A Longa Viagem a Um Pequeno Planeta Hostil

A Longa Viagem a Um Pequeno Planeta Hostil Becky Chambers




Resenhas - A Longa Viagem a Um Pequeno Planeta Hostil


180 encontrados | exibindo 1 a 15
1 | 2 | 3 | 4 | 5 | 6 | 7 |


Xabriel 30/06/2020

Um estágio no espaço!
Vai deixar saudade. Que universo incrível! Não esperava muita coisa desse livro, mas fiquei feliz por está equivocado.
Personagens bem construídos com profundidade e relevância, uma leitura fácil que não prende você em termos e conhecimentos complicados obrigado você entender.
A história segue direto ao ponto, mostrando nas camadas um reflexo em paralelo com a atualidade, a qual nos encontramos, tendo uma abordagem orgânica, que não tenta forçar sua real motivação, fortalecendo sua narrativa com todas as possibilidades propostas na história, formando para o leitor uma imaginação de outra escala, tornando tudo bem próximo da realidade.
Anne 30/06/2020minha estante
Tá na minha lista ?


Xabriel 01/07/2020minha estante
Recomendo ???


Fanny 01/07/2020minha estante
Que bom que gostou!!!! Achei que não iria ver nem tão cedo a recomendação! Hhahha Eu amei o segundo mais ainda!


Fanny 01/07/2020minha estante
Esse livro é muito perfeito ? ?A vida compartilhada em uma admirável orbita fechada? foca na história de lovelace a IA. Nesse ela foca bastante na construção das personagens no livro! Mas é muito incrível a criatividade dessa mulher!!!! ???


Wardson 02/07/2020minha estante
É um livro pra vida!


Xabriel 02/07/2020minha estante
Concordo com você.




Dani do Book Galaxy 19/05/2020

Como falar sobre diversidade, família e pertencimento e ainda assim divertir? Num sci-fi, claro!
Uma das coisas que mais gosto do gênero de sci-fi é que ele permite que autoras brilhantes como a Becky Chambers usem o máximo de sua imaginação, sem nenhum limite. E o que acaba acontecendo quando esses autores se libertam dessa forma é que eles nos presenteiam com raras obras como "A longa viagem a um pequeno planeta hostil".

A despeito do título gigante (e que eu sempre fico com preguiça para falar), eis um livro que me deixou bastante confortável durante sua leitura. Apesar de se tornar um pouco arrastada em alguns pontos aqui e ali, a narrativa de Becky Chambers é tranquila, de linguagem fácil, divertida e bastante descritiva.

Sua característica descritiva, aliás, acaba por ser tanto o ponto mais forte do livro como também o único ponto de atenção, que me fez classificá-lo como quatro estrelas e meia ao invés de cinco.
Muito bem escrito, conforme mencionei, o livro tem um desenvolvimento intenso de personagens. Assim, temos muitos detalhes das diferentes espécies alienígenas e as histórias de cada um. Algumas cenas me lembraram de O Guia do Mochileiro das Galáxias e até de Star Wars, sci-fis célebres que exploram com intensidade o relacionamento e interação interespécies.

Assim como Douglas Adams nos oferece em suas obras detalhes sobre os diferentes tipos alienígenas que possivelmente encontraríamos na galáxia, Becky Chambers também foi pelo mesmo caminho, nos oferecendo uma pluralidade cultural extremamente rica.

Tal multiplicidade de espécies permitiu que a autora as explorasse como quisesse para tratar, de maneira criativa, as questões sobre diversidade, respeito e intolerância entre elas, bem como os diferentes relacionamentos encontrados na galáxia. Afinal, a autora propõe uma realidade onde existem dezenas de milhares de seres diferentes que interpretam o Universo à sua maneira, respeitando suas próprias crenças, cultura, instintos e modo de vida.

Outro aspecto clássico dos maiores títulos de ficção cientifica, abordado pela autora neste livro, foi a Inteligência Artificial - e declaro, aqui, que este foi meu ponto preferido de toda a história. Confesso que eu gostaria que a autora explorasse o assunto ainda mais aqui (e fiquei extremamente satisfeita em descobrir que a continuação do livro aborda justamente este aspecto), pois ela o trata com bastante propriedade e de uma forma que tocou meu coração.

