Exorcismo

Exorcismo Thomas B. Allen




Resenhas - Exorcismo


154 encontrados | exibindo 1 a 16
1 | 2 | 3 | 4 | 5 | 6 | 7 |


Anthony 20/01/2021

Pretensioso
Promete muito, no entanto, se quer chega causar algum efeito que não seja tédio. Repetitivo, previsível e mal elaborado (não sei se pela tradução ou pelas mãos do autor). Tantos problemas na narrativa (concepção e execução) que gera mal estar. Uma decepção completa.
O livro, como objeto e bonito e bem feito. Embalem linda, conteúdo péssimo.
comentários(0)comente



Rafa 20/01/2021

.
Achei que iria me interessar mais por esse livro, mas sei lá, a leitura não me prendeu muito.
comentários(0)comente



Bruna 13/01/2021

O Exorcismo
Queria ter lido esse livro há anos. Tenho certeza que a Bruna de 16 anos teria amado e ficado obcecada por essa história. A Bruna de 26 achou a história legal, mas um tico repetitiva.
Ainda é assustador pensar que algo assim possa ter acontecido a alguém.
comentários(0)comente



chris 11/01/2021

Interessante, mas razoável
Apesar de ser a história real que inspirou Blatty em O Exorcista, creio que gostei mais da fictícia do que do orginial.

O livro não é ruim... Porém, por ele ser um caso mais cru, detalhado e sem fantasias (como tinha no filme de Blatty) de uma possessão real registrada, fez com que muitas cenas e comportamentos do garoto Robbie se repetissem inúmeras vezes ao longo do livro, deixando uma leitura lenta e arrastada (pois antes mesmo de ler a segunda linha de uma das crises do possesso, você já sabia o que viria adiante). Sei que a intenção do autor era fazer um registro minuncioso dos fatos daquele caso, mas sinto que algumas passagens poderiam ter sido resumidas para que facilitasse a experiência do leitor.

De toda forma, ainda recomendo o livro para quem é curioso nesse assunto. Você consegue acompanhar a terrível jornada do menino até o esconjuro dos demônios. Sem falar que o diário datilografado do padre Bishop, anexado no fim do livro, reforça ainda mais a veracidade (ou boa parte dela) de todo o pesadelo da criança. Por isso as 3 estrelas.
comentários(0)comente



estantedogabs 04/01/2021

Assustador
Eu sou uma pessoa medrosa, mas é MUITO difícil filmes/livros mexerem comigo. Esse foi o primeiro livro que conseguiu me deixar cismado. A coleção de informações do caso que foi inspiração para O Exorcista conta uma história sem exageros que dá arrepios.
comentários(0)comente



Alexandre 03/01/2021

Fenomenal.
Livro muito bem documentado. Que conta a história real que inspirou o filme o Exorcista. Tem quem não goste, pois está acostumado a ler livrinhos de florzinhas e Iphone. Esse livro tem um alto nível de detalhes e a Darkside acertou ao trazer essa edição.
comentários(0)comente



Agnys 28/12/2020

O exorcismo nos apresenta a história do menino Robbie Mannheim (todos as pessoas tiveram seus nomes substituídos para preservar sua identidade). Por volta de seus 13-14 anos coisas inexplicáveis começaram a acontecer em sua casa, pouco depois do falecimento da sua Tia Harriet, médium espiritualista que ensinou o sobrinho a usar a Tábua Ouija como forma de comunicação com o outro mundo
comentários(0)comente



Ale Giannini 11/12/2020

O verdadeiro exorcismo
Exorcismo
Thomas B. Allen
Editora DarkSide
254 páginas
???

Livro que conta a história do exorcismo real que deu origem ao filme "O Exorcista" lançado em 1973.

A história original aconteceu em janeiro de 1949 com um garoto de 14 anos e começou com pequenos fenômenos na casa da família Mannheim, que foram evoluindo em intensidade e variação: pequenos barulhos, arranhões, frutas voando, móveis se mexendo, até chegar ao ápice de atingir fisicamente o garoto possuído.

