A Volta do Pequeno Príncipe

A Volta do Pequeno Príncipe Luciula Soares




Resenhas - A Volta do Pequeno Príncipe


3 encontrados | exibindo 1 a 3


Viviane 08/11/2017

A leitura mais cativante deste ano
A estória narra a viajem da volta do pequeno príncipe ao seu asteroide natal e as consequências de suas atitudes, como deixar a rosa e as lições que aprendeu durante sua estada na Terra.

A primeira coisa que o pequeno príncipe fez ao chegar em seu planeta foi ir de encontro a rosa, sua amiga que ele deixara sozinha, mas qual não foi a sua decepção e tristeza ao ver só o talinho, sem nenhuma pétala ou folha... Então sua maior lição foi: nunca abandone os que ama.

"É assim quando a gente foge: perde todas as coisas boas que deixou e não se livra das más."

Ao sair meio sem rumo, devastado por sua imensa dor, o jovem príncipe passou a ver tudo ao seu redor com outros olhos, com mais amor, eu diria; até as pequeninas flores do campo, com suas simples pétalas, pareceram-lhe dignas de receber um toque, um carinho, um olhar enternecido.

O príncipe vagava, mas sempre voltava para ver o caule, na esperança de que brotasse ou que sementes da rosa germinassem.

Com a perda de sua grande amiga, o príncipe acabou por se apegar ao carneirinho que ele libertou da caixa, mas ele tinha uma distração: após sua visita a Terra, seu asteroide passou a ser muito visitado; ele recebeu a visita de um jogador, um economista, um advogado, e com todos fluía uma informativa conversa, já que o jovem sempre faz muitas perguntas. O príncipe recebeu inclusive a visita de um jornalista, com o qual não se deu muito bem, pois iria publicar coisas que ele não disse. E assim eram seus dias, até que apareceu uma encantadora criatura: um beija-flor, que fez o príncipe lembrar-se de que "o essencial é invisível aos olhos".

"Na hora, a dor nos torna maus, depois, sábios. É pelo sofrimento que se aprende."

A amizade entre o príncipe, o carneirinho e o beija-flor era intensa e sincera, mas o príncipe nunca esqueceu-se de sua rosa e tinha medo de perder seus amigos, ficar sozinho novamente.

"É menos ruim chorar por ter perdido o que se teve, do que não chorar por nem se ter tido o que perder."

O livro é quase um diálogo - ou um monólogo, já que é só a escritora que "fala" - com o escritor Antoine de Saint-Exupéry, e o final é tão mágico que me deu até uma "quenturinha"no coração.

"Espero só que as crianças que entenderam seus desenhos aceitem também a minha estória da sua estória, Antoine."

O livro também conta com ilustrações lindíssimas e é uma leitura perfeita para fazer com os filhos. Pode-se até ler este livro sem ter lido "O pequeno príncipe", mas garanto que os sentimentos e as emoções serão bem maiores se você já conhecer a estória de Antoine de Saint-Exupéry.

"E ninguém se lembra de nos dizer o quanto dói crescer."

site: http://duaslivreiras.blogspot.com.br/2017/10/resenha-volta-do-pequeno-principe.html
comentários(0)comente



Fernanda @condutaliteraria 11/09/2017

Já pensou em ter uma continuidade de O Pequeno Príncipe? Poder saborear mais um pouquinho da companhia desse personagem que cativou à todos?

Em A Volta do Pequeno Príncipe, a escritora Luciola Soares, nos proporciona uma história simples, porém recheada de poesia e reflexão.

Uma fábula, abordando situações vividas pelo nosso pequeno príncipe, de amizade, perda e superação, e de alguma forma, mantendo o estilo do clássico original.

Nosso personagem retorna em seu planeta e corre para sua flor. Mas ela já não está mais lá, nem uma pétala sobrevivera e ele se sente triste. Covarde por ter fugido.

O Pequeno Príncipe passa a relembrar sua viagem à Terra, e dessa forma, ele pode rever sua flor. A melancolia toma conta, pois ele aprendeu sobre o amor, mas nada sabia sobre sua ausência.

