Uma Esperança Mais Forte Que o Mar

Uma Esperança Mais Forte Que o Mar Melissa Fleming




Resenhas - Uma Esperança Mais Forte Que o Mar


55 encontrados | exibindo 1 a 16
1 | 2 | 3 | 4


Jean 27/06/2021

O livro é maravilhoso.
Retrata a vida de Doaa desde de antes da guerra até o momento da publicação, ótimo para quem quer entender um pouco mais a situação da Síria que infelizmente piora a cada dia que passa.
comentários(0)comente



Leituras e Reflexões 15/07/2020

Antes eu pensava que escolhia minhas próprias leituras; depois me dei conta que muitos livros é que me escolhiam. Mas a grande verdade é que Deus me põe frente a frente com certos livros... e é como se Ele me dissesse: "Você precisa ler este!"
E esse foi, exatamente, o caso deste livro que conta a história de Doaa Al Zamel. Uma garota síria que, junto com a sua família, busca refúgio no Egito, com o intuito de fugir da guerra que varria seu país. Pouco tempo depois, para escapar das perseguições e humilhações enfrentadas pelos refugiados, decide arriscar a própria vida na travessia do Mediterrâneo com destino à Europa, sonhando "desesperadamente" em conseguir ter uma vida mais digna e, dessa forma, facilitar a ida de seus familiares para lá também.
Com certeza, foi o livro que mais me fez chorar de tristeza em 2020. Percebo o quanto nós ainda nos importamos pouco com a dor do mundo. Poderíamos orar mais pelos que sofrem. Compadecermo-nos mais. Ajudar mais. Solidarizar com o sofrimento físico de seres humanos, que não têm culpa de nada, e são impotentes frente à guerra.
A história é contada de um modo tão envolvente que, sinceramente, parece beirar a fantasia. Mas quem dera que fosse ficção! Ou um conto de terror.
Não é uma história somente de uma sobrevivente, mas a história de inúmeros refugiados lutando pelo seu próprio futuro e de suas famílias, que se repetiu por anos, sem que o mundo sequer se desse conta da gravidade.

SUPER RECOMENDO!
@aprendilendo_ 15/07/2020minha estante
Muito interessante. É realmente importante sempre termos nossos olhos abertos para as dores do mundo, vou atrás desse livro.


Leituras e Reflexões 15/07/2020minha estante
Isso mesmo, irmão Pedro! Um fator importante na nossa oração intercessória é a compaixão, o se importar, colocar-se no lugar do outro, a empatia, o amor...

Consegui baixar de graça no app KINDLE da AMAZON. Foi rápido que disponibilizaram!


@aprendilendo_ 15/07/2020minha estante
Ok! Tenho o kindle também, muito obrigado pela dica, vou já pegar ele hoje.




Mari 07/04/2020

Não sei...
É muito chocante. É culturalmente muito diferente. É muito pesado.
Eu não tenho muito o que dizer sobre essa leitura, porque não consigo encontrar palavras.
É a primeira leitura que fico sem saber o que compartilhar com vocês...

O luto é uma coisa muito complicada. A guerra te faz criar emoções e apego a coisas que em outra realidade você não sentiria e nem se apegaria. Ver as certezas e sonhos destroçados é pesado.
Peço perdão por essa resenha quase inútil. A vida tem desses dias...
marianamgt10 10/04/2020minha estante
???




pmilao 28/06/2020

Quando a injustiça preenche terra e mar
Essa é uma história verídica de uma realidade de guerra, em que se conhece os impactos do ódio, da violência, da perda e da pobreza consequente de tal conflito; onde a Primavera Árabe não conseguiu fazer suas mudanças: Síria.

Comove, faz chorar, se surpreender, torcer. Faz perceber o quanto a vida de refugiados e daqueles que os recebem pode mudar completamente, a humilhação e perigos a que são expostos pelo simples fato de existirem.

Repressão, xenofobia, extorsão, assédio e tantas outras circunstâncias passam a ser corriqueiras na vida de quem busca pela dignidade perdida em seu país. Faz pensar como é possível viver assim e o livro mostra todas as respostas: o senso de dever e amor à família é, sem dúvida, a fonte da sobrevida em meio a toda incerteza e abusos. Quando não se tem mais essa motivação...

O livro contextualiza geopoliticamente, afinal foi escrito por uma funcionária da comunicação da ONU, além de trazer uma narrativa que reforça inúmeras vezes os pontos importantes da vida da personagem: suas convicções, seu temperamento, seus sonhos.
comentários(0)comente