O fenômeno durou 16 meses e o autor faz uma narrativa minuciosa dos fenômenos e do trabalho de exorcismo realizado por padres católicos. Nomes foram alterados para preservar a identidade dos envolvidos.

Em virtude do ritual romano seguir uma liturgia insistente, a leitura acaba se tornando cansativa por ser repetitiva. Leva três corações.


?LIVRAI-NOS DE TODO O MAL, AMÉM.?Um fenômeno quase paranormal atingiu o mundo em 1973. Multidões sofreram de náuseas,
desmaios, alucinações e calafrios, numa histeria coletiva sem precedentes. Todos aparentemente possuídos por um filme: o já clássico O Exorcista, dirigido por William Friedkin e adaptado do romance que o roteirista Willian Peter Blatty lançara dois anos antes e que completará 50 anos em 2021.

Se a ficção consegue ser tão assustadora, imagine o poder contido na história real? Muitos não sabem, mas a obra-prima de W. Peter Blatty não se trata de uma invenção. Ela foi inspirada num fenômeno ainda mais sombrio, desses que a ciência não consegue explicar: um exorcismo de verdade.
comentários(0)comente



Ana Letícia 04/12/2020

Achei o livro bom
Costumo ficar apavorada lendo livros de terror, ainda mais que eu escolho sempre a madrugada pra ler hhaah mas em geral, gostei bastante!
comentários(0)comente



Alessandra @euamolivrosnovos 10/11/2020

Instagram @euamolivrosnovos
Objetos se movendo sozinhos, passos sem dono e pancadas ritmadas nas paredes, tudo isso pode parecer coisa de filme de terror. Mas nada pareceu tão fictício assim para um menino de treze anos e sua família, no final da década de quarenta.

Atormentado por um suposto espírito maligno, o garoto e seus responsáveis buscam ajuda de todos os tipos para encerrar um tormento que só se agrava a cada dia.

A igreja católica é chamada para proceder com um exorcismo, mas o padre responsável por essa façanha precisará, também, de forças sobrenaturais para sobreviver à provação junto com o garoto.

Thomas B. Allen traz nesse livro sombrio o relato desse ritual que deu origem ao livro e, posteriormente, ao filme "O exorcista", sucesso e referência mundiais, com algumas adaptações da história real.

Utilizando como fonte um diário de um padre, acompanhamos ao longo das páginas momento a momento de todo o processo, dando a impressão de estarmos presentes no ritual, o que torna a leitura um pouco cansativa, mas de forma alguma menos interessante.

Ainda que muita coisa esteja documentada, o caso foi abafado pelas autoridades eclesiásticas e outros pontos cruciais do ocorrido ficaram sem explicação por parte dos envolvidos. O que torna o caso ainda mais misterioso.

Se tudo o que é contado foi de fato verdadeiro, só mesmo os presentes na época podem dizer. Porém, você também pode fazer seu próprio julgamento depois de conhecer essa narrativa bizarra.

site: https://www.instagram.com/euamolivrosnovos
comentários(0)comente



Aline 29/10/2020

Exorcismo é o livro que conta a história real de "O Exorcista", o filme de 1973 que foi baseado no livro de William Blatty. Thomas B. Allen, autor de Exorcismo, conta com detalhes a história de Robbie, o garoto que foi possuído e teve sua identidade e gênero trocados no filme e na obra de Blatty.

A história de possessão de Robbie começa quando sua tia espiritualista mostra para todos os parentes como se comunicar com o além através do tabuleiro Ouija. Mesmo depois que sua tia vai embora (tanto da casa como meses mais tarde ela iria embora deste mundo), Robbie continua jogando com o tabuleiro Ouija e os pais não fazem nada, por achar tudo normal.

É então que arranhões na cama começam a aparecer, objetos que começam a flutuar, até mesmo arranhões no corpo de Robbie, mesmo que não haja motivos aparentes para tais arranhões. Depois de um tempo, todos esses sinais da possessão começam a ficar cada vez piores e a família passa da ajuda do pastor luterano para um padre católico, a fim de que se realizasse o exorcismo.

