A Princesa Escondida

A Princesa Escondida Laura Machado




Resenhas - A Princesa escondida


43 encontrados | exibindo 1 a 16
1 | 2 | 3


Paula Manu 07/09/2017

Esperava mais, ainda assim...
A Princesa Escondida é um livro sim muito bem escrito, a autora sabe descrever muito bem os detalhes dos ambientes, sentimentos e personagens, mas esse tão bem acaba virando um ponto negativo quando se torna enrolação, como no capítulo que dá início à história; Tinha informações demais, nenhum diálogo. Era tanta informação que você fica tonta só de ler. Fora o fator Portia, que por Elisa demorar a dizer por que estava deixando a amiga de lado, ficou parecendo implicância de uma menina com a outra. E outra coisa foi a apresentação da Portia como personagem. Temos os outros personagens que mostram a que vieram, você consegue perceber a personalidade deles, menos a tal da Portia, que por causa da Elisa só dizendo que Portia fazia isso, Portia fazia aquilo, ficou um bando de capítulos como um personagem raso que mal aparecia na história e que simplesmente não consegui sentir o que a Elisa tinha contra ela - claro teve a cena da Portia falando mal da Elisa pra Valentina, mas isso é só muitos capítulos depois. E como a Portia Sumiu, tudo o que a Elisa dizia sentir em respeito a ela, ficou ainda mais com cara de implicância mesmo.
Fora algumas incoerências que apareciam aqui e ali como nessa parte:
"Eu nunca tinha dito aquilo em voz alta. Fazendo ou não mais de um ano desde que tinha começado a perceber que já não erámos amigas, ainda não tinha contado para ninguém NEM FALADO AQUILO PARA MIM MESMA" quando que na página 19 ela diz: " Ainda nem contei para ninguém que essa amizade já acabou para mim." Acabou ou não acabou pra ti? Eis o questionamento.
Personagens que surgem na história do nada sem explicação, como as criadas dela. Tipo não é normal ver um colégio em que os criados fiquem com os alunos, ao menos não é algo que ouvimos falar todo dia, se acontece, então quando a Joan surgiu fiquei tipo: Quem é você? teria sido bom uma breve explicação, durante a história, sobre a dinâmica do colégio. Isso ficou meio aéreo a meu ver. Fora algumas lacunas que precisavam ser preenchidas: "Não queria os melhores artistas da nossa casa me olhando com desprezo como tinham costume de fazer." Por que ela achava que eles faziam isso? por que ela achava que eles olhavam pra ela assim? Ela não supõe nada? nem uma teoria?- " Eu acho que não (...) Se ela passou a vida inteira estudando no castelo, por que viria para uma escola preparatória antes de se apresentar? Seria burrice!" Por que seria burrice? o que a faz pensar isso?
Retornando aos personagens, vamos ao Mattew e sua dupla personalidade: ele uma hora ataca a Elisa no corredor e páginas depois já muda com a menina, depois quer apresentar a Elisa para os pais, pedir em namoro... A mudança de personalidade mais rápida do ano. Temos o Blog de fofoca que na sinopse do livro e tanto na do Wattpad dizia que ia tocar o terror na vida dela... Não vi nada de mais.
O Ben. Vi tanta gente falando do guarda, o tal guarda que no final também não vi essa chama toda. Sou fã de romances, qualquer tipo. Posso não ser muito fã de livro juvenil que é como classifico A Princesa Escondida, mas leio.
No mais, classifico como uma boa leitura, é fluída, a revisão é muito boa, palmas para Barbara Parente. Capa maravilhosa do Marcus Pallas. Tirando esses probleminhas que falei seria um livro que eu indicaria sim, a autora está de parabéns.
Beatryz 10/09/2017minha estante
Eu li até a terceira parte quando ainda estava disponível Wattpad, e pode ter certeza que tem motivos para o Matthew ter mudado tão drasticamente que são revelado nos próximos livros. Sobre o blog, você pode esperar que ainda vai atacar.


Paula Manu 15/09/2017minha estante
pode até ser que o mattew tenha seus motivos, mas a mudança drástica de comportamento dele não foi trabalhada. Ele mudou bruscamente da água para o vinho e é algo que a personagem nem questiona. E mesmo que o blog vá atacar em outras partes, as outras partes vão receber sinopses diferentes da do primeiro livro, e no primeiro livro já afirma que o blog vai fazer um bafo. Então tem que está de acordo com a sinopse independente do que vá acontecer futuramente.


Raquel.Quintella 17/09/2017minha estante
Eu até concordo com a parte do Matthew mudar drasticamente a personalidade, algo que também estranhei desde que comecei a ler pelo Wattpad, mas é explicado logo nos seguintes livros o porque. Agora sobre a Portia e a briga, no meu ver foi bem explicado, ué foi uma briga, Elisa não gosta mais de Portia e a partir do momento que elas brigam elas se afastam e não tem mais por que Portia ficar aparecendo toda hora na história, já que, Elisa mesmo deixa claro durante a hostória que a evita constantemente. Respeito sua opinião, mas miga como assim você não enxerga a chama em Ben? Melhor guarda, melhor personagem, melhores capítulos, quando o segundo livro sair não deixe de ler, tenho certeza que você vai conseguir sentir a chama.