Por falar em tocar o coração, uma sensação persistente em cada página do livro é a de acolhimento. Descrevendo a nave Andarilha como um grande lar, onde cada tripulante (por mais diferente que seja) compõe uma família, a sensação que se tem, ao estar a bordo nela, é que você, leitor, também pertence a este ninho. É engraçado como um livro consegue nos transmitir isso com apenas palavras; mas é o que acontece.

Dito isso, a história em si parece que não evolui muito. De fato, este não é um livro onde acontecem muitas coisas; é um livro onde o desenvolvimento e, principalmente, o relacionamento entre as personagens é o foco. A leitura, apesar de extremamente prazerosa e capaz de me despertar diferentes emoções em muitas passagens, demora um pouco para evoluir e, em alguns momentos, eu sentia que tinha lido umas 300 páginas, mas sem sair do lugar na linha do tempo da história.

Esse aspecto mais lento do livro poderia soar até como algo ruim, mas não é. Para mim, foi uma experiência rica e emocionante, e gostei de ver esse aspecto mais delicado sobre os diferentes tipos de amor e relacionamento em um livro sci-fi.
É uma história que expandiu meus horizontes e minha mente, e me fez me questionar sobre os julgamentos que fazemos, mesmo que inconscientemente, ao olhar para as pessoas. O quê, em meio a tudo o que vemos em seu exterior, conseguimos apreender sobre elas e que de fato é real? Como podemos julgá-las só pela aparência, seu modo de falar ou andar, sem nem mesmo conhecer seu passado, crenças, sua bagagem?

Uma das mensagens que mais me marcou foi a de que, para nos conheceremos e entendermos nosso lugar no Universo, precisamos ter o coração aberto e olharmos mais ao nosso redor - e menos para nós mesmos.
comentários(0)comente



vi 28/06/2020

Em uma realidade onde os humanos vivem em marte e a terra ficou arruinada; onde os seres de outros planetas são comuns; onde a guerra está em muitos lugares; onde é preciso superar as diferenças para aprender a viver em harmonia.
Esse livro conta a história de Rosemary, que embarca para trabalhar em uma nave com o objetivo de esquecer o seu passado e construir um novo futuro; criada em uma colônia marciana, agora ela precisa sair do lugar onde foi criada e se aventurar entre as galáxias.
Uma história que fala sobre a família, a perda, a amizade, a empatia, e as nossas diferenças. Apesar do livro não ser longo, a narrativa é bem lenta, mas, a história é bem gostosa, narra o cotidiano dessas pessoas, de modo que nós nos colocamos no lugar delas.
comentários(0)comente



Vinicius.Jorge 27/02/2020

Maravilhoso! Sensacional! Espetacular!
Esta obra é uma experiência, uma arte valiosa!

Considero que este livro é sobre construção de personagens, todos eles são bem construídos e profundos. A tripulação do Andarilha vai sendo apresentada aos poucos, inicialmente é complicado saber quem é quem, devido a terem muitos, porém, quando os arcos de cada um começam a ser contados, passamos a poder diferenciá-los entre si e entender suas complexidades conhecendo todos ali. É tudo muito real e os personagens são muito cativantes, no fim percebi que acabei gostando de todos, sem exceção.

No começo do livro ficamos ávidos por mais informações sobre esse universo tão vasto, mas, depois de um certo tempo, deixa de ser algo tão importante assim. Não me entendam mal, é lógico que é legal ter explicações e informações, entretanto, elas já não importam muito, não tem como saber tudo sobre todas as espécies, culturas, mundos, conflitos, etc. É como se fossemos transportados para ele, tamanho o poder de imersão. No início pensamos que não vai dar para explicar direito, porém, ficamos tão absortos que parece que é o seu próprio mundo, que tem coisas que você sabe e coisas que não sabe.

