Mulheres Sem Nome

Mulheres Sem Nome Martha Hall Kelly




Resenhas - Mulheres Sem Nome


108 encontrados | exibindo 1 a 16
1 | 2 | 3 | 4 | 5 | 6 | 7 |


Julia 17/07/2021

Esse livro é absolutamente perfeito. Eu gosto muito de livros que contam a narrativa sob diferentes perspectivas de personagens diferentes, e ainda pegando personagens reias foi um absurdo de incrível de se ler.
comentários(0)comente



Neidinhap 15/07/2021

Impactante por ter sido real...
Mulheres sem nome é mais uma história sobre a temática de guerra, porém com personagens que foram reais..
Fala sobre Caroline Farraday uma americana que foi muito importante nas obras filantrópicas em sua ajuda às mulheres e crianças na época da segunda guerra mundial...
Herta Oberhouser, uma médica que participou de experimentos no campo de concentração Ravensbruck..
E Kesia e Zuzanna que são inspiradas em duas mulheres que foram presas nesse mesmo campo de concentração e vítimas de experimentos hediondos..
História forte e impactante sobre a natureza desumana de uma época bastante cruel da história mundial..
comentários(0)comente



spoiler visualizar
comentários(0)comente



Luísa 10/07/2021

É HORRÍVEL
Falta informações, personagens aparecem e somem do nada, pessoas aparecem e não são apresentadas hora nenhuma. A história é interessante, mas a escrita da autora deixa ela cansativa e parada. Deis 1 estrela e meia por conta do final que foi mais interessante que o resto da história, porém demorou muito para chegar nesse ponto e ainda senti falta de várias informações no fim.
comentários(0)comente



Hed 25/06/2021

Um livro essencial, pode-se dizer
A história dessas três mulheres, que acompanhamos em capítulos específicos de cada uma, é intensamente tocante.
A ansiedade, o terror, o medo, a vontade de crescer na carreira custe o que custar, a adoração inexplicável a um governo sádico...
Cada capítulo nos faz sentir emoções diferentes, sempre com muita indentidade.
Caroline, Herta e Kasia, vocês me marcaram profundamente, com toda certeza do mundo.
comentários(0)comente



Tatiana Brandão 18/06/2021

Uma nova visão
Livro excelente que traz a visão e experiência de 3 mulheres sobre a segunda guerra mundial. Vidas que foram afetadas e que não constam nos livros de história. Muito bom!!!
comentários(0)comente



spoiler visualizar
comentários(0)comente



Heb 14/06/2021

??
??Sem dúvidas um dos melhores livros que li este ano. Mulheres sem nome definitivamente é um livro que nos marca de várias formas. Nos faz olhar tudo com outros olhos, entender e valorizar o lugar da mulher no mundo e na nossa história.
??Baseado em fatos reais, ele retrata histórias de dor e de superação. Histórias de mulheres guerreiras, muitas que estão no anonimato até hoje. Nos mostra a dor e a destruição que a guerra pode causar.
??O livro é riquíssimo em detalhes. Houve momentos que tive que parar a leitura e refletir sobre os acontecimentos. Me emocionei, me revoltei.
Três histórias, três mulheres, três visões de um mesmo acontecimento: A guerra e tudo que ela traz e as marcas que deixa.
comentários(0)comente



Patrícia Emydio 10/06/2021

Ainda estou me recompondo...
Sabe aquele livro que, mesmo depois de você ter terminado, ainda te dar arrepios? Foi isso que me aconteceu depois de ler Mulheres sem nome da Martha Hall Kelly!
Inspirado em personagens reais da Segunda Guerra Mundial, a história narra o sofrimento e a luta de mulheres que viveram no holocausto e de como suas vidas mudaram completamente.
Os capítulos são intercalados entre os relatos das personagens Caroline, Herta e Kasia que acabam tendo suas vidas cruzadas.
Esse é o terceiro livro com temática da guerra que leio, e posso falar com toda a certeza que foi o que mais me comoveu.
História forte, sofrida e envolvente, Mulheres sem nome foi com certeza mais um favorito desse ano!
comentários(0)comente



Lia 29/05/2021

Forte
Me deixou coisada das ideias, em vários momentos tive que fechar o livro pra respirar fundo. Ler sobre os campos de concentração e relatos da segunda guerra é sempre muito forte... adorei muito conhecer a história da Caroline... e nem tanto da Herta, quis entrar dentro do livro e socar essa criatura nojenta inúmeras vezes.
comentários(0)comente



Laís 12/05/2021

Aprender através da ficção: a vida não é um conto de fadas!
“Mulheres sem nome”, de Martha Hall Kelly, nos faz pensar nas tantas mulheres que padeceram sob as crueldades do holocausto.
Esse romance histórico retrata o período histórico da segunda guerra mundial, tendo com espaço da narrativa Estados Unidos, França, Alemanha e Polônia. Dentro desse espaço “amplo”, temos o foco no campo de concentração (ou de “reeducação” como era chamado) de Ravensbrück só para mulheres.
Partindo desse tempo e desse espaço, temos as histórias de três mulheres, Caroline, Kasia e Herta, cujas histórias se cruzam em determinado momento.