Paula Manu 17/09/2017minha estante
kkk, é eu não senti a chama. Posso até ler, vamos ver. Mas sobre a Portia. Não houve briga. Ela desde o começo do livro só explica que tá assim com ela mas nunca fala o motivo. Aí tem a briga e o resto faz sentido, mas no começo parece picuinha dela com a outra.


Raphaella Rodrigues 02/10/2017minha estante
Nossa, super concordo com você. Gostei do livro, foi uma boa leitura, mas realmente esperava mais da história. E ainda acredito que em 200/250 páginas ela teria contado essa mesma história de forma mais objetiva e cortando certos parágrafos que eram só a Elisa remungando da mesma coisa de forma bem cansativa.
Eu não sabia da história no Wattpad, então o contato com o livro foi o primeiro que eu tive, e nossa, essa mudança do Matt foi bizarra! Aguardei até o fim do livro que ele no fim das contas se mostrasse um traíra que só se interessou por ela porque entendeu que ela poderia/seria a princesa escondida e fiquei meio decepcionada quando vi que isso não aconteceu (mas ainda espero que aconteça em algum próximo livro). Me incomodou bastante essa mudança e a Elisa simplesmente não se perguntar como isso pode ter acontecido assim, do nada.
E eu também não senti aquela coisa com o Ben. Ele ficou bem "não fede nem cheira" na história. Alguém que não toma lados, que (aparentemente) é apaixonado pela Elisa e quando vê que ela segue em frente, também decidi seguir e ficar com alguém que demonstra gostar dele. Nada demais. E todo incomodo da Elisa com o relacionamento do Ben e Portia também achei meio cansativo em alguns momentos.
Apesar dos pontos que não gostei, também recomendaria a leitura. E fico no aguardo que os próximos livros sejam menos cansativos e que o desenvolvimento da história seja mais rápido.




Leitora estranha 07/05/2020

Gostei
Achei bom, mas a linha do tempo é muito devagar. Eu gostei da história e já quero ler o segundo livro.

Os personagens são cativantes e divertidos. Mas eu achei a história meio incompleta.


Sou iniciante. Desculpa se tiver erros.
ET de mart 19/06/2020minha estante
? Vc leu sério ?


Leitora estranha 20/06/2020minha estante
Eu li no aplicativo


ET de mart 27/06/2020minha estante
Tá bom




Andréa Araújo 24/05/2017

IMPOSSÍVEL NÃO SE APAIXONAR
“E se eu fosse uma princesa em outro planeta? E ninguém deste planeta souber?”

E é assim, com essa epigrafe de Os Diários de Carrie, que se inicia a leitura no mundo da nossa protagonista.
Elisa é uma princesa. A terceira na linha de sucessão do Reino de Parforce. O problema? Ninguém sabe disso. Ela foi escondida ao nascer, por decisão dos seus pais, para ser anunciada apenas no seu 18º aniversário, que é justamente o ano em que começa a história. Ela precisa lidar com todos os problemas de ser uma adolescente normal e esconder o seu maior segredo. Além do inicio do período na Escola Preparatória de Belforte, uma ex-amiga e seu melhor amigo, que agora é seu guarda pessoal, tudo isso enquanto todo o país, inclusive seus próprios colegas, tentam descobrir quem é e onde está a princesa escondida.
O livro, que é narrado em primeira pessoa, é também em forma de diário. Sabe aquela regra de que nunca se deve ler o diário de outra pessoa? Então, pode esquecer, porque você vai conhecer todos os pensamentos da Elisa. Tudo o que você ler é única e exclusivamente a impressão que a protagonista tem de todas as situações e, embora escrito no passado, você se sente exatamente na cena que ela está descrevendo. Deve ser bem por isso eu você passa automaticamente a amar quem ela ama e a já não gostar de quem ela não gosta. Mas uma das coisas que mais me cativam no livro é como ela é humana, não é aquele tipo de protagonista que todos gostam por ser fácil de gostar e perfeitinha. Não! Elisa tem defeitos como eu e você, e ela sabe disso, sabe quais são os seus pontos fracos e os assume, sem medo do que os outros vão achar. Ou nem tanto.
Mas pode ser um ponto negativo, se você, ao contrário de mim, não suporta uma pessoa normal como protagonista. Porque sim, nem tudo são flores e às vezes dá vontade entrar na cabeça dela e perguntar se ela tem problemas.
Além de todo o drama de guardar o maior segredo do país, não conseguir mais conversar com uma das poucas pessoas que sabe, estar longe de casa enquanto cursa matérias do curso preparatório e decide em que área seguir carreira, algumas outras coisas e pessoas podem ocupar a sua cabeça. Como Jogos Belforte, em homenagem ao primeiro Rei do país, suas amizades mais antigas sendo abaladas e uma nova pessoa surgindo em sua vida. Talvez guardar um segredo de estado fique em segundo plano.
Outro ponto bastante importante é que os personagens secundários têm vida própria. Nem tudo gira em torno da Elisa (por mais que às vezes, quase sempre, ela ache que sim), você se apega tanto a ela, quanto a todos os outros. E de repente se vê com saudades de alguns personagens que só apareceram em dois ou três capítulos. Profundidade, essa é a palavra que define.
A Laura consegue passar todas as emoções de uma forma que chega a ser mágica. Então, prepare o seu coração para se emocionar, torcer e se irritar bastante com Elisa. Porque essa história tem de tudo, romance, segredos, confusões e aventura.
A Princesa Escondida faz parte de uma série e vai ser publicado pela editora Novo Século provavelmente no próximo mês. Mas eu tive a chance de ler no Wattpad, quando ainda era um rascunho – e chegou a mais de um milhão e meio de leituras. Se você ainda não conhece a história, coloque na sua estante! Você não vai se arrepender!
ALERTA DE SPOILER: Você pode se apaixonar perdidamente por um certo guarda.
@corujinha.literaria 24/05/2017minha estante
Melhor resenha sobre esse livro. ???? Ps: e quem consegue não se apaixonar por esse guarda?


