Uma Esperança Mais Forte Que o Mar

Uma Esperança Mais Forte Que o Mar Melissa Fleming




Resenhas - Uma Esperança Mais Forte Que o Mar


29 encontrados | exibindo 1 a 15
1 | 2


Débora Reis | @leituras_e_reflexoes 15/07/2020

Antes eu pensava que escolhia minhas próprias leituras; depois me dei conta que muitos livros é que me escolhiam. Mas a grande verdade é que Deus me põe frente a frente com certos livros... e é como se Ele me dissesse: "Você precisa ler este!"
E esse foi, exatamente, o caso deste livro que conta a história de Doaa Al Zamel. Uma garota síria que, junto com a sua família, busca refúgio no Egito, com o intuito de fugir da guerra que varria seu país. Pouco tempo depois, para escapar das perseguições e humilhações enfrentadas pelos refugiados, decide arriscar a própria vida na travessia do Mediterrâneo com destino à Europa, sonhando "desesperadamente" em conseguir ter uma vida mais digna e, dessa forma, facilitar a ida de seus familiares para lá também.
Com certeza, foi o livro que mais me fez chorar de tristeza em 2020. Percebo o quanto nós ainda nos importamos pouco com a dor do mundo. Poderíamos orar mais pelos que sofrem. Compadecermo-nos mais. Ajudar mais. Solidarizar com o sofrimento físico de seres humanos, que não têm culpa de nada, e são impotentes frente à guerra.
A história é contada de um modo tão envolvente que, sinceramente, parece beirar a fantasia. Mas quem dera que fosse ficção! Ou um conto de terror.
Não é uma história somente de uma sobrevivente, mas a história de inúmeros refugiados lutando pelo seu próprio futuro e de suas famílias, que se repetiu por anos, sem que o mundo sequer se desse conta da gravidade.

SUPER RECOMENDO!
Pedro.H.deOliveira 15/07/2020minha estante
Muito interessante. É realmente importante sempre termos nossos olhos abertos para as dores do mundo, vou atrás desse livro.


Débora Reis | @leituras_e_reflexoes 15/07/2020minha estante
Isso mesmo, irmão Pedro! Um fator importante na nossa oração intercessória é a compaixão, o se importar, colocar-se no lugar do outro, a empatia, o amor...

Consegui baixar de graça no app KINDLE da AMAZON. Foi rápido que disponibilizaram!


Pedro.H.deOliveira 15/07/2020minha estante
Ok! Tenho o kindle também, muito obrigado pela dica, vou já pegar ele hoje.




Nina 07/04/2020

Não sei...
É muito chocante. É culturalmente muito diferente. É muito pesado.
Eu não tenho muito o que dizer sobre essa leitura, porque não consigo encontrar palavras.
É a primeira leitura que fico sem saber o que compartilhar com vocês...

O luto é uma coisa muito complicada. A guerra te faz criar emoções e apego a coisas que em outra realidade você não sentiria e nem se apegaria. Ver as certezas e sonhos destroçados é pesado.
Peço perdão por essa resenha quase inútil. A vida tem desses dias...
marianamgt10 10/04/2020minha estante
???




pmilao 28/06/2020

Quando a injustiça preenche terra e mar
Essa é uma história verídica de uma realidade de guerra, em que se conhece os impactos do ódio, da violência, da perda e da pobreza consequente de tal conflito; onde a Primavera Árabe não conseguiu fazer suas mudanças: Síria.

Comove, faz chorar, se surpreender, torcer. Faz perceber o quanto a vida de refugiados e daqueles que os recebem pode mudar completamente, a humilhação e perigos a que são expostos pelo simples fato de existirem.

Repressão, xenofobia, extorsão, assédio e tantas outras circunstâncias passam a ser corriqueiras na vida de quem busca pela dignidade perdida em seu país. Faz pensar como é possível viver assim e o livro mostra todas as respostas: o senso de dever e amor à família é, sem dúvida, a fonte da sobrevida em meio a toda incerteza e abusos. Quando não se tem mais essa motivação...