Senti que o livro parte da premissa que você já conhece o universo dele, palavras são ditas e não explicadas imediatamente, vamos entendê-las um pouco depois. Quanto ao enredo tinha lido que não acontecia muita coisa nesse livro, particularmente discordo, acontecem coisas na medida certa. Esta obra é para ser lida devagar, saboreando, aproveitando… ele é lento sim, mas, temos de entender que não é um livro de revoluções, guerras, governos ditatoriais, essas coisas. É um mundo bem estável (dentro do possível) como se fosse um universo real de verdade, com todas suas questões e complexidades.
comentários(0)comente



xoliandris 03/06/2020

Eu não gosto de histórias que se passam no espaço e que trabalham com muita informação de uma vez só, então essa leitura foi arrastada e cansativa, dados seus capítulos e parágrafos enormes. Mas é muito interessante como a autora trata as questões sociais como gênero, sexualidade, racismo, religião e talvez outras coisas que eu tenha deixado passar de um jeito diferente e divertido, inserindo os humanos entre outras espécies de costumes e línguas diferentes. A forma com que as diferenças linguísticas e questões de comunicação são mostradas nesse livro é incrível e, se não fosse esse ponto, eu não teria insistido nele.
comentários(0)comente



Paty || @papodeleitora 19/02/2020

Já quero o próximo...
Com temas como xenofobia, diferenças culturais e relações interespécies, o livro foi uma grata surpresa. E quero muito ler o próximo volume. ?
comentários(0)comente



Cacau 06/03/2020

Incrível.
Todo o enredo é maravilhoso, e a forma como os personagens, as culturas, os lugares são apresentados, eu sinto vontade de estar lá com eles. Jogar os jogos do planeta natal com a Sissix, comer a comida do Dr. Chef, separar porcas e parafusos com o Jenks e a Kizzy e tudo mais. No final consegui gostar realmente de todos os personagens, mesmo que algumas atitudes não foram tão certas assim...
É, isso. Esse livro é o que é.
comentários(0)comente



Gio 05/06/2020

Perfeito
Com certeza merece 5 estrelas
Foi um livro muito bem feito, com personagens incríveis e que instigam a imaginação
Pensar que algo assim um dia pode acontecer ainda torna a história muito mais interessante
Ficção e possibilidades é do que esse livro está cheio
Apesar de ter demorado a ler (algo que não teve nada haver com a história em si, e sim com a minha forma de leitura atualmente)
Becky mereceu o prestígio e o prêmio ganho por essa obra.
comentários(0)comente



giurassica 05/07/2020

ainda estou conhecendo esse gênero, mas esse livro é simplesmente incrível! me fez pensar sobre gênero, espécies, cultura e a forma como as pessoas se relacionam umas com as outras. o universo é muito bem construído, assim como os personagens, que parecem ser pessoas reais. com certeza um dos meus livros favoritos!
comentários(0)comente



Bart 14/06/2020

A Longa Viagem a um Pequeno Planeta Hostil
*Beck Chambers*
.
Editora: DarkSide Books
352 pág, 2017.
.
Eu digo logo que na época em que vi esse livro, a capa me ganhou logo de cara! Kkkkkkkk não vou mentir! E o livro é uma surpresa, a autora tem uma criatividade absurda, e não é uma coisa desmedida, ela se fundamenta nos padrões de comunicação entre espécies isso é o mais incrível, os costumes, a intercomunicação de raças alienígena diferentes, com certeza ela também assistiu muito ao National Geographic, fora os pais os pais dela (vide foto).
.
Na trama Rosemary conseguiu uma vaga na tripulação da nave Andarilha, (calma) a função dessa nave é criar pontes interspaciais, p/viagens intergalaticas muito distantes (buracos de minhoca). Até que aparece a chance de um trabalho muito rentável nesse planeta hostil, criar uma ponte p/navegação nesse sistema que passa por tensões de conflitos.
.
O livro é o título ?, e através de Rosemary vamos conhecendo a tripulação (multi espécie), e como ela lida com um segredo que ela traz de seu passado em Marte... basta ler p/saber!!
De novo, como as comunicações são descritas, p/mim foi "o recheio de doce de leite do bolo"!!
Livrão, gostei muito e vou p/continuação!!
.
NÃO ESQUEÇA DE LAVAR AS MÃOS!!
comentários(0)comente



Érico 17/03/2020

Já começa bem pela capa
Muito bom esse livro. Uma ficção científica bem elaborada, sem "barrigas". Já começa bem pela capa (dura, aliás), simples mas muito bonita. A construção dos personagens flui muito bem, as descrições são detalhadas sem ser exageradas, é um livro que a gente lê pensando duas coisas: (1) quando sai o próximo livro (2) vão fazer o filme?
Aliás, o "próximo livro já saiu faz tempo, eu já li e espero o terceiro...
Já o filme, não sei!
comentários(0)comente



Victor 23/04/2020

Ashby, vc tem a melhor tripulação de todo o universo!!
Leiam esse livro!
Pelamordedeus leiam esse livro!
comentários(0)comente



ouroboros 27/04/2020

Incrível.
Estou impressionado.