Andréa Araújo 01/08/2017minha estante
Pois é! Impossível!!




Debora.Oliveira 27/05/2020

Não Desceu!
Querido Diário eu sou uma princesa mimada, egoísta e um tantinho ( Não, espera, um TANTÃO) Hipócrita! Isso resume nossa querida e insuportável Elisa! A minha leitura se resumiu em 50% odiando Elisa e 50% Odiando MUITO a Elisa!
Daniela 15/02/2021minha estante
Concordo. Protagonista difícil de engolir.




Vi 18/10/2017

Maravilhoso e divertido!
"A Princesa Escondida" é o primeiro livro da série de Laura Machado. E eu preciso deixar claro o quanto eu enlouqueci por causa desse livro. Antes de entrar nos detalhes técnicos que minha resenha sempre tem, eu vou deixar a emoção levar. Eu amei a narrativa. O jeito que Elisa nos puxa para o seu mundo, o próprio jeito que ela pensa. Eu me identifiquei demais com a personagem e quase chorei junto com ela. O final do livro me deu uma baita ressaca e admito que foi um dos motivos de eu ter atrasado algumas outras resenhas. Fiquei bastante "o que eu faço agora?" e com certeza pretendo ir atrás da autora para implorar o próximo livro.

Agora que a tietagem já passou, vamos falar da história. Para começar, o livro já começa me deixando apaixonada, pois uma das minhas citações favoritas - que eu vi no perfil da autora, ou pela rede social literária por aí - é bem ali, na primeira página. Vou deixar a citação aqui no final do parágrafo. No início fiquei com receio de a história ficar um pouco fora de ponto, pois Elisa começa contando sobre como a amizade que tinha com sua melhor amiga simplesmente não existe mais. Conforme vamos descobrindo esse mundo de Elisa na escola preparatória de Parforce, vemos porque a amizade foi se apagando, a profundidade da personagem.

"Na minha opinião, existem sempre dois tipos de pessoas no mundo. Tem quem prefira chá e quem não consiga viver sem café."

Elisa é uma adolescente de 17 anos, aparentemente normal, cheia de defeitos como toda aluna. Atrasa trabalhos, termina ilustrações no meio do corredor, é um desastre em esculturas. Só que além de tudo isso, é uma Princesa. A terceira Princesa de Parforce, Eliese, que os pais decidiram esconder para que pudesse viver uma vida mais próxima do normal. E só tem duas pessoas que sabem isso: Portia e Ben, seu melhor amigo e que trabalha como guarda dela. O jeito que Elisa conta o que pensa e sente durante os poucos dias que o livro mostra, é tão profundo e tão cativante que entendemos bem como ela tem Ben como um marco na vida dela. E como ela sofre com a ideia de que será deixada por ele assim como foi pela sua família. Temos muitos conflitos familiares, como Elisa sente o seu afastamento do castelo e como não se sente parte da família. E como o segredo dela pesa todo dia. Só que uma terceira pessoa começa a entrar em sua vida e Elisa tem que lidar com mais uma coisa, algo típico de toda adolescente: a paixão.

"Assim que senti seus lábios me interrompendo, lhe devolvi o beijo. Quanto mais a gente se beijava, quanto mais eu gostava, mais queria lhe empurrar e dizer que era um idiota e que aquilo não mudava nada. Até cheguei a fazer isso uma vez, mas ele só concordou com a cabeça e voltou a me beijar."

Matthew Wickham. O garoto mais popular da escola, que todos conhecem e uma beldade. Tem o armário ao lado do de Elisa e a nossa Princesa não consegue entender a repulsa dele por ela, mesmo ela própria não gostando dele. Um dia ela o confronta no corredor e é a partir daí que as coisas começam a mudar. Conforme vamos acompanhando esses dois o nosso coração vai se derretendo junto com o de Elisa. Eu admito que ainda sinto certo perigo com relação a Wickham mesmo já terminado o livro. Mas o garoto é cativante e logo conquista Elisa. Só que o problema é muito maior do que apenas um "sim" ou "não" para a pergunta "Quer namorar comigo?". Elisa não seria capaz de namorar alguém para quem tem que mentir todos os dias.

