Jane Austen Roubou Meu Namorado

Jane Austen Roubou Meu Namorado Cora Harrison




Resenhas - Jane Austen Roubou Meu Namorado


6 encontrados | exibindo 1 a 6


"Ana Paula" 31/08/2017

"Jane Austen robou meu namorado" é quase uma continuação de "Eu fui a Melhor Amiga de Jane Austen". A narrativa continua neste volume, em forma de diário e com muitas aventuras e detalhes reais baseado nos diários da escritora Jane Austen quando era adolescente.

Já sabemos que Jenny Cooper é prima e grande amiga de Jane Austen, juntas elas se divertem na companhia uma da outra e quase não se separam. Em seu diário secreto, ela escreve sobre acontecimentos em sua vida, sobre sua prima e sobre sua paixão pelo capitão Thomas Williams.
Ambos apaixonados, Thomas e Jenny não veem a hora de se casarem, tudo aconteceria o mais rápido possível se não fosse por seu tutor e irmão Edward-John e sua esposa Augusta que estão impedindo o matrimônio, já que Jenny tem apenas 17 anos. Edward-John pensa estar fazendo o certo, mal sabe ele que sua esposa está mesmo é interessada no dinheiro que os pais de Jenny deixou para ela.

Por causa de uma viagem, Thomas acaba deixando Jane sozinha, assim, ela fica sob os cuidados dos tios, Sr. e Sra. Austen. A família Austen decide então, tirar alguns dias de férias e parte para Bath, levando Jenny junto e é nessa cidade cheia de novidades e bailes que Jenny e Jane vão viver muitas aventuras e galanteios!

Eu sou completamente apaixonada pelos romances de Jane Austen e, apesar de ainda não ter lido todos, os quais que li me encantaram pela ousadia da época e claro, pelos fatos históricos inseridos na trama. Neste livro, não posso deixar de comentar que Cora Harrison conseguiu, com maestria, recriar o ambiente inglês como nos livros de Jane.

Jane é engraçada, inteligente, corajosa, ousada e grande entendedora dos corações apaixonados. Ri demais com suas dicas e concelhos. As duas personagens são maravilhosas, uma completa a outra, o que deixa a leitura fluída e gostosa.
Como no livro anterior, somos apresentados ao enredo em forma de diário. A escrita é mais rebuscada por causa da época, mesmo assim, conseguimos entender pois se trata de duas adolescentes descobrindo os sentimentos e o que querem do futuro.

Gostei muito de conhecer essa história, a capa é linda e segue o parâmetro do livro anterior. A diagramação é simples, mas bem feita, com bom espaçamento e fonte em tamanho confortável para a leitura. Diferente do volume anterior, as folhas desse são amarelas e os detalhes são menores no início dos capítulos.
Do mais, indico com certeza. Espero que vocês também viagem no tempo e se sintam em 1791, vivendo os costumes e gostos da época!

site: http://www.lendoeesmaltando.com/2017/08/resenha-jane-austen-roubou-meu-namorado.html
comentários(0)comente



Isa 17/08/2017

Uma história leve e divertida
Bom tarde leitores, como estão? Hoje trago a resenha do livro Jane Austen Roubou meu Namorado, livro cedido em parceria com a editora Rocco.

Jenny Cooper é prima e grande amiga de Jane Austen, juntas elas se divertem na companhia uma da outra e quase não se separam. Em seu diário secreto, ela escreve sobre acontecimentos em sua vida, sobre sua prima e agora as páginas também são preenchidas por uma paixão pelo capitão Thomas Williams.

Perdidamente apaixonados um pelo o outros, Thomas e Jenny não veem a hora de se casarem e tudo estaria perfeito, se não fosse pelo falo de o irmão mais velho de Jenny, Edward-John junto com sua esposa Augusta não permitirem o acontecimento da cerimônia, uma vez que Jenny tem apenas 17 anos e após perder sua mãe que a deixou sobre os cuidados de Edward-John, imaginando que ele como irmão de Jenny iria fazer de tudo para a felicidade da irmã, mas ao invés disso, Edward só dá ouvidos ao que sua esposa Augusta diz e o único interesse dela é pegar todo o dinheiro que foi deixado a Jenny.

Augusta e Edward-John não dão o braço a torcer sobre o casamento de Jenny com Thomas, o que deixa Jenny triste, mas ainda mantém um pouco de esperança de que o irmão e a cunhada irão mudar de ideia.

