias" e nos entrega a sua primeira obra prima. A esplendorosa narrativa coloca o leitor dentro do cesto do balão. Tudo o que você lê, você sente, desde as flechas disparadas por nativos, até o tranco do elefante agarrado à corda do balão. Leitura "3D", sem dúvida.
comentários(0)comente



. 13/07/2017

Edição Rideel (Coleção Júlio Verne, 2001)
Gostaria de ler essa obra em edição que traz o texto integral. Até hoje não tive essa oportunidade, então vou me divertindo e satisfazendo a curiosidade na coleção da Rideel, caracterizada pela adaptação resumida em direcionamento infanto-juvenil. Não é o que gostaria, mas já que só tem tu então vamos nessa!

Um atrativo em especial para esse livro é o pioneirismo nas "viagens extraordinárias" de Verne. A partir desse o autor enveredou em mais de cem obras expedicionárias, com temas diversos que brindaram o público com alguns dos maiores livros de ficção científica e aventuras de todos os tempos. E tudo começou com o Cinco Semanas...

Rapaz! O estado de espírito interfere na leitura, porque deixei de lado a antipatia com edições em resumo e procurei curtir a história, aguçando a atenção para curiosidades, aprendizagens e devaneios. Resultado: gostei muito do livro.

Opa! As viagens extraordinárias iniciaram com uma bela narrativa, que atravessa a África central em uma balão no sentido leste à oeste, de Zanzibar ao Senegal. O protagonismo é de três expedicionários britânicos, que no percurso vivenciam aventuras que envolvem tribos desconhecidas, perigos com animais, resgates e encontros inusitados (como o de um missionário francês) e a revelação de um cenário muito desconhecido, quase mítico para os leitores da época.

Pensando no contexto da publicação, a gente percebe também exageros e uma imposição politicamente incorreta em alguns momentos por parte dos aventureiros. Acho que os aspectos que se destacam nisso estão na visão de colonizadores europeus que se acham dono de tudo. reduzindo os povos nativos à uma condição de selvageria e ignorância, e também a reprodução do costume de glorificação da caça. Só observação. Isso continua se reproduzindo também por aí em muitos nos dias atuais.

Ah, dessa vez consegui detectar mais um equívoco na ciência verniana. Pera lá seu Júlio! Macacos da cauda preênsil só existem no Novo Mundo.

É uma aventura extraordinária, com vários momentos interessantes. Cito também o ato desesperado de Joe em salvar os amigos, atirando-se como peso morto do balão em um lago infestado de crocodilos; a perseguição à cavalo pelos talibas e o ataque dos abutres que danificou a estrutura do balão. Além de Joe, o protagonismo tem a liderança do explorador inglês Samuel Fergusson e o amigo escocês Ricardo Kennedy, o Dick.
Curioso também o fato do missionário falecido, que vivia no voto de pobreza, ter seu corpo enterrado em uma mina de ouro... Às vezes fico pensando se Verne não tinha uma intencionalidade velada em certas descrições... E assim, de aventura em aventura, fui curtindo uma empolgante leitura.

Observação final, a edição procura enriquecer a narrativa apoiando com notas explicativas, porém, deixou de fora uma das principais: não poderiam deixar de tecer considerações sobre Zanzibar, que nada teve citado.

Enfim, curti!
comentários(0)comente



Tauan 22/09/2015

Muito louco
Com poderosa imaginação e vasto conhecimento cientifico, Júlio Verne previu o futuro diversas vezes em seus muitos livros. Nesta obra, ele descreve a inimaginável (na época) travessia de um continente abordo de um balão.
Como a maioria de suas obras, está recheada de informações geográficas, que ao mesmo tempo a tornam complexa e mais interessante. No entanto "Cinco Semanas em Balão", assim como "A Ilha Misteriosa", também é marcada por um forte teor de conceitos de química, que dão suporte as teorias de Verne, sem enfadar o leitor.
O livro narra a viagem proposta pelo Dr. Fergusson, seu criado, Joseph, e seu amigo Richard Kennedy também participam. Tal viagem consiste na travessia do continente Africano em um balão, que (obviamente) durou cinco semanas.
Nela os viajantes vivem aventuras ímpares, como serem rebocados por um elefante, fingirem ser filhos da lua para uma tribo nativa, resgatar um missionário, entre outras, todas com suas consequências, boas ou ruins.
Está entre os livros que não pode-se deixar de ler!