"Se eu quiser ter um compromisso mais sério com ele, precisa ser de uma vez. Precisa ser de verdade, cartas na mesa, sentimentos à mostra e tudo que vem com isso. No entanto, a decisão não é só ser chamada ou não de namorada, mas contar ou não quem eu sou de verdade. E isso eu não sei se consigo fazer."

O livro gira em torno da personagem e do seu crescimento pessoal. Elisa faz mais amizades, percebe mais coisas sobre si mesma, aprende outras sobre outras pessoas. É gostoso de ler e acompanhar seu diário porque ela é muito divertida e animada. Algo que mais gostei nela é o jeito meio exagerado e dramático. É pouco, até, mas é gostoso ver alguém meio parecida comigo vivendo e sobrevivendo. A narrativa então é em primeira pessoa, seguindo a Elisa, no passado. É uma narrativa bastante fluida e que te prende. Esse livro foi um daqueles que (atenção ao fato verídico) te faz querer sair de uma festa para voltar a ler. Eu li "A Princesa Escondida" até as duas da manhã, fui beber cerveja com uns colegas do prédio e tudo que eu conseguia pensar enquanto eles desafinavam a "Boate Azul" era em voltar para ler mais alguns capítulos antes de dormir.

"Eles estavam todos perfeitos. Um rei, uma rainha, um príncipe e uma princesa. Eram quase como um quadro pintado, a família perfeita. Era de se esperar que me escondessem mesmo. Não era como se precisassem muito de mim."

O final foi um pouco frustrante, pois pensei que ia ser algo mais definitivo. Mas não deixou de ser muito bom, pois colocou um clímax enorme para nos fazer ler o próximo livro. Outra coisa que acho interessante ressaltar é que esse livro tem um tom bastante introdutório. Ele nos convida a conhecer a vida de Elisa e promete muito mais para o próximo livro. É quase um "Sentiu? Então espera para ver o que preparei no próximo.". Espero muito que a autora logo consiga publicar o segundo, a diagramação do livro ficou sensacional e muito bem feita. O cheiro é bom, gente. Sério.

Recomendo para quem quer se embrenhar no diário de uma Princesa adolescente. Diferente do que eu esperava, esse livro me pegou pelo coração e pela alma. Não pensem muito, só vão ler!

Obrigada!

site: https://souldoslivros.blospot.com.br
Lauraa Machado 19/10/2017minha estante
Só queria dizer que eu sou a autora e que essa resenha é provavelmente bem melhor que o livro! Haha sem querer desmerecer o livro que é meu amorzinho, tá?




Amanda Carla 24/05/2017

Melhor livro
A Elisa te conquista do inicio ao fim ( é aquelas personagens que você quer ser amiga para sempre sabe?) a gente se envolve nos dilemas dela como princesa, mas o melhor é ver a relação dela com as amigas, a família e principalmente com o Ben (o seu guarda real) que é apaixonante do começo ao fim 💜 Se você esta na dúvida, LEIA, porquê vale cada palavra!
comentários(0)comente



<3 24/05/2017

Daqueles livros que te faz sorrir, suspirar e chorar junto com a protagonista. Com uma narrativa envolvente nós, leitores, vamos acompanhando a história de Elisa como se realmente fizéssemos parte dela e não apenas como meros expectadores.
comentários(0)comente



Amanda 27/09/2020

Conheci esse livro no wattpad, estava bombando na época, mas quando eu comecei a ler tinha um aviso "o livro será removido, porque será lançada uma versão pela editora". Eu, logo eu, a rainha da pechincha, não iria perder a oportunidade de ler o livro de graça. Após anos da primeira leitura e pensei que na segunda eu teria opiniões e interpretações diferentes, mas logo que comecei o primeiro capítulo, lembrei do porquê dessa história não ter me marcado positivamente.

O livro começa com a protagonista usando o primeiro capítulo INTEIRO para falar mal de outra personagem. O primeiro capítulo é para eu me apaixonar pela história, querer saber mais, me cativar, conhecer a protagonista, mas não, foi um capítulo inteiro falando como a outra menina é chata. Detalhe para o fato que a Elisa se faz de amiga da Portia há um ano e não teve maturidade para resolver essa situação. Olá, falsidade! Mas Elisa também é hipócrita, julga a Portia sem reconhecer os próprios defeitos.

Elisa usa a depreciação da (ex) amiga para provar como ela que está certa, como ela é melhor e superior, e em alguns momentos os comentários chegam ser maldosos.

"Qual foi a última vez que alguma coisa interessante aconteceu com ela? No dia em que me conheceu?"

"Ele [Ben] trabalha para mim agora. Por mais que eu adore o fato de tê-lo sempre por perto, ele não está ali por escolha. Essa devia ser a maior razão para ele se afastar de Portia de vez."

"Sei que preciso superar isso e entender que as outras pessoas do mundo ainda são cegas e não conseguem entender o quão desprezível ela é"

Tem um momento que a Elisa se sente pessoalmente insultada porque a Portia escolheu um vestido simples e repetido para o baile no castelo. Nossa, realmente, como a Portia é uma pessoa horrível!!! Ela usou um vestido branco!!! Depois a Elisa fica indignada por terem emprestado um vestido seu para Portia, já que esta sofreu um pequeno acidente, por culpa da própria Elisa. E também tem o momento que ela diz que as suas criadas não devem mais tratar a Portia como amiga dela.