Thomas tendo que viajar para uma missão, acaba deixando Jenny sozinha e ela fica sob os cuidados dos tios, o sr. e a sra. Austen, mas para complicar mais ainda Jenny não pode responder as cartas que Thomas envia a ela durante sua viagem e nem pode lê-las e quem fica encarregada dessa tarefa é a mãe de Jane.

Alguns dias depois do aniversário de Jenny, a família Austen decide tirar alguns dias de férias na cidade de Bath e visitar o irmão da sra. Austen, onde ficaram hospedados. É nessa cidade cheia de novidades que Jenny e Jane embarcam em várias aventuras e bailes repletos de novidades.

Eu não sou muito fã de romances de épocas e por isso quando iniciei a leitura já estava quase desanimando porque não estava fluindo, mas aos poucos fui pegando o ritmo da história e no final das contas posso dizer que gostei do livro.

Me senti presa a vários acontecimentos e por ser um livro que se basea em fatos reais, aumentou ainda mais minha curiosidade.

Temos Jane uma garota inteligente, divertida, corajosa, ousada, namoradeira e grande entendedora dos corações apaixonados. Jenny descreve muito bem a personalidade da prima e as duas são bastante ligadas. Jane está sempre a procura de ideias e experiências para contar em suas histórias que quer escrever futuramente e Jenny está constantemente escrevendo em seu diário.

Boa parte do livro se passa na cidade de Bath, onde a família Austen vão passar as férias. Tem alguns personagens que me tiraram do sério e um deles foi Augusta, a cunhada de Jenny que implica a todo momento com a garota e finge só querer seu bem.

O livro se passa no ano de 1791 então é importante ressaltar os hábitos diferentes da sociedade britânica naquela época e me senti literalmente fazendo uma viagem no tempo para o passado com todos os costumes e gostos diferentes.

Cora Harrison criou uma boa trama mesclando fatos reais com a ficção e foi uma experiência agradável a leitura. A diagramação da Editora Rocco está muito linda e delicada e a capa é um amor só. Indico o livro para quem é fã da autora Jane Austen e quer conhecer mais de sua vida na adolescência e para quem quer apenas embarcar em uma trama leve e divertida.

http://www.virandoamor.com/2017/08/resenha-jane-austen-roubou-meu-namorado.html?m=1
comentários(0)comente



Carla Jeanine 28/11/2017

Fofo, divertido e perfeito para os fãs de romances e de Jane Austen
Que Jane Austen foi uma das maiores romancistas de sua época, não temos dúvida, suas poucas histórias repercutem até hoje e seus livros hoje são considerados Clássicos. Mas como terá sido a a juventude de Jane? Seria ela tão aventureira e a frente de seu tempo quanto suas personagens? Será que ela já sonhava em ser uma grande escritora? Nessa divertida ficção biográfica, Cora Harrison nos ajuda a imaginar como terá sido a vida da jovem Jane na Inglaterra do século XIX, com seus bailes, costumes rígidos, pretendentes e fofocas.

A história começa como um diário, o diário de Jenny Cooper, prima de Jane Austen, é ela que vai narrar toda a história e nos contar mais sobre sua família e a sociedade inglesa. A jovem e apaixonada Jenny acaba de receber uma proposta de casamento de um cavalheiro muito distinto, entretanto seu irmão mais velho e responsável por sua tutela não aceitou o pedido, a família suspeita que assim o irmão perderá a oportunidade de manter para si o dote de Jenny e por isso está desqualificando Thomas, o capitão Williams, o seu adorado e quase futuro noivo. Ao longo de uma temporada em Bath, vamos acompanhar Jenny e sua prima Jane Austen enquanto tentam convencer a família a permitir o casamento, as jovens garotas também vão se meter em algumas confusões e tentar solucionar um grande mistério de furto e acusação enganosa.

Jane Austen é uma das minhas autoras favoritas da vida! Foi uma das grandes responsáveis pela minha paixão pelos romances de época, e assim que li o nome da autora nesse livro, não pude deixar de desejar esse lançamento! Me diverti com as aventuras das duas jovens primas, damas numa sociedade totalmente diferente, além de ter apaixonado pela história de amor de Jenny. A única questão que me decepcionou foi que esperava realmente que o foco da história fosse em Jane Austen, mas na verdade esse é um livro sobre a história de amor de Jenny, sua prima, o título portanto ficou um tanto quanto inadequado, mas ao longo da história fez um pouco mais de sentido.