Martha Hall Kelly intercala os capítulos de cada uma das personagens, fazendo-nos ter contato com perspectivas diferentes a respeito de um mesmo momento histórico.
Nós vemos mulheres extremamente fortes que, mesmo expostas às situações mais indignas e violentas, conseguem resistir, conseguem até brincar, sorrir, imaginar um fim honrado, já que suas vidas podem estar nas mãos de pessoas abomináveis.
Nós vemos como toda uma mentalidade pode ser disseminada e comprada por pessoas “aparentemente” de bem (Chega a arrepiar!).
Nós vemos como que há pessoas que são genuinamente bondosas e doam sua vida e seus esforços pelos outros.
Quanto aprendizado retirado de um livro tão bom de ler, apesar de duro pela realidade que apresenta.

Eu gosto muito de aprender sobre o que aconteceu através da ficção. Quando comento o que estou lendo, sei que nem todos entendem “por que ela lê coisas que a fazem chorar, sentir raiva, angustia?” Eu acho que leio, porque quero aprender sobre o ontem, para ser melhor hoje... acho que é sobretudo importante para eu me melhorar. E isso é doloroso mesmo, mas acho que é o mínimo que posso fazer. A vida não é um conto de fadas!
comentários(0)comente



Gabi 27/04/2021

Maravilhoso!!!
Eu adoro ler sobre a guerra, por mais sofrida que seja, são leituras que sempre agregam algo à minha vida. Empatia e gratidão pela vida que levo são os principais.

Nessa história temos três protagonistas: Caroline, americana que trabalha no consulado da França em NY. Kasia, jovem polonesa. Herta, uma médica alemã.

Cada capítulo é narrado por uma delas e, só por isso, esse livro já pode ser considerado único!

Caroline, uma mulher de coração enorme, que doa seu tempo e dinheiro em prol de crianças órfãs na França. A guerra começa e seu trabalho se intensifica.

Kasia, uma jovem cabeça dura, muito difícil de se lidar e teimosa. A guerra começa e seu sofrimento também.

Herta, tornou-se médica com muita determinação. Lidou com pessoas abusivas e o preconceito de ser mulher na medicina. A guerra começa e uma oportunidade de emprego em um "centro de reabilitação para mulheres polonesas" lhe atrai.

A história dessas mulheres se entrelaçam.

Difícil, brutal, emocionante. Único!

Amei e recomendo à todos!
Lyne 29/04/2021minha estante
Sua avaliação só me deu mais vontade de ler esse livro. Parece maravilhoso mesmo, um livro edificante. Já há um tempo que ele tá na minha lista.


Gabi 30/04/2021minha estante
Lyne, leia assim que puder. Ele fez aniversário na minha estante antes que eu pegasse para ler. Me arrependi de ter demorado tanto. É maravilhoso!!!


Ane 30/04/2021minha estante
Tem dois anos que planejo ler esse livro. Depois de sua resenha, vou acelerar definitivamente a aquisição do meu, para ler este ano.




Camila 19/04/2021

Doses de veracidades torturantes
Ouvimos tanto falar sobre as histórias de Auschwitz que acabamos nos esquecendo que, em outros lugares, inúmeras pessoas - no caso de Ravensbrück especialmente mulheres - eram submetidas a outras tantas barbaridades.
"Mulheres sem nome" é um livro pesado, triste, baseado em histórias de mulheres reais. Ele me despertou o interesse por buscar mais sobre as Coelhas e me desolou no sentido de que, para mim, é difícil de acreditar que tudo isso foi real, que a maldade humana é capaz de chegar a um nível desses.
Por outro lado, a linguagem do livro e a maneira com que as personagens foram reconstruídas não me convenceu, o único ponto negativo do livro. Temos mulheres de diferentes culturas do ano de 1939 que interagem entre si e com os homens como se fossem mulheres do ano de 2017, ano em que a autora escreveu o romance. Os diálogos são muito atuais, mas não de uma maneira boa. Para mim, descredibilizou um pouco a história e como deve ter sido a personalidade dessas mulheres, afinal, são mulheres do ano de 1939, não tinham tanta liberdade para falar o que quisessem com os homens e nem mesmo entre elas.
No geral, é um livro que recomendo, mas só para quem está disposto a ser submetido a doses de veracidades torturantes.
comentários(0)comente



Gabriela 19/04/2021

Não é só um livro de guerra...
Esse livro é muito mais que uma história da segunda guerra mundial. Claro que a gente fica até nauseante com alguns relatos apavorantes do tratamento que alguns personagens tem, mas a autora sabe bem como conduzir a escrita intercalando a história das personagens. Chega um período do livro que o coração fica quentinho. É um livro feminista sem ter esse cunho principal. Mas da pra perceber a importância das mulheres se unirem pra ajudar uma as outras. Tanto no período da guerra quanto depois.
comentários(0)comente



Aline 12/04/2021

O fato de ser uma história real, com personagens reais faz com que os sentimentos despertados em nós sejam mais fortes.

Que essas guerreiras jamais sejam esquecidas.
comentários(0)comente



108 encontrados | exibindo 1 a 16
1 | 2 | 3 | 4 | 5 | 6 | 7 |