Mulheres Sem Nome

Mulheres Sem Nome Martha Hall Kelly




Resenhas - Mulheres Sem Nome


153 encontrados | exibindo 1 a 16
1 | 2 | 3 | 4 | 5 | 6 | 7 |


Gabi 27/04/2021

Maravilhoso!!!
Eu adoro ler sobre a guerra, por mais sofrida que seja, são leituras que sempre agregam algo à minha vida. Empatia e gratidão pela vida que levo são os principais.

Nessa história temos três protagonistas: Caroline, americana que trabalha no consulado da França em NY. Kasia, jovem polonesa. Herta, uma médica alemã.

Cada capítulo é narrado por uma delas e, só por isso, esse livro já pode ser considerado único!

Caroline, uma mulher de coração enorme, que doa seu tempo e dinheiro em prol de crianças órfãs na França. A guerra começa e seu trabalho se intensifica.

Kasia, uma jovem cabeça dura, muito difícil de se lidar e teimosa. A guerra começa e seu sofrimento também.

Herta, tornou-se médica com muita determinação. Lidou com pessoas abusivas e o preconceito de ser mulher na medicina. A guerra começa e uma oportunidade de emprego em um "centro de reabilitação para mulheres polonesas" lhe atrai.

A história dessas mulheres se entrelaçam.

Difícil, brutal, emocionante. Único!

Amei e recomendo à todos!
Fairyne 29/04/2021minha estante
Sua avaliação só me deu mais vontade de ler esse livro. Parece maravilhoso mesmo, um livro edificante. Já há um tempo que ele tá na minha lista.


Gabi 30/04/2021minha estante
Lyne, leia assim que puder. Ele fez aniversário na minha estante antes que eu pegasse para ler. Me arrependi de ter demorado tanto. É maravilhoso!!!


Liliane 30/04/2021minha estante
Tem dois anos que planejo ler esse livro. Depois de sua resenha, vou acelerar definitivamente a aquisição do meu, para ler este ano.




cbarbugiani 11/03/2021

Intenso
O assunto realmente é dos mais relevantes e mexe com meus sentimentos. Achei intenso, mas ainda assim não foi o Ó não.
Bom!
comentários(0)comente



Milleprale 06/08/2020

Um livro realmente chocante!!! Que traz histórias realmente perturbadoras. Aborda o holocausto de diversos pontos de vista, assim proporcionando uma experiência mais ampla sobre a vivência da época.
Com certeza um livro que vale a pena ser lido!!
comentários(0)comente



Acsa Micaela 19/12/2020

Mulheres sem Nome
Extremamente válido conhecer todas as mulheres e suas histórias citadas nesse livro.
comentários(0)comente



Heb 14/06/2021

??
??Sem dúvidas um dos melhores livros que li este ano. Mulheres sem nome definitivamente é um livro que nos marca de várias formas. Nos faz olhar tudo com outros olhos, entender e valorizar o lugar da mulher no mundo e na nossa história.
??Baseado em fatos reais, ele retrata histórias de dor e de superação. Histórias de mulheres guerreiras, muitas que estão no anonimato até hoje. Nos mostra a dor e a destruição que a guerra pode causar.
??O livro é riquíssimo em detalhes. Houve momentos que tive que parar a leitura e refletir sobre os acontecimentos. Me emocionei, me revoltei.
Três histórias, três mulheres, três visões de um mesmo acontecimento: A guerra e tudo que ela traz e as marcas que deixa.
comentários(0)comente



Lu 05/01/2021

Esse livro acabou comigo
"Mulheres sem nome" de Martha Hall Kelly, foi com certeza, a melhor leitura para iniciar 2021. Não posso falar muito, pois sou suspeita, amo livros com as temáticas das grandes guerras, com mulheres fortes, ficção e realidade se misturando e um bom drama. Para mim esse livro foi, com toda certeza, um prato cheio.

O livro é dividido em duas partes, a primeira traz os relatos do início da segunda guerra mundial. Somos apresentados a três mulheres extremamente diferentes: Caroline Ferriday (real), Herta Oberheuser (real) e Kasia (fictícia). Caroline foi uma socialite americana que prestava serviços voluntários auxiliando os franceses que fugiam para os EUA durante a guerra.
Herta foi uma médica (a única mulher) alemã que trabalhou para o partido Nazista, e que foi designada a trabalhar no campo de concentração de Ravensbruck.
Kasia é uma jovem polonesa que vê seu país sendo invadido pelos Nazistas e acaba sendo presa e enviada a Ravensbrück.
O livro é narrado pela visão dessas três mulheres, que trazem com elas seus dramas pessoais, profissionais, medos e esperanças.
A segunda parte mostra como a vida dessas mulheres continuou após o final da guerra, com relatos emocionantes (e revoltantes) que dão ao leitor uma boa reflexão sobre os limites dos seres humanos. Vale ressaltar que as histórias se entrelaçam de formas bastante diferentes, mas muito bem escritas.