O livro contextualiza geopoliticamente, afinal foi escrito por uma funcionária da comunicação da ONU, além de trazer uma narrativa que reforça inúmeras vezes os pontos importantes da vida da personagem: suas convicções, seu temperamento, seus sonhos.
comentários(0)comente



Karol 22/05/2020

Eu peguei esse livro para ler, inicialmente, porque tenho interesse em países do oriente médio, sua cultura, língua, etc. Acabei descobrindo que quero ler mais livros de não ficção. Principalmente aqueles que contam as histórias de mulheres fortes, com determinação e personalidade. Doaa se tornou muito especial para mim, uma inspiração. Consegui entender um pouco sobre a questão da guerra na Síria e como isso afetou a vida das pessoas. Só mais um exemplo de como o ser humano pode ser cruel e egoísta e como a família e os amigos são essenciais na nossa vida.
comentários(0)comente



Edy 12/04/2020

Milagres existem??
Ao fim do livro eu só pensava: A MEU DEUS!!! Parece uma história de ficção dramática, mas q infelizmente foi bem real na vida de Doaa.
O livro trás de forma simples alguns episódios de como a guerra na Síria foi se desenvolvendo, se desenrolando e quais fatores contribuíram para esse quadro de confrontos entre governo e população.
E as nuances de como é a vida de famílias refugiadas..
comentários(0)comente



Dr Jônatas 19/04/2020

Esperança
Uma história real de esperança e fé.
Um amor pela vida e um simples desejo de ser livre.
comentários(0)comente



Janaina Vieira Writer 25/04/2020

Uma travessia infernal
A história de Doaa, refugiada síria, é emocionante, trágica e real. Tudo começou na chamada Primavera Árabe, em 2011, ou seja, há apenas nove anos. Histórias como a dela e de sua família continuam a acontecer todos os dias. Muitas estão acontecendo neste momento, enquanto escrevo esta resenha. Isso é o mais doloroso, porque os refugiados hoje são milhões, espalhados pelo mundo todo. Por que eles são obrigados a fugir? Simplesmente porque, como qualquer outra pessoa, querem viver em segurança, querem dar a seus filhos a possibilidade de terem um futuro digno. Querem, acima de tudo, viver em paz, exatamente como qualquer um de nós. Então, por que a maioria dos países têm fechado a porta para eles? Porque, dizem, suas economias não suportariam tal pressão. Eu, porém, não acredito nisso. Acho que os refugiados são repelidos por preconceito, por xenofobia, por sentimento de exclusão a tudo que é, digamos, diferente. Os refugiados que são muçulmanos ainda enfrentam mais desconfiança porque há quem pense que todos eles, no fundo, são terroristas. Isso não é verdade. Eles são pessoas, seres humanos como todos nós. Até quando o mundo vai continuar a se comportar dessa forma, se todos habitamos um mesmo planeta? Ou seja, todos nós temos o direito de viver enquanto estamos na Terra. Logo, fronteiras não deveriam existir. No mínimo, não deveriam existir fronteiras para questões humanitárias.

Recomendo muito esse livro, não somente para quem gosta de ler sobre o assunto, mas para o público em geral. É preciso que haja mais empatia, mais bondade e mais compaixão no mundo.
Fabrício Araujo 26/04/2020minha estante
Oi. Ainda não havia dado uma segunda olhada nesse livro. Sua resenha me convenceu em inseri-lo na minha lista pra esse mês.


Janaina Vieira Writer 27/04/2020minha estante
Olá! Espero que goste porque é um excelente livro, embora narre uma história dramática e real. Depois me conte o


Janaina Vieira Writer 27/04/2020minha estante
...o que achou! rsrs


Fabrício Araujo 27/04/2020minha estante
Pode deixar.