A história é divertida, romântica e muito bem escrita, vemos claramente uma pesquisa da autora embasada na vida de Jane, e conseguimos imaginar exatamente como a autora teria sido como uma adolescente. A história ainda tem um lado misterioso, um roubo mal solucionado e uma acusação contra a família das garotas vai deixar todo mundo ansioso para descobrir o desfecho dessa história.

Acompanhar um diário é muito legal, ainda mais o de Jenny sendo tão espirituosa e estando tão apaixonada, conseguimos nos identificar com a personagem e torcer para que seu enlace dê certo. Gostaria que Jane Austen tivesse aparecido mais, apesar de seu papel essencial e das divertidas partes em que ela menciona trechos que pretende escrever em seus romances, a aparição da personagem é bem pequena, o que me confundiu um pouco.

Numa história engraçada, romântica e muito descritiva sobre os costumes da Inglaterra do século XIX, a autora me encantou com seu "chic-lit" de época, e tenho certeza que todos os fãs do gênero vão se apaixonar também!
comentários(0)comente



Amiga Leitora 30/11/2017

Por mais que eu ainda não tenha lido os clássicos romances de época da aclamada Jane Austen, sempre que vejo a referência á autora em obras atuais, faço questão de ir conferir. O que não foi diferente quando ouvi falar no lançamento de 'Jane Austen Roubou Meu Namorado' da autora Cora Harrison pela Editora Rocco.

Sem saber muito o que me aguardava mergulhei em um série sem ter lido seu primeiro volume, já que 'Jane Austen Roubou meu Namorado' é continuação de 'Eu Fui a Melhor Amiga de Jane Austen'. Ainda sim, não tive muita dificuldade para acompanhar a leitura.

O livro nada mais é que uma ficção, narrada em forma de diário e baseada nas aventuras vividas durante a juventude de Austen e de sua prima Jenny. Assim o enredo nos da uma visão de tudo aquilo que não conhecemos sobre o verdadeiro passado de Jane Austen, o que eu achei essa uma brilhante ideia não só para os fãs da autora como também para os que conhecem sua curta biografia e gostariam de saber um pouco mais sobre a mente visionária de Austen.

Nossa narradora é Jenny Cooper, que foi morar com os Austen depois da morte de sua mãe. A jovem está perdidamente apaixonada pelo capitão Thomas Williams, que por sinal quer toma-la em casamento. O único problema é que Edward-John (o irmã de Jenny) sob influência da sua esposa Augusta, não está disposto a aceitar esse casamento. Sua desculpa é a pouca idade de Jenny, mas para ela é evidente que sua cunhada não quer perder o controle que Edward-John tem sobre a herança da garota.

Usando sua mente cheia de ideias, Jane Austen bola um plano para que a prima possa se corresponder com o amado sem que seja descoberta. E enquanto Thomas se vê obrigado a embarcar em uma nova missão, Jenny e Jane são enviadas para passar alguns dias na cidade de Bath. Lá elas vão viver as mais diversas aventuras, desde convencer a todos da união de Jenny e Thomas como também a resolver um mistério que pode arruinar o nome da família.

Confesso que o começo da leitura foi um tanto arrastado, mas no momento que as meninas chegaram a Bath a coisa começou a andar. Daí por diante a narração se tornou um misto de momentos que fluíam e momentos que se arrastavam. A grande reviravolta da estória aconteceu quando uma séria acusação bate a porta dos Austen, depois disso eu devorei cada pedacinho da estória até chegar ao final.

Assim como esperado, Jane Austen é narrada como uma jovem de língua afiada, personalidade forte e uma mente totalmente fértil, que chega a dar o que falar para algumas das pessoas a sua volta. Eu ri em várias situações e desejei do fundo do meu coração ter informações mais concretas de sua vida real.

Cora Harrison agiu de forma brilhante ao mesclar passagens dos livros de Jane Austen com acontecimentos vividos pela autora e sua prima nessa ficção. Eu me arrependi até o ultimo fio de cabelo por não ter lido os romances de Austen antes dessa estória, pois tudo se encaixaria de forma ainda mais perfeita.

A Editora Rocco fez um lindo trabalho com a capa e diagramação deste livro, se eu não tivesse curiosidade pela vida de Jane Austen, com certeza leria o livro apenas pela capa (haha ... quem nunca?). Mesmo assim volto a afirmar que a obra é totalmente indicada para os fãs de Jane Austen, pois 'Jane Austen Roubou meu Namorado' é uma espécie de presente para aqueles que sempre sonharam em ter mais detalhes revelados sobre a vida da talentosíssima e talvez (naquela época) peculiar Jane Austen. Além de ser uma dica e tanto de romance de época para o publico juvenil, que está a procura de um conteúdo mais ingênuo do que sensual dentro deste gênero.