Nana 09/09/2020

Incrível a força dessa mulher!
Ufaaa! Terminei essa leitura com um peso no coração e uma mistura enorme de sentimento: tristeza, angústia, raiva, decepção, admiração e esperança.
Tristeza pelo que Doaa e seus familiares passaram tendo que deixar tudo para trás na Síria e recomeçar a vida no Egito.
Angústia por ver que mesmo mudando de país, eles voltaram a ser ameaçados por serem suspeitos de ir contra um governo que se acha no direito de abusar da autoridade ameaçando os mais fracos.
Raiva por existir tanta crueldade no mundo, tanta indiferença ao sofrimento do outro.
Decepção com os seres humanos e com as religiões, pois nesses países onde se dizem tão religiosos é que acontecem os maiores absurdos movidos pelo fanatismo.
Admiração pela força e determinação de Doaa, tão jovem e tão guerreira. Enfrentou seu enorme medo do mar e além de ser uma das pouquíssimas sobreviventes, ainda salvou a vida de uma criança.
E por fim,  ficou a esperança de que cada um que leia essa história, abra um pouco os olhos para a situação dos refugiados e que em vez de julgá-los, ajude-os para que tenham o direito de recomeçar com dignidade e segurança.
comentários(0)comente



Mari Amaral 13/07/2021

Ela perdeu tudo, menos a esperança...
Essa é a história de Doaa, da família Al Zamel de Daara, Síria, e dos eventos de 19 de dezembro de 2010 que afetaram sua vida para sempre. Tudo começou na Tunísia, quando um jovem ateou fogo no próprio corpo em protesto contra as condições de seu país. Mohamed Bouazizi não sabia que seu ato iria desencadear uma das maiores ondas de protestos da história, a Primavera Árabe.

E o que foi isso? Foi uma série de revoltas que ocorreram contra as péssimas condições de vida impostas à população por ditadores. O primeiro a cair foi Zine El Abidine Ben Ali que estava no poder há 23 anos na Tunísia e isso animou países vizinhos. Muammar Kadhafi que governava a Líbia há 40 anos caiu, no Egito o presidente Hosni Mubarak também, em outros países como Marrocos, Jordânia, Iêmen e Bahrein houveram novas eleições, reformas e graves conflitos. Na Síria a história foi diferente.

Uma revolta pacífica contra o presidente da Síria em 2011 se transformou em uma violenta guerra civil. Doaa participou ativamente em sua cidade dos primeiros protestos que exigiam melhores condições de vida e com ela vemos todas as mudanças que ocorreram na Síria até as drásticas consequências da guerra que foi a crise dos refugiados, considerada uma das maiores crises humanitárias desde a segunda guerra mundial.

Sabemos que pelo menos 400 mil pessoas foram mortas na guerra, mais de 5 milhões de refugiados saíram do país e o conflito obrigou pelo menos 6 milhões de sírios a se deslocarem dentro das fronteiras em condições terríveis. Muitos sírios tiveram que vender tudo o que tinham para se arriscar nas mãos de contrabandistas e atravessar o mediterrâneo rumo à Europa.

A travessia dos refugiados é feita em embarcações impróprias e extremamente lotadas, resultando em inúmeros naufrágios. Desde o início da guerra na Síria mais de 18 mil pessoas foram vítimas, incluindo Doaa e seu noivo que para escapar de um pesadelo arriscaram tudo o que tinham, inclusive a vida. História real, comovente e apesar de dolorida é inspiradora. Doaa é como uma força da natureza, o mundo precisava conhecer a história dessa moça que venceu um mar inteiro.

@thereader2408

site: https://www.instagram.com/p/CRPm2HErMyI/
comentários(0)comente



Luiza 28/10/2020

O livro é muito bom! Tem uma riqueza de detalhes incrível.

A história de Doaa e sua família é muito triste, mas nos ajuda a entender pelo menos um pouco a trágica realidade do povo sírio. Também nos faz compreender o motivo pelo qual tantos se arriscam a fazer as perigosas viagem até a Europa.

A Síria está praticamente destruída, os países vizinhos não possuem mais condições de abarcar de forma digna os imigrantes, a única saída para ter uma vida minimamente digna é se arriscar indo para a Europa.

É muito importante que a humanidade entenda isso: os sírios e todos os imigrantes de forma geral não sairiam de suas terras se lá houvesse oportunidade de viver bem.

Que tenhamos mais empatia!

Recomendo a leitura!
comentários(0)comente



Thamiris.Treigher 06/01/2021

Forte!
Esse é um dos livros que posso dizer que mudaram minha vida. A jornada de Doaa Al Zamel, uma história real e atual, me tocou profundamente. Chorei diversas vezes... Mudou minha vida porque mais uma vez me mostrou que não tenho NADA a reclamar na minha vida. Me mostrou que meus possíveis problemas são tão pouco... que sou tão privilegiada. Doaa é uma síria espirituosa, de família muito simples, que tem sua vida ameaçada quando começa a Primavera Árabe, em 2011. Que reviravolta gigante acontece na vida dela, da família, e da população árabe. E em meio a isso tudo ela conhece o amor da sua vida, um amor DE VERDADE, daqueles que está ao lado do outro literalmente em TUDO. O livro mostra, através de Doaa, a vida dolorosa dos refugiados, que só querem um lugar tranquilo para viver minimamente bem.

A história de Doaa é uma história de milhões que vivem no limbo, esperando por asilo e assistindo aos noticiários dos combates em seu país natal. É também a história de potências internacionais envolvidas em rivalidades regionais e de como ou são incapazes de acabar com a guerra o não estão dispostos a isso.