Salonni 21/04/2020

Realidade.
Eu não consigo mensurar o quão esse livro me deixou desnorteado. Aqui é a vida real. Uma história sofrida/amarga. Eu não estava preparado para a historia de Doaa e sua família, o que essa família viveu parece ate coisa de ficção. Leitura obrigatória.
comentários(0)comente



Andreia.Kohut 22/04/2020

Refugiados. Esse livro me deu uma lição de humanidade enorme e intensa. Já pensei sim, sobre o assunto, e já me compareci de muitas histórias, mas este livro me abriu os olhos para essa realidade que é enfrentada por tantas pessoas pelo mundo afora... uma história real que nos tira do eixo e... Leia!
comentários(0)comente



Pâmela de Amorim 22/04/2020

Leitura emocionante
Sinceramente, não existem palavras para descrever o que estou sentindo neste momento! Esse é um dos melhores livros que eu li em toda a minha vida!!! Recomendo (e muito) a leitura para todos! É encantador, emocionante, triste e extremamente necessário!
comentários(0)comente



@claudinha_csilva 20/05/2020

A flor da pele
A história de Doaa realmente mexeu comigo e me fez avaliar como não sabemos nada sobre quem está no outro lado do mundo. Enquanto aqui no Brasil o momento é delicado, uma questão de saúde pública transformada num embate político, lá no Oriente médio, as pessoas lutam por suas necessidades básicas. Para sobreviver a guerra, migram de um lugar a outro, procurando um futuro seguro.
Recomendo a que gosta de histórias reais e nervos fortes.
comentários(0)comente



marianamgt10 10/04/2020

Refugiada
O livro conta a história real de uma garota siria de 19 anos que prescisa fugir com sua família de seu pais devido os horrores da guerra, se tornando uma refugiada no Egito mais que com tempo e o aumento da população de refugiados e a vida precária que tinha neste país, decide se arriscar em uma travessia clandestina pelo mar mediterrâneo com a esperança de conseguir vida melhor na Europa.
Livro muito emocionante que relata muito bem os horrores vividos por estes refugiados de guerra e nos mostra como somos pessoas tão indiferentes com os sofrimento dos outros. Este livro me ensinou muito sobre termos mais empatia com as outra pessoas. Vale muito apena MARAVILHOSO
comentários(0)comente



FAtima.Caitano 11/04/2020

Há vencedores em uma Guerra?
Retrata o drama dos refugiados de um país em guerra, em busca de abrigos, novos lares, expondo o sofrimento dos mesmos, ao perceberem que possivelmente nunca voltaram a sua terra natal. E à crueldade dos que se valem desses momentos de caos para lucrarem.
comentários(0)comente



Marcela 11/07/2020

Doaa
Um dos melhores livros que já li.
Doaa é uma jovem simples que nasceu na Síria, muito ligada à suas raízes, sofreu muito para deixar sua cidade "Daraa" e a vida que havia construído. Mas não teve escolha... A indescritível violência na Síria e as injustiças de um governo tirano não deram outra alternativa para a família de Doaa.
O episódio surpreendente para mim foi o naufrágio. Imaginava que o barco havia afundado por ser velho, inapropriado e super lotado para aquele tipo de travessia (o que era), mas o principal motivo do naufrágio foi outro.
Penso que Doaa salvou a menina e as meninas a salvaram também!
História incrível... Triste, mas cheia de esperança!
Muitas questões para reflexão!
comentários(0)comente



csartoretto 08/06/2020

Leitura imperdível para entender um pouco o que acontece na Síria e toda a tragédia humanitária que essa guerra desencadeou. É um livro sensível, que trata da história de Doaa, uma sobrevivente, da guerra, do naufrágio e da sordidez humana, mas que é a história da maioria dos refugiados, que arriscam a vida fugindo da guerra, na esperança de uma nova vida e muitas vezes encontram a morte no mar ou o ódio em terras estrangeiras.
comentários(0)comente



29 encontrados | exibindo 1 a 15
1 | 2