Robbie passa por estados de crise e calmaria. Durante a crise, vinha a violência contra o exorcista e os outros padres. Já no estado de calmaria não acontecia nada e Robbie sequer se lembrava do que ele havia feito e falado nos estados de crise.

Já vi outras resenhas e não achei a narrativa arrastada como muitos acharam. O livro não é uma ficção como a obra de Blatty e sim um relato, com base em entrevistas e em um estudo do caso, que é um diário feito pelo padre exorcista. O teor jornalístico do livro pode até ter enfadado alguns leitores, mas já eu achei tudo muito interessante. E ainda digo que muitas partes me deram medo, já que eu ficava pensando: será que isso tudo foi real?
comentários(0)comente



Dan 28/10/2020

Realmente dá para se perceber o trabalho em que o autor teve para reunir os relatos sobre o garoto possuído e escrever sobre. O livro todo nós sentimos a tensão de cada exorcismo, no geral, é uma escrita bem detalhada que nos intriga a cada capítulo.
Becca Miller 28/10/2020minha estante
Eu achei cansativo de ler, mas é um excelente livro.


Dan 28/10/2020minha estante
Sobre isso, eu achei maçante em algumas partes, mas realmente é inegável o trabalho do autor para com o livro




Josy 28/10/2020

Bom, porém esperava mais...
É um livro bem legal, porém eu achei muito denso e teve muitas coisas repetitivas (principalmente nas partes do exorcismo). Demorei um pouco mais para terminar o livro, mesmo assim é um livro bom, para quem gosta do gênero eu recomendo!
comentários(0)comente



sigma 27/10/2020

O livro que serviu de base para "O Exorcista".
Cada história que se lê pode ficar marcada de alguma forma ou ser simplesmente esquecida. Como dito em algumas páginas deste, a obra serviu de base/inspiração para O Exorcista. O mesmo conta com o mesmo clichê dessa linha: alguém que fica possuído, a igreja que avalia o caso, os padres que atendem a vítima.
Não vou jogar informação da história, mas falar como um todo, sobre o que vale e não vale.
Ao tratar sobre possessão demoníaca, um livro não deve temer o que colocar em suas linhas. A impressão que tive é de que o autor se preocupou bastante nesse quesito, o contrário do que se lê em sua obra que usou esta como inspiração. Ao ler, esperava mais, em vários momentos, mas os acontecimentos passam muito rapidamente. Há quem diga que a história chega a causar sonhos desagradáveis, mas não. A história é melhor do que algumas outras, mas, ainda sim, rasa. Poderia ser melhor.
Confiram e julguem se o que está escrito aqui confere.
Edição da Darkside books é ótima, arte maravilhosa.
comentários(0)comente



bluesargent 26/10/2020

Bem apurado porém extremamente cansativo
Não me agradou. Demorei MUITO pra terminar a leitura e só consegui essa proeza tendo que forçar muito. É um estudo muito bem apurado sobre o caso específico de exorcismo que inspirou o livro e o filme 'O Exorcista' mas a narrativa é extremamente lenta.

Senti que na busca de entregar um texto completo e abrangente sobre o assunto, o autor pecou no excesso de informações, e isso deixou minha leitura MUITO arrastada.

Uma coisa que achei desnecessária foi o aprofundamento em questões de fora, que não necessariamente faziam parte do caso em si. É bom pra contextualização mas o autor gastava bastante tempo (e páginas) com questões como a vida de determinado jesuíta que teve contato com o Robbie.

Me incomodou também uma certa repetição de trechos já abordados anteriormente. Por diversas vezes eu começava um novo capítulo pensando "ele já falou sobre isso", e realmente tinha falado, algumas páginas atrás.

Apesar da minha insatisfação com a leitura como um todo, o trabalho de apuração e neutralidade do autor que também é jornalista foi impecável. A adição do diário oficial do padre Bishop também é um ponto positivo.
comentários(0)comente



154 encontrados | exibindo 1 a 16
1 | 2 | 3 | 4 | 5 | 6 | 7 |