O que eu, leitora, devo concluir com essas situações? É só birra juvenil? Ou a Elisa tem algum sério desvio de caráter?

O ápice da personalidade duvidosa da protagonista é apresentada nos capítulos finais. As atitudes que a Elisa tem são extremamente possessivas, ela quer controlar o melhor amigo, quer ele só para ela e não aceita as escolhas pessoais dele.

"Eu não consigo ser sua amiga, Ben, não se você ficar com ela. E olha que eu tentei!"

Até o Ben fica indignado com as atitudes da Elisa.

"Você não pode criar regras para minha vida pessoal. Não pode fazer isso com ninguém! Você não tem esse controle!"

"Você quer decidir o que eu penso da Portia, quer decidir com quem devo ficar."

A briga final dos dois é tão ridícula, que eu nem sei como chegou onde chegou. Aliás, a única brigando ali era a Elisa. Ela, bêbada, interpretou como quis tudo que o Ben falava. A achou por bem demitir o menino, porque supôs que seria melhor para ele.

Essa atitude me incomodou demais, porque simboliza a situação de pessoas despreparadas com poder nas mãos. Elas podem estar certas, erradas, agindo por vingança ou com segundas intenções, mas fazem o que querem porque podem e não precisam dar satisfação a ninguém. Ela é a fucking princesa e não pode, simplesmente não pode, fazer escolhas desse modo. Responsabilidades e equilíbrio seriam o mínimo esperado (mesmo para uma princesa escondida).

Falando em Ben, achei ele o ponto alto do livro, ele sempre é o sensato do rolê, sempre tem um comentário ótimo para acrescentar, a personalidade dele caiu muito bem para a história, ele é justo, boa pinta, humilde e um fofo. Ele é o único contraponto que traz a Elisa de volta da Elisalândia.

Quanto a Portia, eu ouvi mais do que vi ela sendo essa pessoa desprezível que a Elisa diz que ela é. Do jeito que a Elisa apresentou as coisas, ela demonizou o diferente, o pensar diferente, o ser diferente, o gostar de coisas diferentes. Pode ser que a Portia se mostre uma grande babaca nos próximos livros, mas até lá #IStandWithPortia

Como é narrado em 1a pessoa, a leitura passa por trechos maçantes e lentos, onde Elisa tem devaneios e mesmo após ler vários parágrafos parece que estamos no mesmo lugar. Os últimos capítulos são um bom exemplo, Elisa faz várias suposições, reage a situações irreais, cria ilusões e sentimentos para algo que sequer é verdade e isso se tornou cansativo.

Elisa disse que escreve um diário para se conhecer melhor, mas acho que o que ela precisa é de uma terapia. Essa menina precisa de ajuda. É sério!

No geral a história poderia ser legal, mas eu tive tantos problemas com a protagonista que não tinha jeito de eu aproveitar a leitura. Elisa se mostrou, além de uma péssima amiga, tanto para a Portia quanto para o Ben, um pessoa egoísta, fútil, infantil, falsa, hipócrita, mesquinha, imatura, possessiva... Também percebi pequenas incoerências ao longo do livro, e quando uma coisa não vai bem, os erros parecem ganhar mais importância.
comentários(0)comente

Amanda 05/10/2020minha estante
AVISO: Tem um edição nova desse livro, eu acabei lendo a antiga sem saber disso. Fica a dica para ler o outro.




Luísa 15/06/2017

SIMPLESMENTE MARAVILHOSO E APAIXONANTE
A princesa escondida foi o primeiro livro que li quando entrei no site de leitura online Wattpad.

E foi maravilhoso! Cativante a cada capítulo, não me deixou na mão em nenhum capítulo. Me fez até me atrasar para levar minha filha para escola! ?? Porque li a noite toda. Lembrou muitos momentos da minha vida.

Elisa é uma personagem forte e ao mesmo tempo muito engraçada e que me lembra do meu tempo de menina quando eu ia para o colégio -Olha, que tenho vinte e quatro anos-, as aventuras que ela vive no colégio com as amigas... me lembra de uma época muito especial para mim.

Também se trata de romance, amizades o fim de amizades que as vezes nem sabemos o motivo. Com certeza, lembra muitos leitores

E a criação do enredo é incrível, a história se passa em um país criado nos dias atuais o que é bem interessante. Como eu disse o livro me lembrou muitos momentos da minha vida, inclusive uma delas foi o meu intercâmbio em Londres no ano passado e eu passei por outros lugares como a Alemanha, Polônia e França. E o paía criado me lembra muito, muito a esses lugares, e que se encaixou perfeitamente na Europa!

É uma história envolvente e apaixonante e que a cada passo me vejo na protagonista, sinto o que ela sente, me sinto no colégio de novo. Com certeza, vou comprar o livro físico quando tiver em uma promoção ??
Recomendo demais. Não tem coisas chatas, não tem romance forçado e melhor a história contorna sobre a protagonista e não só de um garoto. E isso é maravilhoso, o que é bom, porque mostra que a história não gira ao redor de um garoto.
comentários(0)comente



VitAria.Argolo 24/07/2017

O mundo precisa ler!
Terminei de lê-lo hoje, mas já tinha lido antes na plataforma da Wattpad e preciso dizer: Uau, vou ler de novo e mil vezes mais se for preciso. Pensa numa história boa e gostosa ler? Tive a sensação de que estava lendo pela primeira vez!