site: http://pausaparaaleitura.blogspot.com.br/
comentários(0)comente



Rafael 09/09/2014

Cinco Semanas em Balão - Onde nasce o Nilo
Sou um grande fã deste tipo de literatura e um dos grandes responsáveis por isso foi Júlio Verne.
Neste livro, o primeiro que ele lançou, ele conta a história de três companheiros que planejam viajar de balão sobre a África para descobrir a origem do Rio Nilo.
São muito dados técnicos que, às vezes, torna a obra um pouco chata, mas de maneira geral, vale muito a pena ler.
comentários(0)comente



Jefferson 19/05/2014

Uma aventura clássica
Verne é um artista, a descrição que ele faz das paisagens são como filmagens na mente, algo simplesmente surreal, o carisma dos personagens, algo que eu admiro muito também é excelente. Mas, o melhor do melhor, são as aventuras... Imagine-se voando de balão com dois amigos sobre lugares da África no séc. XIX em regiões onde os tribais nunca tinha visto um homem branco muito menos um balão, agora imagine-se cair com o balão em meio a uma guera de tribos canibais... É de tirar o fôlego. SIMPLESMENTE LEIAM!!!


site: alicenascorrentes.blogspt.com.br
comentários(0)comente



ianca 16/04/2014

samuel fegussom fez uma viagante no qual passou cinco semanas viajando pela africa e iglaterra etc.ele foi a uma viagem com dois amigos dele no qual passou por varios perigos mais conseguil chegar bem passou por varias tepestades mais comseguil sobreviver as esses ataques.gostei do livro pois ele e muito imteresante pois falar de desafios e vitorias polo mundo
comentários(0)comente



Jaine 14/04/2014

Atravessar o continente africano de leste a oeste em um aeróstato (balão) essa é a ideia do Dr. Samuel Ferguson ele pretende partir de Zanzibar junto a seu amigo Dick Kennedy e seu criado Joe Wilson. Joe ao receber o convite de ir junto com Fergusson se alegrou muito e tinha pensamentos positivos quanto a viagem já o mesmo não ocorreu com Kennedy que a princípio estava decidido que não iria se aventurar junto aos dois, porém Fergusson o fez mudar de ideia rapidamente com seus argumentos e então ele aceitou o convite mais ainda mantinha os pensamentos negativos em relação a viagem. Depois de saber quanto pesava os três juntos e mantimentos no dia 18 de abril Fergusson, Kennedy e Joe entram no balão ao que apelidam de Victoria. A viagem começa bem mas depois começam a aparecer os obstáculos e perigos. Logo no início da viagem tiveram que atravessar uma tempestade violenta. Durante a travessia Joe e Kennedy ficam impressionados com o show que os trovões e relâmpagos, alguns dias depois ficam horrorizados com canibais que estavam lutando passam também alguns dias de agonia no deserto eles passaram tanta sede que quando encontraram agua a acham muito deliciosa depois em um momento de muita aflição Joe se joga da barquinha para que eles não caíssem na agua, Joe cai em meio a um rio onde tem muitos jacarés então ele tenta desviar mais acaba indo para onde os canibais nadam sem medo algum então ele senti algo te puxando e já acorda nos braços de um enquanto isso Kennedy e Fergusson tentam achar correntes favoráveis que os levassem até a ilha em que Joe estava. No finalzinho da história passa Joe tentando fugir dos canibais em um cavalo e seus amigos no balão tentando alcança-lo e salva-lo eles conseguem. Depois para se manterem no ar eles tem que ir aos poucos jogando tudo que estava no aeróstato, eles jogam tudo inclusive a barca em que eles ficavam em cima para atravessar um rio, ficam dependurados nas cordas e assim conseguem chegar ao final de sua viagem, mas sem o Victoria.
comentários(0)comente



ianca 12/03/2014

viagem em um balÂo
eu gostei muito do livro porque ele fala em uma viagem em um balâo eu eu adoro viagem ele fala sobre uma viagem pela africa paradas em varios lugarews foi uma viagem muito iteressante cinco semanas em um balâo pode nâo ser pretecioso como 20.000 lèguas submarinas, ou viagem ao centro da terra, mais e uma das maiores obras do autor,que mais uma vez, se aproximou bastante da realidade,ultilizando-sede uma fixçâo,cinematografica.
comentários(0)comente