* ESCRITO POR THAIS TEIXEIRA DO BLOG AMIGA DA LEITORA

site: http://www.amigadaleitora.com/2017/11/resenha-jane-austen-roubou-meu-namorado.html
comentários(0)comente



Iara.Antunes 13/04/2018

" Senhora, sua beleza toma conta de mim. Nenhuma de minhas pobres palavras é suficientes para descrevê-las".

" O verdadeiro amor precisa achar um caminho. Diga-me que nos ajudará nesse assunto do coração".

" Meninas queridas estão prestes a entrar em um mundo onde conhecerão muitas coisas maravilhosas. Deixe-me adverti-las para que não sofram ao serem vilmente influenciadas pelas tolices e vícios dos outros".

Este livro é contado através de um diário de Jenny a prima de Jane Austen, onde ela relatava com foi viver na companhia da Jane e sua família na adolescência das duas. Fala sobre primeiros amores, flerte, críticas ao comportamento de Jane na aquela época e sobre carácter e valores. E que fundo devemos acreditar e lutar pelo amor, mesmo que aja alguns obstáculos no caminho com a reprovação dos pais, a distância e as dúvidas.
Porém o livro é todo juvenil então deixando a história leve e simples na sua narração. No final de a autora Cora relata que se baseou em alguns diário encontrados de Jane na adolescência que de fato existiu estas pessoas, porém ela usa a ficção para contar as lagunas que não se sabe sobre a vida de Jane além de com ela se inspirava para seus livros com cenas e acontecimentos que ela vivia neste período .
Mathias.Weirich 13/04/2018minha estante
É sempre bom ler sobre nossos autores favoritos, mesmo quando contém um pouco de ficção misturada a história!

É como sempre: ler é a arte de viajar, mesmo estando em casa !


Iara.Antunes 13/04/2018minha estante
Isso ai!




La Oliphant 01/06/2018

Eu vou cometer, o que talvez seja, a maior blasfêmia da minha vida: a leitura de Jane Austen Roubou Meu Namorado não me impressionou. E como uma grande fã de Jane Austen, eu me sinto muito culpada por não gostar de algo que envolva a autora – estou sendo bem honesta. Cora Harrison não é uma escritora ruim, seus diálogos são bem construídos, os personagens têm uma voz agradável, mas a narrativa… bem, a narrativa quebrou todo o clima que eu tinha para ler o livro. E aqui estamos nós, depois de mais de duzentas páginas de uma leitura frustrada para falar da minha primeira experiência com Cora Harrison.

Primeiro você precisa saber que Jane Austen Roubou Meu Namorado é o segundo livro da série Jane Austen, o primeiro livro foi publicado pela Rocco sob o título Eu Fui a Melhor Amiga de Jane Austen – que eu por um acaso tenho na minha estante, mas ainda não tive a oportunidade de ler. Vocês não precisam ler o primeiro livro para conseguir ler o segundo volume da duologia (não achei nada sobre um terceiro livro até agora, mas atualizo a resenha se eu encontrar), mas é sempre importante ler os livros na ordem certa. Estabelecido isso, vamos falar sobre a leitura de Jane Austen Roubou Meu Namorado.

O livro nada mais é do que o diário secreto de Jenny Cooper, prima de Jane Austen, onde ela narra suas aventuras com a escritora, ainda na adolescência. Neste enredo, Jenny está tentando convencer seu irmão – e tutor – a deixa-la se casar com o amor da sua vida, o capitão Williams. Claro que convencer o irmão não seria nada fácil e, por isso, Jenny conta com os ótimos conselhos que Jane Austen tem para lhe dar. Juntas elas vão se aventurar nos bailes da sociedade britânica, se envolver em escândalos e conquistar seus objetivos.

“- Odeio a Jane Austen! Odeio de verdade!
Paro. Conheço essa voz.
– Ah Lavinia, mamãe disse que Jane Austen é apenas uma garotinha atrevida, afetada, vulgar e caçadora de marido. Ela sempre fala que você não deve dar atenção a ela.”