É um livro que prende você desde a primeira linha e te encanta com a maneira que as coisas vão progredindo dentro dele. Os personagens são tão reais, tão humanos que a sensação é que você está lendo o diário de uma pessoa que existe no mundo real, que tudo que está ali aconteceu em Parforce enquanto você estava reclamando da aula de História, uns três anos atrás.

Em certos aspectos, a gente se identifica com a personagem principal e se diverte com seus pensamentos e com as coisas que acontecem no seu dia a dia. Coisas simples, que a gente nem repara muito na nossa própria rotina, tipo acordar atrasado pra escola. Sério, a Elisa poderia ser aquela sua colega de classe que você não repara muito, mas que se fizesse um esforcinho descobriria que é uma pessoa incrível e cheia de potencial.

Esse livro mostra de uma maneira simples e clara que ser princesa é uma responsabilidade grande e exige certos sacrifícios, mas que ao mesmo tempo não exclui da vulnerabilidade aos problemas de uma garota comum.

Está no topo da minha lista de queridinhos e tenho certeza que vai continuar lá por muito tempo. Palmas para a Laura, que escreveu algo tão maravilhoso, e esperemos (ansiosamente) pelos próximos!

♥♥♥♥♥


comentários(0)comente



Nathalia.Sabino 03/08/2017

"E se eu fosse uma princesa em outro planeta? E ninguém deste planeta souber?"
Elisa Pariseau é uma princesa, a terceira na linhagem de sucessão. Só que, tirando a família real (sua família), seu melhor amigo e guarda pessoal Ben e sua ex-amiga Portia, ninguém mais no mundo sabe que ela é uma princesa. Elisa então tem que lidar com as dezenas de dilemas e problemas de uma vida de adolescente carregando o fardo de seu segredo para onde quer que ela vá. E quando sentimentos pelo garoto mais popular do colégio começam a nascer em seu coração, ela percebe que será muito difícil se entregar a um relacionamento quando tem que esconder quem ela é de verdade de todo mundo.

Que história divertida! Acho que essa é a melhor forma de descrever esse livro.

Elisa narra a história através de seu diário, nos inserindo nas profundezas de seus pensamentos, nos fazendo viver junto com ela o dia-a-dia do colégio (maravilhoso!) em que estuda. E aos poucos vamos entendo sua personalidade e o porquê de às vezes ela tomar atitudes um pouquinho (muito) dramáticas e assim vamos nos apegando, nos sentindo sua amiga e vivenciando sua história com mais carinho e empatia.

A escrita da autora é bem jovem, nos fazendo ler super rápido sem nem perceber. Fora todo o capricho da edição, que além de ter um mapa super lindo no começo do livro, lá no fim tem um bônus maravilhoso!

É uma história perfeita para te fazer descontrair, leve e divertida. Já tenho um ship maravilhoso que já está me fazendo arrancar os cabelos! Será que eu posso entrar no livro e falar umas verdades bem óbvias para a Elisa? Quando terminei o livro já queria o segundo em minhas mãos! Precisava saber como as coisas iam se desenrolar!

Recomendo para todos que adoram histórias divertidas, com direto à princesa, guarda gatão e muito, muito drama. Drama daquele tipo em que a gente se diverte muito e torce para que dê tudo certo no fim!

site: https://www.instagram.com/sobre.ler/
comentários(0)comente



Beatriz.Sousa 11/08/2017

Apaixonada por esse livro
Você conhece a Laura Machado, autora do sucesso do Wattpad, “Diário de Uma Princesa Escondida”, que tem mais de 1 milhão de leituras na plataforma?

O livro original do Wattpad recebeu um novo nome para a publicação do livro físico, agora o livro se chama “A Princesa Escondida” e saiu pela Editora Novo Século. E juro para vocês, o livro é lindo e o sucesso é mais que merecido.

Mas vamos falar desse livro lindão? Para a sociedade em si, Elisa Pariseau é uma adolescente normal, que estuda em uma Escola Preparatória para a Universidade (estilo internato, sabe?), mas ela não é quem todos de sua escola imaginam, quer dizer, ninguém sabe além de sua família , dois amigos e alguns empregados. Elisa é na verdade uma princesa, a terceira na sucessão do trono de seu país.

“Estou tão acostumada a não ter muitos amigos, a não dividir a minha vida com os conhecidos e a ficar sozinha. Às vezes, é um pouco ruim, mas é tudo o que eu conheço. Uma vez que souberem quem eu sou, serei constantemente vigiada.”

Até a presente data apresentada no livro, só se te registro da princesa em uma foto com a sua mãe, ainda bebê. O segredo está sendo muito bem guardado durante os 17 anos de vida de Elisa, porém muita coisa está mudando na vida de Elisa e seu segredo está por um fio. Além disso, a imprensa não vê a hora de saber quem é a princesa escondida e como está atualmente.