Jeane 25/10/2011

Em 1862 uma expedição parte para África com a missão de descobrir as nascentes do Rio Nilo. A expedição é formada por três aventureiros: o caçador Kennedy, o médico Fergusson e seu fiel criado Joe. Várias expedições tentaram o mesmo feito, mas estes aventureiros farão algo inédito: cruzar a África em um balão! Prepare-se para conhecer desertos, animais ferozes e tribos exóticas!

Demorei a ler! Quando leio Verne sempre sinto uma canseira inicial porque a história demora a acontecer e não me prende a atenção. A narrativa é cheia de pequenos detalhes chatos mas melhora na metade do livro(talvez por ter mais ação e aventura).Fui transportada para dentro da história quando os aventureiros ficam perdidos no deserto, sem água e sofrendo com o calor, sentindo o vento quente na pele.
comentários(0)comente



Ary 10/02/2011

"Embora passassem muito tempo sem se ver, o verdadeiro calor da amizade jamais morreu entre eles." Página 11.
"Os obstáculos existem para serem vencidos." Página 14.
comentários(0)comente



Itin 13/09/2010

Julio Verne já nos levou a viajar para vários lugares! Não teve nenhum autor que explorou tanto o nosso planeta como Verne. Volta ao mundo, pelos ares ou por terra, pelo fundo dos mares, ou pelo fundo da Terra, e tudo isso com apenas os ases da imaginação! E dentre todas essas viagens uma ficou marcada, extremamente bem detalhada: a viagem ao continente africano, executada a bordo de um balão!
Cinco Semanas em Balão, conta a história do Dr. Fergusson que se propõe a atravessar o continente africano por uma rota ainda não explorada, usando um balão de hidrogênio. Para essa façanha louca, e considerada impossível por muitos, partirão com ele em sua viagem seu fiel criado Joe, e seu grande amigo Dick Kennedy. Juntos eles irão passar por uma aventura inédita nas suas vidas, e vão conhecer todos os perigos do continente selvagem.
Como as outras obras do autor, tudo é construído minuciosamente e detalhadamente, baseado apenas na imaginação do autor, que nunca viajou realmente para os confins da Terra como suas obras propõem, portanto toda a paisagem narrada é fictícia.
Verne é um dos maiores escritores da história da literatura, e gera em suas histórias, viagens realmente fantásticas. Em Cinco Semanas em Balão, Verne consegue imergir o leitor por uma viagem extremamente perigosa ao continente negro, detalhando a paisagem exuberante, a fauna exótica, os habitantes selvagens e o clima revolto. A viagem é bem narrada, e dificuldades como altura, direção do balão – que se direciona de acordo com o vento – altitude e mantimentos, são sempre levados em conta, além dos próprios perigos da África: tempestades, animais selvagens, tribos antropófagas, e o temível deserto do Saara, são todos levados em conta no livro.
Outra grande qualidade de Verne, é construir imagens miraculosas e estupendamente belas: tempestades assistidas do ponto de vista de um balonista, vulcões em plena erupção assistidos por cima, oásis, entre outras, são algumas dessas maravilhosas cenas criadas por Verne.
Cinco Semanas em Balão, pode não ser pretensioso como 20.000 Léguas Submarinas, ou Viagem ao Centro da Terra, mas é uma das melhores obras do autor, que mais uma vez, se aproximou bastante da realidade, utilizando-se de uma ficção cinematográfica!

Resenha em: http://perimeter7.blogspot.com/
comentários(0)comente



Matheus 13/10/2009

é uma boa historia porem com poucas climax ( maior intensidade da ação)
e muito detalhado mas é bom
comentários(0)comente



12 encontrados | exibindo 1 a 12