Ele procurava um meio de trazê-la de volta, uma haste que brotasse de novo ou uma semente trazida pelo vento. E esperava...

Nessa parte vários personagens passam e conversam com o principezinho, cada qual com sua história.

Até que surge um beija-flor!

"Mas foi a vez da avezinha falar.
- Esqueceste de perguntar o principal.
- E o que foi? - surpreendeu-se.
- Se eu queria companhia.
O pequeno príncipe envergonhou-se. Não sabia que havia crescido tanto!"

A Volta do Pequeno Príncipe é uma história simples, que flui muito bem e canaliza toda beleza e essência do nosso Pequeno Príncipe!

Gostei muito da forma como a autora trabalhou, em cima de uma obra que é um clássico, e que até hoje conquista crianças e adultos, isso não é uma tarefa fácil.

O livro traz uma capa muito semelhante ao original, com lindas imagens que ilustram a história e a diagramação está perfeita.

A Volta do Pequeno Príncipe pode não ser tão majestosa quanto a obra de Exupéry, mas com certeza faz jus, e principalmente, é uma grande homenagem a um dos maiores livros de todos os tempos!

"E o Pequeno Príncipe descobriu que mesmo o mal pode fracassar e fazer algum bem."
comentários(0)comente



Conchego das Letras 31/05/2017

Resenha Completa
O título pode levar o leitor a acreditar que Pequeno Príncipe retornou à Terra, contudo a referência é à volta dos personagens às páginas de um livro e às vidas de seus fãs. A Volta do Pequeno Príncipe é o primeiro livro publicado da autora Luciula Soares. Publicado após cinquenta anos na gaveta, foi escrito quando ela estava com vinte e tantos anos, em resposta ao chamado feito ao final do livro de Exupéry:

"Foi aqui que o principezinho apareceu na terra, e desapareceu depois. Olhem atentamente esta paisagem para que estejam certos de reconhecê-la, se viajarem um dia na África, através do deserto. E se acontecer passarem por ali, eu lhes suplico que não tenham pressa e que esperem um pouco bem debaixo da estrela! Se então um menino vem ao encontro de vocês, se ele ri se tem cabelos de ouro, se não responde quando interrogam, adivinharão quem é. Então, por favor, não me deixem tão triste: escrevam-me depressa que ele voltou."

Dividida em vinte e seis capítulos e seguindo a mesma linha do mundialmente famoso livro escrito por Antoine de Saint-Exupéry, de nome O Pequeno Príncipe, essa obra também apresenta desenhos simples, com aparência tendendo ao infantil, ilustrando passagens relevantes; além de trazer para o leitor belos ensinamentos sobre a vida.

"O mal alastra-se sozinho. (...) O bem precisa ser cultivado para preservar-se."
Depois de ter sido o visitante em inúmeros planetas, inclusive a Terra, é a vez deste querido personagem receber as visitas. Cada visitante trará consigo alguma informação, que pode ser reveladora e proporcionar crescimento pessoal a quem as recebe ou pode ser completamente inútil, assim como ocorre na vida. Nem todas as informações que chegam a nós realmente são produtivas, ver tal questão ressaltada ao longo da obra foi deveras interessante.

Apesar de ter gostado da iniciativa, diagramação e leitura - bastante rápida, inclusive -, um ponto deixou a desejar... No livro que inspirou esse, o personagem viajava de planeta em planeta e, por isso, o autor descrevia cada ambiente. No atual, o "pequeno astronauta" está em seu planeta, recebendo visitas, mas a autora continua descrevendo planetas como se eles se materializassem ao redor do pequeno príncipe. Isso é ruim? Sim. Tira a beleza da obra? Para mim, não; foi apenas uma incoerência que me incomodou, mas fácil de ser relevada. Como dito no próprio livro:

"(...) dependendo do ângulo de que se encarem, as coisas podem adquirir estranhas proporções!"

site: http://www.conchegodasletras.com.br/2017/05/resenha-volta-do-pequeno-principe.html
comentários(0)comente



3 encontrados | exibindo 1 a 3