Elisa não se dá bem mais com a amiga Pórtia, vulgo surucucu: a cobra hahaha, que por sinal fez com que a amizade de Elisa e Ben ficasse bem balançada, Além de tudo isso, a Escola Preparatória tem um blog de fofocas que a própria Elisa tem horror e teme virar mais uma vítima e acabar chamando atenção demais.

Vivendo com o medo de chamar muita atenção e ter seu segredo descoberto, Elisa quase não conversa com quase ninguém, seu círculo de contatos é bem limitado, porém ele começa a se estender quando o garanhão da Escola Matthew começa a se aproximar demais de nossa princesa, se mostrando uma pessoa bem diferente do que todos imaginam.

“Na minha opinião, existem sempre dois tipos de pessoas no mundo. Tem quem prefira chá e quem não consiga viver sem café; quem ame barulho, conversa, multidão, e quem valorize o silêncio. Alguns são sarcásticos, enquanto outros levam tudo a sério. Tem os que gostam de quebrar regras e os que vivem para criá-las. A nossa escola por exemplo, prefere nos separar entre aqueles que nasceram para o sentimento e os que nasceram para o fato.”

Gostei demais do formato do livro, um diário, onde Elisa conta como é sua rotina, o que nos faz sentir muito próximo a ela. Eu ri, fiquei brava e me envolvi demais com a história, tomei raiva de alguns personagens e me afeiçoei a outros, principalmente por um guarda aí, sabe?!

Fiquei encantada com a forma que o livro é apresentado, que acaba fazendo com que a leitura seja muito agradável. Adorei conhecer a vida de uma princesa que sem sequer pode dizer quem é. E sabe mais? O fim do livro te deixa louca para saber como vai ser o próximo, já que Elisa toma uma atitude que eu jamais esperaria, mesmo conhecendo o gênio dessa mocinha.

“Porque sem a escuridão, não conseguiríamos ver a beleza das luzes, não conseguiríamos dar o devido valor ao brilho delas. Sem a escuridão elas não são nada.”

Com capa maravilhosa, separação de capítulos lindíssimas e para melhorar no final tem ilustrações dos looks de Elisa, a sua árvore genealógica e de seus pais.

WhatsApp Image 2017-08-01 at 19.15.15

Estou apaixonada pela história e me sinto agraciada com a parceria e com a oportunidade de ler um livro que é um sucesso. Com toda a certeza entrou na minha lista de favoritos e irei recomendar a todos.

Por Bia Sousa!
comentários(0)comente



Luciana.Sauder 18/08/2017

Esperando o segundo!
Gostei de ler esse livro. Nao é perfeito, mas mesmo assim gostei bastante e estou doida esperando o segundo.
Fiquei apaixonada pelo Ben e ainda estou com a pulga atras da orelha com esse Matt! Rs
Super indico a leitura
comentários(0)comente



Anny K. Alves 18/08/2017

Sobre o meu xodó "A Princesa Escondida"
Vou começar essa resenha dizendo que se você gosta (ou não ? o que é melhor ainda ? mas nada contra) daqueles livros de princesa em que ela é meiga, bondosa, aguenta tudo e todos e cumpri tudo o que mandam ela fazer, este não é um desses livros! Elisa pode ser tudo, menos uma princesa convencional. Para mim, foi uma grande honra (e um desafio) resenhar um livro da Laura Machado. Digo isso porque já li algumas de suas histórias, conheço sua escrita e estar analisando-a como resenhista não é de todo fácil. A escrita da Laura é algo que me encanta muito porque não é aquela coisa forçada, como se estivesse tudo em uma linha reta, sabe? A leitura flui de forma natural, é como se nós mesmos estivéssemos vivendo aquilo que ela escreve, e isso me agrada muito em todas as suas histórias.
A Princesa Escondida ?, na minha opinião, a melhor história da autora, conta a história da minha maravilhosa Elisa Pariseau; uma garota aparentemente normal como todos os jovens de Parforce que vai para uma escola preparatória, estilo internato, antes de ir para universidade. Apenas uma coisa a separa dos outros jovens: ela é uma princesa, e a terceira na linha de sucessão do trono. Único detalhe? Ninguém pode saber! Além de correr o risco de ser descoberta, Elisa tem um longo ano pela frente. Uma melhor amida da qual já não gosta mais, sentimentos novos pelo cara mais Popular da escola, além de ser um alvo para o blog de fofocas do colégio. Porém, o mais complicado talvez seja entender o que se passa entre ela e seu amigo de infância, 9meu amorzinho da vida Ben) agora seu guarda pessoal. Além disso, ela e inscrita, contra sua vontade, numa competição de extrema importância na escola. Já deu pra ver que esse livro promete muitas emoções, heim? E posso afirmar que cumpriu.
Então, o que eu tenho pra falar desse livro? Simplesmente maravilhoso! Para mim é uma alegria sem tamanho saber que nós temos, em nossa literatura nacional uma autora tão talentosa como a Laura. O livro tem uma leitura leve, descontraída em certos pontos, com emoções muito bem dosadas, e o que mais me surpreendeu: originalidade. O universo de A Princesa Escondida é cheio de características próprias, o que deu para perceber que a autora estudou e sabe o que está fazendo. O cuidado na criação deParforce é impecável. No livro nós temos um mapa com todos as cidades, o que dá ainda mais realidade e originalidade a história, além dos pequenos detalhes que torna tudo ainda mais lindo: Na página inicial somos surpreendidos com o brasão da escola que é lindo! Isso tudo são detalhes que eu amo na composição do livro, sem falar dos figurinos no final do livro, né? Lindo demais!
Outra coisa que simplesmente adorei: os personagens. Cara, a Elisa é a personagem mais autêntica, real, cabeça dura e original que eu já vi em toda minha vida. O que dá realidade aos personagens são seus defeitos, além de qualidades, e isso é perceptível em todos. Até o meu Ben tem defeitos, mesmo que sejam mais qualidades hahaha. Mas não é apenas isso. A narração da Elisa em primeira pessoa faz com que realmente sejamos levados para o cotidiano dela, que possamos sentir e viver suas frustações e acontecimentos inesperados. É possível, inclusive, sentir a emoção de tudo que acontece com os personagens como se fosse com nós mesmos. Não é como se eu estivesse inserida, observando ou participando da história, e sim como se fosse a própria Elisa. E fazia um bom tempo que eu não sentia isso. A originalidade da autora quanto a criação de cada personagem da história me surpreendeu muito. Poderia identificar cada um facilmente apenas por um diálogo, e olha que isso é uma coisa muito difícil de se fazer! Só tenho que parabenizar a Laura pela criação de cada um deles; desde a Elisa, o Matthew, Ben, Portia, chloe, April, Jane, Joan e Michelle, Kira, Sebastian, Arabella, Valentina, Frederic e Eleanore, até outros personagens que por agora, não recordo o nome.
Este é um livro que, visivelmente; foi escrito com amor, empenho, estudo e dedicação. É muito bom ter autores como a Laura em nossa literatura e saber que ainda existem escritores que não só escrevam livros para o público juvenil, mas que também se preocupam em entender como deve ser escrito um livro para esse público. Eu, como fã desse gênero, posso dizer que a autora foi muito feliz na construção dessa história. Espero que assim como a mim, ela possa encantar ainda mais pessoas mundo afora.