A ideia por trás do enredo é bastante criativa e eu até pesquisei que a autora se baseou nos diários da própria Jane Austen para escrever a história, mas o que realmente matou Jane Austen Roubou Meu Namorado para mim foi o enredo. Eu gosto muito de narrativa em primeira pessoa, mas o formato de diário do livro me deixou muito incomodada. Apesar de Jenny ser uma personagem maravilhosa, ver toda o enredo do ponto de vista dela foi muito cansativo, principalmente quando sua maior preocupação era conseguir se casar com o seu capitão. Acabou que a autora não conseguiu entregar mais sobre a Jane Austen que, por sinal, foi o motivo de eu ter escolhido esse livro para ler.

Para um livro com uma quantidade de páginas considerável, Cora Harrison correu com o enredo como alguém corre em uma maratona. Eu nunca vi um livro onde acontece muita coisa ao mesmo tempo, mas se você analisar com calma, não está realmente acontecendo nada. Parte da minha frustração com essa leitura foi a falta de foco nos acontecimentos. Um minuto tínhamos esse problema, duas páginas depois ele já tinha sido resolvido. Eu não tive nem ao menos tempo de digerir a quantidade de personagens secundários e nomes que apareceram na história.

E eu preciso falar sobre essa mania de não mostrar as coisas acontecendo e simplesmente escrever que aconteceu. Não tem nada que me deixa mais incomodada com um livro do que quando o autor não se dedica para desenvolver um plot e simplesmente escreve um final aleatório. Cora Harrison fez isso duas vezes em Jane Austen Roubou Meu Namorado e eu quis muito amaldiçoá-la por isso, afinal eu estava ali para ver as coisas acontecerem e não ser convencida de tudo em um ou dois diálogos.

Não vou mentir, eu gostei muito de conseguir identificar os personagens dos livros de Jane Austen nos personagens que Cora Harrison apresentava durante o enredo. Eu vi a cunhada odiosa de Razão & Sensibilidade, vi a inspiração para Fanny que, apesar de não ser uma das minhas heroínas favoritas, ainda assim é ótima. Também conseguir ver um pouco de persuasão e acho que até de Emma. Não tem como negar que Jane Austen aproveitou cada uma das pessoas que passaram em sua vida para se inspirar, o que é uma coisa maravilhosa porque sabemos que existe uma possibilidade muito grande do Mr. Darcy ter sido real.

“- E tive que pagar as despesas postais – continuou Newton. – Por favor, Jane, não finja ser inocente. Só você escreve cartas desse tipo.
Jane pegou a carta e eu espiei por cima de seu ombro. Foi isto que lemos – prendi aqui em meu diário.”

Jenny é uma personagem muito legal e eu não tenho coragem de falar mal dela simplesmente porque eu não aguentava mais ficar duzentas páginas dentro da cabeça dela. É uma personagem simples, uma jovem garota britânica completamente apaixonada pelo seu noivo, ansiando o dia em que ela vai se casar. Ela também é uma ótima amiga para Jane Austen e muito fiel. Eu fiquei com muita vontade de ler o primeiro livro dessa série para conseguir conhecer um pouco mais dela, pois pelo o pouco que vi, o relacionamento com o irmão é um background que eu quero muito saber se a autora conseguiu explorar.

Tenho que dizer que teve apenas uma coisa que eu não entendi sobre esse livro: Porque o nome é Jane Austen Roubou Meu Namorado se não é isso o que acontece no livro? Passei por todos os capítulos esperando encontrar uma trama completamente diferente, cheia de brigas, obstáculos e amizades destruídas por causa de uma possível traição, mas ao invés disso Cora me entregou um enredo muito leve, com bons personagens e uma relação de amizade que eu tenho que admitir que era bastante interessante de se acompanhar. Vou deixar essa dúvida no ar, tudo bem?

Jane Austen Roubou Meu Namorado é um enredo adolescente leve, mas não acho que seja muito para os apaixonados por Jane Austen. Talvez para os que gostam de um bom romance de época voltado para o público adolescente, ou para aqueles que só querem um romance para relaxar. Ainda assim, foi uma leitura boa até aonde podia ser. Não vou mentir que eu sofri bastante com a narrativa – me incomodou demais, eu sempre vou lembrar vocês disso, mas os personagens e a escrita da autora conseguiram compensar bastante a ponto de eu terminar a leitura satisfeita e ainda com disposição para encarar o primeiro livro.

site: https://www.laoliphant.com.br/resenhas/jane-austen-roubou-namorado-cora-harrison
comentários(0)comente



6 encontrados | exibindo 1 a 6