Ravensbruck foi um campo de concentração exclusivo para mulheres, para lá foram mandadas: judias, ciganas e presas políticas de vários países. Foi lá que a personagem real Herta Oberheuser, juntamente com a equipe de medicina nazista, operaram milhares de mulheres com o intuito de fazer experimentos. Essas mulheres ficaram conhecidas como coelhas.
O livro mostra de forma bastante detalhada esses terríveis experimentos, e por diversas vezes me perguntei se a maldade humana teria limite. A resposta que encontrei foi um sonoro não que ecoa até hoje em mim.
Em contrapartida temos a incrível Caroline Ferriday que com a ajuda de muitas pessoas auxiliou diversas vidas daqueles que fugiam ou eram libertados da guerra. O que me trouxe a segunda grande reflexão: se não existe limite para a maldade, não há também limite para a bondade e caridade humana.
Chorei muito lendo o livro, e parabenizo Martha Hall Kelly por construir uma narrativa tão íntima e profunda.
Para os sensíveis vale repensar a leitura.

Esse é certamente um livro que precisa ser lido, pois nos traz uma boa descrição histórica com vários fatos que muitas vezes não aprendemos na escola.
Natalia.Alagia 05/01/2021minha estante
Perfeito este livro!




Patrícia Emydio 10/06/2021

Ainda estou me recompondo...
Sabe aquele livro que, mesmo depois de você ter terminado, ainda te dar arrepios? Foi isso que me aconteceu depois de ler Mulheres sem nome da Martha Hall Kelly!
Inspirado em personagens reais da Segunda Guerra Mundial, a história narra o sofrimento e a luta de mulheres que viveram no holocausto e de como suas vidas mudaram completamente.
Os capítulos são intercalados entre os relatos das personagens Caroline, Herta e Kasia que acabam tendo suas vidas cruzadas.
Esse é o terceiro livro com temática da guerra que leio, e posso falar com toda a certeza que foi o que mais me comoveu.
História forte, sofrida e envolvente, Mulheres sem nome foi com certeza mais um favorito desse ano!
comentários(0)comente



spoiler visualizar
comentários(0)comente



Mariana 11/03/2022

Arrebatador
Quero começar elogiando o incrível trabalho de pesquisa da autora para escrever esse romance, já que ele é baseado em pessoas e em fatos históricos reais. Em seguida quero enaltecer seu trabalho em construir as personagens complexas e humanas, cheias de qualidades e defeitos, inseguranças e coragem, sempre tão ambíguas e verdadeiras. Somos levadas a sentir toda a tensão da guerra, os medos, as esperanças, fui transportada para aquela época em cada página que li. Realmente essa leitura foi uma experiência incrível e recomendo a todos que se interessem por história e por relações humanas.
comentários(0)comente



Gomor 14/09/2020

Livro excelente para aqueles que, como eu, gostam de histórias da segunda grande guerra mundial. Três personagens, três histórias que se juntam. Super recomendo.
comentários(0)comente



Jujuba 01/07/2022

Tocante
Faz a gente pensar em tudo que somos capazes de fazer por.nossas ideologias ainda que elas sejam distorcidas e crueis e ter esperança de que sobreviveremos ao inimaginavel da crueldade para aprender com os erros e não mais comete-los.
comentários(0)comente



Sandra @sandraalmeidaeseuslivros 17/05/2022

Impactante
Este livro é um soco bem dado no estômago.
A escrita da autora além de envolvente nos coloca em vários cenários horrorosos vividos na guerra. Muitas vezes me vi chorando como se estivesse ao lado destas mulheres nos campos de concentração.
Três mulheres, três pontos de vista diferentes. Uma médica alemã que trabalhava no maior campo de concentração para mulheres. Uma polonesa que foi para o mesmo campo de concentração e foi uma das Coelhas ( mulheres que foram feitas de cobaia para experiências com Sulfa) e uma francesa trabalhando em Nova York voluntariamente no consulado Francês ajudando refugiados e órfãos e que fez muita diferença na vida de muitas pessoas.
O livro nos toca profundamente e nos faz agradecer todos os dias por não estar na pele destas pessoas.
comentários(0)comente



Tâmise Pereira 14/08/2021

História necessária!
Esse livro virou uma chave na minha mente, quando você começa a enxergar algo tão cruel a partir de 3 pontos de vista diferentes. Leitura obrigatória sobre a 2° guerra.
comentários(0)comente



Laislla 29/08/2020

Relatos da guerra sempre tendem a ser tristes, mas também cheios de força e superação. Esse não é diferente. É um livro que você lê páginas e páginas de uma vez sem conseguir parar, pois as histórias dessas mulheres são realmente encantadoras.
comentários(0)comente



Lívia 14/02/2020

Amizade
Livro longo, mas flui com facilidade. Recomendo!
comentários(0)comente



153 encontrados | exibindo 1 a 16
1 | 2 | 3 | 4 | 5 | 6 | 7 |


Utilizamos cookies e tecnologia para aprimorar sua experiência de navegação de acordo com a Política de Privacidade. ACEITAR