Que mulher incrível! Que livro maravilhoso!
comentários(0)comente



Claudia.Melo 09/05/2021

Impactante!
A Jornada de Doaa Al Zamel, a jovem síria, é aterrorizadora...

Tudo começou com uma pichação de um muro de uma escola na cidade de Daraa com um desafio curto e irônico ao presidente Bashar Assad, oftalmologista formado, sobre o início das revoltas no país: - Agora é sua vez, doutor.
Após a pichação, o adolescente e seus amigos foram presos e torturados, dando início a manifestações que marcaram o início da guerra civil.

Recomendo para quem gosta de livros de não ficção.
comentários(0)comente



Karol 22/05/2020

Eu peguei esse livro para ler, inicialmente, porque tenho interesse em países do oriente médio, sua cultura, língua, etc. Acabei descobrindo que quero ler mais livros de não ficção. Principalmente aqueles que contam as histórias de mulheres fortes, com determinação e personalidade. Doaa se tornou muito especial para mim, uma inspiração. Consegui entender um pouco sobre a questão da guerra na Síria e como isso afetou a vida das pessoas. Só mais um exemplo de como o ser humano pode ser cruel e egoísta e como a família e os amigos são essenciais na nossa vida.
comentários(0)comente



Érika 26/02/2021

Comovente e impactante.
Livros narrando histórias reais são dos que mais me chamam a atenção. A história de Doaa foi algo muito forte e comovente.
É assustador o quanto de sofrimento existe nesse mundo. As condições de vida que algumas pessoas são obrigadas a ter e as situações nas quais elas se submetem para tentar sobreviver ou melhorar de vida beiram ao absurdo quando eu penso no quão diferente da minha realidade isso é.
Fico triste com a história de Doaa e de muitas maneiras me sinto impotente. Espero que as coisas melhorem e sigo buscando um jeito de mudar o mundo. Mas como?
Paz, amor e bem.
Ramon M. Santos 02/03/2021minha estante
Se comparado a séculos passados, o mundo está melhorando. Mas quanto mais lemos, mais vemos que tem muito ainda a ser feito


Érika 03/03/2021minha estante
Verdade, Ramon! Que tenhamos coragem para agir tentando melhorar ainda mais.




spoiler visualizar
comentários(0)comente



Edy 12/04/2020

Milagres existem??
Ao fim do livro eu só pensava: A MEU DEUS!!! Parece uma história de ficção dramática, mas q infelizmente foi bem real na vida de Doaa.
O livro trás de forma simples alguns episódios de como a guerra na Síria foi se desenvolvendo, se desenrolando e quais fatores contribuíram para esse quadro de confrontos entre governo e população.
E as nuances de como é a vida de famílias refugiadas..
comentários(0)comente



Dr Jônatas 19/04/2020

Esperança
Uma história real de esperança e fé.
Um amor pela vida e um simples desejo de ser livre.
comentários(0)comente



Rafa 28/07/2021

À deriva no mar gelado, sem terra à vista — apenas destroços do naufrágio da embarcação e cadáveres flutuando a sua volta —, a jovem de 19 anos Doaa Al Zamel flutua com uma pequena boia inflável na cintura e segura duas crianças pequenas junto ao corpo. As crianças foram confiadas aos braços de Doaa pelos parentes que se afogavam, todos refugiados a bordo de um barco perigosamente superlotado com destino à Suécia e a uma nova vida. Durante dias, Doaa flutua, reza e canta para as crianças. Deve continuar viva por elas. Não deve perder a esperança.

Mais do que uma história, esse livro é um relato forte e preciso da realidade da população síria em meio ao caos em que o país ficou com a guerra civil!!

Doaa é só mais uma das milhares de pessoas que saíram da Síria, buscando um novo começo, sem guerra, sem conflitos pelo poder, sem milhares de mortes de inocentes todos os dias!! Mas essa busca não foi nada fácil, como é decrito no livro!!

Podemos acompanhar todas as dificuldades que Dooa passou até chegar à Suécia. Das atrocidades da guerra na Síria, da passagem pelo Egito, até a travessia do Mar Mediterrâneo pra chegar na Europa!! Nada, absolutamente nada foi fácil nessa jornada!

A parte que mais me angustiou foi a travessia até a Europa!! Muita vezes foi difícil lidar com as passagens ali contadas. Coisas que só uma esperança muito forte pode ajudar a lidar e a superar!! É como diz o ditado: "Você só sabe o quanto é forte quando precisa ser forte"!!!! E Dooa foi, foi extremamente forte, em todos os sentidos!!!

Uma Esperança mais Forte que o Mar é um livro denso, e que precisa ser lido para que todos conheçam a história dessa mulher fantástica e admirável!!!


site: https://www.instagram.com/p/CQUVdtitGzY/?utm_source=ig_web_copy_link
comentários(0)comente



55 encontrados | exibindo 1 a 16
1 | 2 | 3 | 4


Utilizamos cookies e tecnologia para aprimorar sua experiência de navegação de acordo com a Política de Privacidade. ACEITAR