É um livro de ficção único.
Gostei muito de como as pequenas histórias, tocantes, de cada personagem são apresentadas, como pequenos contos. E tão real, mesmo não sendo.

E cada situação cotidiana na nave mostra lições importantes sobre como os humanos poderiam ser, no futuro.

Lembra um pouco jornada nas estrelas e algumas outras obras otimistas sobre o futuro, sobre as lições de respeito entre uma tripulação heterogênea, outras formas de cultura, direitos humanos (mesmo para não humanos), uma sociedade sem preconceito racial (religioso, cultural, sexual...). Há no livro uma breve mas inteligente discussão sobre uma Geopolítica interplanetária.

O livro é quase uma spaceopera, mas sem aquele apelo de ação, lasers e heroísmos da tripulação, ou soluções de ultima hora que salvam a todos.

Aliás, a tripulação no livro da Chamber é bem frágil, deixando mais singela e bonita a história.

Espero que a humanidade realmente caminhe a ser mais como Ashby.
Carol 28/04/2020minha estante
Esse livro toca o coração da gente


mirella galdino 01/05/2020minha estante
Vou ler este mês :)




spoiler visualizar
comentários(0)comente



Gabriela 30/09/2018

De fato, não passa de uma longa e enfadonha viagem para um planetinha
Este foi o livro que veio na malinha de setembro/2017 do Turista Literário. Foi uma mala bem recheada e legal. Além disso, o livro é da Darkside, então isto quer dizer que o projeto gráfico é espetacular. É realmente um livro lindo, portanto, é com muito pesar que comunico-lhes que o conteúdo não faz jus à beleza.

Sério, gente, que livro chato!!! O título longo já é um indício da eterna enrolação que temos neste livro. De fato, não passa de uma longa e enfadonha viagem para um planetinha e pronto. A coisa mais interessante do livro é já no finalzinho, quando chegam no tal planeta, mas foi tão rápido que não deu nem para me divertir e as implicações do que aconteceu só serão descobertas no próximo livro, eu presumo.

Sinceramente, a história que autora tinha para contar é quase inexistente, mas os temas que ela queria abordar eram infinitos, então ela simplesmente saiu criando um personagem para cada coisa que queria nos "ensinar". É racismo (especismo, no caso, já que se tratam de seres de diferentes planetas e espécies), orientação sexual (aqui temos um exemplo de cada orientação possível), feminismo, guerra, ambientalismo, entre outros. Enfim, eram tantos discursos intermináveis e clichês sobre preconceito, que deu foi raiva, em vez de ser algo positivo.

Duas pessoas da tripulação não podiam conversar sem que a autora nos brindasse com uma aula sobre algum tipo de preconceito. Ela poderia ter se focado em um tipo de preconceito por livro, por exemplo, e falado sobre isso em situações pontuais, mas marcantes do livro, e não a toda hora. Acabou que ficou claro que ela não tinha uma história para contar, e sim lições de moral para dar, e as situações da história foram inventadas com o simples propósito de abordar um novo tema.

Então, a longa viagem tem umas paradas em alguns planetas e a nave também é abordada, inclusive por saqueadores, mas tudo é só para dar uma lição de moral, não gera um conflito que sirva de combustível para a história. É tudo prontamente solucionado, todo mundo é bem resolvido, sem preconceitos, e até os ladrões são bonzinhos.

Enfim, se você está esperando uma alucinante história de ficção científica, pode procurar em outro livro. Este aqui é só uma interminável lenga-lenga sobre a história e os costumes de diferentes espécies do universo, com um breve acontecimento nos 45 minutos do segundo tempo, que talvez sirva para termos uma história de verdade no segundo livro. Mas eu não pretendo me arriscar a ler outra coisa dessa autora para saber se é verdade.

site: https://bibliomaniacas.blogspot.com/
Noeli 07/05/2020minha estante
Concordo 100% com tudo o que você escreveu! Também achei muito chato! :(




180 encontrados | exibindo 1 a 15
1 | 2 | 3 | 4 | 5 | 6 | 7 |