As Chances Que a Vida Dá

As Chances Que a Vida Dá Quitéria Vargas




Resenhas - As Chances Que a Vida Dá


2 encontrados | exibindo 1 a 2


Blog De Bem Com a Leitura 21/08/2017

Beatriz é uma jovem que aprendeu muito cedo as dificuldades da vida. Ela teve a infância roubada e ainda criança passou a acumular feridas na alma. Beatriz é moradora do Complexo do Alemão e vive uma triste realidade das favelas do Rio de Janeiro. Sua mãe, infelizmente, vive em completa negligência com os seus filhos e Beatriz é quem precisa assumir a casa e cuidar dela mesma, dos irmãos, da mãe e dos namorados da mãe.

A mãe de Beatriz nunca se importou com os filhos e os deixava largados, passando necessidades. Ela era casada com um vagabundo e estava presa a um relacionamento abusivo, agia como se a sua vida dependesse dele. Os filhos presenciaram coisas que criança alguma deveria imaginar, como agressões e cenas de cunho sexual protagonizadas pela mãe e pelo padrasto (Que não paravam ao notar a presença das crianças).

Por volta dos onze anos, Beatriz começou a beber, a frequentar bailes funk pelas madrugadas e logo percebeu que o seu corpo - não totalmente desenvolvido, afinal, ainda era uma criança - chamava atenção dos homens. A sua fama no morro era péssima e os boatos que corriam eram deploráveis, mas logo se tornariam verdade.

Sentindo a barriga doer de fome e vendo os seus irmãos na mesma situação, Beatriz começou fazer favores sexuais para um velho pedófilo em troca de dinheiro e coisas para dentro de casa. Alheia a essa situação, a mãe não queria saber de onde vinha o dinheiro, só queria saber de comer e aproveitar a vida ao lado do marido (depois, ao lado dos namorados).

Com o passar dos anos, Beatriz começou a trabalhar como garota de programa. Sua adolescência foi tão sofrida quando a sua infância. Ela passava as noites fazendo programas, se sujeitando a todo tipo de coisa, atendendo aos mais sórdidos desejos de seus clientes. Todo o dinheiro que ganhava era para dentro de casa. Beatriz era uma adolescente que carregava um fardo muito pesado.

Sem se iludir com as promessas feitas, ela seguia com o seu caminho. Mas Beatriz teve dois clientes que foram especiais e chegaram a balançar um pouco o coração quebrado dela. Com um deles ela acabou se envolvendo em um crime e foi cúmplice de assassinato. Com o outro, ela começou a viver um sonho... até o momento em que acordou e se deparou com uma situação desesperadora, sem ter ideia de como sair dela.

Leia mais no link > http://vocedebemcomaleitura.blogspot.com.br/2017/08/resenha-as-chances-que-vida-da.html

site: www.vocedebemcomaleitura.blogspot.com.br
comentários(0)comente



Miry 17/12/2018

Bom porém não tanto
Passei por altos e baixos com essa história, onde vc tem a sensação de estar lendo uma biografia de uma ex-garota de programa. A história começa no Rio de Janeiro e seus arredores com Beatriz que nasceu e cresceu no complexo do alemão e vai desbravando o Rio de Janeiro até acabar na prostituição. O livro relata a história dela desde os tempos de curtição até acabar na prostituição pra sustentar a família.

Num determinado ponto a história se arrasta e não avança pra lugar nenhum pq são páginas e mais páginas da mesma coisa. Depois acontece algumas reviravoltas na vida de Beatriz que ela acaba parando na França.

As atitudes da personagem se contradiziam a todo momento. E ficou uma ponta solta gigante na história que não teve um final convincente. O livro não é de todo ruim, mas vc precisa de paciência pra ler até o final e não se irritar com algumas coisas que a Beatriz faz.
comentários(0)comente



2 encontrados | exibindo 1 a 2