E se você é assim como eu, gosta de um livro com boas emoções, conflitos adolescentes com muita realidade inserida, personagens que te deixam de cabelo em pé e te trazem em cada página uma emoção nova, corre pra adquirir essa lindeza porque ele está numa promoção IMPERDÍVEL!
Aqui o link, ó:https://www.saraiva.com.br/a-princesa-escondida-livro-1-9722083.html
Também está à venda no próprio site da autora: https://www.parforceinsider.com/shop
E ahhhhhhhhh, o livro também vai estar disponível na bienal e a Laura vai estar por lá do dia 7 a 10 de setembro, se você é do Rio ou vai estar na bienal, não perca a oportunidade de conhecer a autora lá!
comentários(0)comente



Laís 22/08/2017

O primeiro ponto que eu gostaria de destacar nessa resenha é a escrita da autora. Eu me surpreendi muito com a leveza e fluidez do texto. Não deixou a desejar em nada para qualquer YA contemporâneo americano – a narrativa é muito clara e dinâmica. O estilo do livro, em diário, permite que o leitor se aproxime ainda mais da personagem e das suas vivências.

Elisa Pariseau é uma princesa escondida vivendo como uma cidadã comum na Escola Preparatória. Ela está no anonimato porque seus pais gostariam que ela tivesse a chance de viver a normalidade, algo que seus irmãos não puderam.

Elisa é uma menina meio sarcástica, divertida e muito, muito sentimental – assim como a maioria das adolescentes, ela também tem as suas inimizades, grupinhos e o cara que acha digno de capa de revista na escola.

O livro irá contar as aventuras dessa personagem louca, mas muito apaixonante! Os dilemas que ela enfrenta quando pensa sobre a realiza, o seu relacionamento familiar e suas amizades da escola. Como qualquer primeiro livro de uma série, é bastante introdutório – deixa no ar alguns pontos que a autora com certeza irá destacar na sequencia, A Princesa Apaixonada.

Esse livro me levou em uma viagem nostálgica incrível. Me lembrei o tempo todo de O diário da Princesa, não porque as histórias sejam semelhantes, mas porque o sentimento lendo os dois foi o mesmo.

Lembrando que é um infanto-juvenil, por isso todos os aspectos da vida adolescente da princesa podem atingir qualquer garota que esteja cursando o fundamental. E é muito legal que, nessa idade, a gente consiga se identificar com os personagens.

O final me deixou com o coração na mão. Não vejo a hora de ler a continuação!

Se você ta procurando um livro pra presentear um pré-adolescente, acho que essa pode ser uma opção bem bacana!

Outro ponto a destacar nesse livro é a edição. Gente, tá muito linda! Por dentro tem vários detalhes, sem falar na diagramação - que é ótima. Letra grande é bem espaçosa, do jeitinho que todo leitor míope gosta, hahah!

site: https://www.instagram.com/_maniadelivro/
comentários(0)comente



43 encontrados | exibindo 1 a 16
1 | 2 | 3